Jump to content
Forum Cinema em Cena

SergioB.

Members
  • Content Count

    4330
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    95

Everything posted by SergioB.

  1. Pré-selecionado ao Oscar de Melhor Filme Internacional, "Sun Children"/ "Crianças do Sol" é o novo filme do grandíssimo Majid Majidi, de quem já resenhei alguns filmes por aqui...Mais uma vez, um filme com crianças, um filme em uma escola, mas desta vez num Irã urbano, citadino, longe do campo, ou das montanhas. E sem nenhum cego. Apenas a presença de um senhor mudo. Três pré-adolescentes, envolvidos em pequenos furtos, são arregimentados para algo maior, localizar e pegar um tesouro, que se esconde debaixo de um educandário para jovens carentes. Logo, eles precisam entrar na escola, vol
  2. (57) Pré-selecionado ao Oscar de Melhor Filme Internacional, "Sun Children"/ "Crianças do Sol" é o novo filme do grandíssimo Majid Majidi, de quem já resenhei alguns filmes por aqui...Mais uma vez, um filme com crianças, um filme em uma escola, mas desta vez num Irã urbano, citadino, longe do campo, ou das montanhas. E sem nenhum cego. Apenas a presença de um senhor mudo. Três pré-adolescentes, envolvidos em pequenos furtos, são arregimentados para algo maior, localizar e pegar um tesouro, que se esconde debaixo de um educandário para jovens carentes. Logo, eles precisam entrar na e
  3. (56) Pré-selecionado ao oscar de Melhor Curta de Animação, essa produção 2d da Netflix, "If Anything Happens I Love You", emociona com seus traços simples, quase esferográficos, contidos, e de pouca cor. Conta a história de um casal deprimido, que, aos poucos compreendemos, perdeu sua filha. A lembramça dela é como uma sombra na casa, na coisas, no gato, nos relacionamento deles...Eu estava amando, até que o doc resolve sublinhar, enfatizar, aquilo que - sem palavras, não há palavras - já tínhamos percebido: a causa da morte da filha. E que inteligentemente justifica o título. Então,
  4. Pré-selecionado ao oscar de Melhor Curta de Animação, essa produção 2d da Netflix, "If Anything Happens I Love You", emociona com seus traços simples, quase esferográficos, contidos, e de pouca cor. Conta a história de um casal deprimido, que, aos poucos compreendemos, perdeu sua filha. A lembramça dela é como uma sombra na casa, na coisas, no gato, nos relacionamento deles...Eu estava amando, até que o doc resolve sublinhar, enfatizar, aquilo que - sem palavras, não há palavras - já tínhamos percebido: a causa da morte da filha. E que inteligentemente justifica o título. Então, sem razão
  5. Atenção para "The Human Voice", do Almodóvar, pré-selecionado em Live Action Short.
  6. Esnobadas Gigantes: "The Invisible Man" fora de Efeitos Visuais. "Mulher-Maravilha 1984" também de fora! Ual! "The Trial of the Chicago 7" fora de Maquiagem e Penteado. Nosso "Umbrela" fora de Curta de Animação. "Vitalina Varela" fora de Filme Internacional. "Asia", de Israel, fora também. O filme de Lesoto tmabém de fora... "Mank" fora de Canção, assim como a canção "Sing" de Justin Timberlake de "Trolls 2". "The Dissident" de fora em Documentário. "The United States vs Billie Holiday" fora de Maquiagem e Trilha. Caramba, será a primeira i
  7. PRÉ-LISTAS!!! DOCUMENTARY FEATURE “All In: The Fight for Democracy” “Boys State” “Collective” “Crip Camp” “Dick Johnson Is Dead” “Gunda” “MLK/FBI” “The Mole Agent” “My Octopus Teacher” “Notturno” “The Painter and the Thief” “76 Days” “Time” “The Truffle Hunters” “Welcome to Chechnya” DOCUMENTARY SHORT SUBJECT “Abortion Helpline, This Is Lisa” “Call Center Blues” “Colette” “A Concerto Is a Conversation” “Do Not Split” “Hunger Ward” “Hysterical Girl” “A Love Song for Latasha” “The Speed Cubers” “What Would Sophia Loren Do?” I
  8. (55) Por anos adiei ver a adaptação cinematográfica de "O Filho Eterno", pela razão de que amo o livro, da lavra de um dos maiores escritores do Brasil, o catarinense Cristovão Tezza. Mas a Netflix o disponibilizou, e eu tomei coragem. Achei muito boa e muito respeitosa a adaptação. O livro é melhor, claro, mas o filme conseguiu manter a sensação de que não se trata de abordar a figura de um filho com Down, mas da construção não imediata da figura de um pai. Notei, porém, uma modificação quanto ao livro, logo no meu momento preferido, que foi o de maior impacto para mim, quando o pai
  9. WASHINGTON DC AREA FILM WINNER`S: MELHOR FILME "Minari""Nomadland""Bela Vingança" "Uma Noite em Miami...""First Cow"MELHOR DIREÇÃOKelly Reichardt - "First Cow"Chloé Zhao - "Nomadland" Lee Isaac Chung - "Minari"Regina King - "Uma Noite em Miami..."Emerald Fennell - "Bela Vingança"MELHOR ATORAnthony Hopkins - "O Pai"Chadwick Boseman - "A Voz Suprema do Blues" Delroy Lindo - "Destacamento Blood"Riz Ahmed - "O Som do Silêncio"Steven Yeun - "Minari"MELHOR ATRIZ Frances McDormand - "Nomadland" Viola Davis - "A Voz Suprema do Blues"Vanessa Kirby - "Pieces of a Woman"Elisabeth Moss - "O Homem
  10. AARP’s Movies for Grownups Nominations: Best Picture/Best Movie for Grownups “Minari” “Nomadland” “One Night in Miami” “The Trial of the Chicago 7” “The United States vs. Billie Holiday” Best Actress Viola Davis, “Ma Rainey’s Black Bottom” Sophia Loren, “The Life Ahead” Frances McDormand, “Nomadland” Michelle Pfeiffer, “French Exit” Robin Wright, “Land” Best Actor Ralph Fiennes, “The Dig” Tom Hanks, “News of the World” Anthony Hopkins, “The Father” Delroy Lindo, “Da 5 Bloods” Gary Oldman, “Mank” Best Supporting Actress Candice Bergen, “Let Th
  11. Seattle Film Critics Society Nominations: Best Picture First Cow Hamilton The Invisible Man Judas and the Black Messiah Minari Never Rarely Sometimes Always Nomadland Palm Springs Promising Young Woman Sound of Metal Best Director Lee Isaac Chung (Minari) Emerald Fennell (Promising Young Woman) Steve McQueen (Small Axe: Lovers Rock) Kelly Reichardt (First Cow) Chloé Zhao (Nomadland) Best Actress Viola Davis (Ma Rainey’s Black Bottom) Sidney Flanigan (Never Rarely Sometimes Always) Frances McDormand (Nomadland) Elisabeth Moss (The Invisible M
  12. "Troll 2" é um sucesso da DreamWorks, principalmente entre os brasileiros. No restante do mundo foi pra aluguel, no Brasil arriscaram as salas dos combalidos cinemas. A trama gira em torno de uma briga entre estilos musicais; com os trolls roqueiros, claro, fazendo os vilões; desperta identificações fáceis no público, com o mundo do sertanejo, com o mundo do jazz, com o mundo do eletrônico, todos muito divertidamente caracterizados, embora leve a um final previsível: A óbvia união de todos os estilos em nome da música. O recado é de tolerância com o gosto alheio. Muito colorido, muit
  13. (54) "Troll 2" é um sucesso da DreamWorks, principalmente entre os brasileiros. No restante do mundo foi pra aluguel, no Brasil arriscaram as salas dos combalidos cinemas. A trama gira em torno de uma briga entre estilos musicais; com os trolls roqueiros, claro, fazendo os vilões; desperta identificações fáceis no público, com o mundo do sertanejo, com o mundo do jazz, com o mundo do eletrônico, todos muito divertidamente caracterizados, embora leve a um final previsível: A óbvia união de todos os estilos em nome da música. O recado é de tolerância com o gosto alheio. Muito colo
  14. (53) Na madruga, revi o extraordinário "A Negra de ...", do pai do cinema africano, o senegalês Ousmane Sembene. O filme (um média-metragem, 59 minutos) de 1966 rivaliza com qualquer outro que se faz hoje em dia. É pai de "Roma", pai de "Que Horas ela Volta?", por exemplo. Uma garota de Dakar é escolhida, em uma praça de mulheres candidatas a criadas (quae um mercado negreiro), para trabalhar como babá dos filhos de um casal francês. Levada à Antibes, no litoral sul, ela viverá praticamente como uma escrava doméstica do casal, fazendo de tudo, enquanto, através do off, saberemos como
  15. Toronto Film Critics Association Awards: Best Film: Nomadland (RUs: First Cow & Minari) Best Director: Chloé Zhao, Nomadland (RUs: Kelly Reichardt, First Cow & Lee Isaac Chung, Minari) Best Actor: Riz Ahmed, Sound of Metal (RUs: Chadwick Boseman, Ma Rainey’s Black Bottom & Mads Mikkelsen, Another Round) Best Actress: Frances McDormand, Nomadland (RUs: Viola Davis, Ma Rainey’s Black Bottom & Sidney Flanigan, Never Rarely Sometimes Always) Best Supporting Actor: Daniel Kaluuya, Judas and the Black Messiah (RUs: Paul Raci, Sound of Metal & Leslie Odom, Jr. O
  16. Washington DC Area Nominations: Best Film: First Cow Minari Nomadland One Night in Miami… Promising Young Woman Best Director: Lee Isaac Chung (Minari) Emerald Fennell (Promising Young Woman) Regina King (One Night in Miami…) Kelly Reichardt (First Cow) Chloé Zhao (Nomadland) Best Actor: Riz Ahmed (Sound of Metal) Chadwick Boseman (Ma Rainey’s Black Bottom) Anthony Hopkins (The Father) Delroy Lindo (Da 5 Bloods) Steven Yeun (Minari) Best Actress: Viola Davis (Ma Rainey’s Black Bottom) Vanessa Kirby (Pieces of a Woman) Frances McDormand (N
  17. Pouco a falar do Time Brasil, neste fim de semana: * O Melhor jogo de vôlei feminino da temporada: Pra Clube x Minas, na final da Copa Brasil de Vôlei. Depois de três horas e 5 sets, deu Minas, meu time (Saudade da Arena Minas! Saudade de BH!), 3 sets a 2, com 15 a 13 no Tie Break. Fora a taça, valia uma vaga ao Campeonato Sul-americano de Clubes. Macris errou duas bolas importantíssimas no final do quarto set, possibilitando a vitória do Praia. Mas no restante da partida jogou demais, inclusive com várias e várias amortecidas no bloqueio. Levantadora titular, inquestionável. Amei
  18. (52) Conferi o candidato de última hora da Netflix, "Malcom & Marie", do diretor Sam Levinson. Se nem seu pai espiritual, "Quem Tem Medo de Virginia Woolf ", da pena do fantástico Ernest Lehman, ganhou prêmios de Roteiro - tendo ele de se contentar com um Oscar Honorário - confesso que não esperava muito do jogo de palavras deste filme. Mas me surpreendi, eu gostei do conflito proposto. O irônico é que a história é sobre um diretor inseguro com a opinião alheia, e é exatamente assim que o filme resulta na vida real. O filme é só diálogo entre o jovem casal, lembrando que o clássi
  19. Conferi o candidato de última hora da Netflix, "Malcom & Marie", do diretor Sam Levinson. Se nem seu pai espiritual, "Quem Tem Medo de Virginia Woolf ", da pena do fantástico Ernest Lehman, ganhou prêmios de Roteiro - tendo ele de se contentar com um Oscar Honorário - confesso que não esperava muito do jogo de palavras deste filme. Mas me surpreendi, eu gostei do conflito proposto. O irônico é que a história é sobre um diretor inseguro com a opinião alheia, e é exatamente assim que o filme resulta na vida real. O filme é só diálogo entre o jovem casal, lembrando que o clássico de 196
  20. Na tentativa de emplacar Sophia Loren no Oscar de Melhor Atriz, a Netflix disponibilizou outros filmes dela, e colocou este curta de documentário, de 2021, que, por sua vez, também almeja uma vaguinha na respectiva categoria. São apenas 32 minutos de uma relação ídola e fã. Uma velhinha ítalo-americana, muito fã da atriz, conta sua vida de família imigrante, enquanto há uma entrevista com a atriz explicando brevemente seus primeiros passos na carreira, por que não compareceu à cerimônia que lhe a estatueta, e por que se casou com o produtor Carlo Ponti tendo Carry Grant aos seus pés...Ao
  21. (51) Na tentativa de emplacar Sophia Loren no Oscar de Melhor Atriz, a Netflix disponibilizou outros filmes dela, e colocou este curta de documentário, de 2021, que, por sua vez, também almeja uma vaguinha na respectiva categoria. São apenas 32 minutos de uma relação ídola e fã. Uma velhinha ítalo-americana, muito fã da atriz, conta sua vida de família imigrante, enquanto há uma entrevista com a atriz explicando brevemente seus primeiros passos na carreira, por que não compareceu à cerimônia que lhe a estatueta, e por que se casou com o produtor Carlo Ponti tendo Carry Grant aos seus
  22. (50) "O Amor em 5 Tempos" é o olhar de François Ozon para uma relação amorosa, só que - surfando na onda dos anos 2000 ("Amnésia", "Irreversível") - de trás para a frente, narrativamente inverso. Do divórcio ao primeiro contato. O título original deste filme de 2004 é "5x2", cinco momentos na vida de um casal. Divórcio; Desencantamento com a vida banal; Nascimento do Filho; Casamento; Primeiro contato. Desse conjunto, interpreto que Ozon, pelo menos para mim, não teve pudores em apontar o mais culpado pelo naufrágil da relação. O cara, muito bem interpretado pro Stéphane Freiss, er
  23. Não consigo achá-lo por causa dessas letras do título, acredita?
  24. Que tristeza para o cinema! Ainda bem que teve um final de carreira em ascensão. Mais velho ator a ganhar o Oscar, e também o mais velho ator indicado. R.I.P. Christopher Plummer!
×
×
  • Create New...