Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Diário de Tony Stark (1964)


DarkMarcos
 Share

Recommended Posts

ATENÇÃO MODERADORES: AQUI INICIA O TÓPICO REFERENTE AO HISTÓRIO DO HOMEM DE FERRO EM 1964. O ANTERIOR ERA REFERENTE AS REVISTAS DE 1963 E, PARA NÃO FICAR MUITO EXTENSO, DECIDI DIVIDIR OS TÓPICOS QUANDO MUDASSEM DE ANO. SE HOUVER ALGUM PROBLEMA QUANTO A ISSO E VOCÊS PREFERIREM QUE EU CONTINUE COM UM TÓPICO APENAS, ME AVISEM.
AGORA, VOLTAMOS A PROGRAMAÇÃO NORMAL


Tales%20of%20Suspense%20049%20A.gif

TALES OF SUSPENSE 49
(Janeiro de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gif É... Titio Stan Lee também aprontava das suas... Uma prova disso foi quando escreveu a bizarríssima (no mau sentido) história chamada "The New Iron Man Meets The Angel! (O Novo Homem de Ferro encontra O Anjo!). A tosqueira afetou até mesmo o desenhista Steve Ditko que está irreconhecível (no mau sentido também) sem nem ter chance de colocar a culpa na artefinal de Paul Reinman.

Bom... Vamos lá...

A história começa com o Anjo (dos X-Men) sobrevoando uma área das propriedades de Tony Stark. Nesse local, estão sendo testadas armas nucleares (calma... vai piorar...). O Homem de Ferro tenta avisar o mutante para que fique longe do local da explosão, mas ele não consegue entender. Mesmo voando em direção ao Anjo, o herói não consegue avisá-lo a tempo e a radioatividade da explosão o atinge. Quanto ao Homem de Ferro, ele tem a proteção da armadura. Seu único problema é que os jatos das botas falham e ele começa a cair. Como não está em uma altura tão elevada, usa os repulsores da armadura para minimizar a queda, truque que funciona com sucesso. Já o Anjo... bom... A radioatividade causa uma estranha alteração em suas ondas cerebrais e ele se torna... malvado. É isso mesmo! Ele não vira um monstrão, não é desintegrado, não fica com câncer e nem deformado. Ele fica simplesmente malvado.

Ai, ai... o Anjo malvado se rebela contra seus amigos dos X-Men (na época eram Fera, Cíclope, Homem de Gelo, Garota Marvel) e sai do grupo, prometendo se reunir com mutantes "do mau" para azararem o mundo. Para tentar resolver a situação e recuperar o aluno rebelde, o Professor Xavier decide pedir ajuda aos Vingadores. Mas o único vingador disponível é o Homem de Ferro que, como Tony Stark, recebe o aviso através de sua placa peitoral (Happy Hogan jura que está ouvindo uma voz vindo do peito do seu chefe, mas logo esquece o assunto e volta a cantar a secretária Pepper).O Homem de Ferro inicia um jogo de gato e rato atrás do malvado Anjo.

Tales%20of%20Suspense%20049%20B.gif

O mutante já havia provocado a população atirando dinamites que pegou de uma construção. Com isso, a polícia tenta capturá-lo na base da bala, mas o Homem de Ferro, com peso na consciência de ser o responsável indireto da confusão, pede uma chance para tentar convencer o Anjo. Após uma perseguição pelos ares (com o Anjo driblando o vingador dourado de várias formas), os dois começam a subir cada vez mais alto. Acontece que a armadura, depois de certa altura, começa a falhar e o Homem de Ferro começa a cair. Devido a altitude, dessa vez o truque com os repulsores não vão funcionar. Ao ver o herói despencar para a morte inevitável, o cérebro do Anjo sofre um choque que o traz de volta ao mundo dos bonzinhos. Voando rapidamente, consegue salvar o Homem de Ferro no último instante. Esse ainda joga um papo de que usou esse truque para que o choque consertasse o choque que a radioatividade causou. A coisa é tão tosca que o roteiro não deixa claro se isso é verdade ou só lorota do Stark).

Tudo termina bem, com direito a aperto de mão e um eterno agradecimento do Professor Xavier que jamais irá esquecer que o Homem de Ferro salvou um aluno seu. Ah, sim! E o Professor Xavier ainda explica que o Anjo só se chocou com a queda do Homem de Ferro devido ao bom caráter adquirido em seus treinamentos para se tornar um mutante bonzinho. Essa eu também não sei se é verdade ou só lorota do careca.

Enfim... A história é tão bizonha que fico imaginando se isto é uma história em quadrinhos de verdade ou é só lorota do Stan Lee.

Avengers%20003%20A.gif

AVENGERS 3
(Janeiro de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gif A história "The Avengers Meet... Sub-Mariner!" (Os Vingadores Encontram o Príncipe Submarino), foi escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e artefinalizada por Paul Reinman.

Novamente o título começa na sala de reunião. Nenhum comentário sobre visual do Homem de Ferro (coitado). Ele lidera a reunião propondo que o Hulk (que saiu do grupo na edição passada) seja encontrado por se tratar de uma criatura selvagem. Ele, então, apresenta uma espécie de "projetor de imagens" (uma tosca e curiosa versão de projetor holográfico) e atribui a autoria da criação a genialidade de Tony Stark (muito humilde, uma vez que Tony Stark é o próprio herói). Esse projetor manda sua imagem, como se fosse um corpo astral artificial, em lugares como a sede do Quarteto Fantástico, a mansão dos X-Men (Professor X se mostra pouco menos simpático que no encontro anterior, quando houve o problema com o Anjo) e ao encontro do Homem Aranha. Mas o herói não consegue nenhuma pista. É aí que o Thor lembra ao "gênio" de ferro que quem pode ajudar na busca é o jovem Rick Jones que, afinal, sempre teve contato com o Hulk.

Rick Jones, novamente as voltas com as transformações de Bruce Banner em Hulk, acaba pedindo ajuda dos Vingadores. Tony Stark é quem recebe o pedido e convoca os outros membros. O herói chega primeiro ao deserto onde se encontra o Hulk e começa uma feroz batalha contra ele. Destaque para quando (se preparem...) o Hulk espreme um cacto e faz espirrar espinhos contra os Vingadores... algo digno de um desenho animado do Pica-Pau, mas funciona bem nessa história (mesmo porque ainda estamos em 1964).

Vespa e Hank Pym (como Homem Formiga) chegam ao local e cavam um lençol d'água embaixo do Hulk, que quase cai mas consegue saltar antes. Mesmo assim é agarrado pelo Homem de Ferro que agora já conta com a ajuda de Thor.

Avengers%20003%20B.gif

Acuado, Hulk consegue escapar pegando carona em uma locomotiva que passava no local. Ao ser perseguido pelo Homem de Ferro e por Thor, o verdão joga um vagão nos dois, que é destruído por Thor. Hulk consegue tirar o Homem de Ferro do páreo (atirando um enorme guincho contra ele) e também Thor (que é amarrado por um carretel de fios de aço). Hank Pym, agora como Gigante, também é impedido de detê-lo quando o monstro joga farinha (!!!!) na chaminé da locomotiva e tudo fica enevoado, fazendo com que o gigantesco vingador não veja um túnel se aproximando (Stan devia ter assistido muito Pica-Pau no dia que escreveu isso).

Hulk consegue chegar ao mar, nada durante dias, pega carona em um barco e vai parar em uma ilhazinha deserta. Lá, ele é encontrado por Namor, que quer usá-lo como aliado em sua guerra contra o povo da superfície (o Namor andava menstruado nessa época).

Os Vingadores vão até essa ilha utilizando um submarino criado por Tony Stark. Namor e Hulk utilizam um canhão contra o grupo. A bala é repelida pelos repulsores do Homem de Ferro. Namor contra-ataca atirando um pó que endurece as juntas da armadura do Homem de Ferro. Esse problema é resolvido quando Vespa e o Gigante jogam ar-comprimido dentro de sua armadura e limpa o tal pó. Enquanto isso, o pau come solto na ilha.

No meio da confusão, a Vespa quase é pisoteada pelos companheiros do grupo. Namor, em luta com o Homem de Ferro, soca o peito da armadura quase ferrando a placa peitoral de Stark. No meio da luta com Thor, Hulk começa a "destransformar" e Namor fica fraco, devido ao tempo fora d'água. Homem de Ferro tenta segurar o príncipe submarino, mas este consegue um fiozinho d¿água, que lhe dá força suficiente para fugir. O grupo decide deixar Namor ir embora por achar que seus métodos, apesar de radicais, tem um "quezinho" de honra. E o coitado do Hulk é deixado pra lá, afinal.

Link to comment
Share on other sites

Tales%20of%20Suspense%20050%20A.gif
TALES OF SUSPENSE 50
(Fevereiro de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gifPor que que o Homem de Ferro tinha que mexer com o Mandarim?

A história "Iron Man Caught in the Clutches of The Hands of the Mandarin!" (algo como "Homem de Ferro pego pelas garras do Mandarin!") foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck (bela arte que dá um clima de aventura clássica para a história). É a primeira aparição do arquivilão Mandarim, principal inimigo do Homem de Ferro. O vilão é o símbolo máximo da antítese ideológica que o herói americano defende, mostrando toda a ojeriza que se tinha contra comunistas na época (aqui, principalmente, contra a China "Vermelha"). O visual do personagem, se comparado aos dias de hoje, parece ridículo (principalmente a cor "cheguei" da máscara), mas pode ser considerado uma homenagem ao estereótipo de vilão oriental de produções cinematográficas de outrora.

Um grupo de oficiais chineses procura assistência do Mandarim, um misterioso homem dotado de poderes inexplicáveis (um misto de tecnologia e magia) controlados pelos anéis em seus dedos. A intenção dos oficiais é pedir que o Mandarim os ajude, com seu conhecimento em energia atômica, a criar aparatos nucleares para bombardear os inimigos pelo mundo (ó, como eram maus!). Mas o Mandarim bota os oficiais pra fora, pois não precisar se envolver com outros governos. Ou seja, ele era arrogante sim... mas estava lá quietinho e contente com sua arrogância dentro do castelo. Podia até arranjar meios de conquistar o mundo mais tarde, mas:

Por que que o Homem de Ferro tinha que mexer com o Mandarim?

Militares americanos ficam sabendo da existência do Mandarim (que, lembrem, tava pouco se lixando pra guerra fria) e convocam o Homem de Ferro para investigá-lo. Antes de viajar para a China, Tony Stark dá um sermão no chofer Happy Hogan (que picou uma porrada num funcionário que respondeu meio torto pro patrão) e nem percebeu o penteado novo da assanhadíssima Pepper Potts. Mais tarde, quando o patrão já estiver em missão governamental como Homem de Ferro, a secretária até arrasta uma asa para Hogan (a danada tava matando cachorro a berro, mesmo).

Homem de Ferro aterrisa na China, luta contra a guarda pessoal do Mandarim e segue para o castelo do "vilão". Eu ia fazer piadas sobre o medidor de energia da armadura (que mais parece um velocímetro de automóvel), mas até que a idéia tosca foi boa. Isso deixou mais verossímil (apesar de menos discreto) a forma como o herói sabia que a armadura estava com pouca energia.

Tales%20of%20Suspense%20050%20B.gif

Ele é puxado por um imã gigante (a armadura amarelona não tinha esse problema - vide Tales of Suspense 42) e o Mandarim tenta esmagá-lo e depois atingi-lo com um raio paralisante. Mesmo com o herói revidando, quando ele tenta atacar o vilão este demonstra o imenso poder de revide dos seus anéis e consegue, enfim, paralisá-lo.

Ao se recuperar, o Homem de Ferro prossegue com a batalha, com a diferença de que o Mandarim quer lutar karatê. Ele demonstra não só ser um carateca habilidoso, como consegue (pasmem, crianças!!!) quebrar uma barra de ferro com um dos seus golpes!!! O Homem de Ferro tenta se esquivar o máximo que pode (já que não consegue atacar), mas os golpes vão chegando mais perto. É então que o herói usa (morram do coração, crianças!!!) uma espécie de calculadora científica no pulso da armadura para calcular o ângulo e a velocidade do próximo golpe!!!!!!!!!! O resultado é que ele consegue se defender de forma que o Mandarim dê um golpe de "mal jeito" e desmaie com a dor. Depois disso... bom... ele sai do castelo do "vilão" e volta para os Estados Unidos (pro azar de Hogan que acabou não dando uns catos na Pepper). E o coitado do Mandarim, ficou lá no castelo, com a mão enfaixada e puto da vida com o Homem de Ferro. E, acreditem, ele iria voltar muitas e muitas vezes para atormentar o herói. Mas, também:

Por que que o Homem de Ferro tinha que mexer com o Mandarim?

Journey%20Into%20Mystery%20101%20A.gif
JOURNEY INTO MYSTERY 101
(Fevereiro de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gif A história "The Return of Zarrko, the Tomorrow Man!" (O Retorno de Zarrko, o Homem do Amanhã) foi escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e artefinalizada por G. Bell.

Aqui, o Homem de Ferro, juntamente com os vingadores Vespa e Gigante, faz apenas uma pequena participação. Parece que o grupo começou com o pé esquerdo de tanto nego mau-humorado que virou integrante. Primeiro foi o garoto-problema Hulk... agora, nessa história, vemos um Thor dando "pití" porque papai Odin não deixa ele namorar com Jane Foster.

Hank Pym recebe uma mensagem, através de suas formigas, dizendo que o Thor não está com uma boa cara. Ele, então, convoca o Homem de Ferro pra tentar deter o loirão pois, devido ao grande poder dele, muito estrago pode ser feito na cidade. Quando chegam ao local, uma amostra do tal estrago fica evidente: quando quase ia ser atropelado, Thor destrói uma caminhonete com uma martelada. O dinheiro de Tony Stark também é útil aqui para ressarcir o coitado do caminhoneiro.

O Thor continua "na dele" e só quer curtir a Foster... digo... a fossa sozinho. Quando o Gigante, que também já estava perdendo a paciência com o azedume do Deus do Trovão (Os Vingadores deviam tomar mais suco de maracujá...), Homem de Ferro o puxa e pede para deixar que o filho de Odin se vire.

Para ler outras resenhas referentes a edições anteriores, acesso o blog Âmago: www.darkmarcos.blogger.com.br

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Tales%20of%20Suspense%20051%20A.gif
TALES OF SUSPENSE 51
(Março de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gif A história "Face-To-Face With The Sinister Scarecrow" (Face a Face com o sinistro Espantalho) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck.

Ao perseguir um ladrãozinho comum que assaltava a bilheteria de um teatro, o Homem de Ferro recebe a inusitada ajuda de Umberto, um contorcionista que se joga no tal ladrão como se fosse uma bola de boliche. O tal Umberto até recebe os agradecimentos do super-herói mas, ao invés de se sentir feliz com seu ato nobre, chega a conclusão de que tem capacidade suficiente para ganhar a vida de outra forma. Passando por uma loja de fantasias, vê uma fantasia de espantalho e a rouba. Seu próximo delito é roubar os corvos amestrados do grande Thornton (que também deveria fazer shows no mesmo teatro). Então, usando a fantasia e treinando os corvos para roubarem pra ele (além de outros truques) Umberto se torna o vilão conhecido como Espantalho!

É bom lembrar que esse Espantalho do universo Marvel é muito parecido com o inimigo do Batman (da editora concorrente DC Comics) que tem o mesmo nome. O fato dele ser um contorcionista também remete a outro personagem clássico da DC, o Boneco de Pano. De fato, mesmo com aparições posteriores, esse Espantalho teve pouca repercussão dentro da Marvel. Mas é notável, principalmente nessa história, como um simples ladrão pôde ludibriar de forma criativa um herói como o Homem de Ferro.

Pepper Potts continua arrastando asa para o patrão Tony Stark e não mostra ter escrúpulos pra isso. Consegue despachar a atriz Veronica Vogue, possível affair de Stark, simplesmente mentindo que ele está viajando.

O chofer Happy Hogan leva Stark para casa e os dois dão de cara com o Espantalho e seus corvos assaltando o local. Hogan, que já foi pugilista, leva a pior ao tentar lutar com o vilão. Apesar de ter a vantagem física, o contorcionista consegue dominá-lo de forma eficiente. No meio da confusão Stark consegue vestir a armadura.

O Homem de Ferro é atacado pelos corvos que jogam uma lona em cima dele e tentam amarrá-lo. É claro que isso era apenas uma distração (Stan Lee era maluco mas ainda não era caduco...). Quando o herói percebe os corvos fugindo janela afora, vai atrás deles para encontrar o Espantalho, que deveria ter fugido. Deveria... mas não fugiu. Os corvos foram apenas uma distração para que o ladrão continuasse encondido no local e pudesse roubar planos das Indústrias Stark. Mesmo com Hogan tentando detê-lo novamente. Ele consegue fugir.

Tales%20of%20Suspense%20051%20B.gif

Tarde demais, o Homem de Ferro percebe que estava sendo feito de besta pelos corvos e volta (tarde demais) para a moradia de Stark.

Tony Stark recebe uma ligação do Espantalho, que pede grana em troca dos planos de volta e pede para encontrá-lo em um cais. Mesmo pagando o resgate, Stark é atacado pelos corvos e deixa o ladrão fugir com uma lancha, levando o dinheiro e os planos. Como o vilão não sabe de sua identidade, ele veste a armadura e o persegue.

E quando a gente imaginava que essa seria uma aventura comum de herói (afinal ele estava enfrentando apenas um ladrãozinho comum fantasiado, fora de seus padrões), Stan Lee cutuca a ferida do comunismo de novo: o Espantalho entrega os planos para os cubanos.

Em alto mar, o Homem de Ferro recupera os planos, dá uma surra nos cubanos e no Espantalho e ainda afunda o barco deles. O vilão foge (hora da tosqueira, crianças) sendo içado pelos seus corvos amestrados através do mar até Cuba.

A história termina com Tony Stark mostrando para Pepper dois ingressos para assistir a tal Veronica Vogue. Isso lhe dá certas esperanças... que logo se apagam quando ele diz que os dois ingressos são para ela... e para Happy Hogan.


Avengers%20004%20A.gif
AVENGERS 4
(Março de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gif Nesta clássica ediçãos, ocorreu o tão comentado retorno do Capitão América. O personagem foi criado para ser uma espécie de propaganda militar americana para a Segunda Guerra Mundial. Mas a guerra acabou e o personagem ficou meio que no limbo. Houve um retorno de suas aventuras na década de 50, onde caçava comunistas, mas isso não durou muito. Essa fase foi ignorada na cronologia da Marvel (que publicava as aventuras antigas, ainda quando a editora se chamava Timely), uma vez que nesta edição de Avengers é mostrado que o herói havia desaparescido desde o final da Segunda Guerra.

A história ¿Captain America Joins... The Avengers!¿ (Capitão América une-se... aos Vingadores!) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby. Kirby incluside é um dos criadores do personagem e principal desenhista de suas aventuras passadas.

Lembram da batalha entre Vingadores e Namor, onde o príncipe submarino havia fugido no final? Então... ele fugiu e foi parar em uma colônia de esquimós. Esses esquimós estavam adorando uma figura congelada no gelo. Ainda enfurecido com a humanidade, Namor espanta os nativos e joga o bloco de gelo com o tal ídolo no mar. O bloco vai derretendo até revelar a figura de um homem. Os Vingadores (ainda sendo Homem de Ferro, Thor, Vespa e Gigante), que estavam voltando pra casa, encontram esse homem boiando e o trazem pra dentro do submarino. Lá dentro, descobrem que a figura é o lendário Capitão América, que também acorda de seu longo sono.

O Capitão América convence sua legitimidade aos Vingadores testando seus reflexos contra um ataque (de mentirinha) dos mesmos e também se lembra que havia caído na água gelada, após uma explosão que matou seu companheiro mirim, Bucky, e ficou congelado todos esses anos, desde a década de 40.

Avengers%20004%20B.gif

Ao chegarem no porto, os Vingadores são recebidos por uma turba de repórteres, curiosos em saber de sua aventura na busca ao Hulk. Misteriosamente, o grupo é transformado em estátuas de pedra. Os repórteres, achando que aquilo é algum truque pra fugir da imprensa, vão embora e nem percebem o último herói saindo de dentro do submarino: o bandeiroso Capitão América.

No entanto, o Capitão é reconhecido por várias pessoas que se lembram dele como um herói de infância. Tal reconhecimento rende até mesmo um quarto de hotel pago por um oficial que fica emocionado ao vê-lo. No hotel, ele é procurado pelo jovem Rick Jones, que quer saber o que aconteceu com os Vingadores. O Capitão fica abismado com a semelhança física (e até vocal) entre Rick e o falecido Bucky. Tanto que compara o jovem com um gêmeo de seu parceiro. Juntos eles descobrem que um misterioso homem transformou os Vingadores em pedra. Mas esse homem misterioso, na verdade, é um alienígena com cara de cenoura que caiu a muito tempo na Terra (tanto que sua arma de transformar pessoas em pedra é a explicação para a lenda da Medusa ¿ Stan Lee, quando chutava, fazia com gosto...) e só quer ajuda para recuperar sua nave que está no fundo do oceano.

Resolvido o mistério, os Vingadores são ¿despedreirizados¿ e tentam ajudar o fulano a recuperar sua nave. É quando aparece o pentelho do Namor, de novo, acompanhado de seu exército. O príncipe submarino quase ferra a placa peitoral do Homem de Ferro de novo (o Namor deve pensar que a armadura é uma lata de sardinha...). Mesmo com o Capitão entrando na briga, tudo só termina porque a nave do alienígena decola, dando a impressão de que é um maremoto. Isso faz Namor deixar o grupo pra trás para que sejem tragados pela fúria das águas.

A história termina com o Homem de Ferro tentando convidar o Capitão a integrar o grupo (dono da bola é dono da bola...). O pedido é aceito antes mesmo que seje formalizado. Rick Jones fica entre a cruz e a espada: tem a chance de ser um aprendiz do Capitão (já que o herói se simpatizou tanto com ele) mas tem que abrir mão de tentar seguir o Hulk.

Os diários de Tony Stark anteriores estão sendo arquivados no blog Âmago. Acesse o blog: www.darkmarcos.blogger.com.br

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 1 month later...

Tales%20of%20Suspense%20052%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 52
(Abril de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gifA história "The Crimson Dynamo Strikes Again!" (O Dínamo Escarlate Ataca Novamente), foi escrita por Stan Lee e N. Korok e desenhada por Don Heck.

Começa com o Dínamo dentro das Indústrias Stark, deixando dúvidas sobre suas intenções. Tony Stark também está no local e o detém... para que não se fira em um experimento com raios laser. Vanko, cientista que criou o Dínamo, explica que sua armadura resiste aos raios. Stark pede que seja mais cauteloso.

É lembrada a última batalha entre ele e o Homem de Ferro em um quadro de flashback, que tem uma discrepância gritante. Nele, o herói ameaça jogar Vanko na água e esse diz que pelo menos irá morrer como um homem. Acontece que, no original (Tales of Suspense 46), Vanko implorou como um bebêzinho pra não ser jogado.

A traição do ex-agente Vanko é assistida em fita pelos comunistas. Decidem então mandar a Viúva Negra para acabar com ele. Ela faz o estilo femme fatale, misteriosa, mas não parece ser do tipo que usa armas além dos seus... dotes. Também é acompanhada por um tal de Boris, típico brutamontes ao estilo dos capangas de vilões de filmes de 007.

Chegando em Long Island de submarino (a segurança dos americanos era uma beleza...), se apresentam nas Indústrias Stark como Madame Natasha e Boris, irmão dela. Estão ali porque Boris quer conhecer a tecnologia americana e palestrar nas escolas, onde leciona ciências. Stark se oferece para mostrar a fábrica pessoalmente. Garanhão como é, ele dá uma cantada bem cafajeste na Natasha: julgando a visita um tanto chata para a moça, a convida para jantar, deixando que seu irmão prossiga sozinho (ser capanga é uma merda...).

Tales%20of%20Suspense%20052%20B.jpg

Enquanto vão jantar, ¿mano¿ Boris continua xeretando, encontra Vanko, prende ele com uma arma que dispara "fibras magnéticas" (outra invenção Vanko) e coloca um gravador com a voz do cientista para a segurança achar que ele ainda está no laboratório. Sabendo que Vanko fica furioso ao ser interrompido, os guardas nem checam se tudo está bem, mesmo com Boris saindo com um pacotão que diz ser encomenda do cientista (a segurança das Indústrias Stark era tão beleza quanto a dos americanos...).

Boris veste a armadura de Dínamo Escarlate e começa a incendiar a fábrica. Chegando ao local, Stark dá um jeito de vestir a armadura e entrar no meio do fogo (e acha Natasha um tanto fria diante da situação). Ingênuo quanto ao usuário da armadura de Dínamo, o herói é atacado e desmaia, sendo levado pelo vilão para o submarino. Mas Boris deixa o gladiador dourado com os espiões e parte atrás de Tony Stark.

Quando acorda, o Homem de Ferro se vê dentro de uma cela de aço. Enfraquecido devido a descarga elétrica, ele consegue recarregar-se, destrói a sua prisão, resgata Vanko (também no submarino) e se dirige pra fábrica novamente.

Mudando a frequência da armadura, o Homem de Ferro consegue derrubar o Dínamo Escarlate, mas este também muda a frequência e contra-ataca. Boris, que já era forte, levanta uma enorme máquina graças a ajuda da sua armadura. Quando essa máquina é arrancada de suas mãos pelo Homem de Ferro, fica impressionado pela força do herói.

Natasha aparece e se faz de vítima. Com a distração, Dínamo joga água no Homem de Ferro. Antes que o vilão pudesse eletrocutá-lo, Vanko ataca com a arma laser, que mata os dois ao ser usada.

A identidade da Viúva Negra é descoberta. Stark, no entanto, não vê necessidade em capturá-la. Afinal ela falhou com seus líderes e o castigo será esconder-se da fúria deles.

Stan Lee demonstrava ter grandes planos pra Viúva Negra. Mesmo assim, aqui ela apenas jantou com Stark e se fez de vítima. Nada fez que a ligasse ao termo super-espiã. Digamos que sua presença era até desnecessária. Boris, por sua vez, seguiu tendência contrária. Parecia ser um mero capanga mas, no decorrer da história, Vanko revela que é um cientista brilhante também. Como Dínamo, ganha uma personalidade marcante. Pena que foi sacrificado. Assim como o Professor Vanko, personagem que ganhou tanto carisma como coadjuvante.

Fantastic%20Four%20025%20B.jpg
FANTASTIC FOUR 25
(Abril de 1964)

Tales%20of%20Suspense%20048%20Boneco.gifA história "The Battle of the Century, The Hulk Vs. The Thing" (A Batalha do Século, o Hulk Versus o Coisa) foi escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e artefinalizada por G. Bell.

Aparição pequeníssima do Homem de Ferro que, juntamente com os Vingadores (agora com a adesão do Capitão América), continua sua caça ao Hulk. O grupo encontra vestígios em um estrada no deserto. Trata-se de alguns caixotes que o monstro havia jogado de um caminhão, para que este lhe desse carona (este detalhe é desconhecido do grupo). Em seguida, eles partem todos de helicóptero (o Thor devia estar sem gasolina no dia...) até o laboratório subterrâneo de Bruce Banner. Só que o Hulk desencontrou com eles ao seguir caminho contrário atrás dos... Vingadores!

Parece comédia dos erros, mas esse desencontro foi a desculpa ideal para só sobrar o Quarteto Fantástico em Nova Iorque para derrotar o Hulk. Quarteto em termos, uma vez que o Senhor Fantástico passa o tempo todo de cama, adoentado por um estranho vírus, o Tocha Humana e a Mulher Invisível não dão nem pro gasto e a bucha sobra mesmo pro Coisa, em uma batalha soberbamente bem escrita, bem desenhada e em ritmo pra lá de cinematográfico. Um clássico, enfim!

E o Homem de Ferro? Ainda está gastando combustível do helicóptero... só na próxima edição que eles acertam o rumo...

enquanto%20isso%20logo.jpg

Tales%20of%20Suspense%20052%20Enquanto.jpg

...em abril de 1964, acontece o primeiro golpe militar na América do Sul durante a Guerra Fria. Adivinhem onde! Adivinhem! Adivinhem! Adivinharam? Sim, no Brasil-sil-sil-sil-sil... O presidente João Goulart foi posto pra correr e os militares tomaram conta das ruas, das cidades, dos estados... enfim, do País.

Esse conturbado início da ditadura no Brasil foi, sim, reflexo da Guerra Fria. E não pense que aquele papo de que "americano domina a nossa cultura e manda e desmanda no mundo" é uma teoria válida pra explicar isso. Apesar do mundo dessa época estar dividido em apenas 2 partes (comunismo e anti-comunismo), era uma moeda que tinha mais de dois lados. Até mesmo a palavra "culpado" não se aplicava a situação.

Enquanto lemos sobre as dificuldades que os espiões comunistas tinham de entrar na América da Marvel Comics (e, vice-versa, também era complicado), aqui no Brasil os dois lados andavam livremente pelas ruas. E a bomba tinha que explodir hora ou outra. Como a paranóia era geral, o presidente João Goulart, por mais que berrasse que não tinha o mínimo de intenção de ser comunista, tomava atitudes que eram muito parecidas com os ideais do sistema dos "vermelhos". Até chegar ao ponto que não dava mais pra ficar e explicar pro povo.

E vocês aí, rindo da patriotagem exagerada dos super heróis americanos, só iriam notar a bagunça quando vissem os tanques nas ruas. Isso se acreditassem... É que a data do primeiro movimento da conspiração foi Primeiro de Abril de 1964! Só que não era mentira, nem pegadinha. Era o Golpe!

Os Diários de Tony Stark: http://diariodetonystark.zip.net

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Tales%20of%20Suspense%20053%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 53
(Maio de 1964)

A história "The Black Widow Strikes Again!" (A Viúva Negra Ataca Novamente), foi escrita por Stan Lee e N. Korok e desenhada por Don Heck.

Apesar do título Tales of Suspense ter como carro chefe as histórias do Homem de Ferro, isto se tornou mais evidente a partir desse número, onde o nome do personagem toma conta do logotipo da revista. Ainda assim, divide espaço com histórias da série Contos do Vigia.

A capa dá um belo susto em quem (como eu) achava que a Viúva Negra teve uma importância pequena em sua primeira aparição. Afinal, já aparece levitando um tanque!!! Ao ler a história, no entanto, nota-se que isso foi uma brincadeira do próprio Stan Lee, uma vez que mostra que ela não adquiriu poderes sobrehumanos. Como a edição anterior, essa se trata de mais uma ótima história de espionagem, só que com mais elementos fantasiosos.

Tudo começa quando Tony Stark inventa uma aparelho antigravitacional. A descoberta é acidental e não pode ser reproduzida, tornando o aparato, além de fantástico, peça única existente. Um fotógrafo consegue divulgar a notícia e os russos (os "vermelhos") ficam loucos para colocar as mãos na invenção. A Viúva Negra, por sua vez, também fica sabendo e quer matar dois coelhos: apoderar-se da máquina e ficar bem com os seus antigos patrões (da qual estava fugindo, exilada na América).

A vilã, descaradamente, marca uma nova visita com Stark, alegando que está muito arrependida pelo que fez (na edição anterior, vejam só!!!). Daí que Stark dá mais do que motivo para sua fama de mulherengo. Aliás, aqui ele é mais que mulherengo... é viciado em mulher!!! Não só perdoa a bela espiã como, de cara, já vai mostrando seu aparelho. ... ... Ô! Eu tô falando do "aparelho" antigravitacional, bando de maliciosos! Aham... Voltando... Natasha (a Viúva Negra), dispara um spray que paralisa Stark, garantindo o roubo do aparelho (tão rindo ainda?).

Tales%20of%20Suspense%20053%20B.jpg

Antes da espiã entregar a arma para seus patrões, ela inicia uma série de roubos de jóias. Diante disso, o próprio Senado americano começa a comer o toco de Stark pela sua irresponsabilidade com a segurança do país. Como Stark "hay de ser macho sen perder la armadura", sai ao encalço da vilã convicto e com a certeza de que vai encontrá-la porque "ninguém melhor que Tony Stark para conhecer as mulheres" (é sério, existe essa frase na história...).

Como Homem de Ferro, encontra a espiã, que dispara o raio nele. No meio da confusão, os capangas russos entram na frente do aparelho, cortando o efeito sobre o herói. Mesmo assim, a Viúva levita um prédio e o joga em cima do herói.

Ela segue para o Fort Knox, onde o ouro americano é protegido por tanques. Aqui se mostra uma das características que faziam de Stan Lee (ou N. Korok, que escreveu a história) inusitado: ficaria muito óbvio que ela levitasse os tanques , né? Mas, não! Mas a vilã levitou a própria montanha cheia de ouro! Apesar disso, quando os tanques começam a atacá-la ela também começa a levitá-los (e a montanha lá, flutuando, pois o raio tem efeito prolongado). O Homem de Ferro (que havia escapado do prédio, tendo tempo pra pensar num plano) passa na frente do aparelho (cortando o efeito do raio) e dispara um raio de prótons nele para anular sua ação. Os espiões-capangas são presos (eles deviam ter um sindicato pra reclamar dessas coisas) e a Viúva escapa (sem o raio).

No final, um major ainda critica a irresponsabilidade de Stark e ele, como Homem de Ferro, tem que engolir o sapo. E tudo por causa de mulé...

 

Fantastic%20Four%20026%20A.jpg

FANTASTIC FOUR 26
(Maio de 1964)

A história "The Avengers Take Over", foi escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, com arte final de George Bell.

Continuação da edição anterior da revista do Quarteto Fantástico, a história começa de onde parou, com Hulk e Coisa se estapeando pela cidade e com o restante do Quarteto Fantástico totalmente debilitado (a Mulher Invisível cuida do Senhor
Fantástico, que está adoentado devido a um estranho vírus, e o Tocha Humana está hospitalizado depois de uma surra do Hulk).

Após a conclusão da briga entre Coisa e Hulk, o gigante verde leva a melhor, rouba um trem do metrô (!!!!) e o dirige (!!!!!!!!) até a Mansão de Tony Stark (sede dos Vingadores). Lá, ele enfrenta o grupo por... é... bom... enfim... não consigo encontrar a palavra certa mas, mesmo que pegue mal, lá vai... ele os enfrenta por ciúme! Tá bom, não vamos ser tão maldosos e pegar o espírito daqueles anos incríveis. Ele os enfrentou para tentar se vingar do jovem Rick Jones, seu ex-parceiro, por achar que este o traiu quando se juntou em uma semi-parceria com um desorientado Capitão América. No meio da confusão, o primeiro catiripapo foi justamente para o Homem de Ferro.

O Quarteto Fantástico, finalmente completo com a recuperação do Senhor Fantástico e do Tocha Humana, entram no meio da briga dos Vingadores. Isso pra acontecer a maior cena "filme dos Trapalhões" que os quadrinhos de super heróis já viram. Ao invés de trabalharem em conjunto, o que se vê é uma série de cenas pastelões, onde integrantes de cada grupo, literalmente, se trombam em meio a batalha, um atrapalhando o outro. O Homem de Ferro, por exemplo, é "laçado" pelo braço elástico do Senhor Fantástico ao pular na frente desse, que tentava capturar o Hulk. E o Hulk, por sua vez, foge levando Rick de refém. Enquanto isso, os líderes e gênios de cada grupo, Senhor Fantástico e Homem de Ferro, se limitam a ficar batendo boca sobre quem está atrapalhando quem.

Fantastic%20Four%20026%20B.jpg

Usando sua famigerada anteninha no ombro, o Homem de Ferro capta uma frequência da polícia, que diz que o Hulk está em uma prédio em construção. O Tocha Humana é o primeiro a chegar ao local e a atacar. Mas suas chamas são "assopradas" pelo raio repulsor do Homem de Ferro (na verdade, mais parece uma ventoínha nas palmas da armadura). Porém, o herói enlatado acaba gastando muita energia e é preso por vigas de aço lançadas pelo Hulk. Só se livra da armadilha, apesar de debilitado, graças ao parceiro Thor.

Mesmo tendo todos contra o Hulk, quem resolve a situação é o próprio Rick Jones, que dá uma cápsula irradiada de raios gama (!!!!... não, também nunca ouvi falar disso...) e faz o monstro voltar a ser o Doutor Bruce Banner. Resolvida a parada, os integrantes dos grupos se cumprimentam (ó, hipocrisia) prometendo colaborar mais numa próxima vez.

Se fosse publicada nos dias de hoje, esta história poderia ser considerada uma sátira feroz ao super-heróis, principalmente ao encontro de vários super-heróis numa mesma história. Nos dias de hoje, aliás, a mesma situação resultaria em muito sangue e tripa (algo que era impensável de se publicar nos anos 60).

O verdadeiro destaque fica com o embate do Hulk e Coisa, menos intenso do que a primeira parte da história, em uma guerrinha que usa a força bruta com inteligência, criatividade e bom humor. Ah, sim! E o mais esquentado dos heróis, novamente, não é o Hulk... mas um estourado Homem de Ferro que, como líder, só queria saber de partir pro ataque... física ou verbalmente.

Os Díários de Tony Stark: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Avengers%20v1%20005%20A.jpg

AVENGERS 5
(Maio de 1964)

A história "The Invasion of the Lava Men!" (A Invasão dos Homens de Lava), foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby com artefinal de Paul Reinman.

A aventura começa após a perseguição dos Vingadores e Quarteto Fantástico ao Hulk. O grupo analisa o prejuízo a mansão de Anthony Stark (menos o Homem de Ferro, que ninguém sabe ser o dono do local, o próprio Stark). Thor lembra que cada um têm suas vidas particulares e, uma vez que não há perigo aparente, elas merecem suas respectivas atenções. Rick Jones também parte junto com seu novo "mentor", o Capitão América.

Logo depois, estranhas vibrações são sentidas em diferentes localidades. Stark fica sabendo dessa anomalia através de um sinal de alerta vindo de sua fábrica em Long Island. O grupo se reúne novamente e descobre que a fonte das vibrações está vindo do sudeste do país. E, de cara, colocam a culpa em quem? No Hulk, é claro! É muita pentelhação para um gigante verde só! Sorte que Rick Jones está presente e já descarta essa possibilidade.

Mas o Hulk não está tão longe assim. O Doutor Bruce Banner curiosamente (ou azaradamente) vai parar naquela região, levado pela namorada Betty Ross, onde o pai da moça o General Ross, está preocupado com uma estranha rocha que surgiu no meio do deserto e parece estar... inchando. O militar EXIGE que Banner tente solucionar o mistério.

Para alívio dos presentes, os Vingadores chegam ao local da pedra. Desconfia-se que a rocha seja radioativa. Homem de Ferro, valendo-se da proteção da armaduram toma a dianteira e descobre que ela não há radioatividade. Mas, mesmo com as rajadas dos repulsores a destroçando pouco a pouco, ela parece estar crescendo.

Abaixo do solo, os responsáveis por aquilo começam a ser atingidos pelos destroços. São os Homens de Lava, uma raça belicosa que mora nas profundezas da Terra. Interpretando aquilo como um ataque, eles partem para cima (ou para baixo, como queiram) dos Vingadores. Homem de Ferro, já enfraquecido por tantas rajadas, tenta detê-los, mas eles simplesmente pulam em cima dele. Ora, apesar de humanóides, são feitos de lava derretida, que começa a esquentar a armadura. A sorte do herói é que seus companheiros dispersam a confusão e ele é obrigado a subir para recuperar as forças.

Avengers%20v1%20005%20B.jpg

Thor, que já os havia enfrentado antes, consegue chegar até os líderes daquele povo e descobre que a tal pedra é produto de explosões nucleares. Desde então, ela vem crescendo e emitindo as tais vibrações. Percebendo o perigo que tinham em mãos, uma vez que a mesma ameaçava explodir, o homens de lava decidiram empurrá-la para a superfície para que o seu povo fosse poupado (e a gente que se danasse). Enquanto o loirão resolve tudo na lábia, os Vingadores continuam a batalha. Homem de Ferro retorna e livra o Capitão América que se encontrava preso em lava resfriada e petrificada.

No meio da confusão, Bruce Banner se transforma no Hulk. Quando os Vingadores o vêem, esquecem tudo o que estavam fazendo e partem pra cima do coitado. Essa luta acaba em cima da pedra, onde manipulam a luta de forma que o monstro soque a pedrona e ela imploda, ao invés de explodir. Isso dá chance do Hulk sumir. O Thor acaba tendo alguns problemas, ao ser transformado em Don Blake pelo feiticeiro dos Homens de Lava (é, eles tinha um "feiticeiro dos Homens de Lava), mas conseguiu voltar a ser Thor novamente e dar um sermão nas criaturas.

A aventura, porraloca como só uma história de Stan Lee e Jack Kirby costumava ser, termina com um inesperado alerta vermelho da Brigada Jovem, que deixa pra ser explicitado na próxima edição.

Dessa vez, o Homem de Ferro usa mais do poder de liderança, apesar de bater na tecla de que financia o grupo (como o próprio personagem insiste em lembrar em seus pensamentos). O papel de "tenente" é tamanho que ele até deu um chega pra lá no Capitão América (quem diria!) quando este tentou chegar perto da "rocha viva".

Os Diários de Tony Stark: http://diariodetonystark.nafoto.net

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Tales%20of%20Suspense%20054%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 54
(Junho de 1964)

A história "Mandarin's Revenge" (A Vingança do Mandarim), foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck.

Diferente de cada alteração na armadura feita anteriormente, essa história não explica muito sobre a mudança na máscara do herói, que teve a bizarra inclusão de arrebites. Mesmo assim, o "novo" visual era mais um passo na evolução do personagem. A máscara lembrava realmente um homem feito de ferro e remetia indiretamente a figuras da literatura clássica (O Homem da Máscara de Ferro) que usavam adereços parecidos, com fins menos heróicos.

Começa com uma página inteira mostrando o novo visual, já matando a curiosidade do leitor, avisado na capa sobre a novidade. Outra novidade é a entrada secreta para a fábrica de Tony Stark, algo muito parecido com a entrada da batcaverna do personagem Batman (pertencente a editora rival, DC Comics). Os patins da armadura também pareciam ter voltado pra ficar, sendo usado com certa frequência, desde então.

Outra mudança ocorreu com os personagens coadjuvantes. Só que não visualmente Antes, Happy e Pepper eram elementos de humor das aventuras do personagem, já que suas briguinhas (sempre em torno ao assédio de Happy sobre a secretária ruiva) chegavam a ser mais interessantes do que algumas lutas do próprio Homem de Ferro. Aqui, quando o chofer tenta arrastar a asa para a secretária, ele é repreendido pelo próprio patrão, Tony Stark, numa clara demonstração de ciúmes. Estava formado... ou melhor... oficializado um dos mais importantes triângulos amorosos dos quadrinhos de super heróis.

A história muda para uma nova "chupada" que os militares costumavam dar em Stark, pondo a culpa no industrial por qualquer falhinha ligada a equipamentos que construía. E olha que, dessa vez, a culpa nem era dele. É que satélites estavam sendo derrubados por mísseis vindos do Vietnã e Stark TINHA que resolver a parada.

Tales%20of%20Suspense%20054%20B.jpg

No Vietnã, descobre que o responsável pelos problemas só pode ser o vilão Mandarim. Resolve ir até sua fortaleza como Tony Stark, mesmo. A idéia é ser capturado pelos capangas do local, para que esses tentem abrir sua pasta (com a armadura) e esta disparar um gás que os deixa desacordado. O truque funciona e, sem perda de um quadrinho sequer, o playboy já aparece vestido com a armadura e invadindo a fortaleza do vilão. As páginas seguintes apresentam não apenas uma luta, mas um pega-pega onde havia a vez do vilão perseguir o herói e a vez do herói perseguir o vilão. O resultado é que o Homem de Ferro é capturado por cabos magnetizados.

E fim.

Fim????

É. Fim. A história termina com o Homem de Ferro sentindo pena de si mesmo por ter sido capturado, vendo que seu fim chegou sem ter a oportunidade de se despedir decentemente de Pepper e Happy. Na verdade, esta é a primeira história com continuação para o personagem. Uma novidade tão recente dentro da Marvel, que o próprio letrista se confundiu e colocou um "fim" (the end) no último quadro. Os leitores só não devem ter estranhado pois havia um aviso, no quadro de texto ao lado, onde anunciava a continuação da história.

Esta foi uma edição onde a editora Marvel começava a mexer na estrutura de suas revistas, no visual e estilo dos personagens e na forma como eram contadas as histórias. Há uma perda de qualidade nos roteiros. Stan Lee, com as poucas páginas das edições anteriores, dava um show de aproveitamento de espaço, colocando várias situações que pareciam ficar bem amarradas e com certa coerência durante a narrativa. Aqui, mesmo com a garantia de mais páginas da edição seguinte (ou seja, o dobro das que eram publicadas com o personagem em cada aventura), esse dinamismo parece ter sumido, dando lugar a situações que não tinham a preocupação de explicar o andamento da carruagem.

Mas, assim como a armadura, eram mudanças feitas no sentido de se conseguir um certo padrão de qualidade. Uma forma de aprender com os erros de cada história contada, aperfeiçoando a cada mês. Mesmo que isso significasse chumbar arrebites na própria cara...

 


Journey%20Into%20Mystery%20105%20B.jpg
JOURNEY INTO MYSTERY
(Junho de 1964)

A história "The Cobra and Mr. Hyde!" (O Cobra e Mister Hyde), foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby com artefinal de Chic Stone.

Uma aventura do Thor, onde o Homem de Ferro só aparece no comecinho. É que a história começa no final de uma reunião de rotina dos Vingadores. Reunião enfadonha, uma vez que a conclusão da mesma é que não há ameaças para se enfrentar. Ou seja, todos estão ali mais para bater cartão.

Devido ao tédio, é sugerido que cada uma vá cuidar de suas próprias vidas. O Homem de Ferro prefere ir treinar um pouco de judô com o Capitão América. Judô com a armadura! É que o grupo, recém-formado, ainda não havia adquirido confiança suficiente para que seus integrantes revelassem suas identidades secretas.

Os Diários de Tony Stark: http://diariodetonystark.nafoto.net

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Tales%20of%20Suspense%20055%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 55
(Julho de 1964)

A história "No One Escapes the Mandarin!" (Ninguém Escapa do Mandarim!) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck.

Essa continuação da edição anterior, mais parece uma "refilmagem" do primeiro encontro entre o Homem de Ferro e o Mandarim. Ou seja, herói invade fortaleza do vilão e eles exercitam um jogo de gato e rato entre parafernálias tecnológicas e armadilhas absurdas.

O Homem de Ferro Cara de Arrebite se encontra preso nos cabos de aço magnetizados que o prenderam na edição passada. Consegue escapar, informando ao "inteligentíssimo" Mandarim que Tony Stark está perambulando pelo seu castelo (uma vez que o vilão desconhece que o mesmo é a identidade secreta do vingador dourado). Enquanto o vilão se afasta, o herói consegue arrebentar os cabos e impedir que seus raios detonem outro míssil americano. Volta para o castelo onde sobrevive a várias armadilha "mandarinescas".Novamente, o vilão se vê frustrado e jurando vingança, uma vez que o Homem de Ferro Cara de Arrebite detonou seu maquinário.

No final da história, vemos mais um passo para se definir o triângulo amoroso Stark/Pepper/Hogan. O motorista tem que trocar o pneu de um dos carros enquanto o patrão e a secretária (já se mostrando bem envolvidos) passeiam ao luar. É a velha história do homem pobre e feio que se apaixona por uma bela mulher que já é apaixonada pelo patrão boa pinta e rico. Essa subtrama chega a ser mais interessante e original que a aventura do herói. Uma espécie Cyrano de Bergerac, onde o "bonitão" tem lá seu talento com as mulheres.

Tales%20of%20Suspense%20055%20B.jpg

Como bônus, essa edição trás 5 páginas de informações sobre o personagem. Nada que acrescente muito, sendo estas também uma espécie de "refilmagem" do que já foi mostrado antes. Uma página com os vilões (que, em sua curta carreira, não são tantos assim); explicações de como a armadura é guardada na pasta e vestida por Stark (cópia do que o desenhista Steve Ditko já havia feito antes) e respostas para perguntas do tipo "por que Stark não fica com nenhuma das mulheres com que sai?", "por que Happy Hogan nunca sorri?". É bem verdade que essas explicações têm mais do bom humor de Stan Lee do que a edição inteira. Vistas nos dias de hoje, é possível notar até um certo sarcasmo na brincadeira.

Dessas páginas, a última mostra uma espécie de mini-poster com a secretária Pepper Potts em um colorido maiô que, apesar de comportado, mostra curvas muito mais generosas do que a personagem mostrava em aparições anteriores. É interessante notar essa evolução, algo que só vinha ocorrendo com o personagem principal. De fato, Pepper, ao ser apresentada ao leitores pela primeira vez, criada pelo desenhista Don Heck, não passava de uma secretária ruiva cocotinha, mas sem nenhum sex-appeal. Algo que, com este miniposter, com certeza mudou a forma como a personagem seria usada e como os leitores a viam.

 

Avengers%20006%20A.jpg
VINGADORES 6
(Julho de 1964)

A história "Meet the Masters of Evil" ([Os Poderosos Vingadores] Enfrentam os Mestres do Terror) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby com artefinal de Chic Stone.

Homem de Ferro instala transistores magnéticos na luva e no escudo do Capitão América, dando mais eficiência aos lançamentos desse adereço do herói, uma vez que antes ele voltava como um bumerangue.

Por falar no Capitão, ele ainda está jururu pelas lembranças da morte de seu parceiro Bucky. Essas lembranças são partilhadas por um vilão escondido na selva amazônica: o Barão Zemo, um dos responsáveis pela morte de Bucky (e pelo Capitão América ter sido congelado por décadas).

Zemo descobre que seu odiado inimigo está vivo e arquiteta um plano para destruir não só ele, mas o restante dos Vingadores. Auxiliado por um piloto mercenário, reúne um grupo formado por vilões que já enfrentaram cada um dos heróis: o Cavaleiro Negro (inimigo do Gigante e da Vespa), Derretedor (inimigo do Homem de Ferro, melhorado, podendo derreter qualquer tipo de metal) e Homem Radioativo (que já encarou o Thor). Juntos, os vilões espalham por Nova Iorque o Adesivo X, uma poderosa cola que também condenou Zemo a usar seu capuz, quando este lutava com o Capitão (no passado) e teve seu rosto coberto pela substância.

Capitão América e Gigante ficam presos no asfalto. Mas o Homem de Ferro, com seus repulsores, recorta o chão a sua volta e os puxa com uma corrente presa a um caminhão, numa versão esquisita de jetsky. Mesmo assim, os heróis ainda ficam presos naquele pedaço de asfalto. Para soltá-los, a Vespa lembra de um outro vilão, conhecido como Ardiloso (na verdade tinha um nome ridículo, algo como Pedro Pote de Pasta), que era um especialista em adesivos. Esse vilão se encontrava preso e aceita desenvolver um solvente para o Adesivo X, em troca da amenização de sua pena. Irônico é chegar a conclusão de que essa seria a resposta para o rancor de Zemo, uma vez que esse solvente poderia dissolver a cola em sua máscara.

Avengers%20006%20B.jpg

A Brigada Jovem, o grupo de garotos de ajuda Ricky Jones, enche os barris dos Mestres do Terror com o solvente, de forma que, com o segundo ataque, eles cobrem a cidade com essa outra substância, dissolvendo a cola do ataque anterior.

Os Vingadores, ao invés de enfrentarem os seus melhorados e respectivos vilões, trocam de inimigos, tendo a vantagem do elemento surpresa. Mesmo com esse movimento, o Derretedor tenta atacar o Homem de Ferro, derretendo um poste de aço para prendê-lo. Ao tentar escapar, o herói é obrigado a pousar quando o vilão derrete a estrutura de um edifício condenado. Mas, num drible, Homem de Ferro o faz derreter um hidrante e o Derretedor ("derreter"... "derretedor"... isto já está ficando cansativo...) é derrubado por um forte jato de água.

Os vilões são derrotados e presos. Zemo foge, acreditando que está levando barris de solvente. Só que a Brigada Jovem troca a substância por gás lacrimogêneo. Algo que se mostrou eficiente já que, no horizonte, sua nave parece estar caindo, deixando sua busca e apreensão por conta da polícia.

Uma história com fórmulas que seriam usadas exaustivamente durante muitos anos tanto nos quadrinhos quanto nos desenhos animados (e, bem da verdade, já haviam sido usadas no passado). Ou seja: grupo de heróis enfrenta grupo de vilões formados por respectivos inimigos e os derrotam simplesmente trocando de alvos. Até mesmo o fato do vilão cientista misterioso (e nazista) se esconder na selva amazônica já era um chavão. Quem leu/assistiu Os Meninos do Brasil (filme com Gregory Peck, no papel de Menguele) sabe o que estou dizendo. A sequência em que Zemo anda sobre um ¿tapete¿ de indígenas ajoelhados é antológica.

De qualquer forma, os chavões aqui não estragam em nada a aventura. Apenas dão um certo tom de ingenuidade. O ritmo dinâmico de Stan Lee está na boa forma que o deixou famoso. Jack Kirby, também, fez um trabalho primoroso. Certos quadros são tão bem elaborados que, sem dúvida, inspiram até os desenhistas de hoje.

Os Diários de Tony Stark: www.darkmarcos.blogger.com.br

Link to comment
Share on other sites

Tales%20of%20Suspense%20056%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 56
(Agosto de 1964)

A história "The Uncanny Unicorn!" (O Estranho Unicórnio!) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck com arte final de Sam Rosen.

Todo empresário que se preze tem que dar um pitís de vez em quando, fruto do stress do dia a dia. Diferentes de outros super heróis que adoram vestir um uniforme e sair por aí combatendo o crime, os da Marvel, por mais boa-vida que sejam, não conseguem ver seus poderes como dádivas, e sim como maldição.

Apesar de, até aqui, Tony Stark parecer ser um ricaço que descobriu um novo e divertido brinquedo (a armadura), ele percebe que, na verdade, está condenado. Vestido com sua roupa de ferro, soca furiosamente seu laboratório. Lamuria-se, vendo que está eternamente preso a uma placa de aço em seu peito, sem que ninguém possa ajudá-lo, ao mesmo tempo que arrisca sua vida em intermináveis ameaças que surgem em sua vida. Ou seja, puro stress de super herói.

Quando Happy Hogan e Pepper Potts tentam saber se há algo de errado, recebem um belo esporro ao estilo "eu pago vocês pra que? Pra cuidarem da minha vida?" (não com essas palavras, mas algo nesse tom). Logo, os coadjuvantes percebem que o chefe está naqueles dias. Até mesmo o chamado dos Vingadores é ignorado com uma espécie de "vão a merda, vocês também!" (não com essas palavras, mas... bom... seria divertido se fosse assim) Sua frustração é tanta, que ele decide se afundar na gandaia com a mulherada.

Ao mesmo, um novo inimigo surge do nada. Ou melhor, surge da Cortina de Ferro, do bloco comunista. Seu nome é Unicórnio, um vilão dotado de uma espécie de vestimenta que, de seu capacete, é capaz de soltar raios de destruição, além de lhe fornecer um campo de força. Pouco ficamos conhecendo sobre o vilão, além do fato de que é comunista e sua roupa fora inventada pelo Dínamo Escarlate. Sua missão: levar o Homem de Ferro para a Rússia.

Tales%20of%20Suspense%20056%20B.jpg

Com Tony Stark/Homem de Ferro fora da jogada, sobra pra Happy Hogan a tentativa de derrotar o vilão, que acaba mandando o ex-pugilista para o hospital. Pepper, testemunha de tudo, acaba sendo raptada.

Stark fica sabendo do que aconteceu e se contorce de remorso. Decide vestir a armadura e consertar a burrada. Após uma breve batalha com o novo inimigo, resgata Pepper e a leva de volta a fábrica. Mas o Unicórnio os segue e arma uma bomba relógio no local, com a condição de desarmá-la apenas se o Homem de Ferro decidir ir com ele para o avião comunista. Levando-se em conta que a bomba pode ferir Pepper e os funcionários (já que ele, com armadura, sairía ileso), o herói aceita a condição.

Dentro do avião, o Homem de Ferro se liberta explicando que não está quebrando a promessa. Afinal, o acordo é que ele entrasse no avião, mas isso não significava se entregar. Com seus jatos, não só sai pela fuselagem da aeronave, como também faz diversos buracos nela, causando sua queda. Os lacaio comunistas, com pára-quedas, se salvam apenas para cair nas mãos da justiça. Enquanto o vilão mostra que sua roupa é cheia de recursos, uma vez que lhe permite voar.

A história termina com Pepper emocionada ao visitar Happy Hogan no hospital. Apesar de todo quebrado, sua consciência e sarcasmo havia, voltado. Mais um motivo para Stark ficar jururu com sua "maldição particular". Acha melhor deixar seu interesse pela secretária pra lá, passando a vez da conquista para o "rival" Hogan.

Essa frustração e, de certa forma, irresponsabilidade na forma de agir de Stark é bem típica no decorrer da série, vindo a chegar no ápice com as histórias que exploram o fato do milionário ser alcoólatra. Mas isso só seria explicitado no final da década de 70. Aqui, apesar de suas atitudes rudes, não havia nenhuma menção (ou mesmo intenção) ao fato dele estar alcoolizado. Mas é curioso notar que, apesar do personagem ser abordado como um playboy que gostava de curtir festas e lugares badalados, foi nessa história que, pela primeira vez, é visto segurando uma taça. Talvez, uma boa fonte de inspiração para os que escreveram suas histórias nas décadas seguintes.

 


Avengers%20007%20A.jpg
AVENGERS 7

A história "Their Darkest Hour" (Tua Sombria Hora) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby com artefinal de Chic Stone.

Lembram que o Homem de Ferro estava agindo como um bebum irresponsável, não atendendo nem o chamado dos Vingadores? Pois então... Isso não ia passa batido pelo grupo e um puxão naquela orelha de lata se fazia necessário. Sempre quando um dos heróis, integrante do grupo, pisava na bola, havia uma espécie de reunião/votação para decidir o destino do mesmo. E foi o Homem de Ferro, com suas atitudes impensadas, que foi o centro das atenções da primeira dessas reuniões. Organizada por Thor e com a maioria da votação (aparentemente com votos do próprio Thor, Vespa e Gigante), o herói enlatado foi condenado a... uma semana de suspensão das ações do grupo.

A suspensão do Homem de Ferro não foi lá levada muito a sério. No meio do "castigo" os vilões asgardianos Encantor e Executor são condenados por Odin a passar alguns dias no planeta Terra (Midgard, para os asgardianos). Logo, a dupla fica sabendo que um grande vilão havia dado certa dor de cabeça ao grupo do odiado (por eles) Thor: era o Barão Zemo, que conseguiu escapar da polícia quando sua nave caiu (na última edição de Avengers). Procurando Zemo, eles arquitetam um plano para derrotar os Vingadores.

Avengers%20007%20B.jpg

A barganha consiste em atrair o Capitão América até a Amazônia para enfrentar Zemo (e seus índios "aborígenes" amazônicos), enquanto Encantor hipnotiza Thor para que esse visse os Vingadores como inimigos. Hipnotizado, o deus do trovão ataca o helicóptero de Vespa e Gigante, que começam a batalha contra o confuso companheiro. É aí que Tony Stark, curtindo sua suspensão assistindo TV e fumando um cigarrinho, decide entrar em ação assim que sabe que seus colegas estão em perigo. De fato, consegue deter Thor e tirá-lo do transe, refletindo uma "rajada" de luz do sol em seus olhos.

Resolvida essa crise, os três Vingadores são atacados pela nave de Zemo (já que esse fugiu da Amazônia depois de ser derrotado pelo Capitão América). Mas o que o cientista louco não sabia é que o próprio Capitão estava grudado na sua nave, graças ao transistor magnetizado que o Homem de Ferro havia instalado em seu escudo na última edição. Só conseguiu se livrar da surra que ia ser dada pelo herói, graças a intervenção do poderoso Executor. Mesmo assim, Thor consegue enviar a nave com o trio de vilões (Encantor se uniu a eles) para outra dimensão. E ninguém fez questão de informar pro Homem de Ferro que ele estava de castigo.

Mas, agosto de 64 foi um mês de atitudes inéditas para o herói enlatado. Além dessa depressão heróica que o fez se lamuriar pelos cantos... além de ser visto pela primeira vez com bebida nas mãos (em Tales of Suspense)... aqui é a primeira vez que é visto com um cigarrinho na mão. Tava ficando malaco esse Tony Stark!

Só não tenho a falar sobre o ritmo perfeito do roteiro de Stan Lee e sobre a arte, cada vez mais impressionante, de Jack Kirby (brilhantemente escudado pelo finalista Chic Stone), pois isso seria chover no molhado.

Os Diários de Tony Stark: www.darkmarcos.blogger.com.br

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Tales%20of%20Suspense%20057%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 57
(Setembro de 1964)

A história "Iron Man Faces the Fantastic Threat of: Hawkeye, the Marksman!" (Homem de Ferro Enfrenta a Ameaça do: Gavião Arqueiro!) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck.

A jornada do herói que vive se lamuriando de seu cruel destino é continuada nessa história. Mesmo com uma queda pela secretária, Stark se acha condenado a nunca poder declarar esse sentimento. E, já que é assim, decide ajudar seu principal rival, o chofer Happy Hogan. Mas, ao tentar forçar um encontro entre os dois, é mal interpretado e Pepper (que, afinal é apaixonada pelo patrão) acaba saindo com o próprio Stark.

O casal passei em um parque de diversões, onde uma das atrações é um talentoso arqueiro conhecido como Hawkeye (em inglês, algo como Olho de Falcão; no Brasil, o personagem foi rebatizado de Gavião Arqueiro).

De repente, uma espécie de "chapéu mexicano" (aquele brinquedo onde as pessoas giram em volta do eixo em pequenas cadeiras ou cabines) emperra e Stark dá um jeito (discreto) de vestir a armadura e salvar o dia. Essa atitude traz certa dor de cotovelo ao arqueiro, já que seu público deixou de prestar atenção em seu show.

Baseado na armadura colorida e na tecnologia utilizada pelo Homem de Ferro, o arqueiro cria um uniforme e um arsenal de flechas especiais, adotando a identidade que já havia lhe dado fama: o Gavião Arqueiro. Suas intenções não eram tão ruins. Tanto que seu primeiro ato como fantasiado é interceptar um assalto em uma joalheria. O assaltante foge e a polícia encontra o Gavião Arqueiro próximo a sacola cheia de jóias, interpretando erroneamente que ele é o ladrão. Fugindo, é resgatado por uma linda morena que os leitores (e não o arqueiro) sabem que se trata da espiã russa Viúva Negra.

A Viúva o leva para sua mansão, onde há um imenso laboratório (na verdade, a base de espiões russos). A vilã conta uma historinha triste sobre sua inimizade com o Homem de Ferro e o Gavião, caído de paixão pela bela mulher, utiliza os recursos do laboratório para montar novas flechas

Tales%20of%20Suspense%20057%20B.jpg
Dentro das indústrias Stark, o Gavião Arqueiro lança uma flecha com líquido enferrujador e imobiliza o Homem de Ferro. Stark consegue fugir e tirar as partes da armadura que emperraram, dando tempo de vestir uma outra (escondida na fábrica). O Gavião rouba as partes enferrujadas que ficaram pra trás e o herói é obrigado a persegui-lo antes que possa analisá-las.

Homem de Ferro intercepta o carro de Gavião Arqueiro e o detona com um raio de força (curiosamente, não o raio repulsor das palmas da armadura, mais uma rajada vinda do antebraço da mesma). O arqueiro não tem mais flechas enferrujantes e as outras não alcançam o herói de ferro, já que este voa alto demais. Mas, quando o herói tenta mergulhar em alta velocidade, uma flecha com nylon resistente o prende... por pouco tempo, mas necessário para que o arqueiro tente alcançar a lancha da Viúva Negra no cais. O herói destrói o pier antes da consumação da fuga e o Gavião Arqueiro finge de afogado para pegá-lo desprevinido com sua "flecha demolidora". Mas essa, além de não ser suficiente para danificar a armadura, ainda faz a explosão atingir acidentalmente a Viúva Negra (que esperava o Gavião ali perto).

O Gavião Arqueiro resgata a Viúva e foge. Devido a um forte nevoeiro e a proximidade do local com um aeroporto, o Homem de Ferro quase tromba com um avião ao tentar persegui-los, que acabam tendo sucesso na fuga.

E a história termina com o "novo estilo" adotado para as histórias do personagem. Pepper, para tentar causar ciúmes em Stark, saiu com Happy e o herói se encontra sozinho... caminhando na praia deserta... triste por perder seu amor... e estar condenado a usar a placa peitoral e enfrentar velhas e novas ameaças... para sempre. Ô dó!

É a primeira aparição do Gavião Arqueiro e Stan Lee não se esforça nem um pouco em mostrá-lo como vilão, mas como um perturbado e incompreendido (e invejoso, não esqueçamos...) novo herói que nascia. Algo que, de fato, ocorreria num futuro não muito distante.

 

 

Journey%20Into%20Mystery%20108%20A.jpg
JOURNEY INTO MYSTERY 108
(Setembro de 1964)

A história "At the Mercy of Loki, Prince of Evil" (À Mercê de Loki, o Príncipe do Mal) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby com artefinal de Chic Stone.

Ser intergrante de um supergrupo tem suas vantagens. Uma delas é que seus companheiros de grupo podem ser os mais poderosos heróis da Terra, como é o caso dos Vingadores. Por outro lado, é um tal de se meter nos assuntos dos outros quando não é chamado!

Novamente, quando Thor está num daqueles arranca-rabos com o seu pai, Odin, os vingadores Homem de Ferro, Gigante e Vespa vêm oferecer sua ajuda. E, novamente, Thor, de cabeça quente pelas discussões com seu pai e doido pra dar umas marteladas em seu meio-irmão, Loki, prefere dispensar a ajuda.

E olha que, pelo que vimos, o Homem de Ferro já tem problemas pessoais o bastante pra querer se meter no dos outros...

Leia também:
O Diário de Tony Stark (versão blog): www.darkmarcos.blogger.com.br
O Diário de Tony Stark (versão fotolog): www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Link to comment
Share on other sites

Avengers%20008%20A.jpg
AVENGERS 008
(Setembro de 1964)

A história "Kang, The Conqueror!" (Kang, o Conquistador) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby com artefinal de Dick Ayers.

Na Mansão dos Vingadores, o grupo se comunica com o Pentágono através de um circuito fechado de TV (algo avançadíssimo nos anos 60, diga-se de passagem). Por ele, assistem a chegada de uma espécie de disco voador que destrói os tanques americanos com uma espécie de raio vibratório. O ocupante dessa nave é o vilão Kang, o Conquistador - um viajante do tempo que deseja conquistar todos os mundos em todas as linhas temporais.

Os Vingadores ainda não tinham tantas regalias como um jatinho próprio (que seria construído por Tony Stark mais tarde), por isso se encaminham para o Aeroporto JFK afim de conseguirem um transporte até o local de pouso do disco voador. Lá, eles encontram Kang sentado numa poltrona feita de antigravidade. Homem de Ferro tenta intimidá-lo com ameaças, mas Kang aperta um botão e sua nave levita os heróis através de um raio trator mais potente que os jatos da armadura do vingador dourado. Este, ativa seus repulsores magnéticos para diminuir o efeito do raio. Como autodefesa, a nave joga os heróis capturados com mais velocidade ao chão, deixando-os tontos por alguns instantes.

Vespa, em seu tamanho reduzido, tenta entrar no capacete de Kang e desativar seus controles, mas a tecnologia dali é muito avançada para que ela entendesse. Voltando ao seu tamanho normal, ela é capturada por Kang e só escapa graças a intervenção do Capitão América e do Homem de Ferro. Com o vilão caído, todos os outros heróis o atacam. Mas o raio trator da nave é acionado novamente e os pega. Dessa vez, cada um deles é levado para um apertado compartimento dentro da nave. O Homem de Ferro, imobilizado, sente dificuldades em respirar, já que o raio afetou sua placa peitoral.

Avengers%20008%20B.jpg

Rick Jones e a Brigada Jovem, fingindo apoiar Kang, conseguem entrar e libertar Thor que, consequentemente, liberta os outros. Mas o Homem de Ferro parece desmaiado. Thor conclui que ele está tendo um problemas cardíacos (lembrem que o deus do trovão, em sua identidade secreta, é o médico Donald Blake). O herói de ferro se recupera aos poucos, mas seus companheiros ficam surpresos com a novidade de sua condição física precária.

Nesse meio tempo, Vespa, a única que estava livre, encontra uma arma nos laboratórios de seu marido, desenvolvida por ele e por Tony Stark. Essa arma, que contém uma cápsula de ácido, danifica e abate Kang. O vilão, em desespero, liberta um míssil de neutrinos. O Homem de Ferro intercepta o míssil, alterando sua rota, e o detona longe da atmosfera.

A Brigada Jovem de Rick Jones e os Vingadores cercam o exaurido Kang, mas o vilão foge. Nem mesmo a velocidade do Homem de Ferro e de Thor conseguem alcançar sua nave antes que ela se desmaterialize.

Mais um roteiro cheio de reviravoltas em poucas páginas como apenas Stan Lee e Jack Kirby conseguiam fazer nos bons tempos. Por falar em Kirby, a arte final de Dick Ayers dá um tom bem característico em seu traço, um pouco diferente do que se costuma ver.

 


Tales%20To%20Astonish%20059%20B.jpg
TALES TO ASTONISH 59
(Setembro de 1964)

A história "Enter: The Hulk" (algo como Estreando: o Hulk) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Dick Ayers com artefinal de Paul Reinman. O título da história não se refere a primeira aparição do Hulk. Na verdade, essa aventura foi uma espécie de marco, uma vez que, na edição seguinte de Tales to Astonish, o personagem verde também teria suas histórias publicadas no título.

Como podem ver (e aqui afirmo que uma imagem vale mais do que um trilhão de palavras) o Homem de Ferro aparece na primeira página na história, em uma cena mais do que trash, sentado no haltere levantado pelo Gigante. Também exibe mais uma das invenções de Tony Stark, o projetor portátil, onde se pode ver a luta entre Hulk e Homem Aranha. Projeção essa que traz certa preocupação ao Gigante e o leva a procurar o monstro esmeralda sozinho, sendo a situação o fio condutor dessa história.

Os Vingadores, após o Gigante quase conseguir apaziguar as coisas com o Hulk, participam de sua costumeira reunião de grupo, onde o HOmem de Ferro conclui que não há ameaças a serem enfrentadas naquele dia.

Amazing%20Spider%20Man%20Annual%20001.jpg
AMAZING SPIDER-MAN ANNUAL 1
(Setembro de 1964)

A história "The Sinister Six (O Sexteto Sinistro) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Steve Ditko.

Primeiro número da revista anual do Homem Aranha, edições com histórias especiais dos personagens, tanto que só eram publicadas uma vez por ano. Essa é uma edição curiosa, uma vez que o Homem Aranha faz uma espécie de tour pelo Universo Marvel, trombando com quase todos os heróis da editora (que, no início, não eram tantos ainda). Tudo acontece quando o herói do título sai desesperado em busca de Betty Brant e May Parker (respectivamente, o afeto e a tia dele em sua identidade de Peter Parker), que foram raptadas pelo grupo de vilões conhecido (e recém formado) como Sexteto Sinistro.

O Homem Aranha enfrenta cada um dos seis vilões separadamente. Um deles, Elektro, se encontra numa das fábricas de Tony Stark. Ele acaba por derrotar o vilão e, ao continuar sua busca, tromba com o Homem de Ferro. Não se surpreende, uma vez que sabe que o herói de metal é o guarda costas de Tony Stark e de suas propriedades (e sabemos que a verdade é outra).

O Homem de Ferro parece querer saber o que está acontecendo e, possivelmente, poder ajudar. Mas o Homem Aranha sai rapidamente para continuar sua busca, supostamente deixando o inconsciente Elektro para que o Homem de Ferro o entregue as autoridades.

Leia também:
O Diário de Tony Stark (formato blog): www.darkmarcos.blogger.com.br
O Diário de Tony Stark (formato fotolog): www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Tales%20of%20Suspense%20058%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 58
(Outubro de 1964)

A história "In Mortal Combat With Captain America!" (Em Combate Mortal com o Capitão América!) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck, com artefinal de Dick Ayers. Esta aventura é uma espécie de marco dentro do título Tales of Suspense. A revista passaria, no número seguinte, a publicar uma aventura do Homem de Ferro e outra do Capitão, desenhada por Jack Kirby. Daí a presença do "homem bandeira" em uma aventura do vingador dourado.

Enquanto o Homem de Ferro testa a resistência de sua armadura dentro d'água, os vilões Kraven e Camaleão tentam roubar a fábrica de Anthony Stark. A tentativa falha com a interceptação do herói. É estranha a presença de dois vilões costumeiros do Homem Aranha dentro do título do Homem de Ferro, mas existe um ponto em comum com as aventuras desse herói: os dois são supervilões comunistas.

Logo depois, as costumeiras discussões de Pepper e Happy Hogan são interrompidas com a chegada de um estropiado Capitão América. Assim que o Homem de Ferro chega para ampará-lo, este conta que foi atacado pelo Camaleão, que lhe armara uma emboscada e, com a ajuda de um estranho artefato, roubou suas habilidades. Enfraquecido, o Capitão explica que procurou o Homem de Ferro, pois este era conhecido como guardião das Indústrias Stark e, consequentemente, o vingador mais fácil de ser encontrado.

Depois da história contada, o Homem de Ferro parte atrás do Camaleão com poderes e uniformes do Capitão América, sem imaginar que aquele que lhe contou a história, na verdade, era o vilão disfarçado para roubar a Stark. Atacando o verdadeiro Capitão, o herói de ferro aparentemente é derrotado devido a sua bateria peitoral estar fraca (gastou muita energia embaixo d'água).

Tales%20of%20Suspense%20058%20B.jpg

O Camaleão foge da Stark. Pepper e Happy, tentando achar o Homem de Ferro (que está recarregando sua bateria), entram no carro de Stark e descobrem uma espécie de sensor que mostra onde o herói está (sei lá porque Stark tinha um troço daqueles no próprio carro, uma vez que ELE MESMO usava a armadura...). Os dois funcionários o encontram indo atrás do Capitão América verdadeiro. No novo enfrentamento, o Capitão o joga numa espécie de triturador de cascalho com o intento de o deter momentaneamente. Mas Homem de Ferro escapa, acionando o misturador de cimento, que solta fuligem no ar, no exato momento que Happy e Pepper entram no prédio onde a luta se desenrola.

No meio da confusão, Happy cai no triturador de cascalho e é salvo pelo Capitão América. Isso bastaria para provar que se trata do verdadeiro herói, mas o Homem de Ferro ainda quer resolver tudo na pancadaria. Mas Pepper também está em apuros, caindo em um poço de areia. Happy tenta ajudá-la, mas se atrapalha e dispara um jato de água em sua direção. Resta pro Homem de Ferro salvá-la. Ao sair do resgate, o herói é atacado por uma escavadeira gigante. Com sua bateria recarregada, consegue rasgar o maquinário.

Outros vingadores aparecem para ajudar. O Gigante traz o falso Capitão América (Camaleão) que estava controlando a escavadeira. Com isso, a confusão é esclarecida, o verdadeiro vilão é preso e o Homem de Ferro fica (mais) deprimido e se sentindo culpado por não ter usado a razão e pensado (afinal, se trata do "gênio" Tony Stark) ao invés de usar o poder da armadura para socar o Capitão América. O clima deprê das histórias do Homem de Ferro se mantém nessa edição.

 


Avengers%20009%20A.jpg
AVENGERS 009
(Outubro de 1964)

A história "The Coming of the... Wonder Man!" (A Vinda do... Homem Maravilha [Nota: o personagem, no Brasil, foi batizado de Magnum]) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck com artefinal de Dick Ayers. Nesta edição, com a primeira aparição de Magnum, houve a troca de desenhista, quando Jack Kirby foi trocado por Don Heck. A qualidade caiu, não só numa comparação com o ótimo trabalho que Kirby vinha fazendo. De fato, Heck talvez não tenha dado conta do acúmulo de desenhos que tinha que fazer (ele também cuidava do título Tales of Suspense, onde desenhava as aventuras do Homem de Ferro) e certos "chutes" ficam evidentes em seu trabalho.

A história começa com os Vingadores tentando conter o Capitão América, que parece estar tendo delírios com o vilão Barão Zemo. É uma espécie de visão, já que o vilão retorna, juntamente com Encantor e Executor, das dimensões onde havia sido lançado pelo Thor, em seu último enfrentamento com os Vingadores.

De volta a Terra, os vilões recrutam Simon Williams, um inventor que parece ter rancores das Indústrias Stark. Encantor e o Executor prometem lhe dar poder para se vingar de Stark, uma vez que eles também têm problemas com o Homem de Ferro.

Nessa época, Anthony Stark, deprimido com sua situação de "escravo" de sua armadura, somado aos seus sentimentos mal resolvidos com a secretária Pepper, decide dar uma sumida e ficar dentro da armadura. Pepper e Happy Hogan, sem saber de nada, acham que o Homem de Ferro tem algo a ver com o desaparescimento do chefe.

Os Vingadores enfrentam o trio de vilões e são ajudados por um novo herói: Wonder Man (Magnum). Seu poder (ganho graças a raios iônicos criados por Zemo) é tanto que ele consegue socar o Executor, salvando o Homem de Ferro.

Avengers%20009%20B.jpg

O novo herói entra pro grupo. Mas isso é um estratagema de Zemo. Magnum é, na verdade, Simon Williams, que ganhou os poderes dados pelas máquinas de Zemo, em troca de se infiltrar nos Vingadores e os trair. A magia de Encantor garante que o grupo acredite que Magnum esteja morrendo devido aos raios que recebeu. Apesar disso ser parte da lorota contada para sensibilizar o grupo, ela é verídica. Zemo só dará o antídoto a Simon, se este cumprir a missão com sucesso. Sensibilizados, todos tentam ajudá-lo. O Homem de Ferro, por exemplo, tenta usar seus transistores para criar algum artefato que possa curá-lo.

Entre as tentativas de cura, Tony Stark recebe um pedido de ajuda de Magnum, que avisa que encontrou Zemo na selva amazônica e que o vilão capturou a Vespa (na verdade, a heroína caiu numa emboscada criada por Magnum). Com isso, o Homem de Ferro é o primeiro a chegar no esconderijo dos vilões e é pego por um super-imã criado por Zemo (Stan Lee jogou por terra a história que a armadura é feita de uma liga contra magnetismo...)

Outros Vingadores chegam ao local. Na batalha entre Gigante e Magnum, uma rocha destrói o maquinário que controla o imã e o Homem de Ferro se liberta. Mesmo assim, o poder físico de Magnum parece ser maior que o próprio vingador dourado.

Homem de Ferro consegue se desvencilhar de Magnum e tenta libertar Thor, que está preso em um poço com um rocha em cima. Não consegue mover a rocha, pois a armadura gastou muita energia na batalha (na boa: ô bateria pra durar pouco! Tony Stark devia usar duracell!). O golpe de misericórdia vem de Encantor, que consegue desmaiar o Homem de Ferro com um feitiço.

Com os Vingadores derrotados, Magnum se sente arrependido e destrói os maquinários de Zemo. Os heróis se recuperam e tentam perseguir os vilões. Estes escapam por um túnel que implode e desaba, quase matando o grupo. E sem que ninguém possa fazer nada, Magnum morre nos braços do Homem de Ferro, envenenado pelos raios ionizados que lhe deram poder.

 


Fantastic%20Four%20031%20B.jpg
FANTASTIC FOUR 31
(Outubro de 1964)

A história "The Mad Menace of the Macabre Mole Man!" (A Insana Ameaça do Macabro Toupeira) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Jack Kirby, com artefinal de Chic Stone.

O Toupeira ataca Nova Iorque novamente. Quarteirões inteiros são levados para baixo da terra, graças aos seus maquinários e seus estranhos asseclas. No meio dessa onde de sequestros, a Mulher Invisível acaba refém do vilão. E isso é suficiente para que o restante do Quarteto Fantástico não o ataque sem ferir sua colega.

É no meio desse impasse que surgem os Vingadores que, ignorando o fato de que Sue Storm é refém, não querem pensar duas vezes em atacar as maquinações do Toupeira. O Coisa, Senhor Fantástico e Tocha Humana impedem o grupo de seguir em frente e explicam seus motivos, afinal.

Aqui, os Vingadores se mostram um grupo de heróis cabeça-quente, sedentos por um bom quebra-pau. Com toda a situação explicada e os ânimos menos exaltados, Reed Richards conta com a ajuda dos mecanismos oferecidos por Tony Stark, via Homem de Ferro, podendo assim construir um engenho que localiza sua esposa e invade o reino do Toupeira.

Leia também:
O Diário de Tony Stark (versão blog): www.darkmarcos.blogger.com.br
O Diário de Tony Stark (versão fotolog): www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Link to comment
Share on other sites

Tales%20of%20Suspense%20059%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 59
(Novembro de 1964)

A história "Battling The Black Knight!" (Enfrentando o Cavaleiro Negro!) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck. Não só o título Tales of Suspense começava a publicar as aventuras do Capitão América (brilhantemente desenhadas por Jack Kirby), como também o herói passaria a dividir o subtítulo da revista, tornando-se Tales of Suspense featuring Iron Man and Captain America (Tales of Suspense apresentando Homem de Ferro e Capitão América).

As desgraceiras pra cima do Homem de Ferro só aumentam a cada número. Além dos problemas depressivos-lamurientos pelos quais Tony Stark estava passando, a placa peitoral já começava a dar sinais de cansaço, deixando o milionários em situações contrangedoras. Aqui, ele tem o início de um ataque cardíaco na frente de Pepper e Happy e é obrigado a usar o resto de energia que tem pra se trancar no escritório, afim de recarregar a placa. Os empregados, é claro, ficam preocupados diante da situação.

Como se essa situação já não fosse problema suficiente, o vilão Cavaleiro Negro decide se vingar dos Vingadores (isso soou estranho...) começando pelo coitado do Homem de Ferro. E que melhor lugar pra fazer isso senão atacando as Indústrias Stark? E que pior hora pra fazer isso senão na hora em que Tony Stark estava recarregando a placa peitoral?

Tales%20of%20Suspense%20059%20B.jpg

Stark consegue recarregar a placa o suficiente para vestir a armadura e enfrentar o Cavaleiro. Até que se sai bem, rechaçando uma série de badulaques tecnológicos jogados pelo vilão. Mas... sabe aqueles dias que a gente nem devia sair de casa? Happy Hogan, preocupado com a condição do patrão e não conseguindo derrubar a porta do escritório (que é estranhamente feita de aço), decide entrar pela janela, escorando-se ao batente do prédio. O Cavaleiro vê uma oportunidade nisso e laça o chofer.

Homem de Ferro finge estar caindo, depois que drenos eletrônicos são lançados em sua armadura. Com isso, o Cavaleiro joga Happy para a morte, que é salvo pelo herói que levanta vôo novamente. Com Happy e Pepper fora de perigo, vingador dourado derruba o Cavaleiro de seu cavalo e diz que, se ele soltar sua lança, será salvo. Inicialmente, o vilão não concorda, uma vez que a tal lança é a fonte de seu poder. Mas o medo de morrer é mais forte e ele é derrotado.

Ainda há o problema dos empregados preocupados com o patrão (isso bem no meio de uma sessão de lamúria-pós-aventura, que se tornaram marca registrada das histórias do Homem de Ferro nessa época). Eis que Stark, ainda com a armadura, decide abrir a porta do escritório. Explica (como Homem de Ferro) que "Stark" teve que se ausentar e que ele (sim, o Homem de Ferro) estará encarregado de cuidar dos negócios por um tempo. O embuste tem uma conotação negativa no chofer e na secretária, que ficam achando que o herói fez algo ao seu patrão.

Enfim, a atração principal dessa edição é, sem dúvida, o Capitão América de Jack Kirby. Mas nem por isso (ou SÓ por isso, essa história se mostra competente nas poucas páginas que lhe foram dadas.

 


Avengers%20010%20A.jpg
AVENGERS 10
(Novembro de 1964)

A história "Avengers Break Up" (algo como "Vingadores Divididos") foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck com artefinal de Dick Ayers. Apesar dos desenhos de Heck continuarem "chutados" nesse título (e não creio que a arte final de Ayers seja muito culpada disso), o roteiro de Lee continua criativo, apenas com uma pequena perda no "timing" que possibilitava uma gama de inúmeras situações num espaço de poucas páginas. Sinais de cansaço da fórmula-marvel-de-escrever ou mesmo o acúmulo mensal de produção (outro vilão da arte de Heck) podem ser vistos em alguns furos na história.

O treinamento dos Vingadores, então, se baseia no simples exercício de se segurar o Capitão América. Algo que não se mostra tão simples assim, mas que, também, mostra que o herói-bandeira não é tão invencível como foi mostrado em seu ingresso para o grupo. É o próprio Homem de Ferro quem prende o famoso escudo do herói, simplesmente invertendo a polaridade de seus repulsores magnéticos.

Logo depois, na reunião do grupo, o Homem de Ferro propõe que Rick Jones seja incluso no grupo. A idéia, baseada no fato de que o jovem está sendo treinado pelo Capitão América, não só é absurda como também é proposto que Jones use um uniforme colorido de super herói. O próprio Capitão é contra a idéia, uma vez que o trauma de ter perdido seu ex-parceiro, Bucky, ainda atormenta sua consciência.

O vilão Immortus, capaz de viajar pelo tempo e trazer qualquer personagem histórico (ou mitológico) para o presente, une-se aos Mestres do Terror (Barão Zemo, Encantor e Executor) e sequestra Rick Jones. Capitão, em seu encalço, é convencido por Immortus de que os Vingadores querem eliminar o jovem (eita herói ingênuo...). Ele, então, ataca seus companheiros de grupo com mais afinco do que em seus treinamentos. Não tendo superpoderes, ataca os outros heróis usando seu incrível raciocínio tático. O Homem de Ferro, por exemplo, é "cegado" com um jato de pó químico de um extintor (simples assim!). A confusão é resolvida e o Capitão é convencido que estava sendo enganado (vulgo "sendo feito de trouxa").

Avengers%20010%20B.jpg

Os Vingadores enfrentam Immortus, que traz figuras da história (real ou fictícia) para enfrentar cada um dos heróis. O Homem de Ferro enfrenta o mago Merlin. Que, mesmo criando jaulas de aço temperado e disparando raios místicos, é derrotado por ondas de som estridente e luz forte disparados pela armadura. Ciência 1 X 0 Magia.

No meio das batalhas, Immortus sequestra o Capitão América e o leva para a era medieval (onde Rick Jones está preso). Com isso, os Vingadores ficam divididos o suficiente para que os Mestres do Terror possam derrotá-los. O sucesso dos vilões também se dá devido a surpresa do ataque (até então, ninguém sabia que Immortus estava mancomunado). O Homem de Ferro tem sua armadura danificada pela força do Executor e seus repulsores não funcionam.

Quando se imaginava que os vilões haviam vencido, o Capitão América ressurge e vira a mesa (não sozinho, é claro; ele liberta os amigos, que reagem). Não é explicado como, mas ele diz que libertou Rick Jones e derrotou Immortus. Encantor usa magia para tirar seus vilanescos colegas de grupo do local, voltando no tempo, antes do momento em que ela captou a presença de Immortus (isso teria "guiado" o vilão até o grupo) e mudando o rumo da coisas, ou seja, nada, nem a batalha com os heróis aconteceu.

Aventura com furos e sem algumas explicações, mas que tem um saborzinho das aventuras do Tio Patinhas, onde personagens Disney encontram figuras mitológicas e históricas.

Leia também:
O Diário de Tony Stark (formato blog): www.darkmarcos.blogger.com.br
O Diário de Tony Stark (formato fotolog): www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Link to comment
Share on other sites

Tales%20of%20Suspense%20060%20A.jpg
TALES OF SUSPENSE 60
(Dezembro de 1964)

A história "Suspected of Murder!" (Suspeito de Assassinato!) foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck, com arte final de Dick Ayers. Aqui, a dupla identidade do personagem começava a lhe causar problemas, com uma abordagem muito mais dramática e novelesca do que suas aventuras iniciais. O traço de Don Heck parece outro, diferente do traço chutado do mesmo desenhista na revista dos Vingadores. O Gavião Arqueiro, em sua segunda aparição, mostra que ele não é exatamente um vilão. Numa das falas, lembra que criou sua identidade para combater malfeitores.

Tony Stark está tão enrolado com sua identidade de Homem de Ferro, que já delira em pesadelos, onde se vê "preso" dentro da armadura. Como se isso não fosse problema o bastante, sua secretária lamuria-se com seu suposto sumiço (sob o ciumento olhar do chofer Happy Hogan). Sem saberem que o Homem de Ferro é o próprio Stark, os dois fiéis funcionários enfrentam o herói, pensando que ele possa ter feito algum mal a seu patrão.

O Homem de Ferro explica que Stark está cuidando de negócios ultra-secretos e que ele foi encarregado de cuidar das indústrias. A história não convence ninguém, ainda mais quando Stark, ainda de armadura, decide assinar documentos e mexer no seu cofre e é pego em flagrante por Pepper, Happy e alguns policiais. Para escapar da saia justa, o herói mostra os documentos assinados por Stark, provando que está bem. De fato, o industrial pensou rápido, mas esqueceu de um detalhe: não há impressões digitais na assinatura (pois assinou ainda com as luvas de ferro), algo que a análise da polícia não deixa passar. Sem saída, o Homem de Ferro decide fugir.

Tales%20of%20Suspense%20060%20B.jpg

Os Vingadores, que também não sabem a identidade do Homem de Ferro, ficam sabendo do desaparescimento de Stark e querem satisfações. O grupo ainda avisa que o Gavião Arqueiro voltou a invadir as Indústrias Stark e que fez Pepper Potts de refém. O herói enlatado e enrascado diz que tratará pessoalmente do problema.

Chegando nas Indústrias Stark e desviando-se das flechas explosivas do Gavião, o Homem de Ferro consegue isolar Pepper de seu algoz ao atirar uma pesada porta de aço entre os dois. Para fugir, o arqueiro dispara flechas nas correntes que sustentam um pesado foguete criado por Stark. Homem de Ferro é obrigado a pegar o pesado maquinário antes de continuar a perseguição. Após uma rápida batalha, o invasor dispara uma flecha com uma forte luz e foge em seguida.

Ainda zonzo, o Homem de Ferro é cercado pelos seguranças do local, que apontam um poderoso canhão de prótons para ele (ironicamente, a arma foi criada pelo próprio Stark). Pepper consegue deter o disparo, alegando que o herói a salvou do Gavião Arqueiro e lhe dá um pequeno crédito de confiança. Pequeno, porque o desaparescimento do industrial ainda não foi totalmente esclarecido.

A cada história, os finais das aventuras do Homem de Ferro ficam mais dramáticos. Neste, o herói sai do local do salvamento, não aguentando ver a angústia nos olhos de Pepper. A enrascada é: ele não declarou seu amor pela ruiva e descobre que ela o ama justamente quando está vestido com a armadura que, aliás, é outro segredo que não pode revelar. Termina a história trabalhando triste e solitário em seu laboratório, tentando se livrar de seus problemas. Chuif...

 


Avengers%20011%20A.jpg
AVENGERS 11
(Dezembro de 1964)

A história "The Mighty Avengers Meet Spider-Man!" ("Os Poderosos Vingadores Encontram o Homem-Aranha!") foi escrita por Stan Lee e desenhada por Don Heck com artefinal de Chic Stone. Uma edição muito singular para quem é fã do Homem de Ferro. O herói, na verdade, participa da história meio que... virtualmente. Ele até aparece na capa da revista mas... nem sinal do herói na aventura. Ou melhor, QUASE nenhum sinal! Lembrem que ele ainda está enrascado com a história do desaparescimento de Tony Stark. Portanto, também está ausente dos Vingadores. E é justamente esse sumiço que serve como eixo da história.

Tudo acontece quando o vilão Kang cria uma espécie de andróide que finge ser o Homem-Aranha. Esse andróide atrai os Vingadores até um templo na América do Sul (colocando a culpa no Barão Zemo), alegando que o Homem de Ferro está em perigo. É claro que se trata de uma armadilha. Porém, os Vingadores são salvos graças a intervenção do verdadeiro Homem-Aranha (que não se envolve com o grupo diretamente, enfrentando o andróide a distância).

Ou seja, uma aventura dos Vingadores sobre o Homem de Ferro, sem o Homem de Ferro... mesmo que ele apareça na capa. Uma das jogadas comerciais do titio Stan. A história dá a ententer, também, que o herói enlatado é o mais problemático do grupo... por mais dramáticos que os outros heróis Marvel fossem.

Leia também:
O Diário de Tony Stark (formato blog): www.darkmarcos.blogger.com.br
O Diário de Tony Stark (formato fotolog): www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...