Jump to content
Forum Cinema em Cena

Coisas Que Não Tolero em um Filme


henrique felipe
 Share

Recommended Posts

Apocalypse Now foi morto um boi.

Mesmo assim o filme é excelente.

 

Pode até ser' date=' mas isso não faz da cena (? Ainda não vi) algo aceitável. Pra mim não é nem ético.
[/quote']

 

Essa cena é pesada. Mas por outro lado, é uma coisa meio hipócrita da nossa parte, pois milhares de bois são mortos no mundo a todo instante pra servir nossos pratos.

 

Outra que me dá um extremo mal-estar é a do cavalo que cai das escadas em Andrei Rublev, do Tarkovsky. Reza a lenda que era um cavalo condenado, e que ele levou um tiro na cabeça antes de cair, mas mesmo assim é bem desagradável.

Dizem que "Walkabout", do Roeg, é um dos campeões nesse quesito.

 

Não é hipocrisia, pq uma coisa é matar um boi pra nos alimentar, outra é ligar uma camera e "blz, vamos matar ou torturar um animal aqui nessa cena e vai ficar foda"... O que se questiona é a gratuidade da coisa.

 

Os animais não matam outros por serem sanguinários sádicos. Matam pq precisam. Com todos os recursos cinematográficos existentes, é necessário torturar ou matar um animal em cena? Extremamente apelativo e condenável.

 

Lembrei até de um agora, Pink Flamingos, onde um casal transa (ou tenta transar) e o cara segura uma galinha como se fosse um consolo em direção a vagina da mulher.. e depois deita por cima dessa mulher num "papai-mamãe", com a galinha "espremida" no meio dos dois. Jorra até sangue e tal.

 

Não tenho bem certeza se aquilo foi real mas pelo naipe doentio do filme, não duvido nada. Mas aidna me admiro como tem gente que se sujeita a certas coisas nojentas!

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 92
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

Dois recursos que eu acho sempre ruins:

 

- Falso suspense: quando uma cena é conduzida de forma a criar suspense em torno de uma suposta grande virada/revelação/situação/whatever, com direito a trilha sonora "especial" (que geralmente vai crescendo), e então nada de relevante acontece. A cena corta para um encontro casual ou uma aparição boba. Nada que va avançar a narrativa.

 

O melhor exemplo que tenho para essa situação é o filme Um Olhar do Paraiso (The Lovely Bones). O Peter Jackson abusa desse recurso em inumeras partes do filme, que vão desde o beijo entre a protagonista com aquele carinha que depois fica com a vidente ate a cena do cofre envolendo o personagen do Stanley Tucci.

 

- Escatologia: cenas que envolvem merda, urina, vomito, esperma e outros fluidos menos identificaveis, de forma excessivamente "grafica". Naquela desgraça chamada Gigolo Europeu por Acidente (e no 1° filme em menor escala tambem) utilizam bastante esse "recurso". Outro que foi dureza foi Pink Flamingos com o traveco (nossa gloriosa Divine) comendo merda de cachorro 14  

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

não tolero  piadas que envolve peidos' date='arrotos,vomito,para fazer o publico ri  não somos tão besta  a ponte de acha graça nisso.[/quote']

Olha, o pior é que muita gente acha graça nisso.

Eu detesto finais surpresa cuja única razão de ser é ser surpresa. Qualquer um pode criar um final wtf, mas fazer com que ele seja ainda assim um bom complemento para a trama já não é tão simples.

 

assino embaixo.
Link to comment
Share on other sites

Até tolero bem cenas de sexo gratuítas (quem não tolera passar longe de "Entre Lençóis").

Ruim mesmo é cena de estupro do tipo explícito.

Tipo como  a de Monica Berlucci em "Irreversível"... afffffffffffffff ! 09
[/quote']

 

Essa cena é a mais ridícula, apelativa, nonsese e pseudo-cult dos últimos anos ever. Sem falar naquele deslocado WTF "membro digital"...07

 

E o que deveria chocar, causa apenas tédio.14

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

Não gosto e/ou tenho algumas restrições com filmes que sacrificam sua narrativa apenas para defender uma tese/um ponto de vista. Às vezes você vê que a idéia é boa, você identifica que as intenções são válidas, mas a forma encontrada para contar aquela história, os instrumentos usados para alcançar esse objetivo dentro da narrativa não fluem dentro da história, são impositivas, propositais. A narrativa precisa fluir para se alcançar a idéia proposta. Logicamente que não é uma regra, exceções existem, mas na sua maioria tenho essa impressão. Ex: "Caché", "A Vila", entre outros filmes que gosto ou não. Thiago Lucio2010-10-31 10:39:27
Link to comment
Share on other sites

Até tolero bem cenas de sexo gratuítas (quem não tolera passar longe de "Entre Lençóis").

Ruim mesmo é cena de estupro do tipo explícito.

Tipo como  a de Monica Berlucci em "Irreversível"... afffffffffffffff ! 09
[/quote']

 

Essa cena é a mais ridícula, apelativa, nonsese e pseudo-cult dos últimos anos ever. Sem falar naquele deslocado WTF "membro digital"...07

 

E o que deveria chocar, causa apenas tédio.14

 

 

Eu não gosto de "Irreversível" até posso considerá-lo como um dos filmes que possuem coisas que não tolero em um filme, mas é impossível não se chocar com a cena do estupro. Aquela cena é tudo o que há de mais cruel no mundo e desperta o que há de mais repulsivo na natureza humana (a violência masculina, a impotência feminina), mas nada que se assemelha com o tédio. É difícil defender o filme, ele fica naquele meio termo entre o gratuito e o arrojado, entre o vazio e o complexto. Eu não consigo defendê-lo, gostá-lo, esse deve ter sido o objetivo, logo... sei lá.
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Eu não gosto de "Irreversível" até posso considerá-lo como um dos filmes que possuem coisas que não tolero em um filme, mas é impossível não se chocar com a cena do estupro. Aquela cena é tudo o que há de mais cruel no mundo e desperta o que há de mais repulsivo na natureza humana (a violência masculina, a impotência feminina), mas nada que se assemelha com o tédio. É difícil defender o filme, ele fica naquele meio termo entre o gratuito e o arrojado, entre o vazio e o complexto. Eu não consigo defendê-lo, gostá-lo, esse deve ter sido o objetivo, logo... sei lá.
[/quote']

 

Você falou algo interessante aí sobre a cena de estupro. Não sei se gostei do filme, não assisti com toda a atenção, acabei não vendo algumas partes quando passou no TC cult.

 

Mas eu "gostei" da sequencia do estupro justamente pelo que você expressou. Ele é bem didático em mostrar o grau de violência que é um estupro e o quanto isso é ruim, degradante e desumano para uma mulher.

Fran Pierri2010-10-31 10:57:06

Link to comment
Share on other sites

cena de vomito é uma porcaria mesmo

agora so me lembro de professora de piano e outro que a mulher vomita na mesma situaçao que eu nao lembro o nome; alias tem 2 filmes que mulheres vomitam no amasso com o cara porque estavam bebadas com "vomito explicito" iaaaacccq...afffff que eu nao lembro o nome... (???)

 

e um que passava na sessao(tipo denis o pimentinha/batutinhas....nao sei...) da tarde da roda gigante com vomito pra todo lado porque um sacana aumentava a velocidade do brinquedo( qual é o nome mesmo???)
Link to comment
Share on other sites

Até tolero bem cenas de sexo gratuítas (quem não tolera passar longe de "Entre Lençóis").

Ruim mesmo é cena de estupro do tipo explícito.

Tipo como  a de Monica Berlucci em "Irreversível"... afffffffffffffff ! 09
[/quote']

 

Essa cena é a mais ridícula, apelativa, nonsese e pseudo-cult dos últimos anos ever. Sem falar naquele deslocado WTF "membro digital"...07

 

E o que deveria chocar, causa apenas tédio.14

 

 

Eu não gosto de "Irreversível" até posso considerá-lo como um dos filmes que possuem coisas que não tolero em um filme, mas é impossível não se chocar com a cena do estupro. Aquela cena é tudo o que há de mais cruel no mundo e desperta o que há de mais repulsivo na natureza humana (a violência masculina, a impotência feminina), mas nada que se assemelha com o tédio. É difícil defender o filme, ele fica naquele meio termo entre o gratuito e o arrojado, entre o vazio e o complexto. Eu não consigo defendê-lo, gostá-lo, esse deve ter sido o objetivo, logo... sei lá.

 

se a cena durasse apenas uns 2 ou 3 minutos , eu até poderia ficar chocadinho, pois já vi coisa que me deixou realmente revoltado.

 

Mas 11 minutos-membro digital-falso plano sequência-belluci de vestido vermelho rebolando num corredor sozinha foi artificialidade demais pra mim.

 

Não senti nada vendo aquilo. Apenas esperei a cena seguinte. Daí o tédio, Thiago.

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

 
 - Escatologia: cenas que envolvem merda' date=' urina, vomito, esperma e outros fluidos menos identificaveis, de forma excessivamente "grafica". Naquela desgraça chamada Gigolo Europeu por Acidente (e no 1° filme em menor escala tambem) utilizam bastante esse "recurso". Outro que foi dureza foi Pink Flamingos com o traveco (nossa gloriosa Divine) comendo merda de cachorro 14[/quote']

Não assista Salo 06. Aquela é a parte difícil de um filme supostamente perturbador. O resto não é nada demais.

Link to comment
Share on other sites

 

 - Escatologia: cenas que envolvem merda' date=' urina, vomito, esperma e outros fluidos menos identificaveis, de forma excessivamente "grafica". Naquela desgraça chamada Gigolo Europeu por Acidente (e no 1° filme em menor escala tambem) utilizam bastante esse "recurso". Outro que foi dureza foi Pink Flamingos com o traveco (nossa gloriosa Divine) comendo merda de cachorro 14[/quote']
Não assista Salo 06. Aquela é a parte difícil de um filme supostamente perturbador. O resto não é nada demais.
 

 

 

Ainda não assisit Salo mas ja li a respeito das podreiras do filme. Me disseram que tem uma cena em que um pobre diabo é obrigado a comer um pão com giletes dentro 09, isso acontece mesmo?
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

Ainda não assisit Salo mas ja li a respeito das podreiras do filme. Me disseram que tem uma cena em que um pobre diabo é obrigado a comer um pão com giletes dentro 09' date=' isso acontece mesmo?
[/quote']

Sim. Não lembro exatamente o que são, mas lembro que são objetos cortantes. O cara põe num pedaço de pão e dá a uma mulher, sem que ela saiba o que tem no pão. Só descobre quando morde. 06

 

A única parte mais forte o filme é uma garota sendo obrigada a comer um cocô com uma colher (fresquinho, feio na hora 06). E um banquete de cocô que tem depois (ele passaram dias juntando pra fazer o banquete 06). Quando terminam de comer, dois homens se beijam com a boca suja, e um deles diz que não há beijo melhor 06. Dizendo assim é engraçado, mas no filme é nojento.

 

Mas no geral Salo pega leve. Dá a entender que vai mais longe, e nunca chega lá 12. Gosto mesmo assim.

Lucy in the Sky2010-10-31 17:12:50

Link to comment
Share on other sites

 

Eu não gosto de "Irreversível" até posso considerá-lo como um dos filmes que possuem coisas que não tolero em um filme, mas é impossível não se chocar com a cena do estupro. Aquela cena é tudo o que há de mais cruel no mundo e desperta o que há de mais repulsivo na natureza humana (a violência masculina, a impotência feminina), mas nada que se assemelha com o tédio. É difícil defender o filme, ele fica naquele meio termo entre o gratuito e o arrojado, entre o vazio e o complexto. Eu não consigo defendê-lo, gostá-lo, esse deve ter sido o objetivo, logo... sei lá.
[/quote']

Você falou algo interessante aí sobre a cena de estupro. Não sei se gostei do filme, não assisti com toda a atenção, acabei não vendo algumas partes quando passou no TC cult.

Mas eu "gostei" da sequencia do estupro justamente pelo que você expressou. Ele é bem didático em mostrar o grau de violência que é um estupro e o quanto isso é ruim, degradante e desumano para uma mulher.

 

Eu acho essa cena angustiante justamente por esta sensação de impotência da mulher diante de um ato tão violento e covarde. Impossível ficar indiferente...
Link to comment
Share on other sites

 

 

<FONT size=2 face="Verdana' date=' Arial, Helvetica, sans-serif">Eu não gosto de "Irreversível" até posso considerá-lo como um dos filmes que possuem coisas que não tolero em um filme, mas é impossível não se chocar com a cena do estupro. Aquela cena é tudo o que há de mais cruel no mundo e desperta o que há de mais repulsivo na natureza humana (a violência masculina, a impotência feminina), mas nada que se assemelha com o tédio. É difícil defender o filme, ele fica naquele meio termo entre o gratuito e o arrojado, entre o vazio e o complexto. Eu não consigo defendê-lo, gostá-lo, esse deve ter sido o objetivo, logo... sei lá.
[/quote']Você falou algo interessante aí sobre a cena de estupro. Não sei se gostei do filme, não assisti com toda a atenção, acabei não vendo algumas partes quando passou no TC cult.Mas eu "gostei" da sequencia do estupro justamente pelo que você expressou. Ele é bem didático em mostrar o grau de violência que é um estupro e o quanto isso é ruim, degradante e desumano para uma mulher.

 

Eu acho essa cena angustiante justamente por esta sensação de impotência da mulher diante de um ato tão violento e covarde. Impossível ficar indiferente...

 

 

 

Eu acho a cena do estupro bem feita. Mas a cena que acho mais foda é a do assassinato com o extintor de incêndio. Uma das mortes mais assustadoras que já vi em um filme.

Link to comment
Share on other sites

  • 9 months later...

 

 

Dois recursos que eu acho sempre ruins:

 

 

 

- Falso suspense: quando uma cena é conduzida de forma a criar suspense em torno de uma suposta grande virada/revelação/situação/whatever' date=' com direito a trilha sonora "especial" (que geralmente vai crescendo), e então nada de relevante acontece. A cena corta para um encontro casual ou uma aparição boba. Nada que va avançar a narrativa.

 

 

 

O melhor exemplo que tenho para essa situação é o filme Um Olhar do Paraiso (The Lovely Bones). O Peter Jackson abusa desse recurso em inumeras partes do filme, que vão desde o beijo entre a protagonista com aquele carinha que depois fica com a vidente ate a cena do cofre envolendo o personagen do Stanley Tucci.

 

 

 

- Escatologia: cenas que envolvem merda, urina, vomito, esperma e outros fluidos menos identificaveis, de forma excessivamente "grafica". Naquela desgraça chamada Gigolo Europeu por Acidente (e no 1° filme em menor escala tambem) utilizam bastante esse "recurso". Outro que foi dureza foi Pink Flamingos com o traveco (nossa gloriosa Divine) comendo merda de cachorro [img']http://www.cinemaemcena.com.br/forum/smileys/14.gif" height="15" width="60" align="absmiddle" alt="14" />  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Concordo plenamente, isso também me incomoda e muito!

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...