Jump to content
Forum Cinema em Cena

Jorge Soto

Members
  • Content Count

    28658
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    138

Jorge Soto last won the day on October 13

Jorge Soto had the most liked content!

3 Followers

About Jorge Soto

  • Rank
    Produtor Executivo

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Mulher-Gato de The Batman foi rejeitada no passado pela DC Zoe Kravitz (Big Little Lies) poderia ter estreado no universo da DC há muito tempo se não tivesse sido rejeitada em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012). Em uma entrevista ao Nylon em 2015, Zoe Kravitz falou sobre sua carreira, afirmando que evitava aceitar papéis em que sua cor de pele era um fator determinante. Infelizmente, em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge foi isso o que aconteceu. Nessa entrevista, a atriz de The Batman revelou que ela perdeu um papel secundário no filme dirigido por Christopher Nolan porque “eles não queriam alguém ‘urban’ (termo associado à música negra)”. Esse papel era provavelmente o de Jen (Juno Temple), aliada de Mulher-Gato nos quadrinhos da DC. Apesar de não ter conseguido esse papel, Zoe Kravitz acabou conseguindo muito mais destaque em sua carreira, fazendo a voz da Mulher-Gato em LEGO Batman: O Filme (2017) e atuando em Mad Max: Estrada da Fúria (2015), Animais Fantásticos e os Crimes de Grindewald (2018) e Big Little Lies (2017-2019). Agora, Zoe Kravitz vai viver Selina Kyle/Mulher-Gato em The Batman, dirigido por Matt Reeves e protagonizado por Robert Pattinson (Bruce Wayne/Batman). do co-roteirista do filme: “Co-escrever The Batman com Matt Reeves foi uma experiência que mudou minha vida e literalmente um sonho tornado realidade. Mal posso esperar para que vocês vejam o que ele preparou para o maior detetive do mundo!”
  2. fotos do Elba (Vigilante?) e Cena (Pacificador?) eu quero mesmo é ver qual vai ser a identidade visual do logo e do filme no geral..porque a do primeiro era carnavalescamente bem bagunçada
  3. nessas horas impossivel nao vir a imagem da Taylor Swift em Cats😹🙀
  4. foto recente onde fãs especulam dele entrando em forma pro papel...mas eu nao vi nada demais...continua palito e brilhando..🤣
  5. Coringa pode não conseguir US$ 1 bilhão em bilheteria Coringa tem feito um grande sucesso e quebrado vários recordes de bilheteria até agora, mas provavelmente não atingirá o tão sonhado US$ 1 bilhão.Ao longo dos anos, vários filmes têm atingido essa importante marca, mas uma coisa que todos os 43 títulos têm em comum é o fato de nenhum deles ser de classificação etária R (+18 no Brasil). O longa com classificação R de maior bilheteria até então é Deadpool 2, que faturou US$ 785 milhões.Isso se deve ao fato de que, obviamente, a pegada mais adulta desses longas restringe o público que os assistem.Para Coringa atingir US$ 1 bilhão, precisará ter um desempenho verdadeiramente sem precedentes nas próximas semanas, já que até o momento faturou US$ 548.2 milhões.O filme precisa manter daqui pra frente um desempenho semelhante ao que obteve nas suas duas primeiras semanas, algo que é muito difícil.
  6. até a eterna catwoman veterana Michelle Pfeiffer deu uma dica pra Catwoman estgiaria..😂 “Certifique-se de que eles desenhem o traje de modo que você possa ir ao banheiro. Pequenos detalhes, mas importantes”, brincou.
  7. classificação R “violência por toda parte, linguagem forte e breve nudez.” clipe da Linda chutando bundas
  8. Jorge Soto

    Matrix 4

    mal se juntou já se acidentou...😂 “Passei por uma cirurgia hoje. Eu tropecei e minha mão parou bem em cima de um ouriço-do-mar enquanto escalava uns penhascos rochosos na Croácia. A maior parte dos espinhos eu tirei sozinho, mas dois se recusavam a sair e um acabou infeccionando. No final das contas perfurou um tendão”, contou o astro. “Graças aos talentos cirúrgicos do Dr. Dan Polatsch e sua equipe, eu estou oficialmente livre do ouriço e me recuperando. Único inconveniente: precisar utilizar esse imenso imobilizador no futuro próximo”
  9. agora é a vez do Taika responder as declarações do Scorsa🤣 “Bem, é muito tarde para eles mudarem o nome para Universo Tic Marvel. Claro que é cinema! Está nos filmes. Está nos cinemas [apontando para a câmera] perto de você!” (Tic é uma expressão utilizada em redes sociais, uma ironia para dizer que algo não é verdade). Críticas de Martin Scorsese à Marvel são injustas, diz criador de Watchmen No início deste mês, o lendário cineasta Martin Scorsese iniciou um debate entre fãs, cineastas, escritores e praticamente qualquer pessoa interessada em filmes quando declarou que as produções da Marvel não são “cinema” e chegou ao ponto de comparar o gênero de super-heróis aos parques temáticos. Desde então, Scorsese fez mais críticas, mas há muitos que discordam dele e entre eles está o criador da série de Watchmen, Damon Lindelof. Falando com a Variety, Lindelof explicou que, como nem todos os filmes da Marvel são iguais, não é justo e um pouco impreciso agrupá-los como se fossem uma mesma coisa. Ele observou especificamente que alguns filmes da Marvel estão muito mais próximos da definição de cinema de Martin Scorsese do que parecem. “Há um espaço nos filmes da Marvel que eles estão começando a explorar e estão começando a ser provocativos e interessantes”, disse Lindelof. “Logan ou Pantera Negra são muito próximos, na minha opinião, ao cinema e colocar todos os filmes da Marvel na mesma caixa não parece justo.” Produções premiadas Lindelof pode ter alguma razão em relação a Logan e Pantera Negra. Ambos os filmes pareciam ter um tipo diferente de tom do que a maioria dos outros filmes baseados em personagens da Marvel e são os dois filmes da Marvel que acabaram recebendo grandes indicações ao Oscar. Logan foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Adaptado, se tornando o primeiro filme de super-herói a conseguir uma vaga nessa categoria. Já Pantera Negra se tornou o primeiro filme de super-herói a receber uma indicação de Melhor Filme, além de ter vencido outras três estatuetas do Oscar. Scorsese realmente assistiu tantas produções da Marvel assim? O criador da nova versão de Watchmen, da DC, sugeriu que talvez Martin Scorsese não tenha realmente visto muitos filmes da Marvel. Ele observou que há espaço para todos os tipos de filmes por aí, já que todos os gostos são diferentes.“Estou curioso para saber quantos filmes da Marvel ele viu”, disse Lindelof. “Não gosto de ver as coisas dessa maneira. Acho que deve haver espaço para entretenimento popular, culinária indie e cinema.” A série de Watchmen será lançada pela HBO em 20 de outubro. O programa é uma espécie de continuação para a revista em quadrinhos clássica.
  10. Semper Fi é um thriller que resumidamente trata da "broderagem" e fidelidade masculina. É um filme de alta testosterona, mix de Uma História Americana no quesito drama prisional e de O Franco Atirador. Sabe equilibrar bem ambos gêneros mas derrapa quando foca apenas num, em detrimento do outro. As atuações estão boas, com destaque pro Jay "Capitão Bumerangue" Courtney, mas o filme desperdiça coadjuvantes fascinantes em detrimento do dramalhão fácil. Ainda assim deixa-se ver de boas, com ressalvas. 8-10 Harpoon é um eficiente thriller negro indie que tinha tudo pra dar errado - feito num único ambiente e apenas 3 personagens - mas não. Diálogos afiados e interpretações competentes fazem desta comédia negra algo do naipe do Tarantino, Guy Ritchie ou Coen. Lembra do noventista Dead Calm? É algo parecido mas tocado de forma bem dinâmica com uma pitada de survival. Não bastasse, esta bacana narrativa de desconstrução da amizade e amor se vale dum conto de Edgar Allan Poe e, pasme, Da Vida de Pi. Pequeno grande filme. 9-10
  11. é legalzinho, principalmente pelo inicio e desenvolvimento, mas no final te deixa com a pulga atras da orelha com nada explicado, um vazio sem sentido. Quiçá pra deixar o espectador interpretar o que viu ou por que não soube finalizar mesmo😂 Little Monsters é uma divertida comédia com gore onde a evolução do personagem principal em assumir responsabilidade da vida adulta é muito bem narrada. Repleto de gags hilárias, a surpresa foi ver a Lupita Nyong’o se dar muito bem neste tipo de produção, cuja premissa já é bizonha: o apocalipse zumbi numa fazendinha de pets, onde rola uma excursão infantil(!?). Resumindo, o filme não inventa a roda como Shaun of Dead mas é diversão acima da média feito Zumbilândia por carregar mensagem sentimental bem fofuchis, sem soar piegas. Ponto pra carismática molecada do longa. 8,5-10 Luz é um curioso filme alemão sobre possessão demoníaca com forte estilo arthouse. Nada convencional e de difícil digestão, esta produção prima por cenas bizarras e queima bem devagar beirando o insuportável, pra só no final mostrar sua cara. Com estética bacana noventista, este horror nada convencional tem boas atuações e de longe a melhor cena é a sessão de hipnose e do interrogatório. Surreal, aqui ou você se encanta ou dorme todo filme. 7,5-10 The Fanatic é um thriller bacana de stalker de ídolo, do naipe do noventista Estranha Obsessão (com Snipes e De Niro), mas com poderosa critica ao sonho americano. Travolta está irreconhecível (e muito bem) na pele duma espécie de Forest-Gump-geek-do-mal obcecado pelo seu ator preferido; o resto do elenco ta bem fraquinho. Tem muitos furos mas não desmerece como todo a produção indie e bem eficiente. Atente pras várias referências a clássicos do terror. 8,5-10 Prey é um fraco terror que mistura vários gêneros sem conseguir ser original. Começa como drama, passeia pelo survival de Naufrago, flerta com romancezinho feito Lagoa Azul e finalmente tem um monstro tipo Predador. Na boa, so curti mesmo o thriller de sobrevivência pois o resto deixa muito a desejar, até o gore e o próprio monstro, meia boca. Pra completar, atuações ruins e um desfecho previsível coroam esta produção da Blumhouse que desponta pro anonimato. E olha que o diretor é o mesmo do ótimo remake de Maniac. 6-10 Scary Stories to Tell in the Dark é um terrorzinho juvenil até divertido. É um Goosebumps feito pelo Del Toro, com um plot macabro meio História sem Fim mas com estrutura de mortes tipo Premonição. A ambientação sessentista e o design das criaturas é o ponto positivo, além das atuações e tal. O ruim é que pela faixa etária do público faltou um gore mais nervoso e, claro, ser meio previsível. Mas o resultado é bom passatempo apesar dos apesares.. Pra quem curtiu It, Stranger Things, etc.. 8-10 In the Tall Grass é uma razoável adaptação de conto do Stephen King que logo de cara te enfia num labirinto bem claustrofóbico, mas logo surgem os mistérios temporais do naipe Triangulo do Medo que fundem a cuca do espectador e não se sabe o que ta rolando. É interessante, bem atuado e tem tensão com cenas bizonhas, mas deixa a desejar no quesito explicações porque se deixar pra subjetividade do espectador pode ser qualquer coisa. Pra mim o filme funcionou mais como thriller de sobrevivência do que terror psicológico. 8-10 The Standoff at Sparrow Creek é um tenso e claustrofóbico thriller dark que te prende mesmo rolando tudo num único cenário, onde um grupo de milicanos tem que descobrir qual deles promoveu um massacre. O forte deste índie são os diálogos, roteiro e as atuações, onde ninguém é o que parece ser, do naipe de Cães de Aluguel. De baixissimo orçamento, a película é uma navalha com uma boa reviravolta final, com uma forte crítica ao governo Trump e á industria armamentista (e do entretenimento atual). É daqueles filmes que você pode discordar pelo viés político que carrega, mas que isso não faz dele menos sensacional. 9-10 Harpoon é um eficiente thriller negro indie que tinha tudo pra dar errado - feito num único ambiente e apenas 3 personagens - mas não. Diálogos afiados e interpretações competentes fazem desta comédia negra algo do naipe do Tarantino, Guy Ritchie ou Coen. Lembra do noventista Dead Calm? É algo parecido mas tocado de forma bem dinâmica com uma pitada de survival. Não bastasse, esta bacana narrativa de desconstrução da amizade e amor se vale dum conto de Edgar Allan Poe e, pasme, Da Vida de Pi. Pequeno grande filme. 9-10
  12. Parece que realmente foi confirmado em mais de um rumor que o plot do seriado vai ser que a Wanda vai criar mesmo uma realidade alternativa de sitcom pra superar a perda do Visão. Nessa realidade ela vive feliz com ele e seus filhos, Wiccano e Célere. Nos finalmente ela desfaz essa realidade ao saber da presença de Pesadelo, que quer seus poderes, fazendo o gancho com o filme do Estranhoso. No entanto, seus filhos passam a conviver nesta realidade sendo que Célere passa a ser o novo velocista da Marvel. Vin Diesel cogitado pra Raio Negro e o Mercúrio Aaron Taylor Johnson pra Maximus.. pro seriado da Ms Marvel
  13. FILME TERÁ GRANDE VILÃ DO SIMBIONTE NOS QUADRINHOS! No ano que vem, Venom retornará aos cinemas com sua sequência, onde Eddie Brock e seu violento simbionte terão que enfrentar ninguém menos que o Carnificina. Contudo, parece que ele não será o único vilão do filme, já que a Shriek, uma clássica vilã do personagem, acaba de ser confirmada.De acordo com o Deadline, a Sony já está ativamente à procura de uma atriz para interpretar Frances Barrison. Nos quadrinhos, a vilã é uma mutante – algo que deve ser modificado para que a personagem se encaixe no universo da Sony. Ela é descrita como uma traficante que, após um evento traumático, desenvolve novas habilidades.Ainda segundo o site, o estúdio está em busca de “vários tipos de atrizes“, o que significa que não estão se atendo a uma faixa etária ou uma etnia específica. Além disso, aparentemente a Sony está de olho em atrizes mais desconhecidas.Venom 2 será dirigido por Andy Serkis. Já foi confirmado que Tom Hardy, Michelle Williams e Woody Harrelson devem retornar aos papéis de Eddie Brock, Anne Weying e Cletus Kasady, mas ainda não sabemos detalhes sobre a trama ou sobre os atores que interpretarão novos personagens. 🤣
  14. oficialmente, o novo Stan Lee..e a com a manopla completa! agora que o homi ta com a mão em todas as mídias quem sabe rola..😍
  15. Diretor e Joaquin Phoenix respondem se teoria maluca de Coringa é verdadeira A profundidade de Coringa está levando os fãs a criarem diversas teorias. Uma delas aponta para o fato de que o horário 11:11 aparece três vezes no relógio durante o filme e que esse horário só muda quando Arthur Fleck quebra o relógio. A partir dai, outros números menores que 11 começam a ter destaque no filme. Segundo o fã do Reddit, que criou essa teoria, isso representa a transformação de Fleck no Coringa de verdade. Confira a teoria completa abaixo. Em entrevista no podcast ReelBlend, do CinemaBlend, o diretor Todd Phillips e o protagonista Joaquin Phoenix foram convidados a comentar essa teoria maluca de Coringa. “É coincidência… Não, eu quero dizer, não sei. Eu acho que é coincidência. Acontece duas vezes [o 11:11 no relógio]. Há outra vez? Não, isso é bem interessante”, disse o diretor. Joaquin Phoenix decidiu debochar da teoria, comparando-a com a conspiração de “Paul está morto”, teoria que diz que o Paul McCartney dos Beatles morreu e foi substituído. “Paul está morto. Paul está morto. Os Beatles [risadas]. O que eu quero dizer é, eu sei que as pessoas fazem isso, não sei que m*rda você chamaria isso, mas eu acho que algumas pessoas leem demais as coisas. Essa é a piada do ‘Paul está morto’ que estou fazendo. Não, 11:11 não significa nada para mim, pessoalmente”, disse o ator. Warner ficou tão preocupada com Coringa que pode ter prejuízo Desde sua chegada nos cinemas, Coringa tem sido alvo de inúmeros debates sobre os polêmicos temas abordados no filme, como excesso de violência, transtornos mentais, opressão de minorias, e a subversão do icônico vilão em um herói na trama. Segundo o The New York Times, Kevin Tsujihara, então presidente da Warner, ficou surpreso quando o diretor Todd Phillips apresentou sua ideia para um filme do Coringa que refletia a mentalidade dos assassinos em massa da vida real. Apesar de haver uma divergência de opiniões, inclusive entre os executivos seniores do próprio estúdio, a Warner decidiu prosseguir com o projeto, mas com muita cautela. Como havia uma preocupação sobre como um filme polêmico como Coringa se apresentaria nas bilheterias, eles apostaram em recrutar o Bron Studios e a Village Roadshow para ajudar no financiamento. Essa decisão acabou sendo bastante barata em comparação com outros filmes de quadrinhos, mas significava que o estúdio teria que dividir os lucros do filme entre seus colegas financiadores. Desta forma, mesmo com o enorme sucesso que o longa está fazendo até então nas bilheterias, a Warner pode acabar sendo prejudicada financeiramente por este acordo que foi feito, já que não ficará com todo o dinheiro. Esse diretor da Warner só faz [email protected]@[email protected]!! Não sei se serei preconceituo ao comentar isso mas parece que ele trás uma cultura de erro-punição muito oriental. Tipo, alguém erra em algo e ele já "corta a cabeça" do cara. Nada dura e a Warner aparenta ter grande medo de algo novo. 😂 É aquela coisa..quem não arrisca..😉
×
×
  • Create New...