Jump to content
Forum Cinema em Cena

Jorge Soto

Members
  • Posts

    33403
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    388

Everything posted by Jorge Soto

  1. lista de atores que retorna pra dublar seus personagens Andy Serkis (Ulysses Klaue); Angela Bassett (Ramonda); Benedict Cumberbatch (Doctor Strange); Benedict Wong (Wong); Benicio Del Toro (O Colecionador); Bradley Whitford (Agente John Flynn); Carrie Coon (Proxima Meia-Noite); Chadwick Boseman (T’Challa); Chris Hemsworth (Thor); Chris Sullivan (Taserface); Clancy Brown (Surtur); Clark Gregg (Agente Coulson); Cobie Smulders (Maria Hill); Danai Gurira (Okoye); David Dastmalchian (Kurt); Djimon Hounsou (Korath); Dominic Cooper (Howard Stark); Don Cheadle (Máquina de Combate); Emily VanCamp (Sharon Carter); Evangeline Lilly (A Vespa); Frank Grillo (Ossos Cruzados); Georges St-Pierre (Batroc); Hayley Atwell (Peggy Carter); Jaimie Alexander (Sif); Jeff Goldblum (O Grão-Mestre); Jeremy Renner (Gavião Arqueiro); John Kani (Rei T’Chaka); Jon Favreau (Happy Hogan); Josh Brolin (Thanos); Karen Gillan (Nebulosa); Kat Dennings (Darcy); Kurt Russell (Ego); Leslie Bibb (Christine Everhart); Mark Ruffalo (Hulk); Michael B. Jordan (Erik Killmonger); Michael Douglas (Hank Pym); Michael Rooker (Yondu); Natalie Portman (Jane Foster); Neal McDonough (Dum Dum Dugan); Ophelia Lovibond (Carina); Paul Bettany (Visão); Paul Rudd (Homem-Formiga); Rachel House (Topaz); Rachel McAdams (Christine Palmer); Samuel L. Jackson (Nick Fury); Sean Gunn (Kraglin); Sebastian Stan (Bucky Barnes); Seth Green (Howard o Pato); Stanley Tucci (Abraham Erskine); Taika Waititi (Korg); Tilda Swinton (A Anciã); Toby Jones (Arnim Zola); Tom Hiddleston (Loki); Tom Vaughan-Lawlor (Fauce de Ébano).
  2. HENRY CAVILL, O SUPERMAN, NÃO DEVE APARECER NO FILME The Flash, um dos próximos filmes da DC, terá várias participações especiais de diversos heróis da DC, seja versões do Batman e até da Supergirl, contudo, parece que o filme não irá trazer o Superman de Henry Cavill como muitos fãs esperavam. Recentemente, vários rumores começaram a surgir de que Cavill iria reprisar seu papel, ainda mais porque o filme do velocista está sendo gravado na Escócia, que fica ao lado da Inglaterra, onde o ator vive. Rumores de que Cavill estava se preparando para gravar algo no Reino Unido fizeram com que muitos acreditassem que ele pudesse ter uma participação, mas esse não é o caso. De acordo com o jornalista e insider Umberto Gonzalez, do The Wrap, o ator “Não vai estar em The Flash e na verdade não possui contrato para reprisar o Super em qualquer filme”. Essa não é uma informação nova, já tem um bom tempo que os fãs sabem que Henry Cavill não atualizou seu contrato com a Warner e DC Films, porém segundo os rumores, o estúdio não está muito animado para voltar a trabalhar com o ator, mesmo ele tendo deixado claro anteriormente que gostaria de voltar para mais filmes reprisando o papel de Clark Kent/Superman. O relacionamento de Cavill com o estúdio não parece dos melhores, desde a suposta participação dele em Shazam! que acabou sendo cortada do filme. Em 2017, o ator disse que em seu contrato ainda havia a possibilidade dele aparecer em mais um filme. mas com as novas versões do Superman estando em desenvolvimento, não parece uma possibilidade muito grande.
  3. BOB IGER, EX-CEO DA DISNEY, FICOU CHOCADO COM O PROCESSO DE SCARLETT JOHANSSON, DIZ SITE Nos últimos dias, nada tem abalado mais o mundo do entretenimento que o processo movido por Scarlett Johansson contra a Disney, por conta do lançamento híbrido de Viúva Negra nos cinemas e no Disney+. A defesa da atriz alega que ela perdeu parte dos lucros que ela teria ganhado como participação na bilheteria, além dela estar sendo usada para promover o Disney+ sem ganhar um centavo por isso. Farpas foram trocadas por parte do estúdio, que acusou a atriz de ser “insensível” com a pandemia, mas agora, um novo artigo jornalístico escrito por Sharon Waxman para o TheWrap pode ter mostrado como o processo abalou as estruturas da Disney, especialmente no que diz respeito ao ex-CEO da empresa, Bob Iger. No artigo, ela diz que ele teria ficado “mortificado” com o processo de Scarlett Johansson. Além disso, Sharon diz ter falado com vários executivos que conhecem bem a Disney e disse que descobriu um fato peculiar: Bob Iger teria “deixado” Bob Chapek, o atual presidente do estúdio, “dar um tiro no próprio pé” por não participar das negociações com a atriz para que pudessem, juntos, definir uma solução mais pacífica do que o processo: “Eu falei com meia dúzia de executivos familiares com a Disney e a cultura interna do estúdio. Parece que [Bob] Iger ou deixou intencionalmente que [Bob] Chapek desse um tiro no pé com a Scarlett Johansson ao se recusar a participar das negociações para uma alternativa ao processo, ou ele esta tão desconectado de seu sucessor que ele não estava pronto para dar as caras, como normalmente estaria.” No próprio artigo, Sharon diz que Zenia Much, a chefe de comunicações da Disney, teria negado veementemente essas alegações. Pelo visto, o processo de Scarlett Johansson ainda terá muitas ramificações para o estúdio – ainda mais agora que outras atrizes também estão pensando em fazer o mesmo (como Emma Stone por Cruella e Emily Blunt por Jungle Cruise, ambos planejados originalmente para os cinemas mas lançados no Disney+, o que diminuiu o valor das bilheterias e, consequentemente, os lucros das atrizes). Resta saber se a Justiça americana será favorável a elas ou ao estúdio. Bob Iger
  4. pessoal em foruns gringos ta batendo pé na semelhanca de roupa do Bataffleck com Battinson, tao falando que vao ficar sendo do mesmo universo ou que ambos vao estar conectados de alguma forma..🙄
  5. Vida dura da equipe tecnica da DC. Nao basta remover bigode, tem que tirar as banhas tambem..🤣
  6. primeiras reacoes, todas positivas Steven Weintraub, do Collider, disse: “Vi os primeiros três episódios de What If…? Amo o quadrinho então obviamente já iria amar a série e ela entrega. O segundo episódio é o de T’Challa como Senhor das Estrelas e é um ótimo episódio que possui a voz de Chadwick Boseman e surpresas legais. O terceiro é um mistério melhor que alguns filmes”. Erik Davis, do Fandango, comentou: “Cada episódio é melhor que o anterior com o terceiro sendo meu favorito. Amo como eles pegam a história que conhecemos e alteram ela de todas as formas. É como Além da Imaginação da Marvel – estranho, selvagem e divertido”. Tania Lamb, do Geekly Show, gostou da premissa, mesmo não gostando de todas as histórias: “Espere o inesperado nunca foi mais real do que em What If…? da Marvel. É uma viagem louca e mesmo não sendo minha série favorita, é bom ouvir algumas vozes familiares de personagem que amo! Eu respeito as reviravoltas e surpresas do multiverso, mesmo não gostando de alguns deles”. Germain Lussier, do io9 e Gizmodo, disse: “Após 3 episódios, What If…? da Marvel tem o potencial de ser a melhor série no D+ deles até agora. Sim, ela é divertida e animadora, mas a maneira como ela faz reviravoltas de formas surpreendentes me deixaram curioso e engajado também. O episódio 2, com T’Challa, é uma das minhas coisas favoritas da Marvel em anos”. Jacob Hall, do Slash Film, criticou a atuação de voz dos atores, dizendo: “Talvez fique melhor conforme vai indo, mas não fui particularmente inspirado pelos episódios de What If…? da Marvel enviado para a crítica. Se apoia muito no fator ‘Isso não seria louco?’ e nunca conta uma história verdadeiramente convincente. A atuação de voz parece ter sido literalmente feita via telefone.” A atuação de voz também foi criticada por Ethan Anderton, do Slash Film, que disse: “What If…? da Marvel traz reviravoltas convincentes para o MCU junto de uma animação estilosa e ótima ação. Contudo, a maneira de contar histórias resumidas cria um sentimento de desarticulação e falta a magia e coração dos filmes. Além disso, muitos atores do MCU não são bons atores de voz”.
  7. JOHN CENA FALA SOBRE POSSIBILIDADE DE ENFRENTAR DWAYNE JOHNSON NOS CINEMAS Com a participação de John Cena em Velozes e Furiosos 9 e O Esquadrão Suicida, ele e Dwayne Johnson agora estão em dois universos cinematográficos, uma vez que o ator de Hobbs e Shaw estará no Universo DC estrelando Adão Negro. Isso levou muitos fãs de ambos e do cenário de lutas profissionais a se empolgarem para ver os antigos rivais se enfrentando nos filmes, algo que o próprio Cena comentou em entrevista ao site ComicBook. O ator demonstrou compartilhar da empolgação dos fãs para que isso aconteça, mas alertou que esse embate não é tão inevitável quanto parece. Se mostrando muito solícito caso a oportunidade surja, Cena comentou: “Você me conhece. Pronto, disponível e capaz. E atendendo o telefone sempre que ele toca. Eu estou bem. Eu acho que a empolgação que está começando a crescer nos fãs, independente de você falar sobre Velozes ou você falar agora sobre o Universo DC. Eu não quero falar que estamos em uma rota de colisão e é inevitável. Eu quero, porque sou um fã. Mas vamos ver. Vamos ver o que acontece. Me conte o que ele disser.” A dupla tem uma jornada semelhante, com ambos começando como lutadores profissionais e chegando ao topo da WWE antes de partirem para Hollywood. Estando em duas franquias juntos, muitos esperam vê-los na mesma produção, mas os dois não chegaram a aparecer juntos em nenhuma das duas séries. Johnson participou de quatro filmes de Velozes e Furiosos, deixando a série principal para estrelar o spin-off Hobbs & Shaw. Cena, no entanto, só se juntou à franquia no nono filme, do qual The Rock não faz parte. Já em relação ao DCEU, os atores não estão em produções que já foram lançadas. Cena viverá o Pacificador em O Esquadrão Suicida, que chega aos cinemas no início de agosto. Ele retornará também em uma série do HBO Max, que tem previsão de estreia para o próximo ano. Johnson, por outro lado, interpretará o anti-herói Adão Negro, que ganhará seu próprio filme, com lançamento agendado para o ano que vem. A treta deles no WWE foi uma chatice sem fim, rendeu uns confrontos divertidos entre os dois, mas no geral, foi só uma jogada pra encher a bola do The Rock.🙄
  8. Diretor afirmou que o trailer não deve sair tão cedo😕
  9. somos dois, nunca curti muito esses filmes nao..mas de la pra cá ganharam status de cult do John Carpenter, que tem filmes muito melhores, mas vai saber porque..
  10. FÃS DA MARVEL DEVERIAM TER RECONHECIDO ESPAÇONAVE MOSTRADA NO EPISÓDIO FINAL, DIZ KATE HERRON A cena de abertura do último episódio de Loki levou os fãs a uma viagem pelo multiverso do MCU. Entre uma imagem e outra, uma linha do tempo e outra, os fãs não puderam deixar de notar a aparição de uma misteriosa espaçonave em determinado momento. De acordo com a diretora Kate Herron (via CinemaBlend), os fãs deveriam ter reconhecido a tal nave, pois ela está diretamente ligada ao Universo Cinematográfico da Marvel. “Então, eu diria que a espaçonave foi um aceno divertido da Marvel. Fizemos uma homenagem a Contato (filme de 1997), mas eu pensei ‘Ok, como podemos obter um pouco mais do sabor do MCU?’ Então meio que fomos atrás disso… Eu diria que se as pessoas olharem bem para a neve, elas a reconhecerão. Esteve em algumas coisas.” Claro que ninguém da equipe da Marvel confirmou as origens da aeronave, mas aqueles fãs que adoram teorizar já deram seus palpites, e a opção mais animadora tem a ver com o Quarteto Fantástico. Há quem diga que a nave foi uma referência à Primeira Família da Marvel, equipe que está intrinsicamente ligada a naves espaciais, multiverso e a Kang, o Conquistador. Além disso, é de conhecimento dos fãs que um filme do Quarteto Fantástico está em desenvolvimento na Marvel Studios sob o comando de Jon Watts, o que faz dessa teoria plausível. No entanto, há ainda uma opção não tão empolgante, porém mais realista: pode ser apenas a Quinjet dos Vingadores. A sequência em que a nave misteriosa aparece traz uma enxurrada de referências a momentos anteriores do MCU, o que faz dessa teoria mais provável. De qualquer forma, há bastante espaço para especulação enquanto esperamos pelas consequências que a série do Loki podem trazer ao Universo Cinematográfico da Marvel.
  11. 😢 https://www.facebook.com/dublapedia/videos/230873455577439
  12. Segundo o Deadline, fontes próximas afirmam que Dwayne "The Rock" Johnson e sua produtora Seven Bucks não tem a intenção de entrar em uma briga com a Casa do Mickey, pois “ele estava em sintonia com o estúdio quando foi feito o anúncio de que o filme seria lançado globalmente em um momento em que certos mercados estrangeiros estão offline”. Em seu primeiro fim de semana, Jungle Cruise espera faturar algo em torno dos US $ 65 milhões em salas de cinema dos Estados Unidos e exterior. A Disney deve divulgar os números do Premier Acess do filme em algum momento próximo. Resumindo acima, "sintonia" pro The Rock significa ficou sabendo antes e pediu uma grana. Mas também tem "e sua produtora", ele produz algumas pro D+, como ator talvez até queria processar mas como empresário é mais vantajoso manter a parceria.😉
  13. torcendo pra ela ganhar.. ta melhor que as Olimpiadas..🤣
  14. DISNEY OFERECE R$ 50 MILHÕES AO STARZ PARA USAR NOME STAR+ NO BRASIL A disputa entre Disney e Starz ganhou mais um capítulo: a Justiça de São Paulo marcou a data da audiência final sobre o caso e a empresa do Mickey fez uma proposta financeira para finalizar a questão. Tudo começou quando o Starz, dono do streaming Starzplay, abriu um processo contra a Disney pelo uso do nome Star+ (StarPlus) na América Latina. Para o Starz, o nome do novo serviço é muito parecido com o deles, o que pode gerar confusão no público e prejuízos. Agora, segundo o Notícias da TV, a Disney ofereceu R$ 50 milhões ao Starz como uma compensação de possíveis prejuízos, para continuar usando o nome Star+ que, inclusive, já está em peças de divulgação e redes sociais. O site afirma ainda que a decisão final sobre o caso, que vai definir se a Disney pode ou não usar o nome Star+, está marcada para acontecer em 24 de agosto, em São Paulo. Como o Starz registrou a marca Starzplay antes, a empresa tem preferência para manter o nome. Desde o último dia 25, uma liminar está em vigor proibindo a Disney de seguir divulgando o nome Star+, até que o processo seja julgado por completo. O Notícias da TV completa que o desembargador Jorge Costa manteve essa proibição até a data da audiência. A Disney lançou a marca Star em substituição à marca Fox, após adquirir a companhia. Assim, no Brasil, os canais Fox se tornaram os canais Star e a empresa seguia preparando o lançamento do streaming Star+, para reunir conteúdos da Fox e outras obras consideradas mais maduras para integrar o catálogo do Disney+. O lançamento do Star+ no Brasil estava marcado originalmente para 31 de agosto deste ano, mas ainda não há informações se a data será mantida por conta desse processo, e a programação pode mudar de acordo com o resultado da audiência de 24 de agosto. Tomara que a Disney não ganhe. A venda de dois serviços de assinatura somente para a América Latina é um abuso. Na Europa e América do Norte a Disney vende apenas uma assinatura que inclui o Disney+ e essa pilantragem Star+🤬
×
×
  • Create New...