Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

 

"Enquanto isso, Kate Winslet cria uma figura completamente diferente da bem cuidada April de Foi Apenas um Sonho

– e apenas o contraste brutal entre estas duas personagens encarnadas

no mesmo ano já é o suficiente para reforçar a posição da atriz como

uma das melhores de sua geração."

 

 

 

Fisicamente sim, mas em sua essência achei algumas semelhanças. No

forum "Oscar 2009: Indicados", sobre as atuações de Winslet e

consequente indicação, comentei:

 

 

 

Se ela receber por The Reader, não é consolação não... Excelente

atuação nos dois filmes. Kate conseguiu que simpatizássemos e odiássemos suas

personagens, o que de fato foi magistral visto a natureza dos

atos hediondos que estas cometeram, seja pela frustração e desilusão financeira

e pessoal em Revolutionary Road, ou pela ignorância extremamente tocante em The

Reader. E o melhor ainda que pode-se arrancar de suas performances e do

roteiro, nos fazer questionar se esses são de fato, justificativas para tais

crimes.

 

 

 

Completo: Justificativa? Não. Causa? Sim. Em O Leitor a vergonha que

Hanna sente por sua deficiência fez com que tomasse certas decisões em

sua vida. De uma coisa temos certeza, ela é eficiente no que faz: seu

trabalho. Por isso foi creditado a seus esforços duas promoções

profissionais. A recusa da primeira (na Siemens), levou-a a juntar-se à

SS. A recusa da segunda (na empresa de transportes), levou-a a

abandonar Michael. Colhendo assim as consequências de ambas em um

futuro próximo.

 

 

 

Entre algumas falhas da direção, como a já citada visita a Auschwitz na

crítica do Pablo, achei extremamente caricatural a forma como foi nos

apresentada as outras acusadas do crime. Fazendo crochê... olhares

cínicos de quem teem culpa e não apresentam remorso. Se eu estivesse na

posição delas tomaria mais cuidado pra nao dar tanta bandeira. Estranho

que o roteiro tenha nos apresentado com sensibilidade a vergonha da

Alemanha pós Segunda Guerra, que se perpetuou durante todas as décadas

que se passa a projeção (através dos olhos do Michael adulto), e

justamente na sequencia em que a "justiça" tem que ser feita, nos peca

com a caricatura do nazista sem remorso. É claro que isto pode ter sido

usado como ferramenta, para que o impacto do veredicto nos preenchesse

com mais pena pelo destino de Hanna.

dieguo2009-02-08 19:19:31

Link to comment
Share on other sites

 Não entendi porque este filme foi escolhido para concorrer como um dos 5 melhores do ano pela Academia, mas como a Academia é um prémio da industria cinematográfica e não da crítica especializada não é de todo uma surpresa. Não é um filme ruim, mas não passa de um filme mediano que apresenta algo de original, ao contrário das produções hollywoodianas a figura  nazista aqui é caracterizada com humanidade, não é tratada como um ser maligno estereotipado, algo que só enfraquece a terrível tese de que os nazistas eram humanos e não monstros, e que a humanidade é capaz sim de atos  hediondos como o Holocausto. Kate Winslet defende a sua personagem com uma humanidade comovente e isso é o que este filme tem de melhor, ficamos fascinados com a face contraditória da protagonista.

 

Mas como foi muito bem pontuado no comentário acima, a originalidade de retratar uma nazista de carne e osso se perde quando vislumbramos a forma caricata como as outras acusadas são retratadas, o maniqueísmo aqui retorna seguindo a velha tradição de hollywood  para simpatizarmos ainda mais com a protagonista, a única que expressa humanidade em meio as outras figuras de cera. Não havia necessidade disso, Kate por si só nos brinda com uma belíssima atuação. O filme vale por ela e nada mais.
Link to comment
Share on other sites

o filme mostra  o lado da Hanna humana quando conhece Michael e o pior dela é no tribunal o que por ignorância,ingenuidade e por ser analfabeta Hanna pega mais tempo de cadeia que as outras  ,só pelo fato da sobrevivente contar o que aconteceu com ela e com as outras judias na igreja  nem tinha necessidade de mostrar as imagens dos fatos e Michael por ser um garoto rico nem tinha idéia o que significava um campo de concentração e por este motivo foi visitar um destes campos  e nos tribunais ao saber que Hanna usava judias doentes que sabiam ler para ela ,ele  talvez se sentiu usado por uma mulher por quem já estava apaixonado e tambem sentiu repudiu por ela nos tribunais ,eu particularmente achei um filme bonito e comovente sem a necessidade de mostrar os judeos sendo levados para camara de gás como já foi mostrado em varios filmes e claro que a kate como já foi dito esta excelente junto com David Kross 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 2 months later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...