Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Jorge Soto

Rock of Ages (2012)

Recommended Posts

Nao sei vcs qto o filme-musical-o-escambau, mas tendo Def Leppard, Joan Jett, Journey, Foreigner, Bon Jovi, Twisted Sister, Poison, Whitesnake e muito mais na trilha sonora ja vale o ingresso..16

 

 

 

Rock of Ages (2012)

 

A Warner Bros. Pictures divulgou o primeiro trailer legendado de Rock of Ages: O Filme, uma adaptação da New Line Cinema para o musical homônimo de sucesso da Broadway. O longa, que tem no elenco Tom Cruise, Catherine Zeta-Jones, Mary J. Blige e Russell Brand, tem data de estreia prevista para 1º de junho de 2012.

Rock of Ages: O Filme conta a história de uma garota interiorana, Sherrie, e de um garoto da cidade, Drew, que se conhecem no Sunset Strip enquanto buscam por seus sonhos em Hollywood. O romance rock and roll é contado em clássicos e canções emocionantes de Def Leppard, Joan Jett, Journey, Foreigner, Bon Jovi, Night Ranger, REO Speedwagon, Pat Benatar, Twisted Sister, Poison, Whitesnake e muito mais.

O filme musical é estrelado por Julianne Hough (Burlesque), junto com o ator/cantor Diego Boneta, que faz sua estreia no cinema; Russell Brand (O Pior Trabalho do Mundo); Paul Giamatti (A Luta Pela Esperança); Catherine Zeta-Jones (Chicago); Malin Akerman (A Proposta); a rainha do R&B Mary J. Blige e o vencedor de vários Emmy Bryan Cranston (O Poder e a Lei e a série de TV Breaking Bad), junto com Alec Baldwin (The Cooler – Quebrando a Banca) e Tom Cruise (Nascido em 4 de Julho).

Shankman dirige Rock of Ages: O Filme a partir de um roteiro de Justin Theroux, Chris D’Arienzo e Allan Loeb; baseado no musical de mesmo nome de Chris D’Arienzo. A produção do filme é de Matthew Weaver, Scott Prisand, Carl Levin, Tobey Maguire, Garrett Grant e Jennifer Gibgot, com Toby Emmerich, Richard Brener, Michael Disco e Samuel J. Brown. Hillary Butorac Weaver, Janet Billig Rich, Shankman e D’Arienzo são os produtores executivos.


Estréia: 1/6/2012 (Original)        1/6/2012 (Brasil)

 

 

TRAILER 16 

 

 

2_rockofages_poster_01.jpg

 

rock-of-ages-movie-trailer.jpg

 

 

Rock+of+Ages+Movie.jpg

 

 

rockofages_1.jpg

 

 rock-of-ages-set-photo-russell-brand-alec-baldwin-01
Jorge Soto2012-01-19 10:05:14

Share this post


Link to post
Share on other sites


Tom Cruise solta a voz no novo trailer de ROCK OF AGES
03/04 - 10h20
por Heitor Valadão
Não sabemos quais são as verdadeiras habilidades musicais de Tom Cruise, ou se ele simplesmente dublou as canções de Rock of Ages - O Filme. Mas neste novo trailer você pode vê-lo como Stacee Jaxx e soltando a voz em Wanted Dead or Alive, do Bon Jovi. Confira abaixo.

 



Rock of Ages, que chega aos cinemas brasileiros em 17 de agosto, ganhou o sugestivo subtítulo "O Filme" por ser baseado em uma peça da Broadway. A direção é de Adam Shankman que, além de ser coreógrafo, já teve experiência com musicais com Hairspray - Em Busca da Fama.
Jorge Soto2012-04-03 15:39:34

Share this post


Link to post
Share on other sites

Confira o elenco de ROCK OF AGES no novo cartaz

 

20/04 - 12h02

por Heitor Valadão

O personagem de Tom Cruise, Stacee Jaxx, continua sendo o centro das atenções no material de divulgação de Rock of Ages - O Filme. Mas agora ele teve que abrir espaço para o resto do elenco, que também é bastante conhecido.

rockofages_poster_02.jpg 

O filme mostrará a busca de dois jovens pela fama e sucesso em Los Angeles, em 1987. O filme chega aos cinemas brasileiros já no fim da temporada de blockbusters, em 17 de agosto. A direção é de Adam Shankman, de Hairspray: Em Busca da Fama.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A narrativa de Rock of Ages é bem corriqueira, bem "musicais atuais", com uns plano/contraplano, edição acelerada de tempos em tempos, mistura de músicas aqui e ali. E é notório que o filme tenta atingir um público mais amplo comprometendo um tanto de sua premissa (pra se ter uma ideia, não há qualquer menção a drogas ilícitas no filme, nem nada que possa ser confundido com elas aparece na tela - embora o personagem do Cruise beba litros de álcool).

 

Entretanto, o amor e carinho que os envolvidos parecem ter pela época e pela música que estão retratando transparece e ajuda a criar uma atmosfera que certamente atinge quem também se identifica com as canções. É de querer cantar alto no cinema mesmo. O humor tb funciona. E a seleção das canções é excelente. Tem de Pat Benatar a Journey, de Bon Jovi a Twisted Sister.

 

O casal de protagonistas é o elo mais fraco, tanto por serem atores menos gabaritados do que o resto do elenco, como por terem papéis genéricos e destoantes do mosaico da época que é Rock of Ages. Conversando com minha amiga na saída, discordamos um pouco sobre o cara (alguns ícones do rock são "moço bonito"), mas ela é uma Selena Gomez ou Hanna Montana. Está no lugar errado.

 

Para compensar, o resto do elenco é um desbunde. Paul Giamatti não poderia estar mais à vontade, pinta e borda. Catherine Zeta-Jones consegue ser totalmente convincente em todas as nuances. Até Malin Akerman passa sem sustos pelo teste de contracenar com os monstros. Alec Baldwin, mal dá pra descrever, ele chuta bundas o tempo todo. Seria o melhor personagem fácil, não fosse por...

 

Tom Cruise. Em uma interpretação visceral, encarnando um rock star da década de 80. Cada movimento, cada atitude maluca, tudo funciona no desempenho do Cruise. Há uma cena genial, durante a execução de "Wanted Dead or Alive" na qual ele olha em direção à tela e o público vê do ponto de vista do guitarrista. Aquilo efetivamente passa a sensação de ser um show. Estamos no palco, e Stacee Jaxx está ali, e é real. Pena que a cena foi incluída no trailer, é o tipo de pérola que deveria ficar escondida até a hora certa.

 

Enfim, vão e vejam. Vale a pena.

Share this post


Link to post
Share on other sites

'Rock of Ages: O Filme' será lançado nos cinemas em versão Videokê

 

A Warner Bros. Pictures divulga a versão Cante Junto de seu novo longa, Rock of Ages: O Filme, que traz em seu elenco nomes como Tom Cruise, Catherine Zeta-Jones, Mary J. Blige, Diego Boneta e Julianne Hough.

A novidade fica por conta da legenda nas músicas do longa, que apresenta o mesmo recurso utilizado nas legendas em videokê, permitindo que o público acompanhe a letra em inglês e cante no mesmo ritmo dos astros do rock.

A versão Cante Junto será exibida a partir de 24 de agosto nos cinemas Espaço Itaú de Cinema – Pompéia (shopping Bourbon) e Cinépolis JK Iguatemi, em São Paulo, Cinépolis Lagoon e UCI NYCC, no Rio de Janeiro, além de outros cinemas selecionados.

O longa estreia no Brasil em 24 de agosto.

 

Fonte

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O pessoal que estava na minha sessão saiu falando muito bem do filme. Mas acho que ele não teve muito apelo no marketing e não chamou a atenção das pessoas o suficiente pra sair de casa e ir assisti-lo. Pena.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu fiquei super empolgada pra assistir e pela reação do pessoal depois do trailer que passava no cine, parece que assistiriam também. Não sei, nem deram chance.

 

1 semana, poxa! :(

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma análise das músicas de Rock of Ages

 

 

Por Carlos Porto

 

 

 

 

 

Depois da diretora de arte e designer Ana Gusson falar do visual dePrometheus e do músico Ronaldo Rocha escrever suas impressões sobre Katy Perry: Part of Me, é chegada a hora de mais uma participação especial no Sétima das Artes. Desta vez, é hora do especialista e colecionador de hard rock Carlos Porto fazer um reviwe musical de Rock of Ages -- música por música!

A crítica do filme pode ser lida aqui.

160.jpg

Qualquer pessoa com mais de 30 anos tem em suas lembranças o auge do Glam Rock e do Hard Rock do final dos anos 80. Ela não precisa necessariamente ter gostado do gênero musical, mas é impossível esquecer os cabelos armados com quilos de laquê e as roupas coloridas de spandex usadas por homens e mulheres em meio de muito rock and roll, bebidas e festas pelas ruas da West Hollywood, em Los Angeles.

O cenário musical daquela época era um pouco menos glamoroso do que o mostrado no filme, mas o clima de "rock and roll all night and party every day" era muito parecido. Grande parte das bandas tocava em bares undergrounds pelos becos da cidade, tentando fazer sua música e ganhar alguma fama. E foi deste cenário que nasceram grandes nomes do Hard Rock que até hoje reúnem milhares de fãs em seus shows. Outros nomes de destaque naqueles anos desapareceram por completo.

Leia também:

Nos últimos 5 ou 6 anos, houve uma volta tentativa de volta do Hard Rock, com o retorno, a reunião ou simplesmente a aparecimento de novas bandas tentando fazer aquele estilo musical. Mas conseguir o mesmo "punch" que se tinha há 25 anos atrás ficou complicado. O cenário musical mudou muito, e obviamente as pessoas envelheceram. As bandas que conseguiram seguir em frente tiveram que se adaptar ao "mundo moderno" para ganhar novos públicos. E é mais ou menos isso que a trilha sonora do filme Rock of Ages nos traz. Um hard rock sincero, com ótimas interpretações, mas um pouco mais "light" do que sua versão original.

O filme começa com a clássica (vão ler muito esta palavra) Paradise City, do Guns N´ Roses, interpretada por Tom Cruise. Os arranjos ficaram muito parecidos com a original, mas como dito antes, parece que ela está um pouco mais leve, não tão "crua" como a primeira gravação. O Guns já foi considerado a banda mais perigosa do planeta, então se torna impossível a reinterpretação de uma música deles com a mesma energia, mas a versão final agrada bastante e é um ótimo sinal do que vem pela frente.

Em seguida, temos o primeiro mashup do filme, onde eles conseguem juntar Sister Christian (Night Rangers), Just Like a Paradise (David Lee Roth) e Nothin´ but a Good Time (Poison) em uma mesma sequência e tudo fica muito bom. As escolhas das músicas para os temas se encaixam muito bem, mesmo não são letras feitas para o filme. A pesquisa feita para escolha das canções certas para cada cena foi muito feliz. Just Like a Paradise consegue captar bem o clima da versão de David Lee Roth. Foi interpretada com vontade e pra cima. Realmente empolga bastante como a original. Já a versão do Poison, um dos maiores ícones desta fase, teve a versão mais contida e, apesar da cena ser bastante festiva, a original parece soar um pouco mais suja, com mais sutilezas para outras interpretações. Mas isso não impede do pé começar a bater no chão e a cabeça começar a balançar.

Na mesma onda, temos Juke Box Hero (Foreigner) e I Love Rock ´n´ Roll (Joan Jett), outro mashup com ótimas músicas, onde tudo funciona de maneira leve e agradável. A interpretação de Alec Baldwin nas músicas é motivo de destaque, vale cada fotograma. Por outor lado, Pat Benatar escreveu seu nome na história do hard rock, e não poderia ficar de fora desta seleção. Catherine Zeta-Jones (abaixo) lhe faz jus com Hit Me with the Best Shot. Um rock simples, mas com uma ótima pegada. A versão do filme consegue manter bem o clima original da música.

161.jpg

As bandas de Hard Rock sempre foram conhecidas por suas baladas melódicas, e claro que isso não estaria fora do filme. Diego Boneta e Julliane Hough interpretam Waiting for a Girl Like You, também do Foreigner. Talvez esta seja a música no filme mais parecida com a original. Por ser uma balada, com muitos arranjos de teclados, letra e voz suaves, não precisou de muita adaptação para as vozes dos atores. É uma música bonita, que todos já ouviram em algum lugar e conseguem cantar junto mesmo sem saber de onde a conhecem. Já o próximo número é um encontro de duas clássicas do Love Songs, More Than Words (Extreme) e Heaven (Warrant). Pra mim, um dos melhores mashups do filme, mas também as músicas que mais fugiram da original. Ambas ganharam uma instrumentação maior nos arranjos. É na explosão do refrão de Heaven, que se sente a energia que estas bandas tinham para compôr letras que não desgrudam mais da cabeça.

Mas são em petardos musicais como I Wanna Rock (Twisted Sisters) que o cinema vem abaixo. A música é um hino do rock. Nesta, Diego faz bonito. A música é simples, tem um peso certo empolga bastante já no primeiro acorde. O título, repetido a exautão na música original, é reconhecido por qualquer pessoas que já tenha ouvido rock na vida. A versão do filme está reduzida, mas não perde o brilho no pouco tempo que aparece. Outro destaque é Pour Some Sugar on Me (Def Leppard), entoada por Tom Cruise. A música já diz tudo em seu título. Ela tem uma energia e peso perfeitamente equilibrados e foi muito bem executada dentro do filme. Tom Cruise conseguiu mostrar as entrelinhas da canção na sua interpretação e é sua melhor performance vocal no filme.

Whitesnake aparece no filme de forma discreta com Here I Go Again. Acho que foi a que mais perdeu o "punch" em relação a original. Talvez pela interpretação feita por diversos atores, mas o clima que a música tem na voz de David Coverdale não aparece no filme. Apesar do arranjo musical ter ficado semelhante, faltou um brilho.

Tom Cruise, sendo o astro, ficou encarregado dos maiores clássicos, como Wanted Dead or Alive, do Bon Jovi. A versão atual ficou um pouco mais obscura que a original de 1985, e um pouco menos "cowboy", talvez pelo próprio cenário onde se passa no filme. Claro que manteve os elementos clássicos da música mas clima mudou um pouco. Nesta fica um pouco mais fácil de reconhecer o tom de voz de Tom Cruise. Por ser uma música mais lenta, é possível prestar mais atenção na entonação das palavras e reconhecer o estilo do ator no vocal. Cruise ainda tem a chance de dividir os vocais com Julianne em Rock You Like a Hurricane (Scorpions), outra versão mais contida do que a original.

O Poison volta a ter destaque com sua música mais conhecida, mas longe se ser a melhor da banda, Every Rose has its Thorn. Com uma introdução dedilhada, diferente da original, a música recebeu alguns toques que a levaram um pouco pra o lado mais pop. No filme, ela parece menos intimista do que a gravação de Bret Michales. Combina bem com o momento do filme as as meninas, hoje balzaquinas, vão gostar. Ainda sobra espaço para duas legítimas músicas para feitas para agitar, We Built this City e We´re not Gonna Take It, do The Starship e Twisted Sisters respectivamente. Músicas para se berrar a plenos pulmões e de preferência acompanhado do maior número de pessoas possíveis. Em mais um mashup, que está mais para uma disputa, as duas músicas anda em paralelo resgatando o clima de festa sem regras daquela época.

162.jpg

E para encerrar, um clássico (mais um) do Journey, Don´t Stop Believin'. A voz de Steve Perry é inconfundível, e interpretar este clássico sempre é perigoso. Apesar de existir inúmeras regravações desta, nem sempre são boas. Mas a versão do filme segura muito bem e nos entrega uma música que segue o mesmo caminho da original. Uma música feliz, empolgante e que praticamente nos faz levantar da cadeira do cinema para agitar junto com o tela (acima).

Rock of Ages é um resgate a uma ótima fase da história da música, ignorada por alguns, desprezada por outros e aclamada por muitos. Quem não viveu este período, pode achar mais fácil assimilar estas novas versões feitas no filme, que traz as músicas um pouco mais para os nossos dias, mas ainda consegue manter a alma do Hard Rock muito viva nas interpretações. Quem teve o prazer de conhecer as originais em sua época é melhor ainda: sairá do cinema com um sorriso de orelha a orelha, pois não é sempre que temos a oportunidade de ver um filme onde a trilha sonora passa por Poison, Def Leppard, Twisted Sisters e cia.

Ah, e ainda dá pra ouvir I Remember You (Skid Row), Everybody Wants Some (Van Halen), Talk Dirt to Me (Poison), Cum on Feel the Noize (Quiet Riot) e muitas outras durante a sessão.

Carlos Porto é fã e colecionador de Hard Rock e colaborador do site Poa Show.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...