Jump to content
Forum Cinema em Cena
  • Posts

    • "A Grande Cidade" é um filme de 1966 do Cacá Diegues (vou deixar de mencionar o subtítulo longo e denotativo) já cheio de ambição de interpretar o Brasil. Cheio de problemas técnicos, mas rico em conceituação. Trilha sonora excelente: Zé Keti, Bethânia, e Roberto Carlos arrasando com "Nasci pra Chorar". As favelas do Rio de Janeiro sendo formadas pelos nordestinos expulsos pela seca. Leonardo Villar, monstro de ator. "A guerra é grande e tá todo mundo nela. Eu não." gritada por um jovem Antônio Pitanga em um teatro grego.  
    • Fico muito feliz e, ao mesmo tempo, ansioso pra ver esse filme. Hirokazu Koreeda é de uma delicadeza sem paralelo...Não saberia escolher qual é o mais bonito entre "Still Walking', "Nobody Knows", e "Like Father, Like Son", fora os outros... Para o Oscar, Japão, Egito, Polônia, e Colômbia, têm potenciais representantes muito fortes. "BlackKKlasman" sai muito bem com esse segundo lugar, Grand Prix, bem cotado pra uma vaga de Roteiro. Diretor eu já não sei.
    • Isso ai tem potencial, hein?  Se forem usar o mundo quântico como viagem no tempo, teriam que ter esse cuidado por ser uma ferramenta desconhecida. Pode até rolar um conflito entre os heróis de um querer parar e outro continuar, pelos riscos que isso pode acarretar ao próprio tempo.     Ai é bem discutível mesmo. Revendo a cena, a gente vê realmente que embora já houvesse uma mordida na maçã, quando o Strange avança ela no tempo, parece haver novas mordidas nela? Poderiam ser mordidas de micróbios e insetos? Pode, mas não parece. De fato, parece que o Strange avança pro futuro natural da maçã que é ser comida.  Mas em GUERRA INFINITA aprendemos que o futuro não é imutável. O Strange vê milhares de possibilidades diferentes para o conflito com o Thanos. Strange vencia em quase todas, mas ainda eram possibilidades diferentes, que poderiam ter suas diferenças. Em uma situação hipotética, se após reconstruir o Visão e a Joia da Mente, e o Thanos usasse a Joia do Tempo para avançar o Visão e a joia no futuro(ele nunca faria isso, mas é a título de exemplo) a joia da mente seria novamente destruída na testa do Visão ou seria simplesmente arrancada? Perceba que são duas possibilidades da destruição do Visão e do destino da Joia da Mente. Se Thanos avançasse o Visão no futuro ali, qual seria o resultado? Se estamos falando de conhecimento, que é o que você sugere em sua teoria, a coisa se torna muito mais complexo do que marcas físicas como no caso da joia, da maçã e do Visão. Se a Joia poderia afetar alguém não só em termos físicos (bem ou mal, a morte é um processo físico, e por isso a joia pode trazer pessoas de volta a vida) se cria muito mais variáveis. Por que existiriam diversas possibilidades do Stark ter aprendido coisas diferentes ou não aprendido. O escopo de possibilidades é muito maior do que nos avanços e retrocessos meramente físicos que vimos a joia do tempo promover até agora. Fora o problema logístico de ela estar com o Thanos.        Wong seria a opção mais viável, com certeza (supondo que ele não tenha virado pó). Ou talvez a Capitã Marvel. Supondo que ela venha do espaço e não do passado, como foi sugerido (pessoalmente prefiro que ela venha do espaço) ela pode ter aprendido algo sobre o manuseio das jóias.
    • Por favor, SANDRO, assista mesmo. É uma excelente animação, e perfeita na abordagem do tema de que o "bom mocismo" do Superman não só não é ultrapassado, mas é algo importante para a humanidade como um simbolo. Fora que a ação é boa e tem um vilão foda na figura do Manchester Black. E se assistir, lembre de deixar comentado aqui o que achou.
  • Popular Contributors

×