Jump to content
Forum Cinema em Cena
jujuba

Teorias e Especulações

Recommended Posts

7 segredos de Lost  (pode conter Spoilers)

 1- O SIGNIFICADO DOS NÚMEROS

4, 8, 15, 16, 23, 42. A seqüência numérica cheia de mistérios, que sempre aparece na série, ganhou uma explicação oficial. Ela faz parte de uma equação criada pelo matemático (fictício) Enzo Valenzetti. E diz quanto tempo resta até o fim do mundo. Alvar Hanso (1), o fundador da Dharma, anunciou isso num vídeo que os produtores de Lost fizeram para a internet. O que Valenzetti fez foi dar valores numéricos para os "fatores humanos e ambientais que levariam ao fim da humanidade". E esses valores são 4, 8, 15, 16, 23 e 42. A explicação oficial termina aí, e você pode interpretá-la como quiser. Mas o ponto é que Hanso, após ter acesso à equação de Valenzetti, entrou de cabeça na idéia de salvar a humanidade da extinção. Como? Leia aqui embaixo.

2- AS ORIGENS DA DHARMA

Se os números representam os fatores que vão levar ao fim do mundo, é preciso dar um jeito de alterá-los. Mas não basta caneta e papel. Segundo Alvar Hanso, para mudar os valores da equação precisaríamos manipular o meio ambiente e o comportamento das pessoas. Para entender isso melhor, vamos chutar o balde e partir para uma interpretação livre: se o número 4 representasse, vá lá, o nível da agressividade humana, precisaríamos baixá-la para 3 ou 2 para salvar o mundo. Hanso imaginou que, com muita pesquisa científica, daria para conseguir algo assim. Então, em meados dos anos 70, fundou a Iniciativa Dharma - sigla em inglês para Departamento de Heurística e Pesquisa em Aplicações Materiais. "Heurística" é o ato de descobrir coisas novas. E era descobrindo coisas, em campos que vão da psicologia ao eletromagnetismo, que a Dharma esperava mudar os fatores numéricos da equação. Para fazer isso de forma secreta, montaram seu aparato científico num lugar ermo: uma ilha que só a cúpula da Dharma sabe onde fica.

3- AS EXPERIÊNCIAS NA ILHA

Não está claro que tipo de pesquisa os cientistas foram fazer lá. Mas não faltam pistas. Algumas inscrições num mapa da ilha que apareceu na TV deixam claro que a Dharma alterou o gene de ursos polares para adaptá-los à selva. Essa seria uma forma de manipular o ambiente para mudar os fatores da equação de Valenzetti. Das experiências com gente, a mais óbvia aparece por toda a 2ª temporada: condicionar pessoas a apertar botões em intervalos fixos de tempo. Mas há outra que só apareceu no vídeo de Hanso: expor pessoas a um vírus mortal. O grupo de cientistas de Danielle Rousseau, que aportou na ilha no final dos anos 80, provavelmente morreu por causa desse vírus. Algumas teorias, aliás, defendem que Danielle e sua trupe foram enviados pela Dharma - apesar de ela ter dito que foi parar na ilha por acidente. Outros que talvez fizeram parte da Iniciativa são eles mesmos: os Outros.

4- QUEM SÃO OS OUTROS

Um porta-voz da Hanso Foundation, a empresa por trás da Dharma, disse numa entrevista (fictícia) ao canal ABC que a Iniciativa encerrou suas atividades em 1987. Então o que os Outros, que controlam instalações da Dharma, estão fazendo na ilha? Certas teorias dizem que alguns deles foram para lá quando eram crianças, nos anos 70, como parte das experiências da Iniciativa com seres humanos. Agora que estão na casa dos 30, 40 anos, eles seqüestrariam crianças para continuar essas mesmas experiências. Note que Benjamin Linus, o líder dos Outros, já disse que "passou a vida inteira na ilha". Outras teorias defendem que eles sejam cientistas dissidentes da Dharma que resolveram ficar na ilha para salvarem-se do apocalipse. Seja como for, eles talvez não sejam os

único "outros"...

 

5- UMA CIVILIZAÇÃO PERDIDA

Quem estava na ilha antes de a Dharma chegar? O povo que fez a estátua de 4 dedos, aquela do final da 2ª temporada. Os produtores disseram no podcast de Lost que, sim, ela foi feita antes de a Iniciativa atracar na ilha. O mural aqui do lado, que fica num canto do hatch, mostraria o fim desse povo. Olha a parte em azul do quadro. Essa onda representaria o desastre que arrasou a população nativa: um tsunami - o mesmo que teria levado o navio Black Rock até o meio do mato. Mas a tragédia pode não ter matado todo mundo. Remanescentes ainda viveriam na ilha. E seriam o povo que anda sem deixar pegadas, sussurra no meio da floresta e faz as fogueiras sinistras que aparecem de vez em quando. Algo como "os outros Outros". A ver.

6- O CHEFE SUPREMO DOS OUTROS

Os nomes de Lost não existem em vão - John Locke e Danielle Rousseau, batizados em homenagem a filósofos, estão aí para provar. No caso dos Outros, a inspiração parece ter vindo da Bíblia. E isso pode revelar algumas coisas. Tipo: o líder Benjamin Linus teria um superior vivendo na ilha, Jacob. Ele só foi mencionado uma vez na série, e pode ser o ainda misterioso homem de tapa-olho (1). O fato é que, na Bíblia, Benjamin é o nome do filho preferido de... Jacob (Jacó, em português). O livro sagrado também diz que Jacó é filho de Isaac. E, sim, tem um Isaac em Lost. Ele é um curandeiro que vive na Austrália (2). Foi à clínica dele que Bernard levou Rose para tentar livrá-la de um câncer. É que Isaac usa o que ele chama de "força da Terra" para extirpar tumores e fazer com que paralíticos voltem a andar. A Dharma pesquisa a força magnética toda especial da ilha. Tão especial que destrói cânceres e cura paralíticos. Isaac, então, pode ter conexões com a Dharma. E até ser o chefão dos Outros. Pelo menos é o que está na Bíblia.

7- AS INFILTRADAS

LIBBY
Não faltam suspeitas sobre a moça. Primeiro, ela não revela que já conhecia Hurley antes do vôo. Quando o gordinho diz "Te conheço de algum lugar...", ela só fala: "Você tropeçou no meu pé enquanto embarcava no avião". Mas sabe-se que isso não aconteceu. Também sabemos que o marido dela, morto, se chamava Dave. E que Hurley matou duas pessoas ao derrubar um píer com seu peso. E que ele tem um amigo imaginário chamado Dave. A suspeita é que os dois Daves sejam a mesma pessoa. Hurley teria criado o amigo imaginário por causa da culpa que sente por ter matado o Dave de Libby no píer. Por sinal, esse Dave freqüentava píeres, já que tinha um barco. O mesmo barco que Libby deu para Desmond. Tudo isso indica que ela colocou Hurley e Desmond de propósito na ilha. E que talvez seja uma espécie de recrutadora de "voluntários" para experiências da Dharma.

CINDY
O escritor Gary Troup foi um dos passageiros que morreram na queda. Ele escreveu o livro Bad Twin (lançado na vida real). E dedica a obra ao amor de sua vida: a aeromoça Cindy, uma das sobreviventes. Bom, Bad Twin menciona a Hanso Foundation. Isso indica que Gary (e possivelmente Cindy) tenha alguma ligação com a Dharma. A aeromoça sumiu no meio do mato na 2ª temporada, mas volta agora, na 3ª. A ABC mostrou, num trailer, que ela está vivendo com os Outros. Parece bem feliz. Então nada impede que Cindy já soubesse o que estava acontecendo na ilha, e que tenha ajudado a levar os passageiros do vôo 815 para servirem de cobaias aos Outros. Talvez ela saiba muito mesmo. É que seu ex-amante Gary Troup chegou a fazer um outro livro. A obra se chama A Equação de Valenzetti - aquela mesma, que deu início à Dharma.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Espero que não vá muito longe' date=' senão acaba por ter muita história aberta sem que consigam fechá-las e muita besteira para preencher espaço. Pelo que vi, a terceira temporada já não tem a mesma audiência da segunda, que já não tinha a mesma da primeira; logo, acho que não irá muito longe mesmo. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

  Além do que, apesar de gostar muito da série (assisti as duas temporadas, e ainda as assisto sempre que dá, e um pouco da terceira também), não acredito que seus criadores conseguirão dar um final digno. Pelo que vi numa entrevista que estava no primeiro DVD dela, todo o tempo de criação foi feito bem às pressas e personagens foram criados apenas para explorarem o talento de atores, tudo porque o projeto havia agradado aos executivos. Sendo assim, creio que o que vimos até agora foram perguntas que não terão suas respostas. É o que infelismente acredito.  

[/quote']

 

Suspense tem limites já estou de saco cheio de tanto mistério atrás do outro.11

 

Geralmente quando o mistério é excessivo a probabilidade de ser uma coisa fútil é maior.
Plutão Orco2007-02-27 16:36:58

Share this post


Link to post
Share on other sites

 É, mas enquanto tu não sabe que o tal mistério é fútil... afff!

 

 Detesto cocnordar ctg, mas tem razão. Me lembro de que todos se mataram p/ descobrir durante quase UM ANO o que havia na escotilha 17 .

 

 Daí  foram dadas dicas 3 letras e mais sei lá o que.

 

 A resposta para a charada era... M A N ! 06 (Desmond).
Maria shy2007-03-03 19:38:51

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ok, imaginei o seguinte.

 

No episodio do Ecko, nos vimos que o Lostzila pode materializar ate mesmo pessoas(no caso o Yemi), e, isso tambem revela que ele pode ter materializado animais(a águia, o cavalo da Kate).

 

Bom, algum tempo atrás o povo ate dizia q o Vincent sempre aparecia pra levar alguem pra alguma confusão, então levantei a hipótese de o Vincente não ter sobrevivido ao acidente e o Lostzila estar se passando pelo cachorro, fazendo bagunça entre os Losties.

 

Será?0606

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Afff! Cara, como faz sentido! 10

 

 No primeiro eppy com quem Jack, que "cai" afastado dos outros sobreviventes, se depara ao abrir os olhos?   Vincent 13

 

  Sempre achei essa cena misteriosa!17

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Aquele eppy especial, feito e apresentado pelos diretores não acrescentou muito.

 Mãsss para um fã relapso, sem memória, que demroa a cari a ficha até que foi bem elucidativo.

 

 Qto a Vincent, sei lá. Onde se encaixaria algo assim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hello Lostmaníacos,

 

eu continuo achando que existe um outro grupo de pessoas na ilha além de Losties e Others...e que vamos conhecê-los nesta próxima temporada...talvez a Dharma não tenha sido dizimada pelo Ben, ou talvez isso fizesse parte da experiência, ou ainda, talvez Ben e os Outros façam parte da experiência e não estejam sabendo (ou pelo menos, apenas o Ben saiba, o q justificaria toda a neurose dele em querer manter todos na ilha)...

Surpresas nos aguardam...

 

Abraços a todos...beijo carinhoso a alguém especial e sumida...rs

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 No começo ele se dizia Good people, mas foi capaz de assassinar um vilarejo inteiro.

 O caramente p/caramba, é dissimulado, manipulador, enfim, um gênio imprevisível.

 Fica difícil tecer teorias sobre alguém instável assim.

  Ele foi o personagem mais importante da terceira temporada.

  Todos, ou quase todos os eppys giraram em torno dele.

 

  Saco! Preciso assistir novamente os últimos eppys.

 

 Vai ser difícil a quarta temporada superar a terceira. ela foi estupenda! Afff! 10

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nossa, me deu um estalo esses dias apesar de eu já ter visto essa relação de Lost com a Bíblia, mas não depois do último episódio:

já há a história do Jacob relacionando com o personagem bíblico de mesmo nome, mas agora eu relacionei com a parte do Adão e Eva, eles tinham a opção de continuar no paraíso (a ilha), mas foram expulsos e só aí se deram conta de que deveriam ter ficado, e o que os traiu foi a curiosidade, tal qual o Jack, que se arrepende e tenta voltar para lá.

 

Talvez alguém já tenha feito essa relação, mas eu acho muito plausível. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa Bicio , Juro que pensei parecido nos ultimos dias.

 

Eu acho que o Segredo da Ilha é que ali seja o "Paraiso", como citado na Biblia, que a ilha na verdade é o primeiro lugar que Deus criou no mundo, por isso o lugar tem muitos poderes de curas (no caso de Locke e Rose).

As caveiras são obvias que são Adão e Eva, e o Black Pearl, a arca de Noéh, por que não?, depois do diluvio foi parar na ilha.

 

 

Louca ou não, é a minha teoria.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Boa Bicio ' date=' Juro que pensei parecido nos ultimos dias.

 

Eu acho que o Segredo da Ilha é que ali seja o "Paraiso", como citado na Biblia, que a ilha na verdade é o primeiro lugar que Deus criou no mundo, por isso o lugar tem muitos poderes de curas (no caso de Locke e Rose).

As caveiras são obvias que são Adão e Eva, e o Black Pearl, a arca de Noéh, por que não?, depois do diluvio foi parar na ilha.

 

 

Louca ou não, é a minha teoria.

 

 
[/quote']

 

 Boa teoria, a de que a ilha seria o Eden.

 Na verdade acho que alguém já postou algo parecido aqui.

 

 Anyway, o fato de haver várias etnias, negros, asiáticos, australianos, americanos, latino (rest in peace Ana Lúcia), deve significar algo.

 

 De repente a Arca faça algum sentido, invés de espécies de cada animal,  raças dos 5 continentes... afff! 17

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Respondendo atrasado, pq só assisti a 3 temporada de Lost ontem e realmente foi mt foda, acho q foi um dos melhores season finales q já vi.

Tava lendo as teorias, e tem umas aí q naum duvido q podiam ser verdade, povo mt criativo esse, hehehe.

 

Eu naum vou lançar nenhuma teoria nem nada, só vou lembrar um fato: Apesar de naum ter assistido a 1 temporada ainda (assistirei em breve) sei que o Jack viajou p pegar o corpo do pai ou algo assim, mas no ultimo episodio da 3 temporada qnd ele tá discutindo com o outro medico sobre o lance do suicidio, ele fala q pode chamar o pai dele p ver se tá mais bebado q ele. Mas cm isso é possivel se isso seria o futuro? Mt estranho.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Boa Bicio ' date=' Juro que pensei parecido nos ultimos dias.

 

Eu acho que o Segredo da Ilha é que ali seja o "Paraiso", como citado na Biblia, que a ilha na verdade é o primeiro lugar que Deus criou no mundo, por isso o lugar tem muitos poderes de curas (no caso de Locke e Rose).

As caveiras são obvias que são Adão e Eva, e o Black Pearl, a arca de Noéh, por que não?, depois do diluvio foi parar na ilha.

 

 

Louca ou não, é a minha teoria.

 

 
[/quote']

 

E ainda tem o lance da estátua do pé: lembram que os produtores tinham dito que era de pessoas que tinham vivido há muito tempo lá?

Pois é, seria muuuuuuuuuito tempo mesmo, bem condizente com charadas de produtores.

A cada dia eu fico mais convencido de que não são só coincidências!

Bicio2007-11-18 15:52:29

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre o Charlie, acho que ele "se matou" pela Claire em função do que  o Desmond disse naquele episódio que eles vão resgatar a paraquedista. Ele disse que se não acontece do jeito que ele ve o flash, o quadro muda. O Charlie deve ter ficado com medo de não morrer afogado e não ocorrer o resgate da Claire.
Porem acho que isso cai por terra pela frase que ele diz assim que desativa o bloqueio. Ele diz algo como: "Que se dane o destino"17

 

 

 

 

As caveiras são obvias que são Adão e Eva' date=' e o Black Pearl, a arca de Noéh, por que não?, depois do diluvio foi parar na ilha.

 

 

Louca ou não, é a minha teoria.

 

 

[/quote']

Na época de Noé ainda não existia a pólvora.06
J.McClane2007-11-25 22:33:32

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gente! Sou novato aqui e não sei se isso foi postado, mas achei bem  interessante!

 

Esta teoria pode conter spoilers para aqueles que ainda não assistiram as três temporadas.

 

O Grande Experimento de Gedaken, um conto de viagem no tempo e o Gato de Schrödinger.

 

Vamos

voltar um pouco para a mudança para o Vigésimo século, os dias de

Einstein e outros físicos teóricos. Este era o auge da idade dos

mecanismos quânticos, o qual forneceu um melhor entendimento e nos

introduziu no nível subatômico, fisicamente. Novos matemáticos

descreveram o comportamento de minúsculas partículas e que compõe os

detalhes do universo A matemática foi claramente explicada em termos de

números, símbolos, formulas e, de qualquer forma, sua aplicação na

natureza como sabemos sempre foi estranha, esquisito e bizarro.

 

Antigamente

era muito difícil entender completamente os conceitos de mecanismo

quântico, e a matemática sozinha era inadequada para explicar os

problemas. Assim, físicos e matemáticos viraram-se para o "Experimento

de Gedanken", alemão para "Experimento da Mente". Aplicar os conceitos

conhecidos de mecanismo de quantum a situações do mundo real fez com

que uma conversa acontecesse duma maneira que todo mundo pudesse (tipo

que) entender.

 

Antes que você se perca, aqui está um exemplo:

Nas matemáticas quânticas da física, viagem no tempo é teoricamente

possível. Um dos mais famosos experimentos Gedanken é o Paradoxo do

Avô. Se você pudesse voltar no tempo, você poderia matar seu próprio

avô? A lógica diz que não, você não poderia, pois se você o fizesse

você não iria existir. (Uma pausa para considerar o porquê de Locke

insistir não poder matar seu pai e precisar de um alguém pra fazer

isso.) Uma coisa bonita do experimento Gedanken é que ele é tanto uma

coisa científica quanto psicológica, um "alimento" perfeito para um

escritor criativo.No caso do Paradoxo do Avô, enquanto a lógica é

clara, a sua atual experiência é um mistério. Imagine você lá no

passado, apontando uma arma carregada na cabeça de seu avô... O que

iria te parar? "Alguma coisa" iria, algum mecanismo desconhecido da

física. E parece que é isso que os criadores de "Lost" estão imaginando

para a gente.

 

Lost é um grande Experimento Gedanken, um teste

da ciência e filosofia. A série faz a seguinte pergunta: "E se a viagem

no tempo não fosse apenas possível, como também real?" Com as

tecnologias desenvolvidas numa maneira realista e consistente com as

possíveis teorias físicas conhecidas. E para tornar isso ainda mais

dramático, e você pudesse voltar no tempo, e não saber disso? Os

passageiros do vôo 815 fizeram exatamente isto, e os produtores fizeram

com que a audiência caminhasse junto deles, compartilhando o mesmo

senso de confusão e mistério.

 

Vamos falar sobre o que sabemos

sobre viagem no tempo nos dias de hoje. Não estamos falando de filmes

do passado, onde pessoas podem viajar para a era dos dinossauros ou

idade média. De fato, na verdadeira ciência de viagem no tempo, algumas

coisas são conhecidas pelas restrições da física e mecanismo quântico.

Há um modelo conceitual de uma verdadeira máquina do tempo, e esta

funciona mais ou menos assim:

 

Uma máquina do tempo deve ter

duas partes, essencialmente dois portais, conectados por um Buraco de

Minhoca (ou buraco negro, como quiser chamar). Portal #1 é construído

ao lado do Portal #2. O Portal #1 é para continuar ao longo no

"presente", enquanto o Portal #2 é encapsulado numa bolha entre

espaço-tempo, assim separado do presente. Isto iria requerer uma grande

energia e tecnologia obviamente desconhecida hoje, mas graças aos

criadores de Lost, isso foi resolvido pelas Indústrias Dharma. Para

começar, a quantidade de separação seria leve...

Digamos, 108

minutos. Desde que o Portal #1 existe no presente, pode ser localizado

em qualquer lugar (Quartel General da Dharma?). Portal #2, agora

operando num diferente lugar no espaço-tempo, no passado, pode estar

seguramente localizado num lugar remoto, em qualquer tipo de interação

com este portal pelo lado de fora poderia ser catastrófico.

 

Existe

um conceito muito importante em viagem no tempo aqui, que é que você

NUNCA pode viajar para o passado mais longe do que a criação da sua

máquina do tempo; Portanto a impossibilidade de visitar os dinossauros,

etc. Agora, se os dois portais da sua máquina do tempo foram separados

por apenas 108 minutos no "evento" inicial, e então programados apenas

para permanecerem lá, então ambas as linhas do tempo iriam progredir no

mesmo passo, para sempre separado por apenas 108 minutos. Viajar ao

passado, mas apenas por 108 minutos, não seria interessante. Muito mais

excitante seria manter o Portal #2 de volta no tempo original do

principio, enquanto o Portal #1 continua progredindo normalmente no

tempo. Você poderia fazer isso por continuamente resetar o relógio do

Portal #2. Por tempo, a separação entre os dois portais cresceria e

cresceria, de minutos, a horas, a dias, a anos.

 

Se você

realmente tivesse a tecnologia para alcançar viagens no tempo deste

modo, haveria muitas perguntas profunda que você teria que testar e

responder para conseguir ficar confidente que você poderia seguramente

operar a máquina do tempo sem alterar catastroficamente o futuro.

 

Resposta

#1: O que é a Dharma Initiative? É a construção e o teste de uma

máquina do tempo, como colocado acima. Portal #1 é no quartel general

da Dharma, Portal #2 é na ilha, no remoto sul do pacífico.

 

A

pergunta não é, Onde é a Ilha? A pergunta é, quando é a ilha? A

resposta disso depende em quanto tempo atrás, do tempo presente, a

máquina do tempo foi criada... Aproximadamente 14 anos atrás, eu

acredito.

Resposta #2: Por que o botão deve ser apertado toda vez

que 108 minutos se passam? "Isso" reseta o relógio do Portal #2 da

máquina do tempo, essencialmente segurando-o no tempo em que foi criado

no passado relativo. Se 108 minutos passassem no relógio, então a

máquina do tempo iria perder a habilidade de ser resetada. Por que,

então, isso deve ser apertado por uma pessoa, e não apenas ser

programado para resetar automaticamente? É por causa dos controladores

do Portal #1 que não têm controle do Portal #2 no passado, e poderia

acontecer um desastre, e ninguém sairia vivo no passado do Portal #2,

deveria ser permitido que os 108 minutos se passassem e não resetar

nunca mais.

 

Resposta #3: O que aconteceu quando 108 minutos se

passaram e o botão não foi apertado? O Portal #2 da máquina do tempo

perdeu a habilidade de ser resetada, e irá desde então progredir

normalmente na linha do tempo para o futuro, presa aproximadamente a 14

anos de separação (ou distância) do Portal #1.

 

E quais são as

outras perguntas críticas, como a do Paradoxo do Avô, que deve ser

respondida considerando viagens no tempo? Aqui está uma muito boa...

 

E

se uma mulher sem filhos viajar no passado e conceber uma criança? Uma

mulher sem filhos não pode viajar no passado e conceber uma criança,

porque se ela o fizesse, ela não seria uma mulher sem filhos. Em Lost,

ambas a mãe e a criança morrem antes de dar a luz, assim preservando a

linha do tempo e as leis da natureza. Talvez os Outros não entendam

isso perfeitamente, e trouxeram uma médica de fertilidade, Juliet, para

ver se ela pode passar por esses obstáculos.

 

Considerando outra...

 

E

se uma criança viajar para o passado para uma data antes de ele ter

nascido? Talvez nada... Mas e se a criança morrer no passado, antes de

nascer? De novo, impossível. – Os Outros seqüestram crianças na ilha

para protegê-las a todos os custos, para nenhuma violação catastrófica

das leis da natureza acontecer da criança morrer antes dela ter sido

concebida.

E ainda, outra...

 

Se você viajar para o passado,

você vai ser o "você" da linha do tempo presente quando você chegar, ou

o "você" mais jovem, ou alguma combinação dos dois? Eu não sei, mas eu

acho que isso sugere o motivo de John Locke poder andar apesar de estar

paralisado. Locke pode andar não porque a ilha tem poderes de cura, mas

porque ele viajou de volta no tempo ANTES dele ter sofrido o acidente.

Ele é de alguma forma uma mistura do Locke do presente e o Locke do

passado.

 

Quem é o Bem? Eu acredito que ele seja o criador da

máquina do tempo. Os Outros são seus sócios vivendo na bolha do

espaço-tempo em volta da ilha e o Portal #2 da máquina do tempo no

"passado". Eles estão gerenciando isto e testando os efeitos de viagens

no tempo, e estritamente controlando quem sai da bolha para o mundo

exterior. (Talvez esse seja o motivo de Alpert ter dito que Ben estava

dando muita atenção para a questão da fertilidade, quando eles tinham

coisas mais importantes para resolver. O fato de Ben querer entender

das mulheres que morrem e não dar a atenção necessária para a questão

de viagem no tempo).

 

Como que alguém chega à ilha? Há dois

métodos de chegar ao local (e tempo) da ilha. Primeiro é o método

controlado pelo Portal #1 no quartel general da Dharma. Não é por

avião, submarino, ou qualquer outro meio de transporte tradicional.

 

O

outro método é por uma colisão acidental com a bolha do espaço-tempo

que rodeia a ilha, como aconteceu com o Vôo 815 da Oceanic, o

helicóptero da mulher brasileira, etc. Apesar de muitas teorias que

aparecem em fóruns online, os Outros não sabiam que o vôo 815 iria cair

na ilha. Essa era apenas uma possibilidade. Foi um desastre que criou

um paradoxo. O que acontece com um avião que cai no presente, enquanto

cai/entra no passado? Isso nos leva para a pergunta se os passageiros

estão vivos ou mortos, respondido ao conversar sobre um gato.O Gato de

Schrodingers, para ser específico. De novo, os mecanismos quânticos

podem ser bastante estranhos. Um dos comportamentos mais estranhos em

físicas de partículas é conhecido como Super Posição, que é a

habilidade de uma partícula poder ocupar dois diferentes estados

simultaneamente (como cima e baixo, direita e esquerda, aqui e lá,

etc.) No mundo nós sabemos que você não pode estar lá e cá, mas em

física de partículas, um mundo de probabilidades, chances, e dualidade,

você pode. Como podemos imaginar isso? Um outro experimento Gedanken

foi concebido, se segue:

 

Colocar um gato numa selada, caixa de

aço, junto de um pote de veneno. Além do mais, um elemento radioativo é

colocado dentro da caixa de aço. A deterioração desse elemento

radioativo acaba descarregando, o que quebra o pote, liberando o veneno

e matando o gato. Para o observador, fora da caixa, você não sabe

quando essa deterioração radioativa acontece. Por causa das leis da

Super Posição, o elemento radioativo pode ocupar ambos os locais

simultaneamente, no mais breve momento. Nesse piscar de tempo, o pote

está tanto quebrado quanto intacto, o gato está tanto vivo quanto

morto, no mesmo tempo. Isso é um quebra-cabeça da ciência, mas o mais

importante talvez seja a pergunta psicológica do que isso quer dizer

estar vivo e morto ao mesmo tempo?

 

Resposta: Os passageiros do

vôo 815 da Oceanic estão mortos no fundo do mar. E eles estão VIVOS na

ilha. Eles estão tanto mortos quanto vivos. Sabia que você iria adorar

essa. Desde que eles estão vivos no passado da linha do tempo da ilha,

eles podem voltar para o presente no qual eles estão mortos? Acho que

essa é a última resposta que nós vamos ter que assistir o seriado para

termos a resposta.

Uma sugestão de resposta é encontrada no caso

de Locke e Sawyer, Anthony Cooper. Eles fizeram a gente acreditar que

ele morreu num acidente de carro, e se encontra agora na ilha. Claro

que ele iria acreditar que estava na ilha. A gente acha que Locke de

alguma forma queria que ele estivesse ali, mas isso na verdade nunca

foi dito no seriado. De fato, Ben disse para Locke, "Você o trouxe pra

cá", talvez o que ele quer dizer com isso seja isso:

 

Resposta:

O pai de Locke não morreu no acidente. Eu acredito que nós vamos

descobrir em breve que Locke vai deixar a ilha. O pergunta que ninguém

fez ao pai de Locke foi quanto que foi o acidente? Veja, Locke vai

retornar ao presente (o nosso presente, no caso) e irá perseguir seu

pai. Ele vai encontrá-lo, talvez ele vá até causar o seu acidente. Ele

irá drogá-lo e seqüestra-lo, deixá-lo incapaz e/ou de ter vontade de se

matar. Ele vai de alguma forma leva-lo até o Portal #1 da máquina do

tempo para enviá-lo para ilha, onde ele já sabe que Sawyer irá matá-lo.

Locke irá "traze-lo para ilha", ele apenas não fez isso ainda. Quando

ele está no presente no mundo exterior, porque ele vai fazer isso?

Porque ele tem que fazer, porque é o destino. Para a ilha, isso já

aconteceu. Você sabe que o Locke adora o destino.

 

Eu poderia

continuar. Porque existe um zôo com ursos polares? Os animais estão na

ilha para testarem os efeitos dos vários paradoxos associados às

viagens no tempo. Talvez outro motivo seja que por manter e preservar

esses animais em ameaça de extinção, como ursos polares, dentro da

bolha no passado, exista uma fonte para sua recuperação caso eles se

tornem extintos no futuro. Considere como uma Arca de Noé.

Como os

outros sabem tanto sobre a vida dos passageiros? Os Outros já tiveram,

talvez, anos, com as indústrias Dharma no presente no Portal #1, para

pesquisarem cada um individualmente, e transmitir essa informação para

a ilha. Para a audiência e para os sobreviventes do vôo 815, pareceu

como se os Outros instantaneamente soubessem tudo sobre eles. Qualquer

maneira, isso requereu anos de pesquisa para os arquivos serem

compostos.

 

Ainda existem mistérios que continuam, e estórias

que nós ainda não sabemos como que eles irão lidar. Com essa

explicação, pelo menos, o comportamento dos Outros é compreensível.

Eles devem proteger a linha do tempo A TODO CUSTO. Isso os faz

parecerem violentos para os sobreviventes, mas na realidade a intenção

é evitar uma catástrofe.

 

Há muitas outras estórias que eu não

toquei, mas elas são todas consistentes com essa teoria básica. Isso

inclui as visões que Desmond tem tido, o fato de Walt ter envelhecido

consideravelmente, e muitas outras.

 

 

Legal neh??

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Carmba, tmb achei foda essa teoria.

Que baita criatividade de quem inventou, achei mt consistente as partes que eu li, mt interessante mesmo, vamos aguardar para ver se terá algo a ver com isso.
walber052007-12-07 10:40:19

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×