Jump to content
Forum Cinema em Cena
Jack_Bauer

Palmeiras #2

Recommended Posts

Essa indignação toda é pq suspenderam por UM jogo UM jogador de vocês (e o Kléber não merecia?)? Ok, mesmo que o Diego Souza não tenha feito nada (fez), o Réver fez muito menos, e tomou 3. Se o tribunal ta roubando, ta roubando mais pra quem? E de novo, o tribunal não inocentou ninguém do Grêmio, o negócio é que aqui ninguém ficou quieto e conseguimos o efeito suspensivo, façam o mesmo.

 

E assim como tu acha que o lance do Morales merecia suspensão (pra mim merecia no máximo um cartão amarelo), o do Diego Souza vale no mínimo um joguinho também. Tu acha que não merece? ah, vá a merda. 02

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Sem Diego S.' date=' sem Kléber, esse timinho ai não da graça.18

 
[/quote']

 

   Tirou os jogadores de perigo do Palmeiras do jogo, só isso...só falta o Luxa querer inventar e sair com Fabinho Capixaba e Jefferson no lugar deles 0906

 

Pode colocar no ataque o Bruno e o Marcos, o time do Gaymio é uma píada.

 

    Se fosse piada não tava disputando o título...pode se tornar um belo cavalo paraguaio domingo, mas piada não, ainda não 0606...acho q o Luxa vai de Denilson e Lenny, eu iria pelo menos com essa dupla p o jogo

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Grêmio vai jogar no contra-ataque (muito provavelmente), e foi assim que o Grêmio conseguiu todas as vitórias fora de casa. Acho que pra esse jogo não seria uma boa pra vocês jogarem com 3 atacantes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Essa indignação toda é pq suspenderam por UM jogo UM jogador de vocês (e o Kléber não merecia?)? Ok' date=' mesmo que o Diego Souza não tenha feito nada (fez), o Réver fez muito menos, e tomou 3. Se o tribunal ta roubando, ta roubando mais pra quem? E de novo, o tribunal não inocentou ninguém do Grêmio, o negócio é que aqui ninguém ficou quieto e conseguimos o efeito suspensivo, façam o mesmo.

 

E assim como tu acha que o lance do Morales merecia suspensão (pra mim merecia no máximo um cartão amarelo), o do Diego Souza vale no mínimo um joguinho também. Tu acha que não merece? ah, vá a merda. 02
[/quote']

 

    Não é questão de competência ou não, amigo, a questão é q só pode entrar com efeito suspensivo com punições acima de 2 jogos, o que não é o caso do Diego Souza...pq não suspenderam o Diego Souza na semana passada?? Pq estrategicamente a data escolhida foi essa, a 3 dias do jogo contra o Grêmio?? Inocência é vc achar q não tem nada de errado nisso, que ninguém está sendo favorecido com essa palhaçada toda...e Tensor, procura um oftalmologista urgente, q vc está com sérios problemas de vista!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então só me responde uma coisa: não estavam roubando do Grêmio no caso desses 3 jogadores, só estão roubando de vocês com o Diego Souza? Pq não lembro de tu ter falado que era roubo no caso do Grêmio.

E sim, eu acho que o tribunal quer matar o máximo possível de times que brigam para favorecer o Flamengo. Acho até que foi com má intenção isso aí, mas no caso do Grêmio, não foi também?

 

Ah, e sobre oftalmologista, falou o cara que viu mão no lance do Pico contra o Palmeiras...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sem Diego S.' date=' sem Kléber, esse timinho ai não da graça.18

 
[/quote']

   Tirou os jogadores de perigo do Palmeiras do jogo, só isso...só falta o Luxa querer inventar e sair com Fabinho Capixaba e Jefferson no lugar deles 0906

 

Pode colocar no ataque o Bruno e o Marcos, o time do Gaymio é uma píada.


    Se fosse piada não tava disputando o título...pode se tornar um belo cavalo paraguaio domingo, mas piada não, ainda não 0606...acho q o Luxa vai de Denilson e Lenny, eu iria pelo menos com essa dupla p o jogo

 

Acho que ele entra com

 

Marcos, Gustavo, Roque Jr,  Pierre, Leandro, Elder, Jumar, Martinez,   Evandro, Denilson e Alex Mineiro.

 

Denilson vai fazer a do Kléber, enquanto o Evandro faz a do Diego Souza e o Martinez vai jogar como o Evandro vem jogando.
Rafael Araujo2008-11-06 21:45:56

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então só me responde uma coisa: não estavam roubando do Grêmio no caso desses 3 jogadores' date=' só estão roubando de vocês com o Diego Souza? Pq não lembro de tu ter falado que era roubo no caso do Grêmio.

E sim, eu acho que o tribunal quer matar o máximo possível de times que brigam para favorecer o Flamengo. Acho até que foi com má intenção isso aí, mas no caso do Grêmio, não foi também?

 

Ah, e sobre oftalmologista, falou o cara que viu mão no lance do Pico contra o Palmeiras...
[/quote']

 

Está nisso ainda?

Tensor você está mais batendo nessa tecla do que todos os Palmeirense aqui, pq você não tenta parar de falar em "roubo" contra seu time ou contra o Palmeiras e tenta falar do seu time para o jogo de domingo ou nos jogos que passaram? já deu esse papinho né, daqui a pouco antes de começar o jogo já vão estar falando mal da arbitragem.

 
Rafael Araujo2008-11-06 21:39:47

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Então só me responde uma coisa: não estavam roubando do Grêmio no caso desses 3 jogadores' date=' só estão roubando de vocês com o Diego Souza? Pq não lembro de tu ter falado que era roubo no caso do Grêmio.

E sim, eu acho que o tribunal quer matar o máximo possível de times que brigam para favorecer o Flamengo. Acho até que foi com má intenção isso aí, mas no caso do Grêmio, não foi também?

 

Ah, e sobre oftalmologista, falou o cara que viu mão no lance do Pico contra o Palmeiras...
[/quote']

 

   Mão que foi, diga-se de passagem, q todo mundo fala q tem um vídeo q mostra o contrário, mas q ninguém mostrou até hoje, então...

 

   Mas eu falei que era um absurdo o que fizeram com o Grêmio..ow, Tensor, bebeu?? Eu falei q era um absurdo, q tava cheirando maracutaia e tals, falei tudo isso, fui a favor de vcs, não me lembro de ter ido contra não...só achei q Morales e Léo mereciam sim punição, mas não a quantidade q receberam, q na verdade nunca foi cumprida e nem será...agora o caso não se aplica ao Palmeiras, a gente está sendo roubado literalmente!!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enfim, já mostramos a câmera de frente, fica claro que não bate na mão, mas tu enxerga o que tu quer enxergar, todos viram que não foi mão.

 

ah, e sobre o que tu falou sobre o grêmio

 

"Analisando bem, vcs estão chorando a toa, só pra variar um pouquinho, não foi tão injusto assim não as punições...é claro q vcs vão falar que foi e blá, blá, blá "

 

Então Bauer, não chora.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Palmeiras e Portuguesa defendem e admitem uso de mala branca

 

A Portuguesa jogará contra o São Paulo neste sábado, às 18h30, no Canindé. Além de afastar a equipe rubro-verde da zona de rebaixamento, uma vitória dificultaria a vida do clube tricolor, que tem 62 pontos e lidera a competição nacional.

"A direção fica fora disso, porque os jogadores ligam um para o outro e não tem como eu ficar sabendo. Não ficarei chateado se acontecer; vou ignorar. Todo mundo alega, mas nos vestiários da Portuguesa ninguém confirma", disse o presidente da equipe do Canindé, Manuel da Lupa, à rádio Jovem Pan.

Da Lupa ponderou que o uso de mala branca, jargão futebolístico para definir esse incentivo, é algo corriqueiro no futebol. Mas lembrou que seu time não precisa disso para vencer: "Eu não mandaria nenhum centavo para ninguém, até porque a Portuguesa só depende dela para se salvar. Não acho normal, mas é algo que acontece no futebol. Se os líderes jogarem com os últimos, os últimos vão dar tudo para ganhar independentemente do dinheiro".

 

A discussão surge a cada fase final de campeonato: é certo um clube fornecer incentivo financeiro a outro para vencer um concorrente? Para Palmeiras e Portuguesa, esse é um expediente normal no futebol. Tanto é que a equipe rubro-verde não rechaça receber um aporte do clube alviverde para vencer o São Paulo, rival do time do Parque Antarctica na luta pelo título do Brasileiro.

 

Principal interessado em uma vitória da Portuguesa, o Palmeiras também admitiu o uso de mala branca na reta final do Brasileiro. Como tem 61 pontos, o time alviverde dependerá apenas de seus resultados para ser campeão se a equipe do Canindé triunfar contra o São Paulo.

"Isso existe há 500 anos, e é uma discussão que sempre aparece nessa fase. Todo mundo fala de mandar para lá ou para cá, e isso é algo eterno. Não sei se tem de mandar, se vamos mandar. Sei que existe, e pode ser certo ou errado, mas faz parte", defendeu o treinador Vanderlei Luxemburgo.

O comandante ainda tentou minimizar a importância do placar de sábado para a pretensão do Palmeiras no Campeonato Brasileiro: "Se a Portuguesa perder, precisamos ganhar do Grêmio. Se a Portuguesa ganhar, também precisamos ganhar. Não muda nada, e não adianta ficarmos pensando no que vai acontecer lá".

 

 
Rafael Araujo2008-11-06 22:06:54

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Enfim' date=' já mostramos a câmera de frente, fica claro que não bate na mão, mas tu enxerga o que tu quer enxergar, todos viram que não foi mão.

 

ah, e sobre o que tu falou sobre o grêmio

 

"Analisando bem, vcs estão chorando a toa, só pra variar um pouquinho, não foi tão injusto assim não as punições...é claro q vcs vão falar que foi e blá, blá, blá "

 

Então Bauer, não chora.
[/quote']

 

    Mostraram não, quem tá enxergando o que quer são vcs, nem vem q não tem, toda camera q eu vi mostra claramente o toque de mão...e as punições foram justas, não o tempo, mas a punição foi, menos a do Réver, vc só pegou a parte que lhe interessa...e não choro não, domingo a noite a gente conversa

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

VOCÊ SABIA?-Curiosidades do nosso glorioso verdão

Pertence ao meia Alex o recorde de contratações dentre jogadores pelo Palmeiras.

O craque, que hoje defende o Fenerbahce/TUR, foi adquirido pelo Verdão três vezes: em julho de 1997, em janeiro de 2001 e em fevereiro de 2002.

Pracinhas palmeirenses

A conquista do título paulista de 1944 pelo Palmeiras foi motivo de alívio para nossos pracinhas, que combatiam na Itália durante a II Guerra Mundial. Alguns deles, comandados por Mário Comenale e Gildo Cortese, enviaram telegrama ao jornal “A Gazeta Esportiva” felicitando nossos craques pela conquista. Todos os soldados que assinavam a mensagem pertenciam à Força Expedicionária Brasileira, mais conhecida como FEB.

O nome dele é waldemar

Waldemar de Brito, o homem que entrou para a história do futebol mundial por ter sido o descobridor de Pelé, jogou também no Palestra Itália. Mesmo sem ser tão bom quanto seu irmão, Petronilho de Brito, Waldemar chegou a figurar no ataque titular palestrino no ano de 1945.

Nosso primeiro estrangeiro

O primeiro jogador estrangeiro a defender o Palmeiras foi um italiano. E nem poderia ser diferente, claro, dadas as origens do nosso clube. O atleta em questão foi Arione, que atuou no alviverde – sem nenhum sucesso, diga-se de passagem – em 1918. Ao todo, o zagueiro disputou apenas seis partidas.

O paulistão começou aqui

O primeiro jogo da história do Campeonato Paulista foi disputado no Parque Antártica.

A partida em questão aconteceu no dia 3 de maio de 1902 e terminou com a vitória do Mackenzie sobre o Germânia, por 3 a 2.
Na época, o local se chamava Campo da Antarctica Paulista e pertencia à indústria de cervejas e refrigerantes que, 18 anos mais tarde, o venderia para o Palestra Itália.

 

O verdão é o rei do rio


O Palmeiras já faturou três títulos no Maracanã.

Embora evidentemente a maior parte de nossas conquistas tenha se dado em estádios paulistas, o fato é que em três oportunidades o Verdão deu a volta olímpica no maior do mundo.
A primeira vez foi a mais importante: em 22 de julho de 1951, empatamos com a Juventus/ITA por 2 a 2 e faturamos o I Mundial Interclubes de que se tem notícia.
Em 1965, mais especificamente no dia 11 de julho, ganhamos do Peñarol/URU, nos pênaltis, por 1 a 0, e garantimos a conquista do Torneio IV Centenário do Rio de Janeiro/RJ.
Por fim, pouco depois, em 29 de dezembro de 1967, ganhamos a “negra” com o Náutico/PE por 2 a 0 e obtivemos o bi da Taça Brasil.

Palmeiras campeão

Ao faturar o título do Paulistão de 1942, o Palmeiras viu quebrado o recorde de felicitações enviadas por prefeituras de cidades do todo o Estado.
Comuns àquela época, tais informes eram publicados em jornais da Capital e, na oportunidade, nada menos do que 20 municípios paulistas inseriram anúncios parabenizando o Verdão.

O Palmeiras foi o único time a ganhar um Campeonato Paulista vencendo todos os jogos disputados, em 1932, com 11 vitórias em 11 jogos, 49 gols marcados e 8 sofridos

Bandeira da itália

Até 1920, a bandeira italiana era hasteada antes de todos os jogos do Palestra Itália.
A partir de então, como as críticas eram cada vez maiores, a diretoria do clube abandonou a idéia.

 

Recorde mundial

O Palmeiras é recordista mundial de invencibilidade em um estádio próprio, com nada menos do que 68 jogos sem derrota.

A série invicta no Palestra Itália começou em 23/02/1986, com uma vitória por 3 a 1 sobre a Inter de Limeira/SP, e durou nada menos do que quatro anos e sete meses.

 

Ademir da Guia

Ademir da Guia já foi reserva no Palmeiras.

Parece incrível, mas é verdade. Das 903 partidas que o Divino disputou com a nossa camisa, em 892 começou como titular, mas em 11 sentou-se no banco de reservas e entrou apenas no decorrer dos jogos.

Confira quando isso aconteceu:

17/05/62 – Palmeiras 1 x 0 Ferroviária de Botucatu/SP (substituiu Flávio)
20/05/62 – Ferroviária/SP 6 x 2 Palmeiras (substituiu Flávio)
28/06/62 – Botafogo/RJ 1 x 0 Palmeiras (substituiu Zequinha)
23/03/63 – Santos/SP 3 x 2 Palmeiras (substituiu Dudu)
05/06/63 – Standard Liège/BEL 2 x 3 Palmeiras (substituiu Tupãzinho)
07/07/63 – Port. Serrana/SP 0 x 3 Palmeiras (substituiu Tupãzinho)
18/12/65 – Linense/SP 0 x 2 Palmeiras (substituiu Zequinha)
19/03/66 – Botafogo/RJ 0 x 0 Palmeiras (substituiu Dudu)
21/03/66 – Corinthians/SP 1 x 2 Palmeiras (substituiu Dudu)
16/03/66 – Fluminense/RJ 0 x 1 Palmeiras (substituiu Suingue)
27/12/67 – Palmeiras 1 x 2 Náutico/PE (substituiu Lula)

 

Detalhe pra lá de importante: a partir de 1968 e até setembrto de 1977, quando se despediu do futebol, Ademir da Guia disputou 618 partidas pelo Verdão, tendo sido titular em absolutamente todas.

 


Antes de se consagrar como o melhor meia de toda a história do Palmeiras, Ademir da Guia jogou como volante.
Isso aconteceu logo após sua promoção à equipe principal, em 1962, quando foi o primeiro homem do meio-campo palmeirense em 15 partidas.
No ano seguinte, Ademir repetiu a dose em mais 8 jogos, e a última vez em que jogou mais recuado foi em 1968, num amistoso com o Botafogo/SP, em Ribeirão Preto/SP.
Desta forma, o "Divino" atuou fora da posição que o consagrou no Verdão em 24 partidas, obtendo 12 vitórias, seis empates e seis derrotas. Mesmo jogando mais atrás, o craque marcou quatro gols nestes jogos.

Nossa sede

Antes de se transferir social, esportiva e administrativamente para o Parque Antártica, na Rua Turiassu, o Verdão teve outras três sedes.

A primeira foi na Rua Riachuelo, a segunda na Libero Badaró e a terceira no Edifício Martinelli, todas próximas à Praça do Patriarca, bem no Centro de São Paulo/SP.

Daí o primeiro grito de guerra de nossa torcida, que nas décadas dos 20 e dos 30 cantava: “A nossa turma é boa, é boa, é boa! E é da Patriarca, arca, arca, arca! Palestra! Palestra! Palestra!”

 

Bianco

O zagueiro Bianco, primeiro grande nome da defesa palestrina, brilhou também em outro esporte após encerrar sua carreira

O jogador, autor do primeiro gol da história de nossa equipe, tornou-se campeão paulista de Tiro Esportivo em 1939.

Pouco depois, foi convocado para a integrar a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano da modalidade.

 

No Brasileirão, o "Velho Mestre" é o campeão

Oswaldo Brandão é o técnico que mais vezes dirigiu o Palmeiras na história do Campeonato Brasileiro.;

Ao todo, o “Mestre” comandou nossa equipe em 104 partidas nesta competição, somando 53 vitórias, 36 empates e apenas 15 derrotas.

 

Copa do Mundo

 

O Palmeiras é um dos dois únicos times brasileiros a ceder jogadores à Seleção Brasileira em todas as cinco Copas do Mundo vencidas pelo Brasil.

 

Distintivo


O atual distintivo do clube foi criado em 1942, quando da mudança de nome de Palestra para Palmeiras. As oito estrelas do distintivo fazem referência ao mês de fundação do clube, agosto, e ao número de títulos paulistas conquistados pelo clube ainda como Palestra Itália.

 

Libertadores


O Palmeiras é um dos times brasileiros com maior participação em Libertadores, um total de treze, até sua última participação em 2006, tendo chegado a quatro finais. Também é a equipe do Brasil que possui mais gols marcados.

 

Rivais


O maior rival da equipe dentro de campo é o Corinthians Paulista. Já o maior inimigo é o São Paulo. Isto se dá em função dos acontecimentos de 1942, quando estes lutaram pela extinção e desapropriação do Palestra Itália, para ficarem com o patrimônio do clube.

 

MÉDIA DE GOLS

A melhor média de ataque do Verdão num único Brasileirão aconteceu em 1983.
Naquele ano, o ataque palmeirense marcou 44 gols em 20 jogos, atingindo uma excelente média de 2,2 gols por partida!

POR POUCO O PALMEIRAS NÃO TEVE OUTRO NOME.

Na reunião da diretoria que definiu a mudança, ocorrida em 18 de setembro de 1942, três outras denominações foram sugeridas: S. E. Brasil, S. E. Paulista e S. E. Piratininga.
Mas nenhuma delas conseguiu tanto apoio quanto à dada pelo conselheiro Mário Minervino: S. E. Palmeiras.

 

PRIMEIRO GRITO DE GUERRA PALESTRA ITALIA

 

"A nossa turma é boa, é boa, é boa! E é da Patriarca, arca, arca, arca! Palestra! Palestra! Palestra!”

 

Palmeiras e Corinthians se uniram para salvar o São Paulo.

Era o ano de 1938, e o São Paulo atravessava uma terrível crise financeira, o time não decolava e estava pra fechar, então as diretorias dos maiores rivais do Brasil se reuniu e salvou o São Paulo, mais que o dinheiro arrecadado o simples fato dos dois maiores e mais famosos clubes brasileiros da época apoiarem, tirou o clube do São Paulo.

 

Palmeiras foi Brasil.

 

ATgAAAA9g1NUlGSyJa73VclzeJ-TOIhRZSEz5uVhvfb5u5Ry5Jzefi7bAbIqpefGmua4SYCGGib867yTSb5E0qXXpZl-AJtU9VBhMBq9bTFVi7jEIrG7CUf1tg0-DA.jpg

Belo Horizonte, 7 de setembro de 1965. O palmeiras é convidado para inaugurar o mineirão com a camisa da seleção brasileira contra o Uruguay. moral da história, 3x0 para o Palmeiras/ Brasil. Valdir. Servílio. Julinho. Waldemar. Ademir da Guia. Djalma Dias. Djalma Santos. Rinaldo. Ferrari. Dudu. Tupãzinho

 

Terminando o Carranza de Forma Honrosa.

 

Tricampeão do Troféu Ramón de Carranza e vencedor das duas últimas edições do torneio, o Palmeiras foi mais uma vez convidado pelos organizadores para a disputa em 1976. E o momento não poderia ser melhor para o Verdão, que havia poucos dias conquistara o título do Campeonato Paulista.

Nossa estréia se deu contra o Atlético de Bilbao/ESP e, embora favoritíssimos, fomos surpreendidos pela equipe espanhola. Encontrando muito mais dificuldades do que poderia esperar, o Palmeiras segurou o empate por 1 a 1 até os 45 minutos do segundo tempo, mas levou o gol fatal no último lance do jogo.

Restou, assim, apenas a chance de lutar pela terceira colocação, e nesta nosso adversário foi o Nacional/URU, eliminado pelo Real Madri/ESP na rodada anterior.

Mesmo tendo em seu elenco nomes que viriam a se tornar bastante conhecidos no Brasil, como o goleiro Rodolfo Rodriguez, o zagueiro Taborda e o atacante Revetria, o time uruguaio não foi páreo para o Verdão. E olha que jogamos desfalcados de dois importantíssimos titulares: o goleiro Leão, expulso na partida anterior, e o meia Ademir da Guia, que sentiu uma contusão e foi vetado pelos médicos.


Mas o Palmeiras tinha um coadjuvante de luxo: Edu. O ponta-direita, que já havia feito o gol de honra na semifinal, marcou logo três seguidos na disputa pelo terceiro lugar e foi o grande nome da goleada por 4 a 1.

Mesmo acostumado a ser o campeão do Carranza, ao menos o Verdão terminou aquela edição de forma honrosa.

Confira a ficha técnica da histórica partida:

Competição: Torneio Ramón de Carranza/1976
Jogo: Nacional/URU 1 x 4 Palmeiras
Data: 29/08/1976 - Horário: 16h00
Local: Estádio Ramón de Carranza, em Cadiz/ESP
Árbitro: Guido Gonella/ITA
Gols: Edu aos 44 minutos do primeiro tempo. Edu aos 5 e aos 20, Itamar aos 23 e Revetria aos 30 da etapa final

Equipes

Nacional/URU – Rodolfo Rodriguez; Machado, De Los Santos, Taborda e Moller; Montero Castillo, Pereira, Muniz e Pedette; Revetria e Caillada.
Palmeiras – Bernardino; Rosemiro, Samuel, Arouca e Ricardo; Pires e Vasconcelos (Didi); Edu, Jorge Mendonça, Toninho (Itamar) e Nei.Técnico: Dudu.

 

Real Madrid 1 x 3 Palmeiras

 

O ano de 1975 estava estranho para o Palmeiras, e não era por menos. A chamada Segunda Academia, percebia-se, caminhava para o fim, jogadores importantes ou deixavam o clube ou, então, já se preparavam para a aposentadoria e, para piorar ainda mais, o sonho do bicampeonato paulista ficava cada vez mais distante.

Se tudo isso já não fosse mais do que suficiente para que vários problemas surgissem, no segundo semestre o técnico Oswaldo Brandão demitiu-se do comando da equipe, seduzido por um convite da antiga CBD para que assumisse o comando da Seleção Brasileira. Tudo isso a cerca de 40 dias da participação em mais um Troféu Ramón de Carranza, competição da qual o Verdão lutaria pelo tri. O ex-craque palmeirense Dino Sani foi o escolhido para o lugar do “Velho Mestre” e, com apenas dois jogos à frente do time, arrumou as malas e partiu para a Espanha com a missão quase impossível de trazer mais um troféu.

Apesar das visíveis dificuldades, nosso time conseguiu superar o Zaragoza/ESP na semifinal – 1 a 0, gol de Ademir da Guia. Mas a prova de fogo seria mesmo a decisão, contra nada menos do que o sempre todo-poderoso Real Madrid/ESP, em cuja equipe atuavam craques como Santillana, Netzer e, principalmente, Paul Breitner.

A única maneira de o Palmeiras conseguir a vitória seria impor ao adversário a força de sua tradição no torneio. E foi exatamente isso o que Dino Sani conseguiu colocar na cabeça de cada um dos nossos jogadores.

Após um primeiro tempo bastante equilibrado, no qual Leivinha perdeu um pênalti aos 42 minutos (Michelangelo defendeu), o Verdão voltou para a etapa final como um rolo compressor. Em apenas 20 minutos, já goleávamos por 3 a 0, com dois gols do centroavante Itamar e outro de Edu. Daí em diante, bastou ao Palmeiras tocar a bola e esperar pelo fim do jogo, no qual nem mesmo o gol de honra espanhol foi capaz de impedir nosso tricampeonato no torneio.

 

Lista de todos que já presidiram o Verdão

 

2005 - Affonso Della Mônica Netto
1993 - Mustafá Contursi Goffar Majzoub
1989 - Carlos Bernardo Facchina Nunes
1985 - Nélson Duque
1983 - Paschoal Walter Byron Giuliano
1980 - Brício Pompeu de Toledo
1979 - Delfino Facchina
1978 - Brício Pompeu de Toledo
1977 - Jordão Bruno Sacomani
1971 - Paschoal Walter Byron Giuliano
1959 - Delfino Facchina
1955 - Mário Beni
1953 - Paschoal Walter Byron Giuliano
1951 - Mário Frugiuelle
1949 - Ferrúcio Sandoli
1947 - Higino Pellegrini
1945 - Estevão Margutti, Mário Frugiuelle e Francisco Patti
1942 - Higino Pellegrini
1938 - Ítalo Adami
1934 - Rafael Parisi
1931 - Dante Delmanto
1928 - Eduardo Matarazzo
1925 - Giuseppe Perrone e Francisco de Vivo
1923 - Francisco de Vivo
1920 - David Pichetti
1919 - Menotti Falchi
1918 - Valentim Sola
1917 - Guido Farti
1916 - Ludovico Bacchini
1915 - Leonardo Pareto e Fábio Ferre
1914 - Ezequiel Simone e Augusto Vicari

Share this post


Link to post
Share on other sites

   Recorde mundial

 

O Palmeiras é recordista mundial de invencibilidade em um estádio próprio, com nada menos do que 68 jogos sem derrota.

 

A

série invicta no Palestra Itália começou em 23/02/1986, com uma vitória

por 3 a 1 sobre a Inter de Limeira/SP, e durou nada menos do que quatro

anos e sete meses.

 

--------------------------------------------------------------------------------

   Caramba, essa é massa! 13

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

PRIMEIRO GRITO DE GUERRA PALESTRA ITALIA

 

"A nossa turma é boa, é boa, é boa! E é da Patriarca, arca, arca, arca! Palestra! Palestra! Palestra!”

 

-----------------------------------------------------------------------------

 

Esse grito me lembra o Grito do Sport.06

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais Curiosidades:

 

Artilheiro

O maior artilheiro do verdão, Ettore Marcelino Domingues, o Heitor, foi também árbitro de futebol, e não foram poucos jogos que o verdão teve como juiz seu antigo grande craque.

 

Fabricante

O Palmeiras foi o primeiro clube do Brasil a adotar um Fabricante de Material esportivo nos anos 70 com a Adidas.

 

Mais gols no ano

Mesmo jogando apenas 34 jogos, 1919 ficou marcado na história alviverde, já que foi o ano em que o time marcou mais gols (197).

 

Maior goleada no rival corinthians

 Na maior goleada do confronto Palmeiras x Corinthians (Palestra 8x0 Corinthians), em 1933, o último gol do Palestra, marcado por Gabardo, no goleiro Onça, do Corinthians, foi de mão.

Rio-São Paulo

O Palmeiras é o melhor time da historia do Torneio Rio-São Paulo, além de ter sido o primeiro campeão em 1933 e conquistado 5 vezes o campeonato, e o primeiro do ranking com 229 jogos, 118 vitórias, 42 empates, 69 derrotas, 484 gols marcados e 373 gols contra.

Santos de Pelé.

Na década de 60 o Palmeiras impediu que o Santos de Pelé conquistasse 11 títulos paulistas consecutivos. O Verdão ganhou os campeonatos de 1959, 63 e 66. o Santos ganhou em 58,60,61,62,64,65,67,68 e 69.

 

Campeão dos Paulistas

Imparato, foi o jogador do Palmeiras que mais ganhou campeonatos paulistas: 6 vezes, 1920, 1926, 1932, 1933, 1934 e 1936.


 

Campeão dos Campeões

O Palmeiras é o único time do Brasil que conquistou todos os Títulos existentes. Foram 21 Paulistas,4 Brasileiros,1 Copa do Brasil,2 Taças Brasil, 2 Torneios Roberto Gomes Pedrosa, 5 Torneios Rio-Sao Paulo, 1 Copa dos Campeões e 1 Brasileiro da Série B.


 

Palmeiras x Seleção brasileira

O Palmeiras já enfrentou a Seleção Brasileira. O jogo aconteceu em 16 de dezembro de 1934, no Parque Antártica, No selecionado nacional,craques do nível de Leônidas da Silva, Waldemar de Brito,Nariz e Arakem Patusca, entre outros, levaram a equipe à vitória por4 a 1. O gol de honra dos palestrinos foi marcado por Carazzo.

 

Maior Goleada

A maior goleada obtida pelo Palmeiras em toda a sua história foi por 11 a 0. A partida aconteceu no dia 8 de agosto de 1920, no Parque Antártica, e foi válida pelo Campeonato Paulista daquele ano - o qual, aliás, o Verdão então venceu pela primeira vez.A vítima foi o S.C Internacional.

 A maior goleada do Palmeiras em jogos internacionais foi de 9 a 0. O jogo aconteceu em 24 de janeiro de 1970, numa partida amistosa contra o Guabirá, da Bolívia.


 

São Silvestre

O Palmeiras já ganhou a São Silvestre! Isso aconteceu em 1927,quando o Verdão faturou por equipes a mais tradicional prova de atletismo de rua de todo o mundo.

 

Hino

Os compositores do hino Antonio Sergi / Gennaro Rodrigues são heteronimos, ou seja, a mesma pessoa.

 

Palmeiras de azul!
Na final do Campeonato Paulista de 1954, o Palmeiras entrou com uma surpresa para enfrentar o Corinthians. Seguindo a orientação de um pai-de-santo, trocou a sua tradicional camisa verde para usar a azul, do seu segundo uniforme. Apesar de empatar em 1 x 1, o Corinthians ficou com o título.

 

Quais eram as cores do Palmeiras, quando o clube ainda se chamava Palestra Itália?
O uniforme do Palestra Itália tinha, originalmente, as cores da bandeira italiana: verde, vermelho e branco. Com a entrada do Brasil na II Guerra Mundial contra os países do Eixo - Itália, Alemanha e Japão -, em 1942, o Palestra foi obrigado a mudar seu nome, adotou o de Palmeiras e tirou do seu uniforme a cor vermelha. A estréia do novo nome e do novo uniforme ocorreu na decisão do campeonato paulista de 1943: Palmeiras 3 x 1 contra o São Paulo, no dia 20 de setembro.

 

Por que Porco?
A proveniência do apelido vem de 1969, durante a disputa do Campeonato Paulista.Dois jogadores do Corinthians, Lima e Eduardo, morreram em um acidente de carro. O Corinthians pediu autorização à Federação Paulista de Futebol e aos outros clubes que disputavam a competição que fosse permitida a inscrição de dois outros jogadores no lugar dos falecidos. Federação e clubes, com exceção do Palmeiras, aprovaram a decisão. No entanto, a discordância Alviverde não permitiu que o Corinthians concretizasse suas intenções. Os dirigentes corintianos, indignados com a decisão do arqui-rival, clamaram que a decisão caracterizou o "espírito de porco" palestrino. Surgiu aí o apelido de Porco. Durante quase duas décadas, os palmeirenses tomaram isso como ofensa, até que em 1986, o clube decidiu oficializar um novo mascote ao lado do tradicional periquito, tamanha a simpatia da torcida pelo apelido suíno.  O gesto que simbolizou o casamento eterno "Palmeiras-Porco" foi uma foto em Placar na qual o craque do time na época, o meia Jorginho, segura um porquinho no colo.

 

O que representa as oito estrelas no escudo do Palmeiras?
Diferentemente dos outros clubes, as estrelas do Palmeiras não se referem aos títulos de campeonatos e sim ao mês em que foi fundado. Por isso há oito estrelas, que se referem ao mês de agosto.

 

 
Rafael Araujo2008-11-07 00:06:03

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tô ansioso para o meu irmão ver isso...06 

 

"Torço para o Grêmio ser campeão", diz procurador-geral do STJD

Paulo Schmidt é apontado por gremistas como o grande inimigo do clube no tribunal

 

Há cinco anos na procuradoria-geral do STJD, o advogado paranaense Paulo Schmitt, 42 anos, é apontado pelos gremistas dos gabinetes e das arquibancadas como o grande inimigo do clube no tribunal. Junto com uma equipe de auditores, ele analisa alguns jogos (através de súmulas, vídeos ou mesmo ao vivo nos estádios) do Brasileirão para encaminhar denúncias posteriores. Schmitt conversou por telefone com ZH. Nega perseguição ao Grêmio e diz que torcerá para que o time gaúcho conquiste o Brasileirão.

Zero Hora — O Grêmio alega estar sendo perseguido pela procuradoria e pelo STJD. O que o senhor pensa a respeito?

Schmitt
 — É exagero. Concordo que a terceira comissão disciplinar (que julgou o trio) é mais rigorosa do que as outras. O Botafogo também teve jogadores punidos (Carlos Alberto, com oito jogos, e Jorge Henrique, com 120 dias). O Chicão (zagueiro do Corinthians) foi suspenso 120 dias nessa comissão. Cabe ao Grêmio recorrer. Não há nenhuma perseguição. O Kléber (atacante do Palmeiras) recebeu apenas amarelo por uma cotovelada no Asprilla (zagueiro do Figueirense). Encaminhei denúncia ao tribunal para que ele seja suspenso por agressão. Recorri também da absolvição do Diego Souza (meia do Palmeiras), que foi livrado pelo tapa dado no rosto no Fabrício (volante do Cruzeiro).

ZH — O senhor está contra o Grêmio?

Schmidt
 — Do fundo do meu coração: não. Até torço para que o Grêmio seja campeão. Está na hora de o Sul voltar a figurar no topo do Brasil. Está na hora de o título sair do eixo Rio-São Paulo. Tenho preferência pelo Atlético-PR (o último sulista campeão nacional, em 2001). Acho que a Série B fará bem ao Atlético-PR, como fez para o Grêmio e está fazendo para o Corinthians. Além disso, não sou o STJD. Não decido nada.

 

****************************************

 

lamentavel, o Paulo Schmidt foi infeliz no seu comentário...18
Thiago Araujo2008-11-07 12:24:59

Share this post


Link to post
Share on other sites

Zagueiro Gustavo concede entrevista ao L!NET

Jogador comenta chances de título, rivalidade com Corinthians e muito mais

 

Concentrado na luta pelo título do Brasileirão, mas sem esquecer a rivalidade com o seu principal adversário. Esse é o pensamento do zagueiro Gustavo, um dos titulares da defesa do Palmeiras durante o ano.

O camisa 3 do Verdão sempre se declarou palmeirense. Então, para coroar um 2008 perfeito, ele espera terminar a temporada com a taça nacional nas mãos.

Para 2009, uma de suas principais metas é aumentar o tabu de dois anos sem derrota para o Corinthians. Gustavo contou tudo isso ao L!. Confira e entrevista:

Você sempre disse que é palmeirense fanático. O que achou da volta do Corinthians para a Série A? Muita gente fala que eles ganhariam do Palmeiras hoje em dia. Concorda?

Gustavo:É um campeonato diferente. É muito relativo querer comparar um time da Série B com um da Série A. Principalmente pela qualidade que eu vejo hoje no Palmeiras. Mas vai ser gostoso esse clima. Faz tempo que o Corinthians não ganha do Palmeiras. Então, a gente torce para o Corinthians voltar para conseguirmos as vitórias tanto no Paulista como no Brasileiro. A gente vai ficar feliz por isso. No Brasileiro, vamos buscar esses seis pontos que temos contra eles, pois faz tempo que não vencem.

Não teme a torcida contrária na reta final do Brasileirão?

Gustavo:Eles tem de torcer contra mesmo. Tenho certeza que a gente vai conseguir e vai ser um ano inesquecível para o Palmeiras.

Como você analisa as últimas cinco rodadas do Brasileirão. O Luxemburgo disse uma vez que o São Paulo tem o caminho mais fácil e o Palmeiras, o mais difícil?

Gustavo:O São Paulo só depende de suas forças. Se ganharem os cinco jogos, temos de lamentar e aplaudir. Mas tenho certeza que não vão vencer todos. É natural do futebol. Temos de fazer a nossa parte. A equipe está crescendo na hora certa. Na última partida, fizemos um gol no começo e outro no fim. Tem aquela coisa de sorte de campeão, então estamos no caminho certo. Todo mundo está muito focado.

Você acha que o Palmeiras está com sorte de campeão?

Gustavo:Quando você trabalha e está concentrado, a sorte acaba vindo junto. O grupo é de muita qualidade. Temos um treinador vitorioso e experiente. Nesses cinco jogos, vamos dar o máximo e algo mais. Acontecendo isso, acho que temos tudo para conseguir esse título.

Dos próximos cinco jogos, qual vai ser o mais complicado?

Gustavo:Para mim o campeonato está sendo decisivo desde o começo. É só jogo difícil, principalmente agora na reta final. São cinco decisões. Temos de dar tudo. Não existe aquele jogo específico que vai ser o mais difícil. Temos de fazer de tudo nessas partidas, ainda mais agora que vamos ter a semana cheia para trabalhar a parte física, tática e técnica. Então, é decisão.

Qual o diferencial do Palmeiras em relação aos outros adversários na reta final do torneio?

Gustavo:Se a gente fizer o nosso dever, tenho certeza que podemos conseguir o título. O Palmeiras está em um momento legal, cresceu na hora certa. Temos um elenco de muita qualidade. O diferencial do Palmeiras é esse momento. Não temos apenas um jogador para decidir a partida, mas sim vários.

E como você analisa o momento da defesa palmeirense?

Gustavo:A gente fica feliz com a boa fase. Não só a defesa, mas todos estão concentrados. Nessa reta final, todos nós estamos focados. Vai ser muito importante, principalmente para o torcedor. Ele tem nos acompanhado em todas as partidas, tem nos prestigiado. Acredito que esse vai ser um ano inesquecível para o Palmeiras.

Além do título, o Palmeiras busca uma vaga na Copa Libertadores de 2009. Você já jogou essa competição alguma vez?

Gustavo:É um sonho e objetivo na carreira. Nunca disputei o torneio. Disputar uma Libertadores vai ser legal. É um campeonato conhecido mundialmente.

Como você quer terminar o dia 7 de dezembro, após o jogo contra o Botafogo? Espera ter mais festa como no Paulistão?

Gustavo:Foi uma festa muito legal. Foi um momento muito importante para o Palmeiras. A gente fica imaginando como vai ser a comemoração, ainda mais em um time que você gosta e torce. Faço de tudo para honrar a camisa do Palmeiras. Espero poder comemorar esse título no dia 7.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tô ansioso para o meu irmão ver isso...06 

 

"Torço para o Grêmio ser campeão"' date=' diz procurador-geral do STJD 

****************************************

 

lamentavel, o Paulo Schmidt foi infeliz no seu comentário...18
[/quote']

 

Deve estar comendo o presidente do Grêmio esse filho da puta.11

 

Suspensão de Diego Souza é bem recebida no Olímpico

Jogador foi condenado pelo STJD e desfalca o Palmeiras no domingo

 

Enfim, uma boa notícia para o Grêmio: o Palmeiras não terá Diego Souza para o jogo de domingo no Palestra Itália, em São Paulo. Na quinta, no Rio, o meia foi julgado e condenado por um jogo no Pleno do STJD. A suspensão foi bem recebida no Olímpico.

Este resultado representa a seriedade do tribunal. Foi restabelecida a situação de igualdade entre os competidores. Diego é um bom jogador e o Palmeiras perderá tecnicamente com isso – diz o vice de futebol do Grêmio André Krieger.

A sessão foi realizada graças ao recurso impetrado pela procuradoria do tribunal – capitaneada por Paulo Schmitt –, que não concordou com a absolvição de Diego, em 30 de agosto, após dar um tapa no rosto do volante Fabrício do Cruzeiro. Como o jogador do Palmeiras não havia sido expulso em campo, terá que cumprir a punição contra o Grêmio.

 

 

 
Rafael Araujo2008-11-07 12:34:25

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Eliminados 0606

 

Fiquem na frente do framerda' date=' é a missão de vcs esse ano (e não é difícil). Depois q vi vcs colocando nossas cores no maraca fiquei um pouco fã do porco 0606

[/quote']

 

Procura pesquisar sobre o time antes de vir aqui falar merda.

 

Suas cores?

 

Vermelho é cor do Palestra Italia, você entendi muito de futebol em.

 

Nao me diga 06

 

Mas foi uma bela homenagem mostrar as cores após os 3 x 0  10

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Eliminados 0606

 

Fiquem na frente do framerda' date=' é a missão de vcs esse ano (e não é difícil). Depois q vi vcs colocando nossas cores no maraca fiquei um pouco fã do porco 0606

[/quote']

 

Procura pesquisar sobre o time antes de vir aqui falar merda.

 

Suas cores?

 

Vermelho é cor do Palestra Italia, você entendi muito de futebol em.

 

Nao me diga 06

 

Mas foi uma bela homenagem mostrar as cores após os 3 x 0  10

Flutotal, post anterior apagado. Limite-se a falar de futebol respeitando as pessoas que frequentam o fórum E SEM FLOOD ou repito: xispa daqui. Não vai fazer falta nenhuma. 03

Mr. Scofield2008-11-08 11:50:34

Share this post


Link to post
Share on other sites

Zoação é entre times equivalentes, ou quase: Palmeiras e São Paulo, Inter e Grêmio etc.

 

 

 

Quando um torcedor de um time de terceira categoria, time de bairro, a várzea das Laranjeiras, vem zoar o campeão do século já não é zoação, mas falta de vergonha na cara, perda do senso do ridículo, ou pura e simplesmente inveja.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×