Jump to content
Forum Cinema em Cena

Questão

Members
  • Content Count

    16826
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    72

Everything posted by Questão

  1. Em entrevista à Variety, o aclamado diretor Luca Guadagnino falou sobre a nova versão do clássico ‘Scarface’ pelo qual ficará responsável. Guadagnino disse que, apesar das críticas a mais uma adaptação, ele promete que sua versão será “bastante atemporal”. “O primeiro ‘Scarface’ de Howard Hawkes falava sobre a era das proibições. Cinquenta anos depois, Oliver Stone e Brian De Palma fizeram suas versões, que eram bastante diferentes do filme de Hawkes. Ambos podem ser colocados no patamar de suas peças esculturais. Se tudo der certo, a nossa, quarenta anos mais tarde, será digna de reflexões sobre um personagem que é paradigma de nossas compulsões por excesso e ambição. Creio que minha versão será bastante atemporal”. Guadagnino é considerado um dos melhores cineastas contemporâneos, tendo ficado responsável por obras como ‘Um Mergulho no Passado’ e ‘Um Sonho de Amor’. Ele também comandou o controverso remake de ‘Suspiria’ e a série ‘We Are Who We Are’, que estreia em breve na HBO. Seu próximo projeto é o remake de ‘O Senhor das Moscas’ e a sequência do vencedor do Oscar ‘Me Chame Pelo Seu Nome’. FONTE: CINEPOP
  2. Além de introduzir um novo Capitão América no MCU, a série ‘Falcão e o Soldado Invernal‘ terá o retorno de Daniel Brühl como o Barão Zemo, vilão de ‘Capitão América: Guerra Civil’. Durante uma entrevista para o Collider, o astro disse que ficou emocionado ao retornar para uma produção da Marvel Studios e está ansioso para ver a reação do público sobre o retorno do vilão. “[A diretora] Kari Skogland foi muito gentil comigo. Estávamos em Budapeste gravando algumas cenas do Zemo, e fiquei muito feliz e entusiasmado ao ver a máscara. Fiquei incrivelmente emocionado ao voltar para o MCU e mal posso esperar para ver a reação dos fãs. Não posso revelar nada, mas a evolução de Zemo foi algo que me deixou de boca aberta, e espero que o público também fique assim.” O astro também disse que adorou rever Anthony Mackie e Sebastian Stan, que dividiram a tela com ele em ‘Guerra Civil‘.“Lembro que foi divertido participar [de ‘Guerra Civil‘] porque foi algo completamente diferente do que eu já tinha feito na minha carreira. No início, eu me senti fora do lugar, mas o clima nos bastidores foi tão descontraído. Eu tenho as melhores lembranças de todos esses atores maravilhosos… Rever Sebastian Stan e Anthony Mackie foi incrível. E o mais legal é que estar no MCU sempre parece uma coisa nova, nada é redundante nesse universo.” FONTE: CINEPOP
  3. Em entrevista à Variety, a atriz Elizabeth Debicki, que irá estrelar o aguardado ‘Tenet’ ao lado de Robert Pattinson e John David Washington, falou um pouco sobre a produção do longa-metragem – elogiando a ética e o profissionalismo do diretor Christopher Nolan. “Ele tem essa habilidade de fazer um filme que envolve conjecturas complexas e, do mesmo jeito, se torna divertido e acessível. É como se fosse o set de filmagens de um filme independente, por causa da precisão – Chris trabalha muito rápido; tempo e energia são investidos em todas as coisas certas. Não há nada supérfluo. Foi humilde e colaborativo e definitivamente me fez uma atriz mais forte – e uma pessoa também”. FONTE: CINEPOP
  4. Cartaz focado na Mulher Leopardo ‘Mulher-Maravilha 1984‘ ganhou o primeiro cartaz focado na Mulher-Leopardo (Kristen Wiig). Confira, com fotos: Pelo menos parece melhor que CATS. Hehehe Mas sério, não tá ruim. Mas preferia algo mais selvagem.
  5. Visto O BEIJO DO VAMPIRO Na trama situada no começo do século XX, o casal Gerald e Marianne Harcourt (Edward de Souza e Jennifer Daniel) são dois recém casados que se perdem durante uma viagem de carro pelas montanhas, indo parar em uma pequena e isolada aldeia. Lá, os forasteiros são convidados para jantar pelo misterioso Doutor Ravna (Noel Willman) e seus dois filhos, Carl (Barry Warren) e Sabena (Jacquie Wallis). Mas o que o casal não sabe é que os Ravna são os líderes de uma seita de vampiros que aterroriza a região, e que planejam transformar Marianne em um deles. Dirigido por Don Sharp em seu primeiro trabalho para a Hammer Studios a partir de um roteiro escrito por Anthony Hinds (que já havia escrito para o estúdio A MALDIÇÃO DO LOBISOMEM e O FANTASMA DA ÓPERA), O BEIJO DO VAMPIRO é o que se poderia esperar de mais formuláico no que diz respeito a uma história com os sugadores de sangue. Ou seja, temos o casal inocente que tem a sua felicidade ameaçada por um vampiro sedutor, a mocinha que inevitavelmente é hipnotizada e mordida, o castelo gótico, os aldeões que sabem mais do que dizem, o velho e excêntrico caçador de vampiros, representado aqui pelo Professor Zimmer (Clifford Evans), e por ai vai. Mas o fato do filme de Sharp seguir as tradições dos filmes de vampiro até dizer chega, não quer dizer que este ainda não seja um filme divertido e atmosférico. Além disso, se o filme está longe de ser original, sua abordagem dos vilões vampirescos, surgindo aqui mais como cultistas e menos como criaturas solitárias é interessante por antecipar uma tendência narrativa que só se fortaleceria uma década depois nos anos 1970. O diretor consegue estabelecer uma atmosfera lúgubre para o filme desde a cena de abertura, onde acompanhamos um enterro interrompido pela chegada do caçador de vampiros, que enterra a pá no caixão do falecido (em uma cena que me remeteu a primeira aparição de Zé do Caixão em A MEIA NOITE LEVAREI A SUA ALMA, lançado no ano seguinte). A partir de então, o filme constrói a ameaça de Ravna e sua família sobre o jovem casal de forma lenta, mas nunca entediante. Quanto aos personagens, Ravna está longe de ser um vilão tão charmoso quanto o Drácula de Christopher Lee, por exemplo; mas o Zimmer de Evans surge como um caçador de vampiros interessante, alcoolatra e amargurado, bem menos heróico do que os caça vampiros de outras produções da época. O BEIJO DO VAMPIRO entrega tudo aquilo o que alguém pode esperar de um filme de terror gótico da Hammer, com todas as suas virtudes e defeitos. Quem gosta do estilo do estúdio, vai curtir. Quem não gosta, bem... vai continuar não gostando.
  6. De fato. Pra mim, Piratas acabou depois da trilogia.
  7. Cherry | Joe Russo diz que novo filme de Tom Holland está quase pronto Por Nathalia Mayan 08/07/2020 em Filmes 0 Em uma recente entrevista ao portal Comic Book, os irmãos Russo deram mais algumas informações sobre seu novo filme Cherry, um drama criminal. Eles revelaram que o filme estrelado por Tom Holland já está quase sendo finalizado, e por isso devemos esperar que o trailer seja lançando em “um futuro muito próximo” como eles disseram. FONTE: POLTRONA NERD
  8. Franquia bem divertida mesmo. A protagonista que faz a Tree manda muito bem, e tem bastante carisma. Mas no segundo filme, o lado Slasher vira quase subtrama mesmo. Prefiro o original, mas o segundo filme é bem legal também. Vi só o primeiro filme. Como o próprio Wes detestava a sequência e achava o seu pior filme, nunca me animei a ver. Hehehe. Dizem que o Wes deixou a família canibal no filme um pouco "simpática", por que ele queria passar a noção de duas famílias se enfrentando, e que a família "civilizada" podia ser tão selvagem quanto a canibal (a cena final é bem pra mostrar isso). Se mostrasse a família canibal só como monstros sanguinolentos, essa ideia não ia funcionar tão bem, como não funcionou no remake (Essa parte, pois no geral, também prefiro o filme do Aja). Visto DABBE: A NOIVA POSSUÍDA Na trama, Ebru (Irmak Ornek) é uma jovem psiquiatra que estuda o poder da crença nas doenças mentais, passando a estudar as ações de um curandeiro, Mestre Faruk (A. Murat Ozgen). Para concluir a sua pesquisa, Ebru leva Faruk para ver Kubra (Cansu Kurgun), uma amiga de infância que dois anos antes foi supostamente possuída por um Djinn, matando o próprio noivo no ensaio do casamento. Registrando todo o ritual de exorcismo com uma câmera de vídeo, Ebru logo vê o seu ceticismo posto a prova quando evidências apontam que há algo de sobrenatural em torno das ações de sua velha amiga. quarto filme de uma popular franquia de terror turca (cujos capítulos tem em comum somente o fato das histórias girarem em torno de Djinns demoníacos), este DABBE: A NOIVA POSSUÍDA revela-se uma grata surpresa, e olha que estou longe de ser um fã de found footages. Tá certo que o filme tá longe de se comprometer com o formato, chegando até a acrescentar alguns Slow motions e montagem paralela ao longo do caminho (são mais de uma câmera documentando os eventos), mas a atmosfera bem construída e a boa dinâmica entre a dupla principal formada pela psiquiatra e pelo curandeiro me ganharam. Ainda que o roteiro escrito pelo diretor Hasan Karacadag se entregue a algum dos clíchês envolvendo filmes de possessão e do próprio estilo Found Footage, a história traz algumas reviravoltas, pistas falsas e falsos climax que são dignos de nota, construindo uma narrativa que se não é imprevisível, ao menos consegue nos manter interessados. Enfim, vale a conferida sem muito compromisso.
  9. Eu queria ver outro Constantine com o Keanu (filme solo mesmo). Sou um dos poucos que gosta do primeiro filme. Mas acho que não é muito a vibe do J.J
  10. Até que o Cavill não ficou ruim de Sherlock. Em tempo Enola Holmes e Netflix são processados por infração de direitos de Conan Doyle Últimas obras com Sherlock Holmes permanecem sob propriedade do autor JULIA SABBAGA 25.06.2020 12h07 Enola Holmes, filme da Netflix sobre a irmã de Sherlock Holmes que terá Millie Bobby Brown no papel principal, causou um processo judicial para a plataforma de streaming, que foi processada ao lado da produtora Legendary Pictures, a editora Penguin Random House e a autora Nancy Springer, responsável pelos livros da personagem. Na acusação, os proprietários da obra de Arthur Conan Doyle, autor e criador do personagem de Sherlock Holmes, alegam que a história de Enola Holmes deriva de sua propriedade autoral. PUBLICIDADE Apesar dos direitos das histórias de Sherlock Holmes terem se tornado domínio público em 2014, as últimas dez histórias do personagem, publicadas entre 1923 e 1927, seguem asseguradas pela propriedade. Segundo os acusadores que deram entrada ao processo, as últimas histórias de Sherlock Holmes entregaram ao personagem mais humanidade, e a história de Enola Holmes estaria baseada nesta nova personalidade do detetive. O processo foi encaminhado à Corte Federal do Novo México no último dia 23. Os Mistérios de Enola Holmes, que começaram a ser publicados em 2006, acompanham a jovem Enola enquanto ela faz suas investigações. O primeiro deles é intitulado The Case of the Missing Marquess. As primeiras fotos do filme já foram divulgadas pela Netflix - confira aqui. Enola Holmes tem lançamento esperado para setembro na Netflix. FONTE: OMELETE
  11. Nova temporada está muito boa, ainda mais louca que a anterior. Desenvolvimento de personagens primorosos Dorothy Spinner cantando "Pure Imagination" (tudo a ver com ela, já que o poder dela é dar vida aos amigos imaginários).
  12. Acho que nenhum compositor tinha tantas trilhas icônicas no currículo quanto ele. R.I.P Morricone
  13. Em entrevista ao Yahoo, Sam Neill garantiu o que elenco original da franquia ‘Jurassic Park‘ terá destaque na sequência ‘Jurassic World: Dominação‘, ao invés de apenas uma participação especial. Vale lembrar que Jeff Goldblum fez uma participação especial em ‘Jurassic World: Reino Ameaçado‘, mas o cameo do ator decepcionou os fãs da franquia, que esperavam maior envolvimento do seu personagem na trama. FONTE: CINEPOP
  14. O original é muito bom. Mas em primeira instância, não parece "pedir" uma sequência.
  15. Esse da Drew no começo do vídeo é fantástico. E sempre adorei como o grito dela "reflete" o reflexo do Ghostface na janela. Visto O ESCONDIDO Bem competente este Sci-fi policial de terror oitentista dirigido pelo Jack Sholder (que tem no currículo o ótimo NOITE DE PÂNICO, além do bom A HORA DO PESADELO 2). Basicamente, acompanhamos um policial e um misterioso agente do FBI (que em dez minutos a gente já saca tratar-se de um "alienígena bonzinho") perseguindo um alienígena psicopata que pula de corpo em corpo tocando o terror na cidade. O filme é uma mistureba de ideias e estilos, pegando desde os conceitos de Body horror e infiltração alienígena, aqueles filmes de violência urbana tipicamente oitentistas e até um pouco de "Buddy Cop" na relação da dupla principal, e o mais surpreendente é que essa mistureba toda funciona. Não é nenhuma pérola esquecida, mas dá pra se divertir de boa. Curiosamente, acho que é um filme que o John Carpenter ia adorar ter dirigido.
  16. No início do ano, foi confirmado que Danny Glover e Mel Gibson irão reprisar seus papéis como Roger Murtaugh e Martin Riggs no vindouro ‘Máquina Mortífera 5‘. Durante uma entrevista para o Movie Web, Glover falou sobre sua expectativa para a sequência e revelou que já leu uma parte do roteiro, garantindo que será extraordinário. “As conversas começaram a ficar sérias em janeiro e uma parte do roteiro já está pronta. Não quero revelar nada do que li, mas garanto que será extraordinário. É uma trama relevante para a franquia, não é uma história feita apenas para lucrar, entendeu? Só posso adiantar que o filme vai dialogar muito bem com o que estamos vivendo hoje em dia.” Ele continuou: “O filme toca em pontos essenciais sobre política, economia e direitos sociais. A violência policial é algo que sempre esteve presente na América e vamos nos aprofundar nisso, o que é ainda mais interessante depois dos protestos que acompanhamos.” Além dos astros, o diretor Richard Donner, que comandou todos os quatro filmes (1987-1998), também está confirmado na sequência. FONTE: CINEPOP Curioso o filme tocar nestas questões. Tava chando que o projeto ia subir no telhado de vez, pois com os protestos, um monte de projetos que supostamente "glorificavam" policiais foram engavetados.
  17. Verdade. Foi a grande benção e a grande maldição na carreira dos dois. Bem ou mal, lhes deu projeção, mas ambos estão tão ruins nos filmes, que muita gente que só viu aquilo acha que eles são péssimos, quando na verdade eles são muito bons. Verdade. Em alguns ângulos, ela lembra bastante a Princesa mesmo. Mas pelo visto, o filme vai focar mais o lado da Diana mesmo, já que o embrólio dela com o Charlie a família real é alvo de diferentes versões até hoje
  18. A Paramount Pictures alterou a data de estreia ‘Sem Remorso’, adaptação do livro homônimo de Tom Clancy estrelado por Michael B. Jordan. Devido a nova alta de casos de COVID-19 nos EUA, o estúdio decidiu adiar o filme para 26 de fevereiro de 2021. Inicialmente, a estreia aconteceria em outubro desse ano. A trama é situado durante a Guerra do Vietnã e traz a história de origem de John Clark, um dos personagens recorrentes no universo de Jack Ryan. O livro foi lançado em 1993 e foi mais um grandioso sucesso de Clancy, estreando na primeira posição da lista de best-sellers do New York Times. FONTE: CINEPOP
  19. Visto O ESTRANHO DE UM MUNDO PERDIDO O filme é um Sci-Fi de terror britânico produzido pela Hammer em 1956, antes de o estúdio se popularizar com suas coloridas produções góticas. Como muitas obras produzidas no mesmo período, o filme mostra um grupo de cientistas e militares tentando conter uma terrível ameaça de uma criatura estranha que passa a aterrorizar um pequeno povoado, causando diversas mortes por onde passa em busca de fontes de radiação, com a diferença, que o monstro aqui não vem do espaço, e sim do subterrâneo do planeta. É um filme um pouco prolixo demais pro meu gosto, apesar de ter alguns bons momentos, como a morte de um enfermeiro que tem o seu corpo derretido quando a criatura ataca o hospital, mas no fim das contas, a obra não se destaca muito, pois existem produções bem melhores do mesmo estilo produzidas nessa mesma época.
  20. Mulan e Tenet devem ter estreias adiadas novamente Fontes do estúdio dizem que data em julho está em risco JULIA SABBAGA 25.06.2020 10h54 O live-action de Mulan, ainda marcado para lançamento nos cinemas em julho, deve ser adiado novamente, de acordo com fontes do THR. Segundo o site, a estreia sofre risco de alteração devido ao crescimento de casos de coronavírus nos EUA. O THR informa que, assim como Mulan, o novo filme de Christopher Nolan, Tenet, também tem risco de mudança, já que os dois lançamentos não ocorrerão enquanto cinemas de Nova York e Los Angeles permanecerem fechados. Ainda em quarentena devido à pandemia de coronavírus, não há previsão de retorno à normalidade nas duas cidades americanas. Anteriormente marcado para março, Mulan é o primeiro filme com previsão de retorno, ainda marcado para 23 de julho. Tenet está atualmente previsto para 31 do mesmo mês. Mulan traz a chinesa Liu Yifei, uma das atrizes mais populares desta geração no país, como a protagonista, além de Donnie Yen como o mentor Tung e Jet Li como o Imperador. FONTE: OMELETE
  21. Mulher-Maravilha 1984 traz uma mudança de tom para Steve Trevor, diz Chris Pine Como personagem retorna na sequência ainda é um mistério MARIANA CANHISARES 24.06.2020 10h21 Ainda não se sabe como Steve Trevor retorna à vida em Mulher-Maravilha 1984, considerando seu sacrifício heróico no primeiro filme. No entanto, segundo o ator Chris Pine, esta volta representará uma mudança completa de tom para o personagem. Em entrevista à revista Total Film, ele disse (via Games Radar😞 "O que direi sobre ele é que está profundamente animado. Ele está contente de estar de volta com Diana, empolgado com esse mundo. Em termos de tom, o que é diferente é que ele não está cansado do mundo. Ele não está exausto. É uma mudança em 180° do tom que o personagem teve no primeiro [filme]". Por enquanto não há detalhes sobre a história de Mulher-Maravilha 1984, mas agora a amazona vivida por Gal Gadot será mostrada na década de 1980. Chris Pine retorna ao papel de Steve Trevor, Kristen Wiig será a vilã Barbara Minerva, a Mulher-Leopardo, e Pedro Pascal será o também vilão Max Lord. FONTE: OMELETE
  22. Essa Dorothy Spinner tá bem fiel a das Hqs mesmo. E pelo visto, vão desenvolver uma relação de Irmã Mais velha/Irmã caçula entre ela e a Jane, o que pode ser interessante.
×
×
  • Create New...