Jump to content
Forum Cinema em Cena

Rayden

Members
  • Posts

    488
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Rayden

  1. É motivo de comemoração? Rayden2008-10-08 10:46:53
  2. Agora caiu Após momento de volatilidade, Bovespa passa a operar em alta A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta nesta terça-feira, depois de ter oscilado entre o nível positivo e o negativo nos primeiros negócios do dia. Na sessão anterior, houve baixa de 5,43% com o temor de uma recessão global. Por volta das 10h30, o Ibovespa, principal índice da Bolsa paulista, registrava alta de 2,36%, aos 43.093,46 pontos (acompanhe gráfico com atualização constante). O dólar comercial recuava 0,59%, a R$ 2,187 na venda (veja quadro com a cotação do dólar atualizada). No pregão anterior, saltou 7,53%, maior alta diária desde 1999. A União Européia decidiu elevar a garantia dos depósitos bancários no grupo de 20 mil euros para 50 mil euros. A expectativa é de que esse patamar chegue, por meio de um novo acordo, a 100 mil euros. Outras ações coordenadas para vencer a crise também estão sendo tomadas por outros países. O Banco Central da Austrália anunciou o corte na taxa de juros do país em um ponto percentual, para 6% ao ano, para reagir à piora das previsões de crescimento econômico mundial e ao aumento dos custos de financiamento das sociedades bancárias. O governo britânico discute com instituições financeiras a possibilidade de uma injeção de recursos públicos. Fontes dizem que três grandes bancos, Royal Bank of Scotland, Lloyds TSB e Barclays, estavam em busca de 15 bilhões de libras (US$ 26 bilhões) cada para ajudá-los a enfrentar a crise global. No Brasil, o Banco Central e o Ministério da Fazenda anunciaram ações para evitar que os problemas financeiros norte-americanos reflitam no Brasil. Entre as medidas, está o aumento do limite da dedução de compulsórios para R$ 300 milhões, disponibilização de R$ 24 bilhões exclusivos para a compra de carteira de bancos menores e ampliação da linha de crédito para exportações em R$ 5 bilhões. Mercados Após a queda recorde de alguns mercados europeus na segunda-feira, os índices tentam mostrar recuperação. Por volta das 9h30, a Bolsa de Londres avançava 1,08% e a de Paris subia 1,14%, enquanto a da Alemanha perdia 0,61%. A decisão do banco central australiano de reduzir a taxa de juros fez com que a maioria das Bolsas asiáticas fechasse em alta, embora o principal índice da região, o de Tóquio, tenha recuado 3%. A expectativa é que outros países adotem a mesma medida de reduzir juros. A bolsa de Sydney subiu 1,72%, recuperando-se do pior nível em 3 anos, enquanto o índice Straits Times de Cingapura avançou 0,43%. O índice KOSPI, da Coréia do Sul, subiu 0,54%, enquanto Taiwan teve valorização de 0,34%. Rayden2008-10-07 10:49:26
  3. Dr. Calvin, você esqueceu dessa pérola recente? Lula critica pacote de ajuda dos EUA e diz que "eles" têm que resolver crise 27/09/2008 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou neste sábado que a responsabilidade por resolver a crise econômica mundial é "exclusivamente" dos EUA e fez críticas ao plano de US$ 700 bilhões para ajudar as instituições financeiras americanas. "Quando eles [os EUA] ganham muito dinheiro, o dinheiro fica só com eles. Agora, quando eles têm um prejuízo, eles querem repartir [o problema] com o povo pobre do resto do mundo. Eu não tenho culpa se eles fizeram da economia deles um jogo de cassino. Agora, eles têm mais que resolver a crise deles e não deixar que isso chegue ao Brasil", disse ele, durante participação em comício para a campanha do PT à prefeitura de Guarulhos (Grande São Paulo). O presidente condenou também a proposta de ajuda financeira, em discussão no Congresso americano. Segundo Lula, essa ajuda é injusta para com as famílias que ficaram sem suas casas. "Eles querem ajudar os bancos e não querem ajudar os pobres. Muitas pessoas ficaram sem as suas casas com essa crise. Isso tudo foi culpa de um sistema que resolveu especular com o setor imobiliário", afirmou. Para evitar que a crise atinja o Brasil, Lula afirmou que o país tem reservas em caixa de US$ 200 bilhões. Ele também afirmou que outra saída é investir em exportações para a América Latina, o Oriente Médio e a África, de modo a reduzir a dependência econômica com os EUA. Rayden2008-10-06 15:34:40
  4. Shatner: “Não me ofereceram nenhum papel” Vídeo: http://br.youtube.com/watch?v=CzOs4WEutQ8 Recentemente J. J. Abrams revelou que uma cena especial do novo filme chegou a ser escrita para o ator William Shatner. Mas como o ator havia declarado que não fazia pontas, a idéia foi abandonada. Agora, ao lançar o seu novo blog video, Shatner aproveitou para responder diretamente ao diretor, dizendo que nunca lhe ofereceram nenhum papel para atuar no filme. O ator William Shatner está lançando o ”Shatner Project“, uma série de vídeos no seu site pessoal, que também podem ser acessados no ,onde ele aparece contando sobre sua vida para os fãs. Em um desses vídeos, o veterano capitão Kirk aproveitou para dar um recado a J. J. Abrams, “J. J., ninguém veio a mim dizer -Temos uma ponta para você - Talvez você tenha escrito isso, mas nunca apresentou para mim. A verdade é que eu não queria fazer uma ponta, uma vez que você teria de fazer uma sequência curta. Não é adequado. Você disse em sua declaração que estava tendo problemas para inserí-la. Mas ninguém me perguntou e estou triste que não esteja em seu maravilhoso filme, eu teria adorado ter estado nele”, lamentou. Mas, assim como o seu personagem, William Shatner não se dá por vencido. Ele já pensa no próximo filme. “Se você fizer um outro filme, talvez possa pensar em maneiras de trazer o capitão Kirk de volta à vida. Eu o trouxe de volta à vida em um dos meus livros, com muita facilidade”, disse Shatner que deu uma sugestão, “…uma máquina onde você suga no ar as moléculas do Capitão Kirk e as reune em um estruturador molecular … e então você gira o interruptor para à direita e gira para à esquerda e está feito, vem o capitão Kirk reagrupado”, brincou Shatner. A ciência não está longe de conseguir recriar uma espécia através de seu DNA, acredita Shatner, por que não com um personagem fictício? ”Temos o DNA de um dinossauro de 160 milhões de anos e estamos tentando agora com o nosso primitivo. Não estamos falando do ano 2300, estamos falando de 2008. Estamos tentando montar o DNA de um ser de 160 milhões de anos. E acho que podemos fazê-lo. Você não acha que poderia trazer o capitão Kirk de volta à vida?”. Com a palavra J. J. Abrams. Fonte “Queremos fazer a coisa parecer real”, diz Abrams O produtor e diretor J. J. Abrams conversou com o apresentador Chris Moyles da rádio 1 BBC, onde revelou algumas coisas novas sobre o filme de Jornada nas Estrelas e sua intenção de mostrar um lado mais realístico da ficção. Ele assegurou que o filme não será uma sequência da paródia Galaxy Quest. Na entrevista, Abrams discutiu sobre canonicidade e revelou que certas coisas, vistas pelos fãs, estarão no filme, outras não aparecerão e outras serão inteiramente novas. No entanto, nada será mostrado que altere profundamente o cânon. ”Não existem cintos de segurança na ponte da Enterprise“, exemplificou Abrams justificando. “Temos de honrar o cânon. Há certas coisas que você quer que sejam consistentes”, comentou o diretor que revelou outros dados curiosos inseridos no filme. Como exemplo de novidade não vista ainda pelos fãs, Abrams mencionou a introdução de um banheiro na Enterprise. De acordo com o diretor aparecerá um, mais precisamente em uma nave auxiliar e este banheiro fará parte de uma cena. “Existe um toilet em uma das shuttles, que o designer colocou no cenário”, disse Abrams revelando parte da cena. “Isso estava no script porque um dos personagens, na verdade, tem medo de voar”, comentou, acrescentando. “Ele sai, mas você não vê o banheiro”, disse o diretor observando que o ponto da cena é mostrar a dúvida quanto ao personagem ser capaz de continuar naquele trabalho. Embora existam elementos fictícios conhecidos do mundo de Jornada e presentes no filme, a intenção é de tornar a coisa mais realista possível. “É muito engraçado, porque quando você entra naquilo que é conhecido na franquia, observa que eles tiveram desenhos que foram considerados, mas muito daquilo é apenas hipótese, como cosmético”, explicou Abrams. “A série em si cometeu erros. A idéia é de que existe um cânon de Jornada, e o que é Jornada genuína e o que você não pode mudar. A própria série mudou sua história e revisou muitas coisas. Então, claramente, a abordagem que queremos fazer é dessa coisa parecer real. E assim, a meta de fazer este filme, apesar de ter sido chamado de Jornada nas Estrelas, apesar das orelhas pontudas, da história, de todos os fãs estabelecidos, com centenas de horas e quase uma dúzia de filmes, todo o tipo de coisas, é que nós realmente sentimos que isto é uma coisa nova e legítima”. Para o diretor, fazer um filme legítimo também significa evitar cair no ridículo. “Fazer Jornada parecer real é provavelmente o maior desafio, pois está expontaneamente tão próximo de ser extravagante”, disse o diretor citando como exemplo a paródia Galaxy Quest. Durante a entrevista, Abrams ainda citou rapidamente outros pequenos detalhes sobre o filme, como, “Estar a duas semanas de concluir a edição”, que “haverá a morte de um camisa vermelha”, que ”Kirk (interpretado por Pine) usará uma camisa dourada em algum ponto do filme” e que “Shatner não está nele.” Fonte Rayden2008-10-06 14:58:27
  5. Não sei se já postaram: Rocky - Um Lutador (duplo, Edição Definitiva) = R$ 13,00 na Casa e Vídeo: http://www.casaevideo.com.br/busca/DVDs-e-CDs/76876-2216/DVD-Rocky---Um-Lutador-Duplo.html?WT.ac=2784&WT.mv_ev=click Eu só não vou pedir porque pra mim o frete deu R$ 11, então não seria vantagem. Quem não tiver cadastro no site e quiser criar um, tente usar o Internet Explorer, tá dando erro no Firefox. Essa edição aí tem novos extras em comparação com a dupla antiga, de 25 anos. P.S. Dica do Minduim Rayden2008-10-06 15:00:04
  6. Vejam (ou melhor, ouçam) o áudio de 3 dublagens diferentes pra um mesmo filme (Superman, de 1978). Um trechinho de 1 minuto cada. Infelizmente só a terceira (a pior das três) foi pros DVDs, como não poderia deixar de ser. http://www.youtube.com/watch?v=gNQUXTRkH0A E um clipe com a primeira dublagem, do André Filho, que era fantástico realmente: Rayden2008-10-05 12:21:35
  7. Rayden

    Bolsa de Valores

    Aprovação de pacote nos EUA não garante tranqüilidade dos mercados, dizem analistas A aprovação na Câmara dos EUA do pacote bilionário de socorro financeiro não garante um horizonte sem tempestades, dizem especialistas brasileiros. O plano tem sido visto como insuficiente pelos investidores, segundo o analista-chefe da corretora Coinvalores, Marco Aurélio Barbosa. "O pacote pode até cercar o pânico, mas não resolve todo o problema da economia dos Estados Unidos, que é muito mais grave e não será solucionado só com isso", diz. O analista também avalia que o crescimento da economia norte-americana durante os próximos dois anos deverá ficar bastante comprometido, pois os bancos devem preferir liquidez à concessão de crédito e, com isso, reduzir ainda mais o consumo e investimento no país, fato que também preocupa o mercado. Segundo o economista da corretora Gradual Pedro Paulo Silveira, segue a preocupação sobre uma eventual recessão nos EUA. "O mercado está começando a digerir a economia real. Ou seja, mesmo com o pacote, os Estados Unidos já estão à beira da recessão e isso traz um impacto negativo nos negócios." O professor de finanças do Ibmec São Paulo Ricardo José de Almeida avalia que após a aprovação, os investidores começam a imaginar de onde virá o dinheiro para socorrer os bancos em crise. "É muito dinheiro, e o Tesouro deve começar a avaliar o aumento na contribuição de impostos e a emissão de títulos da dívida", diz. A incerteza com a operacionalização do pacote também preocupa os mercados. A analista da corretora SLW Kelly Trentin explica que o governo norte-americano tem 45 dias para mostrar como será feita a compra de ativos podres dos bancos, e a eficiência desta medida gera dúvidas. "Ninguém sabe qual o efeito desse pacote. Tem a questão do endividamento do governo dos Estados Unidos, que deve aumentar bastante com o socorro de US$ 850 bilhões, sem contar que as economias americanas e européias já estão bastante fracas e podem refletir nos emergentes", diz. Almeida avalia que, se outras instituições financeiras dos Estados Unidos seguissem o exemplo do Wells Fargo, que comprou o banco Wachovia, e do Bank of América, que adquiriu o Merrill Lynch, os investidores teriam a sensação de que o governo dos EUA iria ajudar apenas os bancos com real necessidade e não criar uma espécie de subsídio que ajude qualquer banco local em dificuldade. "O mercado agora está se perguntando se o governo dos EUA vai salvar quem realmente precisa, porque esse pacote causa um relaxamento nas instituições que deixam de se rearranjar e tentar solucionar os problemas", diz. ***** É, estamos na merda mesmo... já vi que minguaram de vez minhas comprinhas do exterior...
  8. Numa boa, eu já achei a TV de 42 pequena, imagina a de 32... Eu nunca compraria uma TV que é mais baixa que a minha de 29 polegadas (4:3). Já queria pegar uma normal de 34, e não vou, então tem que ser uma boa TV de plasma de no mínimo 50" agora. Ainda que custe mais caro, acho que se deveria pensar 10x antes de economizar ao investir numa TV que vai acompanhar você pro resto da vida. Eu sou assim, se tiver que juntar mais dinheiro e comprar o melhor modelo, eu prefiro esperar. Imagina se eu tivesse comprado uma TV de plasma na época que só se falava em burn-in, e ainda custando o dobro de uma full-HD, de hoje? E quanto o assunto é LCD ou Plasma, aí é que você tem de escolher o modelo "mais foda" mesmo, porque são tecnologias que sempre estiveram evoluindo ao longo dos últimos anos. Hoje mesmo ninguém poderia apontar o dedo e dizer que um monitor LCD (pra computador) que custe o mesmo que uma dessas TVs de hoje "estupraria" um CRT em todos os sentidos. Sempre eles vão deixar a desejar em alguma coisa - o LCD que é bom pra jogos, não será pra filmes - o que tem um bom equilíbrio nos dois não é lá essas coisas pra textos/trabalhos gráficos; ou ainda aqueles que tem poucas conexões, mas ainda assim custam US$ 1.000 lá fora. Vejam essa notícia (recente). A taste of things to come... TVs na IFA ganham padrão melhor que o full HD e já exibem imagens até em 3D Até ontem, o padrão full HD de alta definição era o máximo a que se podia chegar em matéria de qualidade de imagem em uma televisão. Bem, isso até a 48ª edição da feira de tecnologia International Funkaustelung (IFA) começar. Na edição 2008 do evento, a Samsung (dona do estande mais espaçoso da feira) apresentou a maior TV LCD "Ultra High Definition" do mundo. O produto tem 82 polegadas —o mesmo que quatro painéis LCD de 40 polegadas agrupados em forma de um retângulo. Com esse padrão, esqueça os 1.920 x 1.080 pixels de resolução que você acreditava serem imbatíveis. A televisão, apresentada com status de 'jóia' pela fabricante coreana, chega a muito mais do que isso: atinge 3.840 x 2.160 pixels de resolução. O padrão digital de TV no Brasil, por exemplo, não chega nem perto disso. Por falta de conteúdo sendo exibido nesse formato, a TV de imagens surpreendentemente nítidas e de cores tão fiéis à realidade que saltam aos olhos, ainda apenas peça de exposição, sem data de lançamento ou preço pré-definido. Telas LCD com velocidade recorde de processamento, com menor consumo de energia, aparelhos Oled e TVs que exibem conteúdo 3D sem a necessidade de uso dos conhecidos óculos especiais, também marcaram o primeiro dia de abertura do evento. Até o controle remoto pode estar com os dias contados na hora de ver seu programa favorito. LCDs mais finos e com economia de energia Eles ainda não são tão finos quanto as TVs de tecnologia Oled, mas os televisores LCD já conseguem ter espessuras de menos de 2,5 centímetros —como um modelo de 50 polegadas apresentado pela Panasonic. Em se tratando de equipamentos dessas dimensões, dá para constatar que o "regime" com o qual a TV foi presenteada foi eficiente, já que tais modelos também pesam até 50% menos do que seus similares. Modelos, de 56 e 60 polegadas, serão lançados ainda em 2008 pela marca na Europa. Além de mais esbelta, a TV também fica mais econômica a partir de agora. Em tempos de preocupação com o meio ambiente, marcas como a Philips lançam TVs que regulam a intensidade da iluminação dos LEDs —que não só consomem apenas menos energia, como também geram imagens mais fiéis e bem definidas. Uma das novidades da companhia holandesa na IFA é uma TV LCD que traz a tecnologia LED Backlightning, fazendo com que sua tela de 42 polegadas seja dividida em 128 "blocos", cuja luminosidade é regulada de forma independente. O produto gera taxa de contraste de espantosos 2.000.000:1. Em cenas com forte presença de tons brancos, ou fotografia mais escura, a tecnologia mostra sua utilidade. TV 3D dá os primeiros passos As televisões com tecnologia de imagens tridimensionais também marcaram presença no evento. Presentes no estande da Philips e no da Samsung, ambas diferem em interface, mas mostram imagens que chegam perto da lisergia, especialmente em filmes com efeitos especiais -justamente os escolhidos pelos fabricantes para exibir as capacidades 3D dos equipamentos. A TV 3D da Philips estava ligada a um player Blu-ray, que continha o filme com os dados necessários para a leitura tridimensional. Graças a sua tela, com ranhuras horizontais semelhantes a de um cartão com imagem holográfica, dispensa os óculos especiais, comumente necessários no uso de aparelhos do gênero. O modelo exibido com destaque, de 52 polegadas, ainda não tem data de comercialização, nem preço estimado. Mas a Philips anuncia que irá lançar modelos menores, com capacidades 3D já no primeiro semestre de 2009, no mercado europeu. Já o modelo exibido no estande da Samsung requeria óculos especiais para exibição das imagens 3D. O efeito era menos interessante do que o proporcionado pela Philips e se assemelhava a uma visão estrábica. No produto da Samsung, havia um kit conectado a uma saída especial do televisor —que tem de ser compatível com a tecnologia. O kit consiste em um transmissor e está à venda no mercado europeu por 190 euros. Oled em profusão Telas finíssimas e com imagens impecáveis. A descrição cabe perfeitamente às telas Oled, exibidas em estandes como o da Sony, conquistando a adoração dos alemães. Os estandes que abrigavam as finas telas de diodo orgânico de emissão de luz (as palavras que formam a sigla Oled) eram parada obrigatória para os visitantes da feira, que se acotovelavam para fotografar as TVs no melhor ângulo: ou seja, de lado, com sua finíssima espessura atestada. Guerra de fabricantes Antes da IFA 2008 começar, a Sony espalhou outdoors por Berlim para divulgar seu principal lançamento: uma TV LCD com velocidade de frame rate de 200Hz. Com a marca inédita, apregoada pela fabricante como "a primeira TV do mundo" a atingir tal velocidade, a sensação de imagens borradas, um dos calcanhares-de-aquiles da tecnologia LCD, deve acabar de vez. Em jogos de futebol ou filmes com cenas de fotografia escura, a melhora é plenamente perceptível. O lado curioso da história —e que mostra o quão aguda é a competitividade no milionário setor da TI— é que outra TV, com a mesma velocidade, também era exibida no estande da rival Samsung, com os mesmos dizeres de produto exclusivo. Aos visitantes da IFA, resta a dúvida sobre qual das gigantes asiáticas saiu primeiro nessa disputa. Fonte Rayden2008-10-01 17:01:45
  9. Se o Wiz estiver lendo vou colocar minha mensagem do outro fórum aqui: Nossa, lendo esse tópico do AVS a impressão que me dá é que não vale a pena pegar nenhum desses títulos citados e esperar um relançamento (que nem sei se deve ocorrer). Eu achava que o servicinho porco que as distribuidoras fazem (e faziam) com os DVDs iria se dissipar com o novo formato, mas pelo visto eu estava redondamente enganado... Apenas para ficar claro, Wiz: todos os problemas citados de DNR, EE, sujeiras de negativo e outras deficiências vistas em filmes da década de 70 pra cá, podem ser solucionados, ou não? Tipo, um filme desses que é duramente criticado hoje pode amanhã ganhar uma transferência pau a pau com os mais bem cotados da sua lista? Então o problema é mesmo desinteresse/desleixo em se investir numa restauração profunda e cuidadosa desses títulos ou em alguns casos não dá pra ficar melhor do que foi feito? E com isso eles soltam de qualquer jeito no mercado? Sobre o 2001, achei esquisito que a tonalidade das cores tenha mudado (e já reparei isso também nos DVDs de 007, não sei se você chegou a acompanhar as comparações entre as edições Ultimate e as SEs no HTF, lá disseram que alguns títulos ficaram pior que os SEs em alguns aspectos). Sobre o Patton em Blu-Ray, vi seu post com as fotos comparativas e realmente é de se lamentar o retoque que fizeram. Mas nesse aspecto de brilho/contraste e tom das cores (que eu acho que você citou como compromisso dos filmmakers) eu nunca sei se o master antigo está mais certo ou errado que o novo. Tipo, olhando mesmo os velhos VHS, LDs, transmissões das TVs, mesmo com qualidade lixo, você nota que alguma coisa não tá batendo com as cópias novas. Eu não assumo sempre que a transferência mais nova é a correta e representa aquilo que eu deveria ver, em todos os aspectos. O mesmo talvez se aplique ao áudio, só vejo comentários falando da "qualidade" das faixas, mas dificilmente vejo nas análises o pessoal confirmando o quanto ela é fiel ao original, ouvido nos cinemas. E em alguns casos, como o de Superman, as melhorias foram até bem-vindas, mas pra variar deixaram de fora a trilha original. Rayden2008-10-01 10:15:18
  10. Vou até colocar aqui os links com as especificações do box de Star Wars: http://2001video.com.br/detalhes_produto_extra_dvd.asp?produto=13637 Edição Limitada: Disco 1: Versão de 2004 (anamórfica) Disco 2: Versão de Cinema (que não é anamórfica) O que o site diz: Vídeo: Widescreen Anamórfico (2.35:1), 4x3 Letterbox (2.35:1) Edição de 2004: http://2001video.com.br/detalhes_produto_extra_dvd.asp?produto=10032 O que o site diz: Vídeo: Widescreen Letterbox (2.35:1) Um outro exemplo (de um filme que eu tenho e sei que não é anamórfico): http://2001video.com.br/detalhes_produto_extra_dvd.asp?produto=4107 O que o site diz: Vídeo: Letterbox (1.85:1) Não tem como não se confundir, já que letterbox virou uma palavrinha associada diretamente aos DVDs que não são anamórficos, ao menos aqui no Brasil. Então mesmo que dizer letterbox 16x9 seja = à anamórfico, é pra ficar com um pé atrás. Por mim, todas as distribuidoras colocariam isso na capa: Widescreen Anamórfico: [A.R.] Widescreen Não-Anamórfico: [A.R.] Pronto, assim eu teria certeza do que estou comprando. Quanto à saber se é o aspect ratio original, isso fica a encargo daqueles que pesquisaram como o filme foi idealizado, já que às vezes é um tema controverso (vide os filmes do Kubrick), não precisaria colocar essa informação. Ou seja, não precisa falar que é letterbox. Basta dizer se é Widescreen (se usar um formato mais largo que 1.33:1 = Tela Cheia), se é anamórfico ou não, e qual é o A.R.. Rayden2008-09-30 10:54:16
  11. Eu nunca vi um DVD ser anamórfico onde consta letterbox nos sites. Exceção talvez pra trilogia clássica de Star Wars' date=' na edição de 2004, onde no box vinha escrito LETTERBOX e os discos eram anamórficos (só as versões de cinema que não eram anamórficas). Por que não falam logo que é anamórfico, e pronto? Só pelo prazer de confundir? Porque um DVD pode estar no aspecto original (16x9 = 1.78:1) e mesmo assim não ser anamórfico. Chamar de letterbox 4x3 é dizer que o sinal de vídeo é 4x3, mas com barras negras, ou seja, não é anamórfico e vai ficar uma caca nas TVs Widescreen. LETTERBOX Efeito resultante da transferência de um filme para vídeo com respeito pelo formato cinematográfico original, e que resulta no efeito secundário de "barras negras" em cima e embaixo da imagem (em raras exceções há uma única barra embaixo, melhor acomodando a legendagem de filmes estrangeiros). O termo Widescreen é usado com mais frequência na identificação do estado das cópias em vídeo. Infelizmente a mera aparência de "espaço negro não utilizado" não significa que o formato tenha sido integralmente respeitado; em alguns casos as transferências estão em Widescreen parcial (2.1:1 ou 1.85:1 em vez de 2.35:1, por exemplo). WIDESCREEN A aplicação do termo pode ser algo confusa. Começou a usar-se como referência ao CinemaScope, pós-1953. Com a frequência de filmes em formato largo, mesmo os filmes filmados pelo processo esférico (em oposição a anamórfico), começaram a ser planeados para enquadramentos mais largos do que o Academy Ratio (1.33:1). O termo passou a abranger também os filmes que, devido ao seu formato, necessitavam de ser tapados no projetor, particularmente o padrão para o cinema europeu (1.66:1) e o padrão para o cinema americano (1.85:1). Na rotulagem de cópias em vídeo, o termo significa que o filme foi transferido no formato original, o que infelizmente nem sempre é exato. De um modo geral, é correto chamar Widescreen a qualquer formato mais largo que o padrão da Academia (e televisivo). Se for Batman - O Retorno, não é a mesma da Globo, as duas dublagens são parecidas, mas a do DVD é a mesma da TNT, então são diferentes. No DVD é a Mônica Rossi fazendo a voz da Mulher-Gato e na TV é a Vera Miranda, por exemplo. Aqui tem a relação das vozes: http://pt.wikipedia.org/wiki/Batman_Returns Rayden2008-09-30 10:26:15
  12. Eu tenho esse DVD da Hora do Rush, lançado pela Warner. E já imaginou se Senhor dos Anéis fosse relançado pela PlayArte? Essa trilogia também é da New-Line... A Playarte lançou agora o terceiro Hora do Rush + um box contendo os 3 filmes. Olha a diferença entre eles: Primeiro filme Formato de Tela: 16 x 9 Letterbox Áudio: Inglês 2.0 e 5.1 e Português 2.0 Extras (cortaram os comentários em áudio do diretor e a trilha sonora isolada com comentário do compositor, presentes no DVD da Warner, que além de tudo é anamórfico): * Cenas Eliminadas * "Um Pouco de Ação": Nos Bastidores de "A Hora do Rush" * Curta: "O Que Aconteceu a Mason Reese" * Evil Luke Lee * Vídeoclipes: "Nuttin' But Love" (Heavy D), "How Deep is Your Love" (Dru Hill) Segundo filme Formato de Tela: Widescreen Áudio: Inglês 5.1 e DTS 6.1 e Português 2.0 Vários extras (só não sei se tudo está legendado). * Comentários com o Diretor e Roteirista * Introdução de Jackie Chan em Hong Kong * Choque cultural: Ocidente e Oriente * A barreira da língua * Tornando-se um astro internacional * A coreografia de Kung Fu * Lady Luck - Filme de Brett Ratner * Fazendo mágica * Evolução de uma cena * O Figurino * Efeitos visuais * Cenas deletadas * Erros de filmagem Terceiro filme Formato de Tela: 16 x 9 Letterbox Áudio: Inglês 2.0, 5.1 e DTS e Português 2.0 e 5.1 Sem extras! Se não bastasse isso, olha como é o Hora do Rush 3 americano, vários extras, e ainda por cima Widescreen anamórfico! DISCO 1: Comentários em áudio com o diretor e roteirista DISCO 2: - Erros de gravação (2 min.) - 7 cenas cortadas/estendidas (comentários opcionais do diretor e roteirista) - 8 min. - Documentário: "Fazendo Rush Hour 3" - 33 min. - "Creating the Rush: Scene by Scene" (9 clipes) - 49 min. 25 "Le Rush Hour Trois" Diários de Produção - 1 hora - Efeitos visuais (2 min) Não é nem pelo Hora do Rush em si, ou pelos extras que por melhores que sejam, servem apenas de complemento e mais tarde pode sair uma nova edição (seria bom se houvesse um fiapo de esperança hoje em dia que o ritmo de lançamentos caiu vertiginosamente), mas eu ressalto mais é a pobreza de espírito de continuarem fazendo lançamentos em letterbox! Se fosse em tela cheia, por mais absurdo que fosse, até que passaria! Não letterbox! Parece que esses caras tem um prazer doentio de querer transformar um DVD o mais parecido possível com um VHS velho. Já se foi o tempo que até uma PlayArte fazia lançamentos como esse de A Hora do Rush 2, Seven - Os Sete Crimes Capitais e Blade: Trinity. Rayden2008-09-29 17:58:03
  13. Acrescente mais dois nessa lista: Capitão Sky e o Mundo de Amanhã A Hora do Rush
  14. Aqui não é rigoroso não! Muito pelo contrário. Pior é se eu morasse em SP, RJ ou Belo Horizonte, tem locais aí onde a Receita sequer pede comprovantes de quanto custa o produto, quando a encomenda vem sem eles, elas olham numa tabela e taxam você primeiro. Aí você vai ter o trabalho de contestar depois aquele valor, enviando os comprovantes pra eles. E como pouca gente se dá a esse trabalho, eles já garantem o $$$$ deles, mesmo que o cálculo dos impostos esteja totalmente errado. Aqui a Receita Federal é boazinha demais, porque eles enviam pelos correios um aviso pra você retirar, e mostrar os comprovantes. Eles pedem a nota fiscal ou algum comprovante de valor, porque se fosse assim qualquer muamba passaria isenta. Só pra constar: Pedi um box que custou quase US$ 150 (5 temporadas juntas) e pelo fato de ter sido uma pessoa física e declarado abaixo de US$ 50, a Receita nem olhou a encomenda. Não fui taxado!!!!! Veio isso tudo da foto de uma vez só: Agora se vier um pacote de uma empresa, não interessa o valor, os caras vão me pedir a nota fiscal ou fatura do cartão. Não tem como fugir disso. Se eu não mostrar comprovante pra Receita, ela vai taxar quanto acha que vale. Já expliquei isso, mas vocês acham que o "valor declarado" já é um atestado pra Receita. Vão nessa. Se fosse assim, era bom demais. É até capaz de, se eu não mostrar comprovante nenhum, da Receita se abusar e querer devolver ao remetente. Por isso que perguntei se dentro da caixa, os caras da SysQS ou HighdefDVD não mandam nenhum invoice. Como algumas empresas aqui no Brasil fazem, pra pagar menos imposto, e declaram que a peça enviada a você, vale menos do que você pagou pelo site. Mas eles declaram isso já na nota fiscal, não na notinha que fica presa do lado de fora da caixa, dos correios. Uma outra alternativa seria eles mandarem em nome de pessoa física. Pronto. Aí é mais provável (mas nunca garantido, já que no mínimo vão desconfiar se você receber muita coisa, ou dependendo da quantidade) que deixem de pedir nota fiscal. Rayden2008-09-28 06:41:16
  15. Aqui vão os contatos: Warner Alameda Rio Negro, 585, Bloco B – 8º e 9º andares, Alphaville Barueri (SP), CEP 06454-000 Fone (11) 2133-2900 Fax (11) 4191-3908 [email protected] [email protected] Microservice Call Center - Warner Home Video Fone 55 11 2105 5656 / 0800 115 922 Fax 55 11 2105 1062 [email protected] Quanto aos discos que faltaram do box, eu espero que agora relancem tudo em Blu-Ray, especialmente a versão de cinema de Superman - O Filme com a trilha original de 1978. Em Blu-Ray só saiu o primeiro filme faltando vários extras, na versão estendida, e Superman 2, versão do Donner. Tinham que fazer como o box Matrix, que está pra ser re-lançado, dessa vez em Blu-Ray...
  16. Também recomendo a Secondspin, inclusive acho que duas vezes me mandaram discos e quando relatei que estes tinham defeito, nem quiserem de volta e creditaram o valor pra mim. Um deles era a capa quebrada e o outro nem tocava (Te Pego Lá Fora). Infelizmente o acervo dos caras é limitado, mas o serviço é de qualidade, e sempre respondem aos emails enviados. Eu tenho uma dúvida sobre a SysQS, e a HighdefDVD, se o Freak ou alguém souber a resposta... se os caras declaram 5 dólares por disco, vem alguma nota fiscal (invoice) dentro da caixa corroborando isso? Porque se chegar aqui só com a declaração do lado de fora, é 90% de certeza que a Receita vai me cobrar nota fiscal ou comprovante de compra (fatura de cartão de crédito). E a fatura eu não poderia mostrar, a menos que os caras descontassem 5 $ num mês e o restante no outro. Então não adianta só declarar um valor baixo, eles tem que corroborar aquele valor de alguma forma. Imagina chegar aqui um BD que custou US$ 50 e os caras declararam US$ 5, e não vier com nota, e me cobrarem e eu mostrar a fatura dizendo US$ 50. Sem dúvida além de pagar taxa sobre os US$ 50, vou levar uma multa.
  17. Existem BDs lançados tanto na Espanha como aqui, nos EUA ou Japão, codificados pra mais de uma região. De fato alguns títulos só são codificados pra região B, mas eu já vi vários que são codificados pra todas as áreas.
  18. A Fox também já fazia a mesma coisa com o disco 2 de Moscou Contra 007 (edição Ultimate). Esse disco tinha erro de autoração, todo mundo que comprou, recebeu ele bichado. Um dos documentários nem entra, e o outro congela faltando uns 5 minutos. Eles pegam seu endereço e enviam o outro DVD sem pedir o defeituoso. Provavelmente pra agilizar os procedimentos.
  19. Rayden

    Replay

    Filme: Rain Man Ator/Atriz: Michael J. Fox Diretor: Tim Burton Tópicos em Geral: 50 Filmes Pra Assistir Antes de Morrer
  20. Wizz, os Die Hard 1 e 2 foram lançados na Europa (França?) pela Fox, e os BDs são codificados tanto pra região B como A (e C). Só que na Europa tem legendas em português (deve ser de Portugal) e na América só em inglês/espanhol. Será que todos eles usam o mesmo master? Rayden2008-09-25 11:47:42
  21. As distribuidoras nem tão ligando, você citou a legenda, é impressionante como o trabalho dos chamados "legenders" consegue ficar melhor que muito DVD por aí. Covers e embalagens péssimas, entre outras palhaçadas, é que me fizeram deixar de comprar como antigamente. Hoje decidi que só vou investir em edições caprichadas, e com preço condizente, não em qualquer uma que estiver disponível. Comprando estes DVDs que deveriam na verdade mofar na prateleira, eu estou fazendo um desserviço àqueles que exigem um mínimo de qualidade nos lançamentos. E esse box do Poderoso Chefão tava difícil de achar, com 5 discos. Me pergunto se o box em Blu-Ray traz todos os extras da coleção em DVD, e legendados.
  22. Quando a gente pensa que é malandro...
  23. Será que a Fox algum dia vai trazer esses DVDs pra cá? Especialmente o Esqueceram de Mim que tem uma imagem se bobear pior que um VHS... Rayden2008-09-22 23:38:34
×
×
  • Create New...