Jump to content
Forum Cinema em Cena

Cir-El

Members
  • Posts

    2820
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    6

Cir-El last won the day on March 5

Cir-El had the most liked content!

Profile Information

  • Gender
    Not Telling

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

Cir-El's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

335

Reputation

  1. É complicado porque o Snyder não se esforça em fazer um filme pensando em quem vai assistir. Ele pensa nas ideias DELE para os personagens. E não está totalmente errado em ele querer isso... Errado é quem contrata um diretor que tem visão própria e faz questão de colocar ela, independente do tipo de filme. Existem filmes que "cabem" mais essa coisa do diretor colocar sua visão sem freios. Filmes com personagens tão massificados como os heróis de quadrinhos, é muito mais difícil. Não foi a toa que BvS gerou tanta polêmica e não é a toa que os filmes e séries da Marvel fazem muito mais sucesso. A visão que o Snyder tem pro Superman é de um deus mitológico que paira acima da humanidade. Logo, pro Snyder, não faz sentido trabalhar uma relação com o Clark Kent, que o aproximaria da humanidade. Infelizmente, é a visão dele... Assim como, a Mulher Maravilha na cabeça do Snyder é uma guerreira que corta cabeças, também personificando deuses mitológicos que faziam o que faziam por puro senso de guerra. Puro instinto. E isso, com certeza gerou dissonância com o olhar que a Patty Jenkins tem pra personagem. Já o Batman, que seria esse personagem que não é um deus mitológico, o Snyder o coloca como um ser totalmente amargurado e sem perspectiva de seguir um código de conduta (mesmo que seja um código brutal, como nos quadrinhos). Mesmo nesse cenário, o Snyder poderia colocar o Batman ou a Lois como esse ponto de encontro entre esses deuses e a humanidade, gerando empatia com o público. Mas o Snyder não sabe (ou não quer) trabalhar isso.
  2. Realmente...agora tivemos a certeza que trazer um Superman mais otimista nunca foi a intenção do Snyder. Fora essa situação do filho da Lois com o Bruce... pelamordedeus!!! Que bom que essas ideias não foram pra frente!
  3. Um cara conseguiu acesso a uma exibição exclusiva do Snyder Cut em Dallas (EUA) e tirou foto de vários manequins com uniformes dos personagens nas cenas do "Knightmare", além de fotos inéditas dessa parte também. Tinham os uniformes do Batman, Exterminador, Coringa, Cyborg, Flash, Soldado do Superman e foto com a Mera e o Coringa. A Warner mandou excluir todas as fotos. O cara conseguiu também fotos de uns quadros com as histórias do que seria Liga da Justiça 2 (2019) e Liga da Justiça 2A (2020) e com alguns desenhos do Jim Lee. Esse eu tenho um resumo se alguém quiser saber...rs
  4. Sério? Putz... Pra mim aparece normal... Tem no Twitter da Grace Randolph
  5. Ibagens do Museu da Liga que deve ser lançado pela HBO Max, mostrando o Knightmare
  6. Pensando que provavelmente a lógica do enredo não deve mudar muito, acho que a Parte 1 é por causa do Batman investigando os Parademônios e tomando um "Não" do Aquaman. A diferença aqui é que, além de cenas mais longas e com outros diálogos, não tem a cena do telhado (usando o ladrão com medo para chamar os parademônios) e sim o Batman invadindo um local onde os parademônios incubam seres humanos. E a conversa com o Aquaman não tem a pintura na parede. Eu acho que tem a ver tanto com a história do passado contada pela Diana (que mostrará a primeira invasão do Uxas e os Heróis antigos lutando) e o Bruce e a Diana se unindo para reunir os heróis da nova era. Temos várias "mães" nessa história. A mãe do Cyborg, do Flash, da Diana, a Martha, e até a do SteppenWolf (caso se mantenha a ideia de que a caixa materna seja a "mãe" dele e do Darkseid. Sei lá...rsrs O restante, acho que é por aí mesmo...
  7. Se alguém não quiser ler a matéria inteira (porque 80% é sobre o que aconteceu no processo todo do Snyder com a Warner desde Homem de Aço), aqui vão as "novidades" da matéria: Segundo a matéria, "Ele (Snyder) refez o final com uma participação especial que vai explodir as mentes dos fãs mais radicais." filme no formato quadradão 4: 3, em vez de widescreen, para que um dia possa ser assistido em telas IMAX; O filme termina com “Hallelujah”, de Leonard Cohen que era a música favorita da filha do Snyder (Autumm) que se suicidou (a música no filme é uma homenagem a ela)
  8. Matéria da Revista Vanity Fair sobre o Snyder Cut https://www.vanityfair.com/hollywood/2021/02/the-true-story-of-justice-league-snyder-cut
×
×
  • Create New...