Jump to content
Forum Cinema em Cena

Plastic Madness

Members
  • Content Count

    19
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Plastic Madness

  1. Hmmm... não é Theme from a Summer Place do Percy Faith?? Ou é essa, ou é alguma música do Glenn Miller.
  2. Qual é o nome daquela musiquinha que toca na propaganda do Simpsons The Movie que passa na FOX?? (aquela que tem um coelhinho em 3D...) Eu já ouvi essa musiquinha em varios lugares, inclusive num episódio de arquivo x, e acho que é de algum musical, mas também não sei qual. :-( Também queria saber se existe trilha sonora pro Estrela Solitária (Don't Come Knocking) do Wim Wenders. As músicas do filme são maravilhosas e impossíveis de achar. Plastic Madness2007-03-03 18:29:14
  3. Votei no Michael Rosenbaum. O Lex de Rosenbaum tem profundidade psicológica, é crível, nada caricato. Me tornei mais fã do Lex que do próprio Superman.
  4. Isso é exatamente o que eu acho. O filme só é tido como ofensivo por um motivo: "serviu o chapéu". Se nos descrevem assim, é porque nós damos motivo pra isso. Porque ninguém se sentiu ofendido com O Albergue (que é tão ruim quanto Turistas)?? Nós temos assaltantes demais e violência demais?? Turismo sexual em grande escala? Prostituição Infantil? Assalto e assassinato a turistas?? Carnaval cheio de mulher semi-nua? Corrupção deslavada e sem a menor parcimônia?? Menino arrastado do lado de fora do carro? Preso com telefone celular? Alguém aqui por acaso vai para a cadeia?? Existem cadeias?? Puxa vida! Tem uma guerra acontecendo no Rio. Mais gente morre aqui de assassinato em um ano do que nos conflitos em Israel ou Kosovo, por exemplo. Eu mesma já fui assaltada várias vezes, até dentro do meu prédio, e esses dias aqueles caras que ligam do presídio ligaram pra minha mãe "sequestrando" a minha irmã. Assalto até por telefone, pode isso? Sim, no Brazil, onde tudo pode, é claro. Tive um amigo íntimo assassinado num assalto a mão armada (ele nao reagiu), e outro a facadas na saída de uma balada, e mais outras coisas que ia ficar muito comprido contar aqui. Muito antes de estrear Turistas, já tinha gente dizendo que tinha medo de vir pra cá. E tem mais, quem é ligado em Notícias deve lembrar que essa não é nem a primeira, nem a segunda e nem a última vez que o Brasil aparece mal na foto da mídia internacional. Tem aquele repórter do The NY Times que já chamou o Lula de bêbado meia dúzia de vezes. Há alguns anos também no Times um repórter fez um texto sobre a corrupção, que, segundo o mesmo era "ainda endêmica" no Brasil. Depois teve a tragédia do voo 1907, que deu muito pano podre pra manga da mídia, e reportagens sobre prostituição e garotas de programa de luxo publicadas na alemanha e num site recentemente (não lembro o nome) ilustradas com a foto da Luciana Gimenez e da Gysele. Enfim, será mesmo que a culpa não é nossa?? Isso tudo deveria de servir de lição pra gente se tocar que já está mais que na hora de nós mudarmos certas coisas na nossa sociedade, cultura e política, porque se até o gringos já se tocaram, é sinal de que alguma coisa deve estar muito ovbiamente errada aqui não é?? Como disse Lula esses dias (acho que foi a única coisa sensata que o homem disse na vida), nós precisamos parar de chorar a nossa própria miséria e de tentar achar um culpado pela nossa situação; precisamos assumir responsabilidade pela nossa situação e tentar mudar e andar com as próprias pernas. O FILME? É RUIM. Ponto. Não é ruim porque passa uma imagem ruim do Brasil, etc etc. Ainda que fosse filmado na Cote D'Azur, continuaria sendo um péssimo filme, Brasil aparte! Simplesmente péssimo.
  5. Parei de assistir: Lost. Estou assistindo: Heroes (menos o de Hoje), The 4400, CSI, Bones, Threshold, Will & Grace, Numb3rs, Twin Peaks (de novo...), e de vez em quando, Cold Case e Without a Trace. Estava assistindo mas foram canceladas: Invasion (essa eu amava muito!!) e Love Monkey.
  6. Votei no HBO, mas assisto muito o People & Arts e o The History Channel. Amo aqueles shows da BBC e aquele programa Em Busca da Verdade com um apresentador que se veste de Indiana Jones. Gostaria muito que pegasse o canal Bravo na Sky.
  7. Bom, que eu me lembre, começaram a chamar de "cult" aqueles filmes mais exóticos (para a época) e que por sua originalidade (ou por serem inusitados, etc.) conquistaram legiões de cultuadores. Não havia um critério lá muito racional, só o fato de serem cultuados. Foi assim com Blade Runner, Rock Horror Picture Show, Star Wars, etc. Hoje eu acho que o termo já está gasto e os critérios (sejam quais forem), diluídos. Acho que todo mundo sabe o que é cult mas ninguém sabe explicar. De acordo com a Wiki: "Cult ou clássico cult é a denominação dada a tudo que seja relacionado com a cultura popular (cinema, quadrinhos, televisão, música, games, etc.) que possua um grupo de fãs devotados. Geralmente, algo Cult continua a ter admiradores e consumidores mesmo após não estar mais evidência, devido à produção interrompida ou cancelada. Muitas obras e franquias, inclusive, atingem status de Cult depois que suas "vidas úteis" supostamente expriraram."
  8. Eu concordo com Troy em parte, afinal o segredo poderia ter sido revelado de outra maneira (mas não em outro momento); de um jeito que não fosse tão súbito e nem tão óbvio (poderiam ter criado outras "pegadinhas", pra nos fazer pensar em outras hipóteses, pq deu pra sacar o filme muito muito fácil). Mas que aquela cena com a ceguinha na floresta foi tudo!! Só ela já vale a ida ao cinema! Queridinhos: Magnólia, Julianne Moore, e PTA, Nicole Kidman, A Vila e "Seu Xalamaian", Natalie Portman, Stanley Kubrick e Laranja Mecânica; Plastic Madness2007-02-19 18:22:04
  9. Acho que, como livro, O Código DaVinci é um ótimo filme de ação. Ele parece ter sido deliberadamente escrito para virar um blockbuster hollywoodiano. Possui todos os cliches necessários: uma pessoa inocente é injustamente acusada por um crime que não cometeu; os protagonistas são pessoas absurdamente especializadas em um assunto; os personagens passam a trama toda em uma fuga desenfreada; a ação no filme depende da disponibilidade de certas tecnologias que já são cliches cinematográficos prá lá de manjados, como rastreamento do cartão de crédito, uso da tecla de rediscagem do telefone, escutas eletronicas, conta numerada em banco suiço, um carro super potente para fuga, um avião para fuga, descoberta de dados através de pesquisa em computador num software especial; o "turnover" de papel dos personagens (o antipático Fache fica bonzinho, assim como Aringarosa e o albino subitamente ficam "simpáticos", e o simpático velhinho Teabing se mostra na verdade o grande vilão.) Não esquecendo de mencionar, é claro, que a história acaba com um beijo dos protagonistas, e, cá entre nós, nada é mais Hollywood do que isso! Mal posso esperar prá ver o filme!! Vai ser tudo de bom! Se considerarmos O Codigo DaVinci como um livro de ficção, ele é um bom livro. (eu daria uma nota 8, recomendaria a leitura) Acho que o grande erro de Dan Brown foi ter escrito aquela nota no começo do livro dizendo que todos os fatos, arte e arquitetura descritos na obra eram totalmente veridicos. Muita coisa no livro é inventada, e muita coisa é mentira mesmo. Por exemplo: a Capela de Roslin não foi construída por templários em 1446, como o autor afirma, e não possui uma estrela-de-davi desenhada no chão. O Priorado de Sião não existe (é uma fraude, já documentada). A Piramide do Louvre não tem 666 vidros, e Leonardo DaVinci não projetou o críptex (que é um elemento chave na história). A Opus Dei não me pareceu tudo aquilo que ele escreveu no livro (os caras existem até no Brasil, deem uma olhada no site http://www.opusdei.org.br/). E, até onde eu conheço a cultura judaica, eles jamais praticaram sexo ritualístico. Além disso ele dá explicações etimológicas erradas aos termos que se propoe a esclarecer - por exemplo, a origem do nome Jeova, do modo como é explicada no livro, é uma total e absurda inverdade (eu não sou especialista nisso, mas vi um documentário onde um especialista muito entendido esclarece a origem do nome, e definitivamente não tem nada a ver com o que Brown afirma no livro). De qualquer modo, não é necessário ser phD em simbologia, ou especialista em qualquer coisa, para perceber que muita coisa que Dan Brown nos "explica" em o Código DaVinci não passa de pura ficção (pra não dizer lorota): é preciso mesmo ser muito crédulo para levar a sério um texto que consegue, numa mesma página, relacionar coisas tão distantes como Jesus, o Graal e Maria Madalena, com um pentagrama, o planeta Vênus, signos do zodíaco, deuses egípcios, sexo ritualístico, adoração à deusa, Leonardo daVinci, cavaleiros templários e a igreja católica?!?!?!? Nossa! Que imaginação!! (Parece uma versão de Six Degrees of Kevin Bacon envolvendo Maria Madalena) Nada disso seria uma problema se Dan Brown não tivesse afirmado no começo do livro que todas as descrições de rituais, arte, etc, "correspondem rigorosamente à realidade", mas como eu na verdade gostei da leitura, procuro ignorar que ele tenha escrito essa infeliz página, e aprecio o Código daVinci como o que ele na realidade é, um bom livro de FICÇÃO. Eu só fico triste quando eu penso que tem muita gente que não sabe muito de arte ou história que vai acabar tomando o livro como fonte de informações, e essas informações talvez estejam erradas... Sabe, tem um livro que eu li, "Na Toca do Leão", uma história que se passa no Afeganistão, o autor é Ken Follett (muito bom, por sinal), bem... mesmo após ter pesquisado muito para compor a historia, nos presenteia com a seguinte nota no inicio do livro: "(...) Embora eu tenha tentado fazer com que o ambiente parecesse autentico, esta obra é fruto da imaginação e não deve ser encarada como uma fonte de informações infalíveis sobre o Afeganistão ou qualquer outra coisa. Os leitores que desejarem saber mais encontrarão uma relação de obras indicadas ao final do livro." Se apenas Dan Brown tivesse essa lucidez...
  10. Absolutamente sem dúvida alguma o Jornal da Band com Carlos Nascimento!! A Band aliás é insuperável em matéria de jornalismo sério no Brasil.
  11. A Globo só quer uma coisa: permanecer no controle da TV brasileira. O negócio da Globo é poder. O dinheiro é uma consequência. Comprando o Chaves ela tem o que? Poder, poder sobre o SBT. O SBT só quer uma coisa: dinheiro. Quando eu lembro da famosa pergunta "Quem quer dinheiro?", o primeiro nome que me vem na cabeça é "Silvio Santos". O cara é EMPRESARIO antes de qualquer coisa, vê o SBT como uma empresa a dar lucros (venderia a rede tranquilamente se tivesse vontade, sem nenhum asentimento de apego pelo seu "imperio"). O Silvio Santos está pouco ligando para fãs de programas, ou para a qualidade dos programas. Se dá dinheiro, então é bom. O publico que se f***. Diante desse quadro eu só consigo imaginar mesmo o pior: a Globo vai conseguir o quer quer, o Silvio Santos não vai pagar e nãoi está nem aí pra isso, e os fãs do seriado é que vão acabar ficando órfãos.
  12. Alguem lembra o nome na revista em quadrinhos que o guri estava lendo? (pode ter a ver...)
  13. Legião Urbana - tocou demais e encheu o saco. blá! Linkin Park - eca eca eca!!! Smashing Pumpkins - eu não odeio, apenas acho que eles são supervalorizados, as musicas são boas, porem não consigo entender todo o furdunço que fazem ao redor deles. E definitivamente, o Billy Corgan é muito, mas muito antipático!! Weezer - também não odeio, mas não consigo ver o que eles tem de TÃO especial! Tem aquele album deles, que acho que é o penúltimo, parece Green Day! Green day - eca! detesto!! Iron Maiden, Pantera, e todas essas bandas de "roqueiros fodões" que usam legging colorido e fazem intermináveis solos de guitarra prá lá de bregas nos seus shows ao vivo. Steve Vai Nightwish, e coisas do gênero... E, o mais importante: eu não admito que alguém não goste do Radiohead!
  14. Votei no Gugu, porque além de tudo ele é mau-caráter, ganancioso, sonso, enfim, os cara não vale nada. O Gilberto Barros é terrível como apresentador, mas ele tem boas intençoes, e no fundo até se esforça. Mas o Gugu, esse sim é podre!! (E o João Cleber, idem)
  15. Assisti à maratona (previamente havia assitido apenas 1 episódio) e posso dizer que Lost é a melhor série de TV que surgiu após Arquivo X (a melhor série até hj na minha opinião). Tb andei lendo alguns spoilers por aí... É uma história cativante, excelente, altamente viciante, mas tem seus defeitos. Eu acho que o J.J. Abrams acerta ao desenvolver a história apresentando a vida prévia de cada um dos personagens; acerta no mistério e no clima sobrenatural; acerta ao explorar conexão entre os habitantes, em misturar num mesmo lugar pessoas tão diversas. Mas fora isso existem erros inaceitáveis, principalmente nas cenas médicas. Eu entendo perfeitamente que Lost não é E.R.... Acredito que a maioria das pessoas nem deve perceber algum erro, mas... considerando-se o fato de que o personagem central é um médico, e que as pessoas da ilha vivem se machucando o tempo todo, e que muitos minutos são gastos mostrando suturas, hemorragias, quedas e infecçoes, seria de se esperar um mínimo de cuidado e credibilidade nessas cenas. Será que eles não tem consultoria?? Não dá pra pagar um médico pra ajudar eles a fazer essas cenas com um mínimo de bom senso?? O personagem mais interessante é sem dúvida John Locke, pela sua condição na vida antes da ilha, e que agora parece sempre deixar um 'toque' seu em cada personagem com quem tem um contato mais próximo. E alem disso, a atuação de terry o'quinn é fantástica!! Eu concordo com a pessoa que disse que a paralisia de Locke é psicológica (acho que foi LudwigVan), e acredito cada vez mais nisso, primeiro porque lendo os spoilers até agora eu vi que ainda não se explicou como ele ficou paralítico, e segundo porque tem aquela coisa de a função das pernas dele variar conforme a situação de stress em que ele se encontra. Num primeiro momento eu cheguei a pensar que Jack fosse alcoólatra (por causa daquela cena com as garrafinhas no avião), mas agora já não acho mais isso. Também pensei que o Charlie talvez não fosse um drogado de verdade, porque, pelo menos que eu me lembre (até agora, mas me corrijam se eu estiver errada), nós não vemos nenhuma cena dele realmente usando drogas fora da ilha, e no avião nem dá tempo de ele usar. Primeiramente (naquela cena do camarim) apenas vemos ele segurando aquele saquinho de droga e chorando, e depois falando com o irmão na australia, que sugere que ele se interne pra tratar a drogadição, mas ele não quer (por que será?). Vemos ele se confessando com o padre, falando sobre as garotas, mas não o vemos realmente fazendo sexo. Se prestarmos atenção nas cenas da banda, Charlie estava sempre isolado e em segundo plano, e não participava das orgias e do barato. Outra coisa é: dá pra ver que o irmão do charlie é casado, reabilitado das drogas e tem uma filha de uns 3 anos. Ninguém para de usar droga, acha um outro emprego decente, se muda, casa e tem filho do dia pra noite. E além disso, Charlie se iniciou no pó bem depois do irmão. Quanto à tatuagem, "living is easy with eyes closed", que é uma estrofe de strawberry fields forever, eu acho que pode ser uma metáfora quanto ao passageiros, porque a letra de strawberry fields serve bem pra todos, pois todos são pessoas problematicas e com traumas psicologicos (tipo, a ilha seria o "strawberry fileds" dos caras, o lugar onde nada é real e não tem nada pra se preocupar, uma fuga da relidade, etc...e mais outras coisas que dá pra se pensar com o resto da letra... bem interessantes... hmmm) Acho que coisas assim são importantes, nessa série nenhum detalhe é de graça, nada pode passar desapercebido, tudo deve ter um significado. Quanto às teorias... acho que eles estão na Matrix, só ainda não sabem (hehe, brincadeirinha). Mas, falando sério, não acredito em nenhuma por equanto. Acho que a do experimento cientifico é óbvia demais. Se o JJ Abrams disse que não era uma coisa tão mirabolante assim, e que seria bem lógico, então o que poderiamos imaginar que seria mais simples do que já pensamos, e mais lógico?? Não sei se confio na mão do JJ Abrams... Eu tenho medo de que a resposta seja uma coisa muito boba e sem fundamentos (porque, pelo menos em Alias, várias das respostas foram coisas bobas...e a série meio que se perdeu.) Mas, de qualquer jeito, vou continuar assitindo, pq é bom, é divertido, e eu estou viciada!! Bem, como eu escrevi! Acho que era isso por agora. Boa noite pessoal!
×
×
  • Create New...