Jump to content
Forum Cinema em Cena

José Saramago


Administrator
 Share

Recommended Posts

                Obra

Terra do pecado, 1947
Manual de pintura e caligrafia, 1977
Levantado do chão, 1980
Memorial do convento, 1982
O ano da morte de Ricardo Reis, 1984
A jangada de pedra, 1986
História do cerco de Lisboa, 1989
O Evangelho segundo Jesus Cristo, 1991
Ensaio sobre a cegueira, 1995 (Prémio Nobel da literatura 1998)
Todos os nomes, 1997
A caverna, 2001
O homem duplicado, 2002
Ensaio sobre a lucidez, 2004
As intermitências da morte, 2005
Comente sobre as obras q leu, as q gostou ou não,aqui o espaço é livre para vc dar a sua opinião sobre esse q pra mim é um dos maiores escritores vivos do mundo

 

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Ensaio sobre a Cegueira pra mim é o melhor que li, pois se trata de uma história original.

O Evangelho Segundo Jesus Cristo é sansacional, mas como é baseado numa obra já existente (a história de Jesus) eu fico com o Ensaio Sobre a Cegueira pela originalidade... mas ambos são geniais...

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...
  • 3 weeks later...
  • 1 month later...

Li o Ensaio Sobre a Cegueira, e pretendo comprar mais algum livro dele, mas antes vou tentar meio que ingerir o Ensaio sobre a Cegueira, eu até sonhei com o livro, de tão preso que fiquei, nossa muito foda...

 

 

 

Eu não li muitos livros na minha vida mas este é o melhor que ja li.

Link to comment
Share on other sites

  • 7 months later...
  • 2 weeks later...

Então comprei do Saramago, "Ensaio Sobre a Lucidez" num sei porque o livro não me prendeu...achei meio sem graça, ele escreve bem e tal...mas o livro é muito cansativo...num me despertou interesse...acontece muita coisa pra não chegar a lugar nenhum...

 

 

 

Parei de ler na metade...depois de muito tempo lendo mas pretendo terminar de ler

Link to comment
Share on other sites

Então comprei do Saramago' date=' "Ensaio Sobre a Lucidez" num sei porque o livro não me prendeu...achei meio sem graça, ele escreve bem e tal...mas o livro é muito cansativo...num me despertou interesse...acontece muita coisa pra não chegar a lugar nenhum...

Parei de ler na metade...depois de muito tempo lendo mas pretendo terminar de ler[/quote']

 

Também não terminei de ler o livro, mas foi por questões de prioridades. Concordo com você, a história é chata mesmo, todavia não deixa de ser muito interessante a escolha de Saramago em não ter um personagem principal e a análise política ferrenha com boas doses de ironia realizada por ele.

 

 
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Terminei de ler finalmente ensaio sobre a lucidez, o final só me lembrou dos infiltrados. Como disse, o mais legal mesmo é política.

 

Palmeiras, comece por ensaio sobre a cegueira é o dos que conheço o que tem mais "ação". Se estiver achando o livro chato, lembre-se de que lá pro meio contém cenas de sexo(forçado) e disso, visitando o tópico do mesmo nome, eu sei que vc gosta.06

 

Alguém aí leu memorial do convento e tem coragem de comparar com evangelho segundo jesus cristo e ensaio sobre a cegueira?
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Tenho praticamente todos os livros dele na minha estante.

Passo rapidamente pra os interessados:

 <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Memorial do Convento – de todos os livros do Saramago é o que mais me agradou, por aquele toque de “realismo fantástico”. Aquela coisa das “vontades” humanas fazendo a geringonça voar, é uma idéia incrível. Outra: a da mulher que “sabe das coisas”, meio que onisciente, é uma sacada básica na obra dele, vai-se repetir em outros livros.

O Evangelho segundo Jesus Cristo – O Jesus de Saramago é uma figura ambígua, contraditória, vivendo em uma época primitiva e vitimada por um Pai profundamente incoerente em seus propósitos. Visão supercrítica de um grande personagem. Leia!

História do cerco de Lisboa – duas narrativas paralelas, um romance delicioso e trechos hilários, como aquele do ataque às muralhas, em que a torre de assalto simplesmente não se ajusta...

Ensaio sobre a cegueira – profundamente cinematográfico. É um excelente roteiro, já pronto, a gente vê o filme desenrolar-se na nossa frente como numa tela. Outros já perceberam isso, já tive notícia do filme que está vindo por aí. As lutas nas “camaratas”, a cena das mulheres tomando banho de chuva, o cão das lágrimas... espertíssimo.

Todos os nomes – misterioso, aventuresco, investigativo, com um final bonito e surpreendente.

A caverna – uma família, um caso de amor, mais uma vez um cachorro, perdendo o rumo na transição entre o regime de trabalho artesanal (uma olaria) e a civilização dos shopping-centers.

O conto da ilha desconhecida – curto, simbólico, romântico, perceptivo...

 

Outros, que li mas não curti tanto (talvez não estivesse à altura):

Ensaio sobre a lucidez, As intermitências da morte, Levantado do chão (meio cansativo, panfletário). Li também um volume de memórias, Cadernos da Lanzarote, que só vem provar que eles, os escritores, são exatamente como nós mortais..

Link to comment
Share on other sites

Alguém aí acha possível dizer que o Saramago tenha um livro "mais comercial"' date=' e em caso afirmativo, qual? Seria também este o mais popular?[/quote']

 

Sem dúvida, o mais comercial é "O conto da ilha desconhecida". E o mais popular, acho que...nenhum: Saramago não é, definitivamente, um autor que se possa dizer popular.

Digamos o seguinte: o livro dele que provocou mais polêmica foi o "Evangelho segundo JC."
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

 

Ensaio sobre a cegueira – profundamente cinematográfico. É um excelente roteiro' date=' já pronto, a gente vê o filme desenrolar-se na nossa frente como numa tela. Outros já perceberam isso, já tive notícia do filme que está vindo por aí. As lutas nas “camaratas”, a cena das mulheres tomando banho de chuva, o cão das lágrimas... espertíssimo

 

[/quote']

 

 

Estou acabando de ler Ensaio Sobre a Cegueira e é exatamente esta sensação que tive durante a leitura.

 

Julianne Moore caiu como uma luva para o papel da mulher do médico.
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...