Jump to content
Forum Cinema em Cena

Oscar 2008: Previsões


studioworks
 Share

Recommended Posts

E ANTES DOS OSCARS...

 

... tem os Independent Spirit Awards, o "Oscar dos independentes", numa tenda na praia de Santa Monica. Resultados ainda hoje, mais tarde. Palpite: um ano de Juno. É a cara dos Indie Spirits.

ellen11.jpg

Ellen Page na capa da Interview: a musa dos Indie Spirits 2008

Fonte: http://bloglog.globo.com/anamariabahiana/

R. Deckard2008-02-23 18:56:48
Link to comment
Share on other sites

SPOILERS

Pra mim Gone Baby Gone é bem ok também' date=' nada demais... e acho certas coisas mastigadas sim, acho a última cena com a menina e a mãe pra lá de óbvia e dispensável. Também prefiro a sutileza de Sarah Polley, muito mais promissora e respeita a inteligência do expectador.[/quote']

 

Mas é lógico que tinha que ser meio explícita (mas jamais óbvia). Estamos falando de uma cena de 5 minutos que mostra o destino que aguarda aquela menina, onde o diretor continua defendendo sua tese de que nem sempre o que é certo é o que é melhor.

 

E tampouco é dispensável. Só por aquela cena já percebemos o arrependimento do Patrick por ter devolvido a criança.

 

Aliás, aonde que Gone Baby Gone desrespeita a inteligência do espectador e aonde Away From Her é sutil?
Link to comment
Share on other sites

Honestamente... se a Ellen Page ganhar terá sido injusto. Principalmente com a coitada da Laura Linney, que apesar de não estar entre as 2 masi cotadas par vencer, merece um Oscar há muito tempo. É uma exclente atriz.

 

Já Ellen Page é ótima... mas acho que ainda falta um pouquinho para ela se mostrar melhor. O fato de ela conseguir levar as falas do filme de uma maneira naturalíssima e cativar totalmente o público não faz dela uma atriz Oscável... ainda.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Direto do Tópico do Bolão do Oscar:

 

 

TERCEIRA TAPA COMPUTADA!

Terminei de contar a primeira etapa, segunda etapa e terceira etapa do Bolão do Oscar desse ano. Os onze melhores posicionados ATÉ AGORA são (não necessariamente nessa ordem):

 

 

Felipe

Beckin

Gusmão Raimundo

Christopher P

Guilbj

Sollozo

Sync

Tiago Ribeiro

Felipe

Jon

Saulomeri

 

Se

o seu nome não está aqui, não se preocupe. Ainda falta ser contada a

pontuação da etapa 4 e a  final, aonde apostaremos nos vencedores!

 

Após a computação da quarta, postarei um novo ranking!

 

Aguardem.

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Independent Spirit Awards (vencedores):

 

MELHOR FILME: Juno
ATRIZ: Ellen Page, Juno
ATOR: Philip Seymour Hoffman, The Savages
ATRIZ COADJUVANTE: Cate Blanchett, I'm Not There
ATOR COADJUVANTE: Chiwetel Ejiofor, Talk to Me
DIRETOR: Julian Schnabel, The Diving Bell and the Butterfly
ROTEIRO: The Savages
PRIMEIRO ROTEIRO: Juno
FOTOGRAFIA: The Diving Bell and the Butterfly
PRIMEIRO FILME: The Lookout
FILME ESTRANGEIRO: Once
DOCUMENTÁRIO: Crazy Love
John Cassavetes Award: August Evening (2007): Chris Eska, Connie Hill, Jason Wehling
Truer Than Fiction Award: The Unforeseen (2007): Laura Dunn
Someone to Watch Award: Ramin Bahrani for Chop Shop (2007)
Producers Award: Neil Kopp for Paranoid Park (2007), Old Joy (2006)
Monster2008-02-23 21:12:15
Link to comment
Share on other sites

 

meu palpite

 

Melhor filme: Onde os fracos não tem vez

melhor diretor: irmãos coen

bom contra os Coen, Juno não tem chance

 

melhor atriz: Ellen Page

lembrem-se do Eddie Murphy: ano passado ele o ganhou SAG e o Globo de ouro de melhor ator coadjuvante, mas no oscar perdeu pra zebra Alan Arkin

 

Com Julie Christie pode acontecer a mesma coisa pode perder tanto pra Marion Cotillard (por causa do Bafta) quanto pra zebra Ellen Page

 

melhor roteiro original: Juno

cinéfilo2008-02-23 21:46:12

Link to comment
Share on other sites

 

Aliás' date=' aonde que Gone Baby Gone desrespeita a inteligência do espectador e aonde Away From Her é sutil?
[/quote']

 

Pra mim redundância em um filme é desrespeitar a inteligência do expectador. Todo o diálogo com Morgan Freeman já tinha esclarecido o dilema para o expectador, por exemplo. E a última cena não é a única gordura na minha opinião... Não acho o filme ruim, mas tampouco acho ele incrível.

 

Já Away From Her é sutil porque a personalidade das personagens e certos eventos são justifcados com poucas cenas ricas em significado. Exemplos, o amor entre o casal principal, e até mesmo a decisão final do cara.
Link to comment
Share on other sites

Que bom. Quer dizer, adoro Juno, mas não quero que ganhe o oscar amanha, nem a Ellen, porque vão acabar sendo digamos... "odiados"

 

E acho que nem tem o padrão tbm 

---

 

Assisti Lars and the real girl hoje, sério, posso tar exagerando, mas acho que a esnobada em cima do Gosling foi um dos maiores crimes que a academia já cometeu. O cara tá abolutamente foda no filme (que é excelente, por sinal), minha atuação favorita desse ano até agora (ainda preciso ver Day-lewis)
Beckin2008-02-23 22:37:06
Link to comment
Share on other sites

Que bom. Quer dizer' date=' adoro Juno, mas não quero que ganhe o oscar amanha, nem a Ellen, porque vão acabar sendo digamos... "odiados"

 

E acho que nem tem o padrão tbm 

---

 

Assisti Lars and the real girl hoje, sério, posso tar exagerando, mas acho que a esnobada em cima do Gosling foi um dos maiores crimes que a academia já cometeu. O cara tá abolutamente foda no filme (que é excelente, por sinal), minha atuação favorita desse ano até agora (ainda preciso ver Day-lewis)
[/quote']

 

Com certeza, até agora não me conformo com isso, mas uma atuação boa vai ser sempre boa, com Oscar ou não.
Link to comment
Share on other sites

Menos de 24 horas para a premiação e, infelizmente, apenas 3 dos indicados a melhor filme assistidos.

 

Atonement é o meu favorito. Uma singela homenagem aos belíssimos melodramas clássicos. Entretanto, creio que suas chances estão bem reduzidas. Perdeu o buzz e considero o azarão da noite.

 

Juno é absolutamente delicioso. Descompromissado, divertidíssimo e simpático. Porém, em um ano de filmes complexos como este, seria estranho presenciar a vitória.

 

There Will Be Blood se revela bastante superestimado. Sim. Bastante. Como experiência estética, é absolutamente fenomenal e impecável, com seqüencias que, com toda a certeza, já marcaram esta década. Mas, narrativamente, o roteiro apresenta alguns artifícios que não me agradaram nem um pouco. Aparenta, a mim, que Paul Thomas Anderson se concentrou em suas trucagens fílmicas e adaptou Oil! de maneira bastante vaga. Possui sua importância estética, de fato, entretanto, muitos estão considerando uma obra-prima e comparando-o com Cidadão Kane. Na minha humilde opinião, estão equivocados. Sobre as chances no Oscar... É complicado. Não acredito na vitória.

 

Para mim, é quase impossível superar o favoritismo de Ethan e Joel Coen. E, sinceramente, o  único que pode oferecer ameaças é Conduta de Risco.
Link to comment
Share on other sites

o fator Eddie Murphy pode atrapalhar o favoritismo de Julie Christie e Marion Cotillard (não vamos cantar vitória cedo né gente)

 

o oscar de melhor roteiro original ninguém tira da Diablo Cody, pois ela venceu o Critic's Choice awards como melhor escritora (assim como ninguém tira o segundo oscar de melhor animação do Brad Bird)

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Alguém tem alguma dúvida que haverá piadas da greve na cerimônia? 06

 

E alguma dúvida que haverá uma piada de Jon Stewart sobre as eleições dos Estados Unidos?

 

Será que ouviremos a famosa frase de Barack Obama caso um vencedor inesperado leve o Oscar? Sua frase é "Yes, we can". Tô achando possível.

 

Deverá haver piadas do cabela do Javier . Claaaaro. 06

 

------------------------

 

Sobre a maldição dos Indie para Juno.... ela realmente existe. Mas eu acho que uma vitória de Juno a melhor filme selaria de uma vez por todas como esse Oscar foi "Independente". Faria todo o sentido.

 

Sync2008-02-24 01:12:03

Link to comment
Share on other sites

Pronto, cheguei ao famigerado número 5. Vi os cinco indicados a melhor filme nos cinemas, do que me orgulho (ano passado não foi assim, mas não me refiro ao número em si....).

 

O último foi aquele que será laureado e não tem mais discussão: Onde os fracos não têm vez é impressionante, os irmãos Coen arquitetam algumas cenas de suspense magníficas (eu não consegui não reagir ao que estava vendo... hehe), numa estória incrivelemente bem contada. Bem, o final, ah o final... é, o final veio e pronto. O resto do filme é melhor que ele, mas nada que não seja satisfatório.

 

Bardem está realmente incrível, e inesquecível. A crítica já falou isso mas tenho que repetir que chega a assustar ele atuar tão bem aqui e tão mal em Cólera... Como mantenho minha torcida para Affleck, queria que Cólera tivesse sido lançado por agora, pois quem sabe isso não causaria um efeito Norbit em Bardem? 06 Brincando, ele merece! Assim como Brolin, ótimo!

 

Eu achava que não ia gostar nem um pouco da idéia de não ter trilha sonora, e sim apenas sons, mas não foi o que aconteceu, funciona muito bem!

 

Tá bom, chega... Onde os fracos não têm vez vai ganhar 5 Oscars: Filme, Diretor(es), Ator Coadjuvante, Roteiro Adaptado e Som.
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...