Jump to content
Forum Cinema em Cena

Ghost World (Mundo Cão)


pantalaimon
 Share

Recommended Posts

Eu também gosto muito desse filme. É bem engraçado e a atuação de Birch parece tão natural, achei impossível não simpatizar com o personagem.

O diretor, Terry Zwigoff, tbm fez outro filme bem elogiado, Papai Noel às Avessas. Esse eu nunca vi, mas tbm tenho vontade.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu comprei o DVD no Extra, tá baratinho ... o filme é bem legal, uma abordagem diferente sobre essa fase pós-colégio, um filme sobre o encontro do jovem nele mesmo ... bacana ... achei que o final ficaria mais bacana se terminasse no ponto de ônibus, mas não posso negar que o diretor optou por um final mais positivo. Boas atuações da Birch e do Buscemi ... Johansson mais uma vez apagada, embora cumpra o seu papel. 8/10
Link to comment
Share on other sites

Não, não vi esse "Crumb" e eu paguei apenas R$ 9,90 ... mesmo sendo aquelas versões safadas de DVD que não é widescreen e tem algumas imagens que saem meio cortadas .. 09

 

Aliás, vale dizer que nessa versão o filme recebeu o subtítulo "Aprendendo a Viver" ... nada de "Mundo Cão"...
Thiago Lucio2008-06-17 00:14:22
Link to comment
Share on other sites

 

Johansson mais uma vez apagada, embora cumpra o seu papel. 8/10[/quote']

Eu tbm achei Johansson apagada, mas acho que faz parte do filme e a própria personagem é mais apagada, justamente em oposição ao que ela representa naquele momento e o que a Thora Birch procura.

 

E tbm tenho essa edição "Aprendendo a Viver" de 9,99.06

Link to comment
Share on other sites

Tópico pra Ghost World, ae 05. Provavelmente um dos meus favoritos que trata à respeito dessa parte de transição da adolescência pra próxima fase e a questão do autoconhecimento, roteiro genial, sem defeitos. E eu gosto muito de todas as performances, especialmente a Thora Birch, mas acho que todos se encaixam no que os personagens supostamente são para ser.

 

Pelo que lembro foi lançado aqui no Brasil como "Mundo Cão" mesmo, não sei se mudaram agora.
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

achei razoável. cai muito num lugar comum nos filmes desse estilo: os medos dos jovens em transição, culto a alguma banda, tiradas que tentam ser inteligentes... assistam Hora de Partir que tem um estilo parecido e é bem melhor. Nota 6/10 para Ghost World

Link to comment
Share on other sites

achei razoável. cai muito num lugar comum nos filmes desse estilo: os medos dos jovens em transição' date=' culto a alguma banda, tiradas que tentam ser inteligentes... assistam Hora de Partir que tem um estilo parecido e é bem melhor. Nota 6/10 para Ghost World[/quote']

 

Seria Hora de voltar ?

 

Mas enfim, não concordo, acho que esse tal "lugar comum" é explorado de uma maneira diferente no filme, vendo por exemplo a última cena, não é aquela coisa típica de outros nesse estilo onde no final termina-se com todas as respostas necessárias pra que caminhos tomar ou com um desfecho (destaque nessa palavra) saudável e feliz. E as tiradas são inclusive bem naturais, não entendo esse rótulo de "tentam ser inteligentes", achei-as  um complemento perfeito pra natureza dos personagens
Link to comment
Share on other sites

achei razoável. cai muito num lugar comum nos filmes desse estilo: os medos dos jovens em transição' date=' culto a alguma banda, tiradas que tentam ser inteligentes... assistam Hora de Partir que tem um estilo parecido e é bem melhor. Nota 6/10 para Ghost World[/quote']

 

 

 

Seria Hora de voltar ?

 

 

 

Mas enfim, não concordo, acho que esse tal "lugar comum" é explorado de uma maneira diferente no filme, vendo por exemplo a última cena, não é aquela coisa típica de outros nesse estilo onde no final termina-se com todas as respostas necessárias pra que caminhos tomar ou com um desfecho (destaque nessa palavra) saudável e feliz. E as tiradas são inclusive bem naturais, não entendo esse rótulo de "tentam ser inteligentes", achei-as  um complemento perfeito pra natureza dos personagens
isso mesmo, misturei com Antes de Partir xD

 

 

 

mas quanto ao Ghost World, o que eu coloco com diálogos inteligentes, eu uso como exemplo alguns filmes como Match Point e Closer. São diálogos que fazem você pensar "isso acontece comigo e eu não via desse jeito" ou comentários como "caramba, isso é verdade". Mas em Ghost World parece que os personagens falam de um jeito que entra por um ouvido e sai pelo outro, não vai fazer você parar para relacionar uma certa fala com o seu dia a dia, mas tentam soar como se não fosse assim. E ainda conta com o elemento "cultura pop" que dificilmente trás qualidades a um filme, algumas vezes (como aqui) parece ser só encheção de linguiça, assim como em Juno. Em outros filme ele é bem melhor explorado como em Alta Fidelidade, Os Balconistas e Be Kind Rewind

Link to comment
Share on other sites

nao acho. vcs tem q ver q ele é baseado numa HQ, e a atmosfera do filme conspira pra essa coisa estranha. acho q a sensaçao de "dizer uma q sai pelo ouvido" é tipica do jovem msm. eu acho o filme engraçadissimo, a thora ta otima, e sim, é cliche e lugar comum essa coisa do "jovem" perdido, mas é tao real; sem duvida o filme é diferente por nao se levar a serio demais, acho essa a melhor qualidade. tem sempre uma comedia no meio, e é completamente aceitaval a personagem da birch, enid. nao vejo nada forçado no filme, so as situaçoes aparentemente forçadas q nao o sao, sao propositais pra envolver o filme nessa campo do hq. adoro!;D

Link to comment
Share on other sites

eu não acho que dizer que o filme é baseado em hq pode ser dito como desculpa, afinal, a maior dificuldade de transportar hq para cinema ou um livro para o cinema e por aí vai é justamente a mudança de mídia e linguagem, cada um tem a sua. Se for para adaptar com erros que não podem ser corrigidos, que não adaptem

 

 

 

e quando a isso de entrar por um ouvido e sair pelo outro ser tipico de um jovem, que o roteirista aceite isso, mas que torne clara a sua intenção e que arranje outros jeitos de fazer um filme marcante ou ignore esse fato, afinal, (eu não assisti, mas)o filme Ed Wood não deve ter sido feito para ser ruim, mesmo tento em conta a fama do seu personagem principal

Link to comment
Share on other sites

é, nao marcou pra vc, pra mim marcou, entao...o roteirista atingiu alguem, entendi e gostei do tom do filme. tudo nele me remete a hq, e isso é bom, pois foram fieis e realizaram uma transiçao feliz, acho. e me identifiquei em varias cenas, e vi varios dos meus amigos nelas, nao exatamente como os personagens, mas falas e momentos vividos por eles. o//

Link to comment
Share on other sites

achei razoável. cai muito num lugar comum nos filmes desse estilo: os medos dos jovens em transição' date=' culto a alguma banda, tiradas que tentam ser inteligentes... assistam Hora de Partir que tem um estilo parecido e é bem melhor. Nota 6/10 para Ghost World[/quote']

 

Seria Hora de voltar ?

 

Mas enfim, não concordo, acho que esse tal "lugar comum" é explorado de uma maneira diferente no filme, vendo por exemplo a última cena, não é aquela coisa típica de outros nesse estilo onde no final termina-se com todas as respostas necessárias pra que caminhos tomar ou com um desfecho (destaque nessa palavra) saudável e feliz. E as tiradas são inclusive bem naturais, não entendo esse rótulo de "tentam ser inteligentes", achei-as  um complemento perfeito pra natureza dos personagens
isso mesmo, misturei com Antes de Partir xD

mas quanto ao Ghost World, o que eu coloco com diálogos inteligentes, eu uso como exemplo alguns filmes como Match Point e Closer. São diálogos que fazem você pensar "isso acontece comigo e eu não via desse jeito" ou comentários como "caramba, isso é verdade". Mas em Ghost World parece que os personagens falam de um jeito que entra por um ouvido e sai pelo outro, não vai fazer você parar para relacionar uma certa fala com o seu dia a dia, mas tentam soar como se não fosse assim. E ainda conta com o elemento "cultura pop" que dificilmente trás qualidades a um filme, algumas vezes (como aqui) parece ser só encheção de linguiça, assim como em Juno. Em outros filme ele é bem melhor explorado como em Alta Fidelidade, Os Balconistas e Be Kind Rewind

 

Eu entendo o que tu quis dizer, mas continuo não concordando. Eu não acho que os filmes precisam ter algum elemento de realidade ou de relação com o nosso cotidiano para que a gente se identifique, o importante pra mim é que esses diálogos funcionem dentro do digamos... "universo" proposto dentro daquilo que a gente tá assistindo. Acho que um dos grandes triunfos de Ghost World é formatar esse seu cerne aparentemente "comum" com essa roupagem. A parte referente a "cultura pop" eu acho coadjuvante dentro dos ápices da narrativa, não dei muita importância se era encheção de linguiça ou não, mas acabei achando bem legal também.
Link to comment
Share on other sites

Gostei bastante, a Thora Birch e o Buscemi estão ótimos e levam o filme com perfeição, a Johansson eu nem achei apagada, era a personagem dela mesmo, e ela tinha um vozeirão já aos 17 anos, maravilhosa. 08

Concordo com o Thiago Lucio, acho que ficaria melhor se tivesse acabado no ponto de ônibus.

E o DVD tá podre mesmo, corta os nomes dos atores na abertura e algumas cabeças no decorrer do filme, mas tudo bem. 1106

 

Vocês viram depois dos créditos? Tem uma cena lá. 05
Link to comment
Share on other sites

Amo =D

 

Gostei bastante' date=' a

Thora Birch e o Buscemi estão ótimos e levam o filme com perfeição, a

Johansson eu nem achei apagada, era a personagem dela mesmo, e ela

tinha um vozeirão já aos 17 anos, maravilhosa. 08

 

Simmmmmmmmmm 08

eu adoro os créditos iniciais ehauehauea 16

Ah, eu prefiro a Hora de Voltar também, e esses dois filmes são bem parecidos. Mesmo assim considero Ghost World um baita filme, é bem do estilinho que eu gosto 05

 

 

Link to comment
Share on other sites

Esse filme é ótimo, um dos meu favoritos entre os que foram produzidos de 2000 para cá. Thora Birch e Steve Buscemi alcançaram uma química perfeita que transparece nas cenas em que contracenam. Até os personagens secundários são dignos de interesse, como a professora de artes pretensiosa e o redneck que vive na loja de conveniências.

Não entendi as referências à qualidade do DVD, o meu tem imagem boa e é widescreen (só não sei se é anamórfico). Será que tenho uma versão diferente?

Caso alguém esteja curioso em ler a HQ que deu origem ao filme, aqui vai o link: issuu.com/carlospc/docs/ghost_world_-_daniel_clowes

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...