Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Indiana Jones

Bernardo Bertolucci

Recommended Posts

vi poucos.

 

01. O Último Tango em Paris

02. Os Sonhadores

03. Beleza Roubada

 

gosto dos três, mas disparadamente mais de Último Tango, onde reside a melhor atuação do Brando que vi. além de um filme muito intenso em tratar da falta de esperança com muita propriedade e, de forma sutil, mostrando ela afetar 2 pessoas com vidas tão diferentes e, mesmo assim, tão similares por partilharem esse traço emocional. grande filme.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi 1900 nos últimos dias. Ainda não sei o que achar do filme.

 

A primeira metade do Ato I é ótima. Mesmo com alguns excessos no que se refere a sexo e nudez (dois garotos, um deles com uma ereção, ficam examinando a fimose um do outro...), a trama evolui de forma orgânica e bem estruturada. O filme começa a desandar quando Bertolucci começa inserir sua mensagem política. O roteiro poderia muito bem abordar o aspecto político e relações sociais da Itália daquela época de forma muito mais natural, como Bertolucci o fez em O Último Imperador. O absurdo, que começa com um camponês cortando a própria orelha, culmina na patética cena em que Sutherland esmaga um gato com a própria cabeça. Bertolucci parece querer gritar "olha gente, os fascistas malvados matam gatinho e queimam velhinho". Sutilidade de pedreiro. Vale lembram ainda os ótimos desempenhos dos protagonistas, em especial De Niro, inspiradíssimo, e a fotografia sublime de Storaro.

 

No Ato II o filme descamba pro mal gosto. Não contente em matar gatinho e queimar velhinho, Bertolucci chega ao cúmulo de fazer o fascista Sutherland e sua mulher (que é uma caricatura de bruxa) estuprarem e matarem uma criança da forma mais grotesca possível.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Beleza Roubada, Os Sonhadores, O Último Imperador, 1900, O Ultimo Tango em Paris, O Céu Que Nos Protege...esses lembro de ter visto...e sei lá qual é o melhor, já que acho todos mto bons, mas meu preferido é Os Sonhadores mesmo. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

  1. O Último Imperador = 8,5
  2. Último Tango em Paris = 8,0
  3. 1900 = 6,5
Visto Último Tango em Paris. Não entendi o final, como nos outros filmes do diretor. Fotografia impecável de Storaro e Brando em uma de suas melhores performances. As cenas de nudez e sexo, tão polêmicas à época, não assustam ninguém hoje (o mesmo Bertolucci se mostrou infinitamente mais pornográfico em 1900).

 

Indiana Jones2009-10-18 16:18:03

Share this post


Link to post
Share on other sites

Grande diretor, não assiti a filmografia de Bertolucci ainda mas gostei muito do que vi, preciso ver mais de suas obras. Queria muito ver 1900 mas acredito que não tenha em dvd.

 

O Último Tango em Paris...8/5

O Último Imperador...9/5

Beleza Roubada...6/5

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Conformista é o melhor que vi (e com o tempo continua melhorando cada vez mais). O Clerici do Jean-Louis Trintignant é a personagem mais memorável já dirigida pelo Bertolucci. Estou lendo V de Vingança e o capítulo que explora a relação do Cérebro com o fascismo me lembrou desse filme, apesar do Marcello Clerici ser bem mais complexo, e bem menos idealista. E a fotografia do Storaro é "mara"...060606

 

O Último Imperador até gostei, mas considero um engodo. Pra mim, um exemplo de como não reger biografias, embora até mereça uma revisada (algum dia...). É fotografia e direção de arte demais pra história e direção de menos...

 

Beleza Roubada é um filme bem curioso. O Bertolucci está vidrado no que mostra, e isso por si só já dá uma aura especial pra tudo aquilo. O mais interessante é conversar com pessoas que idolatram o filme, citam cada cena estranha que me senti até um pouco alienado de não considerá-las fora do comum.

 

 

E finalmente Os Sonhadores. Acho a postura do Bertolucci neste aqui muito parecida com a do Lars von Trier em Anticristo, um anseio de querer chocar tornando-se a polpa do filme. Não gostei, e peguei birra do Michael Pitt.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Visto O PEQUENO BUDA

 

1054631_4.jpg

 

 Na trama, um grupo de monges butaneses busca a reencarnação de um grande mestre budista, que nove anos após a sua morte pode ter sido encontrada em um garotinho americano, na cidade de Seattle. Enquanto os pais do garoto(Chris Issak e Bridget Fonda) descobrem e avaliam suas crenças ou não na filosofia budista, o garoto conhece através de um livro a historia do principe Siddhartha(Keanu Reeves) o homem que se tornaria o Buda.

 

 O PEQUENO BUDA é uma simples homenagem do Bertolucci ao budismo, onde conhecemos um pouco da cultura e filosofia desta religião. Esteticamente, Bertolucci opta por filmar a realidade em cores mais sobrias, e o mundo de fantasia de Siddhartha sempre em cores vivas, um recurso bem comum até, mas sempre valido. Reparem por exemplo como Bertolucci filma Seattle de maneira fria, e como a casa da familia americana surge quase saturada, se compara a casa da menina butanesa.

 

 Apesar da fotografia interessante, o filme não conseguiu me atingir. Soa como uma grande propaganda da grande sabedoria budista. O filme não é ruim, é até bonitinho, mas não chega a ser bom tambem.
Questão2010-01-14 04:47:39

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Conformista fica no topo, tranquilo.

 

O Último Tango em Paris deve ser o segundo (com Antes da Revolução, 1900, Beleza Roubada e O Último Imperador brigando pelo bronze). Ao contrário da grande maioria, curto Os Sonhadores.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Io e Te | Novo filme de Bernardo Bertolucci não será mais em 3D

"O formato é caro e vulgarmente comercial

O cineasta Bernardo Bertolucci, que está sem filmar desde Os Sonhadores, de 2003, anunciou em Cannes que seu próximo trabalho será Io e Te ("eu e você", em tradução literal), que também marcaria sua estreia no formato 3D.

Porém, em um anúncio recente, Bertolucci disse que teria que desistir da tecnologia pelo fato do "3D ser considerado um formato caro e vulgarmente comercial".

O filme será baseado no romance homônimo de Niccolo Ammaniti e contará a história de Lorenzo (Jacopo Olmo Antinori), um garoto de 14 anos que, para evitar mais aborrecimentos com seus pais, mente que vai para uma viagem com um amigo e se fecha no porão de casa. Lá, porém, ele desdobre uma jornada diferente, quando se aproxima de sua meia-irmã, muito mais velha, Olivia (Tea Falco), viciada em heroína.

As filmagens devem começar ainda esse mês. Segundo Bertolucci: "em poucos dias vamos nos trancar nesse porão e não devemos sair até por volta do Natal". Trabalharam no roteiro .

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Visto ANTES DA RECOLUÇÃO

 

 revolucao.jpg

 

 Na trama, Fabrizio(Francesco Barliti) um jovem de Parma, passa por um momento de conflito politico, pois ao mesmo tempomque despreza a burguesia, acha o movimento revolucionario esquerdista extremamente ingênuo. Ao mesmo tempo, o rapaz vive uma historia de amor com a bela e confusa Gina (Adriana Asti).

 

 Bem chatinho esse filme do Bertolucci. Tive que me esforçar para me manter acordado. O filme até propõe uma discussão interessante sobre a validade ou não das revoluções politicas, mas só isso não consegue sustentar o filme. A estética de ANTES DA REVOLUÇÃO me lembrou bastante ACOSSADO de Godard, seja pela fotografia preto e branco, ou pela decupagem repleta de Jump cuts.

 

 nO GERAL, não gostei do filme. Um verdadeiro sonifero.

 

 TOP BERTOLUCI

 

 1) O CÉU QUE NOS PROTEGE

 

 2) O PEQUENO BUDA

 

 3) ANTES DA REVOLUÇÃO

 

 Valeu16
Questão2011-11-11 09:20:52

Share this post


Link to post
Share on other sites

  1. O Conformista = 9,5
  2. O Último Imperador = 8,5
  3. Último Tango em Paris = 8,0
  4. 1900 = 6,5

Último Tango em Paris é um filme que vem amadurecendo em minha cabeça ultimamente. Talvez melhore em uma revisão futura.

O Conformista é impecável. O melhor do diretor, dos filmes que vi dele, disparado.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Após dez anos de ausência, Bertolucci conclui novo filme "Io e te" em Roma

Bernardo%20Bertolucci%20se%20emociona%20no%20palco%20da%20cerimônia%20de%20abertura%20do%20Festival%20de%20Cannes%20%2811/05/2011%29

ROMA, 16 dez 2011 - Bernardo Bertolucci, diretor de filmes como "O Último Imperador", terminou nesta sexta-feira, em Roma, as filmagens de "Io e te" (Eu e tu, numa tradução livre), um cara a cara entre um adolescente e sua irmã que marca sua volta para a direção após dez anos de ausência.

"Io e te", cujas filmagens começaram em outubro, é uma adaptação do livro homônimo do autor Niccolo Ammaniti e conta a história de Lorenzo, um adolescente solitário de 14 anos que decide se trancar uma semana no sótão do prédio onde vive, escondendo-se dos pais que pensam que ele está esquiando. Mas sua meia-irmã Olivia, uma rebelde de 24 anos, frustra seus planos.

"É o que os franceses chamam de um 'huis clos' (a portas fechadas)", observou Bertolucci durante entrevista coletiva no bairro de Trastevere, após a divulgação de um trecho da película em que os dois jovens protagonistas, atores estreantes, brigam e depois dançam.

"Em quase todos os meus filmes, há personagens que dançam (...). São como espaços poéticos aonde podemos nos retardar", afirmou, lembrando as filmagens de "O Último Tango em Paris", com Marlon Brando e Maria Schneider. O cineasta de 70 anos, que está em cadeira de rodas, também explicou o que o levou a voltar a dirigir.

"Tenho dificuldade de resistir quando um jovem que está crescendo fala comigo (...). Os adolescentes estão em eterna mutação: para mim, é irresistível", contou o cineasta.

Bertolucci também comentou a redução de sua mobilidade: "filmar é, para mim, um pouco como um milagre, mas para mim é algo natural, mesmo que tenha passado 9, 10 anos sem filmar".

Em maio, Bertolucci recebeu com ovação, no Festival de Cannes, uma Palma de Honra pelo conjunto de sua obra. Seu último filme, "Os Sonhadores", foi concluído em 2003.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 Visto BELEZA ROUBADA

 

 Beleza+Roubada.jpg

 

  Depois que sua mãe se suicida, Lucy Harmon (Liv Tyler), uma jovem de 19 anos, viaja para a Italia, onde ficara hospedada com velhos amigos de sua mãe. O objetivo da viagem da garota é resolver uma questão deixada por uma carta que sua mãe deixou para ela, e reencontrar Nicolo, o rapaz com quem ela trocou o primeiro beijo quatro anos antes em sua ultima visita ao país, e com quem pretende perder a virgindade.

 

  BELEZA ROUBADA é um trabalho irregular do Bertolucci, mas ainda sim interessante, e digno de ser assistido. Na primeira cena, em que um camêra vouyer observa uma adormecida Lucy durante sua viagem de trêm para as montanhas italianas, o diretor estabelece qual sera um dos principais enfoques do filme. A visão que terceiros tem de Lucy, já que ao chegar naquela região onde nada acontece, a jovem obviamente vira assunto local. Belo toque do Bertolucci já nos revelar isso na primeira cena.

 

  Ao chegar no local onde ficara hospedado, Bertolucci nos mostra uma tipica familia italiana das montanhas, mas faz sso sem cair em velhos clichês, como gente dançando musicas tipicas italianas ou coisas do gênero. Para Bertolucci, aquela região é um lugar com familias grandes e habitada por um povo caloroso, e é isso que precisamos saber sobre os italianos.

 

 Bertolucci tenta desenvolver varios dramas entre os quais Lucy transita enquanto tenta resolver os seus proprios. Esse acaba sendo um dos fracos de BELEZA ROUBADA, já que muito desses "dramas" são totalmente dispensaveis para o que o filme quer mesmo contar, como por exemplo, as desventuras amorosas de Miranda (Rachel Weisz), uma excelente atriz, que passa quase despercebida na historia.

 

 Mas entre tantos personagens, merece destaque o poeta moribundo Alex (Jeremy Irons). Suas cenas são as mais sensiveis do filme, em um belo desempenho de Irons. O ator retrata Alex como um homem que já aceitou a morte, e justamente por isso, tenta viver com intensidade seus ultimos dias.

 

 Enfim, apesar de possuir uma certa "gordurinha", BELEZA ROUBADA é um bom filme, e vale a conferida. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Roma é uma cidade proibida para deficientes", diz Bertolucci

Publicidade

DA AFP

 

O cineasta Bernardo Bertolucci, que, por seus problemas de saúde, usa uma cadeira de rodas, reclamou nesta quinta-feira que Roma é uma cidade impraticável para os deficientes físicos.

"Vivo na cidade proibida. E, nos arredores de minha casa no Trastévere, parece um campo de batalha: não posso circular com minha cadeira de rodas elétrica", denunciou ao apresentar seu mais recente filme "Io e Te" (Eu e você).

Ele comentou ainda que precisou ser carregado nos braços por desconhecidos para subir o Capitólio, a prefeitura de Roma, para participar em um casamento.

BertolucciVer em tamanho maior »
  • 200026-400x600-1-medium.jpeg
  • 200025-970x600-1-medium.jpeg
  • 200027-970x600-1-medium.jpeg
  • 200028-400x600-1-medium.jpeg
  • 200029-400x600-1-medium.jpeg
  • 200024-970x600-1-medium.jpeg
Tiziana Fabi/AFP
AnteriorPróxima200026-400x600-1.jpeg
O cineasta italiano Bernardo Bertolucci, 71, apresenta o filme "Io e Te" (Eu e você) em Roma nesta quinta (18); ele reclamou das condições das ruas na cidade para cadeirantes

"Quando perguntei se havia uma rampa, me olharam como se eu fosse um marciano", declarou o cineasta de 71 anos.

Bertolucci disse que enviou uma carta ao prefeito de Roma, Gianni Alemanno, mas que recebeu uma "resposta patética e de má fé" indicando que não se podia desfigurar um lugar construído por Michelângelo com uma rampa para deficientes.

"Falo isso por mim e por quem como eu não tem autonomia de movimento. É difícil até para mães com carrinho de bebê circularem e para idosos, que podem tropeçar", acrescentou.

Há três anos, o diretor passou por várias cirurgias na coluna, que o deixaram na cadeira de rodas. "Io e Te", que foi lançado em Cannes, em maio, é o primeiro filme de Bertolucci desde "Os Sonhadores" (2003) e conta a história de um adolescente que passa o recesso escolar do fim do ano num porão.

 

 

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

Share this post


Link to post
Share on other sites

Diretor italiano revelou em entrevista de 2013, recém-descoberta, se sentir culpado, mas não arrependido.

354924.jpg

Quase 45 anos após a produção de Último Tango em Paris, uma brutal verdade enfim é confirmada: Bernardo Bertolucci e Marlon Brando planejaram e filmaram a polêmica sequência da manteiga sem que Maria Schneider tivesse qualquer conhecimento prévio do que aconteceria. A revelação foi feita pelo cineasta italiano durante uma entrevista de 2013, que apenas agora veio à tona na internet.

 

"Pobre Maria, morreu há dois anos. Depois do filme não voltamos a nos encontrar, pois ela me odiava. A sequência da manteiga foi uma ideia que tive com Marlon na manhã da gravação, mas agi de maneira terrível com Maria, pois não a deixei a par do que aconteceria. Queria sua reação como menina, não como atriz. Queria sua reação àquela humilhação, seus gritos 'não, não!'. Ela ficou com ódio de mim e de Marlon porque não contamos do detalhe do uso da manteiga como lubrificante."

Questionado se estava arrependido da maneira como conduziu a filmagem, o vencedor do Oscar por O Último Imperador disse que não.

"Me sinto culpado, não arrependido. Fazendo filmes, quando queremos obter alguma coisa especial, devemos ser completamente livres. Não queria que Maria dramatizasse sua humilhação, sua raiva. Queria que ela sentisse de verdade e por isso ela me odiou durante toda sua vida."

Schneider, que tinha 19 anos quando estrelou o longa, ficou marcada e traumatizada pelo papel. Se viciou em drogas, tentou o suicídio por diversas vezes, jamais conseguiu se estabilizar na carreira e faleceu em 2011, aos 58 anos, de câncer. Numa entrevista ao Daily Mail em 2007, ela disse ter se sentido estuprada.

"A cena não estava no roteiro. Devia ter ligado para meu agente ou meu advogado, pois não é correto que alguém te obrigue a fazer algo que não está no script, mas na época eu não sabia disso. Marlon me disse: 'Não se preocupe, é só um filme', mas, ainda que ele estivesse atuando, eu estava chorando lágrimas de verdade. Me senti humilhada e um pouco estuprada por Marlon e Bertolucci. Quando acabou ele não me consolou ou pediu desculpas. Felizmente foi apenas um take."

O surgimento do vídeo agitou Hollywood e estrelas reagiram com revolta no Twitter:

Jessica Chastain: "Para todos que amam esse filme - vocês estão vendo uma garota de 19 anos ser estuprada por um velho de 48. O diretor planejou o ataque. Me sinto mal."

Evan Rachel Wood: "Isso é de cortar o coração e ultrajante. Os dois são doentes por pensarem que era ok."

Chris Evans: "Uau, nunca verei esse filme, Bertolucci ou Brando da mesma maneira. É mais que deplorável. Sinto raiva."

Ava DuVernay: "Imperdoável. Como diretora, mal posso compreender. Como mulher, me sinto horrorizada, enojada e enfurecida."

Bertolucci, cujo último lançamento foi Eu e Você, soltou um comunicado na imprensa italiana desmentindo o que ele chama de "mal-entendido".

"Anos atrás, na Cinemateca Francesa, alguém me pediu detalhes da famosa cena da manteiga. Os especifiquei, mas talvez não tenha ficado claro que decidi, junto com Marlon Brando, não informar Maria do uso da manteiga. Queríamos sua reação espontânea àquela opção incomum. Estão dizendo que Maria não foi informada sobre a violência e isso é falso! Maria sabia de tudo, pois leu o roteiro. Tudo estava lá, com exceção da ideia da manteiga."

Muito polêmico desde a estreia e banido em vários países - inclusive na Itália, onde Bertolucci perdeu temporariamente seus direitos civis e políticos - por seu conteúdo sexual, Último Tango em Paris foi indicado ao Oscar de melhor direção e ator (Brando).

FONTE: ADORO CINEMA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...