Jump to content
Forum Cinema em Cena

Wolf Creek - Viagem Ao Inferno


Thiago Lucio
 Share

Recommended Posts

smiley10.gifsmiley10.gifsmiley10.gif - WOLF CREEK - VIAGEM AO INFERNO

Os atributos do filme "Wolf Creek - Viagem ao Inferno" são um tanto quanto inusitados, afinal o maior mérito que se pode dar a esta produção escrita, produzida e dirigida pelo australiano Greg McLean é a de que ele consegue manter a tensão e o nervosismo em uma estágio próximo ao de gelar a espinha e tratando-se de um filme de suspense é pra lá de satisfatório. Ben ( Nathan Phillips ), Liz ( Cassandra Magrath ) e Kristy ( Kestie Morassi ) são três jovens que estão atravessando o deserto australiano para conhecer a região de "Wolf Creek" onde muitos acreditam ter ocorrido a queda de um meteóro/cometa e que ainda assim é possível observar a presença de OVNI's. Após uma desgastante viagem de carro recompensada pelo visual da paisagem que estavam dispostos a conferir, eles estão prestes a fazer a viagem de volta, porém um problema mecânico os obriga a passar a noite por lá mesmo até a chegada de Mick Taylor ( John Jarratt ) um exótico "explorador" daquela região que resolve ajudá-los. E depois violentá-los lentamente até a morte mais cruel e sanguinária possível ...

Se "Wolf Creek" fosse produzido há uns 20 anos atrás e estivéssemos conferindo o filme neste momento certamente estaríamos diante de um clássico do gênero, pois ele oferece tudo aquilo que os fãs do gênero estão sedentos no melhor estilo "gore" que parece ter voltado à tona desde o sucesso de "Jogos Mortais". Porém sabiamente McLean não se satisfaz em apenas saciar este exótico prazer, mas ele demonstra na primeira meia hora a necessidade de dar vida aos seus 3 personagens principais, sem muita profundidade, mas estabelecendo uma sintonia e uma química bastante agradável entre os três. É uma cumplicidade viva, uma dinâmica natural que nos aproxima e faz com que nos preocupemos com eles.

Uma outra boa sacada do roteiro é fazer com que cada um dos 3 personagens assuma o comando da trama em determinado momento, ou seja, não existe aqui um protagonista definitivo o que confere uma tensão ainda maior, porque quando pensamos, por exemplo, que Liz seria a nossa heroína e nos deparamos com o seu terrível destino ficamos órfãos, mas rapidamente transferimos todo aquele sentimento de proteção ao próximo personagem que ainda luta pela sobrevivência. É um exercício que exige paciência e nervos de aço ainda mais quando conhecemos o perfil do maníaco que se deleita com as mais sórdidas brincadeiras sem se preocupar por quanto tempo fará a sua vítima sofrer.

O roteiro sente a necessidade de "humanizar" o vilão tb por isso que investe um certo tempo na sua interação com os 3 jovens, mas isso na verdade nunca acontece. Por mais engraçado que ele o seja no começo, rapidamente reconhecemos que a sua personalidade é doentia e macabra o que torna desnecessário esse tratamento. É uma atitude que até cria um certo humor ao personagem, mas de forma alguma nos faz esquecer do perigo que aguarda os protagonistas. Assim como quando o roteiro procura mostrar quais são os métodos usados por ele prefere êxpor todas as pistas do que apenas sugerí-las e se considerarmos o momento em que isso ocorre acaba sendo mais desnecessário.

O final acaba sendo realizado de maneira apressada pelo fato de que o resgate ocorre de maneira corriqueira ( nem se compara ao que aconteceu com as outras vítimas ) e nos leva a crer que um dos sobreviventes respondeu criminalmente pelo eventos ocorridos pela ausência de provas, mas não chega a afetar o resultado da produção que estranhamente satisfaz por cumprir aquilo que promete e são sequências cruéis e impactantes, como aquela em que Mick Taylor nos mostra como se cria uma cabeça no espeto. Cruellllllllllllllllll !!!!!!

Thiago Lucio2006-8-13 10:4:42
Link to comment
Share on other sites

Eu vi no cinema no início do ano... Gostei do filme de modo geral, filme tenso p caramba... Depois andei pesquisando e descobri q o pessoal de Wolf Creeck ficou puto com o filme em função do local ser turístico e o filme afastou um pouco as pessoas... A galera tomou um prejuízo... Descobri tb q o filme "condensou" alguns crimes q houveram não só lá, mas tb em outros locais da Austrália, cometidos por mais de uma pessoa, sendo q no roteiro do filme foi tudo sintetizado naquele grupo de pessoas... Não é nenhuma maravilha, mas cumpre o q se propõe mesmo... Tensão e nervosismo do começo ao fim... geralmente é o q queremos de um filme de suspense... 

 

Link to comment
Share on other sites

Wolf Creek — Viagem ao Inferno (Wolf Creek), de Greg McLean. 7/10 Merece créditos por, ao contrário da maioria dos filmes do gênero serial killer dos últimos tempos, deixar o espectador tenso ao invés de tentar assustá-lo com acordes altos da trilha sonora. Além disso, o filme é de uma coragem muito grande ao decidir o destino de seus personagens. Portanto, é uma pena que por vezes se renda aos velhos clichês do gênero.<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...
  • 1 month later...
  • 2 months later...

 

 

                           Wolf Creek: Viagem ao Inferno.

 

   É muito dificil falar deste filme, muita gente adora este filme outras já odeiam. Assisti este filme pensando que assistiria um super filme de terror, como o excelente "A Casa de Cera", "Pânico na Floresta" ou "O Massacre da Serra Elétrica (2003)".

  Mas realmente Wolf Creek não me surpreendeu em nada. Passa mais da metade do filme, e não acontece nada de interessante, a não ser mostrar paisagens da Austrália (inclusive uma ótima fotografia).

  Quando começo a mutilação e os sangues, acaba muito rápido. A realidade do filme é incrivél, mas o terror e o medo não tem nada. Não gostei da trilha sonora, inclusive não tem trilha sonora este filme.

 

 Nota: 16161616

 

   foto7.jpg

 

 

foto1.jpg   foto2.jpg
Link to comment
Share on other sites

 

 

                           Wolf Creek: Viagem ao Inferno.

 

   É muito dificil falar deste filme, muita gente adora este filme outras já odeiam. Assisti este filme pensando que assistiria um super filme de terror, como o excelente "A Casa de Cera", "Pânico na Floresta" ou "O Massacre da Serra Elétrica (2003)".

  Mas realmente Wolf Creek não me surpreendeu em nada. Passa mais da metade do filme, e não acontece nada de interessante, a não ser mostrar paisagens da Austrália (inclusive uma ótima fotografia).

  Quando começo a mutilação e os sangues, acaba muito rápido. A realidade do filme é incrivél, mas o terror e o medo não tem nada. Não gostei da trilha sonora, inclusive não tem trilha sonora este filme.

 

 Nota: 16161616

 

   foto7.jpg

 

 

foto1.jpg   foto2.jpg
[/quote']

O mais interessante do filme é isso. O diretor não tem pressa , primeiro ele mostra o local que os presonagens estão se inserindo e depois ele não se apóia em uma trilha para provocar panico ou tensão essa sensasão acontece pelos próprios acontecimentos do filme que já são apavorantes.
Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...

Eu como ja falei achei o filme exelente, e acho que a demora para acontecer alguma coisa foi importante, pois conhecemos bem os personagens e tal, nós torciamos por eles, e as coisas acontecem normalmente nada soa como um absurdo, e tal.

 

 

 

E quando começa as cenas de tensão nossa é tenso hehehe

 

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...