Jump to content
Forum Cinema em Cena

Questão

Members
  • Content Count

    16551
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    66

Posts posted by Questão


  1. ‘Borderlands’: Eli Roth vai comandar a adaptação para os cinemas

    Por
     Thiago Nolla
     -
    21 de fevereiro de 2020
     
     
     
    Share
     
     
     
     
     
     
     
     
    borderlands-696x392.jpg

    Segundo o site The Hollywood Reporter, a aclamada franquia de jogos Borderlands vai ganhar uma adaptação para os cinemas.

    Eli Roth foi cotado para comandar o projeto, com roteiro sendo escrito por Craig Mazin (criador do drama Chernobyl).

    A franquia original gira em torno de um grupo de “Caçadores de Cofres” que procuram por um esconderijo alienígena no planeta de Pandora.

    “Estou animado em mergulhar no mundo de Borderlands, e não poderia estar fazendo isso com um roteiro, uma produtora e um estúdio melhores. Tenho uma história longa e de grande sucesso com a Lionsgate – sinto como se tivéssemos crescidos juntos e que tudo na minha carreira culminou nesse momento”, disse o cineasta.

     

    FONTE: CINEPOP


  2. On 2/18/2020 at 7:12 PM, Gustavo Adler said:

    Essa cenna, ao meu ver, tá mais pra uma cena tensa de ação.

    Oi? O que temos é uma menininha conversando com uma mulher creep, que aos poucos começa a ser cercada por um grupo de pessoas mais creeps, surgindo em uma quantidade cada vez maior á medida em que a menina olha em volta, e vai se tornando mais claro que essa mulher planeja algo horrível pra ela (quase uma reminiscência sem sangue da cena do bueiro em IT, que não por coincidência, é baseado na obra do King), até que a mulher revela as suas intenções, e aquelas pessoas correm de uma forma completamente animalesca em direção a menina.

    Onde que essa é uma cena de ação? Já as montagens do terror estão todas lá.

     

    On 2/18/2020 at 7:12 PM, Gustavo Adler said:


    O filme todo é um filme de ação de perseguição x-man com elementos de terror (que tirando a cena do garoto do football americano, não assusta e é previsivel).

    Mas ai tá questionando a funcionalidade do terror, isso são outros quinhentos. Se não assusta ou é previsível, pode ser que não funcione (que ai já é uma coisa mais pessoal) mas não que não o terror não esteja ali. Os signos tão espalhados pelo filme todo pra ligar a obra ao género, e não em cenas isoladas.

     

    On 2/18/2020 at 7:12 PM, Gustavo Adler said:

    Falta menos dramalhão e mais efetivo terror.

     

     Esse é um filme de terror, onde o terror é um motor para o drama emocional e não totalmente a única "coluna vertebral da narrativa, e n, e não tem problema nenhum nisso. É também um filme que flerta mais com o aventuresco, com certeza, mas o aventuresco pode conter o terror (embora nunca numa relação igualitária, um sempre vai estar á serviço do outro). Se você queria um terror no mesmo estilo de "O Iluminado" com certeza se frustrou, mas pessoalmente eu gostei de trabalhar o terror de uma forma diferente do original (muitas continuações não tem essa coragem).

    Mas tirando isso, eu estava falando da cena do assassinato do garoto em si, que você disse não considerar uma cena de terror, e não do filme como um todo.

     

    On 2/18/2020 at 7:12 PM, Gustavo Adler said:


    Que que adianta a menina ter cara assustada se ela é super poderosa, se todos podem voar, e se tudo isso quebra todo o mistério e faz com que a gente preveja que ninguém ali super poderoso está em perigo realmente, pois já prevemos que basta ter poder que pimba, já sabemos como escapar?

    E que diferença faz na cena do menino do Baseball que a menina é super poderosa? Continua sendo uma cena de terror igual. Naquela cena, ela ser super poderosa é totalmente irrelevante. A única relevância, é que ela testemunha o assassinato e o retransmite ao Danny por causa de seus poderes.

    Quanto aos personagens morrerem ou não, acho importante que acreditemos que os personagens estejam em risco, mas não acho que o terror se limita simplesmente a saber se o personagem vai morrer ou não. Sendo que no fim das contas, não foi todo o poder da Abra que a salvou e sim o Danny.

     

    On 2/18/2020 at 7:12 PM, Gustavo Adler said:

     

     

    Mas as assombrações do hotel que perseguiram o Deny não poderia ser a abordagem do filme sobre o efeito de um momento traumático e marcante de uma criança na personalidade e qualidade de um indivíduo?

     Elas são justamente isso. O filme deixa bem claro isso em vários momentos, desde a cena inicial do Danny com o flashback no hotel, pra depois ele viver quase a mesma situação em casa. O trauma persegue ele. Ele literalmente tem fantasmas presos na cabeça. Ele carrega o trauma nas costas, e o trauma o define, até o momento catártico com o fantasma da viciada e da criança, quando ele resolve ficar limpo da bebida. Os fantasmas não são só fantasmas, mas claramente metáforas do trauma do Danny.

     

    On 2/18/2020 at 7:12 PM, Gustavo Adler said:


    Não poderia ser esses fantasmas decorrente do trauma passado no hotel entrar em disputa com os traumas atuais frente a ameaça dos iluminados atuais, que se alimentam de medos, traumas, de forma que os fantasmas que assombram Deny adulto o ajudou a encarar as ameaças dos iluminados, demonstrando que pro mal ou pro bem as sequelas de um momento traumatico influenciou em suas características e qualidades que o permitiu encarar ameaças da fase adulta e que também deu experiência pra conseguir superar seus medos e evitar que, assim, tenha esse sentimento que permite com que esses iluminados imortais se alimentem? 

      Mais uma vez, o filme faz quase exatamente o que você sugere. O Danny literalmente confronta os demônios do seu passado com os demônios do seu presente, ao soltar os fantasmas do Hotel em cima da Rose no final. Ele só supera os problemas do seu presente quando consegue deixar para trás os problemas do passado.


  3. On 2/18/2020 at 7:18 PM, Gustavo Adler said:



    Isso me tira completamente da imersão do filme, uma vez que não vejo perigo nenhum na força física de um bonequinho, basta chutar que é macumba, ora bolas. 

     

      Mas ai você limita o suspense e o terror apenas a questão do embate físico com o boneco (que é onde o Chucky menos funciona, mesmo em seus melhores momentos) além de desconsiderar totalmente a questão da direção, já que uma premissa aparentemente superior pode ser mal executada, e uma premissa aparentemente superior pode ser bem executada, gerando assim um produto inferior. Como a gente vem discutindo ao longo de vários tópicos em um debate de proporções épicas (hahaha) terror é montagem (não estritamente no sentido de montagem de planos, é bom esclarecer), e a premissa é só um elemento dessa montagem.

    Os embates físicos com o Chucky sempre foram a parte menos funcional da série justamente pelo que você falou (que também tá presente no Chucky robô, pois no fim do dia, o personagem tem que sair na porrada com ele pra sobreviver). Mas o terror em torno do personagem não gira só em torno de si. O personagem, como bem utilizado, parte do suspense hitchcockiano. Usando a metáfora de Hitchcock, ele é uma bomba relógio embaixo da mesa. O publico sabe que aquela bomba tá ali, os personagens ou não sabem, ou não tem certeza. E isso é suspense que funciona pro Chucky independente de ele ser um boneco sobrenatural ou ser um boneco tecnológico. A cena abaixo é um baita exemplo.

     

     

     

    Acho essa uma puta cena, até o desenlace quando o Chucky efetivamente se revela, ai o negócio já envelheceu mal. Mas a construção da cena até esse momento é ótima. E tirando um ou outro fator, não faz diferença se o Chucky é fruto do sobrenatural ou de tecnologia aqui.

     


  4. On 2/10/2020 at 6:38 PM, Questão said:

     

     

    Resultado de imagem para annabelle de volta para casa

     

    Esse é o filme Teen da trilogia, tendo um tom bem diferente dos outros dois. Surpreendentemente é bem dirigido. Acaba sendo também o Spin Off mais ligado a franquia principal, já que mostra a filha dos Warren tendo que dar um jeito sozinha na boneca endiabrada quando seus pais não estão em casa, funcionando como uma espécie de INVOCAÇÃO DO MAL 1.5 (Se passa entre o primeiro e o segundo filme da série principal, e conta com pequena participação do Wilson e da Farminga.). No geral, nada que se diga nossa, mas me diverti de boa, com esse filme ficando entre os bons dos filmes desse universo compartilhado de "Invocação do Mal".

     

     Agora que vi todos os filmes lançados desse "universo Invocação do mal" até o momento, ta ai o meu top dos longas desse universo compartilhado

     

    1) INVOCAÇÃO DO MAL 2

    2) ANNABELLE: DE VOLTA PARA CASA

    3) ANNABELLE: A CRIAÇÃO DO MAL

    4) INVOCAÇÃO DO MAL

    5) ANNABELLE

    6) A MALDIÇÃO DA CHORONA

    7) A FREIRA

     

    Nenhum deles é grande coisa, mas acho os três primeiros muito bem realizados e até divertidos, e apesar de ter problema com o quarto colocado, reconheço os seus méritos. Os três restantes já são fracos pra ruins.


  5. ‘Tom e Jerry’: Michael Peña elogia o diretor e o entusiasmo de Chloe Moretz

    Por
     Allan Torres
     -
    20 de fevereiro de 2020
     
     
    Share
     
     
     
     
     
     
     
     
    Tom-e-Jerry-696x366.jpg

    Após a estreia das versões live action de ‘Pica-Pau’ e ‘Sonic – O Filme’, ‘Tom & Jerry‘ também será adaptado para o cinema, estrelando Michael Peña e Chloe Moretz.

    Durante uma entrevista para o Movie Web, Peña disse que ficou extremamente animado com as gravações do longa, principalmente por atuar com Moretz.

    “AH, CARA, FOI TÃO LEGAL. ÀS VEZES, VOCÊ APARECE NESSES FILMES E FICA TENTANDO SE ENCONTRAR, SABE? PARECE QUE NÃO ESTAMOS PREPARADOS, PORQUE É MUITO SURREAL. MAS ADOREI VER O DESEMPENHO DE CHLOE MORETZ, ELA ESTAVA TÃO EMPOLGADA… ELA CONHECIA O ROTEIRO DE TRÁS PARA FRENTE.”

    O astro também elogiou o diretor Tim Story (‘Quarteto Fantástico‘) e sua capacidade de transformar o trabalho em diversão.

    “HÁ DIRETORES QUE CONSEGUEM EXPLORAR UM GÊNERO OU OUTRO COM MAIS FACILIDADE, MAS STORY É BEM VERSÁTIL, ELE É UM ÓTIMO DIRETOR E DEVERIA ESTAR FAZENDO GRANDES FILMES. NÃO PARECIA TRABALHO QUANDO ESTÁVAMOS NO SET COM ELE. ELE SÓ QUERIA SE DIVERTIR E FOI ISSO QUE FIZEMOS. QUANDO VOCÊ ATUA, O DIRETOR É SEU PRIMEIRO PÚBLICO, E ELE DEIXOU TUDO TÃO NATURAL E CONFORTÁVEL, SABE?”

    Para quem não sabe, Peña dará vida a Terrance, o funcionário de um hotel que tem sua vida virada de cabeça para baixo depois que Jerry invade o local e inicia sua eterna rivalidade com Tom.

    Moretz dará vida à Kayla, que também trabalha no hotel e é responsável por trazer Tom para acabar com Jerry na tentativa de salvar um casamento glamouroso que acontecerá no prédio.

     

    FONTE: CINEPOP


  6. On 2/18/2020 at 2:01 AM, Jailcante said:

     

    O Dia da Besta (El Día de la Bestia, Dir.: Álex de la Iglesia, 1995) 3/4

    200px-El_d%C3%ADa_de_la_bestia.png

    Esse aqui achei bem divertido mesmo. Sobre um padre que descobre o dia do fim do mundo e vai atrás de matar o Anticristo pra evitar isso. Mesmo com o padre cometendo vários absurdos (ele quer ficar mal pra poder se aproximar do diabo), nem em um segundo não se torce por ele. Acaba se juntando a ele, um fã de heavy metal e um ocultista que tem um programa de TV. Todos personagens legais, e situações também bem legais. Só não achei bom a finalização (Spoiler: não é o padre que mata o anticristo, mas um grupo de 'justiceiros' da cidade, ou seja, o padre poderia ter ficado sem fazer nada que daria tudo na mesma), mas ok. O filme é bem divertido.

     

     

     

     Esse aqui é muito divertido mesmo. Me lembrou muito os "Evil Dead" mais cômicos do Sam Raimi em alguns momentos (no humor, já que não é tão gore).

    On 2/18/2020 at 2:01 AM, Jailcante said:

     

     

    O Médico e a Irmã Monstro (Dr. Jekyll & Sister Hyde, Dir.: Roy Ward Baker, 1974) 3/4

    511DKDG9E5L.jpg

    Essa é a primeira vez que vejo uma adaptação dessa história de "O Médico e o Monstro" e logo essa, que tiraram o monstro e colocaram o médico virando uma mulher sedutora e assassina. Mas funcionou porque coloram elementos de "Jack O Estripador" que dá uma ambientação bem boa e soturna da Londres do século XIX (curto essa ambientação). Problema é que a versão 'monstro' acaba não sendo muito diferente da versão 'médico'. No original, não sei como é, mas aqui o médico também é assassino impiedoso, aí quando surge a versão monstro (a mulher) não fica muito diferente do médico (o conflito do médico com a mulher é que ela acaba querendo matar os amigos dele). Enfim, não deixa de ser uma versão meio bizarra da história, mas que até funciona bem (e ainda bem que foi feita nos anos 1970, porque se fosse hoje, seria acusada de "lacração" hehehehe). 

     

     

     

     Nossa, primeira versão da história que você assiste, JAIL? Que milagre, por que deve ter umas vinte adaptações desse livro, no mínimo. Hehehe

    Mas recomendo a versão de 1931, facilmente a melhor, na minha opinião (pelo menos dos que assisti).

     

    image.jpeg.ee6cdf082779ebce593943ead3c1b41d.jpeg


  7. 5 hours ago, Tensor said:

    Bom, vou lançar minha teoria sobre esse filme (e alguns outros aqui). Até porque se eu acertar já fica registrado haha

    Começamos pelo começo: WandaVision. Kevin Feige já cansou de falar que WandaVision terá conexão com o novo filme do Doutor Estranho, que será as consequências do que acontecerá na série. WandaVision tá com carão que vai acompanhar um surto da Wanda ao criar uma nova realidade em que ela acredite que Visão está vivo, possivelmente Mercúrio, possivelmente tenha filhos e viva no sonho americano. Não sei se ela vai criar isso por espontânea vontade ou será manipulada por algum vilão (mais provável). O fato é que me parece que em algum momento ela vai despertar e surtar com a perda (novamente) de tudo que ama. Me parece o plot óbvio da série. O que acredito é que esse surto será responsável por um "colapso de realidades". Diferentes realidades se chocando, personages (alguns perigosos) transitando por elas (não sei se teremos vislumbre de xmen e quarteto fantástico mas acredito bastante que sim) enfim, uma loucura. E aí entramos para.

    Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

    Vamos recapitular algumas coisas: Tony Stark (💀), Steve Rogers (👴), Thor (🛸)... Guardiões da Galáxia possivelmente em outra galáxia, Capitã Marvel com as tretas espaciais dela, Hulk ainda na ativa, mas teremos que ver o quanto o estalo o prejudicou, Pantera Negra tendo que lidar com os muito prováveis conflitos em Wakanda depois da sua dizimação... Enfim, sobra alguns poucos personagens na ativa para tentar resolver esse pequeno problema de multiplas realidades colidindo. E definitivamente Doutor Estranho é o mais indicado pra isso. Eu não sei o que Homem-Formiga e Gavião Arqueiro possam estar fazendo. Eu acho que diante dessa seca de heróis o Gavião Arqueiro deve estar iniciando algum projeto de Jovens Vingadores sabendo que ele não pode mais contar com os velhos. Já o Homem-Formiga vou ignorar nesse momento por não conseguir prever o futuro dele. 

    Lembrando um outro filme: Thor Ragnarok foi tão legal também pela grande decisão de juntar ele com Hulk, Valquíria e Loki. Se tem uma coisa que o MCU ta nos ensinando é que a galera realmente curte quando vê esse universo pulsando nas telas. Se encontrando, mostrando porque universo compartilhado é a coisa mais legal do mundo. E acho que o filme do Doutor Estranho também vai se aproveitar disso. Acredito que ele terá essa pegada de buddies improváveis resolvendo confusões em outras realidades. Meu palpite é que o plot de Doutor Estranho será  "Mago supremo precisa conter as cagadas de Wanda entrando em multiplas realidades para conter a energia que desencadeou esse multiverso da loucura". Parece algo grande demais para ele fazer sozinho. Wanda é um nome óbvio de participação no filme. Seja como vilã, surtada com os eventos da série, seja como heroína, tentando consertar a bobagem que ela própria criou. Mas falei que acho que será um filme de buddies e a Terra ta desfalcada. Quais os nomes óbvios para ajudarem? Um é Wong, claro. Mas pra mim o Hulk desse filme será HOMEM-ARANHA. Doutor Estranho, Wong e Homem-Aranha passeando por diversas realidades tentando conter esse problema. Por isso que Scott Derrickson deve ter ficado tão puto. Não vai ser terror isso aí, nem perto. Vai ser um road movie multiversial. 

    Agora vamos para um exercício de especulação. Estamos na sala de roteiro do MCU e adquirimos o direito de usar o Homem-Aranha e a mãe Disney trouxe X-Men e Quarteto Fantástico para casa. Nos resta o seguinte dilema: utilizamos os personagens clássicos da Fox no MCU (o que vamos combinar, seria emocionante) ou criamos personagens novos mais de acordo com os requisitos da grande história que queremos contar (o que vamos combinar, parece mais lógico)? E a minha pergunta: por que escolher? 

    E então, nessa aventura pelo multiverso da loucura, Homem-Aranha cai em uma Nova York muito parecida com a nossa. Tem até um maluco que balança pelos prédios soltando teias. 

    Seria no mínimo DESLUMBRANTE ver um encontro de Tom Holland e Tobey Maguire feito pelas mãos de SAM RAIMI. De todas as possibilidades do mundo LOGO ELE é convidado pra fazer esse filme que trata de... multiversos. 

    Eu não sei o que pode acontecer em relação a isso. De repente o Homem-Aranha de Tom Holland acaba preso nessa Nova York alternativa, junto com o Homem-Aranha do Tobey Maguire. De repente tem um motivo pra atualizarem o calendário e colocarem o filme do Homem-Aranha 3 logo depois do Doutor Estranho do Raimi. De repente Homem-Aranha 3 do Jon Watts possa passar bem aí, com Homem-Aranha preso em uma realidade alternativa. De repente em uma realidade onde o Maguire morra, nos braços do Holland, e ela seja o único herói capaz de protegê-la e tenha que fazer uma difícil escolha. De repente ele volta pro MCU, de repente vira Sexta Feira muito louca e Tobey Maguire acabe preso no MCU e Tom Holland no universo Sony. Tem tanto de repente que eu não faço ideia do que pensar.

    Mas eu realmente acho que Homem-Aranha vai brincar nessa maluquice de filme do Doutor Estranho e que teremos um encontro bombástico aí. Kevin Feige já adiantou que o Homem-Aranha é o único herói que pode pular de realidades pelo seu tamanho. De repente foi um comentário inofensivo, de repente não. Mas chamaram Sam Raimi pra dirigir. Mas atualizaram o calendário com Homem-Aranha 3 imediatamente depois desse filme. Mas a Sony tá brincando com os nossos corações a cada trailer novo de vilões. E, bom, tem todas essas tretas contratuais aí.

    E também acho que Deadpool vai se aproveitar pra dar essa escapadinha pro MCU graças a WandaVision, mas acho que isso aí vai ser de forma bem mais engraçadinha e descomprometida. Também acho que podemos ver os X-Men antigos nesse filme, quarteto fantástico (e o Steve Rogers de fogo), um Blade e até coisas mais absurdas  como um Motoqueiro Fantasma que mija fogo. Se Endgame foi uma homenagem ao MCU, acho que esse filme pode ser uma homenagem a essa era de herói  que dominou o cinema nesses 20 anos. Tudo conta. E ao voltar pra casa, ao fecharem de vez essa fechadura e jogarem a chave fora, se quiserem, é só fazer um novo x-men, um novo quarteto, um novo blade, um novo motoqueiro. Se tem dois, três, quatro homem-aranhas, já que agora entendemos esse conceito de múltiplas realidades, porque o mesmo não serve pra outros heróis? E por que em um desses passeios não podemos encontrar um outro Homem de Ferro, em outra realidade, defendendo como pode a segurança dela? Seria bonito. 

    Enfim, ou talvez não seja nada disso. haha 

    O unico problema dessa ideia pra mim é que ela deveria se chamar HOMEM ARANHA: MULTIVERSO DA LOUCURA e não DOUTOR ESTRANHO: MULTIVERSO DA LOUCURA. hehehe


  8.  

     Eu achei o trailer intrigante. A trilha clássica nos mantém conectado a franquia, mas em primeira instância, parece ter uma pegada um pouco diferente. Vamos ver o que sai

    On 2/6/2020 at 12:40 PM, Jailcante said:

     

     

    Problema é se for um roteiro que foi feito inicialmente pra ser um filme original, daí compraram, e socaram elementos do Saw pra lançarem como parte da franquia. Não sei se confiaria muito num projeto assim...

    Basicamente todos os últimos filmes da franquia "Hellraiser" foram feito neste estilo, sempre com resultados péssimos


  9. ‘Sexta-Feira 13’: Disputa judicial por direitos autorais termina esse ano

    Por
     Renato Marafon
     -
    15 de fevereiro de 2020
     
     
     
    Share
     
     
     
     
     
     
     
     
    Jason-696x392.jpg

    A disputa judicial sobre os direitos de imagem da franquia ‘Sexta-Feira 13 está perto de chegar ao fim, segundo Larry Zerner, representante legal da propriedade.

    Em seu perfil no Twitter, Zerner atualizou os fãs sobre o caso, dizendo que:

    “O TRIBUNAL PODE FAZER UMA DAS TRÊS COISAS. 1) AFIRMAR QUE VICTOR VENCEU E DETÉM OS DIREITOS DO PRIMEIRO SEXTA-FEIRA 13, 2) INVERTER E DIZER QUE SEAN DETÉM TODOS OS DIREITOS OU 3) ENVIÁ-LO DE VOLTA AO TRIBUNAL PARA UM JULGAMENTO … SE EU TIVESSE QUE ESCOLHER, EU APOSTARIA QUE O TRIBUNAL AFIRMA E SUSTENTA QUE VICTOR POSSUI OS DIREITOS (MAS VOCÊ NUNCA SABE). SE UM DOS LADOS PERDER, ELES PODEM RECORRER À SUPREMA CORTE, MAS É MUITO IMPROVÁVEL QUE CUNNINGHAM ACEITARIA O CASO.”, AFIRMOU.

    Segundo ele, a decisão será divulgada até JUNHO de 2020, liberando os direitos da franquia.

    Para quem não está por dentro, o roteirista Victor Miller e o diretor Sean S. Cunningham, responsáveis pelo primeiro Sexta-Feira 13‘, brigam há anos pelo controle de tudo que está relacionado à franquia.

     

    FONTE: CINEPOP


  10. On 2/16/2020 at 12:47 AM, Gustavo Adler said:

    Cara, por criança sendo esquartejada é só uma cena, SÓ UMA CENA.
     

    Uma? Decididamente vimos filmes diferentes. O filme começa com o assassinato de uma menina. Embora o ato em si ocorra fora de tela, não muda o fato de termos ali uma clara construção de terror com o numero cada vez maior de membros do Verdadeiro Nó cercando Rose e a menina, e o comportamento cada vez mais esquisito da mulher, culminando nos membros do Verdadeiro Nó avançando vorazmente em direção a menina.

    Na cena seguinte, temos o flashback do Danny no Overlook entrando no quarto maldito e sendo assombrado pela mulher da banheira, para logo em seguida descobrirmos que ela continua assombrando o menino mesmo após ele deixar o Overlook. Toda a cena é construída com signos extremamente típicos do terror.

     

    Então, não, não é só uma cena.

     

    On 2/16/2020 at 12:47 AM, Gustavo Adler said:


    E, ao meu ver, terror vai além disso. 
     

    Mas o ato do massacre em si é só um elemento desta cena (embora seja muito bem utilizado). Até por que é uma sequência em camadas. Tem os momentos que antecedem o assassinato, com a Rose aterrorizando o menino, seguido da tortura, então a brutalidade do crime em si, e os ecos que isso instantaneamente vão ter na Abra e depois no Danny. O que falta pra você nesta sequência pra que ela seja terror? Talvez você não goste ou não funcione pra você, mas indiscutivelmente é uma sequência de terror.

     

    On 2/16/2020 at 12:47 AM, Gustavo Adler said:


    E sobre a oportunidade perdida, me esqueci, mas acho que tem a ver com a temática do Kubrick no primeiro filme 

    Dificilmente, por que o Kubrick trata de temas bem diferentes em O ILUMINADO. Lá, o Kubrick tá falando de isolamento, ele tá falando da loucura dentro da estrutura famIliar. Os temas trabalhados pelo Flanegan aqui são outros bem diferentes (e que bom que são outros temas).


  11. On 2/16/2020 at 12:42 AM, Gustavo Adler said:

    Rapaz, que suspense heim, um buneco assassino possuido por... tanto faz.

    Esse suspense é um natimorto hehehe

    Chuta que é macumba

    Suspense é suspense. Terror é terror. Se o elemento utilizado é um boneco sobrenatural ou um boneco robótico, pode mudar a forma de construção, mas continua a ser suspense e terror.


  12.  

     Visto A HORA DE SUA MORTE

     

    Resultado de imagem para a hora da sua morte

     

      Terror teen bem inofensivo que conta a história de uma jovem enfermeira que se vê amaldiçoada após baixar um aplicativo que como o título nacional diz, informa a hora de sua morte, e que claro, vem acompanhado de uma entidade que garante que o horário seja cumprido. Bebendo na fonte de filmes como PREMONIÇÃO e em menor escala, do japonês LIGAÇÃO PERDIDA de Takashi Miike, A HORA DA SUA MORTE é formuláico até dizer chega, com direito a mocinha com um trauma do passado, uma figura "xamânica" que explica as regras da maldição, o final com ganchos para eventual continuação, e por ai vai. Mas apesar de tudo, consegue prender a atenção até o desfecho, e não chega a ofender a inteligência do publico. No geral, um filme inofensivo, que cumpre o seu objetivo de entreter, mas que é rapidamente esquecído.


  13. Indiana Jones 5 | Harrison Ford afirma que filmagens começam em dois meses

    Em entrevista, ator se disse contente por voltar a viver o arqueólogo

    •  
    •  
    •  
    •  
    NICOLAOS GARÓFALO
    14.02.2020
    09h29

    Após Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm, confirmar o retorno de Harrison Ford para um quinto filme da franquia Indiana Jones, foi a vez do ator dar novas informações sobre o longa. Em uma entrevista à emissora americana CBS News, o astro afirmo que voltará a viver o personagem em dois meses.

    Perguntado sobre os desafios de reviver personagens clássicos como Indy ou Han Solo, em Star Wars, Ford afirmou que tenta “não parecer bobo ao correr por aí em calças apertadas e botas altas”. “Eu fico sempre encantado de voltar a esses personagens. Quando temos a oportunidade de fazer outro [filme] é porque as pessoas gostaram [dos anteriores]”, afirmou o ator.

    Eu me sinto obrigado a garantir que nossos esforços sejam tão ambiciosos quanto eles eram quando começamos. É uma responsabilidade para com o nosso público” seguiu o ator, que entre 2015 e 2019 voltou a interpretar Solo em dois diferentes longas da saga Star Wars e retornou ao papel de Rick Deckard em Blade Runner 2049, sequência do longa de 1982.

    Sobre sua relação com o público, Ford afirmou ver seus espectadores mais como consumidores do que como fãs, já que ele é responsável pelo “controle de qualidade” das produções que lança. “‘Fã’ é algo estranho para mim. Mas a ideia de que essas pessoas patrocinam meu negócio e eu sou responsável pelo controle de qualidade pelo produto que ofereço, é uma sensação melhor”.

    Ao longo de quatro filmes, lançados entre 1981 e 2008, a saga Indiana Jones arrecadou US$ 1,98 bilhão nas bilheterias mundiais. Ainda não existem maiores informações sobre trama, elenco ou data de lançamento do quinto longa.

     

    FONTE: OMELETE


  14. Tomb Raider 2’: Sequência com Alicia Vikander terá pegada ‘sobrenatural’

    Por
     Renato Marafon
     -
    15 de fevereiro de 2020
     
     
    Share
     
     
     
     
     
     
     
     
    tombraideraorigem3-696x435.jpg

    Segundo o Geeks Vibes Nation, a sequência de ‘Tomb Raider: A Origem‘ ganhou novidades sobre seu enredo.

    A Warner decidiu se inspirar nos games mais recentes da personagem, e misturar os elementos vistos em ‘Rise of the Tomb Raider‘ e ‘Shadow of the Tomb Raider‘.

    O estúdio quer que a sequência tenha elementos sobrenaturais, muito conhecidos pelos jogadores dos games.

    Ben Wheatley (‘Kill List‘) foi contratado para dirigir a sequência. A expectativa é que a produção comece no início de 2020.

    Alicia Wikander reprisará o papel da heroína, Lara Croft.

    O roteiro da continuação está sendo escrito por Amy Jump.

    FONTE: CINEPOP


  15. ‘Jurassic World 3’: Jake Johnson e Omar Sy retornam para a sequência

    Por
     Rafaela Gomes
     -
    14 de fevereiro de 2020
     
     
    Share
     
     
     
     
     
     
     
     
    jurassic-world-trailer-still-28-1-e15816

    A sequência Jurassic World 3‘ vai trazer o retorno de dois personagens conhecidos da nova trilogia.

    Segundo o portal The Hollywood Reporter, Jake Johnson e Omar Sy vão reprisar seus respectivos papeis de Lowery e Barry.

    Eles se unem a Chris Pratt, que retorna como Owen Grady, e Bryce Dallas Howard, que reprisará o papel de Claire Dearing. Além deles, o novo capítulo já conta com a confirmação dos astros da franquia original, Laura Dern, Sam Neill, e Jeff Goldblum. Justice Smith Daniella Pineda completam o time.

     

    FONTE: CINEPOP


  16. On 2/4/2020 at 4:21 PM, Jailcante said:

    Porque tenho impressão que esse pode ser um dos melhores remake live-action da Disney mas pode ficar longe do bilhão na bilheterias...

     

     Mesma impressão aqui. 

    Parece ser um filme que faz sentido fazer um remake em Live Action, pois pode realmente trazer uma linguagem e um estilo de narrativa diferente da animação, e ainda assim homenagea-la.

    Mas também não sei se chega no bilhão. As pessoas gostam de MULAN, mas acho que ele não tem aquelaaaa fan base de outros filmes da Disney. Em primeira instância, parece perfeito pra abocanhar o mercado chinês (muitos dos reshoots foram feitos inclusive pra agradar esse publico depois de algumas queixas), mas dadas as reações iniciais talvez os chineses sintam que é uma história chinesa americanizada, mas vamos ver.


  17. On 2/4/2020 at 12:16 PM, Jorge Soto said:

    trailer "dublado" 🤣

     

    a-menina-que-matou-os-pais-1068x601.jpg

     

     

     Em primeira instância, não me convenceu. 

    Em tempo

     

    Carla Diaz fala da importância de discutir casos como o de Suzane Von Richthofen

    Por
     Sergio Scarpa
     -
    13 de fevereiro de 2020 - 23:00
    carla-diaz-como-suzane-von-richthofen-no Carla Diaz como Suzane Von Richthofen em A Menina Que Matou os Pais (Foto: Divulgação)

    Em Abril chegará aos cinemas os filmes A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou os Pais. Cada longa metragem contará a história da morte do casal Von Richthofen de um ponto de vista diferente, um pelo ponto de vista de Suzane Von Richthofen e outro do ponto de vista dos irmãos Cravinhos. Quem interpreta Suzane no filme é Carla Diaz, e a atriz de uma entrevista para a Quem onde falou um pouco de seu trabalho no filme e importância de se abordar assuntos com esse crime que abalou o Brasil.

    Carla Diaz falou: “O caso da Suzane foi super divulgado porque ela estava fora dos padrões. Isso chamou a atenção do nosso país. Mas no mesmo dia que aconteceu o caso dela, aconteceram mais três parricídios em São Paulo. Infelizmente é uma história muito triste que vem se repetindo. E por que não ser contada?”.

    A atriz acrescentou: “É um caso que chocou o Brasil, me chocou também como mulher, como filha, como ser humano. É inimaginável um caso desses, me pergunto até hoje por quê. Por que ninguém entende porque alguém faz isso. Mas acho que a reflexão é exatamente essa: tentar saber o que passa na cabeça do ser humano, o que leva um ser humano a fazer isso e o que nós, como sociedade, podemos fazer para mudar, porque parricídios (ato de uma pessoa matar seu próprio pai) acontecem todos os dias, só que nem sempre a imprensa divulga”.

     

    FONTE: SPIN OFF


  18.  

     Não da pra julgar muito ainda, como bem falaram. É só um teste de câmera, mas eu gostei do que eu vi. A mascara lembra a do Demolidor mesmo pois nos acostumamos a ver a mascara do Batman no cinema mais como um elmo/capacete,  e menos como tecido, e o Reeves já tinha dito que pretendia trazer uma vibe dessas pro seu filme. Mas gostei em primeira instância.


  19. On 5/15/2019 at 6:55 PM, Jorge Soto said:

    não pretendo assistir, mas será que o Rick Moranis faz ponta? o cara ta um caco mas com a mesma cara de moleque

    Resultado de imagem para rick moranis today

    Querida, Encolhi as Crianças | Rick Moranis reprisará papel de Wayne Szalinski

    Reboot da Disney+ terá Josh Gad como protagonista

    •  
    •  
    •  
    •  
    PABLO RAPHAEL
    12.02.2020
    15h57

    O reboot de Querida, Encolhi as Crianças na Disney+ terá Rick Moranis de volta ao papel do cientista Wayne Szalinski, o personagem principal do longa de 1989, de acordo com o Collider

     

    BREAKING: As I predicted, RICK MORANIS has signed on to reprise his Honey I Shrunk the Kids role in Disney's SHRUNK starring Josh Gad.

     
     
     
     

    O protagonista do novo filme será o filho de Wayne, Nick Szalinski, interpretado por Josh Gad. O longa, intitulado Shrunk, se passa 30 anos depois do original e será uma sequência/reboot da franquia.

    Por enquanto, não há previsão de estreia do reboot.

     

    FONTE: OMELETE


  20.  

     Ihhh

     

    Akira | Taika Waititi coloca em dúvida se dirigirá live-action

    "Acredito que eventualmente vai acontecer, só não sei se serei eu fazendo", disse o diretor

    •  
    •  
    •  
    •  
    MARIANA CANHISARES
    12.02.2020
    16h16

    O diretor Taika Waititi deixou em dúvida se dirigirá o live-action de Akira, projeto que está atrelado ao cineasta desde 2017. Em entrevista à Variety, ele disse:

    "Tudo está paralisado. Tivemos que adiar as datas e acabou se chocando com as datas do [novo] Thor, que são imóveis. Então Akira acabou passando para daqui dois anos... Pós-Thor. Então não tenho nem certeza se em dois anos eu estaria - não sei o que vou fazer em dois dias... Acredito que eventualmente vai acontecer, só não sei se serei eu fazendo".

    Baseado no mangá de Katsuhiro Otomo publicado originalmente entre 1982 e 1990, Akira acompanha a história de dois jovens que se envolvem em misteriosos experimentos do governo que dão muito errado. Em 1988, o quadrinho foi adaptado para um anime que é considerado um clássico do gênero.

    O filme ainda não tem previsão para chegar aos cinemas.

     

    FONTE: OMELETE


  21. Reboot de A Noiva de Frankenstein ainda pode acontecer

    De acordo com a Variety, a produtora Amy Pascal ainda tem interesse em levar a história para os cinemas

    •  
    •  
    •  
    •  
    MARIANA CANHISARES
    12.02.2020
    13h50

    O reboot de A Noiva de Frankenstein, um dos projetos do que um dia foi o universo compartilhado de monstros da Universal Pictures, ainda pode acontecer. Segundo fontes consultadas pela Variety, no último ano a produtora Amy Pascal e o diretor John Krasinski tentaram, cada um a sua maneira, explorar como a personagem poderia voltar aos cinemas.

    Várias fontes afirmaram ao site que Pascal chegou a conversar com o diretor Sam Raimi para que ele assumisse o projeto. Mas, com o avanço das negociações com a Marvel para comandar Doutor Estranho 2, isso já parece pouco provável hoje. A produtora teria falado também com o roteirista David Koepp. Procurados, Raimi e Koepp não quiseram comentar.

    "Amy expressou interesse em se envolver com A Noiva de Frankenstein e, como o estúdio fez com outros tantos cineastas, nós a estimulamos a explorar uma nova visão para o monstro e voltar com uma abordagem inventiva. Nada foi oficializado", afirmou uma fonte da Universal Pictures.

    Originalmente, o longa seria estrelado por Angelina Jolie e Javier Bardem. Segundo a Variety, Jolie ainda estaria comprometida com a personagem, desde que uma equipe criativa adequada estivesse envolvida no projeto. A atriz, porém, também não quis comentar.

    A versão imaginada por Krasinski, por sua vez, não teve detalhes revelados.

    O único projeto do chamado Dark Universe que sobreviveu após o fracasso de A Múmia foi O Homem Invisível. O longa acompanha Cecilia (Elizabeth Moss), uma mulher que recebe a notícia que seu abusivo ex-namorado (Oliver Jackson-Cohen) se matou. Ela decide reconstruir sua vida e melhora, mas seu senso de realidade é colocado em questão quando ela começa a suspeitar que seu ex-namorado segue vivo. O Homem Invisível estreia em fevereiro de 2020.

     

    FONTE: OMELETE

    Se Krasinsky fechar, devo presumir que Emily Blunt seria a Noiva de Frankenstein. Hehehe

×
×
  • Create New...