Jump to content
Forum Cinema em Cena
    • Anúncios e Esclarecimentos
      • Anúncios Oficiais do Cinema em Cena
      • Sugestões, Reclamações, Dúvidas... e Elogios
    • O Mundo do Cinema em Cena
      • Críticas e Publicações do Cinema em Cena
      • Filmes em Geral
      • Em Cartaz nos Cinemas
      • CineNews
      • Premiações e Festivais de Cinema
      • Cinema Brasileiro
      • Bastidores do Cinema
    • Sucessos do Cinema
      • Grandes Sagas
      • DC Comics
      • Marvel Comics
      • Star Wars
    • Na Telinha
      • Home Entertainment
      • Séries
      • TV Paga
      • TV Aberta
      • Plataformas de Streaming (NetFlix, Prime Vídeo, GloboPlay, HBO Max)
    • Assuntos Diversos
      • Geral
      • Música
      • Esportes
      • Livros & Quadrinhos

Announcements

  • Posts

    • Não seria uma crise nova, é a mesma crise de antes que não acabou, nem amenizou, então é toneladas de filmes sendo 're-agendados'. Esperança é a última que morre, então espero que até fim de ano as coisas esteja já mais amenizadas pra voltarmos a viver mais tranquilos.
    • (31) Aleksandr Sokurov fez uma reflexão tripla sobre o poder, a partir das figuras de Hitler, Lênin, e Hirohito. Mais à frente, entrará "Fausto", o quarto filme, como um pressuposto da questão do poder.  "Tauros", de 2001, é, portanto, o segundo filme, para alguns, o melhor. Enquadra Lênin perto da morte, alquebrado por derrames sucessivos, semiparalisado. Ainda um homem poderoso, sem o poder físico do corpo? Não é mais um "touro" - ele que nasceu em 22 de abril, um touro zodiacal - de força. O que vemos é um homem aprisionado em uma mente que falha, mas também aprisionado em uma casa no campo, com sua irmã e esposa, longe do poder do partido (não deixam que ele leia os jornais), cercado de proteção governamental, homens que na verdade agem como espias. Na segunda parte do filme, recebe a visita de Stálin, uma figura sinistra, mas que está, ele sim, em ascensão. Vez ou outra Lênin dispara ensinamentos marxistas, ou dispara frases anticristãs. Na melhor cena do filme, tem um ataque de lucidez, e reclama dos luxos da casa. Ao que é repreendido: "Não é nosso, foi expropriado." Tem um último ataque de raiva e quebra objetos da sala com a bengala, até ser contido por várias pessoas que jogam panos em cima dele para conter sua fúria. Um momento ridículo vê-lo, outora poderoso, coberto por toalhas. Mas a cena continua, e o tirar dos panos, com ele deitado no chão, é como se tirasse um sudário, permitindo-nos relacionar seu corpo estendido com a clássica imagem do corpo dele no esquife. Uma fotografia esverdeada, doentia, cheia de brumas, torna o filme uma experiência sensorial amarga e amedrontadora. Estava-se em 1924. O pior ainda estava por vir.
    • @JailcanteE mesmo nao sendo terror, esta producao da Hulu é bem divertida no quesito loop temporal, etc... um Feitico do Tempo mas meio comédia romântica scy-fy..vale tb a bizoiada..  
    • Isso bem trabalhado (e justificado) até pode ser um plot respeitável, mas na CW é tudo meio feito nas coxas então... sei lá.   Mas em relação a Superman é o que temos pra hoje, então vamô lá.
    • Mais um adiamento: 20/08/2021 nova data.  
  • Popular Contributors

×
×
  • Create New...