Jump to content
Forum Cinema em Cena

São Paulo Futebol Clube


Muriçoca
 Share

Recommended Posts

  • Replies 4k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

É que com esse futebol apresentado, tá difícil convocar qualquer um do time mesmo. 0406

Mas de qualquer jeito, é a senha pro time se focar. Ainda mais que o povo tá voltando de lesão, a zica tá saindo pra lá (no Cruzeiro quem tá lesionado e acho que fora dos dois jogos é o Wagner, hehe 02).

 

 

Link to comment
Share on other sites

Pelo terceiro ano seguido, São Paulo tem a maior receita entre clubes brasileiros

Vice-líder no ranking de 2008, Inter também repete posições de 2006 e 2007. Palmeiras é o terceiro colocado, seguido de Flamengo e Corinthians

GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

Tamanho da letra

A-

A+

São Paulo: campeão de receitas em 2008

Soberano nos últimos três Campeonatos Brasileiros, o São Paulo também conquistou o tricampeonato em outra disputa. Foi o clube que mais faturou no ano passado (com R$ 160,5 milhões), assim como em 2006 e 2007. O Internacional, com R$ 142 milhões, também repetiu a colocação dos dois últimos rankings de receitas, ficando em segundo. Os dados foram fornecidos pela Casual Auditores Independentes, empresa especializada em futebol. Porém, vale ressaltar que os dados referentes aos gastos dos clubes ainda não foram divulgados.

 

O Palmeiras pulou do sexto lugar em 2007 para terceiro em 2008, ganhando quase R$ 139 milhões. Flamengo e Corinthians estão praticamente empatados na quarta colocação, com ligeira vantagem dos cariocas (confira a tabela completa abaixo). Alguns clubes da Série A, como Sport e Goiás, não aparecem na lista porque não divulgaram valores.

 

 

2008

(2007)

Clubes

Receita 2008

Receita 2007

Variaçãoo

(1º)

São Paulo

160.575

190.081

-16%

(2º)

Internacional

142.168

155.881

-9%

(6º)

Palmeiras

138.811

86.290

61%

(5º)

Flamengo

117.907

89.499

32%

(3º)

Corinthians

117.521

134.627

-13%

(4º)

Grêmio

99.038

109.031

-9%

(7º)

Cruzeiro

94.087

77.650

21%

(14º)

Fluminense

66.456

39.335

69%

(11º)

Santos

65.341

53.102

23%

10º

(9º)

Atlético-MG

57.614

58.326

-1%

11º

(12º)

Vasco

52.023

51.079

2% 

12º

(13º)

Botafogo

51.356

41.081

25%

13º

-

Portuguesa

47.153

12.439

279%

14º

(10º)

Atlético-PR

44.363

54.091

-18% 

15º

(20º)

Coritiba

37.660

14.916

152%

16º

(19º)

Figueirense

28.322

18.981

49%

17º

(16º)

São Caetano

24.025

23.252

3%

18º

(18º)

Náutico

19.756

19.241

3%

19º

(21º)

Vitória

18.882

11.215

68%

20º

(15º)

Paraná

17.407

24.910

-30%

21º

(17º)

Barueri

17.242

21.004

-18%

OBS: Valores em R$ mil

 

 

Os 21 primeiros colocados no ranking somaram R$ 1,418 bilhão, contra R$ 1,336 bilhão de 2007 - o que representa um aumento de 6%. Entre 2006 e 2007, o crescimento foi de 35%.

 

- Houve aquecimento do mercado, mas menor do que em outros anos, por causa da queda de receita em venda de jogadores. Todas as outras fontes tiveram crescimento: cotas de TV, bilheteria, patrocínio e sócios - avaliou Amir Somoggi, que trabalha na Casual e é especialista em marketing e gestão de clubes.

 

Esse é o caso do Corinthians, que teve queda de 13% na receita porque arrecadou menos com negociações de atletas. Em compensação, mesmo na Série B, conseguiu faturar mais com publicidade, bilheteria, sócios e cotas de televisão (graças também à Copa do Brasil).

 

 

São Paulo fatura alto com o Morumbi

 

Líderes do ranking, São Paulo e Inter também arrecadaram menos com venda de jogadores - 60% no caso do primeiro, e 38% no do segundo. O Tricolor conseguiu até mais receita com o Morumbi (entre bilheteria, camarotes, publicidade e aluguel), que contribuiu com 22% do total, do que com negociações (19%). O Colorado compensou com sócios, cotas de TV e bilheteria.  

 

O chileno Valdivia, negociado com o Al Ain, aumentou a receita do Palmeiras em 2008

Os clubes que mais subiram no ranking foram impulsionados pela negociação de atletas com o exterior. Foram os casos de Palmeiras (que teve crescimento de 61% na receita), Fluminense (69%) e Portuguesa (279%). Esta também foi beneficiada pelo aumento na cota de TV, maior na Série A, assim como Coritiba e Vitória

 

Amir Somoggi aponta os caminhos a serem explorados pelos clubes com o objetivo de aumentar o faturamento anual.

 

- O torcedor precisa ser tratado como um cliente, seja ele de classe baixa, média ou alta. Ainda há muitas ações de marketing a serem exploradas. E o mercado de mídia é gigantesco e pode render muita receita. Por exemplo, os sites dos clubes na Europa rendem até € 6 milhões (R$ 17 milhões) por ano.

 

Em 2008, o futebol nacional arrecadou R$ 1,7 bilhão. Com a crise econômica mundial, de acordo com Amir Somoggi, o mercado poderá ser um pouco afetado, sobretudo nos valores de patrocínio e venda de jogadores. A projeção para 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil, é de que esse número suba para R$ 2,8 bilhões.

Link to comment
Share on other sites

Já tá chato já essa choradeira sobre arbitragem... ou provam que o são paulo paga os juizes' date=' ou punam os juizes, ou param de encher o saco pow...[/quote']

 

Choradeira? nessas horas temos que concordar com o Neto, o SP era o time que mais se queixava da arbitragem, agora tem sido beneficiado algum tempo todos ficam quietinhos e dizem que os outros estão com choradeira...
Link to comment
Share on other sites

Já tá chato já essa choradeira sobre arbitragem... ou provam que o são paulo paga os juizes' date=' ou punam os juizes, ou param de encher o saco pow...[/quote']

 

Choradeira? nessas horas temos que concordar com o Neto, o SP era o time que mais se queixava da arbitragem, agora tem sido beneficiado algum tempo todos ficam quietinhos e dizem que os outros estão com choradeira...

 

Fluminense 1 x 0 São Paulo
Fluminense prejudicado; São Paulo ajudado - O assistente 2 Paulo Ricardo Conceição (RS) e Sandro Ricci (DF) marcam erradamente impedimento que anulou o que viria a ser o segundo gol carioca. Maicon não estava impedido ao cabecear a bola, aos 46. Edcarlos, em posição de impedimento, não participou efetivamente do lance. O assistente estava muito mal colocado, desatento, e não acompanhava a linha do penúltimo defensor são-paulino. Estava 1 x 0 Fluminense.

São Paulo 2 x 2 Atlético Paranaense
Atlético Paranaense prejudicado; São Paulo ajudado - Wilton Sampaio (DF) não marca pênalti de Miranda em Marcinho. Estava 0 x 0.

Atlético Paranaense prejudicado; São Paulo ajudado - O assistente 1 Marrubson Freitas (DF) e o árbitro Wilton Sampaio (DF) validam gol em impedimento de André Lima. Estava 2 x 1 para o Atlético-PR.

Palmeiras 0 x 0 São Paulo
Palmeiras prejudicado; São Paulo ajudado - Rodrigo Braghetto (SP) não marca pênalti de Miranda em Diego Souza aos 8 minutos do segundo tempo, em um pênalti claro e que ele (Braghetto) tinha toda visão do lance. O jogo estava 0x0 e assim terminou.

 

Nada mais a declarar.
Rafael Araujo2009-05-25 18:23:42
Link to comment
Share on other sites

Choradeira? nessas horas temos que concordar com o Neto' date=' o SP era o time que mais se queixava da arbitragem, agora tem sido beneficiado algum tempo todos ficam quietinhos e dizem que os outros estão com choradeira...

 

 

 

Fluminense 1 x 0 São Paulo Fluminense prejudicado; São Paulo ajudado - O assistente 2 Paulo Ricardo Conceição (RS) e Sandro Ricci (DF) marcam erradamente impedimento que anulou o que viria a ser o segundo gol carioca. Maicon não estava impedido ao cabecear a bola, aos 46. Edcarlos, em posição de impedimento, não participou efetivamente do lance. O assistente estava muito mal colocado, desatento, e não acompanhava a linha do penúltimo defensor são-paulino. Estava 1 x 0 Fluminense. São Paulo 2 x 2 Atlético Paranaense Atlético Paranaense prejudicado; São Paulo ajudado - Wilton Sampaio (DF) não marca pênalti de Miranda em Marcinho. Estava 0 x 0. Atlético Paranaense prejudicado; São Paulo ajudado - O assistente 1 Marrubson Freitas (DF) e o árbitro Wilton Sampaio (DF) validam gol em impedimento de André Lima. Estava 2 x 1 para o Atlético-PR. Palmeiras 0 x 0 São Paulo Palmeiras prejudicado; São Paulo ajudado - Rodrigo Braghetto (SP) não marca pênalti de Miranda em Diego Souza aos 8 minutos do segundo tempo, em um pênalti claro e que ele (Braghetto) tinha toda visão do lance. O jogo estava 0x0 e assim terminou.

 

 

 

Nada mais a declarar.

[/quote']

 

 

 

Só consigo ler: Buáááá, Buááá, Buááá... 06.gifPerucatorta2009-05-25 20:15:20

Link to comment
Share on other sites

o juiz errou mesmo, mas penalti não é sinônimo de gol, afinal o marcos defendeu bolas mais fodas que um penalti (aquela do washington à queima roupa, por exemplo), se for ficar no "se", o SP até mereceu ganhar pelo que jogou e pelas chances que teve.

 

Link to comment
Share on other sites

Mas é diferente um "se essa bola entrasse" do que um "se o juiz fizesse o trabalho direito". Em um dos casos faltou competencia pra quem quer que seja, já no outro foi influencia "externa".

 

E pênalti não é sinônimo de gol, mas é uns 95%.
Link to comment
Share on other sites

 

óbvio que é diferente, mas os juizes erram e esse errou, normal. enfim, se alguém tinha que ter vencido a partida era o SP, foi bem superior, voltou a jogar bola. os palmeirenses ao inves de chorar por um penalti não marcado, deviam chorar pelo time que tem, só não perderam por causa do marcos.

 

batgody2009-05-25 21:13:25

Link to comment
Share on other sites

Normalmente é assim, juiz erra pra todo lado. Mas no São Paulo intensificam isso, de errar muito a favor e pouquissímo contra. Tem que não concorde, tem quem concorde, então deixa assim.

 

Mas quanto a merecer ganhar, pode ter jogado melhor, mas se o jogo tivesse fluído normalmente, e o Palmeiras tivesse ganho a oportunidade de bater o pênalti que lhe era legitima, a história provavelmente seria bem diferente. E daí o São Paulo jogando bem que corresse atrás do prejuizo pela rateada do zagueiro.
Link to comment
Share on other sites

Expulsão é muito mais interpretativo, o juiz tem a opção de dar falta, amarelo ou vermelho, cada um usa seu critério. Pra muitos juizes o chute do Eduardo Costa na cabeça do Diego Souza era lance de expulsão, e não aconteceu, nem amarelo. Já uma falta dentro da área é pênalti, não tem o que interpretar.

É tão difícil admitir que estão sendo beneficiados pela árbitragem nesses primeiros jogos? Não digo que é roubo, mas é uma ótima coincidencia pra vcs. A diferença é que ano passado o SP aproveitava essa "ajuda", e agora não ta conseguindo. Se a árbitragem tivesse normal, SP estaria com 0 pontos. E claro que erra pra todo lado, mas, coincidentemente, esse ano ta 3x0 a favor do SP.
Link to comment
Share on other sites

Cara, uma falta desse tipo, numa situação de jogo daquela, é amarelo claro, sem ter o que interpretar. Já era o segundo então tchau. Jogar um tempo inteiro com um a menos é bem diferente do que jogar 15 min, e talvez o lance do pênalti nem tivesse acontecido.

 

Eu não tenho problema em falar quando favorecem (podem até procurar nesse tópico) - como favoreceram nos dois últimos jogos. A questão é que já tá dentro da cabeça das pessoas que os juizes foram comprados pelo São Paulo ontem, hoje e sempre. Qualquer lance duvidoso em favor do SP já é roubo descarado. Mas já vi também que essa paranoia é normal quando um time domina na Argentina, na Espanha, na Itália (mesmo antes ou depois do escândalo)...

 

E Tensor, depois que o Tcheco deu aquela declaração, vc virou o chorão n° 1 daqui.

E bom, se quiser, pode juntar com os porquinhos e começar a montar um dossiê dos erros pra mostrar no final do brasileirão caso vcs fiquem atrás de nós mais uma vez. 0106

 

Mas enfim, o jeito é evitar dar ibope, já que dessas 179 pags, umas 100 devem ser só de choro e coisa e tal.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Cara' date=' uma falta desse tipo, numa situação de jogo daquela, é amarelo claro, sem ter o que interpretar. Já era o segundo então tchau. Jogar um tempo inteiro com um a menos é bem diferente do que jogar 15 min, e talvez o lance do pênalti nem tivesse acontecido.

Eu não tenho problema em falar quando favorecem (podem até procurar nesse tópico) - como favoreceram nos dois últimos jogos. A questão é que já tá dentro da cabeça das pessoas que os juizes foram comprados pelo São Paulo ontem, hoje e sempre. Qualquer lance duvidoso em favor do SP já é roubo descarado. Mas já vi também que essa paranoia é normal quando um time domina na Argentina, na Espanha, na Itália (mesmo antes ou depois do escândalo)...

E Tensor, depois que o Tcheco deu aquela declaração, vc virou o chorão n° 1 daqui.
E bom, se quiser, pode juntar com os porquinhos e começar a montar um dossiê dos erros pra mostrar no final do brasileirão caso vcs fiquem atrás de nós mais uma vez. 0106

Mas enfim, o jeito é evitar dar ibope, já que dessas 179 pags, umas 100 devem ser só de choro e coisa e tal.
[/quote']

 

No período em que o Grêmio liderou o Brasileirão passado também foi uma choradeira contra nós, normal mesmo isso, quem ganha sempre parece estar sendo mais favorecido.

Até acho que alguns times são mais favorecidos que outros, mas no geral não tem relação com mala preta, é mais uma questão de tradição dos times envolvidos e fator local do que qualquer outra coisa. Num lance duvidoso entre Flamengo e Barueri não é difícil saber pra que lado o juiz vai pender. O pênalti que o juiz deu contra o Grêmio no Mineirão não daria no Olímpico, aliás teve um lance igual no braço do Rafael Marques nesse jogo passado e ele mandou seguir.

E tem o erro puro e simples, o juiz apita com convicção do que tá fazendo e erra. Assim como o atacante erra com o gol vazio, o treinador erra na substuição, o Juan (maldito!) dá um passe no pé do Nilmar e entrega o jogo... Mas parece que o juiz não pode errar.

Travis2009-05-26 15:33:46
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...