Jump to content
Forum Cinema em Cena

Nicole Kidman - The Sparkling Diamond


texer
 Share

Recommended Posts

Confesso q minha `inspiração`ao criar este tópico veio de outros tópicos já criados neste fórum para outros atores Renée Zellweger,Naomi Watts,Jim Carrey e principalmente Kate Winslet(Bart Scary...),como sou fã de carteirinha da Nicole Kidman e já q pesquisando não vi nada parecido criei este tópico para propor aos fãs da Nicole e a quem estiver interessado expor tudo sobre a atriz q vem aparecendo na mídia desde vida pessoal,dvds,futuros projetos etc.

Vou iniciar falando de como comecei a adorar Nicole.Antes eu não dava a menor importância a Nicole Kidman.Não via tanta graça nem qualidade em seus trabalhos,a identificava mais como a mocinha do terceiro Batman ou então como a mulher do Tom Cruise(acho q tb pelo fato de q seus melhores trabalho durante o período Tom Cruise não serem tão expostos como os outros ex:Um sonho sem limites,Retrato de uma mulher).Quando Moulin Rouge estreou em 2001,Nicole já livre da sombra chamada Cruise,não dei a mínima pensei se tratar de mais um filme de amor,mais um romance como todos os outros(meus amigos até foram assistir,mas eu relutei e não vi no cinema).Mesmo após o sucesso de Moulin Rouge,seguido de Os outros resisti a ver o renascer de Nicole no cinema.Com a temporada de Oscar chegando e Moulin Rouge levando 8 indicações não resisti passei na locadora(um sacrifício achar um exemplar disponível visto q era lançamento),reservei e consegui locar.Adorei o filme,um dos melhores pra mim...Desde então tudo q vem de Nicole Kidman me interessa.

photo%20gallery%20imagephoto%20gallery%20image

texer2009-04-21 20:54:56
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 521
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

A Nicole é minha atriz preferida também.

aqui esta sua filmografia.

Headhunters (2007) (announced)

The Lady from Shanghai (2006) (pre-production)

The Visiting (2006) (filming) .... Carol

Happy Feet (2006) (post-production) (voice) .... Norma Jean

Fur (2006) (post-production) .... Diane Arbus

Bewitched (2005) .... Isabel Bigelow/Samantha

The Interpreter (2005) .... Silvia Broome
... ou Interprète, L' (France)

Birth (2004) .... Anna

The Stepford Wives (2004) .... Joanna Eberhart

Cold Mountain (2003) .... Ada Monroe

The Human Stain (2003) .... Faunia Farley
... ou Couleur du mensonge, La (France)
... ou Menschliche Makel, Der (Germany)

Dogville (2003) .... Grace Margaret Mulligan
... ou Dogville (France)
... ou U - Der Film 'Dogville' erzählt in neun Kapiteln und einem Prolog. (Germany)

The Hours (2002) .... Virginia Woolf

Panic Room (2002) (voice) (uncredited) .... Stephen's Girlfriend on the Phone

Birthday Girl (2001) .... Sophia, alias Nadia

The Others (2001) .... Grace Stewart
... ou Autres, Les (France)
... ou Otros, Los (Spain)

Moulin Rouge! (2001) .... Satine

Eyes Wide Shut (1999) .... Alice Harford
... ou EWS (USA: promotional abbreviation)

Practical Magic (1998) .... Gillian Owens

The Peacemaker (1997) .... Dr. Julia Kelly

The Portrait of a Lady (1996) .... Isabel Archer

The Leading Man (1996) .... Academy Awards Presenter

Batman Forever (1995) .... Dr. Chase Meridian
... ou Forever (USA: title without logo)

To Die For (1995) .... Suzanne Stone Maretto

My Life (1993/I) .... Gail Jones

Malice (1993) .... Tracy Kennsinger

Far and Away (1992) .... Shannon Christie

Billy Bathgate (1991) .... Drew Preston

Flirting (1991) .... Nicola

Days of Thunder (1990) .... Dr. Claire Lewicki

"Bangkok Hilton" (1989) (mini) TV Series .... Katrina Stanton

Dead Calm (1989) .... Rae Ingram
... ou Dead Calm: A Voyage Into Fear (USA: poster title)

Emerald City (1988) .... Helen, Mike McCord's Girlfriend

"Vietnam" (1987) (mini) TV Series .... Megan Goddard

Australiana a Roma, Un' (1987) (TV) .... Jill

The Bit Part (1987) .... Mary McAllister

Room to Move (1987) (TV) .... Carol Trig
... ou Winners: Room to Move (Australia: syndication title)

Watch the Shadows Dance (1987) .... Amy Gabriel
... ou Nightmaster (USA)

Windrider (1986) .... Jade

Archer's Adventure (1985) .... Catherine
... ou Archer

Wills & Burke (1985) .... Julia Matthews

"Winners" (1985) (mini) TV Series .... Carol Trig (episode 1: Room to Move)

Matthew and Son (1984) (TV) .... Bridget Elliot

Bush Christmas (1983) .... Helen
... ou Prince and the Great Race

BMX Bandits (1983) .... Judy
... ou Short Wave (USA: video title (bootleg title))

"Five Mile Creek" (1983) TV Series .... Annie

Chase Through the Night (1983) (TV) .... Petra

Skin Deep (1983) (TV) .... Sheena Henderson
Link to comment
Share on other sites

Minha intenção ao criar este tópico como o Bart Scary disse é para falar da Nicole Kidman no geral sua carreira,vida pessoal...E não se ater a simplesmente uma discussão a respeito do melhor da carreira dela.Criei com o objetivo de reunira as pessoas q curtem a Nicole neste fórum

Link to comment
Share on other sites

Confesso q minha `inspiração`ao criar este tópico veio de outros tópicos já criados neste fórum para outros atores Renée Zellweger' date='Naomi Watts,Jim Carrey e principalmente Kate Winslet(Bart Scary...) [/quote']

smiley4.gif 

Legal !

Que é isso...Acompanho sua ´obsessão`pela Kate nesse fórum e a comparo com a minha pela Nicole.Apesar de todo mundo ficar me zoando(familiares e afins) não consigo parar de falar e gostar dela cada vez mais.

Link to comment
Share on other sites

A Nicole é minha atriz preferida também.

aqui esta sua filmografia.

Headhunters (2007) (announced)

The Lady from Shanghai (2006) (pre-production)

The Visiting (2006) (filming) .... Carol

Happy Feet (2006) (post-production) (voice) .... Norma Jean

Fur (2006) (post-production) .... Diane Arbus

Bewitched (2005) .... Isabel Bigelow/Samantha

The Interpreter (2005) .... Silvia Broome
... ou Interprète' date=' L' (France)

Birth (2004) .... Anna

The Stepford Wives (2004) .... Joanna Eberhart

Cold Mountain (2003) .... Ada Monroe

The Human Stain (2003) .... Faunia Farley
... ou Couleur du mensonge, La (France)
... ou Menschliche Makel, Der (Germany)

Dogville (2003) .... Grace Margaret Mulligan
... ou Dogville (France)
... ou U - Der Film 'Dogville' erzählt in neun Kapiteln und einem Prolog. (Germany)

The Hours (2002) .... Virginia Woolf

Panic Room (2002) (voice) (uncredited) .... Stephen's Girlfriend on the Phone

Birthday Girl (2001) .... Sophia, alias Nadia

The Others (2001) .... Grace Stewart
... ou Autres, Les (France)
... ou Otros, Los (Spain)

Moulin Rouge! (2001) .... Satine

Eyes Wide Shut (1999) .... Alice Harford
... ou EWS (USA: promotional abbreviation)

Practical Magic (1998) .... Gillian Owens

The Peacemaker (1997) .... Dr. Julia Kelly

The Portrait of a Lady (1996) .... Isabel Archer

The Leading Man (1996) .... Academy Awards Presenter

Batman Forever (1995) .... Dr. Chase Meridian
... ou Forever (USA: title without logo)

To Die For (1995) .... Suzanne Stone Maretto

My Life (1993/I) .... Gail Jones

Malice (1993) .... Tracy Kennsinger

Far and Away (1992) .... Shannon Christie

Billy Bathgate (1991) .... Drew Preston

Flirting (1991) .... Nicola

Days of Thunder (1990) .... Dr. Claire Lewicki

"Bangkok Hilton" (1989) (mini) TV Series .... Katrina Stanton

Dead Calm (1989) .... Rae Ingram
... ou Dead Calm: A Voyage Into Fear (USA: poster title)

Emerald City (1988) .... Helen, Mike McCord's Girlfriend

"Vietnam" (1987) (mini) TV Series .... Megan Goddard

Australiana a Roma, Un' (1987) (TV) .... Jill

The Bit Part (1987) .... Mary McAllister

Room to Move (1987) (TV) .... Carol Trig
... ou Winners: Room to Move (Australia: syndication title)

Watch the Shadows Dance (1987) .... Amy Gabriel
... ou Nightmaster (USA)

Windrider (1986) .... Jade

Archer's Adventure (1985) .... Catherine
... ou Archer

Wills & Burke (1985) .... Julia Matthews

"Winners" (1985) (mini) TV Series .... Carol Trig (episode 1: Room to Move)

Matthew and Son (1984) (TV) .... Bridget Elliot

Bush Christmas (1983) .... Helen
... ou Prince and the Great Race

BMX Bandits (1983) .... Judy
... ou Short Wave (USA: video title (bootleg title))

"Five Mile Creek" (1983) TV Series .... Annie

Chase Through the Night (1983) (TV) .... Petra

Skin Deep (1983) (TV) .... Sheena Henderson

[/quote']

Acrescentaria a sua lista Tensor Ten thousand horses (2007) a nova parceria de Nicole com Baz Luhrmann(Moulin Rouge) e sua primeira com Russell Crowe.Esse promete e estou ansioso para ver.

Link to comment
Share on other sites

Já fui muito mais fã da Nicole do que agora. Sendo uma das mulheres mais bonitas do cinema não entendi a necessidade que ela teve de colocar botox(o que,na minha opinião, a deixou muito estranha). Mas não vamos falar de beleza e sim do talento: Nicole é talentosa, mas tem feito escolhas equivocadas,algo muito comum entre os ganhadores do Oscar, como sua participação em "Esposas Perfeitas" e "A Feiticera". Gosto mais da Nicole de filmes como "Um sonho sem Limites" e "As Horas".

Link to comment
Share on other sites

Confesso q minha `inspiração`ao criar este tópico veio de outros tópicos já criados neste fórum para outros atores Renée Zellweger' date='Naomi Watts,Jim Carrey e principalmente Kate Winslet(Bart Scary...),como sou fã de carteirinha da Nicole Kidman e já q pesquisando não vi nada parecido criei este tópico para propor aos fãs da Nicole e a quem estiver interessado expor tudo sobre a atriz q vem aparecendo na mídia desde vida pessoal,dvds,futuros projetos etc. [/quote']

Pena que meu tópico sobre a Naomi aparentemente morreu. smiley19.gif

Link to comment
Share on other sites

Gosto muito da Nicole e acompanho sua carreira desde o filme Um Sonho Distante .Achava uma pena ela ser subestimada por estar casada com aquele superastro . Depois de Um Sonho Sem Limites , ficou impossível negar o seu talento  , ela estava perfeita como a ambiciosa garota-do-tempo . Sem falar que ela é lindíssima , uma das mulheres mais belas do cinema atual .

Link to comment
Share on other sites

Gosto muito da Nicole e acompanho sua carreira desde o filme Um Sonho Distante .Achava uma pena ela ser subestimada por estar casada com aquele superastro . Depois de Um Sonho Sem Limites ' date=' ficou impossível negar o seu talento  , ela estava perfeita como a ambiciosa garota-do-tempo . Sem falar que ela é lindíssima , uma das mulheres mais belas do cinema atual . [/quote']

É VERDADE.Nicole está perfeita como a garota do tempo Suzanne Moreto em Um Sonho sem limites.Uma das melhores atuações dela para mim ao lado de Moulin Rouge,De olhos bem fechados,Os outros,As Horas e Dogville.Até hoje não acredito como ela não foi indicada por aquele filme visto q ela estava excelente e q ela ganhou o Globo de Ouro atriz comédia ou musical por este filme.INACREDITÁVEL...

Link to comment
Share on other sites

Já fui muito mais fã da Nicole do que agora. Sendo uma das mulheres mais bonitas do cinema não entendi a necessidade que ela teve de colocar botox(o que' date='na minha opinião, a deixou muito estranha). Mas não vamos falar de beleza e sim do talento: Nicole é talentosa, mas tem feito escolhas equivocadas,algo muito comum entre os ganhadores do Oscar, como sua participação em "Esposas Perfeitas" e "A Feiticera". Gosto mais da Nicole de filmes como "Um sonho sem Limites" e "As Horas".[/quote']

Apesar de certas escolhas(não vejo verdadeiros desastres em filmes como Cold Mountain,A Feiticeira ou Reencarnação) acho q Nicole tem tudo pra voltar com tudo:o drama A Pele(q promete a volta dela ao Oscar.PS:Não aguento mais este recesso da Nicole no Oscar,quero vê-la no tapete vermelho de novosmiley19.gif),o horror The Visiting,a animação Happy Feet  e a retomada da excelente parceria co Baz Luhrmann em Moulin Rouge e o primeiro filme co o amigo Russel Crowe Ten Thousand horses.Isso só os projetos acertados...

Link to comment
Share on other sites

Gosto muito da Nicole e acompanho sua carreira desde o filme Um Sonho Distante .Achava uma pena ela ser subestimada por estar casada com aquele superastro . Depois de Um Sonho Sem Limites ' date=' ficou impossível negar o seu talento  , ela estava perfeita como a ambiciosa garota-do-tempo . Sem falar que ela é lindíssima , uma das mulheres mais belas do cinema atual . [/quote']

É VERDADE.Nicole está perfeita como a garota do tempo Suzanne Moreto em Um Sonho sem limites.Uma das melhores atuações dela para mim ao lado de Moulin Rouge,De olhos bem fechados,Os outros,As Horas e Dogville.Até hoje não acredito como ela não foi indicada por aquele filme visto q ela estava excelente e q ela ganhou o Globo de Ouro atriz comédia ou musical por este filme.INACREDITÁVEL...

Um absurdo ela ter sido esnoabada por Um Sonho Sem Limites. Poderia ter sido indicada no lugar da Elisabeth Shue .

Fernando38704.9782291667
Link to comment
Share on other sites

Gosto muito da Nicole e acompanho sua carreira desde o filme Um Sonho Distante .Achava uma pena ela ser subestimada por estar casada com aquele superastro . Depois de Um Sonho Sem Limites ' date=' ficou impossível negar o seu talento  , ela estava perfeita como a ambiciosa garota-do-tempo . Sem falar que ela é lindíssima , uma das mulheres mais belas do cinema atual . [/quote']

É VERDADE.Nicole está perfeita como a garota do tempo Suzanne Moreto em Um Sonho sem limites.Uma das melhores atuações dela para mim ao lado de Moulin Rouge,De olhos bem fechados,Os outros,As Horas e Dogville.Até hoje não acredito como ela não foi indicada por aquele filme visto q ela estava excelente e q ela ganhou o Globo de Ouro atriz comédia ou musical por este filme.INACREDITÁVEL...

Um absurdo ela ter sido esnoabada por Um Sonho Sem Limites. Poderia ter sido indicada no lugar da Elisabeth Shue .

Não só absurdo pela atuação dela mas pela lógica das indicações deles supomos q ela deveria ser indicada.Mas não foi...

Link to comment
Share on other sites

Achei este artigo no site Sobrecarga q dá um apanhado geral da carreira de Nicole até hoje,algumas passagens bem humoradas e um paralelo de sua carreira com seu relacionamento com Tom Cruise.

PS:Ao final do artigo até me animei já q Nicole parece estar superbem com Keith Urban,com especulações até de casamento.

FONTE:http://www.sobrecarga.com.br/node/view/7995

Sim, Tom Cuise enlouqueceu

Por Pedro Alencastro — Segunda, 24 de outubro de 2005

ni1.jpg Ao reler a coluna intitulada Tom Cruise enlouqueceu?! notei um deslize irreparável. De tão concentrado que estava em minha cruzada anti-semita, acabei ignorando a prova cabal de sua maluquice. Afinal, quem em sã consciência daria um pé na bunda de Nicole Kidman – uma bela e curvilínea bunda, diga-se de passagem?

Corrói minha alma imaginar aquele insolente tampinha, com sua cara deslavada, nariguda e cheia de dentes, usando desculpas esfarrapadas como “O problema não é você, sou eu”. Se isso não bastasse, o sacripanta desatina por aí feito um lunático, fazendo juras de amor eterno para Pénelopes, Katies e Cia. Ltda. Pobre Nicole, por que sofrimento não deve ter passado...

No entanto, já dizia o ditado, há males que vem para o bem. Livrar-se do rótulo de Sra. Cruise foi a melhor coisa que aconteceu para a carreira de Nicole. A história toda começou um pouco antes da fatídica separação, quando ela e seu ex ostentavam o título de casal vinte da América.

Naquela época, Nicole era a gostosa que abanava ao lado de Tom Cruise – o centro máximo das atenções. Porém, graças aos conselhos soprados por um tal de Stanley Kubrick, a moça estabeleceu novas prioridades. Antes de bater as botas, o legendário cineasta havia nos deixado seu último legado artístico: uma Nicole Kidman novinha em folha.

Rostinho bonito o cassete!

Justiça seja feita. Não fosse a mão santa de um anônimo roteirista, nada disso teria acontecido. Falo de Terry Hayes, escritor de Mad Max 2 (1981), responsável por convencer Phillip Noyce a escalar Nicole como esposa de Sam Neil em Terror a Bordo (1989).

Até então, a menina havia feito uma porção de filmes, mas nenhum de grande repercussão. Noyce sabia que ela tinha apenas vinte anos e que o roteiro apontava uma mulher de trinta. Contudo, Hayes, que conhecia Nicole da mini-série Vietnã, fez beicinho e dobrou o homem.

ni2.jpg Com um quê de seqüência final de Cabo do Medo (1991), Terror a Bordo transporta para alto mar a clássica história do carona-psicopata-homícida. Navegando pelo Oceano Pacífico, Nicole&Neil acolhem o único sobrevivente a bordo de um iate abandonado. A confusão tem início quando este misterioso rapaz (genialmente interpretado por Billy Zane) revela-se um mal agradecido e assassino de primeira grandeza.

Embalados por tomadas inimagináveis e sustos de tirar o fôlego, Billy Zane e Nicole Kidman esbanjam competência de dar inveja em muitos veteranos da telona. Após sua triunfal formatura, entretanto, a dupla juvenil seguiu por caminhos opostos. Zane navegou em várias canoas furadas, até naufragar na pele do vilão de outro barco – o maior e mais célebre de todos – que lhe rendeu o indesejado rótulo de mauricinho do Titanic. Já Nicole, começou devagar e foi avançando de forma meteórica.

Primeiro, veio o convite para filmar Dias de Trovão (1990). No começo, os produtores perceberam que era muita areia para o caminhãozinho de um metro e setenta do protagonista. Mas a questão foi rapidamente resolvida, tanto é que o casal acabou casando alguns meses depois.

Daí para frente, a loirinha teve que frear suas jornadas cinematográficas. O motivo: jamais ultrapassar a cota de duas semanas longe do maridão. Enquanto Tom Cruise deslanchava numa das carreiras mais notáveis de Hollywood, Nicole gastava o tempo naquele tal de esquenta barriga no fogão e esfria no tanque.

Para se ter uma idéia, nos primeiros anos do sagrado matrimônio, Nicole deu as caras em Minha vida (1993), Malícia (1994), Flertando - Aprendendo a viver e Billy Bathgate, ambos de 1991. Tom, por sua vez, somou os títulos Questão de Honra (1992), A Firma (1993) e Entrevista com o Vampiro (1994). O acordo de não desgrudar chegou a tal ponto, que ela se prestou a contracenar com o amado no insosso Um Sonho Distante (1992), de Ron Howard.

Somente em 1995, Nicole resolveu desbravar novos terrenos. Depois de dar um tremendo balão em Meg Ryan, assumiu o papel principal na nova obra de Gus Van Sant, Um Sonho Sem Limites. Neste, a Santinha do Pau Oco mostra suas garras na pele de uma garota que faz de tudo para conseguir o estrelato na televisão. Paralelamente aos anseios de sua personagem, Nicole ganhou um Globo de Ouro.

Não contente em agradar apenas os especialistas, ela acabou ingressando no hall dos cachês milionários graças ao lamentável Batman Eternamente (1995). Porém, mesmo com as significativas conquistas, a mais nova musa do cinema ainda era uma sombra de Tom Cruise, emplacando papéis inexpressivos em Retrato de uma mulher (1996), O pacificador (1997) e Da magia à sedução (1998).

Eu! O cara do Laranja Mecânica!

ni3.jpg Quando tudo parecia perdido, eis que surge, tal qual Chapolin Colorado, Ele, Stanley Kubrick. Nos bastidores do seu último longa, o cineasta virou uma espécie de consiglieri de Nicole. Anos de Banho Maria e expectativas à flor da pele, De Olhos Bem Fechados decepcionou aqueles que esperavam uma obra prima kubrickiana recheada de cenas calientes.

O pré-lançamento polemizou mais que o lançamento propriamente dito. Aparentemente, o gênio de 2001 Uma Odisséia no Espaço (1968) havia jogado a toalha. Ele não era mais o mesmo e, se pararmos para pensar, nem precisava sê-lo. Tanto é que morreu antes do longa sair.

Aproveitando o olho desse furacão, Nicole acatou os conselhos do falecido amigo, focando sua carreira em projetos mais arrojados; e logo de cara, tratou de mostrou que não estava pra brincadeira. Se interpretar uma cortesã já era uma grande ousadia, que dirá num musical em pleno século XXI.

ni4.jpg Ambientado em Paris, o espalhafatoso Moulin Rouge (2001) ressuscitou um gênero hospitalizado desde “Evita assistir essa porcaria” e alçou Nicole para o pelotão de frente. A primeira indicação ao Oscar bateu na trave, mas era questão de tempo para que a Academia se curvasse diante dela.

O filme de Baz Luhrmann ainda foi responsável por um burbirnho envolvendo Nicole e Ewan McGregor, que somado ao affair entre Tom e Penélope Cruz durante as filmagens de Vanilla Sky (2001), acionou o alerta vermelho. Nicole e Tom passavam pela temida crise dos dez anos (se é que isso exite).

Deixando os pombinhos de lado, faço um parêntese para destacar aquele que considero o grande filme de sua carreia e o melhor suspense dos últimos dez anos. Shyamallan que me desculpe e ai de quem lembrar O Chamado (2002). Se existe um clássico moderno na filmografia de Nicole, esse clássico é Os Outros (2001), thriller que mudou o conceito de casas mal assombradas.

Infelizmente, a obra do chileno Alejandro Amenábar foi escanteada por uma industria que, nessa última leva, deu pedal para exemplares constrangedores como A Vila (2004) e Na Companhia do Medo (2003). Fazer o quê? Já dizia Nicky Santoro, personagem de Joe Pesci em Cassino (1995), “Always the dollars. Always the f**king dollars”.

Por um nariz...

ni5.jpg Embora, na minha opinião, o grande trunfo de Nicole seja Os Outros, sua melhor interpretação fica entre As Horas(2002) e Dogville (2003). No primeiro, ela encarna Virginia Wolf, protagonista de uma das três narrativas relacionadas ao livro Mrs. Dalloway. As outras duas personagens chaves do roteiro são interpretadas por Julianne Moore e Meryl Streep (minhas favoritas).

No episódio vivido por Nicole, a autora da obra passa por uma fase depressiva, que a atriz soube captar e transmitir para tela numa atuação tocante. A fim de incorporar a célebre escritora, Nicole aprendeu a escrever com a mão esquerda e entrou para o Clube Jake La Motta.

The Jake La Motta’s Club foi fundado por Robert de Niro, um dos pioneiros na arte de entrar no personagem o mais fielmente possível, conforme comprovam os 25 quilos adquiridos para filmar Touro Indomável (1980). A última aquisição desse clube foi a bela Charlize Teron, praticamente irreconhecível e inacreditavelmente horrorosa em Monster (2003). Com Nicole, houve uma mudança menos radical, focada basicamente no nariz.

Pela árdua tarefa de enfeiá-la, o pessoal da maquiagem bem que podia ter levado algum prêmio, mas o esforço teve sua recompensa. O ano de 2003 foi o Ano das Napas Oscarizadas. Além dos narigudos de nascença Adrien Brody e Roman Polanski – respectivamente melhor ator e diretor por O Pianista – Nicole também conquistou seu almejado Oscar e superou o ex-marido, que até hoje, aguarda na sala de espera.

Ainda em 2002, nossa garota falou russo em A Isca Perfeita, romance de Internet que resulta num casamento pra lá de conturbado. Quanto ao filme de Lars Von Trier, admito que não assisti na íntegra, mas as críticas e opiniões que ouvi a respeito não podem estar todas equivocadas. Dogville é o nome do pequeno vilarejo que acolhe Grace (Nicole), moça perseguida por uma quadrilha de gângsters. Passado algum tempo, porém, a gentileza dos moradores vai mostrando sua verdadeira face.

Em Dogville, Nicole sofreu tanto quanto Grace e passou maus bocados nas mãos do cineasta dinamarquês, adepto das mais excêntricas técnicas de direção. Duas delas são o uso excessivo da câmera na mão e do narrador em terceira pessoa. Sem contar que na prática, o vilarejo é um enorme palco de teatro montado num set sem paredes.

Existe vida após o Oscar?

ni6.jpg Oscar na prateleria, Nicole tinha tudo para se firmar entre as grandes atrizes do cinema contemporâneo. Seu próximo passo seria Cold Mountain (2003), uma mega produção liderada pelo paparicado Anthony Minghella, diretor de O Paciente Inglês (1996).

Além de Minghella, o projeto contava com Jude Law e Renée Zellweger, dois atores em franca ascensão; o roteiro era baseado num livro de Charles Frazier; os protagonistas viviam uma caso de amor interrompido pela guerra; a fotografia abusava de paisagens estonteantes; e até Jack White, vocalista dos White Sripes, fazia parte do elenco.
A expectativa era tanta, que Cold Mountain não conseguiu cumprir dez por cento do que prometeu. Não que a fita seja ruim, mas definitivamente tem seus pontos fracos. Tipo, é difícil levar a sério Nicole pegando na enxada, maquiada como se estivesse numa cerimônia de gala.

No final das contas, este insignificante escorregão virou uma queda livre com pára-quedas meia boca. O problema todo não estava nas atuações de Nicole, e sim, nos exemplares em que ela atuava. Tal qual Cold Mountain, esses projetos tinham tudo para dar certo, mas deixaram a desejar.

Vejam o exemplo de Revelações (2003). Quem diria que um filme dirigido por Robert Benton, de Kramer vs. Kramer (1979), protagonizado por Anthony Hopkins, Ed Harris e Gary Sinise pudesse ser tão medíocre?

ni7.jpg E o que dizer de Mulheres Perfeitas (2004)? Tá certo que depois de desperdiçar a trinca Edward Norton, Robert de Niro e Marlon Brando em Cartada Final (2001), Frank Oz não andava muito bem das pernas; mas quem poderia prever o fiasco que foi? Deste, a própria Nicole Kidman se arrependeu de ter participado.
No ano passado, Reencarnação foi a cereja que faltava no topo desse sundae azedo. A história de um garoto que se apaixona por uma mulher, dizendo ser a reencarnação de seu falecido marido, está mais para último capítulo de novela mexicana do que qualquer outra coisa.

No meio dessa tenebrosa maré, a musa conseguiu engatilhar um título digno de sua grandeza. A Intérprete (2005) traz Nicole no papel de Silvia Broome, funcionária das Nações Unidas que ouve uma ameaça de morte a um chefe de estado, proferido num dialeto africano que nem os africanos entendem. Silvia passa então a receber proteção especial, enquanto é investigada como suspeita de envolvimento na maracutaia.


Dor de cotovelo



ni8.jpg Para o futuro, a dúvida é saber se Nicole espantou a bruxa que andava a solta de uma vez por todas ou não. Se depender de A Feiticeira, seu recente projeto, essa bruxa não vai embora nem que seja abaixo de feitiçaria. A adaptação para a telona num estilo Charlie Kaufmann da homônima série da década de 60, foi um feitiço que saiu pela culatra, segundo escrevi há algumas semanas.

Enfileirando fracasso atrás de fracasso, dizem por aí que Nicole andou chorando as pitangas por Tom Cruise e que jamais se contentará com uma paixão menor que a dos dois. Considerando o avassalador efeito deste Don Juan sobre as mulheres, concluí que a paixonite pelo astro é inversamente proporcional ao sucesso na profissão.
Nicole, por exemplo, experimentava sua melhor fase e com esta provável recaída puxou o freio. Penélope Cruz, a segunda vítima de Thomas, ainda não superou a separação e nunca fez nada que prestasse depois de Vanilla Sky. Pra finalizar, a atual, Katie Holmes, além de unanimidade negativa em Batman Begins, está cada vez mais próxima de bandear para os lados da cientologia.

A comparação entre as três, todavia, fica por aqui. Nicole jamais abdicou do catolicismo e, quando o assunto é currículo, dá um banho de bola nas rivais. Antes de alguém me acusar de católico intransigente com outras crenças, em primeiro lugar, afirmo minha condição de ateu. Em segundo, independente de religião, acho uma tremenda falta de personalidade assumir convicções dos outros.

Já no quesito sex appeal, sou suspeito para falar. Katie e Penélope ficam abaixo do chinelo. Aos 38 anos, aproximando-se de uma época conturbada para a maioria das estrelas, Nicole continua ostentando status de musa e desfilando como uma das poderosas de Hollywood.

Recentemente, ela exigiu 4 milhões de dólares da Chanel No 5 para fazer algo que outras pagariam o olho da cara: beijar Rodrigo Santoro num comercial. Por essas e outras, não restam dúvidas que Nicole está por cima da carne seca. No entanto, cabe a perguntinha. Se ao invés de Santoro, a Chanel tivesse contratado outro ator – um camarada branquelo, com uns bons centímetros a menos – este cachê seria o mesmo?

Link to comment
Share on other sites

...e milionária

Atrizes mais bem pagas:

1. Julia Roberts — $20 million
2. Nicole Kidman — $16 million-$17 million
3. Reese Witherspoon — $15 million
4. Drew Barrymore — $15 million
5. Renee Zellweger — $10 million-$15 million
6. Angelina Jolie — $10 million-$15 million
7. Cameron Diaz — $10 million-$15 million
8. Jodie Foster — $10 million-$12 million
9. Charlize Theron — $10 million
10. Jennifer Aniston — $9 million

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...