Jump to content
Forum Cinema em Cena

Código Da Vinci


Administrator
 Share

Recommended Posts

  • 1 month later...
  • Replies 119
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Esse é bem legal' date=' mas agora que terminei de ler o Fortaleza Digital achei ele bem melhor que o codigo e anjos. O  final tmb nao é decepcionanete que nem os outros dois. Nao que os livros sejam ruins, pelo contrario, sao mto bons, mas com certeza esse primeiro do Dan Brown arrasou.[/quote']

eu achei o contrário, achei fortaleza o mais fraco!

gostei mais de Anjos e Demônios

Link to comment
Share on other sites

AEW GLAERA

EU LI O LIVRO E ACHEI o final uma bosta sem querer ser arrogante com os fas da obra mais nao gostei muito do livro. qm quiser ler mais dos meus comentarios entra nesse forum aqui!!![tow com pregui;a!!] uuehuaheuahuaehuaehuahaeheauh

Jah o Anjos e Demonios achei muuito legal esse sim foi um livro com intencao de ser um livro com fins culturais e nao comercias!!!

http://www.cinemaemcena.com.br/forum/forum_posts.asp?TID=752 5&PN=1 <<<<<<esse forum aqui eu fiz pra quem souber alguma cois a sobre o filme por favor entrem no link acima . VLW!!!>>>>>>

Link to comment
Share on other sites

AEW GLAERA

EU LI O LIVRO E ACHEI o final uma bosta sem querer ser arrogante com os fas da obra mais nao gostei muito do livro. qm quiser ler mais dos meus comentarios entra nesse forum aqui!!![tow com pregui;a!!] uuehuaheuahuaehuaehuahaeheauh

Jah o Anjos e Demonios achei muuito legal esse sim foi um livro com intencao de ser um livro com fins culturais e nao comercias!!!

http://www.cinemaemcena.com.br/forum/forum_posts.asp?TID=752 5&PN=1 <<<<<<esse forum aqui eu fiz pra quem souber alguma cois a sobre o filme por favor entrem no link acima . VLW!!!>>>>>>

Hummm... pelo jeito vc gostou do bobo "correndo contra o tempo" de Anjos e Demônios e o Langdon dando uma de james Bond no final....smiley11.gif

Link to comment
Share on other sites

Esse é bem legal' date=' mas agora que terminei de ler o Fortaleza Digital achei ele bem melhor que o codigo e anjos. O  final tmb nao é decepcionanete que nem os outros dois. Nao que os livros sejam ruins, pelo contrario, sao mto bons, mas com certeza esse primeiro do Dan Brown arrasou.[/quote']

eu achei o contrário, achei fortaleza o mais fraco!

gostei mais de Anjos e Demônios

São romances de intenções bem diferentes... não há como compará-los... eu gostei de Fortaleza Digital. Está muito bem escrito e é divertido.

Link to comment
Share on other sites

Fortaleza eu achei massa por causa da tecnologia e talz...a historia tmb é mto bem escrita  e nao achei nenhuma "falha grande" nele nao. Acho que entre os três, em algumas coisas, foi melhor, mas em algumas perdeu. No geral, como eu ja disse, achei o fortaleza o melhor dos tres.

Link to comment
Share on other sites

Fortaleza eu achei massa por causa da tecnologia e talz...a historia tmb é mto bem escrita  e nao achei nenhuma "falha grande" nele nao. Acho que entre os três' date=' em algumas coisas, foi melhor, mas em algumas perdeu. No geral, como eu ja disse, achei o fortaleza o melhor dos tres.[/quote']

smiley17.gif

Bem... a fortaleza tem uma ambientação bem diferente... não consigo comparar. Os intutuítos de o Código´são muito diferentes... Se for para comparar, limito-me entre O Código e Anjos...smiley2.gif

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Li o ano passado. Tecnicamente eh ótimo

Como um LIVRO, pode ser considerado tecnicamente bom????

Entretanto....

Eu terminei de ler ontem...e

SPOILERS

O q vcs acharam do final???Eu naum entendi direito...foi tudo um sonho ou não??Ou aquele final, q é o sonho?? 

Para quem quiser ver, onde é o lugar REAL, da última "cena" do livro....é só entrar nesse endereço:

http://www.marioymane.cl/europa/paris02.jpg

Sync38527.0645023148
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Ok' date=' gente é o seguinte: código Da vinci esta sendo adaptado para o cinema quem ganhou o papel proincipal foi o tom Hankssmiley32.gif, e deve estrear em março de 2006.

Mais informações, no omelete

inclusive uma foto do tom como Robert Langdon

[/quote']

Olha só, anita, já temos um tópico pra falar do filme. Lá tem o elenco todo, o link pro primeiro teaser, entre outras notícias da produção. Dá uma conferida, vale a pena ;)

http://www.cinemaemcena.com.br/cinemacena/forum/forum_posts. asp?TID=4348&PN=2

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...

 

Finalmente, li esse livro tão grandioso em detalhes, escrito por Dan

Brown. Antes de comentar o que achei do livro, ressalto o que sempre

digo: Contém spoilers!

 

 

 

 

 

 

 

Agora, minha opinião...

 

 

 

Um livro contendo um suspense policial que merece nossa atenção

inteira! Rico em detalhes de todos os tipos, desde obras de arte

famosas a capelas que pouco conhecemos, ou já ouvimos falar. O livro

prende o leitor do começo ao fim.

 

 

 

 

 

 

Consegui, graças à já ter lido seu primeiro livro, Anjos e

Demônios, perceber que o autor gosta de usar dois tipos de vilões...

aquele que se mostra desde o começo, e aquele que se esconde por trás

desse que já conhecemos. Vilões completamente inesperados, só perdem no

quesito "surpresa" para a curiosidade da vida dos personagens

principais, que sempre se mostram cheios de segredos, o que faz a

curiosidade do leitor somar-se ao que cada um é na realidade, e o que

cada um esconde.

 

 

Tirando, é claro, o personagem principal de toda a trama, que em

ambos os livros, O Código da Vinci e Anjos e Demônios, é infiltrado no

enredo ao acaso... Não conhece as vítimas pessoalmente, porém o colocam

nos casos de forma que ele torna-se personagem infinitamente importante

para a resolução dos assassinatos.

 

 

Acho que nesse caso, o autor peca um pouco... Como meu comentário

é sobre o Código da Vinci, vou dizer por que acho que ele peca nesse

sentido...

 

 

No livro é dito com grande empenho que o grande historiador do

Graal é Leigh Teabing. Ele é quem é o maior estudioso do Santo Graal, e

o que mais batalha para conhecer suas verdades, já que possui as quatro

coisas necessárias para tal: Tempo, dinheiro, paciência e inteligência.

 

 

Porém, o Grão-Mestre do Priorado de Sião, responsável por guardar

o grande tesouro de todos os tempos - os ossos de Maria Madalena e sua

verdadeira história - vê no futuro livro de Robert Langdon a verdade

quase completa sobre o segredo mais bem guardado de toda a história.

 

 

 

Ora, então isso me faz crer que Sir Teabing simplesmente ignorou fatos que dedicou sua vida inteira para descobrir!

 

 

Claro, tudo é muito bem explicado... mas não gostei desse trecho do

livro, uma vez que o estudioso assíduo do Graal não era o Robert, e sim

o Teabing... ao menos PERTO da verdade, o ser mais estudioso do Graal

já deveria ter chegado perto... E no entanto, nunca, sequer, pensou

nisso.

 

 

Só ressaltando que existem pequenos motivos para tal

acontecimento... Porém acho que poderiam dar mais crédito ao que

chamam, claramente, "o maior estudioso do Graal do MUNDO".

 

 

Tá certo que ele conseguiu descobrir quem era o Grão-Mestre do

Priorado, e os outros 3 guardiões da pedra-chave e dos documentos

Sangreal... mas, mesmo assim, o objetivo de Teabing, com toda a

certeza, não era saber as identidades dos guardiões, e sim os

documentos e o Santo Graal. Não vendo opção de procura, descobriu os

guardiões, e através dos dados passados a ele pelos mesmos, antes de

seus assassinatos, foi atrás ele mesmo da pedra-chave, e

consecutivamente, do Santo Graal.

 

 

Outra coisa que eu acho que "pecou", e essa mais do que qualquer

coisa, foi o fato da pedra-chave estar guardada num banco de custódia.

Em tempos e tempos de procura pela pedra-chave, com lendas e mais

lendas sobre o possível local da mesma, ela encontrava-se num banco de

custódia, pondo um ponto final em qualquer teoria de seu suposto

esconderijo.

 

 

Tá... a idéia do autor era de surpreender os leitores ao colocar a

tão procurada pedra-chave num lugar onde ninguém jamais suspeitaria.

Acredito que nem ele mesmo...

 

 

Só que num BANCO, acho que foi um pouco de falta de criatividade,

em meio à imaginação tão grandiosa que o autor possui, e me provou com

todo o enredo do Código, e todos os detalhes que relatou sobre obras de

arte, capelas, religiões, etc.

 

 

 

 

 

 

Por fim, tirando esses "detalhes", achei o Código um brilhante

livro, com um suspense grandioso, enfeitiçando o leitor do começo (ou

um pouco mais para frente, pois achei o começo um pouco cansativo...)

ao fim.

 

 

 

Adorei o livro, e daqui a uns 5 anos, pretendo relê-lo, para ver o livro sobre outros ângulos...

 

 

 

 

 

 

De 0 à 10, se fosse para eu dar uma nota ao livro, seria 7. Mas é

muito genial! Creio que vale a pena dar uma lida nesse tão famoso

livro, que agora entendo, possui uma certa mágica para enfeitiçar as

pessoas, com tantos detalhes das mais secretas coisas... e as que mais

chamam nossas atenções. Um livro, literalmente, das curiosidades de

todos.

 

 

 

 

 

 

 

Recomendável! smiley2.gif Mas Anjos e Demônios é muito mais ^^ Prefiro Anjos e Demônios... ^^'

 

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Olá. É a primeira vez q entro num forum...

Venho aqui deixar algumas informações sobre esse filme do livro "O Código da Vinci". O filme já está sendo terminado na Inglaterra. Sua estréia está prevista para o mês de março de 2006. Tom Hanks será Robert Langdon; Audrey Tautou de "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" e "Eterno Amor" será Sophie Neveu; Jean Reno de "Rios Vermelhos - 1 e 2" será Bezu Fache; Ian Mcckellen (acho q é assim q se escreve), o Gandalf de "O Senhor dos Anéis" será sir Leigh Teabing; e Paul Bettany de "Uma Mente Brilhante" e "Wibledon" será o albino Silas.

Bem, só com esse elenco já se percebe q o filme promete.

Mas, uma dica: LEIAM O LIVRO ANTES!!!!

Eu estou terminando o livro agora e recomendo para os de cabeça aberta e não alienados pela igreja e sua hipocrisia...

O livro é muito inteligente e, conseqüentemente, muito bom. Até agora não vi nenhuma parte "monótona" por conta das suas demasiadas informações... Muito pelo contrário... pra quem gosta de livros e filmes inteligentes (e não aquela baboseira holywoodiana) informações a mais são pistas a mais... e as informações contidas no livro (verdade ou não) são interessantíssimas.

Dan Brown se mostrou um verdadeiro gênio na arte da pesquisa. Não sei todo o conteúdo do livro (tirando a história do assassinato e toda a história de perseguição por que passam os personagens) é bem verdade, como ele afirma, mas de algumas coisas eu tenho a absoluta certeza de serem verdadeiras, o q mostra um escritor não só talentoso para criar um suspense muito bom, mas, e principalmente, um estudioso, q pesquisa pra valer.

Espero q gostem.

Abração.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
  • 1 month later...

Eu acho que o que faz o livro tão bom é que por vezes você consegue esquecer que aquilo tudo é ficção e não aconteceu na vida real. Isso é uma grande proeza que apenas alguns autores conseguem, principalmente se tratando de uma história que é cheia de ação e coisas inacreditáveis. Bastante parecido com Anjos e Demônios, o que se mostrou uma decepção, mas ainda assim interessante, principalmente pra quemgosta de arte e ama história.

Link to comment
Share on other sites

Eu acho que o que faz o livro tão bom é que por vezes você consegue esquecer que aquilo tudo é ficção e não aconteceu na vida real. Isso é uma grande proeza que apenas alguns autores conseguem' date=' principalmente se tratando de uma história que é cheia de ação e coisas inacreditáveis. Bastante parecido com Anjos e Demônios, o que se mostrou uma decepção, mas ainda assim interessante, principalmente pra quemgosta de arte e ama história.[/quote']

É como eu disse no tópico sobre Ponto de Impacto: todos os livros de Dan Brown começam com alguém morrendo e fazendo ou deixando um sinal. Depois disso, um casal composto por historiadores, criptógrafos, lingüistas, biólogos, etc. tentará decifrar o sinal e descobrirá uma conspiração.

Link to comment
Share on other sites

Pra completar, o final é sempre um tanto decepcionante. A revelação do vilão principal sempre abate um pouco a histporia. Eu nunca penso "Que brilhante", quando descubro quem é. O que me agradou um pouco em Fortaleza é que a fórmula é um pouco diferente. Não é um livro idêntico aos outros, é apenas parecido. E o casal principal é bem melhor do que Sr. Langdon e suas companheiras.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Acho que, como livro, O Código DaVinci é um ótimo filme de ação.

 

Ele parece ter sido deliberadamente escrito para virar um blockbuster hollywoodiano.

Possui todos os cliches necessários: uma pessoa inocente é injustamente acusada por um crime que não cometeu; os protagonistas são pessoas absurdamente especializadas em um assunto; os personagens passam a trama toda em uma fuga desenfreada; a ação no filme depende da disponibilidade de certas tecnologias que já são cliches cinematográficos prá lá de manjados, como rastreamento do cartão de crédito, uso da tecla de rediscagem do telefone, escutas eletronicas, conta numerada em banco suiço, um carro super potente para fuga, um avião para fuga, descoberta de dados através de pesquisa em computador num software especial; o "turnover" de papel dos personagens (o antipático Fache fica bonzinho, assim como Aringarosa e o albino subitamente ficam "simpáticos", e o simpático velhinho Teabing se mostra na verdade o grande vilão.) Não esquecendo de mencionar, é claro, que a história acaba com um beijo dos protagonistas, e, cá entre nós, nada é mais Hollywood do que isso! smiley17.gif Mal posso esperar prá ver o filme!! Vai ser tudo de bom!

 

Se considerarmos O Codigo DaVinci como um livro de ficção, ele é um bom livro. (eu daria uma nota 8, recomendaria a leitura) Acho que o grande erro de Dan Brown foi ter escrito aquela nota no começo do livro dizendo que todos os fatos, arte e arquitetura descritos na obra eram totalmente veridicos. Muita coisa no livro é inventada, e muita coisa é mentira mesmo. Por exemplo: a Capela de Roslin não foi construída por templários em 1446, como o autor afirma, e não possui uma estrela-de-davi desenhada no chão. O Priorado de Sião não existe (é uma fraude, já documentada). A Piramide do Louvre não tem 666 vidros, e Leonardo DaVinci não projetou o críptex (que é um elemento chave na história). A Opus Dei não me pareceu tudo aquilo que ele escreveu no livro (os caras existem até no Brasil, deem uma olhada no site http://www.opusdei.org.br/). E, até onde eu conheço a cultura judaica, eles jamais praticaram sexo ritualístico. Além disso ele dá explicações etimológicas erradas aos termos que se propoe a esclarecer - por exemplo, a origem do nome Jeova, do modo como é explicada no livro, é uma total e absurda inverdade (eu não sou especialista nisso, mas vi um documentário onde um especialista muito entendido esclarece a origem do nome, e definitivamente não tem nada a ver com o que Brown afirma no livro).

 

De qualquer modo, não é necessário ser phD em simbologia, ou especialista em qualquer coisa, para perceber que muita coisa que Dan Brown nos "explica" em o Código DaVinci não passa de pura ficção (pra não dizer lorota): é preciso mesmo ser muito crédulo para levar a sério um texto que consegue, numa mesma página, relacionar coisas tão distantes como Jesus, o Graal e Maria Madalena, com um pentagrama, o planeta Vênus, signos do zodíaco, deuses egípcios, sexo ritualístico, adoração à deusa, Leonardo daVinci, cavaleiros templários e a igreja católica?!?!?!? Nossa! Que imaginação!! (Parece uma versão de Six Degrees of Kevin Bacon envolvendo Maria Madalena)

 

Nada disso seria uma problema se Dan Brown não tivesse afirmado no começo do livro que todas as descrições de rituais, arte, etc, "correspondem rigorosamente à realidade", mas como eu na verdade gostei da leitura, procuro ignorar que ele tenha escrito essa infeliz página, e aprecio o Código daVinci como o que ele na realidade é, um bom livro de FICÇÃO.

 

Eu só fico triste quando eu penso que tem muita gente que não sabe muito de arte ou história que vai acabar tomando o livro como fonte de informações, e essas informações talvez estejam erradas...

 

Sabe, tem um livro que eu li, "Na Toca do Leão", uma história que se passa no Afeganistão, o autor é Ken Follett (muito bom, por sinal), bem... mesmo após ter pesquisado muito para compor a historia, nos presenteia com a seguinte nota no inicio do livro:

 

"(...)

Embora eu tenha tentado fazer com que o ambiente parecesse autentico, esta obra é fruto da imaginação e não deve ser encarada como uma fonte de informações infalíveis sobre o Afeganistão ou qualquer outra coisa. Os leitores que desejarem saber mais encontrarão uma relação de obras indicadas ao final do livro."

 

Se apenas Dan Brown tivesse essa lucidez...

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

É legal. Às vezes ele força uma barra, mas é legal, bem legal. O último capítulo (não o Epílogo), porém, é uma bosta.<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Por curiosidade eu fui dar uma olhada no elenco do filme "O Código Da Vinci", pra ver se meus intérpretes batiam.

Como eu já sabia do Tom Hanks como Langdon e do Bettany como Silas, esse dois eu imaginei mais ou menos como os dois atores mesmo. No entanto, os outros eu não sabia até agora.

Geralmente imagino personagens com aparência de atores, talvez por ter sangue mais cinéfilo, e por associações culturais. Por exemplo: as personagens femininas do Palahniuk eu geralmente associo a Helena Bonham Carter, pelo fato dela ter feito "Clube da Luta" (que é baseado em livro do Palahniuk) e das personagens femininas principais dos livros do ator serem relativamente semelhantes umas às outras.

Tom Hanks (Robert Langdon); Jean Reno (Bezu Fache); Audrey Tautou (Sophie Neveu); Ian McKellen (Sir Leigh Teabing); Alfred Molina (Bispo Manuel Aringarosa); Paul Bettany (Silas)

Esse é o elenco, mas eu li o livro e pensei nas fisionomias (de descrição) de...:

Bezu Fache: pensei em Tchéky Kario.
Sophie Neveu: pensei em Sophie Marceau.
Sir Leigh Teabing: pensei numa mistura de Timothy Spall e Richard Harris.
Bispo Manuel Aringarosa: pensei no novo Papa.

-------------------

OBS: Eu postei isso há mais de mês no tópico "O Que Você Anda Lendo?"<?:namespace prefix = v ns = "urn:schemas-microsoft-com:vml" />

Serge Hall38729.7084143519
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

 Código Da Vinci será julgado por plágio

A partir desta segunda-feira, 27, o livro "O Código Da Vinci" enfrentará um julgamento por plágio em Londres. Isso poderá atrasar o lançamento de sua adaptação cinematográfica na Grã-Bretanha, prevista para o próximo 19 de maio.

Segundo informações de agências internacionais, o processo no Supremo Tribunal britânico deverá durar duas semanas e atende à queixa apresentada por Michael Baigent e Richard Leigh, que publicaram em 1982 um livro intitulado The Holy Blood and the Holy Grail (O Sangue Santo e o Santo Graal).

Este texto - divulgado pela editoria Random House - sustenta a hipótese de que Jesus teria se casado com María Magdalena e tiveram um filho, preservando, assim, sua descendência através dos séculos até a atualidade. A Igreja Católica, por sua vez, teria tentado impedir que o fato fosse descoberto.
Link to comment
Share on other sites

 Código Da Vinci será julgado por plágio

A partir desta segunda-feira, 27, o livro "O Código Da Vinci" enfrentará um julgamento por plágio em Londres. Isso poderá atrasar o lançamento de sua adaptação cinematográfica na Grã-Bretanha, prevista para o próximo 19 de maio.

Segundo informações de agências internacionais, o processo no Supremo Tribunal britânico deverá durar duas semanas e atende à queixa apresentada por Michael Baigent e Richard Leigh, que publicaram em 1982 um livro intitulado The Holy Blood and the Holy Grail (O Sangue Santo e o Santo Graal).

Este texto - divulgado pela editoria Random House - sustenta a hipótese de que Jesus teria se casado com María Magdalena e tiveram um filho, preservando, assim, sua descendência através dos séculos até a atualidade. A Igreja Católica, por sua vez, teria tentado impedir que o fato fosse descoberto. [/quote']

Mais gente querendo lucrar em cima do sucesso alheio. Teorias conspiratórias são de domínio público.

Link to comment
Share on other sites

 Bom livro. Boas "sacadas" relacionando aspectos miticos com a religião católica e estrutura narrativa que mantém o suspense na maior parte do tempo. Entretanto, a linguagem (não sei se culpa da tradução...) é rasteira e pobre. No geral, nota 7,5.

 Definitivamente, não vi o porquê de todo o "frisson" em torno deste livro... Existem livros 1000 vezes mais bem escritos e com estórias mais envolventes.

 

     

Link to comment
Share on other sites

Cite tais livros aqui para que possamos comparar!smiley2.gif

 "O Enigma da Pedra"

 "A Cura de Dr. Neruda Para o Mal"

 "O Insensível"

 "O Homem dos Dados"

 "Sidarta"

 "Conhecimento Proibido" (Não é romance, mas uma coletânea de considerações a respeito do Conhecimento e o impacto moral em todas as esferas)

 "O Grande Mentecapto"    

 "Trilogia O Senhor dos Anéis"

 "Grande Sertão: Veredas"

 Só prá fazer pensar...smiley2.gif

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...