Jump to content
Forum Cinema em Cena

Central de Notícias


Tannenbaum
 Share

Recommended Posts

Nem vira proibir!

Seria como o cigarro

Há campanhas, tipo aquela com fotos horriveis de pacientes terminais pelos diversos tipos de cancer provocado pela doenaç, fotos essas que fariam qquer um desistir de fumar após vê-las, massss no entanto... todavia

 

Se bem que acho que beber socialemtne nem pode ser comaprado com vicio

 

Acho que vira sim se houver realmente vontade! Se nao proibir, restringir bem.

Cigarro mesmo, essas fotinhos são ridiculas, nao resolve nada pra quem fuma, pois é um vicio.

É proibir, ocnsiderar cigarro o mesmo que cocaina.

Mas acho dificil, afinal, o que lucram com impostos nao é pouco nao.

 

Você parece ignorar que os problemas de hoje, em grande parte, refletem as decisões do passado. Se ficou imediato hoje é por que acabou virando uma bola de neve. Por falta de planejamento ou por pura consequencia do sistema mesmo, onde grandes corporações lucram muito às custas de pessoas miseráveis e com a degradação do meio ambiente. E é claro que um mero orçamento de uma missão espacial não vai resolver isso... Não é tão simples assim, há muitas variáveis a serem consideradas e você está tendo uma visão muito simplificada das coisas.

 

De qualquer forma, não há um dilema entre financiar missões espaciais e resolver os problemas do mundo. Isso nem é escopo das pessoas envolvidas nisso.

 

 

Não é só gastando rios de dinheiro que a vida das pessoas vai melhorar. Para isso é necessário haver distribuição de renda e saber gerenciar os gastos, que se forem aplicados com consciência e responsabilidade não precisam ser astronômicos.

 

 

Mais um oportunista tentando conquistar os crentes.

 

Escolas é que deviam ser preservadas e ter em cada quarteirão.

 

Concordo totalmente, esse degradação vem de longe, e não é o orçamento simples que vai resolver tudo. Mas se ta uma merda, isso ao menos seria paliativo. Ficando nos americanos mesmo, imagina o que deve sentir aqueles mais prejudicados pela crise, sem grana, sem casa, ouvindo que o governo gastou milhoes numa guerra inutil, mais milhoes pra brincar de star trek, etc etc etc.

Ja que é pra olhar pro futuro, podiam gastar em algo de saude, que infelizmente todos tem doenças.

 

Olha, odeio politica, mas qualquer coisa que ganhe do Serra será menos mal. Depois do que ele fez com São Paulo, deixando como legado o Kassab, ele nao merece ganhar nem par ou impar em bngo de asilo.

Link to comment
Share on other sites

Caca, tu tem uma idéia utópica sobre o poder da lei.

Se proibir desse resultados não teriamos o problema que temos com drogas não só aqui como no mundo todo !

 

Escolas é que deviam ser preservadas e ter em cada quarteirão.

 

EScolas ?!! Tá maluca? !

Que político quer cidadãos críticos, conscientes, que não possam ser facilmente manipulados ? Hellooo !

Link to comment
Share on other sites

Esqueci uma palavrinha: proibir e punir.

pq as drogas são proibidas, mas nao punidas. Neguinho é pego com maconha, cocaina e o escambau, e é pouco ou nada punido. Mete a pena de porte de droga a mesma que de qualquer traficante barra pesada, sendo processado e jogado na cadeia, alguns ja pensariam duas vezes. agora, punir no papel mas na pratica passar a mao na cabeça, como é a lei e sua aplicaçã hoje, ai nao adianta mesmo poribir, proiir nesse caso fica sendo só de palhaçada.

Link to comment
Share on other sites

Gênio da restauração

 

Turistas fazem fila para tirar foto com pintura 'restaurada' na Espanha

 

 

Restauração 'tosca' feita por Cecilia Giménez, de 81, virou sucesso mundial.

 

 

000_par7280635.jpg

 

http://g1.globo.com/...na-espanha.html

Virou meme

Já tem várias paródias

 

http://ultimosegundo...a-internet.html

 

 

Candidatos usam clones de Lula para fazer campanha em cidades do interior

 

iG teve acesso a um vídeo que mostra a 'voz rouca do ex-presidente' pedindo votos a um candidato de oposição na Bahia: 'Em nenhum momento dizemos que é o Lula'

 

http://ultimosegundo...o-interior.html

Para variar, candidatos tratando eleitores como idiotas. E cada vez mais estão tratando como crianças. Afinal, crianças que votariam em palhaços, personagens e super heróis. Digo super heróis porque alguns políticos acham que tem poderes sobrenaturais, para acabar com a miséria, corrupção, melhorar a saúde, etc.

 

EScolas ?!! Tá maluca? !

Que político quer cidadãos críticos, conscientes, que não possam ser facilmente manipulados ? Hellooo !

Pois é, e nada melhor que a religião para ajudar nessas pretensões inescrupulosas.

Link to comment
Share on other sites

Agricultor nepalês mata o filho ao confundi-lo com um macaco

 

 

 

Katmandu, 26 ago (EFE).- Um homem de 55 anos foi detido no Nepal por ter matado a tiros seu filho 'ao confundi-lo com um macaco', segundo informou neste domingo à Agência Efe uma fonte policial.

 

Gupta Bahadur Pulami, agricultor de profissão, atirou em seu filho nesta sexta-feira com uma escopeta de fabricação caseira quando este havia subido em uma árvore para comprovar se os macacos tinham entrado em sua plantação de milho.

'O pai não sabia que seu filho estava na árvore, portanto quando viu que a árvore se agitava disparou', disse à Efe o subinspetor de Polícia Tikaram Gurung, do posto de Thada, no distrito de Argahikanchi.

 

Os macacos de uma floresta próxima haviam entrado nos campos em dias anteriores para comer o milho, segundo Gurung, acrescentando que o menino tinha 12 anos e que seu pai será acusado de assassinato.

O milho é o cultivo principal nas montanhas do Nepal, que é um dos países mais pobres do mundo.

 

Devido ao hinduísmo professado pela maioria da população, os macacos costumam ser bem tolerados e tratados, pois são considerados uma reencarnação do deus-macaco Hanuman.

Link to comment
Share on other sites

Golpistas usam cartões de crédito de mortos e gastam fortunas

 

 

O prejuízo das fraudes que dão certo geralmente fica com os bancos, que fazem uma recomendação: assim que possível, a família deve avisar às instituições financeiras sobre a morte de um parente.

 

 

 

Um cartão de crédito sem limite de gastos válido até 2015 em nome de Marcos Kitano Matsunaga. O cartão é verdadeiro. Até poderia ser usado, se não fosse um detalhe.

 

O diretor-executivo do grupo Yoki já tinha sido esquartejado pela mulher havia quase um mês, quando alguém se passou por ele e pediu a emissão do cartão. Burrice ou ousadia?

 

O departamento antifraude do banco começou a investigar quem estava fingindo ser Marcos Matsunaga. Com a ajuda da polícia, veio a resposta:

 

“Por que o Marcos Matsunaga?”, perguntou o repórter.

 

“Porque é uma pessoa que tem um limite bom e tem um cadastro bom perante as instituições financeiras”, respondeu o golpista.

 

As investigações revelaram que o esquema era bem maior. Um golpe milionário, planejado não só por uma pessoa, mas por uma quadrilha especializada em se passar por gente rica que já morreu.

 

Os criminosos conseguiam, além de cartões de crédito, financiamentos de carros de valores altos. E depois, gastavam à vontade. Tudo no nome dos mortos. Pela televisão e pela internet.

Era assim que os golpistas escolhiam seus alvos.

 

Depois, segundo as investigações, a quadrilha comprava, de outros criminosos, cadastros com todas as informações pessoais dos mortos, desde o CPF até os dados bancários.

 

Fernando de Arruda Botelho, um dos donos da Camargo Corrêa, um dos maiores grupos empresariais do Brasil, morreu em abril deste ano, num acidente de avião, no interior de São Paulo. Após a morte, um golpista tentou comprar um carro no nome do empresário.

 

Em maio, a polícia registrou o momento em que Clóvis Almeida Araújo, acusado de ser um dos chefes da quadrilha, concluía a compra de uma caminhonete zero quilômetro.

 

O veículo, de quase R$ 142 mil, está em nome de Fernando Botelho, que já tinha morrido fazia um mês, quando a venda foi feita.

 

Nas imagens, Clóvis chega à concessionária com a caminhonete ainda sem placas, conversa com a vendedora, e depois de um tempo, vai embora com o veículo já emplacado.

 

Durante toda a negociação, Clóvis se apresentou como funcionário de Botelho. E para fechar o negócio, a quadrilha falsificou a assinatura do morto.

 

“Eles escolhiam os mortos pela certeza de que eles não iriam atrás dos golpistas”, diz o delegado Ben-hur Cirino de Medeiros.

 

O funcionário do Tribunal de Justiça de Pernambuco Solleon Menezes morreu num acidente de trânsito, em Fortaleza, no dia 10 de junho passado. No mês seguinte, a quadrilha conseguiu financiar dois carros em nome dele. Juntos, custam mais de R$ 100 mil. Os golpistas não pagavam nenhuma prestação do financiamento. E segundo a polícia, os carros eram logo revendidos.

 

“Existem já receptadores contatados e essas pessoas adquirem esses veículos por preço bem abaixo do mercado”, explica o delegado Ben Hur Serim de Medeiros.

 

Esta semana, o Fantástico localizou um dos carros que estão no nome de Solleon Menezes, circulando normalmente em Natal, capital do Rio Grande do Norte, onde a quadrilha se concentra. Quem dirige é outro integrante do bando, chamado Tiago Cortez da Cruz.

 

Tiago ainda foi flagrado recentemente se passando por Domingos Costa, presidente da Vilma Alimentos, tradicional empresa de Minas Gerais. O empresário morreu em um acidente aéreo, um mês atrás.

 

Quinta passada, Tiago ligou para uma concessionária, e como se fosse o morto Domingos Costa, se disse interessado numa caminhonete com tração nas quatro rodas.

 

Esta semana, Tiago também pediu dois cartões de crédito em nome de Domingos Costa, o dono da empresa de alimentos.

 

Um funcionário de um banco ligou para checar as informações. O funcionário fez uma série de perguntas sobre o verdadeiro Domingos Costa. Mas, desta vez, a farsa não deu certo.

 

Imediatamente, o golpista Tiago Cortez da Cruz desligou o telefone. Já se sabe que Tiago também se passou por outros mortos. Entre eles, estão um auditor da Receita Federal, dois desembargadores, um engenheiro e o empresário Marcos Matsunaga.

 

No caso do diretor da Yoki, a quadrilha solicitou dois cartões sem limite de gastos.

 

O produtor do Fantástico foi até um dos endereços usados pela quadrilha para pedir os cartões em nome dos mortos. A casa, num bairro nobre de Natal, é da família de Tiago. Segundo a polícia, os parentes não sabiam dos golpes.

 

Caçula de três irmãos, Tiago já esteve preso em 2007, acusado de clonagem de cartões de crédito. Geralmente, Tiago recebe os cartões no estado do Rio Grande do Norte. Mas ele mora em Pernambuco, na cidade de Jaboatão dos Guararapes. Tiago tem 28 anos e não terminou a faculdade de direito.

 

Em vídeos obtidos com exclusividade pelo Fantástico, ele comemora o réveillon em Porto de Galinhas, também em Pernambuco.

 

A polícia ainda investiga onde os golpistas usaram os cartões de crédito dos mortos. Por enquanto, há gastos comprovados em lojas de eletroeletrônicos, restaurantes e casas noturnas.

 

Segundo as investigações, quando precisava de dinheiro vivo, a quadrilha passava os cartões em uma distribuidora de bebidas e em um salão de beleza, que ficam em Natal.

 

O salão é de Andréa Padilha da Silva, ex-mulher de Clóvis Almeida Araújo, já mostrado nesta reportagem, andando com um carro financiado em nome de um morto.

 

Esta semana, todos os acusados mostrados nesta reportagem foram presos, além de outras cinco pessoas.

 

Apontado como um dos chefes da quadrilha de golpistas, Clóvis já foi pra cadeia em 2007 por outro crime: assalto com refém.

 

Na sexta passada, ao ser preso, Clóvis negou que ele e a ex-mulher tenham participação nas fraudes. Sobre a caminhonete em nome de Fernando de Arruda Botelho, ele mentiu. Disse que não sabia que o empresário estava morto, mas não é o que mostram as escutas telefônicas feitas pela polícia. Clóvis ainda jogou a culpa no comparsa Tiago Cortez da Cruz.

 

Já Tiago, que foi preso quando saia de casa, disse que Clóvis era o chefe da quadrilha. Tiago confessou os golpes.

 

Os cartões que Tiago solicitou se passando por Marcos Matsunaga foram emitidos, mas não chegaram a ser entregues. Foram usados pela polícia para investigar a quadrilha.

 

O prejuízo das fraudes que dão certo geralmente fica com os bancos, que fazem uma recomendação: assim que possível, a família deve avisar as instituições financeiras sobre a morte de um parente.

 

Com a prisão da quadrilha do Rio Grande do Norte, agora, as investigações mudam de estado.

 

No Rio de Janeiro, outros golpistas também pediram um cartão de Marcos Matsunaga, logo depois da morte dele.

 

“Outros trabalhos estão sendo intensificados na procura desses indivíduos, desses delinquentes que estão causando grande prejuízo à sociedade, um prejuízo ao comerciante e ao cidadão. Isso é uma afronta, é um desrespeito à pessoa que morreu, como também a seus familiares”, diz o delegado geral da Policia Civil RN, Fabio Rogerio Silva.

Link to comment
Share on other sites

Eu fico pasma com o oportunismo e inteligência de golpistas assim...aff! Eles são criativos demais!

Fico pensando se já passaram tais idéias pela cabeça de pessoas honestas e elas não fizeram por serem honestas ou por medo de serem pegos, tipo " a ocasião faz o ladrão".

 

 

Uia ! :

 

 

Sampat Pal

 

 

 

 

9C8E75DFA16C2C1413DB2F1B6F2BF.jpg

 

 

 

Engana-se quem pensa que cor de rosa é coisa de menina. Para Sampat Pal este tom representa suas convicções. Junto com outras mulheres fardadas de pink, esta indiana de 65 anos enfrenta com vara de bambu quem ferir os direitos humanos. Nascida em 1958 em uma família muito pobre, na casta mais inferior da Índia, ela aprendeu a ler com os irmãos, pois às meninas não era permitido estudar.

 

Graças a um tio, Sampat Pal foi incentivada a entrar na escola. Casou-se com apenas 12 anos de idade. Aos 15 deu à luz seu primeiro dos cinco filhos. Uma vez formada, trabalhou como agente de saúde do governo, mas renunciou para criar a Pink Gang, uma ‘gangue’ de mulheres que luta contra as diversas formas de injustiça social.

 

 

Tudo começou na sua cidade natal, o distrito Banda de Uttar Pradesh, no norte da Índia, uma das regiões mais pobres do país, marcada por uma cultura profundamente patriarcal, rígidas divisões de casta, analfabetismo feminino, violência doméstica, trabalho infantil, casamento entre crianças e exigência de dote. A Pink Gang foi inicialmente concebida para punir maridos opressores, pais e irmãos, e combater a violência doméstica e a deserção.

 

 

-"Nós não somos uma gangue no sentido comum do termo, somos uma gangue pela justiça", explica a criadora da irmandade cor de rosa.

 

 

Quando Sampat Pal fica sabendo que alguma mulher ou criança está apanhando dentro de casa, ela faz uma visita e conversa com o agressor. Em um segundo momento, se não houve mudança de atitude, ela o chama para praça pública e expõe a toda comunidade local que aquela pessoa está fazendo mal à esposa ou aos filhos. São dois avisos. Se mesmo assim o infrator não mudar, Sampat Pal e seu grupo de mulheres fardadas de pink se reúnem e “dão uma lição” no covarde. A surra é com varas de bambu, uma espécie de “cajado da justiça”.

 

 

Hoje a Pink Gang tem dezenas de milhares de membros, incluindo simpatizantes do sexo masculino. Embora as intervenções sejam principalmente em nome das mulheres, o grupo é cada vez mais solicitado por homens para resolver questões de abusos de direitos humanos infligidos aos fracos.

 

 

Por VANESSA ANDRADE

 

 

 

Fazer o herege experimentar do pprio veneno... so coolllll !!

B)

É um caso de justiça feita com as pprias mãos que pode parecer surreal e indevido, até perigoso... mas que se ajusta na Índia.

Há casos na África em que, qd uma mulher está sendo espancada todas se reunem e batem panela na porta e há aldeias em que estupros são tão comuns que elas desistiram da ajuda policial, se reunem e elas mesmas dão um corretivo no cara.

Link to comment
Share on other sites

Fico imaginando nesse golpe dos falecidos, que fim tem esse dinheiro todo, a família tem direito de receber todo ele?, digamos, um falecido rico que morreu, o dinheiro fica retido ou vai para a família?, porque se fica retido nos bancos, dá na mesma esse dinheiro enriquecendo os bancos ou os golpistas se não ficar nas mãos da família, que fim tem todo esse dinheiro...

Link to comment
Share on other sites

Vá com o Capeta!

 

Crítico de cinema Rubens Ewald Filho é internado em São Paulo

 

27 de Ago. de 2012 às 15:01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

img-424669-rubens-ewald-filho.jpg

 

O crítico de cinema Rubens Ewald Filho (67) está internado desde domingo, 26, no Hospital Santa Catarina, em São Paulo. O jornalista começou a se sentir mal durante uma festa de aniversário, na última quinta-feira, 23.

 

Segundo a assessoria de imprensa de Ewald Filho, ele sentiu fortes dores de cabeça e decidiu procurar o hospital, onde foi aconselhado pelos médicos a se internar para a realização de exames.

 

Com mais de quarenta anos de profissão, o crítico também fez cinema como ator e roteirista, escreveu telenovelas - como Éramos Seis, em parceria com Silvio de Abreu (69) - e também é diretor de teatro. Já comentou 27 edições do Oscar para a TV brasileira.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...