Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

 

       Critica....

[/quote']

 

Bom gosto muito das criticas do Pablo Villaça, porque ele tem o ponto de vista muito parecido com o meu... no entanto como fã da serie Twilight nao gostei da critica dele do Lua Nova e concordo com alguns pontos que a Ana Paula M. disse... uma obseervação na critica do Pablo foi quando ele diz: "

o diretor Chris Weitz faz um trabalho apenas correto, perdendo pontos

importantes ao escancarar sua falta de confiança na inteligência do

espectador (mas quem pode culpá-lo?) durante a seqüência em que,

através de sucessivos travellings circulares,

estabelece a passagem do tempo ao enfocar a mudança das estações

através da janela de Bella – algo que poderia até ser interessante caso

o cineasta não insistisse em também indicar, através de letreiros, a

mudança dos meses."

No filme foi muito bom eles enfatizarem a questao dos meses pois no Livro isso acontece dessa forma.. a cada pagina um mês... Outubro... Novembro... Dezembro... e para nós fãs ficou muito bem representado... 03

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 208
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Olá a todos' date=' e me desculpo logo antecipadamente pelo texto longo.

 

 

 

Primeiro gostaria de parabenizar o Pablo pela excelente crítica, eu gosto muito do estilo de escrita dele, a ironia fina é admirável, e os pontos que ele escolhe para trabalhar nos textos são ótimos. Sem falar nas metáforas :)

 

 

 

Mas na verdade eu queria era deixar algumas reflexões sobre os desdobramentos da crítica Lua Nova.

 

 

 

O filme é ruim? É. Eu não vi, mas imagino que seja, por tudo que li até agora, por nota no IMDB, e por sexto sentido, hehe. Os livros da Meyer também são, mas claro que isso não impede de vender muito. Muitas coisas ruins vendem muito, até porque somos vítima da mídia de massa, e nossa sociedade está cheia de gente sem senso crítico; o produto ruim vende porque quem compra o quer assim, e por isso ele existe.

 

 

 

O que me espantou na verdade foi a histeria coletiva das meninas e o tom colérico e as mensagens de ódio com relação à crítica. Só que depois de um tempo eu parei pra pensar. Acho que ninguém está parando para entender o porque do fenômeno, e lendo algumas das mensagens das meninas nos fóruns, eu acabei fazendo a seguinte análise.

 

 

 

Crepúsculo é um romance, e realmente um tipo de Romeu e Julieta. É um romance emo (e emo remete literalmente à emoção), e emoção, nós sabemos, não é um sentimento bem trabalhado por ninguém hoje em dia. Essas meninas cresceram vendo bunda na TV, vendo uma hiperexploração do sexo até mesmo em idades inadequadas, e estiveram expostas precocemente ao cinismo de uma sociedade cada vez mais permissiva nos costumes ao mesmo tempo em que valoriza cada vez menos os sentimentos e sua expressão. O "movimento" emo não surgiu à toa. É preciso refletir sobre os porquês disso tudo.

 

 

 

Tenho 31 anos, sou médica, e adoro ler. Lembro que na minha época de adolescente esse tipo de histeria coletiva só acontecia em shows de mega ídolos, Madonna, Michael Jackson, gente desmaiando. O fato da série crepúsculo conseguir gerar esse tipo de reação por si só já chama a atenção para o porque disso ocorrer. Como disse uma das fãs no fórum já citado aqui, os livros fizeram com que ela acreditasse novamente no amor. Será que isso basta para justificar todo esse movimento? Fico pensando, talvez. Porque ao mesmo tempo em que nossas adolescentes são bombardeadas precocemente com repressão emocional, cinismo e bundas, é cobrado socialmente que elas acreditem no amor, na pureza, que só façam sexo com alguém que elas gostem. É cobrado que se casem e tenham uma relação até que a morte os separe. São chamadas de vagabundas se não seguem determinados padrões hipócritas. Deve ser um mundo difícil de viver. Ainda mais quando se tem 12, 15 anos, e não se entende nada da vida.

 

 

 

Além disso, o que as meninas têm feito é um típico movimento de rebanho. É irracional, coisa de matilha, e vemos esse mesmo movimento nos estádios de futebol, só que os gritos dos homens não são tão agudos. Tem gente que literalmente mata e morre por um time, e não existe argumento que mude isso. É irracional, é catarse, e eu enxergo como o mesmo movimento que está acontecendo ao redor da série Crepúsculo.

 

 

 

Não adianta argumentar; as fãs não têm a maturidade exigida para entender a crítica do Pablo, como ainda não têm a educação necessária nem para escrever corretamente, nem raciocinar logicamente ou argumentar corretamente. Lembrem que estamos num momento em que não se valoriza livros nem leitura, as pessoas escrevem cada vez menos, de forma cada vez mais abreviada, e há correntes que pensam que o próprio raciocínio humano ficará assim, cada vez mais telegráfico, consequência dos novos meios de comunicação.

 

 

 

A histeria de crepúsculo me lembra muito a histeria dos alunos da Uniban, guardadas as devidas proporções, e penso que deve ser visto como um fenômeno digno de análise e não apenas de revolta crua e sem repercussão. Não consigo ver as meninas como vilãs ou criminosas. Apenas como vítimas de um conjuntura ampla.

 

 

 

Bem, é apenas minha humilde opinião.

 

 

 

Um abraço a todos. [/quote']

 

Gostaria de saber: qual parte da medicina você exerce? Algo relacionado à psicologia?

 

Bem, concordo com absolutamente tudo que você escreveu.

 

 

 

Muitas pessoas gostam de julgar essas meninas por pura diversão.

 

Já cansei de sair com amigos, e eventualmente, quando um grupo de meninas na mesa ao lado começa a rir um pouco mais alto, alguém já vem com o comentário "Olha a canja!" É engraçado ver que as pessoas gostam tanto de criticar e não olham pra elas mesmas. As meninas simplesmente RIEM, e isso já é motivo pra comentários. Muitas vezes já fiquei inconformada com isso e respondi. "Você se acha melhor que elas?"

 

 

 

As fãs de Twilight adoram gritar, mesmo. Mas não consigo olhar pra todas elas como um bando de adolescentes "necessitadas" que não pensam. Elas simplesmente são muito apaixonadas. Sim, fazem um papel ridículo, mas quem nunca fez um?

 

O adolescente emo com cortes nos pulsos, a tiete histérica ou o punk de cabelo verde? Quem é mais ridículo? É tudo questão de ponto de vista.

 

 

 

Eu mesma acho que não entraria em uma sessão de estréia, mesmo porque sairia surda, e ficaria irritada com o fato de não conseguir ver o filme em paz. Mas não me incomoda ver aquelas meninas, que vi ontem mesmo, esperando na fila da sessão de 00:30 (de hoje) soltando gritinhos de excitação e rindo de orelha a orelha. Muita gente pode achar isso idiota, mas essa emoção faz bem e deixa a gente feliz.

 

 

 

Só pra finalizar, gostei de você ter colocado sua profissão e sua idade. Pelo menos assim tenho certeza que muita gente vai pensar duas vezes antes de criticar o seu post e falar o que bem entende.dark_angel2009-11-22 12:28:35

Link to comment
Share on other sites

 

 

Gostaria de saber: qual parte da medicina você exerce? Algo relacionado à psicologia?

 

 

Só pra finalizar' date=' gostei de você ter colocado sua profissão e sua idade. Pelo menos assim tenho certeza que muita gente vai pensar duas vezes antes de criticar o seu post e falar o que bem entende.[/quote']

 

Eu sou infectologista, mas tudo relacionado ao ser humano me interessa,

psico, socio, antropo, filo e essas logias e sofias aí da vida. Uma

época pensei em fazer psiquiatria, mas era pesado

 

E é uma pena

que a gente tenha chegado a esse ponto de pensar que colocar a idade

pode ajudar a ter a opinião minimamente respeitada :/

 

Também

concordo com suas colocações. Hoje em dia julgar os outros é muito

fácil, difícil é fazer auto-crítica, assumir um erro...

 

Também, com essa educação industrial que enfiam goela abaixo da gente, e que não ensina a pensar, fica difícil.

 

Mas

ao menos ainda temos fóruns de discussão, temos bons filmes e bons

livros, devagarzinho tentamos construir coisas diferentes! :)

 

Um abraço.

ec.band2009-11-22 12:46:01

Link to comment
Share on other sites

 

Aqui em Brasília no maior shopping da cidade, o fenômeno se confirma, ingressos esgotados para TODAS as sessões até 30 de Novembro.

 

 
[/quote']

 

Park ou Pátio?

 

 

 

Park (mas acho que eles devem ter aberto sessões extras)

 

 

Comentários como esse me deixam com muito' date=' muito medo.

E vídeos como
esse aqui me apavoram!
[/quote']

 

 

Sim, o horror, o horror... 06

 

 

 

 

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

os fãs são tão enlouqcidos que até fizeram o Robert Pattison ser atropelado por um táxi 06

 

 

 

sobre a Kristen Stewart ela é uma boa atriz (ela estava muito foda no O Quarto do Pânico) o problema é que botaram ela pra fazer uma personagem bem chata e sem sal (a Bella do Crepúsculo)

 

mas eu vou ver o Lua Nova no cinema por causa da Kristen Stewart (só por isso)

 

cinéfilo2009-11-22 14:11:00

Link to comment
Share on other sites

 

Mas na verdade eu queria era deixar algumas reflexões sobre os desdobramentos da crítica Lua Nova.

 

O filme é ruim? É. Eu não vi' date=' mas imagino que seja, por tudo que li até agora, por nota no IMDB, e por sexto sentido, hehe. Os livros da Meyer também são, mas claro que isso não impede de vender muito. Muitas coisas ruins vendem muito, até porque somos vítima da mídia de massa, e nossa sociedade está cheia de gente sem senso crítico; o produto ruim vende porque quem compra o quer assim, e por isso ele existe.

 

O que me espantou na verdade foi a histeria coletiva das meninas e o tom colérico e as mensagens de ódio com relação à crítica. Só que depois de um tempo eu parei pra pensar. Acho que ninguém está parando para entender o porque do fenômeno, e lendo algumas das mensagens das meninas nos fóruns, eu acabei fazendo a seguinte análise.

 

Crepúsculo é um romance, e realmente um tipo de Romeu e Julieta. É um romance emo (e emo remete literalmente à emoção), e emoção, nós sabemos, não é um sentimento bem trabalhado por ninguém hoje em dia. Essas meninas cresceram vendo bunda na TV, vendo uma hiperexploração do sexo até mesmo em idades inadequadas, e estiveram expostas precocemente ao cinismo de uma sociedade cada vez mais permissiva nos costumes ao mesmo tempo em que valoriza cada vez menos os sentimentos e sua expressão. O "movimento" emo não surgiu à toa. É preciso refletir sobre os porquês disso tudo.

 

Tenho 31 anos, sou médica, e adoro ler. Lembro que na minha época de adolescente esse tipo de histeria coletiva só acontecia em shows de mega ídolos, Madonna, Michael Jackson, gente desmaiando. O fato da série crepúsculo conseguir gerar esse tipo de reação por si só já chama a atenção para o porque disso ocorrer. Como disse uma das fãs no fórum já citado aqui, os livros fizeram com que ela acreditasse novamente no amor. Será que isso basta para justificar todo esse movimento? Fico pensando, talvez. Porque ao mesmo tempo em que nossas adolescentes são bombardeadas precocemente com repressão emocional, cinismo e bundas, é cobrado socialmente que elas acreditem no amor, na pureza, que só façam sexo com alguém que elas gostem. É cobrado que se casem e tenham uma relação até que a morte os separe. São chamadas de vagabundas se não seguem determinados padrões hipócritas. Deve ser um mundo difícil de viver. Ainda mais quando se tem 12, 15 anos, e não se entende nada da vida.

 

Além disso, o que as meninas têm feito é um típico movimento de rebanho.  É irracional, coisa de matilha, e vemos esse mesmo movimento nos estádios de futebol, só que os gritos dos homens não são tão agudos. Tem gente que literalmente mata e morre por um time, e não existe argumento que mude isso. É irracional, é catarse, e eu enxergo como o mesmo movimento que está acontecendo ao redor da série Crepúsculo.

 

Não adianta argumentar; as fãs não têm a maturidade exigida para entender a crítica do Pablo, como ainda não têm a educação necessária nem para escrever corretamente, nem raciocinar logicamente ou argumentar corretamente. Lembrem que estamos num momento em que não se valoriza livros nem leitura, as pessoas escrevem cada vez menos, de forma cada vez mais abreviada, e há correntes que pensam que o próprio raciocínio humano ficará assim, cada vez mais telegráfico, consequência dos novos meios de comunicação.

 

A histeria de crepúsculo me lembra muito a histeria dos alunos da Uniban, guardadas as devidas proporções, e penso que deve ser visto como um fenômeno digno de análise e não apenas de revolta crua e sem repercussão. Não consigo ver as meninas como vilãs ou criminosas. Apenas como vítimas de um conjuntura ampla.

 

Bem, é apenas minha humilde opinião.

 

Um abraço a todos.

 

[/quote']

 

 

Melhor post de longe desse tópico. Mas devo apontar, conforme o Pablo comentou no blog dele ( http://www.cinemaemcena.com.br/pv/BlogPablo/post/2009/11/22/Crepusculetes-Um-Ponto-de-Vista-Interessante-e-Ponderado.aspx#comment ), não acho que a paixão alucinada (por crepúsculo, futebol ou o que quer que seja) seja desculpa para falta de senso crítico. Quer dizer, o mais fanático dos torcedores sabe ver quando seu time não joga bem e, se ele for no mínimo ponderado, vai admitir quando ouvir alguém falando mal. Isso não acontece com as crepusculetes. Para elas simplesmente o filme é o máximo e ponto final. Só por ser "da saga". Eu me lembro que na época da febre Harry Potter, ao ver os filmes os fãs tinham mil ressalvas, o que indica que bem ou mal eles analisavam o que viam, não adotavam simplesmente os filmes como objetos de adoração e pronto.

 

Agora, devo fazer um 'mea culpa' aqui. Às vezes ao ler certos comentários acabo entrando na pilha de ficar discutindo com essas meninas, justamente por notar essa falta de senso crítico pela parte delas, isso me incomoda

Link to comment
Share on other sites

 

 

Melhor post de longe desse tópico. Mas devo apontar' date=' conforme o Pablo comentou no blog dele (...)  não acho que a paixão alucinada (por crepúsculo, futebol ou o que quer que seja) seja desculpa para falta de senso crítico.  [/quote']

 

Vou deixar aqui o mesmo comentário que deixei no blog do Pablo. Eu não acredito que as pessoas nasçam sem senso crítico ou escolham não tê-lo. Na minha visão isso é uma construção proposital (tá, é meio teoria da conspiração isso, mas que seja).

 

"Pablo, claro que há exceções. Mas o nosso sistema educacional é

desenhado hoje em dia pra emburrecer todo mundo, ou pelo menos acredito

nisso. Se tiver interesse, achei legal esse video de uma palestra do

Alvin e Heidi Toffler discursando sobre educação industrial. E no

documentário Zeitgeist, no terceiro momento, também há uma reflexão

sobre como estamos sendo emburrecidos pelos sistemas educacionais e de

mídia. Não acho que as pessoas escolhem ser burras Smile

 

 

 

 

 

Abraços

 

 

 

Bete"

Link to comment
Share on other sites

 

Gostaria de saber: qual parte da medicina você exerce? Algo relacionado à psicologia?

 

 

 

Só pra finalizar' date=' gostei de você ter colocado sua profissão e sua idade. Pelo menos assim tenho certeza que muita gente vai pensar duas vezes antes de criticar o seu post e falar o que bem entende.[/quote']

 

 

 

Eu sou infectologista, mas tudo relacionado ao ser humano me interessa, psico, socio, antropo, filo e essas logias e sofias aí da vida. Uma época pensei em fazer psiquiatria, mas era pesado

 

 

 

E é uma pena que a gente tenha chegado a esse ponto de pensar que colocar a idade pode ajudar a ter a opinião minimamente respeitada :/

 

 

 

Também concordo com suas colocações. Hoje em dia julgar os outros é muito fácil, difícil é fazer auto-crítica, assumir um erro...

 

 

 

Também, com essa educação industrial que enfiam goela abaixo da gente, e que não ensina a pensar, fica difícil.

 

 

 

Mas ao menos ainda temos fóruns de discussão, temos bons filmes e bons livros, devagarzinho tentamos construir coisas diferentes! :)

 

 

 

Um braço.

 

 

 

 

Concordo com grande parte do que escreveu, mas preciso discordar com o ponto em que diz:

 

 

 

"Não adianta argumentar; as fãs não têm a maturidade exigida para entender a crítica do Pablo..."

 

 

 

 

 

O erro do Pablo - na minha opinião - foi criar a crítica dele usando ironia como combustível para o texto, porém é esperado de uma pessoa que está criando sua independência que aceite críticas - independente do teor delas - que as tome como forma de crescimento.

 

 

 

Adolescência foi, é e sempre será a fase onde se agirá como besta, fará coisas bestas por coisas igualmente bestas (Mulheres por uma cara famoso, Homens por quererem ser um rockstar[eu, rs]), mas - usurpando seu exemplo - não se pode agir como torcedores de futebol que ficam insandecidos, por serem contrariados.

 

 

 

Vou além. É importante que todo adolescente tenha aquele ídolo que encha os sonhos, que você se inspira. É super legal isso, ouso dizer que todo adolescente precisa ter isso, toda geração precisa ter aquele superstar e/ou ir em um show que marque sua vida.

 

 

 

Em resumo, acho que elas(eles) tem todo direito de discordar, de amar os livros, de amar os filmes, mas não podem agir assim.

 

 

 

 

 

 

 

ps.: Como envolve coisas de vampiro (assunto que gosto), li os livros e confesso. Longe de ser o melhor livro que já li, mas é uma escrita leve, apesar de todos os textos mexicanos. Nota-se também uma evolução muito bacana na escrita da Meyer. No último livro, é notável a mudança da escrita desse para o primeiro. Não é dificil adivinhar porque tanto adolescente - que geralmente odeia ler - gostou.

Link to comment
Share on other sites

É mesmo maravilhoso que as pessoas tenham opiniões diferentes e é uma pena que você não possa respeitar as minhas. Quando escrevi não quis rebater ninguém e tão pouco desrespeitar o Pablo. Li todos os comentários e me achei no direito apenas mostrar que, contrariamente ao que você diz sobre não precisar do livro para criticar o filme,  o Pablo passou a maior parte do tempo criticando o livro, e não o filme.

 

Concordo plenamente. Mas, sinceramente, não acho que te desrespeitei. Apenas manifestei discordância e argumentei. Desrespeitar e discordar são duas coisas bem diferentes. Por favor, me aponte onde no meu post eu desrespeitei ou ofendi você. Peço desculpas caso isso tenha ocorrido.

 

Sinceramente, não retiro nada do que escrevi.

 

Não era essa a intenção. Não quero que você retire o que diz, nem te convencer de qualquer coisa. Quero simplesmente que você desenvolva melhor a argumentação em pró da sua posição para podermos ter um debate construtivo. Quem sabe você me ensine algo ou eu te ensine algo no final. Mas claro, devemos saber realizar essa troca de idéias com o mínimo de civilidade...

 

Não faço parte do mundo do cinema, porém, acho que há uma clara relação entre a obra original e o filme sim, e quando falo em pesquisa, falo em não passar o tempo todo criticando coisas do livro, pois quase tudo que foi criticado faz parte do livro. Se a intenção é mudar tudo isso que vocês consideram tão errado, teríamos também que mudar o nome do filme, pois não seria mais Lua Nova.

 

Isso acontece porque filme e livro tem a mesma raiz, logo dividem certas coisas, é natural o filme ter certos elementos que também estão presentes no livro, é uma adaptação, afinal. Mas isso não muda o fato de serem duas coisas distintas. No fim, é a mesma história sendo contada por duas linguagens diferentes. Você por ter conhecido a obra original até pode fazer essa confusão, mas o Pablo mesmo admite que não leu os livros, como então ele poderia criticar os romances?

É possível sim conseguir trazer ao cinema os elementos certos da história e fazer alterações para que o filme tenha um resultado melhor, existem inúmeros exemplos de adaptações que não seguiram à risca suas inspirações e que geraram filmes formidáveis. Sim, existe um limite, como você disse, se realizar mudanças demais o filme pode perder sua identidade "e não ser mais Lua Nova". É preciso saber dosar. Por isso dirigir uma adaptação é uma tarefa muito difícil e que exige muito, mas MUITO talento.

 

Qual é o problema da abstinência sexual? Só por que todo mundo hoje em dia é promíscuo, os personagens do filme também tem que ser?

 

Aí é mais uma questão de interpretação. O Pablo, na crítica do primeiro filme, interpretou que a Meyer estivesse pregando a abstinência ao seu público por meio da história do romance, como quem diz, através da história de Edward e Bella, que se guardar sexualmente é mais do que uma recomendação, mas uma obrigação imposta pela realidade, numa posição que ele consideraria inadequada aos tempos atuais. Nas palavras dele: "os jovens estariam mais bem servidos com aulas sobre métodos anticoncepcionais e de prevenção a DSTs." Não que eu concorde, não acho que a Meyer teria pensado nisso de divulgar essa mensagem. Pra mim ela já deve ter se sentido suficientemente inteligente em apenas conceber a metáfora.

 

Volto a dizer que a questão de esperar muita realidade em um filme sobre vampiros e lobisomens é muita ingenuidade...ou maldade! O fato é que falam tão mal dos fãs por fazerem vistas grossas aos erros para proteger os filmes que gostam, mas acabam fazendo a mesma coisa, catando cada pequeno detalhe para ridicularizar e tripudiar. Olha o tempo que você gastou apenas para falar mal do filme! Continuo achando que quem quer realismo deveria ler um jornal ou assistir um documentário.

 

Mas não é a realidade que estamos esperando! É a mínima coerência! Não adianta encher um filme com um elemento e querer justificá-lo usando uma explicação que não faz sentido nenhum! E a explicação sobre a temperatura do corpo dos lobisomens ser mais quente é um contra-senso! Seria melhor não ter "explicação" nenhuma...

Mas volto a reconhecer que a sua sacação sobre as roupas rasgarem é uma desculpa melhor.

 

Quando falei em falta de expressividade, não falo só de caráter, mas de aparência mesmo. Você leu com atenção o que eu falei sobre os vampiros? Eles são como mármore. Notou na cena de briga com os Volturi que o rosto do Edward parecia estar rachando?

 

Eu também não falei de caráter. Falei da atuação como um todo. Falei do trabalho do ator de ser capaz de transmitir emoção através de seu personagem. E o Pattinson não consegue isso. Suas expressões não são contidas, como uma pessoa quieta, reservada teria, mas sim artificiais, como alguém... fingindo muito mal ser outra pessoa.

Isso do rosto é mais trabalho da maquiagem (que no filme é bem ruim também. Existem formas de fazer rostos pálidos sem soar tão falso, sobretudo quando se tem um orçamento como o da "saga".) que do ator, mas o ator tem que ser o responsável por fazer aquilo soar plausível. Coisa que o Pattinson não faz.

 

Quanto a questão do brilho, sua resposta deixou bem clara a sua implicância. Não pode ter brilho porque “você” acha ridículo?? Por favor... Lobisomens florescentes? Quem sabe? Algumas pessoas podem gostar. Mande esta idéia para a Stephenie.

 

Ok, admito minha implicância. Mas me responda qual a função do tal brilho dos vampiros na história? A Meyer quis driblar o mito dos vampiros não poderem sair ao sol, mas não quis descartá-lo. Bem, acho que ela poderia ter pensado numa coisa menos... purpurina. Ah... mas é fofo, bonitinho né? Eu acho bem brega, além do já falado ridículo. Mas ok, vocês gostam, beleza.

Lobisomens florescentes foi só uma piadinha inofensiva... =P

 

Que continuem as críticas. Sejam elas positivas ou negativas, sempre dão ibope para os filmes!

 

Infelizmente... Mas, se gerar algum debate construtivo, tá valendo. =P

 

Link to comment
Share on other sites

Em resumo' date=' acho que elas(eles) tem todo direito de discordar, de amar os livros, de amar os filmes, mas não podem agir assim. [/quote']

 

Acho que seria mais fácil pras fãs entenderem e aceitarem uma crítica se essa crítica não fosse contra algo a que elas são tão devotadas.

 

Se existe adultos maduros que não aceitam certas críticas, imagine adolescentes tão apaixonadas.

 

Elas xingam e amaldiçoam o Pablo (e todos os outros críticos que falaram mal do filme) porque não têm argumento. Amam tanto a saga que procuram qualquer um que fale minimamente bem, como a Capricho fez, claro, e ganhou MUITOS pontos com isso.

Link to comment
Share on other sites

         Os atores e a produçåo devem estar muito chateado contando o dinheiro a caminho do banco....

         Caro 'ec.band' se vc nåo viu o filme nåo deveria estar comentado por aqui.... E comparar o tumulto dos estadios de fultebol com o da estreia de New Moon é uma coisa muito sem noçåo. Eu pelo menos nåo soube de alguem que foi espando pela policia, pelos colegas ou mesmo morto.

          'Fabio Galdino' e 'fabiofps' meu cérebro anda muito bem obrigada. O livro Midnight Sun é narrado pelo Edward, eu li e nåo vejo nenhum problema nisso, é um especie de perspectivas. Ela explorou o ponto de vista da Bella e agora o ponto de vista do Ed. Ela fez a mesma coisa em Amanhecer caso tivesse lido teria sacado. Acontece a mesma coia em Russet Noon que é narrado pelo Jacob e escrito por Lady Sybilla. Incrível essa sua historia de ler todos os livros achando que eles såo ruins, em geral as pessoas param de ler o livro quando acham ruins.

          Esse lance de Vampire Dairies é ridícula eu odeio essa série. "«Vampire Diaries» é, na melhor das hipóteses, um videoclip de 44 minutos a anunciar uma série de longe mais interessante e, na pior, um clone sem vida de coisas que já foram feitas no passado, e melhor" de Brian Ford Sullivan e eu concordo integralmente com ele. Uma série que nao dá para assistir e olha que eu tentei.

           Eu também concordo que existem certas fås piradas demais, mas isso é exceçåo a lei.

            Mais uma vez, os lobisomens andam sem camisa porque a Stephenie retratou no livro assim, o Cris retratou isso no filme e tåo achando que é apelaçåo, talvez até seja, mas e daí? Tá no livro.

            Quem nåo gostou do fime eu nåo posso fazer nada, mas ficar cavando para escrever coisas ruins sobre o filme que nem fazem sentido e nem ao menos ter lido o livro para ter certeza do que esta falando é absurdo. Foi isso o que o Pablo fez, o que outros críticos fizeram e o que um monte de "Odeiao a Saga Crepusculo Até a Morte" eståo fazendo
Link to comment
Share on other sites

 

Esse é o melhor tópico do C&C1606

 

Olha o sucesso!!

 

Bilheteria USA: A Saga Crepúsculo: Lua Nova

Continuação bate recorde de Batman - O Cavaleiro das Trevas nos EUA

22/11/2009Érico Borgo

 

A

Saga Crepúsculo: Lua Nova obteve para a Summit

Entertainment o recorde de melhor abertura de todos os tempos na última

sexta-feira, com 72,7 milhões de dólares nos

EUA, incluindo exibições à meia-noite e pré-vendas.

O romance vampiresco tirou o posto de Batman

- O Cavaleiro das Trevas, que havia feito 67,2 milhões

em 24 horas no ano passado.

 

Renato2009-11-22 15:46:40

Link to comment
Share on other sites

 

Caro 'ec.band' se vc nåo viu o filme nåo deveria estar comentado por aqui....

 

Eu poderia dizer "se você não entende de cinema não deveria estar comentando aqui", mas se fizesse isso estaria cometendo o mesmo erro que você cometeu, sabe...

 

"Odeiao"... oh god... conjunção verbal, por favor...

 

 

FelDias2009-11-22 15:52:01

Link to comment
Share on other sites

Capricho é uma referência em crítica cinematográfica.

 

 

06.gif

 

Pois é, essa é a questão. A Capricho sabe muito bem que as fãs querem ler (mesmo que seja em qualquer lugar) que o filme não foi tão ruim. É claro que aproveitou isso e falou que o filme é super fofo e romântico, e era exatamente isso que elas queriam.

 

Quanto aos críticos que falaram mal, danem-se todos, eles não leram o livro pra entender. E esse é o único "argumento".dark_angel2009-11-22 16:06:44

Link to comment
Share on other sites

       Peço perdåo -  "Odeim a Saga Crepusculo Até a Morte"*

       E eu poderia te dizer , se você entedesse de cinema poderia virar de diretor !!! Mas para esse caso, certamente morreria de fome.

       Ninguém pode julgar o quanto o outro entende de cinema aqui. Ninguém aqui ja trabalhou em filmes que bateram recorde de bilheteria... Ops.. Isso aconteceu com Lua Nova.
Link to comment
Share on other sites

Por que as pessoas insistem em dizer que: " você tem que ler o livro para entender?"?

 

 

 

Só isso já torna o filme ruim suficiente, pois como já dito, são duas mídias diferentes, e ambas devem ser entendidas por si mesmas. Tenho que entender vendo o filme, e lendo o livro. Se isso não aconteceu o filme é ruim, e ponto final.

 

 

 

Já que o filme tem mais de duas horas, colocassem mais uns minutos com um diálogo ruim da Bella perguntando pro cara pq ele anda sem camisa, é redundante, que seja, mas pelo menos estaria explicado e não obrigaria pessoas que foram apenas ver o filme a ler 300 páginas de um livro que talvez não lhes interessem!

Link to comment
Share on other sites

E eu poderia te dizer , se você entedesse de cinema poderia

virar de diretor !!! Mas para esse caso, certamente morreria de fome.

       Ninguém pode julgar o quanto o outro entende de cinema

aqui. Ninguém aqui ja trabalhou em filmes que bateram recorde de

bilheteria... Ops.. Isso aconteceu com Lua Nova.

 

Uau. Me humilhou. 06

 

Sim sim, diretores de cinema morrem de fome e recordes de bilheteria são obras-primas, óbvio... 06

 

 

Link to comment
Share on other sites

Ana Paula. Primeiro uma correção, é "a" ec.band, não "o". E realmente, como foi citado pela Dark Angel, meu post não foi sobre o filme, e sim sobre suas repercussões.

 

Não entendo porque não posso expressar essa opinião aqui só porque AINDA não vi o filme, até porque li os livros, vi o primeiro filme e pretendo ver este também. É com relação a esse tipo de pensamento reducionista e linear que estamos discutindo aqui. Não existe nenhuma regra contra isso no site, e fóruns historicamente são construídos para estimular o debate, que é algo que está sendo feito aqui de forma tranquila, diferente dos fóruns de fãs de Crepúsculo.

 

A violência das respostas das fãs da série à crítica do Pablo é praticamente comparável sim ao que se vê nos estádios, é a mesma fúria cega que não permite críticas nem análises objetivas. Resumem-se a "você é um merda por que não leu os livros não pode falar do filme nem criticar a perfeita Stephenie Meyere o filme perfeito, ai que ódio!" e isso NÃO é argumento, por mais que tentem empurrar isso. Minha opinião não é isolada, sei que falo por muitas pessoas. 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

          Os atores e a produçåo devem estar muito chateado contando o dinheiro a caminho do banco....

 

         Caro 'ec.band' se vc nåo viu o filme nåo deveria estar comentado por aqui.... E comparar o tumulto dos estadios de fultebol com o da estreia de New Moon é uma coisa muito sem noçåo. Eu pelo menos nåo soube de alguem que foi espando pela policia' date=' pelos colegas ou mesmo morto.

 

          'Fabio Galdino' e 'fabiofps' meu cérebro anda muito bem obrigada. O livro Midnight Sun é narrado pelo Edward, eu li e nåo vejo nenhum problema nisso, é um especie de perspectivas. Ela explorou o ponto de vista da Bella e agora o ponto de vista do Ed. Ela fez a mesma coisa em Amanhecer caso tivesse lido teria sacado. Acontece a mesma coia em Russet Noon que é narrado pelo Jacob e escrito por Lady Sybilla. Incrível essa sua historia de ler todos os livros achando que eles såo ruins, em geral as pessoas param de ler o livro quando acham ruins.

 

          Esse lance de Vampire Dairies é ridícula eu odeio essa série. "«Vampire Diaries» é, na melhor das hipóteses, um videoclip de 44 minutos a anunciar uma série de longe mais interessante e, na pior, um clone sem vida de coisas que já foram feitas no passado, e melhor" de Brian Ford Sullivan e eu concordo integralmente com ele. Uma série que nao dá para assistir e olha que eu tentei.

 

           Eu também concordo que existem certas fås piradas demais, mas isso é exceçåo a lei.

 

            Mais uma vez, os lobisomens andam sem camisa porque a Stephenie retratou no livro assim, o Cris retratou isso no filme e tåo achando que é apelaçåo, talvez até seja, mas e daí? Tá no livro.

 

            Quem nåo gostou do fime eu nåo posso fazer nada, mas ficar cavando para escrever coisas ruins sobre o filme que nem fazem sentido e nem ao menos ter lido o livro para ter certeza do que esta falando é absurdo. Foi isso o que o Pablo fez, o que outros críticos fizeram e o que um monte de "Odeiao a Saga Crepusculo Até a Morte" eståo fazendo
[/quote']

 

 

 

Ana, Vampire Diaries é baseado no livro da escritora L. J. Smith. Se eu fosse usar um dos argumentos que os/as fãs estão usando, diria que foi um erro de sua parte não ter gostado da série sem tê-los lido, já que muita coisa é explicada nele, mas não é o certo. Porque? A série de TV precisa ser auto-sustentável e pelo o que você assitiu, não é (não sei, nunca assisti). Entende o que estamos batendo aqui? Eu não quero ter que ler quatro livros pra saber mais detalhes de uma história que eu supostamente deveria ter conhecido no filme.

Link to comment
Share on other sites

 

 

       Peço perdåo -  "Odeim a Saga Crepusculo Até a Morte"*

       E eu poderia te dizer ' date=' se você entedesse de cinema poderia virar de diretor !!! Mas para esse caso, certamente morreria de fome.

       Ninguém pode julgar o quanto o outro entende de cinema aqui. Ninguém aqui ja trabalhou em filmes que bateram recorde de bilheteria... Ops.. Isso aconteceu com Lua Nova.
[/quote']

 

Números de bilheteria estão mais relacionados à expectativa do que à qualidade, visto que só depois de ter pago pra ver um filme é que se pode julgá-lo.

Muita gente que eu conheço, inclusive eu, teve grande ansiedade pelo lançamento de Batman Dark Knight, mas depois de assistir se decepcionou e bem preferiu o Begins.

 

Sinceramente acho essa discussão com as crepusculetes um pouco estéril, quase sádica (lembrando que todo sádico é masoquista).

Lembro bem da minha quinta série onde as meninas eram enlouquecidas pelo Tom Cruise e lembro da geração da minha irmã, fanática por Backstreet Boys e Spice girls... tudo isso passa!

Essas modinhas servem pra vender Capricho e Querida, logo são substituídas por outras, vocês querem mesmo perder tempo discutindo isso?

 

Concordo totalmente com Elizabeth 10, lembro da época do Titanic, as amigas da minha irmã foram ao cinema mais de 10 vezes!

Claro muita gente vai dizer que Titanic é superior a Crepúsculo, de fato eu acho que é, mas o ponto em comum, e que realmente interessa, é que elas só estão atrás de romance!!

 

Os vampiros que brilham e os lobisomens bombados são ridículos, mas são só pano de fundo.

O romance, a busca pelo príncipe encantado que não está interessado só em sexo, o amor que completa (como se fosse certo procurar alguém que te complete antes de ser você mesmo uma pessoa plena) é isso que vende, e é só.

domdiogo2009-11-22 17:08:45

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

       Peço perdåo -  "Odeim a Saga Crepusculo Até a Morte"*

       E eu poderia te dizer ' date=' se você entedesse de cinema poderia virar de diretor !!! Mas para esse caso, certamente morreria de fome.

       Ninguém pode julgar o quanto o outro entende de cinema aqui. Ninguém aqui ja trabalhou em filmes que bateram recorde de bilheteria... Ops.. Isso aconteceu com Lua Nova.
[/quote']

 

Números de bilheteria estão mais relacionados à expectativa do que à qualidade, visto que só depois de ter pago pra ver um filme é que se pode julgá-lo.

Muita gente que eu conheço, inclusive eu, teve grande ansiedade pelo lançamento de Batman Dark Knight, mas depois de assistir se decepcionou e bem preferiu o Begins.

 

Sinceramente acho essa discussão com as crepusculetes um pouco estéril, quase sádica (lembrando que todo sádico é masoquista).

Lembro bem da minha quinta série onde as meninas eram enlouquecidas pelo Tom Cruise e lembro da geração da minha irmã, fanática por Backstreet Boys e Spice girls... tudo isso passa!

Essas modinhas servem pra vender Capricho e Querida, logo são substituídas por outras, vocês querem mesmo perder tempo discutindo isso?

 

Concordo totalmente com Elizabeth 10, lembro da época do Titanic, as amigas da minha irmã foram ao cinema mais de 10 vezes!

Claro muita gente vai dizer que Titanic é superior a Crepúsculo, de fato eu acho que é, mas o ponto em comum, e que realmente interessa, é que elas só estão atrás de romance!!

 

Os vampiros que brilham e os lobisomens bombados são ridículos, mas são só pano de fundo.

O romance, a busca pelo príncipe encantado que não está interessado só em sexo, o amor que completa (como se fosse certo procurar alguém que te complete antes de ser você mesmo uma pessoa plena) é isso que vende, e é só.

 

sobre o TDK eu discordo de você

 

o TDK é bom e o Heath Ledger mereceu o oscar

 

 

racha_cuca

 

a frase nova da minha assinatura é dessa série e é uma alfinetada na saga Crepúsculo

cinéfilo2009-11-22 18:12:18

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...