Jump to content
Forum Cinema em Cena

Widescreen ou Fullscreen?


Cavalca
 Share

Widescreen ou Fullscreen?  

31 members have voted

  1. 1. Widescreen ou Fullscreen?

    • Widescreen
      104
    • Fullscreen
      13


Recommended Posts

Não tem nada mutilado nos filmes do Kubrick recém lançados... O que ocorreu é que a partir de O Iluminado, todos os seus filmes foram filmados originalmente em full. O que temos agora são os filmes como eles foram exibidos originalmente nos cinemas. Como o processo de filmes em aspecto 1,85:1 e 1,78:1 envolve o 'print spherical', esses filmes são todos feitos em full e, quando telecinados, o diretor os 'enquadra' dentro da janela widescreen 1,78 ou 1,85, então a versão full desses filmes tem mais informação acima e abaixo da tela.

 

A seguir, alguns screen caps que fiz de O Iluminado e EWS nas edições simples e nas novas:

 

O Iluminado

%5bimage%5d%20

%5bimage%5d%20


%5bimage%5d%20

Reparem no helicóptero... hehehehehe


%5bimage%5d%20


%5bimage%5d%20

%5bimage%5d%20


%5bimage%5d%20

%5bimage%5d%20


%5bimage%5d%20

%5bimage%5d%20

E De Olhos bem Fechados:

 


%5bimage%5d%20

%5bimage%5d%20


%5bimage%5d%20

%5bimage%5d%20


%5bimage%5d%20

%5bimage%5d%20

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 354
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

1)Nem todos podem. Reprisando. E não vejo muita vantagem nisto no meu caso. Além disto' date=' nem todos têm acesso à banda larga. Não é em todas as regiões que ela é accessível e este seu preço é fora dos padrões que conheço. Aqui nunca vi alguém ter uma assinatura que não fosse próximo de 100 reais ao mês.

[/quote']

 

Na verdade o Dook está pagando caro, porque a minha é só R$ 14,99.

Link to comment
Share on other sites

Comparando as imagens acima das obras do Kubrick' date=' tanto Wide quanto Full tem um percentual de perda. Nas duas imagens com o tapete por exemplo, observe como a primeira corta os lados e na segunda imagem, a mutilação é de mais de 50% do tapete. Se tivesse um objeto importante nessa cena, perderia o sentido...[/quote']

 

O tapete seria o 'objeto importante'?? 07

 

Quando um diretor filma neste formato, ele escolhe cuidadosamente o que fica e o que cai fora no enquadramento de cinema.

 

O ponto é que tanto full quanto wide estamos dentro da experiência de curtir os filmes do Kubrick. As versões wide respeitam o enquadramento definido por ele quando da exibição dos filmes no cinema... As versões full representam todo o espaço utilizado do negativo.

 

Conclusão, ganhamos nos dois casos o que é raro.
Link to comment
Share on other sites

Comparando as imagens acima das obras do Kubrick' date=' tanto Wide quanto Full tem um percentual de perda. Nas duas imagens com o tapete por exemplo, observe como a primeira corta os lados e na segunda imagem, a mutilação é de mais de 50% do tapete. Se tivesse um objeto importante nessa cena, perderia o sentido...[/quote']

 

O tapete seria o 'objeto importante'?? 07.gif

 

Quando um diretor filma neste formato, ele escolhe cuidadosamente o que fica e o que cai fora no enquadramento de cinema.

 

O ponto é que tanto full quanto wide estamos dentro da experiência de curtir os filmes do Kubrick. As versões wide respeitam o enquadramento definido por ele quando da exibição dos filmes no cinema... As versões full representam todo o espaço utilizado do negativo.

 

Conclusão, ganhamos nos dois casos o que é raro.

Eu não falei que o tapete era importante, mas vamos supor, se fosse uma cena de ação, com tiros e explosões ou uma cena de suspense onde cada detalhe é importante.. Basta ver a imagem da Nicole, tira mais de 50% do corpo dela da cintura pra baixo.. Mas essas cenas em especial não comprometeram tanto..

 

O problema não é o diretor. Ele sim filma tudo direito, mas quando as produtoras editam para um formato lixo como o Fullscreen, é ai que todos saem perdendo.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Olha eu pefiro o formato original sempre. Sim é dose ver mutilado em full, mas... Eu aprendi a amar os filmes assistindo eles em VHS, sendo 99,9999% em full, aliás não só eu, mas acho q todo mundo q  tem mais de uns 18 ou 20 e poucos anos de idade começou assistindo em VHS. Eu curtia filmes pra caramba em full, embora por ignorância, eu não sabia q eles eram cortados, mutilados... Então, dá pra sobreviver vendo um ou outro em full, embora seja pior, embora o formato original seja a obra completa, embora, vá lá, seja sacrilégio ver em full, eu tenho aqui alguns, principalmente coisa q eu curto muito e q passei de VHS pra DVD-R pq não existe edição em DVD...

 

Link to comment
Share on other sites

Mutilação é quando vc perde informação importante da tela. O que se perdeu de relevante entre as versões full e wide de ambos os filmes?

 

ok' date='  apenas usei erroneamente a palavra 'mutilação'...03

 

Dook' date=' mostre AQUELA "mutilação" de Eyes Wide Shut...06
[/quote']

 

Não quero fazer companhia pro Soto e pro Daquiles... 06

 

agora fiquei curioso...06
Link to comment
Share on other sites

Agora tem uma coisa q me intriga nisso tudo. Nós estamos habituados a um serviço porco das distribuidoras, normalmente há descaso geral.. Mas vejamos, no caso de um filme mutilado em full; o original é wide, pra fazer full dá trabalho, tem custo, me surpreende q as distribuidoras se dêem ao trabalho de passar pra full, visto nunca se darem ao trrabalho de nada... Seguindo a lógica da preguiça das distribuidoras, não seria mais fácil deixar em wide mesmo, q dá menos trabalho??

 

Link to comment
Share on other sites

 

Agora tem uma coisa q me intriga nisso tudo. Nós estamos habituados a um serviço porco das distribuidoras' date=' normalmente há descaso geral.. Mas vejamos, no caso de um filme mutilado em full; o original é wide, pra fazer full dá trabalho, tem custo, me surpreende q as distribuidoras se dêem ao trabalho de passar pra full, visto nunca se darem ao trrabalho de nada... Seguindo a lógica da preguiça das distribuidoras, não seria mais fácil deixar em wide mesmo, q dá menos trabalho??

[/quote']

 

Não são as distribuidoras que passam pra full. Elas já recebem o master em full da distribuidora de origem.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Agora tem uma coisa q me intriga nisso tudo. Nós estamos habituados a um serviço porco das distribuidoras' date=' normalmente há descaso geral.. Mas vejamos, no caso de um filme mutilado em full; o original é wide, pra fazer full dá trabalho, tem custo, me surpreende q as distribuidoras se dêem ao trabalho de passar pra full, visto nunca se darem ao trrabalho de nada... Seguindo a lógica da preguiça das distribuidoras, não seria mais fácil deixar em wide mesmo, q dá menos trabalho??

 

[/quote']Não são as distribuidoras que passam pra full. Elas já recebem o master em full da distribuidora de origem.

 

Master em full que certamente é mais barato.

Link to comment
Share on other sites

Tá, tudo bem, mas a pergunta é: porque master full seria + barato, se dá mais trabalho pra fazer?? Ou não dá?? Pq pra vc transferir do wide pra full, pra fazer um full relativamente decente, tem q enquadrar cada frame, devbe dar trabalho pra fazer, custar grana.. porquê seria + barato? E porquê a distribuidora de origem passa o master em full??

 

Link to comment
Share on other sites



Não são as distribuidoras que passam pra full. Elas já recebem o master em full da distribuidora de origem.

 

Não sei se isso se aplica a todos os casos... Duna é distribuído lá fora pela Universal e aqui já o foi pela Flashstar (fullscreen) e pela Versátil (widescreen anamórfico). Quer dizer que uma hora a Universal manda master em full e em outra hora manda o master em widescreen??
Link to comment
Share on other sites

 

Tá' date=' tudo bem, mas a pergunta é: porque master full seria + barato, se dá mais trabalho pra fazer?? Ou não dá?? Pq pra vc transferir do wide pra full, pra fazer um full relativamente decente, tem q enquadrar cada frame, devbe dar trabalho pra fazer, custar grana.. porquê seria + barato? E porquê a distribuidora de origem passa o master em full??

[/quote']

 

Eu acho que todos os filmes produzidos têm uma versão full. Os filmes são feitos para o cinema em widescreen, mas depois eles são lançados para venda e para locação, que muitas vezes são full ou possuem versões full. Além disso, o filme deve ser exibido nas TVs futuramente, e a maioria das TVs do mundo são full. Logo, uma versão full sempre é feita. Só não sei se quem faz é o próprio estúdio ou a distribuidora original. Não é questão de ser caro ou barato, mas sim que o mercado exige uma versão no formato original, e outra mutilada. Creio também que o custo de edição do pan & scan seja algo irrisório.

 

Mas não tenho certeza de nada disso que falei. É apenas uma suposição, puro "achismo".

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Não são as distribuidoras que passam pra full. Elas já recebem o master em full da distribuidora de origem.

 

Não sei se isso se aplica a todos os casos... Duna é distribuído lá fora pela Universal e aqui já o foi pela Flashstar (fullscreen) e pela Versátil (widescreen anamórfico). Quer dizer que uma hora a Universal manda master em full e em outra hora manda o master em widescreen??

 

Sim, a distribuidora brasileira compra o master que quiser da distribuidora de origem, geralmente o full que é mais barato. Pode ser também que a distribuidora lá de fora só venda o master full de propósito, talvez com a intenção de lançar um outro produto melhor depois e lucrar duas vezes.

 

Vá entender o que se passa nessas distribuidoras...

 

Link to comment
Share on other sites

 

Não sei se isso se aplica a todos os casos... Duna é distribuído lá fora pela Universal e aqui já o foi pela Flashstar (fullscreen) e pela Versátil (widescreen anamórfico). Quer dizer que uma hora a Universal manda master em full e em outra hora manda o master em widescreen??

 

Sim, a distribuidora brasileira compra o master que quiser da distribuidora de origem, geralmente o full que é mais barato. Pode ser também que a distribuidora lá de fora só venda o master full de propósito, talvez com a intenção de lançar um outro produto melhor depois e lucrar duas vezes.

 

Vá entender o que se passa nessas distribuidoras...

 

 

Link to comment
Share on other sites

Sim' date=' a distribuidora brasileira compra o master que quiser da distribuidora de origem, geralmente o full que é mais barato.[/quote']

 

Isso é contraditório Freak... A perrenga wide x full ganhou forma e fama nacionais em 2002 quando a Sony lançou Homem-Aranha em full. De lá pra cá a guerra só se intensificou. Foi nesse contexto que Harry Potter e Senhor dos Anéis (ambos Warner) foram lançados aqui. Só que um em fullscreen e o outro em widescreen. Pq essa discrepância sendo que ambos são filmes de sucesso e do mesmo gênero?

 

A coisa fica ainda mais esquisita quando tentamos estabelecer um padrão para o procedimento de lançamento em full da Warner e chegamos na possibilidade dela fazer isso apenas com filmes infantis, salvo algumas exceções. O que nos leva a A Fantástica Fábrica de Chocolate do Burton, filme infantil lançado miraculosamente em widescreen.

 

Mas não é só! Quando a distribuidora sente que lança um produto de forma que gera muitas críticas no mercado consumidor (mesmo que venda muito), da próxima ela costuma acertar. Exemplo: a trilogia de Danny Ocean.

 

E também não cola muito essa de 'a matriz vende o master full de propósito para lançar uma versão melhor depois e ganhar duas vezes', já que a distribuidora lançará uma EE de um DVD se assim quiser, independentemente de existir uma outra versão anterior porca. A capitalização sobre os DVDs existe independente deste fator.

 

Enfim, é um assunto complexo, envolve estratégia de marketing e vendas (embora pareça mais estrategia - sem acento)...
Link to comment
Share on other sites



Eu acho que todos os filmes produzidos têm uma versão full. Os filmes são feitos para o cinema em widescreen' date=' mas depois eles são lançados para venda e para locação, que muitas vezes são full ou possuem versões full. Além disso, o filme deve ser exibido nas TVs futuramente, e a maioria das TVs do mundo são full. Logo, uma versão full sempre é feita. Só não sei se quem faz é o próprio estúdio ou a distribuidora original. Não é questão de ser caro ou barato, mas sim que o mercado exige uma versão no formato original, e outra mutilada. Creio também que o custo de edição do pan & scan seja algo irrisório.

Mas não tenho certeza de nada disso que falei. É apenas uma suposição, puro "achismo".
[/quote']

 

A versão full é feita a partir da versão original que é widescreen (no caso dos filmes HOJE). Mesmo os filmes 1,78:1 e 1,85:1 sofrem mutilações nas laterais pq hoje não mais se recupera o negativo original (1,37:1) para poder extrair cópias full (1,33:1) para exibição na TV.

 

Então de qualquer jeito, gasta-se para fazer uma versão fullscreen o que torna ainda pendente de resposta a dúvida do Highlander (e a nossa também).
Link to comment
Share on other sites

 

 

Isso é contraditório Freak... A perrenga wide x full ganhou forma e fama nacionais em 2002 quando a Sony lançou Homem-Aranha em full. De lá pra cá a guerra só se intensificou. Foi nesse contexto que Harry Potter e Senhor dos Anéis (ambos Warner) foram lançados aqui. Só que um em fullscreen e o outro em widescreen. Pq essa discrepância sendo que ambos são filmes de sucesso e do mesmo gênero?

 

A coisa fica ainda mais esquisita quando tentamos estabelecer um padrão para o procedimento de lançamento em full da Warner e chegamos na possibilidade dela fazer isso apenas com filmes infantis' date=' salvo algumas exceções. O que nos leva a A Fantástica Fábrica de Chocolate do Burton, filme infantil lançado miraculosamente em widescreen.

 

Mas não é só! Quando a distribuidora sente que lança um produto de forma que gera muitas críticas no mercado consumidor (mesmo que venda muito), da próxima ela costuma acertar. Exemplo: a trilogia de Danny Ocean.

 

E também não cola muito essa de 'a matriz vende o master full de propósito para lançar uma versão melhor depois e ganhar duas vezes', já que a distribuidora lançará uma EE de um DVD se assim quiser, independentemente de existir uma outra versão anterior porca. A capitalização sobre os DVDs existe independente deste fator.

 

Enfim, é um assunto complexo, envolve estratégia de marketing e vendas (embora pareça mais estrategia - sem acento)...
[/quote']

 

Eu estava me referindo àquelas distribuidoras pequenas tipo uma Versátil e uma Flashstar da vida, que lançam filmes bons (mas muitas vezes sem apelo comercial) mal e porcamente.

 

No caso das majors, incluindo a Sony e seu Spider-Man em full ou com a Warner com HP (custava lançar uma versão wide junto com as full, como fizeram com as contnuações de Matrix?), ocorre alguma estratégia de marketing que o meu raciocínio não consegue compreender. Talvez só o executivo da empresa entenda esse raciocínio mesmo, se é que pode ser chamado de raciocínio.

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

A versão full é feita a partir da versão original que é widescreen (no caso dos filmes HOJE). Mesmo os filmes 1' date='78:1 e 1,85:1 sofrem mutilações nas laterais pq hoje não mais se recupera o negativo original (1,37:1) para poder extrair cópias full (1,33:1) para exibição na TV.

 

Então de qualquer jeito, gasta-se para fazer uma versão fullscreen o que torna ainda pendente de resposta a dúvida do Highlander (e a nossa também).
[/quote']

 

O que você quer dizer com HOJE? a versão full de Titanic, aquela que é exibida exaustivamente na TV, possui mais imagem acima e abaixo do que a versão original em wide. O mesmo vale para o filme Os Outros, que possui bastante material adicional em cima e embaixo na versão full. Logo, dá para perceber que usaram o negativo original em 1.37:1. Por sinal, fica um trabalho muito porco, com muito chão e teto aparecendo.

 

Mas mesmo nos casos onde isso não ocorre, como nos filmes que já são filmados em formato dgital, acho que o custo dessa mutilação para full deve ser bem pequeno, e já deve estar incluso nos custos de produção de um filme, pois o mercado exige uma versão full para passar nas TVs analógicas do mundo. Mesmo os filmes que só são lançados em DVD em wide no mundo inteiro passam em full na TV. Por isso acho que a produção de um master em full é algo que já está incluido nos custos e que é feito para todos os filmes.

 

Mas não tenho certeza, isso é apenas um raciocínio para tentar compreender essas questões obscuras...

Freak2007-12-03 11:36:25

Link to comment
Share on other sites

O que você quer dizer com HOJE? a versão full de Titanic' date=' aquela que é exibida exaustivamente na TV, possui mais imagem acima e abaixo do que a versão original em wide. O mesmo vale para o filme Os Outros, que possui bastante material adicional em cima e embaixo na versão full. Logo, dá para perceber que usaram o negativo original em 1.37:1. Por sinal, fica um trabalho muito porco, com muito chão e teto aparecendo.
[/quote']

 

Titanic é um caso à parte... Foi filmado em Super 35mm, processo que não tem nada a ver com o 'print spherical' - processo dos filmes cujo aspecto são 1,78:1 e 1,85:1, como Os Outros - pois a anamorfização do filme é feita posteriormente e não pela lente da câmera. Para que esse processo seja viável, o negativo original precisa ser utilizado filmando-se no aspecto 1,37:1.

 

Mas faça a comparação entre a versão full do mercado de ambos os filmes e as suas versões widescreen: ambas tem material adicional em cima e embaixo para compensar cortes nas laterais.

 

Quando eu quis dizer 'hoje', me referi ao formato widescreen utilizado hoje na produção de filmes, onde 70% do que é feito é no aspecto 2,35:1 anamórfico sendo que esta anamorfização é feita pelas lentes da câmera. ou seja, vc tem um negativo 'queimado' com janela 2,35:1 gerando uma versão full 45% mutilada.
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...