Jump to content
Forum Cinema em Cena

Ken Park


cinefila03
 Share

Recommended Posts

De Larry Clark Com James Ransome tiffany Limos Stephen Jasso James Bullard. 

Não é fácil assistir Ken Park. Assim como em seu filme de estréia, o polêmico Kids, Larry Clark nos dá um soco no estomâgo com cenas explícitas e bizarras. Logo no início nos é apresentado Ken. Um skatista que passeia pela sua cidade ao som de punk  na califórnia onde  em uma pista de skate tira sua camera da mochila, sorri e dá um tiro na cabeça. Após essa cena, outros quatro  jovens aparecem narrando a história. Shanw tem um caso com a mãe da namorada; Claude sofre abuso sexual  de seu pai; Tate se excita com asfixia erótica e Peaches é nifomaniaca sádica e sofre com o pai fundamentalista cristão. È esse universo da juventude que Clark retrata, um universo em que jovens parecem não se importar com o futuro e alguns deles como Claude e Shauwn não tem a presença constante dos pais. Mas será que era necessário tantas cenas explicitas em Ken Park para explorar tão superficialmete um tema já batido? Pois diferente de Kids, que era polêmico em parte também pelo conteúdo e mensagem  a refletir, aqui o conteúdo é batido e  parece ser substituido pela cenas que sofrem da falta de sutileza e desnecessárias.

 

 

 

Para quem viu qual é a opinião de voces?
Link to comment
Share on other sites

Achei que o filme faz uma exposição exagerada das cenas de sexo. Qual a intenção daquilo? Chocar? A única cena do tipo chocante foi aquela em que o pai do menino tenta seduzí-lo enquanto ele dorme. De resto, o único motivo aparente pra tamanha falta de pudor é a excitação, simplesmente. Fica até fora de contraste quando a menina (cujo o nome eu esqueci pois vi esse filme há muito tempo) vai visitar o túmulo da mãe ou quando o pai tenta impor alguma religiosidade na história. Até o fato do cachorro de um dos personagens (que, aliás, só está ali pra mostrar uma nova maneira de se obter prazer na masturbação) ter só três pernas é uma bizarrice desnecessária.

Mas só a maioria do filme é lixo, o início por exemplo, é interessante, quando vemos o tratamento que o pai da ao filho e depois descobrimos o motivo (numa das cenas já citadas), pena que só isso parece merecer a atenção do diretor. E ainda é uma atenção pequena.
Link to comment
Share on other sites

Ele substituiu a profundidade e o conteudo pelas inumeras cenas de sexo. Para que o enfoque em tais cenas para que enfocar cenas como a do garoto se masturbando e ainda por cima dando enfase no orgão genital? Por isso que sou defensora ferrenha da sutileza nos filmes. Certas coisas não precisam ser mostradas.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...