Jump to content
Forum Cinema em Cena

Péssimo Ensino Superior


Ana
 Share

Você abandonaria seu curso se fosse avaliado pelo MEC como ruim?  

10 members have voted

  1. 1. Você abandonaria seu curso se fosse avaliado pelo MEC como ruim?

    • Sim
      3
    • Não
      8


Recommended Posts

Disso eu não sabia, mas até que o conceito foi bom... 4. hehehe

 

Se vocês procuram referências sobre as faculdades... vão até o curso' date=' vejam a grade curricular, procurem saber se os professores que estão dando aulas são os efetivos, ou se há muitos professores substitutos (o que é indício de decadência do curso)... conversem com os alunos sobre o que eles acham da faculdade, etc. Vocês terão uma avaliação muito mais honesta e válida.[/quote']

 

Nisso eu concordo, mesmo porque é isso que vai fazer diferença no pós-faculdade.
Link to comment
Share on other sites

 

Ana, como eu te disse. E sei que no meu curso, o provão é sempre sabotado.

 

Olhem só os cursos ofertados na UFC... e me digam o que aí poderia ser considerado DESIGN. Eu não sei... acho que eles separam por áreas... e aí acham que nós fazemos design lá. 06

 

Centro de Ciências

 

 

Ciências Biológicas

 

Computação

 

Estatística

 

Física

 

Geografia

 

Geologia

 

Matemática

 

Química

 

Química Industrial

 

 

 

Centro de Ciências Agrárias

 

 

Agronomia

 

Economia Doméstica

 

Engenharia de Alimentos

 

Engenharia de Pesca

 

Estilismo e Moda

 

Zootecnia

 

 

 

Centro de Humanidades

 

 

Biblioteconomia

 

Ciências Sociais

 

Comunicação Social

 

Filosofia

 

História

 

Letras

 

Psicologia

 

 

 

Centro de Tecnologia

 

 

Arquitetura e Urbanismo

 

Engenharia Civil

 

Engenharia de Produção Mecânica

 

Engenharia de Teleinformática

 

Engenharia Elétrica

 

Engenharia Mecânica

 

• Engenharia Metalúrgica

 

Engenharia Quimíca

 

 

 

spacer.gif

 

 

Faculdade de Direito

 

 

Direito

 

 

 

Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade

 

 

 

Administração de Empresa

 

Ciências Atuariais

 

Ciências Contábeis

 

Ciências Econômicas

 

Secretariado Executivo

 

 

 

Faculdade de Educação

 

 

• Educação Física

 

• Educação Musical

 

• Pedagogia

 

 

 

Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem

 

 

 

Enfermagem

 

• Farmácia

 

Odontologia

 

 

 

Faculdade de Medicina

 

 

Medicina

 

Veras2007-10-17 10:19:42

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

Um exemplo que posso dar sobre isso' date=' é que existem faculdades por aqui, reconhecidamente ruins (aquelas particulares, derivadas de grandes colégios) e que se saem bem no Enade... Isso porque a coordenação dos cursos fazem campanha para o aluno ir fazer a prova feliz e saltitante e que todos devem defender a honra do seu curso.

[/quote']

 

Como assim faculdades reconhecidamente ruins derivadas de grandes colégios? Essas faculdades que você citou (FB, Christus e FA7) são boas sim. São derivadas de colégios de tradição que tem um nome a prezar. Podem até ser facílimas de entrar, mas o curso ofertado é bom. Não como uma pública, mas são bons sim. Agora se você falar que uma faculdade como a FANOR é ruim, aí sim, não tem como ninguém discordar.

 

 

Por sinal.. também faço Arquitetura. 06

 

 

sark2007-10-17 10:41:50

Link to comment
Share on other sites

Realmente, nada haver com Design.06

 

(...)

 

Como a nota do Enade não será considerada igual à qualidade do curso' date=' ela também não será, por conseqüência, usada para fazer ranqueamentos.

 

(...)

Embora o Enade seja realizado todos os anos, a sua aplicação é feita por grupos de áreas.[/quote']

Ana2007-10-17 10:45:38
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

Um exemplo que posso dar sobre isso' date=' é que existem faculdades por aqui, reconhecidamente ruins (aquelas particulares, derivadas de grandes colégios) e que se saem bem no Enade... Isso porque a coordenação dos cursos fazem campanha para o aluno ir fazer a prova feliz e saltitante e que todos devem defender a honra do seu curso.

[/quote']

 

Como assim faculdades reconhecidamente ruins derivadas de grandes colégios? Essas faculdades que você citou (FB, Christus e FA7) são boas sim. São derivadas de colégios de tradição que tem um nome a prezar. Podem até ser facílimas de entrar, mas o curso ofertado é bom. Não como uma pública, mas são bons sim. Agora se você falar que uma faculdade como a FANOR é ruim, aí sim, não tem como ninguém discordar.

 

 

Por sinal.. também faço Arquitetura. 06

 

 

 

Ei... FFB, FACE, FA7 têm meia dúzia de cursos... se muito. Acho que a FFB tem 3 ou 4 ... e são todos aqueles cursos que em toda esquina tem: Administração, Direito, Ciências Contábeis... Mas é como disseram aí em cima... Muito do valor do curso não é o ensino que ele proporciona, mas o tipo de coisa que ele instinga seus alunos a pesquisarem, etc. E quanto a isso, Unifor e UFC são de longe as melhores... as outras faculdades comem poeira. Agora a faculdade Christus parece que anda bem.

 

Minha irmã faz direito na ufc, e eu tenho inúneros primos que fizeram direito em outras faculdade particulares. Todos comentam a diferença. E é grande. É aquela coisa: Fazer direito é muito fácil, agora ser um bom profissional, é outra coisa. E isso não é para qualquer um, ou para qualquer faculdade dessas que pipocam por aí.

 

Mas o que eu me referia era ao curso de Arquitetura.

Você citou a FANOR. Pois, é ... ela se deu melhor que a UFC no provão. 06 Prova que ela é a melhor de todas?

 

ps: Você faz unifor?

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

Um exemplo que posso dar sobre isso' date=' é que existem faculdades por aqui, reconhecidamente ruins (aquelas particulares, derivadas de grandes colégios) e que se saem bem no Enade... Isso porque a coordenação dos cursos fazem campanha para o aluno ir fazer a prova feliz e saltitante e que todos devem defender a honra do seu curso.

[/quote']

 

Como assim faculdades reconhecidamente ruins derivadas de grandes colégios? Essas faculdades que você citou (FB, Christus e FA7) são boas sim. São derivadas de colégios de tradição que tem um nome a prezar. Podem até ser facílimas de entrar, mas o curso ofertado é bom. Não como uma pública, mas são bons sim. Agora se você falar que uma faculdade como a FANOR é ruim, aí sim, não tem como ninguém discordar.

 

 

Por sinal.. também faço Arquitetura. 06

 

 

 

Ei... FFB, FACE, FA7 têm meia dúzia de cursos... se muito. Acho que a FFB tem 3 ou 4 ... e são todos aqueles cursos que em toda esquina tem: Administração, Direito, Ciências Contábeis... Mas é como disseram aí em cima... Muito do valor do curso não é o ensino que ele proporciona, mas o tipo de coisa que ele instinga seus alunos a pesquisarem, etc. E quanto a isso, Unifor e UFC são de longe as melhores... as outras faculdades comem poeira. Agora a faculdade Christus parece que anda bem.

 

Mas o que eu me referia era ao curso de Arquitetura.

Você citou a FANOR. Pois, é ... ela se deu melhor que a UFC no provão. 06 Prova que ela é a melhor de todas?

 

ps: Você faz unifor?

 

Eu não quis falar no provão. Só falei que FB, Christus e FA7 tem cursos bons sim. Um amigo meu  terminou direito na FA7 a passou de primeira na OAB por exemplo. E já ouvi bons comentários do curso de publicidade também. São empresas da área de educação com anos de tradição que não podem sujar o nome e tem que oferecer algo bom. Tá certo, UFC pode ficar em ooutro nível, mas essas três também estão num nível bem diferente de FANOR e derivadas.

 

 

E eu faço Unifor mesmo.

 

Link to comment
Share on other sites

Veras, dessas q vc citou, Estilismo e moda podem ser consideradas design, eu tenho aula disso na minha de des.industrial 0606

 

Mas não é errado em considerar design arq. e urbanismo, pois o design surgiu como uma materia de Arq. e design hj no Brasil não é reconhecido como profissão...09
Link to comment
Share on other sites

O Design foi uma das ramificações da Faculdade de Belas Artes, assim como Arquitetura, mas eles são muito diferentes. A prova disso que é nós não temos uma só disciplina de design ou algo parecido na Arquitetura.

 

Eu não quis falar no provão. Só falei que FB' date=' Christus e FA7 tem cursos

bons sim. Um amigo meu  terminou direito na FA7 a passou de primeira na

OAB por exemplo. E já ouvi bons comentários do curso de publicidade

também. São empresas da área de educação com anos de tradição que não

podem sujar o nome e tem que oferecer algo bom. Tá certo, UFC pode

ficar em ooutro nível, mas essas três também estão num nível bem

diferente de FANOR e derivadas.[/quote']

 

Ah, sim... Até dentro das faculdade particulares, há diferença de qualidade lógico.

 

Link to comment
Share on other sites

  • 9 months later...

Desenterrando o tópico:

 

 

 

MEC reprova 24,8% dos cursos das universidades de São Paulo

 

 

 

Avaliação do Ministério da Educação (MEC) mostra que 24,8% (123) dos 495 cursos avaliados no estado de São Paulo não apresentam condições mínimas de ensino, com notas entre 1 e 2, as mais baixas da escala, que chega a 5. Os dados foram levantados a partir de novo conceito de pesquisa sobre as faculdades.( Conheça a avaliação em todo o país )

 

 

 

As instituições privadas receberam a pior avaliação: representam 93,8% dos cursos com nota 1 e 2, contra apenas 6,2% dos cursos de instituições públicas. A Universidade Estadual Paulista (Unesp) obteve 6 notas máximas, o melhor resultado de uma instituição. A Universidade Paulista (Unip), particular, recebeu o maior número de notas baixas (26).

 

 

 

O pior resultado foi o do curso de Nutrição do campus Osasco, da Universidade Bandeirante de São Paulo (Uniban), que obteve a nota mínima, 1, no conceito preliminar. O resultado foi o pior do estado, compartilhado com Educação Física das Faculdades Esefap, em Tupã, a 524 quilômetros da capital.

 

 

 

Maiores interessados na melhoria do curso, os alunos de Nutrição de Osasco da Uniban concordam com a avaliação negativa e fizeram críticas. Temendo uma eventual represália da universidade, os alunos pediram para não serem identificados. Segundo a Uniban, o curso de Nutrição tem 215 alunos em Osasco.

 

 

 

- Na biblioteca, não há títulos de Nutrição e a Uniban não nos dá acesso à internet - diz uma aluna, que cursa o último ano de Nutrição.

 

 

 

Outro aluno, que trocou de universidade há um ano e meio, diz que a diferença entre a infra-estrutura da Uniban e da instituição anterior é grande.

 

 

 

- A grade curricular aqui também é muito fraca, com muitas matérias a menos - diz o aluno, que divide uma das classe do noturno com outros 48 alunos.

 

 

 

Os alunos dizem que a universidade mudou a grade curricular há alguns anos, diminuindo o número de matérias e horas de aula, e reduzindo o preço da mensalidade de mais de R$ 800 para os atuais R$ 534.

 

 

 

Em nota, a Uniban afirmou que seus alunos obtiveram, nos cursos analisados, desempenho acima do esperado, ao se comparar as notas do Enade com o IDD. Questionada, a universidade não se manifestou sobre o curso de Nutrição.

 

 

 

Estado de SP fica em 2º lugar no ranking

 

Apesar do grande número de cursos reprovados, São Paulo ficou em segundo lugar no ranking dos estados com o maior número de cursos que tiveram a nota máxima na avaliação do MEC: nove áreas, sendo oito delas de instituições públicas - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp) - e uma privada (o Centro Universitário São Camilo).

 

 

 

Entre as instituições públicas, a Unesp foi a melhor colocada, com seis cursos com nota 5: Enfermagem (Botucatu), Odontologia (Araçatuba e Araraquara), Veterinária (Jaboticabal), Agronomia (Ilha Solteira) e Educação Física (Bauru).

 

 

 

Para Fernando Ramos Martins, coordenador do curso de Tecnologia de Radiologia do Centro Universitário São Camilo, único privado na lista dos cursos com nota 5, o bom resultado se deve ao fato de o curso ser formado por 70% de professores doutores e mestres.

 

 

 

Cursos podem ser fechados se não melhorarem

 

As instituições terão um mês para recorrer. Após esse período, os cursos serão inspecionados pelo MEC e terão de cumprir um protocolo de compromisso. Do contrário, podem ser fechados.

 

 

 

O superconceito - ou conceito preliminar, como vem sendo chamado - será usado como referência para a concessão ou renovação de licenças de funcionamento de cursos de ensino superior. Ele é calculado com base em seis indicadores: a nota no Enade; o IDD (comparação da nota do Enade de calouros e formandos); a opinião dos alunos sobre o projeto-pedagógico; a infra-estrutura; o percentual de professores doutores e o percentual de docentes que trabalham em regime integral ou parcial. O ano referência para o cálculo é 2007.

 

 

 

Segundo o ministro Fernando Haddad, a metodologia é um avanço no sistema de avaliação do Governo, pois reúne outros indicadores além do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que substituiu o Provão.

 

 

 

A nota de cada curso no Enade 2007 teve peso de 40% no conceito preliminar. Já o IDD, índice do Enade que compara o desempenho de calouros e formandos, revelando a contribuição específica da faculdade na formação dos alunos, vale outros 30%. Os 30% restantes são resultado da opinião dos estudantes sobre o projeto pedagógico e da infra-estrutura dos cursos, conforme questionários respondidos por quem participa do Enade; e da titulação e do regime de trabalho dos docentes. Segundo o MEC, o novo indicador vai impedir que cursos reprovados continuem funcionando sem tomar providências para melhorar a qualidade do ensino.

 

 

 

Fonte: O Globo Online

 

Publicado em 08/08/08

 

 

Link to comment
Share on other sites

O Design foi uma das ramificações da Faculdade de Belas Artes' date=' assim como Arquitetura, mas eles são muito diferentes. A prova disso que é nós não temos uma só disciplina de design ou algo parecido na Arquitetura.

[/quote']

 

realmente, o Design é uma mera ramificação da Arquitetura, que por sua vez existe desde os primeiros Arquitetos Construtores do Mundo em Stonehenge datados aproximadamente 4.600 anos.

 

 
Bronson2008-08-13 00:01:10
Link to comment
Share on other sites

eu fiz comunicação social com habilitação em rádio e TV pela UNESP bauru. acho q mesmo tendo alguns pontos falhos como laboratório de TV e alguns professores q nao são nem um pouco qualificados, a universidade em si é conceituada e excelente. qto ao meu curso, q terminei em 2007, as coisas tendem a melhorar. qdo entrei, peguei uma grade nova com varias matérias interessantes e hj a UNESP é uma das pouquissimas universidades a oferecer cursos de pós e pesquisa em TV digital.

Link to comment
Share on other sites

 

Eu posso falar apenas pelo meu curso, e em questão de material humano temos bons professores aonde a grande maioria é pos-graduada (doutorado e pos-doc) A infra-estrutura dos labs é impecável aqui a UNESP é uma referência na pesquisa de farmacos e alimentos principalmente.

Aqui só peca mesmo pelo fato de ter alguns professores que estão mais preocupados com a pesquisa do que com a graduação em si.

 

ATcAAAAIGOEfZMj6LKATL5oVnIA5ToB8_GACPpUJtrkEMRHF7lsTldxBxWsQI3QeX7GAQ_M5zTkNsff5VAyMKQfRn2MPAJtU9VCCObuGEJ3gA62fkte3gk-s0ovBQw.jpg

 

 

 

Antes que eu esqueça

 

 

"HEY BAURU VAI TOMA NO C*"

 

"BAURU SEM TOMATE É MISTO"

Berro dágua2008-08-13 16:27:36

Link to comment
Share on other sites

Não sei se abandonaria ou não' date=' mas com certeza consideraria a hipótese.

É aquela história, quem se faz é o profissional, independente de onde tenha se formado.
Mas a reputação da instituição pesa.[/quote']

 

Pesa só no início da carreira . Depois dos primeiros 5 anos ninguém te pergunta mais onde você se formou .

 

 
Link to comment
Share on other sites

Não sei se abandonaria ou não' date=' mas com certeza consideraria a hipótese. É aquela história, quem se faz é o profissional, independente de onde tenha se formado. Mas a reputação da instituição pesa.[/quote']

 

Pesa só no início da carreira . Depois dos primeiros 5 anos ninguém te pergunta mais onde você se formou .

 

Sim, sim.

 

Mas de qualquer forma, o início é a parte mais difícil.

Link to comment
Share on other sites

Não sei se abandonaria ou não' date=' mas com certeza consideraria a hipótese. É aquela história, quem se faz é o profissional, independente de onde tenha se formado. Mas a reputação da instituição pesa.[/quote']
Pesa só no início da carreira . Depois dos primeiros 5 anos ninguém te pergunta mais onde você se formou .

Sim, sim.
Mas de qualquer forma, o início é a parte mais difícil.

 

Verdade. Tenta ver isso como o estouro de uma manada .
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...