Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Fantasma da Ópera (2004)


Andrenavarro
 Share

Recommended Posts

Joel Schumacher não é um diretor ruim. O fato de várias pessoas pensarem isso apenas prova que o ser humano tem uma tendência a ver uma pessoa pelas coisas ruins que ela fez, não pelas boas (isso soou tão brega, não?). Schumacher dirigiu os excelentes "Um Dia de Fúria" e "Por um Fio". Ele sabe seu ofício.

 

 

 

E ele prova isso nesta nova versão de "O Fantasma da Ópera". O filme é visualmente impecável, e as cenas musicais são dirigidas com perfeição. Pena que o roteiro de Andrew Lloyd Webber e Schumacher não consiga fazer jus à direção deste último. As músicas continuam lindas e os atores no geral fazem um bom trabalho, mas falta substância.

 

 

 

Eu não sei de quem foi a idéia estúpida de fazer os atores cantarem 95% do diálogo deste filme (mesmo quando a cena não tem música), mas aposto que foi Webber (que produziu esta versão). Esse artifício soa forçado e os atores tentam, mas recitar os diálogos sem que soe ridiculo é impossível.

 

 

 

Mesmo com isso, o filme continua sendo uma história de amor envolvente (ás vezes artificial, mas envolvente) e com boa dose de humor (graças à Minnie Driver, que rouba a cena como a cantora italiana). O roteiro é ralo, mas as maravilhosas cenas musicais compensam. "Masquerade" é uma bosta, mas "Think of Me" continua belíssima, "Phantom of the Opera" está apropriadamente épica, "Music of the Night" não soa muito bem na voz despreparada de Gerard Butler (que apesar disso, atua bem), mas continua ótima e é muito bem filmada. E minha favorita, "All I Ask of You", não poderia estar mais bela, e é a melhor cena do filme. O momento no qual o Fantasma esmaga a rosa enquanto ouve a voz de Raoul e Christine em sua mente é inesquecível, e Butler se sai muito bem nesta cena.

 

 

 

Emmy Rossum tem uma voz fantástica, e tem aqui uma atuação competente. Ela ainda perde para a maravilhosa Sarah Brightman, claro, mas também ainda não tem tanta experiência quanto esta. Edward Wilson canta muito bem, e atua bem também. Já Gerard Butler, consciente de que como cantor é um excelente ator, prefere imprimir drama e emoção à sua voz ao invés de cantar de forma estável e afinada. Isso se prova apenas aceitável nas cenas de música (ele não canta tão mal quanto tantos críticos dizem), mas eficiente nas cenas dramáticas (quando ele esmaga a rosa). Seu Fantasma é intenso e convincente.

 

 

 

Mas o filme peca nas cenas sem música, com os diálogos cantados de forma desarmoniosa. Mesmo com isso, o longa não deixa de ter cenas memoráveis que não são canções, como a queda do candelabro e o enforcamento de um personagem em certo momento.

 

 

 

Esta versão de "O Fantasma da Ópera" é agradável e tem ótimas cenas. Não é um filme ruim como dizem, e se revelou uma boa surpresa para mim, que gostei de assistí-lo. Desejo uma grande carreira para Emmy Rossum, e que Gerard Butler continue a fazer bons papéis, como o Rei Leônidas de "300".

Link to comment
Share on other sites

Já comentei sobre este filme em outro tópico que tinha aqui no fórum sobre este filme, mas não custa nada repetir:

 

Direção de arte e figurinos perfeitos; a música de Lloyd Weber dispensa comentário já que ele é, sem sombra de dúvida, um gênio da música dramática. Coreografias perfeitas e cenários deslumbrantes. Realmente um belíssimo e comovente filme.

 

Com relação aos atores a única que se sobresae é Minnie Driver e sua egocêntrica personagem  Carlotta. Porém os atores principais Gerard Butler (O fantasma)  e Emmy Rossum (Christine Daaé) não possuem o poder vocal que se espera de uma excelente interpretação da música de Lloyd Webber. Nas notas agudas ou extensas, simplesmente faltou-lhes fôlego para manter o brilho e a potência exigidas nestes casos. Uma boa dublagem de grandes intérpretes da música deste genial compositor poderia ter evitado esta falha. 

 

Mas o filme é interessante, sem sombra de dúvida.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Gostei muito desse filme. Um musical clássico com excelentes cenas. Concordo que o roteiro não seja muito desenvolvido, mas as músicas, as cenas e as atuações compensam essa falta. Todas as músicas são de altíssima qualidade, mas as melhores para mim é "That´s All I ask of you" seguido por "Primma Donna", por ser uma música de tom mais satírico.

Link to comment
Share on other sites

Joel Schumacher não é um diretor ruim. O fato de várias pessoas pensarem isso apenas prova que o ser humano tem uma tendência a ver uma pessoa pelas coisas ruins que ela fez, não pelas boas (isso soou tão brega, não?). Schumacher dirigiu os excelentes "Um Dia de Fúria" e "Por um Fio". Ele sabe seu ofício.

 

Parei de ler o comentário por aqui. Citou dois filmes, mas se esqueceu do restante da carreira medíocre do Schumacher: Em Má Companhia, Número 23, Batman & Robin, O Custo da Coragem, Batman Eternamente, Ninguém é Perfeito, O Cliente, Linha Mortal, Tudo por Amor. Sim, ele sem dúvidas sabe do ofício.

 

Sobre esse filme, faz parte desse último quesito. Além de ter um Gerard Butler que sempre arruina as canções, o filme se segura mais pelo visual esplêndido que possui, do que propriamente por seu conteúdo e pela forma com que o expõe. Sem contar que algumas cenas sem incrivelmente piegas e músicas aceitáveis são poucas, apesar de Emmy Rossum se esforçar muito. Péssimo, realmente péssimo.
Bernardo2007-11-03 15:20:40
Link to comment
Share on other sites

Joel Schumacher não é um diretor ruim. O fato de várias pessoas pensarem isso apenas prova que o ser humano tem uma tendência a ver uma pessoa pelas coisas ruins que ela fez' date=' não pelas boas (isso soou tão brega, não?). Schumacher dirigiu os excelentes "Um Dia de Fúria" e "Por um Fio". Ele sabe seu ofício.[/quote']

 

 

Parei de ler o comentário por aqui. Citou dois filmes, mas se esqueceu do restante da carreira medíocre do Schumacher: Em Má Companhia, Número 23, Batman & Robin, O Custo da Coragem, Batman Eternamente, Ninguém é Perfeito, O Cliente, Linha Mortal, Tudo por Amor. Sim, ele sem dúvidas sabe do ofício.

 

 

Sobre esse filme, faz parte desse último quesito. Além de ter um Gerard Butler que sempre arruina as canções, o filme se segura mais pelo visual esplêndido que possui, do que propriamente por seu conteúdo e pela forma com que o expõe. Sem contar que algumas cenas sem incrivelmente piegas e músicas aceitáveis são poucas, apesar de Emmy Rossum se esforçar muito. Péssimo, realmente péssimo.

 

 

 

Isso é uma questão de opinião, Bernardo. Só estou expondo a minha. Se você não concorda, podia ter sido muito mais educado. Não há dúvida que a carreira de Schumacher tem mais baixos do que altos, mas os filmes bons que ele já dirigiu mostram seu talento. É preciso aptidão pra fazer um filme tenso como "Por um Fio" (e que se passa dentro de uma cabine telefônica a maior parte do tempo). O problema é que ele escolhe mal seus projetos. E não, nunca vou perdoá-lo por Batman e Robin. Qualquer filme com uma fala como "Ice to see you!" merece ser queimado.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Joel Schumacher não é um diretor ruim. O fato de várias pessoas pensarem isso apenas prova que o ser humano tem uma tendência a ver uma pessoa pelas coisas ruins que ela fez' date=' não pelas boas (isso soou tão brega, não?). Schumacher dirigiu os excelentes "Um Dia de Fúria" e "Por um Fio". Ele sabe seu ofício.[/quote']


Parei de ler o comentário por aqui. Citou dois filmes, mas se esqueceu do restante da carreira medíocre do Schumacher: Em Má Companhia, Número 23, Batman & Robin, O Custo da Coragem, Batman Eternamente, Ninguém é Perfeito, O Cliente, Linha Mortal, Tudo por Amor. Sim, ele sem dúvidas sabe do ofício.


Sobre esse filme, faz parte desse último quesito. Além de ter um Gerard Butler que sempre arruina as canções, o filme se segura mais pelo visual esplêndido que possui, do que propriamente por seu conteúdo e pela forma com que o expõe. Sem contar que algumas cenas sem incrivelmente piegas e músicas aceitáveis são poucas, apesar de Emmy Rossum se esforçar muito. Péssimo, realmente péssimo.


Isso é uma questão de opinião, Bernardo. Só estou expondo a minha. Se você não concorda, podia ter sido muito mais educado. Não há dúvida que a carreira de Schumacher tem mais baixos do que altos, mas os filmes bons que ele já dirigiu mostram seu talento. É preciso aptidão pra fazer um filme tenso como "Por um Fio" (e que se passa dentro de uma cabine telefônica a maior parte do tempo). O problema é que ele escolhe mal seus projetos. E não, nunca vou perdoá-lo por Batman e Robin. Qualquer filme com uma fala como "Ice to see you!" merece ser queimado.

 

Desculpe se vc se sentiu ofendido ou desrespeitado, apesar de não ter lido nada de grosseiro no meu post, mas veja os filmes que eu citei. Todos horrorosos. Schumacher alcançou o fundo do poço recentemente com a bomba Número 23.

 

Sobre Por um Fio, achei esquecível. Cumpre o que promete, mas não acho tão bom a ponto de representar um dos "prós" de um diretor que conseguiu muito mais com Um Dia de Fúria e Garotos Perdidos.
Link to comment
Share on other sites

O problema é que vcs se importam mais com o diretor do que com sua obra' date=' é idiotice falar que o cara é ruim e é idiotice falar que ele é bom, é inteligente discutir sobre suas obras. [/quote']

 

Ai, essa doeu até em mim.06

 

Levando a sério (ou ao menos tentando), estávamos analisando a carreira medíocre do cineasta para responder o questionamento se ele tem ou não talento. E isso tem a ver sim com o filme, quando ele O DIRIGIU.

 

Mas enfim, o filme já resumiu com perfeição [Alexei's mode on]isso. [/Alexei's mode off]
Link to comment
Share on other sites

 

O problema é que vcs se importam mais com o diretor do que com sua obra' date=' é idiotice falar que o cara é ruim e é idiotice falar que ele é bom, é inteligente discutir sobre suas obras. [/quote']

 

Ai, essa doeu até em mim.06

 

Levando a sério (ou ao menos tentando), estávamos analisando a carreira medíocre do cineasta para responder o questionamento se ele tem ou não talento. E isso tem a ver sim com o filme, quando ele O DIRIGIU.

 

Mas enfim, o filme já resumiu com perfeição [Alexei's mode on]isso. [/Alexei's mode off]

 

Vcs dois ja concordaram que um dia de fúria é bom , então automaticamente vc tem a conclusão, ele tem talento.

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...