Jump to content
Forum Cinema em Cena

Festival do Rio 2009


silva
 Share

Recommended Posts

 

Bom, final de setembro chegando, isso significa mais um Festival de Cinema do Rio.

 

 

 

Vamos as notícias já publicadas:

 

 

 

Festival do Rio 2009 anuncia filmes nacionais concorrentes

O Festival do Rio 2009, que acontece entre os dias 24 de setembro

e 8 de outubro, divulgou nesta segunda-feira (31) os filmes

nacionais que estarão na programação. A lista inclui 11 longas

de ficção e 7 documentários nacionais na mostra competitiva,

além de 5 produções que não disputarão prêmios.

 

 

Entre os filmes que estarão na competição,

destaque para “Natimorto”, de Paulo Machline, adaptação do

romance do quadrinista Lourenço Mutarelli, e “O amor segundo B.

Shianberg”, de Beto Brant.

 

Dois filmes marcarão a volta do galã Fábio Assunção após uma

fase longe dos holofotes por problemas de saúde. O ator está no

elenco de “Bellini e o demônio”, de Marcelo Galvão, e no

polêmico “Do começo ao fim”, de Aluizio Abranches, que conta a

história de uma relação incestuosa entre dois irmãos.

 

A organização do festival informou que divulgará até o final

desta semana os curtas e as demais produções que concorrem nas

mostras especiais.

 

Confira a programação completa:

 

 

FILMES DE FICÇÃO (mostra competitiva)

 

"Bellini e o demônio", de Marcelo Galvão 

 

"Cabeça a prêmio", de Marco Ricca

"Do começo ao fim", de Aluizio Abranches

"Histórias de amor duram apenas 90 minutos", de Paulo Halm"

"Hotel Atlântico", de Suzana Amaral

"Natimorto", de Paulo Machline

"O amor segundo B. Schianberg", de Beto Brant

"Os famosos e os duendes da morte", de Esmir Filho

"Os inquilinos", de Sergio Bianchi

"Sonhos roubados", de Sandra Werneck

"Viajo porque preciso, volto porque te amo", de Karim

Ainouz e Marcelo Gomes

 

 

Documentários (mostra competitiva) 

"À margem do lixo", de Evaldo Mocarzel 

 

"Belair", de Noa Bressane e Bruno Safadi 

 

"Dzi croquettes", de Tatiana Issa e Raphael

Alvarez 

"Reidy, a construção da utopia",

de Ana Maria Magalhães

"Sequestro", de

Wolney Atalla 

"Tamboro", de Sergio

Bernardes 

"Penas alternativas", de Lucas

Margutti e João Valle

 

 

Fora de competição

 

"Antes que o mundo acabe", de Ana Luiza Azevedo 

 

"Insolação", de Daniela Thomas e Felipe Hirsch

"Olhos azuis", de José Joffily

"Cidadão Boilesen", de Chaim Litewski 

 

"Alô, alô Therezinha", de Nelson Hoineff

Fonte: G1.com.br

 

 

 

Quentin Tarantino confirma presença no Festival do Rio 2009

A assessoria da Paramount confirmou nesta quinta-feira, 27.08.2009, que o cineasta virá lançar o longa no Festival do Rio.

Tarantino estará no Rio de Janeiro de 6 a 8 de outubro. No dia 7, o

diretor de “Pulp fiction” e “Kill Bill” participará de uma entrevista

coletiva e da première de “Bastardos inglórios”, o filme de

encerramento do evento.

Durante o Festival do Rio, o cineasta também será o curador de uma

mostra paralela, somente com filmes indicados por ele. Está sendo

negociado se ele apresentará alguns dos longas em exibição.

Maiores detalhes:

 

 

 

 

 

Quentin Tarantino com mostra paralela!!!!16161616

 

 

 

E para quem pretende ir, a venda de ingressos começa nessa segunda, dia

14, pela internet. O que me permite compara meu passaporte de 20

ingressos mesmo estando em um Congresso em Búzios!!!

 

 

 

Quem mais pretende ir??

silva2009-09-13 11:42:11

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 66
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Eu pretendo acompanhar apenas a primeira semana (ou seja: nada de Tarantino, infelizmente). Desses da competição, o único que me interessa é o Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo. Tô na expectativa por Abraços PartidosThe White RibbonThirstTaking Woodstock, Les Herbes FollesTokyo!, entre outros. Luizz2009-09-13 16:50:58

Link to comment
Share on other sites

Deste ano pretendo não escapar e ir além das duas sessões no Downtown em 2007, com as sessões mais comentadas. Também estou cheio de problemas quanto a tempo e dinheiro - já vou matar um bocado para poder ir à Bienal neste sábado -, mas, na dúvida, ano que vem sem dúvidas estarei pela cidade e poderei já ir noutras mostras também.

 

 

 

Curiosidade: há alguma lista de possíveis (ou confirmados) filmes estrangeiros neste ano e alguma previsão de programação?

Link to comment
Share on other sites

Mando por MP. 05.gif

 

Infelizmente não, hehehe. Voluntário ganha credencial e só serve para ele mesmo, eu consigo entrar em sessões que não lotam. Ou seja, não vou ver o do Taranta de grátis, hehehe.

 

Não foi pela faculdade não, eu informei a uma amiga que já havia sido voluntária que esse ano eu queria ser e ela me informou assim que recebeu o e-mail do Festival convocando pessoas que já tinham participado.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Alguns filmes foram divulgados (em negrito os que mais me interessam e sublinhado os que ainda tô na dúvida):

 

MOSTRA PANORAMA DO CINEMA MUNDIAL

- London River (London River / London River), de Rachid Bouchareb (França)
- Corações em Conflito (Mammut / Mammoth), de Lukas Moodysson (Suécia)
- Ricky (Ricky / Ricky), de François Ozon (França)
- Doce perfume (Tatarak / Sweet Rush), de Andrzej Wajda (Polônia)
- It Might Get Loud (It Might Get Loud / It Might Get Loud), de Davis Guggenheim (Estados Unidos)
- Singularidades de uma rapariga loura (Singularidades de uma rapariga loura), de Manoel de Oliveira (Portugal)
- Barba Azul (Barbe Bleue / Bluebeard), de Catherine Breillat (França)
- A Doutrina de Choque (The Shock Doctrine / The Shock Doctrine), de Michael Winterbottom, Mat Whitecross (Reino Unido)
- The White Ribbon (Das weiße Band / The White Ribbon), de Michael Haneke (Alemanha)
- A casa Nucingen (La Maison Nucingen / Nucingen House), de Raoul Ruiz (França)
- 35 Doses de Rum (35 Rhums / 35 Shots of Rum), de Claire Denis (França)
- Mother (Madeo / Mother), de Bong Joon-ho (Coréia do Sul)
- Amália (Amália / Amália), de Carlos Coelho da Silva (Portugal)
- As praias de Agnes (Les Plages d’Agnès / The Beaches of Agnès), de Agnès Varda (França)
- Maradona (Maradona by Kusturica / Maradona by Kusturica), de Emir Kusturica (Espanha) - não sou fã de futebol, provavelmente deixarei passar. Só marquei pelo Kusturica.
- Bastardos Inglórios (Inglourious Basterds / Inglourious Basterds), de Quentin Tarantino (Estados Unidos) - se por um milagre eles resolverem lançar na primeira semana...
- Abraços partidos (Los Abrazos Rotos / Broken Embraces), de Pedro Almodóvar (Espanha)
- Distante Nós Vamos (Away We Go / Away We Go), de Sam Mendes (Estados Unidos)

- Coco antes de Chanel (Coco avant Chanel / Coco Before Chanel), de Anne Fontaine (França)
- (500) Dias com ela ((500) Days of Summer / (500) Days of Summer), de Marc Webb (Estados Unidos)
- Fais-moi Plaisir (Fais-moi Plaisir! / Please, please me!), de Emmanuel Mouret (França)
- Les Herbes Folles (Les Herbes Folles / Wild Grass), de Alain Resnais (França)
- Aconteceu em Woodstock (Taking Woodstock / Taking Woodstock), de Ang Lee (Estados Unidos)
- Brilho de Uma Paixão (Bright Star / Bright Star), de Jane Campion (Reino Unido)

- A batalha dos 3 reinos (Chi Bi / The Battle of Red Cliff), de John Woo (China)
- O Desinformante! (The informant! / The informant!), de Steven Soderbergh (Estados Unidos) - esse é bastante provável que eu deixe passar, já que em breve será lançado nos cinemas.
- Nova York, Eu Te Amo (New York, I Love You / New York, I Love You), de Mira Nair, Fatih Akin, Yvan Attal, Allen Hughes, Shekhar Kapur, Shunji Iwai, Joshua Marston, Natalie Portman, Brett Ratner, Wen Jiang, Randall Balsmeyer (França)
- Viagem aos Pireneus (Le Voyage aux Pyrénées / Le Voyage aux Pyrénées), de Jean-Marie, Arnaud Larrieu (França)
- Julie & Julia (Julie & Julia / Julie & Julia), de Nora Ephron (Estados Unidos)
- Parada (Parada / Parada), de Marco Pontecorvo (Itália)
- Che 2 – A Guerrilha (Che: Part Two / Che: Part Two), de Steven Soderbergh (Espanha)
- Mais tarde, você vai entender… (Plus tard, tu comprendras… / One Day, You Will Understand ), de Amos Gitaï (França)

 

[Na torcida por Ponyo, Whatever Works e Politist, Adjectiv.05]


Mostra EXPECTATIVA 2009

- Só quero caminhar (Sólo Quiero Caminar / Just Walking), de Augustín Díaz Yanes (México)
- DongBei, DongBei – uma chinesa do norte (Dongbei, Dongbei / A North Chinese Girl), de Zou Peng (China)
- Tandoori Love – um romance à indiana (Tandoori Love / Tandoori Love), de Oliver Paulus (Suíça)
- Seraphine (Séraphine / Seraphine), de Martin Provost (França)
- A terceira parte do mundo (La Troisième partie du monde / The Third Part of the World), de Eric Forestier (França)
- Porco cego quer voar (Babi buta yang ingin terbang / Blind pig who wants to fly), de Edwin (Indonésia)
- Aguas turvas (De Usynlige / Troubled Water), de Erik Poppe (Noruega)
- O poder do soul (Soul Power / Soul Power), de Jeffrey Levy-Hinte (Estados Unidos)
- Piquenique (Pescuit Sportiv / Hooked), de Adrian Sitaru (Romênia)
- Yang Yang (Yang Yang / Yang Yang), de Cheng Yu-Chieh (China)
- A Pequenina (La Pivellina / La Pivellina), de Tizza Covi, Rainer Frimmel (Áustria)
- Retorno a Hansala (Retorno a Hansala / Return to Hansala), de Chus Gutierrez (Espanha)
- Nada pessoal (Rien de Personnel / Nothing Personal), de Mathias Gokalp (França)
- Uma vida nova em folha (Une Vie Toute Neuve / A Brand New Life), de Ounie Lecomte (França)
- Eu matei a minha mãe (J’ai tué ma mère / I Killed My Mother), de Xavier Dolan (Canadá)
- Jaffa (Jaffa / Jaffa), de Keren Yedaya (França)
- O dia da transa (Humpday / Humpday), de Lynn Shelton (Estados Unidos)
- Ramata (Ramata / Ramata), de Léandre-Alain Baker (Senegal)
- O pai dos meus filhos (Le père de mes enfants / Father of my children), de Mia Hansen-Love (Alemanha)
- Coco (Coco / Coco), de Gad Elmaleh (França)
- A Siciliana rebelde (La Siciliana Ribelle / The Sicilian Girl), de Marco Amenta (Itália)
- 27 Cenas sobre Jorgen Leth (27 Cenas sobre Jorgen Leth / 27 Scenes About Jorgen Leth), de Amir Labaki (Brasil)

 

Mostra O BRASIL DO OUTRO:

- Rio Breaks (Rio Breaks / Rio Breaks), de Justin Mitchell (Estados Unidos)
- Sergio (Sergio / Sergio), de Greg Barker (Estados Unidos)
- Só quando eu danço (Only When I Dance / Only When I Dance), de Beadie Finzi (Reino Unido)
- O Areal (O Areal / The Sandpit), de Sebastian Sepulveda (Chile)
- Dançando com o diabo (Dancing with the Devil / Dancing with the Devil), de Jon Blair (Reino Unido)
- I Am Happy (I am Happy / I am Happy), de Soraya Umewaka (Japão)
- Parajuru (Une semaine a Parajuru / A Week in Parajuru), de José Huerta (Brasil)
- Os Gracies e o Nascimento do Vale Tudo (The Gracies and the Birth of Vale Tudo ), de Victor Cesar Bota (Brasil)
- Trópico da Saudade, Claude Lévi-Strauss e a Amazônia (Claude Lévi-Strauss, auprès de l’Amazonie / Claude Lévi-Strauss, auprès de l’Amazonie), de Marcelo Fortaleza Flores (França)

 

Mostra GERAÇÃO

- Quem tem medo do lobo? (Kdopak by se vlka Bál), de Maria Procházková (República Tcheca)
- Eu sei que você sabe (I Know You Know / I Know You Know), de Justin Kerrigan (Reino Unido)
- O lar das borboletas escuras (Tummien Perhosten Koti), de Dome Karukoski (Finlândia)
- Cadê meu irmão? (Mein Bruder ist ein Hund / My brother is a dog), de Peter Timm (Alemanha)
- Somos Todos Diferentes (Taare Zameen Par / Stars on Earth), de Aamir Khan (Índia)
- Valo (Valo / Valo), de Kaija Juurikkala (Finlândia)
- As aventuras de Gui & Estopa (The Adventures of Gui & Estopa), de Mariana Caltabiano (Brasil)


Mostra PREMIÈRE LATINA

- A próxima estação (La próxima estación / La próxima estación), de Fernando E. Solanas (Argentina)
- O segredo dos seus olhos (El secreto de sus ojos / The Secret in Their Eyes), de Juan José Campanella (Argentina
- Cinco dias sem Nora (Cinco Días sin Nora / Norah’s Will), de Mariana Chenillo (México)
- Deuses (Dioses / Gods), de Josue Mendez (Peru)
- A criada (La Nana / The Maid), de Sebastian Silva (Chile)
- Histórias extraordinárias (Historias extraordinarias / Extraordinary Stories), de Mariano Llinás (Argentina)
- Arranca-me a Vida (Arráncame la vida / Tear This Heart Out), de Roberto Sneider (México)
- Um Namorado para Minha Esposa (Un Novio Para Mi Mujer / A boyfriend for my wife), de Juan Taratuto (Argentina)
- As viagens do vento (Los Viajes del Viento / The Wind Journeys), de Ciro Guerra (Colômbia)
- Navidad (Navidad / Christmas), de Sebastian Lelio (Chile)
- Chuva (Lluvia / Rain), de Paula Hérnandez (Argentina)
- Luisa (Luisa / Luisa), de Gonzalo Calzada (Argentina)
- A beleza da luta (Lo Bello de la Pelea / Beauty of the Fight), de John Urbano (Estados Unidos da América)
- O presente de Pachamama (El Regalo de la Pachamama / Pachamama), de Toshifumi Matsushita (Japão)
- Boogie (Boogie, el aceitoso / Boogie), de Gustavo Cova (Argentina) (animação)

 

Especial ISABELLE HUPPERT:
- A comédia do poder (L’ivresse du pouvoir / Comedy of Power), de Claude Chabrol (França)
- 8 Mulheres (8 femmes / 8 Women), de François Ozon (França) - imagina a experiência de ver um filme desses numa telona?
- Um amor tão fácil (La Dentellière / The Lacemaker), de Claude Goretta (França)
- Mulheres diabólicas (La Cérémonie / A Judgement in Stone), de Claude Chabrol (França)
- A Separação (La Séparation / The Separation), de Christian Vincent (França)
- Entre nós (Coup de foudre / At First Sight), de Diane Kurys (França)
- A Lei de quem tem poder (Coup de torchon / Clean Slate), de Bertrand Tavernier (França)

 

[Na torcida para que A Professora de Piano e Tempos de Lobo entrem nessa lista.]

 

IMAGENS DA TURQUIA

- Mommo (Mommo / The Bogeyman), de Atalay Tasdiken (Turquia)
- O mercado (Pazar – Bir ticaret masali / The Market), de Ben Hopkins (Turquia)
- A caixa de Pandora (Pandora‘nın Kutusu / Pandora’s Box), de Yesim Ustaoglu (Turquia)
- Leite (Süt / Milk), de Semih Kaplano lu
(Turquia)
- Meu raio de sol (Hayat Va / My only Sunshine), de Reha Erdem (Turquia)
- 10 para as 11 (11’ e 10 Kala / 10 to 11), de Pelin Esmer (Turquia)


MUNDO GAY

- Ander (Ander / Ander), de Roberto Castón (Espanha)
- O fim do amor (The End of Love / The End of Love), de Simon Chung (Hong Kong)
- An Englishman in New York (An Englishman in New York), de Richard Laxton (Reino Unido)
- Árvores com figos (Fig Trees / Fig Trees), de John Greyson (Canadá)
- Fantasma (Ghosted / Ghosted), de Monika Treut (Alemanha)
- Os Tempos de Harvey Milk (The Times of Harvey Milk / The Times of Harvey Milk), de Rob Epstein (Estados Unidos)
- Sinos silenciosos (Wu Sheng Feng Ling / Soundless Wind Chime), de Kit Hung (Suíça)
- Morrer como um homem (Morrer como um homem / To Die Like a Man), de João Pedro Rodrigues (Portugal)
- Fúria (Outrage / Outrage), de Kirby Dick (Estados Unidos)
- Boy (Boy / Boy), de Auraeus Solito (Filipinas)
- Homens (Homens / Men), de Lucia Caus e Bertrand Lira (Brasil)
- Depois de Tudo (Depois de Tudo / After everything), de Rafael Saar (Brasil)


MIDNIGHT MOVIES

- Human Zoo (Human Zoo / Human Zoo), de Rie Rasmussen (França)
- Os Yes Men consertam o mundo ( The Yes Men Fix the World), de Andy Bichlbaum , Mike Bonanno, Kurt Engfehr (Estados Unidos)
- Sede de Sangue (Bak-Jwi / Thirst), de Park Chan-wook (Coréia do Sul)
- Vogue – a edição de setembro (The September Issue), de R.J. Cutler (Estados Unidos)
- Big River Man (Big River Man / Big River Man), de John Maringouin (Estados Unidos)
- Black Dynamite (Black Dynamite / Black Dynamite), de Scott Sanders (Estados Unidos)
- Uma moda transgressora (Ein Traum In Erdbeerfolie / Comrade Couture), de Marco Wilms (Alemanha)
- O clone volta para casa (Kuron wa kokyo wo mezasu / The Clone Returns Home), de Kanji Nakajima (Japão)
- Tyson (Tyson / Tyson), de James Toback (Estados Unidos)
- Hair India (Hair India / Hair India), de Raffaele Brunetti, Marco Leopardi (Itália)
- A Town Called Panic (Panique au Village / A Town Called Panic), de Stéphane Aubier, Vincent Patar (Bélgica)
- Amargo (Amer / Amer), de Hélène Cattet, Bruno Forzani (Bélgica)
- Em Busca do Paraíso (Heaven wants out / Heaven wants out), de Robert Feinberg (Estados Unidos)
- Além do jogo (Beyond the Game / Beyond the Game), de Jos de Putter (Holanda)
- O rei da fuga (Le roi de l’evasion / The King of Escape), de Alain Guiraudie (França)
- American Boy: o retrato de Steven Prince (American Boy: A Profile of Steven Prince), de Martin Scorsese (Estados Unidos)
- American Prince (American Prince / American Prince), de Tommy Pallotta (Estados Unidos)
- A Gruta (A Gruta / The Grotto), de Filipe Gontijo (Brasil)
- When you’re strange (When you’re strange / When you’re strange), de Tom DiCillo (Estados Unidos)
- Matadores de Vampiras Lésbicas (Lesbian Vampire Killers / Lesbian Vampire Killers), de Phil Claydon (Reino Unido)
- The Chaser (Choo Gyeok Ja / The Chaser), de Hong-jin Na (Coréia do Sul)


MOSTRAS DOX e FRONTEIRAS

- 211: Anna (211: Anna / 211: Anna), de Giovanna Massimetti, Paolo Serbandini (Itália)
- Teto de vidro (The Glass House / The Glass House), de Hamid Rahmanian (Irã)
- Nollywood Babilônia (Nollywood Babylon / Nollywood Babylon), de Ben Addelman, Samir Mallal (Canadá)
- Os sonhos sobrevivem ao poder? (Le Pouvoir détruit-il le rêve? / Behind the Rainbow), de Jihan El-Tahri (Egito)
- Amor, sexo e mobilete (Amour, sexe et mobylette / Love, sex and mopeds), de Maria Silvia Bazzoli, Christian Lelong (França)
- A China continua distante (China is still Far / China is still Far), de Malek Bensmail (França)
- Rip: um manifesto remixado (Rip: A remix manifesto / Rip: A remix manifesto), de Brett Gaylor (Canadá)
- American Casino (American Casino / American Casino), de Leslie Cockburn (Estados Unidos da América)
- Teatro de guerra (Theater of War / Theater of War), de John Walter (Estados Unidos)
- O cerco neoliberal (L’Encerclement – La démocratie dans les rets du néolibéralisme / Encirclement – Neo-Liberalism Ensnares Democracy), de Richard Brouillette (Canadá)


mostra FRONTEIRAS

- Por um instante, a liberdade (Pour un instant, la liberte / For the moment, freedom), de Arash T. Riahi (França)
- Rachel (Rachel / Rachel), de Simone Bitton (França)
- A madrugada do mundo (L’aube du monde / Dawn of the World), de Abbas Fahdel (França)
- Teza (Teza / Teza), de Haile Gerima (Etiópia)
- A Batalha para o Tribunal (The Reckoning / The Reckoning ), de Pamela Yates (Estados Unidos)
- Fixer: o sequestro de Ajmal Naqshbandi (Fixer: The Taking of Ajmal Naqshbandi / Fixer: The Taking of Ajmal Naqshbandi), de Ian Olds (Estados Unidos)
- Lentes abertas: Iraque (Our emotions take the pictures: Open Shutters Iraq / Our emotions take the pictures: Open Shutters Iraq), de Maysoon Pachachi (Reino Unido)
- O menino e o cavalo (The Horse Boy / The Horse Boy), de Michel Orion Scott (Estados Unidos)
- Sussurros ao vento (Sirta la gal ba / Whisper with the Wind), de Shahram Alidi (Iraque)
- O Fogo sob a neve (Fire Under the Snow / Fire Under the Snow), de Makoto Sasa (Estados Unidos)
- Estado de emergência (Living in Emergency / Living in Emergency), de Mark N. Hopkins (Estados Unidos)
- Playground (Playground / Playground), de Libby Spears (Estados Unidos)

 

mostra MEIO AMBIENTE
- Pelo amor à água (Flow: For Love of Water / Flow: For Love of Water), de Irena Salina (Estados Unidos)
- Nossos filhos nos acusarão (Nos enfants nous accuseront / That should not be: our children will accuse us), de Jean Paul Jaud (França)
- Petróleo bruto (Crude / Crude), de Joe Berlinger (Estados Unidos)
- Vamos ganhar dinheiro (Let’s Make Money / Let’s Make Money), de Erwin Wagenhofer (Áustria)
- No Impact Man (No Impact Man / No Impact Man), de Laura Gabbert, Justin Schein (Estados Unidos)
- Plastic Planet (Plastic Planet / Plastic Planet), de Werner Boote (Áustria)
- Katanga Business (Katanga Business / Katanga Business), de Thierry Michel (França)
- Roleta da fortuna (Good Fortune / Good Fortune), de Landon Van Soest (Estados Unidos)


MOSTRA GERAÇÃO

- Quem tem medo do lobo? (Kdopak by se vlka Bál / Who is Afraid of the Wolf), de Maria Procházková (República Tcheca)
- Eu sei que você sabe (I Know You Know / I Know You Know), de Justin Kerrigan (Reino Unido)
- O lar das borboletas escuras (Tummien Perhosten Koti / The Home of Dark Butterflies), de Dome Karukoski (Finlândia)
- Cadê meu irmão? (Mein Bruder ist ein Hund / My brother is a dog), de Peter Timm (Alemanha)
- Somos Todos Diferentes (Taare Zameen Par / Stars on Earth), de Aamir Khan (Índia)
- Valo (Valo / Valo), de Kaija Juurikkala (Finlândia)
- As aventuras de Gui & Estopa (As aventuras de Gui & Estopa / The Adventures of Gui & Estopa), de Mariana Caltabiano (Brasil)
Luizz2009-09-15 15:43:29
Link to comment
Share on other sites

Mostra GERAÇÃO

- Quem tem medo do lobo? (Kdopak by se vlka Bál), de Maria Procházková (República Tcheca)
- Eu sei que você sabe (I Know You Know / I Know You Know), de Justin Kerrigan (Reino Unido)
- O lar das borboletas escuras (Tummien Perhosten Koti), de Dome Karukoski (Finlândia)
- Cadê meu irmão? (Mein Bruder ist ein Hund / My brother is a dog), de Peter Timm (Alemanha)
- Somos Todos Diferentes (Taare Zameen Par / Stars on Earth), de Aamir Khan (Índia)
- Valo (Valo / Valo), de Kaija Juurikkala (Finlândia)
- As aventuras de Gui & Estopa (The Adventures of Gui & Estopa), de Mariana Caltabiano (Brasil)




Onde vou ser voluntária. Não sabia desse da Mariana Caltabiano, não está no papel que eles me deram.

Esse Somos Todos Diferentes, da Índia, é da Mostra do ano passado, parece que foi elogiadíssimo e por isso o retorno dele para esse ano.

Link to comment
Share on other sites

É no sábado que estarão disponíveis os ingressos avulsos, não é? Vou esperar até lá pra poder escolher a dedo os poucos que assistirei. Se é que vai dar mesmo. Preferências giram ao redor daqueles que possivelmente demorarão anos para serem lançados no circuito nacional.

 

Link to comment
Share on other sites

Até consegui me cadastrar hoje para a compra dos passaportes, só que o boleto gerado é para pagamento no dia seguinte (quarta-feira).

 

Como estou em um Congresso em Búzios (e não faço idéia e nem terei tempo de ver onde têm uma agência do Unibanco), não conseguirei pagá-lo. O jeito vai ser apelar para os ingressos avulsos mesmo...

 

 

Link to comment
Share on other sites

E, no fim das contas, pode ser que eu acabe indo assistir a filmes do tipo. Queimar a língua é troço danado de bom, né? Haha.

 

Mas ainda não é certeza porque não organizei a agenda direito. Selecionei apenas por alto e com um tantinho de pressa. Espremendo um pouquinho, e tentando arranjar tempo e grana de sabe lá onde, acabei chegando a uma lista cujo número é menor do que o da minha última vez. Mas um pouquinho alto para minhas condições atuais. Certeza que ela sofrerá cortes.

 

Até porque, para ser franco, eu nem estou tão empolgado assim. Olhando com cuidado pode ser que a coisa mude de figura, mas deve ter no máximo 5 filmes que me deixam sedento de vontade de comparecer. E olhe lá. Sorte minha é que vários dos que separei passarão num cine que fica ao lado de casa.

 

 

Link to comment
Share on other sites

A famigerada sessão em que o Tarantino apresentará o filme é, claro, a do Odeon, dia 7, correto? Ou isso ocorrerá em todas? Ou não ocorrerá em nenhuma? Tô meio perdido quanto a isso.

 

Não poderei assistir a um dos poucos filmes que me faziam abrir um largo sorriso no rosto: Viajo porque preciso, volto porque te amo, de co-autoria do Ainouz. Provavelmente o que eu mais aguardo, dentre todos. Que saco.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...