Jump to content
Forum Cinema em Cena

Oscar 2011: Indicados e Previsões


Nightcrawler
 Share

Recommended Posts

Já vi que a euforia por aqui vai começar, isso que nem se viu os filmes ainda.  06

 

E que poster tosco esse do filme com a Carter. .

---

 

Saíram as indicações do British Independent Film Awards, e a Lesley Manville foi colocada como coadjuvante enquanto outra atriz recebeu menção como principal pelo filme do Leigh. Acho que já é uma inclinação da direção da campanha dela.

;

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 2.6k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Recentemente, assisti a alguns filmes que são considerados para esta temporada de premiações. Seguem minhas impressões:

 

Minhas Mães e Meu Pai (The Kids Are All Right, Dir.: Lisa Cholodenko, 2010)

Comédia ingênua e bobinha que se sustenta graças ao elenco - com exceção de Mark Ruffalo. As atuações se destacam de um roteiro de premissa interessante, mas nem um pouco inspirado. Li em alguns posts que todo o hype em cima da Benning é exagero. Eu discordo um pouco. Achei ela ótima, até melhor que a Julianne Moore, e não me incomodaria em vê-la indicada. Não é a atuação do ano, ela não tem grandes momentos, mas representa muito bem.

 

72 horas (The Next Three Days, Dir.: Paul Haggis, 2010)

Paul Haggis apostando em algo mais comercial e, novamente, o resultado é um filme totalmente impessoal. Como sempre, o roteiro esbanja coincidências e acidentes. A produção é longa, arrastada, com subtramas desiteressantes, e personagens mal desenvolvidos. Nunca se aprofunda. É um thriller genéricão mesmo, sem grandes lances, com um Russell Crowe apenas correto. O destaque é para Elizabeth Banks. Boa atuação da moça.

The Fighter (Dir.: David O. Russell, 2010)

O típico que veste uma roupagem de encomendado para o Oscar. Convencional e burocrático ao extremo. Eu posso estar muito enganado mas, para mim, vai passar batido em todas as categorias. Mark Wahlberg está medíocre. Gostaria de elogiar Christian Bale e Amy Adams, que até se esforçam, mas não conseguem se inspirar muito devido a falta de grandes momentos dramáticos no filme. Se rolar indicações, será mais pelo hype do que por outra coisa. A fotografia até que funciona, e o último ato é bacana, entretanto, tenha certeza: você já viu esse filme antes. O curioso é que por trás de toda a trama do personagem do Wahlberg, está a do personagem do Bale, que se envolve com crack e crime. E o curioso é que o tema é tratado de forma tão leviana, tão politicamente correta, que você nunca é convencido da seriedade do assunto. Um filme frio, sem emoções, sem momentos dramáticos. Totalmente esquecível.

 

Um Lugar Qualquer (Somewhere, Dir.: Sofia Coppola, 2010)

O lt disse, há algumas páginas atrás, que o novo da Sofia Coppola irá passar em branco pelas próximas premiações. Eu concordo. Enquanto os filmes que citei acima são impessoais demais, Sofia fez, talvez, sua produção mais pessoal até aqui. Minimalista, resgata até elementos do cinema europeu, o que eu acho que pode distanciar o filme do gosto da academia. Stephen Dorff e Elle Fanning estão muito bem mesmo. E uma indicação para qualquer um dos dois não seria injusto. Enfim. Um filme que somente Sofia Coppola poderia ter escrito e dirigido.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Um Lugar Qualquer (Somewhere' date=' Dir.: Sofia Coppola, 2010)
O lt disse, há algumas páginas atrás, que o novo da Sofia Coppola irá passar em branco pelas próximas premiações. Eu concordo. Enquanto os filmes que citei acima são impessoais demais, Sofia fez, talvez, sua produção mais pessoal até aqui. Minimalista, resgata até elementos do cinema europeu, o que eu acho que pode distanciar o filme do gosto da academia. Stephen Dorff e Elle Fanning estão muito bem mesmo. E uma indicação para qualquer um dos dois não seria injusto. Enfim. Um filme que somente Sofia Coppola poderia ter escrito e dirigido.
[/quote']

 

Dei uma lida numas críticas, mas ainda não consegui assistir o filme da Coppola. Pensei que ia conferir na Mostra, mas acabou não dando certo. Enfim, sobre a produção, fiquei sabendo que a Sofia retomou os traços de "Encontros e Desencontros". Isso procede?
Link to comment
Share on other sites

 

Um Lugar Qualquer (Somewhere' date=' Dir.: Sofia Coppola, 2010)

O lt disse, há algumas páginas atrás, que o novo da Sofia Coppola irá passar em branco pelas próximas premiações. Eu concordo. Enquanto os filmes que citei acima são impessoais demais, Sofia fez, talvez, sua produção mais pessoal até aqui. Minimalista, resgata até elementos do cinema europeu, o que eu acho que pode distanciar o filme do gosto da academia. Stephen Dorff e Elle Fanning estão muito bem mesmo. E uma indicação para qualquer um dos dois não seria injusto. Enfim. Um filme que somente Sofia Coppola poderia ter escrito e dirigido.

[/quote']

 

Dei uma lida numas críticas, mas ainda não consegui assistir o filme da Coppola. Pensei que ia conferir na Mostra, mas acabou não dando certo. Enfim, sobre a produção, fiquei sabendo que a Sofia retomou os traços de "Encontros e Desencontros". Isso procede?

Sim. Ela resgata alguns elementos de Lost In Translation, principalmente em alguns planos e tomadas. Entretanto, narrativamente, Somewhere tem uma proposta de linguagem bem diferente. É uma produção bem mais estática, se entende o que eu quero dizer. Me lembrei muito de Antonioni e Blow Up.

 

Link to comment
Share on other sites

Helena Bonham-Carter, aparentemente à sombra dos holofotes lançados a Firth e Rush? Não acho que venha a ser barbada, mas não mesmo.

E voces esquecem uma atriz de THE FIGHTER cujo perfil é muito mais premiável.

 

No final, acho que o prêmio deve ir para alguma mãe problemática: Melissa Leo (THE FIGHTER), Jacki Weaver (ANIMAL KINGDOM), Diane Wiest (RABBIT HOLE), Barbara Hershey (BLACK SWAN) ou Julianne Moore (THE KIDS ARE ALL RIGHT, pq eu tenho fé que o estúdio irá recobrar o juízo e lança-la como coadj).

 

____________

 

Portman não faz nada em COLD MOUNTAIN?

De toda a via crucis enfrentada por Law em meio à guerra, é em Portman que o horror e as consequencias ganham ressonancia. Pra mim ela faz muito mais que Zellweger. A vergonha na indicação dessa amadora é ainda maior pq o filme ainda tem uma segunda atuação coadjuvante superior: Kathy Baker. Pra mim todos estão muito bem no filme do Minghella, inclusive Nicole... Mas Renee, com seus tiques e vícios, mais interpretando um tipo caricato, não dá. Mas não mesmo.

 

 

 

O European Film Awards anunciou seus indicados.
Coisas bizarras como O Segredo dos seus Olhos são dificeis de explicar.

Mike Leigh novamente esnobado (Sim, o cara é odiado em seu continente) e muita gente se perguntando: Onde estão os grandes filmes como Certified Copy, White Material, Another Year... ?

The Ghost Writer lidera o número de indicações.

The-Ghost-Writer-2010.jpg

Best European Film
“The Ghost Writer”
“Honey”
“Lebanon”
“Of Gods and Men”
“The Secret in Their Eyes”
“Soul Kitchen”

Best European Director
Olivier Assayas, “Carlos”
Paolo Virzi, “The First Beautiful Thing”
Roman Polanski, “The Ghost Writer”
Semih Kaplanoğlu, “Honey”
Samuel Maoz, “Lebanon”

Best European Actor
Jakob Cedergren, “Submarino”
Elio Germano, “Our Life”
Ewan McGregor, “The Ghost Writer”
George Pistereanu, “If I Want to Whistle, I Whistle”
Luis Tosar, “Cell 211″

Best European Actress
Zrinka Cvitešić, “On the Path”
Sibel Kekilli, “When We Leave”
Lesley Manville, “Another Year”
Sylvie Testud, “Lourdes”
Lotte Verbeek, “Nothing Personal”

Best European Screenwriter
Jorge Guerricaechevarría and Daniel Monzón, “Cell 211″
Radu Mihaileanu, “The Concert”
Robert Harris and Roman Polanski, “The Ghost Writer”
Samuel Maoz, “Lebanon”

Best European Animated Feature
“The Illusionist”
“Planet 51″
“Sammy’s Adventures: The Secret Passage”

Best European Documentary
“Armadillo”
“Nostalgia for the Light”
“Steam of Life”

Best European Cinematographer
Barış Özbiçer, “Honey”
Pavel Kostomarov, “How I Ended this Summer”
Giora Bejach, “Lebanon”
Caroline Champetier, “Of Gods and Men”

Best European Editor
Luc Barnier and Marion Monnier, “Carlos”
Hervé de Luze, “The Ghost Writer”
Arik Lahav-Leibovich, “Lebanon”

Best European Production Designer
Albrecht Konrad, “The Ghost Writer”
Paola Bizzarri and Luis Ramirez, “I, Don Giovanni”
Markku Pätilä and Jaagup Roomet, “The Temptation of St. Tony”

Best European Composer
Gary Yershon, “Another Year”
Alexandre Desplat, “The Ghost Writer”
Ales Brezina, “Kawasaki’s Rose”
Pasquale Catalano, “Loose Cannons”

Best European Discovery (FIPRESCI Prize)
“The Double Hour”
“If I Want to Whistle, I Whistle”
“Lebanon”
“Nothing Personal”
“When We Leave”

Best European Short
“Amor”
“Diarchy”
“The External World”
“Hanoi, Warsaw”
“Here I Am”
“Joseph’s Snails”
“Lights”
“The Little Snow Animal”
“Maria’s Way”
“Out of Love”
“Rendezvous in Stella-Plage”
“Stay, Away”
“Talleres Clandestinos”
“Tussilago”
“Venus vs. Me”
Ronny2010-11-08 04:15:59
Link to comment
Share on other sites

taí: the ghost writer novo filmaço do polanski  q poderia ser lembrado no oscar em várias categorias

the social network visto! excelente filme em alguns aspectos e ordinário em outros, e num primeiro momento não consegui entender tamanho buzz em cima dele

 

os maiores destaques ficam a cargo do roteiro afiado do sorkin e o trio de protagonistas: eisenberg, garfield e timberlake. todos mandam bem demais!

 

sou fã pra c******** do fincher, mas aqui em termos "cinematográficos" ele não apresenta nada novo, infelizmente
Link to comment
Share on other sites

Vi o The kids are allright. Não odiei como o Thico, mas é realmente fraco. Estava gostando bem no início, elenco ótimo, química muito boa entre Bening e Moore, mas quando o roteiro finalmente expõe seu conflito central (o mais previsível, clichê, tolo, forçado e genérico que eu poderia imaginar), o filme desaba. Não é ruim de doer, mas não vale a pena ser visto.

 

Bening está mesmo superestimada (assim como Moore). O papel não exige absolutamente nada dela, seria um absurdo vê-la vitoriosa por The kids are allright no mesmo ano em que arrebentou em Mother and Child. Acho até que seria mais ridículo do que a Sandra Bullock ganhando no ano passado.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Portman não faz nada em COLD MOUNTAIN?

De toda a via crucis enfrentada por Law em meio à guerra, é em Portman que o horror e as consequencias ganham ressonancia. Pra mim ela faz muito mais que Zellweger. A vergonha na indicação dessa amadora é ainda maior pq o filme ainda tem uma segunda atuação coadjuvante superior: Kathy Baker. Pra mim todos estão muito bem no filme do Minghella, inclusive Nicole... Mas Renee, com seus tiques e vícios, mais interpretando um tipo caricato, não dá. Mas não mesmo.

 

 por Ronny.

 

Onde eu assino?

 

Desculpem, mas me incomoda dizer que Bening ganhar seria absurda.  Se trata de uma grande atriz e premiando ela, caso não mereça, é um prêmio de carreira e isso ela tem pra dar, vender e emprestar para as Keiras Knightleys, Anne Hathaways, Zellwegers da vida.  Ah mas isso tá errado?  Concordo, mas eles fazem isso mesmo e vão continuar fazendo.  Antes ela do que uma das citadas acima, com exceção da Renée que já tem o seu.  O que Mira Sorvino representa pra o cinema?   Nada.  Ela ganhou um Oscar e foi engolida.  A Marisa Tomei viveu situação parecida (pior eu acho) e deu a volta por cima, com justiça porque é muito boa.  Annette Bening é uma grande atriz e mesmo que ganhe por consolação ela merece.  Pronto, falei.06  (P.S. Respeitando sempre as opiniões divergentes dos colegas).
Link to comment
Share on other sites

Ah sim, se Annette Bening vencer, será por The Grifters, por American Beauty, por Being Julia, por Running With Scissours, por Mother and Child, por Mrs. Harris, e por todas as outras grandes atuações que ela já entregou e que foram ignoradas. O sentimento de overdue é realmente muito grande. Só lamento que ela será recompensada por um de seus trabalhos menos impressionantes (imagine se Bening vencesse o Oscar por Meu Querido Presidente ou Open Range? É o mesmíssimo caso de The Kids Are Allright).

 

 

Link to comment
Share on other sites

Também acho que a Bening deve ganhar, mesmo eu sendo fã da Kidman, já fico feliz pela possível indicação dela - mas não acho que tenha merecido indicações antes, talvez por "Margot", e anteriormente por "Um Sonho Sem Limites" e "De Olhos Bem Fechados".

 

 

 

Pois é, o Oscar faz isso mesmo, acho que deve ganhar, mesmo o filme sendo "fraco".

Link to comment
Share on other sites

Esse é o ponto que eu digo sobre a vitória de Bening, que é injusto simplesmente porque a atuação não condiz com um prêmio. E não é porque isso acontece que deve continuar acontecendo. Se alguém ganhasse um Oscar de consolação, seja essa pessoa quem for, num ano que Annette Bening entregasse a maior atuação de sua carreira, o que você pensaria guidon?

 

Link to comment
Share on other sites

sall, teoricamente the ghost writer poderia ser tranquilamente indicado a: filme, direção, roteiro, edição, fotografia, trilha, atriz coadjuvante (olivia williams) e talvez ator (mcgregor - dependendo da força dos outros atores)

 

agora pq um filme como esse será preterido no final das contas por um sonho possível ou crash é q fica dificil entender e aceitar

 

a única chance é q essas premiações mais importantes q começam a rolar a partir desse mês ressuscitem ele o q sabemos é pouco possível pela qtd de filmes de grandes estúdios por detrás deles e do forte buzz

 

.

.

.

 

bening já poderia ter ganho pela sua grande atuação em american beauty. eu prefiro bem mais do q a de swank por boys don't cry (devo ser o único smiley36)
Link to comment
Share on other sites

Esse é o ponto que eu digo sobre a vitória de Bening' date=' que é injusto simplesmente porque a atuação não condiz com um prêmio. E não é porque isso acontece que deve continuar acontecendo. Se alguém ganhasse um Oscar de consolação, seja essa pessoa quem for, num ano que Annette Bening entregasse a maior atuação de sua carreira, o que você pensaria guidon? [/quote']

 

 

Thico, eu também não concordo com essa política, mas o que disse é que isso acontece e vai continuar acontecendo.  Eu acho que se compararmos (sei que você discorda) a Bening está acima da Swank na disputa de 2005, mas quem ganhou?  Eu tive um momento fãzóide, mas já passou. 06 O que não vou dizer é que se ela ganhar eu não ficarei feliz. 

Falaram da Kidman, eu pessoalmente acho justíssimo seu Oscar, mas a maioria aqui acha que não foi, que o prêmio era da Moore, que está muito bem, mas não melhor.  Isso é apenas uma observação, não quero comparar os casos e naquele ano a melhor mesmo era Streep se reinventando em As Horas e ainda em Adaptação, que deu mais uma indicação pra ela.  Na verdade aquele ano foi interessante, porque Jak Nicholson também se reinventa em About Schmidt.  Pra mim, foi o ano desses veteranos.
Link to comment
Share on other sites

sall' date=' teoricamente the ghost writer poderia ser tranquilamente indicado a: filme, direção, roteiro, edição, fotografia, trilha, atriz coadjuvante (olivia williams) e talvez ator (mcgregor - dependendo da força dos outros atores)

 

agora pq um filme como esse será preterido no final das contas por um sonho possível ou crash é q fica dificil entender e aceitar

 

a única chance é q essas premiações mais importantes q começam a rolar a partir desse mês ressuscitem ele o q sabemos é pouco possível pela qtd de filmes de grandes estúdios por detrás deles e do forte buzz... 
[/quote']

 

Acho dificil. Vem muita coisa por aí e não acho que Ghost Writer tomará o lugar de The King's Speech, 127 Horas, Black Swan, , True Grit, The Social Network, The Fighter, Inception, Toy Story 3, Rabbit Hole, The Town, Shutter Island...  principalmente nas técnicas e categorias de elenco.

 

Mesmo com 10 indicados a Filme, não vejo onde Ghost pode se encaixar aí. Talvez em trilha e roteiro e só.

 

###

 

Incrível o hype em torno de Social Network. Vários sites já apostam nele como vencedor do Oscar 2011 e alguns já falam nele como o "Cidadão Kane" de nossa geração13

 

 

 

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

Best European Director

Olivier Assayas' date=' “Carlos”

Paolo Virzi, “The First Beautiful Thing”

Roman Polanski, “The Ghost Writer”

Semih Kaplanoğlu, “Honey”

Samuel Maoz, “Lebanon”

 

Best European Actor

Jakob Cedergren, “Submarino”

Elio Germano, “Our Life”

Ewan McGregor, “The Ghost Writer”

George Pistereanu, “If I Want to Whistle, I Whistle”

Luis Tosar, “Cell 211″

 

Best European Actress

Zrinka Cvitešić, “On the Path”

Sibel Kekilli, “When We Leave”

Lesley Manville, “Another Year”

Sylvie Testud, “Lourdes”

Lotte Verbeek, “Nothing Personal” [/quote']

 

 

Esse "Se eu quiser Assobiar, eu assobio" é o típico filme romeno, em uma cena em que o moleque ameaça uma moça com um caco de vidro, vc escuta o som ambiente, de passarinhos piando despreocupados...06 É bem bom. Submarino do Thomas Vintenberg é surpreendentemente "down to earth", sem as esquisitices de Querida Wendy e nem os dogmas  de Festa de Família.

 

 

Agora Carlos do Assayas... Mais de 5 horas de um bombardeio de informações, a melhor aula de geopolítica que já vi na vida. Ele era o diretor ideal pra fazer, é talvez o mais "globalizado", em todos os sentidos que essa palavra possa ter.

 

Link to comment
Share on other sites

sall' date=' teoricamente the ghost writer poderia ser tranquilamente indicado a: filme, direção, roteiro, edição, fotografia, trilha, atriz coadjuvante (olivia williams) e talvez ator (mcgregor - dependendo da força dos outros atores)

 

agora pq um filme como esse será preterido no final das contas por um sonho possível ou crash é q fica dificil entender e aceitar

 

a única chance é q essas premiações mais importantes q começam a rolar a partir desse mês ressuscitem ele o q sabemos é pouco possível pela qtd de filmes de grandes estúdios por detrás deles e do forte buzz... 
[/quote']

 

Acho dificil. Vem muita coisa por aí e não acho que Ghost Writer tomará o lugar de The King's Speech, 127 Horas, Black Swan, , True Grit, The Social Network, The Fighter, Inception, Toy Story 3, Rabbit Hole, The Town, Shutter Island...  principalmente nas técnicas e categorias de elenco.

 

Mesmo com 10 indicados a Filme, não vejo onde Ghost pode se encaixar aí. Talvez em trilha e roteiro e só.

 

###

 

Incrível o hype em torno de Social Network. Vários sites já apostam nele como vencedor do Oscar 2011 e alguns já falam nele como o "Cidadão Kane" de nossa geração13 

 

tb acho q não apesar de ser superior a alguns filmes citados acima

 

novo cidadão kane, hein? então assisti o filme errado 06

 

acho q 127 hours ou até mesmo inception podem surpreender ... true grit como ainda ninguém viu ...

 

mas a disputa pela coroa parece estar entre esses 3 + TSN (chutando)

 

the tree of life só ano q vem?

 

e alguém viu o mediano winter's bone? tô achando superestimada a atuação da jennifer lawrence
D4rk Schn31d3r2010-11-11 02:29:51
Link to comment
Share on other sites

 

Eu assisti Winters Bone....a atuação da Jennifer Lawrence está boa....mas não sei se é suficiente pra levar o Oscar....

 

assim como as atuações Annette Bening e Juliane Moore por The Kids Are All right

 

Quero ver a atuação da Nicole Kidman e Natalie Portman....até agora não vi nada d+ nessas atuações...

Tulkas2010-11-11 06:15:00

Link to comment
Share on other sites

Talvez o ano não seja isso tudo que estão dizendo sobre as atrizes, pelo menos as protagonistas.  Pelo que li do pessoal daqui até agora, Bening, Moore e Lawrence não tem atuações memoráveis, pelo trailer Kidman está longe disso com seu rosto deformado, sobrando Portman, essa sim com expectativas gigantescas, até pelo que o personagem proporciona.  Estou torcendo discaradamente por uma indicação pra Paltrow, embora seja quase impossível, mas tomara que pelo menos a bela canção do filme entre pra ela mandar ver ao vivo no palco do Kodak.  Aos admiradores da Isabela Boscov (eu incluso) ela gostou muito de The Kids...  Diz que Moore e Bening estão soberbas e Rufallo maravilhoso. 03

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...