Jump to content
Forum Cinema em Cena

Você é um "hater"?


Administrator
 Share

Recommended Posts

 

Li esse texto no blog Contraditorium e achei que poderia criar uma discussão interessante:

 

(Quem tiver com preguiça, pode ler os negritos 06.gif)

 

[quote name=Cardoso' date=' autor do blog Contraditorium]

Os Simpsons é um dos programas que os Haters mais adoram odiar.

Haters são um subgrupo de trolls especializados em odiar e desqualificar

qualquer coisa, dando especial atenção a assuntos que estão em

evidência na mídia. Por isso a enxurrada de comentários afirmando

categoricamente que LOST é um lixo, ou o pessoal mostrando o quanto

Homem de Ferro 2 é uma bela porcaria comparado com o filme imaginário

que só existe no delírio esquizofrênico aprisionado em suas mentes, e

como o iPad é uma bela porcaria, apesar dos dois milhões de unidades

vendidas e dos 200 mil novos exemplares que saem das lojas da Apple a

cada semana.

Haters não aceitam o conceito de que o gosto deles representa nada

menos que a opinião MUNDIAL. Por isso eles odeiam quando você não odeia

junto. Fica a dica: NUNCA brinque com um tema da moda. Fiz várias piadas

com o final de LOST, com isso angariei uma legião de HATERS que se

SOLIDARIZOU, achando que ao fazer brincadeiras como dizer que no final

de LOST o Dourado iria ganhar eu me colocava ao lado de gente que cuspia

besteiras que chegavam (e utrapassavam) as raias da boçalidade. Vi

mensagens onde os fãs eram acusados de DESPERDIÇAR suas vidas por seis

anos, ao acompanhar a série “com final ruim”.

Eu não gosto dessa gente. Esses haters aparecem sempre que ousamos

comentar positivamente sobre qualquer coisa. Antigamente ainda era uma

coisa de fanboy, eu dizia que gostava de Simpsons, o fanboy de Family

Guy me atacava antes que eu pudesse dizer que também gostava de Family

Guy (aí ambos os fanboys me atacariam dizendo que não poderia gostar de

ambos). Hoje os haters evoluíram, você professa um gosto, eles desdenham

e atacam SEM FORNECER UMA OPINIÃO ALTERNATIVA.

Esses deformadores de opinião são uma praga, criam uma geração de

seguidores cínicos que adoram xingar desdenhar e desqualificar TUDO, com

análises superficiais, opiniões (essas sim) desqualificadas e repetidas

pelos seguidores. No final temos os haters primários, os papagaios e a

turma do não vi e não gostei.

Por eles você não veria… NADA. Sim, TODOS os programas são ruins.

Quando pressionados os haters usam um argumento interessante para

justificar essa impossibilidade: Os programas ruins FORAM bons. CLARO

que você nunca achará uma mensagem de um hater elogiando um programa em

seu auge, mas depois que “ficou” ruim ai ele fala que “antigamente” era

bom.

Não escute esses caras. Acompanhe as opiniões de quem se dá ao

direito de GOSTAR de algo, acompanhe quem não tem vergonha de não

parecer cool, quem não tem problemas em ELOGIAR, em se entusiasmar com

alguma coisa. O hater nada mais é que um troll, uma criatura insegura

sem nenhum talento natural, que odeia dividir palco pois sabe que só

está em evidência (por menor que seja) por acaso. O hater não dá

crédito, com medo de você passar a seguir a fonte dele e torná-lo assim

irrelevante.

Descobri que não deveria ver Family Guy. Nem American Dad. Cleveland

Show? Nem Pensar. South Park? Já foi bom. Simpsons? JÁ ERA! Pois é,

Haters dizem que estou perdendo meu tempo.

(...)

Conclusão Para a Vida (ao menos funciona comigo):

Se alguém elogia bastante algo, levante a orelha, provavelmente mais

gente estará falando sobre o assunto. Se for gente que você conhece e

confia, provavelmente é uma boa indicação. Vale uma olhada.

Se alguém comenta que não gosta, tudo bem. Se for alguém que você

conhece, peça mais informações, concordando ou discordando você ganhará

tempo. Uma crítica negativa da qual você discorda MAS respeita o crítico

vale como uma positiva.

Já se alguém aparece histérico xingando e detonando algo que sequer

assiste ou acompanha, xinga todo mundo que ousa gostar do negócio e

justifica que somente idiotas veriam tal programa ou comprariam tal

produto (iPad, por exemplo) não perca seu tempo. Ignore o imbecil. Você

não ganha nada discutindo com alguém que tem mais prazer em dizer que

uma série é ruim do que em achar uma série boa pra assistir.

Fonte: http://www.contraditorium.com/2010/05/24/voce-gosta-de___-mas-e-uma-bosta-igual-a-___/

 

E o que dizer, então, dos "Haters" do Fórum Cinema em Cena?

...você seria um deles?

 

Veras2010-06-01 18:06:28
Link to comment
Share on other sites

Bom tópico. Pena que já começaram a floodar. Aliás, o flood DESTRUIU o o Fórum CeC. But I digress...

 

Esse texto aí tá parecendo mais um xilique (bem escrito, até) de um fãzóide de alguma série que, ele sim, não suporta ver o seu objeto de adoração criticado.

 

Na verdade essa impressão de que existem tantos "haters" só surgiu porque o mundo tá cada vez mais imbecilizado. Cada vez mais mais pessoas gostam das mesmas coisas. E quanto mais pessoas gostam das mesmas coisas, mais as pessoas que não gostam dessas coisas vão ser apontadas e ridicularizadas de alguma forma.

 

Não digo que não existem "haters" de verdade, mas são tão poucos que não justifcariam um texto desse aí.
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

Achei o texto estúpido porque generaliza e ridiculariza pessoas que simplesmente podem ter a opinião de que algo é ruim. Mesmo que seja uma opinião crítica e enfadonha, PODE representar uma opinião e nem por isso é pior ou melhor ou merece mais atenção que outra. Eu por exemplo, adorei o início de Prison break, a primeira temporada é excelente e achei um lixo as últimas. Sou um hater por causa disso? E se ele me classificar assim, serei porque ele acha?

Este cara, como o FelDias falou, é um hater, cai no próprio estereótipo. O conceito é cíclico como um cachorro que corre atrás do próprio rabo.

Por exemplo, alguém que gosta de um filme com um significado mais aprofundado E não gosta de um Indiana Jones será taxado fatalmente como nerd e tende a ter suas impressões desvalorizadas por ser caracterizado como um hater por um indivíduo desse, ou seja, é só mais um estereótipo estúpido criado.

O cara fala em padronização falha e ele mesmo está padronizando, fala em evolução de uma suposta classe que nem sequer consegue provar que existe ou usar argumentos que o diferencie dos eventos que deprecia.

Vale dizer que é absolutamente NATURAL algo no passado ser melhor que o futuro, raramente se mantém constante no tempo. Isso porque quando da criação de uma série, as ideias são variadas e há muito a se explorar em um universo novo. Depois, é comum haver o apelo comercial e índices de audiência que mantém um programa x no ar pela grana.

 

Respondendo a pergunta: sei lá se existem haters no Cinema em Cena. E se existirem, estou me lixando. Acho que as opiniões são tão válidas quanto as de qualquer outro que posta aqui e passam necessariamente pelo filtro de quem lê.

 

Mr. Scofield2010-06-01 19:43:01

Link to comment
Share on other sites

Achei o texto correto..hater é aquele cara que nãogosta de tudo que eh moda...ele pode até gostar no início, mas caiu no gosto do povão..ele odeia, ele só gosta enquanto underground...tem gente que odeia tudo (o famoso antibiótico) ,mas aí já é outro caso.

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Achei o texto correto..hater é aquele cara que nãogosta de tudo que eh moda...ele pode até gostar no início' date=' mas caiu no gosto do povão..ele odeia, ele só gosta enquanto underground...tem gente que odeia tudo (o famoso antibiótico) ,mas aí já é outro caso.

 

 

 

 

[/quote']

Big, li outro texto então. Compare o parágrafo ponderadíssimo que escreveu com isso aqui:

 

Haters são um subgrupo de trolls especializados em odiar e

desqualificar

qualquer coisa, dando especial atenção a assuntos que estão em

evidência na mídia. Por isso a enxurrada de comentários afirmando

 

categoricamente que LOST é um lixo, ou o pessoal mostrando o

quanto

Homem de Ferro 2 é uma bela porcaria comparado com o filme imaginário

que só existe no delírio esquizofrênico aprisionado em suas mentes.

O texto é:

 

1) Preconceituoso

2) Cria estereótipos novos e imbecis

3) Desqualifica a opinião de outras pessoas

4) Demonstra ÓDIO quanto os conceitos criados, se inserindo no contexto que ele próprio criou

 

 

Mr. Scofield2010-06-01 19:49:46

Link to comment
Share on other sites

O problema é mais abrangente. Vocês já consideraram a hipótese da pessoa realmente achar isso verdade e não haver nada de errado com isso?

 

Convenhamos, é absolutamente comum em um mundo capitalista e que se rende ao dinheiro uma série ser boa no início, conquistar a audiência e se manter no ar por anos a fio por causa dos gordos lucros dados a empresa e aos criadores sem a mesma criatividade de outrora, uma banda alterar seu estilo musical a fim de atingir mais fãs e ganhar mais dinheiro ou coisas do gênero e a pessoa gostar mais do período em que faziam o som mais autônomo, enfim...

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

O problema é mais abrangente. Vocês já consideraram a hipótese da pessoa realmente achar isso verdade e não haver nada de errado com isso?

 

Convenhamos, é absolutamente comum em um mundo capitalista e que se rende ao dinheiro uma série ser boa no início, conquistar a audiência e se manter no ar por anos a fio por causa dos gordos lucros dados a empresa e aos criadores sem a mesma criatividade de outrora, uma banda alterar seu estilo musical a fim de atingir mais fãs e ganhar mais dinheiro ou coisas do gênero e a pessoa gostar mais do período em que faziam o som mais autônomo, enfim...

[/quote']

Já esperava uma resposta assim de você.

 

É óbvio que eu sei que a qualidade da arte pode deteriorar. Por um motivo ou por outro, acontece. Não falei mal de qualquer um que começa a desgostar da banda quando ela alcança o mainstream. Eu critiquei quem reclama simplesmente porque só quer gostar daquilo que quase ninguém conhece. O "lógico que nem todos os fãs agem assim" inclui não só aqueles que continuam gostando, mas os que deixam de gostar porque a música realmente passa a desagradar (seja por uma mudança na música ou no gosto musical).

 

Link to comment
Share on other sites

O problema é mais abrangente. Vocês já consideraram a hipótese da pessoa realmente achar isso verdade e não haver nada de errado com isso?

Convenhamos, é absolutamente comum em um mundo capitalista e que se rende ao dinheiro uma série ser boa no início, conquistar a audiência e se manter no ar por anos a fio por causa dos gordos lucros dados a empresa e aos criadores sem a mesma criatividade de outrora, uma banda alterar seu estilo musical a fim de atingir mais fãs e ganhar mais dinheiro ou coisas do gênero e a pessoa gostar mais do período em que faziam o som mais autônomo, enfim...


[/quote']

 

EXATAMENTE. Alguém não gostar de nada que está em evidência na mídia não quer dizer necessariamente que não gosta PORQUE está em evidência. Para as coisas caírem "na moda" geralmente precisam se adequar a certos requisitos, e pode ser que esses requisitos não batam com o gosto pessoal de alguém. E isso não torna menos válido o gosto dessa pessoa.

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

É óbvio que eu sei que a qualidade da arte pode deteriorar. Por um motivo ou por outro' date=' acontece. Não falei mal de qualquer um que começa a desgostar da banda quando ela alcança o mainstream. Eu critiquei quem reclama simplesmente porque só quer gostar daquilo que quase ninguém conhece. O "lógico que nem todos os fãs agem assim" inclui não só aqueles que continuam gostando, mas os que deixam de gostar porque a música realmente passa a desagradar (seja por uma mudança na música ou no gosto musical).

[/quote']

Eu não disse que você falou mal. Aliás, no seu comentário anterior não há nada que pareça crítica, é só um comentário, então não há porque explicar o óbvio ululante, há?

Mr. Scofield2010-06-01 20:41:52

Link to comment
Share on other sites

O que o Big disse eu vi na música. Fãs reclamam que sua banda preferida não tem espaço no mainstream. Quando ela consegue espaço' date=' os fãs reclamam que todo mundo gosta e boa era a época em que quase ninguém conhecia. Lógico que nem todos os fãs agem assim.

[/quote']

 

O pior que rola muito disso mesmo. E o problema não é nem ser do contra, mas existem algumas pessoas que gostam de se colocar como "superiores" ao ir contra a onda de uma modinha.

 

Mas é claro que não podemos generalizar, afinal todo mundo tem direito a ter uma opinião, seja ela qual for, sendo do contra ou não, como tudo na vida, o pecado está no exagero. Eu, por exemplo, não suporto a dimensão que o fenômeno "Crepúsculo" alcançou na cultura mundial. Eu sou uma "hater" por causa disso? Apenas não curto o que é algo que agrada a grande maioria de leitores/espectadores. O que me incomoda não é nem tanto o gosto por isso, mas a reclusão, a pessoa passar a definir este seu objeto de adoração como algo definitivo e não se deixar embarcar em outro tipo de literatura.
Link to comment
Share on other sites

O problema no final das contas para mim é única e exclusivamente as pessoas não respeitarem a opinião das outras, independentemente de serem radicais (positiva ou negativamente) ou não e ficarem tentando enquadrar o que não gostam em estereótipos deteriorantes para agregar mais opiniões a seu favor.

Aliás, me tornei um hater do autor do texto.1606

 

 

Link to comment
Share on other sites

O objetivo do texto é bacana mas o autor me parece refém de tudo aquilo que ele mesmo criticou. Ficou meio engraçado de ler.

 

Eu acho que o fórum ja teve muito pior nessa questão. Hoje em dia não vejo tanto essa predisposição de se odiar coisas que vão pela modinha ou etc. Quando acontece é relativamente fácil de se identificar também, pois na maioria das vezes (nem sempre) dá pra notar que a pessoa exagera no discurso pra se fazer notar de alguma maneira. Isso acontece mais nos fóruns dum IMDB da vida, lá é uma zona...

 

Mas é importante também ter cuidado na hora de apontar esse comportamento, porque é natural de muita gente não gostar realmente dessas coisas (mencionadas até aqui). Assim como existe um pré-julgamento por parte de quem ridiculariza também ocorre a mesma situação por parte de quem aponta. Muitas vezes existe total falta de vontade de comunicação dos dois lados ...

 

Nem sei se tem tanta relação com o termo direto "Hater" ou "Troll", mas caminha por esse lado...
Beckin2010-06-01 21:01:55
Link to comment
Share on other sites

O objetivo do texto é bacana mas o autor me parece refém de tudo aquilo que ele mesmo criticou. Ficou meio engraçado de ler.

 

Eu acho que o fórum ja teve muito pior nessa questão. Hoje em dia não vejo tanto essa pré-disposição de se odiar coisas que vão pela modinha ou etc. Quando acontece é relativamente fácil de se identificar também' date=' pois na maioria das vezes (nem sempre) dá pra notar que a pessoa exagera no discurso pra se fazer notar de alguma maneira. Isso acontece mais nos fóruns dum IMDB da vida, lá é uma zona...

 

Mas é importante também ter cuidado na hora de apontar esse comportamento, porque é natural de muita gente não gostar realmente dessas coisas (mencionadas até aqui). Assim como existe um pré-julgamento por parte de quem ridiculariza também ocorre a mesma situação por parte de quem aponta. Muitas vezes existe total falta de vontade de comunicação dos dois lados ...
[/quote']

 

10

 

Beleza de argumento.
Link to comment
Share on other sites

Tem muitas pessoas que moldam sua "opinião" de acordo ou contra a da galera. Mas isso não é hater. É apenas idiota mesmo. Assim como é idiota quem se irrita porque seu objeto de adoração (!) está sendo criticado.

 

Isso acontece muito aqui e em todos os lugares.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Sério? Eu adoro os fóruns do IMDB, são de uma diversidade incrível. Às vezes há discussões patéticas divertidíssimas (os comentários sobre Chloe são ótimos) e outras vezes hiperaprofundadas (os de Primer e A Tale of Two Sisters são sensacionais e não encontram paralelo em nenhum lugar que já tenha visto)

 

Link to comment
Share on other sites

Sério? Eu adoro os fóruns do IMDB, são de uma diversidade incrível. Às vezes há discussões patéticas divertidíssimas (os comentários sobre Chloe são ótimos) e outras vezes hiperaprofundadas (os de Primer e A Tale of Two Sisters são sensacionais e não encontram paralelo em nenhum lugar que já tenha visto) [/quote']

 

Eu também gosto Scofa, dou risada por lá 06, sem contar que tem muitas partes interessantes de verdade. Mas nota que todo filme tem um tópico nos fóruns com "WORST MOVIE EVER" ou algo do tipo, só pra dar um exemplo. Muitas vezes a pessoa realmente detestou, mas as vezes é só pra incomodar mesmo. Acho que é o exemplo que posso dar agora.

 

Mas sabendo usar é um espaço bem bom mesmo
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...