Jump to content
Fórum atualizado. Avançar páginas e Links do Youtube Voltaram a funcionar. ×
Forum Cinema em Cena
Administrator

Custo Para Rodar um Filme no Cinema

Recommended Posts

Olá...

Depende, Sr. Quayle, hehe.

Falando do valor total (produção + distribuição) de um longa brasileiro, fica em torno de 2, 3 milhões de reais. Mas tudo isso depende muito. Cidade de Deus custou 3 milhões de dólares, ou seja, quase 7 milhões de reais de acordo  com a taxa atual do dólar. Mas tudo varia muito de filme para filme. Até pq, quanto maior for o número de cópias (e consequentemente, de salas de exibição) o valor aumenta. A bitola também interfere muito (35mm ou vídeo), mas as cópias no brasil são sempre em pelicula, já que os cinemas digitais são raros por aqui. Em hollywood o valor varia muito. Tem filmes de pouco mais de 1 milhão de dólares (como Casamento Grego, produzido pelo Tom Hanks e a mulher dele) até blockbusters de 200 milhões, como Titanic.

Acredito que além das cópias em si, que são caríssimas, o que mais influencia no cenário brasileiro é o custo de aluguel de câmeras 16mm (para curtas) e 35mm (longas) e é claro, o negativo em si. Soma-se a isso o custo de iluminação, acessorios, elenco, dollys, etc...

Quanto a curtas, com 100 mil reais da pra fazer um curta em 16mm.

Mas há exemplos clássicos de filmes que foram realizados com valores bem abaixo desses que eu dei. Como eu disse, tudo depende muito da barganha, das escolhas criativas e dos encarregados da produção em si.

Espero que eu tenha ajudado =P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso se vc for gravar em película. Só a película em si é uma fortuna. Por causa dos preços, diretores e realizadores estão optando por filmar seus longas no digital. Se vc for pegar uma câmera digital profissional dá uns 5 mil dólares.

Equipamento, elenco, iluminação e acessórios varia um bom bocado, e isso é imaginável.

O Tarantino gastou 800.000 dólares com "Cães de Aluguel". O Peter Jackson gastou 230.000.000 dólares com "King Kong". Fica a seu critério.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Verdade, rubyson. O digital é uma saída. A maioria dos curtas principalmente vem sendo gravados nesse formato. Barateia mesmo. Acontece que no caso dos longas, apesar da enorme economia por não se precisar alugar uma câmera 16mm ou 35mm e gastar em latas e mais latas de neg., vc precisa exibi-lo. Curtas normalmente tem um circuito de exibiçao bem mais restrito, tanto é que raramente dão lucro (isso qdo se pagam...). Já longas, justamente pelo investimento mais alto, normalmente precisam ser exibidos. E mesmo que se use uma câmera digital, o custo da telecinagem pra neg. e as cópias do mesmo para as salas de exibiçao "normais" (não-digitais) - que sao a grande maioria, ainda mais no brasil - continua sendo alto.

Além do mais, a grande discussao entre o digital X pelicula é quanto ao resultado final, visto que nada até hj consegue superar a qualidade da pelicula. Há talvez tecnologias digitais que se equivalem (como a que George Lucas usou em Star Wars) mas que são ainda mais caras que a pelicula, apesar de serem apropriadas qdo o filme tem mtos efeitos especiais, principalmente.

Fazer cinema é caro e muitas vezes pouco recompensador - como mtas coisas na vida =P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já longas' date=' justamente pelo investimento mais alto, normalmente precisam ser exibidos. E mesmo que se use uma câmera digital, o custo da telecinagem pra neg. e as cópias do mesmo para as salas de exibiçao "normais" (não-digitais) - que sao a grande maioria, ainda mais no brasil - continua sendo alto.[/quote']

Acho que não...

Pelo menos em São Paulo, muitos cinemas estão adotando uma sala com sessão digital.

Por popularidade é que não é, visto que já saiu até nos jornais de expectadores enfurecidos que tal cinema não avisou que a sessão era digital. Criticam por diversos motivos, dentre eles que a fotografia sai prejudicada.

Se tal troca não acontece por popularidade, são óbivos os motivo$.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom, vc precisa de uma empresa distribuidora.

Em blockbusters do tipo de Star Wars, Senhor dos Anéis, as próprias produtoras (Fox, Warner, etc.) compram os direitos de exibição e se encarregam de distribuir. O lançamento é quase sempre simultâneo do original.

Em filmes menos comerciais, distribuidoras como a Europa Filmes e a Play Arte (essa é um pouco maior mar...) resolvem se encarregar. Como meno$ dinheiro está envolvida, os filmes chegam com três meses de atraso no mercado tupiniquim.

Tudo bem que estou falando de lançamentos estrangeiros, mas dá pra se ter a idéia de que vc tem que fazer um contrato com uma distribuidora. A margem dos preços eu desconheço...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu posso estar com sono, mas não entendi se vc se refere caso você faça sei lá, um filme independente (curta, longa que seja...) e queira exibi-lo ou se tem mais a ver com o que o rubyson respondeu =P

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu posso estar com sono' date=' mas não entendi se vc se refere caso você faça sei lá, um filme independente (curta, longa que seja...) e queira exibi-lo ou se tem mais a ver com o que o rubyson respondeu =P

 

[/quote']

Eu que não fui claro o suficiente.

De novo: "Suponhetamos" que eu seja proprietário do Cinema X. E eu quero exibir no meu cinema o filme V de Vingança. Qual seria o valor pra se passar o filme, ter o direito de rodar e blá blá blá? [Em termos gerais]

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi o que eu imaginei...pois é...não faço a menor idéia. Já tentou no Google?

Bom, supondo q vc ja possua um projetor e a sala com todos requisitos, acredito que eles cobrem uma porcentagem em cima do valor total arrecadado pela exibiçao do  filme. Vou me informar essa semana e assim q descobrir valores mais concretos e o funcionamento direitinho ponho aqui.

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi o que eu imaginei...pois é...não faço a menor idéia. Já tentou no Google?

Bom' date=' supondo q vc ja possua um projetor e a sala com todos requisitos, acredito que eles cobrem uma porcentagem em cima do valor total arrecadado pela exibiçao do  filme. Vou me informar essa semana e assim q descobrir valores mais concretos e o funcionamento direitinho ponho aqui.

Abraço

[/quote']

Valeu aí. Não achei nada no google.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que eu saiba, vc compra cada filme no caso.

No caso vc teria que negociar com a Warner e falar "é o seguinte, por quanto vcs me vendem a película pra exibir V de Vingança?". Aí o problema é na negociação. Se o preço é por película ou percentual do lucro, não sei. As margens de preço, muito menos smiley18.gif.

Procura conversar com um gerente de um cinema (tente evitar grandes redes do tipo Cinemark, os caras são muito chatos) smiley2.gif.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Respondendo, finalmente, a pergunta: eles recebem 50% do valor total arrecadado pela venda dos ingressos do filme em questao.

Nos EUA, essa porcentagem é menor. Mas nao sei o valor exato.

 

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

100 mil pra fazer um curta?? Tô f#dido... não vou fazer nunca....smiley36.gif

100 mil é um tanto quanto exagerado, hoje você faz um curta profissional com um orçamento de R$ 60,000.

Mas com digital, barateia bastante, você gasta muito pouco. E como muito bem explicaram, curta-metragem é difícil de se pagar, portanto, hoje, o cenário em digital cresce bastante, até pq os festivais estão aceitando o digital em sua grande maioria, poucos se restringem a película.

É fato que quando se começa em cinema, os curtas são seu cartão de visita. Você não espera ganhar dinheiro com ele, e sim prêmios em diversos festivais, portanto, o uso da criatividade, somado ao profissionalismo, o que é raro no setor curtas, sem grande apoio, somado ao talento, se fazem primordiais, pois possibilitam um certo reconhecimento que o ajudará bastante.

Fora que sempre há as leis de incentivo, editais, concursos, enfim, uma série de saídas para se fazer cinema, basta correr atrás.

FeCamargo2006-8-23 14:25:26

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cindy, liga pro Labocine em SP (21) 25692002, falar com Ronaldo.

Ou Casablanca: SP (11) 38892662 RJ (21) 22050503

Não existe "média" pq depende de quantos minutos tem o filme...E pergunta pelo telecine on-line, considerando q o filme já ta editado.

Bjs,

Lucas

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...