Jump to content
Forum Cinema em Cena

Fórmula 1 - Temporada 2010


Recommended Posts

Massa correrá com o número 4 nesta temporada. Nelsinho Piquet será o 8

Como é tradição, o campeão Lewis Hamilton usará o número 1

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou neste domingo as numerações que serão usadas pelos corredores na temporada 2009 da Fórmula 1. Embora na Ferrari não haja o posto de primeiro piloto, o vice-campeão mundial Felipe Massa terá o carro de número 4, enquanto Kimi Raikkonen, terceiro colocado, usará o número 3.

Como é tradição no esporte, o campeão Lewis Hamilton ostentará o número 1 em seu McLaren neste ano. Já seu companheiro de equipe, Heikki Kovalainen, será o carro de número 2. O outro brasileiro confirmado para 2009, Nelsinho Piquet, usará o Renault de número 8, com o bicampeão mundial Fernando Alonso pilotando o de número 7.

A numeração dos carros é determinada pela FIA, que leva em consideração a posição das equipes no Mundial de Construtores do ano anterior. Este sistema é utilizado desde 1996.

Kimi 3, meu número da sorte, é bi! 16
Link to post
Share on other sites
  • Replies 3.6k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Ao contrário do oficial, Ferrari confirma Felipe Massa como número 3 para 2009

 

Felipe Massa será o número 3 nesta temporada da Fórmula 1 e não o 4, como anuncia o site oficial da categoria. A indicação é da própria Ferrari, que deu o carro de número 3 ao brasileiro nos primeiros testes da F60 nesta segunda-feira, em Mugello, na Itália. Presente à apresentação do novo carro, o repórter Carlos Gil confirma ainda que o material de divulgação criado pela Ferrari traz Felipe Massa com o 3 e Kimi Raikkonen com o 4.

A outra curiosidade da lista de números da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) fica por conta da antiga Honda, que ainda tem seus números reservados, 18 e 19, com a Force India ficando com 20 e 21, respectivamente para Adrian Sutil e Giancarlo Fisichella. Outro brasileiro no grid, Nelsinho Piquet correrá com a Renault de número 8, enquanto o bicampeão Fernando Alonso usará a 7.

 

Desgraça. 06 Bora com o 4 mesmo, Kimi. 16
Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

USF1 mantém suspense sobre os pilotos

 

Dirigente da equipe cita Marco Andretti, Graham Rahal e Danica Patrick como opções. Decisão sobre o motor também ainda está aberta

 

A USF1 anunciou nesta terça-feira os planos para a entrada na Fórmula 1 em 2010, mas manteve o suspense sobre a dupla de pilotos. O diretor esportivo Peter Windsor citou Marco Andretti, da Indy, filho do campeão Michael e neto do lendário Mario. Graham Rahal, filho de Bobby Rahal, também corre na Indy e pode ser uma das opções. A musa Danica Patrick também foi rapidamente mencionada.

- Os pilotos vão ser a parte mais divertida, né? Já mencionamos Marco, e nem falamos de Graham Rahal, outro piloto que está aí e é filho de um astro americano. Há tantas coisas ótimas para decidir que eu mal posso esperar pela próxima reunião – afirmou Windsor.

Enquanto a equipe anunciava seus planos por um canal de TV, Danica Patrick comentava a possibilidade de trocar a Indy pela F-1.

- Não é a primeira opção da minha lista, mas conversas não matam ninguém – despistou.

Mario Andretti, último americano a ganhar um título na F-1, em 1978, fez campanha pelo neto:

- Se eu pensasse na criação de um piloto de Fórmula 1 hoje, pensaria em Marco – afirmou.

Marco e Danica têm contrato com a Indy até o fim deste ano.

A decisão sobre o motor também está aberta. A equipe vai mandar propostas para todos os fabricantes e acredita que os Estados Unidos são um bom mercado para Mercedes-Benz, Toyota e BMW.

- Hoje, o maior mercado para os fabricantes de motor da Fórmula 1 está nos Estados Unidos. A única exceção é a Renault, mas como eles têm uma parceria com a Nissan, também faria sentido comercialmente - explicou Ken Andersen, diretor da USF1.

Danica na F1! 16
Link to post
Share on other sites

 

Como diria o exterminador, "I Will be back". 06

 

 

03/03/2009 - 10h00

x.gif

 

Brawn F-1: Rubens Barrichello é o escolhido

x.gif

 

F-1

x.gif

 

Téo José

Em Goiânia

 

A

novela envolvendo o espólio da Honda na F-1 está bem próxima de chegar

ao final de forma oficial. O último capitulo já está escrito e deve ai

ao ar na próxima 6ª-feira, dia que o novo carro estará em Silverstone

para o shakedown, com Jenson Button.

 

Rubens

Barrichello já está certo na segunda vaga. Ele embarcou neste domingo,

dia 1, para a Inglaterra, conheceu o carro que está fase final de

montagem na sede da equipe, em Brackley, e acertou sua continuidade. Ao

lado de Ross Brawn, que passar a ser o novo 'cabeça' do projeto.

 

A escuderia ainda não tem seu nome confirmando, mas deve ser Brawn F1.

 

O

motor será Mercedes, o mesmo da McLaren e da Force India. Este é outro

motivo para comemoração. As primeiras informações indicam que tem, pelo

menos, 1.000 giros mais que o antigo Honda, com 95 quilos não será

complicado a adaptação. É o mesmo peso do motor do ano passado.

 

As

informações internas dos projetistas indicam que o carro tem muitas

novidades aerodinâmicas. Contrário ao que várias pessoas pensam, o

trabalho de desenvolvimento não foi deixado de lado após o anúncio do

fim dos investimentos da Honda Motor Company.

 

A fábrica japonesa continuou injetando combustível financeiro. É o primeiro modelo com participação total de Ross Brawn.

 

Ainda

não ficou claro o tamanho do orçamento da Brawn F1 e de onde vai sair o

dinheiro. Tudo indica que parte dos investimentos serão

disponibilizados pela própria Honda. Mas, a montadora oriental,

definitivamente, encerra sua atuação no time.

 

A equipe vai fazer

o primeiro teste para valer na semana que vem, em Barcelona. Rubens

Barrichello andará dois dias e Jenson Button outros dois. O carro, na

próxima sexta-feira, estará totalmente branco, podendo ter as cores

oficiais na Espanha.

 

Link to post
Share on other sites

Associação das Equipes propõe mudança no sistema de pontuação da Fórmula 1

Vencedor passaria a receber 12 pontos; propostas fazem parte de um pacote para tornar a categoria mais econômica e atraente para os fãs

GLOBOESPORTE.COM Genebra, Suíça

A Associação de Equipes da Fórmula 1 (Fota), anunciou nesta quinta-feira, em Genebra, na Suíça, que vai propor mudanças no sistema de pontuação da categoria. Segundo a entidade, o vencedor passaria a receber 12 pontos em vez dos 10 atuais, com o segundo marcando nove e o terceiro, sete.

As propostas visam melhorar o espetáculo para os fãs da categoria, além de colaborar no corte de custos da Fórmula 1. As equipes pretendem reduzir desenvolvimentos, sem que para isso a essência da disputa seja alterada. Confira abaixo as principais mudanças propostas pela Fota.

Propostas técnicas:

Em 2009:

- Mais de 100% de aumento na milhagem dos motores (oito por piloto na temporada);

- Redução nos túneis de vento e no uso do CFD (Dinâmica de Fluído Computacional);

- Disponibilidade de motores às equipes por € 8 milhões

Em 2010:

- Disponibilidade de motores às equipes por € 5 milhões;
- Disponibilidade de câmbios às equipes por € 1,5 milhão;
- Disponibilidade de um Kers padrão entre € 1 e 2 milhões;
- Reduzir em 50% o gasto com desenvolimento aerodinâmico;

- Limitar número de chassis, carenagens e desenvolvimentos aerodinâmicos;

- Proibição de vários materiais exóticos e metálicos;

- Telemetria e sistemas de rádio padrão 

Propostas esportivas:

Em 2009:

- Redução em 50% dos testes;

- Novo sistema de pontuação (12-9-7-5-4-3-2-1) para recómpensar os vencedores;

- Quantidade de gasolina, especificações de pneus e dados de reabastecimento revelados antes das corridas

Em 2010:

- Compromisso de recomendar o novo formato de classificação;

- Oportunidades radicais de pontuação (ex: um ponto no Mundial de Construtores para o pit stop mais rápido da prova);

- Mais reduções nos testes (quatro sessões de quatro dias com apenas um carro, mais um shakedown);

- Redução da duração dos GPs (250 quilômetros ou o máximo de 1h40m) 

Propostas comerciais:

Em 2009:
- Melhorar o fornecimento de dados para a imprensa;

- Explorar maneiras de que a apresentação da Fórmula 1 seja mais informativa e dinâmica, como já é feito em outros esportes, como o tênis e o críquete;

- Porta-voz das equipes disponíveis para a TV durante as corridas; 

- Compromisso de melhorar a experiência do público nos sites das equipes e da Fota;

- Sessões de autógrafos obrigatórias nos finais de semana de GPs

Em 2010:

- Compromisso de melhorar a experiência do público pela TV

Mudar a pontuação é uma boa, só não curti essa de reduzir a duração dos GPs.
Link to post
Share on other sites
Fico feliz pelo Barrichello' date=' pq o cara com o maior número de corridas na história da F1 não merecia uma despedida daquela forma, mas foi uma baita sacanagem com o coitado do Senna.
[/quote']

 

Veja bem, Campeões já tiveram despedidas piores...

 

Mas tudo bem, é a minha opinião!
Link to post
Share on other sites

Com Button, Brawn GP voa e supera a Ferrari de Felipe Massa em Barcelona


McLaren
decepciona mais uma vez e fica em último com Lewis Hamilton ao volante;
campeão de 2008 bate na parte final dos testes desta quarta-feira






GLOBOESPORTE.COM

Barcelona, Espanha




Tamanho da letra







A Brawn GP continua a impressionar nos testes em Barcelona.
Jenson Button, companheiro de Rubens Barrichello na nova equipe,
marcou o melhor tempo desta quarta-feira, 1s041 à frente do
brasileiro Felipe Massa, o segundo colocado do dia com a
Ferrari. O vice-campeão de 2008 teve um problema mecânico na
parte da manhã, com apenas 1h27m de treino, e só voltou a andar
com o F60 à tarde,, mas ainda conseguiu dar 109 voltas.


 





Agência/EFE


Jenson Button voa com a Brawn e marca o melhor tempo
desta quarta, um segundo à frente de Massa




Jenson Button confirmou também que o BGP001 tem como um de seus
pontos fortes a confiabilidade. O inglês deu 124 voltas nesta
terça-feira, número superado apenas pelo suíço Sebastien Buemi,
da STR, que terminou o dia na nona colocação em Barcelona, com 140.





Robert Kubica melhorou seu tempo no fim do dia e conseguiu
arrancar a terceira posição para a BMW Sauber. O polonês colocou
dois décimos no alemão Timo Glock, da Toyota, que ficou em
quarto. Fernando Alonso, terceiro pela manhã, terminou a quarta
na quinta colocação. O bicampeão da Fórmula 1 contou com o apoio
dos torcedores espanhóis que lotaram a arquibancada da reta dos boxes.


 






Lewis Hamilton errou e bateu o MP4/24 à tarde




O inglês Lewis Hamilton errou na parte da tarde e bateu na curva
3, danificando as asas dianteira e traseira de seu carro. A
McLaren continuou a decepcionar em Barcelona. Nem com o inglês
ao volante o carro melhorou seu desempenho. Ele terminou o dia
na última posição, a 2s530 do tempo de Jenson Button.


 


Sebastian Vettel, da RBR, foi o sexto colocado nesta
quarta-feira, mas foi o responsável pelo encerramento dos
testes. O alemão rodou na curva 4 a três minutos do fim das
atividades e provocou a derradeira bandeira vermelha do dia. Os
pilotos voltam a andar nesta quinta-feira, último dia no
circuito de Barcelona.


 



Confira os melhores tempos desta quarta-feira em Barcelona:


1 - Jenson Button (ING/Brawn-Mercedes) - 1m19s127 (124 voltas)

2 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1m20s168 (109)

3 - Robert Kubica (POL/BMW Sauber) - 1m20s217
(109)
4 - Timo Glock (ALE/Toyota) - 1m20s410 (99)

5 - Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1m20s863 (107)

6 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - 1m21s165
(102)
7 - Nico Rosberg (ALE/Williams-Toyota) -
1m21s407 (89)
8 - Giancarlo Fisichella (ITA/Force
India-Mercedes) - 1m21s545 (97)
9 - Sebastien
Buemi (SUI/STR-Ferrari) - 1m21s569 (140)
10 -
Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - 1m21s657 (82)




Link to post
Share on other sites

Barrichello é o 1° no último dia de testes na Espanha

 

 

 

Fonte: F-1 na Web - Lucas Martins

 

Rubens Barrichello foi o piloto mais rápido no último dia de testes realizado em Barcelona, na Espanha. Com isso, a Brawn GP teve uma semana de estréia perfeita, já que Jenson Button companheiro de equipe do brasileiro, liderou os treinos

de ontem. Rubinho foi o único a andar abaixo de 1minuto e 19 segundos,

ficando oito décimos a frente de Nico Rosberg, da Williams.

 

 

 

“Hoje foi mais um bom dia de testes para nós, trabalhamos nas

configurações até a última volta” disse Timo Glock, da Toyota, que

ficou com o terceiro posto, seguido por Sebastian Vettel, da Red Bull,

e pelo bi-campeão mundial Fernando Alonso a bordo do, R29, novo carro

da Renault.

 

 

 

As favoritas Ferrari, BMW-Sauber e McLaren ficaram com o sexto, sétimo

e oitavo tempos, graças a Felipe Massa, Robert Kubica e Lewis Hamilton,

respectivamente. O atual campeão mundial teve mais um dia lento no

comando do MP4-24 terminando quase 2 segundos atrás de Barrichello.

 

Link to post
Share on other sites

Após testes, McLaren admite não ter condições de vencer

 

A McLaren é a maior decepção dos testes realizados na pré-temporada da Fórmula 1. Mesmo com o atual campeão do mundo no volante, o time britânico não conseguiu sair dos últimos lugares nos treinamentos. A poucos dias da primeira prova, os principais dirigentes da escuderia admitem que o desempenho está abaixo do esperado.

"Fundamentalmente, o carro é bom, foi o que nos disseram os nossos pilotos. Mas atualmente não estamos velozes e nem competitivos para brigar por vitórias. Não atingimos o nível que desejávamos para essa fase", reconheceu Norbert Haug, diretor esportivo da Mercedes, fornecedora de motores da equipe.

Nos testes realizados em Jerez de la Frontera na última quarta-feira, Lewis Hamilton foi o mais lento. No dia seguinte, ele ficou com o oitavo melhor tempo entre os 11 pilotos que testaram.

"Estamos trabalhando duro para resolver os problemas. Vamos continuar com o nosso programa de testes na próxima semana por outros quatro dias. Precisaremos de um pouco de tempo para sermos competitivos", acrescentou o diretor esportivo da McLaren.

Substituto de Ron Dennis no comando da equipe, Martin Whitmarsh também admite que o time deve demorar para conseguir resultados expressivos. No entanto, ele mantém o otimismo.

"Nosso motor Mercedes Benz é forte e vimos isso no ano passado. Várias vezes na história da Fórmula 1 houve equipes que não começaram como esperavam", disse o dirigente.

O novo chefe da McLaren aposta na capacidade de sua equipe técnica para fazer os ajustes necessários no MP4-24. "Estamos trabalhando para resolver os problemas que temos. Os nossos engenheiros colocarão o carro em condições de brigar pelas primeiras colocações", declarou.

Gazeta Press
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...