Jump to content
Forum Cinema em Cena

A Dama e o Vagabundo (Live Action)


Questão
 Share

Recommended Posts

A Dama e o Vagabundo | Remake usará cachorros reais

A discussão sobre ser live-action acabou!

Modo noturnoPublicado em17 de dezembro de 2018 às 19h19
dama-760x428.jpeg

Depois de toda a discussão sobre O Rei Leão ser live-action ou não, dá para firmar que o remake de A Dama e o Vagabundo será uma versão real da animação. Isso porque o filme usará cachorros de verdade em suas filmagens, como revelou o ator Thomas Mann ao Collider.

O remake será uma versão melhorada daquele mundo que você já conhece. Os humanos serão mais bem definidos, e não só rostos ao fundo. Você vai conhecer eles melhor. Além disso, vamos usar cachorros de verdade. Quem não quer ver dois cães se beijando em cima de um prato de espaguete?

Por enquanto, o elenco conta com Tessa Thompson (Thor: Ragnarok), Justin Theroux, de Cidade dos Sonhos, vivendo o Vagabundo; Sam Elliott, de O Grande Lebowski e Ashley Jensen, de O Lagosta.

Brigham Taylor, que esteve envolvida em Mogli de Jon Favreau, está produzindo o filme que será lançado diretamente para o novíssimo serviço de streaming da Disney — que tem previsão de lançamento para 2019. O longa tem um orçamento estimado de US$ 80 milhões.

Charlie Bean, mais conhecido por LEGO Ninjago: O Filme, fechou um contrato para dirigir a nova versão do filme, que misturará filmagens em ambientes reais com atores e CGI para os cachorros icônicos.

Andrew Bujalski, de Computer Chess e Resultados, escreveu o roteiro do filme ao lado de Brigham Taylor (Christopher Robin).

O filme original foi lançado em 1955 e conta a história de uma cadela nobre e com pedigree que se apaixona por um cão vira-lata no auge de sua astúcia.

A nova versão ainda não tem previsão de estreia.

 

FONTE: JOVEM NERD

 

Agora sim um Live action de verdade. Hehehe

Link to comment
Share on other sites

5 hours ago, Questão said:

A Dama e o Vagabundo | Remake usará cachorros reais

Os remakes em live-action da Disney vieram para ficar. E se no passado tivemos filmes como A Bela e a Fera e Mogli: O Menino Lobo, o futuro nos reserva, entre outros, O Rei Leão e A Dama e o Vagabundo. Contudo, falando sobre o remake do filme dos dois cachorrinhos apaixonados, acabamos de descobrir um detalhe fantástico da produção.
Em entrevista ao Collider, o ator Thomas Mann – que, por sua vez, interpreta Jim Dear, o dono da Dama – afirmou que o longa está usando cachorros reais para criar os seus personagens. Ou seja, os gastos com computação gráfica devem ser bem reduzidos. Ele também disse que os personagens humanos tem mais participação na trama:
“Eles não são apenas aquelas figuras que você mal vê. Você pode conhecê-los melhor. Ah, e também temos cachorros reais.”
Mann também disse que os cachorros não foram adestrados antes da produção do filme. Em vez disso, a Disney os encontrou e passou a treiná-los apenas três meses antes das filmagens começarem – e isso gerou momentos divertidos no set:
“Eles estavam no set e nem sequer eram treinados. Eles encontraram esses cachorros e começaram a treiná-los cerca de três meses antes [das filmagens]. Eles apenas queriam encontrar os cães perfeitos. O nome do cachorro principal era Rose, que interpretou a Dama. É uma loucura, porque eles não sabem que estão trabalhando, então eles saíam correndo do set no meio de uma cena, e só depois voltavam. Você tem que ser paciente ao extremo, pois você tem que ser bom em cena todas as vezes, enquanto eles só são bons uma vez. Foi bem divertido e fofo, todos os dias, ter alguns cachorros com quem brincar. Fez o trabalho ser bem menos estressante.”
Diferente de outros live-action que serão lançados no cinema, A Dama e o Vagabundo será um exclusivo do Disney+, o vindouro serviço de streaming do estúdio. Considerando que o filme deve ser lançado no próximo ano, devemos ter algum teaser em breve.
 

 

3 meses com cachorros é fácil, quero ver como seria para um live action de Tom e Jerry? mas na boa, todo esse esforco deve ser pra garfar o delicioso mercado chinês..?

Link to comment
Share on other sites

On 12/18/2018 at 7:10 PM, Jorge Soto said:

3 meses com cachorros é fácil, quero ver como seria para um live action de Tom e Jerry? mas na boa, todo esse esforco deve ser pra garfar o delicioso mercado chinês..?

 Nesse caso creio que não, por que o filme vai ser lançado direto pro serviço de Streaming da Disney.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 months later...

 

 Live action e não "live action" que nem O REI LEÃO do Favreau.

 

A Dama e o Vagabundo | Disney+ revela primeira imagem oficial do live-action

BRUNO GOMES
17 HORAS AGO
 01.1K VIEWS ladytramp-main.jpg
 

A primeira imagem oficial do live-action de “A Dama e o Vagabundo” acaba de ser divulgada pelo Disney+. E assim como foi dito anteriormente, os cães serão reais, e não criados por computação gráfica como se especulou.

O filme estará disponível no catálogo inicial da plataforma.

Confira:

D35_2M3W4AIntfm.jpg

O elenco conta com Tessa Thompson (Dama), Justin Theroux (Vagabundo), Thomas Mann, Kiersey Clemons, Benedict Wong, Ashley Jensen e Yvette Nicole Brown.

 

FONTE: O VÍCIO

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
A Dama e o Vagabundo: Live-action terá canções inéditas de Janelle Monáe
Por Vitória Pratini — 07/05/2019 às 20:00
 

Música dos gatos siameses vai ser refeita para filme do Disney+.

0927768.jpg Walt Disney Animation Studios; Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic

O live-action de A Dama e o Vagabundo, desenvolvido para o serviço de streaming da Disney, terá canções inéditas de Janelle Monáe. A atriz de Moonlight: Sob a Luz do Luar e Estrelas Além do Tempo, que dará voz à Peg, cadelinha do canil, também contribuirá para a trilha sonora e cantará duas músicas originais do filme. 

De acordo com a Variety, o coletivo de artistas da Monae, Wondaland, também está "reinventando" uma faixa do filme original de 1955. Trata-se da canção dos "Gatos Siameses", gravada originalmente para a versão animada por Peggy Lee. Na trama, a dupla felina Si e Am vem do Sião para os Estados Unidos. Eles e seu famoso refrão — "Somos siameses, se você quiser / Somos siameses, se você não quiser... Essa casa é nosso novo lar, se gostarmos vamos por aqui ficar" — há muito são considerados uma representação digna de constrangimento da cultura asiática. Alguns ainda afirmam que a representação de Si e Am são resultado de uma ansiedade pós-Segunda Guerra americana sobre o "outro" estrangeiro, mostrando o imigrante como parte de um grupo duvidoso e sedutor com motivos obscuros.

Os colaboradores da Wondaland, Nate "Rocket" Wonder e Roman GianArthur, estão trabalhando em uma versão diferente para a dupla. No novo filme, eles não serão gatos siameses. Ainda há a possibilidade de Wondaland fazer uma nova versão da canção "He's a Tramp" ("Infiel", em português), cantada pela personagem de Monae, Peg.

 

 

 

A reformulação da música dos gatos não seria a primeira mudança que a Disney fez a um clássico animado em sua versão live-actionA Bela e a Fera apresentou Le Fou, interpretado por Josh Gad, como homossexual. Na animação original, o personagem ansiava pelo corpulento macho alfa Gaston sem uma motivação clara. Os próximos live-action da Disney, como Aladdin e Mulan, também vão buscar representar com mais precisão a etnia de seus respectivos personagens.

A Dama e o Vagabundo tem previsão de estrear exclusivamente no Disney+, nos Estados Unidos, no dia 12 de novembro. Ainda não há previsão de estreia no Brasil. Tessa Thompson Justin Theroux dublarão os protagonistas.

 

FONTE: ADORO CINEMA

Link to comment
Share on other sites

Acho que nenhuma animação da Disney vai escapar desses remakes live action. Vendo a lista de filmes que o estúdio vai lançar entre 2020-2022, tem um quilo de "Disney live-action" ali. São vários. Não creio que vá restar algum desenho animado intacto pra contar a história. hehehe

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

 

 Isso aqui é Live action de verdade, oh Rei leão.

 

Um novo O Rei Leão? A Disney divulgou nesta quinta, 8, fotos do remake em live-action de A Dama e o Vagabundo. O filme, por enquanto, será apenas do Disney +.

 

Com as imagens, a casa do Mickey Mouse também apresentou o elenco do filme. Confira abaixo.

ustin Theroux irá dublar o Vagabundo, enquanto Tessa Thompson dará voz a Dama no filme live-action dirigido por Charlie Bean. Benedict Wong (Doutor Estranho), Ashley Jensen (Extras), Kiersey Clemons (do vindouro filme solo do Flash) e Thomas Mann (Projeto X) também estão no elenco.

 

 

Com as fotos, foi confirmado também que Sam Elliot estará dublando Trusty, o idoso cão de caça. Outra adição confirmada é a de Janelle Monáe, que será Peg.

Uma diferença em relação ao O Rei Leão é que cachorros de verdade foram usados para o filme, enquanto o outra longa da Disney contou com uma animação realista. A People afirma que os cães de A Dama e o Vagabundo vieram de resgates e foram adotados por treinadores.

O novo A Dama e o Vagabundo vai estrear diretamente no serviço de streaming da Disney, o Disney+ , que será lançado neste semestre. O roteiro foi escrito por Andrew Bujalski.

O remake chega no dia de lançamento do Disney +, em 12 de novembro.

Dama.jpg
Tessa Thompson será a Dama
Tramp-from-Lady-and-the-Tramp-2019.jpg
Justin Theroux será o Vagabundo
Bull-from-Lady-and-the-Tramp-2019.jpg
Benedict Wong será Bull
Jock-from-Lady-and-the-Tramp-2019.jpg
Ashley Jensen será Jock
Peg-from-Lady-and-the-Tramp-2019.jpg
 

 

Trusty-from-Lady-and-the-Tramp-2019.jpg

 

FONTE: OBSERVATÓRIO DO CINEMA

 

Os cães estão bem parecidos com os da animação.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 1 month later...
  • 1 month later...

A Dama e o Vagabundo’: Live-action conquista 68% de aprovação no Rotten Tomatoes

 
a-dama-e-o-vagabundo.jpg
 

A versão live-action de A Dama e o Vagabundo‘ estreou hoje no Disney+ e, ao que tudo indica, não tocou tão profundamente o coração da crítica especializada.

Ainda sem consenso geral, o longa abarcou 68% de aprovação no Rotten Tomatoes, com nota 6,27/10 baseada em 31 reviews até agora.

Confira as principais críticas:

A Dama e o Vagabundo funciona bem dentro de seus simples termos, como um filme assistível e competente” – Guardian.

“Pode ser estranho dizer isso para um filme do Disney+, mas essa versão na verdade perde pontos quanto à complexidade temática da obra dos anos 1950″ – Consequence of Sound.

“A versão em live-action de A Dama e o Vagabundo é um incrível remake da clássica animação. Crianças e adultos irão se encantar” – MovieWeb.

 

“Dentro das fantasias confortáveis, não é tão ruim” – RogerEbert.com.

 

Fonte: Cinepop

Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...

 

 Conferi o filme.

Fui conferir este com um certo pesar, pois A DAMA E O VAGABUNDO original, na déca de 50, foi provavelmente uma das minhas animações preferidas da Disney em sua fase clássica. Mas este Live Action revela-se um água com açucar bem digno. Não vi muitos dos remakes live action da Disntey, mas tem muito mais identidade que o recente O REI LEÃO. Gosto do ar meio "New Orleans romântica" que a fotografia e a direção de arte dão ao filme. O trabalho de voz dos personagens é muito bom, com destaque para Tessa Thompson como a Dama, que dá uma personalidade e um Timing cômico a cadelinha inexistente no clássico filme original dos anos 50. O filme mantém um pé na realidade, ao dispensar alguns personagens mais antropomorfizados do original, mais ainda referência-los de forma inteligente (embora eu diria foi uma decisão orçamentária também), mas sabe abraçar o tom de fábula da história, vide a reprodução da famosa cena do espaguete.

 Mas nem tudo funciona. Os números musicais não cativam, mas felizmente são bem poucos (um dos motivos dos quais gostava da animação, alias). O filme nunca consegue dar impacto as cenas mais tensas, como o 3º ato envolvendo um rato e uma perseguição a carrocinha. O roteiro cria uma pequena, mas desnecessária barriga ao dar ao Vagabundo um background pouco criativo que em nada acrescenta ao personagem. E se a produção acerta em dar expressões ao personagem, em alguns momentos isso nos tira a impressão por nitidamente se tratar de um filme que não tem um senhor orçamento, fazendo com que as intervenções digitais nos cães saltem aos olhos em alguns momentos. Falando nisso, o filme tem uma cara de "Made For TV", o que não chega a ser mentira tendo em vista que ele foi produzido para o Streaming do Disney Plus.

 Mas no geral este Live Action de A DAMA E O VAGABUNDO cumpre o que se propõe e funciona dentro de sua clara despretensão, mas sinto que tinha potencial pra ir um pouco mais longe. 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...