Jump to content
Forum Cinema em Cena

Como se Isso Significasse Alguma Coisa!


Recommended Posts

 

 

Eu não sei se é aqui que se discute isso, mas lá vai:

 

Eu tava vendo as duas primeiras perguntas do teste para estagiários do CC, no blog do Pablo, e sinceramente, achei deprimente!

 

Como se saber de cor filmes dos cineastas em questão, ou nomes dos atores antigos, significasse algo!!! Uma vez ouvi um profssional de rádio muito talentoso e antigo dizer que não sabia nada sobre outros radialistas, ou o que estava em altaem sua profissão, porque um verdadeiro profissioal não ama sua profissão, ama apenas o que ele faz.

 

Ou seja, o fato de uma pessoa saber de cor teorias sobre cinema, termos técnicos, assistir 40.000 filmes por semana, saber os nomes de diretores clássicos e seus filmes, não faz dela uma entendida em cinema melhor do que alguém que não ligue para esses detalhes, mas que tenha o cinema no sangue.

 

   Eu amo cinema, por exemplo, e não preciso ficar dewcorando teorias, ou nomes de atores antigos, ou vendo milhares de filmes e ficar competindo com outros esse número, para me autoafirmar como expert na sétima arte. Pelo contrário, gosto de ter idéias, e escrever, e quem sabe um dia, oder realizá-las.

 

   Ou então, eu posso achar mais cômodo ficar dando opiniões pessoais, cheias de floreios verbais, e ainda sair dando aula sobre isso.

 

   Acho que os critérios pra se achar um profissional para escrever sobre cinema deveriam ser mais profundos do que acertar nomes de cineastas antigos. Isso não é o mais relevante, já que alguém pode ser um grande cineasta até, e se inspirar em um só grande profissional do passado, não dando a mínima para os outros!!!

Link to post
Share on other sites

Fazendo um paralelo:

No program Ídolos, eu vi várias pessoas eliminadas reclamando dos jurados, e várias dessas pessoas foram tentar uma chance no programa simplesmente porque alguém falou alguma vez que elas cantam bem (como se isso fosse requisito, pra alguma coisa).

A pergunta que fica é: Os jurados poderiam mesmo previlegiar alguém que nunca viu um microfone na vida, ao invés daqueles que vivem disso, que dão duro pra viver da música?

Muitos podem dizer "mas se cantam bem, sim. É isso que importa", mas a maioria ali que não é profissional, não demonstrou a mínima competência pra isso. Não sabiam por exemplo, se posicionar no palco, ou cantar diferenciando uma nota da outra. Coisas que um profissonal já sabe. Não acho que entender ou ser do ramo, seria crucial, mas muitos vão ali aguardam um milagre, esperando que o jurado vá com a cara dele.

Mas voltando ao ponto em questão: Usei esse exemplo aí, pra ilustrar o que penso. Não sei se é esse seu caso, mas ter um pouco mais de conhecimento é bom e não dói. Se o Pablo está contratando alguém, acho que ele pode sim exigir que essa pessoa saiba pelo menos do que está falando, ou seja, que saiba sobre cinema.

Link to post
Share on other sites

Eu concordo, mas digo apenas que ser conhecedor, que seja, se cinema, não tem nada a ver com saber de cor a filmografia de cineastas clássicos. Lógico que teoria é importante, mas acho que um teste para estagiários como esse podia lidar com questões mais subjetivas, para analisar o que a pessoa tem para oferecer ao mundo do cinema, o que não tem nada a ver com saber de cor nomes de atores clássicos, ou coisa assim.

 

Repito, há grandes profissionais, que pouco sabem a respeito de sua própria profissão, pois têm isso no sangue!!!

Link to post
Share on other sites

E como vc sabe que o teste para estagiários não lida com essas questões mais objetivas? Você fez parte do processo de seleção?

Quanto aos profissionais que você citou, estes podem ser devorados fácil fácil por alguém que conheça a profissão e tb tenha o dom no sangue...

Link to post
Share on other sites

Saber que o teste tinha duas redações é muito bom!!!

 

O que eu quis dizer é que interesse e aptidão por cinema não estao relacionados com saber de cor filmografias e nomes!

 

Aposto que existem grandes cineastas que desconhecem informações como essas, isso é só um detalhe, uma mera cuisosidade, e que não deveria ser colocada para medir interesse por cinema!!!

 

Não fiz parte do processo, porque não resido em BH, até que gostaria. Mas não sei de cor esse tipo de informação, não vejo 40 títulos por semana, não sei de cabeça nomes de ãngulos e coisas assim, e nem por isso me considero menoz capaz de fazer cinema, do que um que o saiba.

 

Mas é somente um ponto de vista. Como eu sempre digo, não se deveria teorizar uma arte como o cinema, aliás, nenhuma arte, porque teorizar algo subjetivo, já é algo fadado à falha, algo que já nasce incompleto, em sua essência!!!

Link to post
Share on other sites

Teoria existe, mas somente paraconstar!!!

 

Eu faço publicidade, e aprendemos teoria,mas na hora de por a mão na massa, de agendar as gravações,criar as artes, dirigir os vídeos, enfim, nessa hora vemos que 4 anos de faculdade nãonos prepararam pra isso, pq teoria é

 

feita pra se dar uma idéia geral, mas no final, não é somente ela que pode dar bases para alguém!!!

 

Por isso nãodou valor a criticas,pq quase sempresão feitas porpessoas que, no caso do cinema, por exemplo, nãofazem idéia do que seja estar de fato em um set, escrever, criar, dirigir!!!

 

Criticas são opiniões pessoais, que existem muitas, ediferentes entre si, e o que tornao cinema tão fascinante!!!

 

Critica de cinema não serve pra nada, e nem sei comoum crítico consegue dormir, sabendo que sua profissão não acrescenta nada para o mundo!!!

 

 

Link to post
Share on other sites

Teoria existe' date=' mas somente paraconstar!!!
Eu faço publicidade, e aprendemos teoria,mas na hora de por a mão na massa, de agendar as gravações,criar as artes, dirigir os vídeos, enfim, nessa hora vemos que 4 anos de faculdade nãonos prepararam pra isso, pq teoria é
feita pra se dar uma idéia geral, mas no final, não é somente ela que pode dar bases para alguém!!! [/quote']

Tire a teoria e coloque alguém direto no campo para 'colocar a mão na massa' como vc diz e veja o que acontece. Sim, é somente ela que te dá a base. E vc, como um futuro profissional da área de comunicação deveria saber disso mais do que ninguém...

Por isso nãodou valor a criticas' date='pq quase sempresão feitas porpessoas que, no caso do cinema, por exemplo, nãofazem idéia do que seja estar de fato em um set, escrever, criar, dirigir!!! [/quote']

Baseado em quê você diz isso? Quer dizer que se eu não piso num set, se eu não sei escrever, se eu não sei criar, se eu não sei dirigir não tenho condições para avaliar um filme?

Pois bem, sou bacharel em Direito, atuo como advogado e possuo extensão universitária em cinema, tendo visitado sets, mexido em câmeras, sei escrever roteiros, tenho conhecimento de fotografia cinematográfica e tenho noções de direção de atores. Pelos seus critérios, estou apto a avaliar filmes e, nesse diapasão, digo que você não tem capacidade para avaliar filmes, pois publicitário não é cineasta, portanto, não pode falar sobre filmes. E aí?

Criticas são opiniões pessoais' date=' que existem muitas, ediferentes entre si, e o que tornao cinema tão fascinante!!! [/quote']

Ninguém disse o contrário e até o dono do site admitiu publicamente há algum tempo, o teor personalíssimo que suas críticas possuem...

Critica de cinema não serve pra nada' date=' e nem sei comoum crítico consegue dormir, sabendo que sua profissão não acrescenta nada para o mundo!!! [/quote']

Essa foi a melhor de todas. Deixo para o Pablo responder, se ele quiser. smiley36.gif

Link to post
Share on other sites

Meu amigo, eu posso não saber cozinhar, por exemplo, e ainda assim saber quando uma comida é boa ou não. Não disse em nenhum momento que não trabalhar no cinema torna alguém inapto para avaliá-lo.

 

Todos vemos filmes, e temos nossa opinião. Só quis dizer que não há nada que possa qualificar uma opinião como sendo melhor que outra. Logo, um crítico, sendo apenas uma pessoa dando sua opinião, como vc mesmo disse que o Pablo já mencionou, então porque crítica de cinema é uma profissão, pessoas são pagas pra fazer isso, e um crítico é visto de forma diferente de opiniões normais? Porque eles tem organizações, por exemplo?

 

Crítica de qualquer tipo de arte não deveria ser uma profissão, tal coisa não deveria existir, porque opiniões todos temos, e não há conhecimento técnico ou teórico que torne alguém apto a ser um crítico, pois se a cr[itica é sempre subjetiva, ela é apenas uma opinião.

 

Acharia menos pior, se o crítico fosse um ex-cineasta, ou coisa assim, mas nem mesmo nesse caso seria bom, porque aí mesmo é que ele julgaria um filme ainda mais dentro dos seus padrões pessoais.

 

Não quero insultar ninguém, nem o Pablo, porém sempre fui contra a coisas desse tipo, de interpretações de texto na escola, até críticas de literatura, cozinha, ou cinema. Tais profissões não deveriam existir, porque, como citei acima, não existe nada que verdadeiramente qualifique você a ser um crítico, logo, alguém teoricamente acima de uma pessoa dando sua opinião pessoal!!!

Link to post
Share on other sites

Meu amigo' date=' eu posso não saber cozinhar, por exemplo, e ainda assim saber quando uma comida é boa ou não. Não disse em nenhum momento que não trabalhar no cinema torna alguém inapto para avaliá-lo. [/quote']

Sim, vc disse... eis a prova:

"Eu faço publicidade, e aprendemos teoria,mas na hora de por a mão na massa, de agendar as gravações,criar as artes, dirigir os vídeos, enfim, nessa hora vemos que 4 anos de faculdade nãonos prepararam pra isso, pq teoria é
feita pra se dar uma idéia geral, mas no final, não é somente ela que pode dar bases para alguém!!!
Por isso nãodou valor a criticas,pq quase sempresão feitas porpessoas que, no caso do cinema, por exemplo, nãofazem idéia do que seja estar de fato em um set, escrever, criar, dirigir!!!"

Preste atenção ao negrito e se vc quiser, posso te emprestar um óleo de peroba. smiley2.gif

Logo' date=' um crítico, sendo apenas uma pessoa dando sua opinião, como vc mesmo disse que o Pablo já mencionou, então porque crítica de cinema é uma profissão, pessoas são pagas pra fazer isso, e um crítico é visto de forma diferente de opiniões normais? Porque eles tem organizações, por exemplo?
[/quote']

Responda vc mesmo essa pergunta. Vamos lá, não é difícil...

Acharia menos pior' date=' se o crítico fosse um ex-cineasta, ou coisa assim, mas nem mesmo nesse caso seria bom, porque aí mesmo é que ele julgaria um filme ainda mais dentro dos seus padrões pessoais. [/quote']

E depois ainda vem falar que não disse que quem não faz cinema não está apto a avaliar um filme... Mudei de idéia: compre você mesmo um óleo de peroba.

Não quero insultar ninguém' date=' nem o Pablo, porém sempre fui contra a coisas desse tipo, de interpretações de texto na escola, até críticas de literatura, cozinha, ou cinema. Tais profissões não deveriam existir, porque, como citei acima, não existe nada que verdadeiramente qualifique você a ser um crítico, logo, alguém teoricamente acima de uma pessoa dando sua opinião pessoal!!![/quote']

Vamos colocar da seguinte forma: pessoas que não vêem utilidade nas críticas geralmente são pessoas que são INCAPAZES de receber críticas.

Vc, como futuro publicitário, deixará exposto todo o seu trabalho e ele, óbvio, receberá críticas... Portanto, se acostume e tire da crítica algo bom: nem sempre a gente acerta, mas podemos ter um acerto ainda mais fulminante da próxima vez.

smiley2.gif

Link to post
Share on other sites

Laivindil, deixa eu te contar uma coisa: crítico de cinema e cineasta são duas profissões diferentes. O primeiro não necessariamente precisa saber fazer o que o segundo faz, e vice-versa.

E um crítico não precisa saber fazer o que um cineasta faz para ser um bom crítico. Da mesma forma, um grande cineasta pode muito bem ser medíocre nas funções de crítico.

Embora sejam coisas distintas, vou fazer um paralelo com o futebol para ilustrar: Juca Kfouri é um dos melhores, se não for o melhor, jornalistas/críticos de futebol do nosso país, mas provavelmente é um perna-de-pau. Pelé foi um dos melhores jogadores do mundo, se não o melhor, participando, por anos, da prática esportiva lá dentro, no campo, nos campeonatos, nas Copas, nas rivalidades, nas tensões, coisa que Kfouri nunca fez, mas Pelé é um merda como comentarista/crítico de futebol.

Link to post
Share on other sites

Gente voc~es não entenderam o ponto!!!

 

Eu não disse MESMO que alguém que não faça cinema possa avaliar um filme! Eu disse que alguém que não faça cinema não pode ter a profissão de Crítico!!! Não porque ela não seja capaz, apenas porque a profissão de critico NÃO DEVERIIA EXISTIR!

 

Opiniões todos temos, e capacidade de análise também, mas quando digo que a pessoa não deveria exercer essa função, é porque ninguém deveria fazê-lo. Eu tolero críticas, na faculdade temos aos montes, e por isso mesmo digo. É ruim ter um trabalho interpretado de forma errônea por um professor, por isso eu digo: já que opiniões são pessoais e diferem umas das outras, então que els sejam classificadas como tal: opiniões! ´Que se abram f[oruns e mais foruns de discussão na net, isso é ótimo, que caras criem sites para expor essas opiniões, mas tornarem-se criticos, como profissão, aí não, por que isso deixa subentendido que aquela pessoa pode fazer uma an=alise mais técnica e imparcial que os outros, o que não é possível de acontecer, pois se assim o fosse, as críticas seriam iguais entre si.

 

Repetindo, todos podem analisar um filme, só o fato de saber se é bom ou ruim para si, já diz a resposta, mas ninguém deveria exercer a profissão de crítico, porque tal profissão não deveria existir!!!

Link to post
Share on other sites

Eu também voei. Não sei o porque da fúria contra os críticos, mas...

É ruim ter um trabalho interpretado de forma errônea por um professor' date=' por isso eu digo: já que opiniões são pessoais e diferem umas das outras, então que els sejam classificadas como tal: opiniões! [/quote']

O que o Pablo faz é dar a opinião dele sobre o filme. Opinião embasada nos gostos pessoais e no conhecimento dele. E qualquer outra pessoa (crítico ou não, leigo ou não) também faz isso ao fazer uma crítica de um filme.

Link to post
Share on other sites

Eu sei disso, mas o ponto é: se o que o Pablo, ou qualquer outro crítico faz o que qualquer um de nós faz, então não tem porque eles serem chamados críticos, viverem disso.

 

O que torna um médico formado melhor do que alguém que aprendeu na prática, a ponto de o primeiro poder ser chamado de médico, e o segundo não? Ele tem conhecimentos que tornam sua prática mais exata, por assim dizer.

 

Mas o que torna um crítico oficial, registrado, com carteirinha e tudo melhor do que qualquer outra pessoa que esteja dando sua opinião sobre um filme? Nada. Esse é o ponto, então, se o que ele faz é apenas dar sua opinião, como eu ou você, então essa carreira não devia existir, não deveria ser u7ma profissão, com direitos e regulamentos, e coisas assim.

 

Mas isso também é s´´o minha opinião, eu não quero atacar ninguém pessoalmente,até mesmo porque eu admiro muito o Pablo, já que ele criou o melhor site de cinema do país, apenas estou questionando um ponto sobre a crítica cinematográfica, que sempre me incomodou!!!

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements

×
×
  • Create New...