UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Por que Sam Raimi pode se divertir com os seus filmes e Stephen Sommers e Michal Bay não podem.

 

É nessas horas que dá para ver a hipocrisia de Pablo e seus seguidores.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sinceramente, pelo título desse filme, não dava nada por ele. Pensei: "deve ser aqueles filminhos bestas de terror de segunda".

 

Mas depois de ler a crítica do Pablo, até me animei em conferir. =)

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

estou doido para ver um filme de terror bom, o ultimo que vi foi o exterminio, que apesar de absurdo é bem feito e tem um historia muito bem contada, além de ser original no tema morto-vivo.

 

Este filme deve ser exatamente o contrário e tbm deve ser bom. Adorei o morte do demonio e estou doido para ve este. Deve ser muito engraçadoo.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Decepcionante. Esperava que Sam Raimi fosse nos presentear com mais uma obra-prima, mas o filme ficou muito aquém da expectativa. As cenas de "humor negro", que funcionavam tão bem na trilogia "Evil Dead" simplesmente não se encaixam aqui. Talvez por que aquele se assumia como filme de "Terrir" enquanto esse adota um clima sóbrio na maior parte da projeção, então quando surgem cenas como a da bigorna ou da luta com o lenço, a coisa simplesmente não convence e a cena beira o ridículo. O que torna isso ainda mais inadequado é que a protagonista realmente parece se levar a sério (o que não era o caso de Bruce Campbell, que sempre parecia estar comicamente aterrorizado). Os sustos sāo realmente previsíveis e efetivamente só nos afeta na sala de cinema porque os efeitos sonoros sāo tāo altos que quase nos estouram os tímpanos (em dado momento vi minha companhia tapando os ouvidos em antecipaçāo a um "susto"). Falar que esse filme foi um alívio depois do "fiasco" de Homem Aranha 3... Bem, isso sim é engraçado.Doc Delta2009-08-18 23:39:27

Share this post


Link to post
Share on other sites

Realmente decepcionante!

Desta vez, Pablo perdeu muito de seu crédito junto a mim. O que aconteceu com aquele conceito do Pablo em que ele afirmava que filmes de terror/suspense que só assustam por barulho/trilha sonora nada mais são do que filmes ruins, que buscam esconder um roteiro fraco?

Até mesmo no G1, o crítico afirmou ser "raso" o roteiro do filme. Surpreendi-me quando vi que Pablo havia dado 4 estrelas ao filme, embora, ao ler a crítica, não tenha percebido nada de importante nos pontos destacados em sua análise. Bem, resultado: gastei 2 ingressos à toa. Só consegui ter saco para ver 50 minutos de filme! Nunca vi tanta bobagem na tela e nunca sai tao decepcionado de um cinema! Até mesmo "A Dama da Água" foi mais suportável do que este "Arraste-me", pela fantasia e expectativa que criava (não estou dizendo que é bom, tendo merecido a cotação dada pelo Pablo). Nada acontece de importante durante os 50 minutos que gastei de minha vida. Concordo com o colega acima: quase fiquei surdo! O diretor não consegue o clima certo e vc não se envolve com a história! Serve como comédia por si só e ainda dá muita deixa para um novo "Todo Mundo em Pânico"! Ainda bem que não fui na do Pablo, quando ele mal cotou o belíssimo filme "Quem Quer Ser um Milionário?". Pablo esqueceu de criticar "Quem Quer Ser um Milionário?", pelo que o filme é, para dizer como ele deveria ser! Ora, se fosse de outra forma, seria outro filme! Mas vá lá...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

By the way, Pablo já havia pisado na bola elogiando filmes como o terrível "A Névoa" (esse sim, deveria ter sido bom, já que trata-se de adaptação de um livro), "Um Plano Perfeito" e "Irmão Urso", uma das piores animações Disney (e olha que sou fã de animações, tendo os 44 clássico Disney em minha coleção, sejam bons ou ruins).

Na contramão, ele dá duas estrelas a uma obra prima do cinema, que é A.I - Inteligência Artificial...

 

E o trecho mais triste da crítica de Pablo é "Arraste-me para o Inferno é ainda beneficiado por um desfecho que, mesmo tremendamente previsível, é eficaz e impactante". Gente, eu não consigo imaginar que impacto teve aquela cena final! E antes que digam, embora tenha saído do cinema antes do tempo, vi a cena filme na internet!

 

Que triste, Pablo! Que triste!

 

revolucaojava2009-08-19 03:11:41

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que filme ruim! O que funcionava na época de Evil Dead era a falta absoluta de recursos para fazer efeitos especiais decentes, o resultado era um humor involuntário que, sendo esperto, Raymi passou a incentivar em seus filmes.

 

Com as novas tecnologias, esses filmes de terror ficam recheados de cenas nojentas e realistas demais. Ai, tentar fazer terrir é fracasso na certa.

 

BTW, não consigo entender a cabeça de quem gosta de ver tripas e vômitos de larvas na tela. Tem que haver algo errado na cabeça de quem gosta disso.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não tente imputar sua vontade nos outros, Obama.

 

Vc já começa errado achando que é aceitável o Bay "brincar" com os filmes dele. Transformers 2 é melhor exemplo de lixo cinematográfico já produzido. 2 horas e 40 minutos de puro insulto ao cérebro, mesmo ele estando desligado e nem por isso eu fui lá no tópico meter o pau no comentário do Pablo ou tentar impor minha opinião aos que gostaram do filme.

 

Ficar postando uma mensagem oposta a uma opinião que difere da sua, Obama, é um perda de tempo. Apenas discorde do comentário do crítico, diga que não gosta do filme e assunto encerrado.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, acho que a galera viajou. Não devem ter entendido o propósito do filme. Tem gente até criticando o filme sem assistir a ele.

 

 

 

Só discordo do Pablo em um ponto: ao contrário dos filmecos de terror que Hollywood costuma produzir, Arraste-me não é nada sádico. O filme respeita o espectador e não é um pornô de tortura e violência como aquelas porcarias de Jogos mortais e afins.

 

 

 

Além disso, o que Alison Lohman faz no filme é sensacional. Ela consegue transformar uma garota qualquer (que está ali apenas para ser usada pelo filme) em uma pessoa bastante específica. Vou ver de novo com certeza.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mred, qual é mesmo o propósito do filme, se não assustar? Vc consegui se assustar? Putz... Tudo é tão previsível...

 

Repito:

 

1. Qual o propósito do filme?

 

2. Que garota específica é essa?

 

Pra mim, uma das piores bobagens que já vi na tela... E aquele vidente... Nossa!

 

Acho que esses escritores/roteiristas/diretores deveriam vir conhecer um pouco de histórias de terror brasileiras, conhecer um pouco de umbanda, macumba, sei lá... Com essas ideiazinhas imbecis, só assustam mesmo americanos idiotas.

 

Quanto a mocinha, sem comentarios...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pablo é hipócrita, ele não pode meter o pau em um filme que tem o mesmo propósito e depois vir com um filme com os mesmos erros e alguns até grosseiros e achar tudo aquilo bonito.

 

O que vc quer dizer com insultos ao cérebro, fzr um filme sobre alienígenas robos ou uma maldição pq não fez um empréstimo. Me diga por que Transformers ser uma besteira e ser amaldiçoado pq ñ fez um empréstimo ñ é???

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Revolucao, o filme é mais humor negro do que qualquer outra coisa. Vc assistiu a Evil Dead, certo? Acho que a idéia é tratar o tema do absurdo, do exagero, do escatológico e também adotar o estilo do Grand Guignol, que já era uma marca de outros filmes do Raimi.

 

 

 

É claro que é também uma questão de gosto. Eu adorei o filme. Fazia tempo que não me divertia tanto no cinema. Algumas cenas são antológicas (a cena da velha tentando morder a protagonista sem os dentes, o líquido usado para embalsar cadáveres, a cena do sangue superexagerado etc).

 

 

 

Quanto à garota específica, é o seguinte. Quando você assiste a filmes de terror, é normal ter personagens que estão ali pra correr, gritar, "desenvolver" uma história de amor/amizade em 10 segundos e morrer ou sobreviver. Nesse caso, Lohman transformou essa menina qualquer em uma pessoa frustrada, gananciosa, muito insegura e que tem muita vergonha do passado. Isso não tá só no roteiro. Basta perceber os "line deliveries" dela, as expressões. Grande parte disso está no olhar. Um bom momento pra perceber isso é a cena em que ela está na cozinha tomando sorvete e conversando com o personagem do Justin Long.

 

 

 

Acho que a idéia do filme não era fazer ninguém sair tremendo do cinema, e sim divertir. E funcionou muito comigo. O Sam Raimi é craque em mesclar humor e gore. Por isso que prefiro esse Raimi ao que entrou de vez em Hollywood.

 

 

 

mred2009-08-21 16:28:29

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que a única coisa que uma pessoa que sai durante um filme, especialmente antes da metade, pode dizer é que não estava gostando e deixou o filme.

 

Minha opinião é que se trata da típica argumentação furada, baseada em informações incompletas, e fundamentalista.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Sai porque eu tinha mais o que fazer, ao invés de ficar sendo torturado com uma barulheira infernal e uma história pífia! Não sou mais menino! Não me permito mais ficar perdendo tempo com bobagens, e 50 minutos já tinham sido em vão!

 

Afinal, aquele filme pretendia o quê? Alguém me explique!

 

Fazer rir? Assustar? Assustar e dramatizar? Era pra ser um passatempo?

Tinha uma bela fotografia, um bom enredo? O que há de bom nele?

Sinceramente, não percebi nada que não fosse uma história furada, previsível, blá, blá, blá...

 

Algum colega disse que o filme divertia... Gente, realmente ri várias vezes... Até as moças no cinema riam de tanta bobagem na tela (ou se assustavam, não pelo que acontecia, mas pela barulheira desnecessária que acontecia). De qualquer forma, os momentos para rir eram tão poucos, que nem como comédia a coisa servia...

 

O cara queria assustar com ventos que mexem frigideiras, portões que se abrem, portas que batem... Nossa, que coisa mais original, né?! Nunca tinha visto isso antes... E o demônio que é cabra? Putz! A ideal é boa. Realmente, a cabra muitas vezes aparece associada a criaturas do mal. Infelizmente, o cara é que não soube aproveitá-la.

 

O que tem de mais na velha sem dentadura? Ou no líquido de embalsamar? O que havia ali de original? Pelo amor de Deus!

 

Não percebo! Pior que esse filme só mesmo os tais "Resident Evil"! Coisa para adolescente ou para pessoas que não tem bagagem de cinema!

 

revolucaojava2009-08-21 19:56:46

Share this post


Link to post
Share on other sites

Revolução.

 

E os jogos mortais são coisas para adultos, não?

 

 

Obama, não me faça começar a lista de coisas que o transformers 2 tem de errado. Vc é inteligente o suficiente pra perceber. Lamento apenas que ache que aquela aberração é um filme.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem, Revolução, acho que quem tem "bagagem de cinema" vai apreciar muito mais o filme do que quem não tem. Essa é minha opinião. E o que seria essa bagagem de cinema? Conhecimento sobre filmes, sobre a linguagem do cinema, conhecimento técnico? Bem vago isso. Comparar Resident Evil a Arraste-me é meio forçação. São opostos. Seria como comparar Tarkovsky e Schumacher! Não que Arraste-me seja tão bom quanto algo do Tarkovsky ou que os filmes do Schumacher sejam tão ruins quanto Resident Evil (pensado bem, alguns são)!

 

 

 

Tentei explicar o que há de bom no filme, mas vc tem direito de achar o que quiser. Só que eu acho que, antes de criticar o filme, é preciso vê-lo por inteiro.

 

 

 

Ah, e outra coisa: a trilha sonora é genial!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×