Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Amor Não Tira Férias


Recommended Posts

Estou fazendo uma maratona de "Jogue seu cerebro na parede". Depois de um ano assistindo somente a filmes inteligentes, o que claramente não foi o caso de alguns, resolvi deixar o fim de ano para:

 

a) uma maratona do Tarantino.

B) ver um monte de merda só para poder desligar op cerebro por algumas horas para um check-up de rotina.

Já assisti o "péssimo cinema comercial" vendo Ultravioleta (e depois dizem que eu sou normal).

Esse filme (Holiday) será o "cinema comercial bobinho".

Devo terminar o ano com o "bom cinema comercial" com  Por  água Abaixo (legendado).

 

Ano que vem devo assistir logo no início o filme Crank (Adrenalina), já  devidamente "arranjado" e Boogie Nights, idem. Um pop(corn) e um cult para começar o ano bem. Depois devo ver uma mistura de ambos no cinema (em Diamante de Sangue).

 

Nossa, esse post realmente não se encaixou bem aqui... 06

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Do Que As Mulheres Gostam é péssimo. Começa mais ou menos, e depois fica muito ruim. Perto do final eu comecei a me perguntar qnd Tarantino lançaria seu próximo filme, e olha só como Kill Bill demorou a chegar...

 

Eu planejava assistir O Amor Não Tira Férias principalmente por causa de Kate Winslet, mas tinha um pequeno interesse na história. Se eu tivesse percebido q a diretora era a mesma, não teria perdido meu tempo pensando em ver esse filme no cinema.

 

 
Lucy in the Sky2006-12-23 03:36:48
Link to comment
Share on other sites

Bom ... se todas as mulheres do mundo fizessem parte do mundo de Nancy Meyers que Deus tenha a piedade de nós, pois eu nunca vi uma mulher escrever de maneira tão supérfula sobre mulheres ... "Do Que As Mulheres Gostam" tem até seus momentos engraçadinhos, mas as mulheres não possuem personalidade alguma ... no terrível "Alguém Tem Que Ceder" todas as mulheres da 3ª idade são histéricamente depressivas ( ou depressivamente histéricas ) e as jovens meros objetos de desejo ... aqui em "O Amor Não Tira Férias" não é diferente ... mas ainda assim é "melhor" que este último ... Diaz não é uma boa atriz e a sua personagem é muito chata e burocrática e se passamos a nos simpatizar com ela é graças ao esforço de Jude Law ( ela dá uma melhoradinha lá pro final, mas fica difícil se simpatizar por uma mulher que prefere ignorar o grande amor de sua vida depois que descobre que o mesmo é pai de 2 filhas e não se nega em transar com ele, mais uma vez antes de partir ) e Winslet nos momentos em que a personagem se mostra confiante esbanha charme, mas uma hora ou outra é preciso se reverter em uma mulher insegura e infeliz e a coisa desanda um pouco, mas pra ela o saldo é positivo ... a minha namorada gostou muito mais ( confesso que fiquei um pouco preocupado ... rsrs ), o filme termina por cima e é bem inofensivo ... o que ofende mesmo é a cabeçuda da Nancy Meyers, uma roteirista medíocre e uma diretora das piores ...

Link to comment
Share on other sites

Gente, esse filme é ridículo, podre, mal-feito, um desperdício do talento da kate winslet. O Pablo foi perfeito em suas colocações.

 

Notas:

 

O personagem da Cameron Diaz é simplesmente irritante, fica pulando e

gritando toda hora (esse é um problema com a Kate Winslet nesse filme também - eu tentei contar os pulinhos-de-mulheres-desesperadas e acho que chegaram aos 30).

 

O melhor personagem é o velhinho. Se ele tivesse comido a kate Winslet, aí sim, poderíamos dizer que esse filme tinha algo (mesmo que superficial) para nos mostar.

 

O que salva mesmo o filme são os poucos momentos em que o Jack Black se expressa

 

O personagem do Jude Law realmente é indeciso e não se define durante o fime. uma hora é um bêbado sedutor que pega todas as mulheres durante a noite e... tchan! misteriosamente ele se transforma em um super paizão viúvo que faz o senhor guardanapo para as filhas se divertirem durante o jantar.

 

Putz, é tudo doce, belo e perfeito demais. O final é ridículo, ridículo... se eu fosse um desses atores eu diria que estava doente na noite de apresentação do fime e realmente procuraria trocar de residência com alguém de outro país(continente), mas por uns 10 anos, até esquecerem a M....A que foi esse filme

 

Um clichê atrás do outro. Vá ver com aquela sua amiga que você está a fim de pegar, mas nunca com uma mulher que tenha um cérebro entre as duas orelhas, especialmente se você quiser impressioná-la.

 

Dilson

 

 

Link to comment
Share on other sites

Confesso que já sabia que o filme não valia nem a metade do que paguei, mas é infinitamente pior do que eu imaginava.06

 

A Kate ficou meio deslocada nesse papel e a Cameron Diaz, pelo amor de Deus...07

 

 

A única coisa que se salva é Jude Law, uma festa para os olhos da mulherada, e charmoso como sempre.10
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Esse filme é bom. 65/100. Eu não entendi exatamente o que o Senhor Villaça viu de tão ruim nele.

Quer dizer, narração em off pode ser só uma forma de começar a trama ou de introduzir personagens, não algo que tenha de ser seguido à risca no resto do filme.
Outra coisa: eu não vejo problema nenhum com o filme "não se decidir quanto ao seu gênero". Aliás, é ridículo querer que um filme seja só de um gênero. Por isso eu gosto dos filmes do Tsai Ming Liang, por exemplo - eles conseguem ser ao mesmo tempo deprimentes e hilários.

The Host também é assim. Seria isso uma tendência oriental?

Voltando: Cameron Diaz não está mal. Ela atuou umas 15 vezes melhor que o Jude Law nesse, pelo menos. Aliás, o Law aparentemente esqueceu de como atuar.

Outra coisa: ninguém percebeu o subtexto de que elas são "parasitas" nem nada do tipo? A Cameron Diaz é uma produtora de trailers (aka ganha dinheiro parasitando o cinema) e a Kate Winslet é uma colunista social (aka ganha dinheiro parasitando celebridades). E isso torna elas infelizes incompletas etc até encontrarem Homens Altruístas e ficarem felizes. É meio machista da parte da Sra. Meyers mas funcionou bem.

Anyways, a parte técnica do filme é ok. Nancy Meyers > Edward-Diretor-de-Diamante-de-Sangue.

É um filme natalino tranquilo, engraçado, "bonitinho" e "heartwarming". Eu talvez até esteja dando nota a menos, na real.

PS: A personagem da Cameron Diaz falar muito ficou engraçado e bem feito. Eu ri bastante na hora em que ela diz: "Eu nunca conheci ninguém que falasse tanto quanto eu".
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...