Jump to content
Forum Cinema em Cena

Simplesmente Feliz (Happy-Go-Lucky)


Calvin
 Share

Recommended Posts

happy-go-lucky-01.jpg

 

Simplesmente Feliz (Happy-Go-Lucky)

Elenco: Alexis Zegerman, Sally Hawkins, Eddie Marsan, Andrea Riseborough, Sinead Matthews.

Direção: Mike Leigh

Gênero: Drama

Duração: 118 min.

Distribuidora: Imagem Filmes

Estreia: 03 de Abril de 2009

Sinopse: Poppy (Sally Hawkins) é uma jovem professora de escola primária, e uma otimista incorrigível que difícilmente se chateia.Divide um apartamento com Zoe (Alexis Zegerman) sua melhor amiga e confidente. Poppy tem o dom de aproveitar ao máximo a vida. Determinada a aprender dirigir, ela encontra-se com Scott(Eddie Marsan), um instrutor ansioso e pertubado, que testará todo o bom humor de Poppy. Do Diretor Mike Leigh (Segredos e Mentiras) Simplesmente Feliz é uma comédia sobre diversão, procura de amores e aproveitar a vida.

Curiosidades:
»
Urso de Prata de Melhor Atriz no Festival de Berlim 2008.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

É possivel ser feliz 24 horas por dia? Para Poppy sim, "Simplesmente Feliz" é um filme bacana que a mostra uma pessoa com um ótimo humor. Até mesmo o mala do instrutor e bota mala nisso, qualquer já o teria mandado á m...é visto com bom humor pela Poppy...vale a pena dar uma conferida, a atriz Sally Hawins que faz Poppy manda muito bem, ela é o filme sem dúvida.

 

Link to comment
Share on other sites

  • 5 weeks later...

Tb gostei.


Muito de tanta euforia e felicidade mostrada no filme não parecer inverossímel  só funcionou bem pela atriz. Estupenda!

Ela me lembrou tremendamente Roberto Benigni, inclusive fisicamente.

Achei Poppy encantadora, tem alma de criança, é infantil e pura até o sabugo da unha.

 

Tocante a cena em que ela se senta e conversa com um mendingo, fingindo entende-lo.
Link to comment
Share on other sites

Dizem que a felicidade de Poppy mostrada no filme é exagerada, nada a ver com o real.

Mas acho que isso é intencional pq a sua ppria irmã não acredita que Poppy possa ser tão feliz com tão pouco.

Mas o que a personagem mostra é que ser feliz tb é uma tomada de decisão!
Link to comment
Share on other sites

Né não.

O legal do filme é que pessoas tristes e mau humoradas é que pareciam estranhas a Poppy.

Haja visto sua irmã e Scott (não deve ser fácil ser vc 06).

 

Poppy parecia um ser tremendamente espiritualizado, isso sem apelar p/ a tal religiosa, a tal zen... afff!

 

Tem uma cena em que ela olha p/ a janela e diz "Que dia lindo!!" 05
Link to comment
Share on other sites

Achei um texto bem interessante sobre o assunto: <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />


Onde mora a felicidade?

A ciência, que passou tanto tempo debruçada sobre a tristeza, até para desenvolver um arsenal de antidepressivos, só agora passa a entender de alegria.
E descobriu esse cobiçadíssimo endereço no cérebro.

A felicidade reside lá em cima, na massa cinzenta, numa região conhecida como lobo temporal esquerdo, a mesma área responsável pelo aprendizado, sobretudo o da linguagem, e também pela decodificação dos sons. A descoberta do local onde se manifesta essa espécie de barato natural resulta de pesquisas recentes sobre o estado de espírito que só nos últimos anos vem sendo estudado a fundo pelos cientistas. Não deixa de ser irônico: os estudiosos conhecem mais os motivos que levam o ser humano a ficar triste do que as razões capazes de o levar à plenitude.
Os especialistas também revelam que há uma certa predisposição genética para ser feliz. No entanto, apesar de a exploração da biologia da felicidade ser algo recente, os pesquisadores já se valem de alguns métodos para tentar medi-la. "Nenhum deles é perfeito, mas pode-se empregar parâmetros biológicos, como os níveis do hormônio cortisol, além de vasculhar a memória r dizer que o desfrute desses momentos de ventura esteja ao alcance apenas de um grupo de eleitos. "É preciso aprender a lidar com as situações negativas sem se estressar, evitando respostas exageradas", diz Suzana. Isso valeria até mesmo para quem tem a sorte de carregar os genes da alegria. Implica também em tentar descobrir e se dedicar a atividades que dão prazer, não importa se for um esporte ou a simples leitura desta revista. Esses pequenos intervalos na rotina maçante liberam DOPAMINA e ENDORFINA, substâncias químicas que têm tudo a ver com o sistema de recompensa, "Felicidade gera felicidade. É simples assim", acredita Suzana. "Dinheiro, sucesso e beleza têm alguma influência, mas geralmente não muito grande", diz Diener. "O temperamento e boas relações sociais são mais importantes, assim como perseguir objetivos e valores únicos", continua o psicólogo. "E, claro, a atitude positiva em relação à vida é fundamental."

 

----------------------------- (Não pude dar o devido crédito ao texto acima, pois o encontrei na internet sem autor) -----------

 

 

“Esses pequenos intervalos na rotina maçante liberam DOPAMINA e ENDORFINA, substâncias químicas que têm tudo a ver com o sistema de recompensa, ‘Felicidade gera felicidade. É simples assim’ “

 

“’O temperamento e boas relações sociais são mais importantes, assim como perseguir objetivos e valores únicos’”

 

Isso é bem interessante, pois Poppy sempre buscava relaxamento, seja na livraria ou nas aulas de dança e parecia sempre se divertir com o comportamento das pessoas a seu redor, o que era engraçado, pois destoava demais dela. Mas mesmo assim eu não consigo desvincular completamente a felicidade dela de algum problema hormonal, como excesso de produção de dopamina, endorfina, serotonina, enfim. Não sei muito sobre o assunto, mas é muito improvável uma pessoa ser tão feliz sem ter muitos motivos evidentes. Mas não vou entrar nesse assunto (ja entrei?), mas de fato é um tema extremamente complexo, não há padrões para a felicidade. Existem pessoas muito ricas e amadas que são infelizes (vide Michael Jackson), enquanto também existem pessoas com muito pouco mas que são muito felizes. Já trabalhei em linha de montagem de automóveis e tive o prazer de conhecer muitas das pessoas mais humildes e felizes que já passaram pela minha vida. Poppy é um caso raro, estranho, mas ao mesmo tempo plausível. Reparem minha súbita mudança de opinião aqui, quando começo a pensar mais profundamente sobre o assunto. Isso dá ao meu texto um ar tão confuso que reflete exatamente o que eu penso no momento 06

 

Durante o filme, o qual assisti sem saber nada sobre, não entendia o que se passava. Eu achei que estivéssemos sendo propositalmente preparados para testemunhar alguma tragédia na vida de uma personagem que havia nos conquistado (artifício muito usado por grandes nomes, como Steven Spielberg e Robert Zemeckis). Mas o filme é tão leve e natural que aprendi a ver Poppy como aquela pena de Forrest Gump, sempre viajando ao sabor do vento sem compromisso algum.

 

LeonardoBastos2009-06-28 12:09:18
Link to comment
Share on other sites

Afff! Eu daria crédito a algo como isso:<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

"E, claro, a atitude positiva em relação à vida é fundamental".

E a isso:

É preciso aprender a lidar com as situações negativas sem se estressar, evitando respostas exageradas (me lembrou de como Poppy reagiu ao roubo da bicicleta)

 

Motivos p/ ser feliz? Poppy tinha amigos, saúde, um emprego de que gostava...ela tinha muitos motivos p/ ser feliz.

By the way,  agora que tu citou seus colegas de trabalho, me veio que há muitas, mas muitas pessoas como Poppy.

Nós o chamamos de doidos, mas são pessoas que optam pelo otimismo.

Sabe aquele cara que é o palhaço da turma, do trampo ?  Aquele que é o primeiro a ser lembrado p/ as festas, que faz micagens, gracinhas o tempo todo e que faz churrascos serem adiados qd ele não pode ir ?

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Revisto pra desenterrar o tópico..

Fico cada vez mais impressionado com a inteligência do Leigh ao conduzir suas histórias (que já são fascinantes!). Putz, o cara introduz o bando da Poppy no meio de uma noite de farra só pra, na cena seguinte, contrastar com um diálogo em que a protagonista discute seu trabalho de conclusão de curso com a maior serenidade do mundo. Mas mesmo se mostrando muito empenhado em fazer um de seus filmes mais engraçados, ele consegue realizar mais um marcante estudo de personagens. E esse ano a atuação da Hawkins só pode ser comparada com a do Rourke em O Lutador.
Link to comment
Share on other sites

  • 3 months later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...