Jump to content
Forum Cinema em Cena

Hannibal


Questão
 Share

Recommended Posts

Hannibal | Divulgado pôster e data de estreia da segunda temporada Série volta a ser exibida em 28 de fevereiro nos EUA

Aline Diniz

19 de Dezembro de 2013

 

1
 

 

 

 

A NBC  divulgou um novo pôster e a data de estreia da segunda temporada de Hannibal. Confira a imagem abaixo, que mostra Will Graham (Hugh Dancy) usando a famosa  fucinheira vista em Dr. Lecter nos cinemas:

Hannibal-2a-temporada-poster.jpg

A série volta a ser exibida nos EUA em 28 de fevereiro. No Brasil, o canal pago AXN fica a cargo da transmissão - ainda não há previsão de chegada.

 

FONTE: OMELETE

 

 Poster muito foda!

Link to comment
Share on other sites

  • 5 weeks later...

content_pic.jpg

Conforme divulgamos anteriormente, a segunda temporada de Hannibal vai trazer para as telinhas dois personagens importantes dos livros de Thomas Harris — os irmãos Margot e Mason Verger, ligados ao Dr. Lecter.

O papel de Mason ainda não teve ator selecionado, mas os produtores estão à procura de alguém para interpretá-lo. No entanto, oTVLine revelou que Margot já possui uma atriz contratada.

A atriz canadense Katharine Isabelle (Being HumanEndgameFreddy vs. Jason) se junta à atração não apenas para lidar com o irmão, um paciente do doutor canibal, como também como um potencial interesse amoroso para Will.

Vale destacar que a personagem é gay nos livros e também será apresentada assim na série, o que significa que Will não terá vida fácil no que diz respeito a algum tipo de romance.

Descrita como linda e cativante, Margot sofreu anos de abuso nas mãos de seu irmão gêmeo que, por acaso, também é um assassino em série.

A personagem aparecerá pela primeira vez no oitavo episódio do segundo ano, participando da atração por, pelo menos, quatro capítulos. Relembramos que Hannibal retorna à televisão norte-americana no dia 28 de fevereiro.

 

FONTE: HANNIBAL BRASIL

 

 Boa aquisição. Essa garota manda muito bem quando bem dirigida. Lembro dela de GINGER SNAPS.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
Michael Pitt entra no elenco de ‘Hannibal’
Michael-Pitt.jpg

Michael Pitt (Foto: Getty)

Ator das séries Dawson’s Creek e Boardwalk Empire, onde interpretou Jimmy Darmody,Michael Pitt entrou para o elenco recorrente da segunda temporada de Hannibal.

Segundo a revista EW, ele interpretará Mason Verger, um paciente do Dr. Hannibal Lecter (Mads Mikkelsen). Dono de uma fortuna, mas de personalidade instável, ele inicia um jogo de gato e rato com Hannibal.

Este é um personagem que surgiu na obra de Thomas Harris e que já foi visto nos cinemas. No filme de 2001, ele foi interpretado por Gary Oldman. Na série da NBC, o público verá a versão jovem do personagem.

Além de Mason, o público também conhecerá sua irmã gêmea Margo, que se torna interesse romântico de  Will. Interpretada por Katharine Isabelle (Being Human, Endgame), a personagem será vista nos quatro últimos episódios da temporada.

A segunda temporada também contará com as participações de Jeremy Davies (Lost, Justified), Chris Diamantopoulos (Episodes)Cynthia Nixon (Sex and the City), e os retornos de Eddie Izzard (The Riches) e Gillian Anderson(Arquivo X, The Fall).

A segunda temporada estreia nos EUA no dia 28 de fevereiro. No Brasil, ela começa a ser exibida no dia 10 de março, pelo AXN.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...

 Conferi a Season Premiere da 2ª temporada.

 

  Começo bastante promissor. O flashforward que abre a temporada foi arrasador, mostrando um conflito brutal entre Jack e Hannibal. Assim, sabemos que já nesta temporada, a mascara de Hannibal vai cair, pelo menos para Jack. Isso mostra que os produtores tem bastante confiança no material que tem em mãos ao entregar logo de cara o que supostamente seria um dos momentos mais climáticos da temporada.

 

  Voltando três meses no tempo, encontramos todo mundo crente de que Will enlouqueceu, e de que o bom doutor é totalmente inocente das acusações feitas contra ele. Cada personagem reage de forma diferente a "perda" de Will. Alana por exemplo, adotou os seus cachorros, e denuncia Jack por negligência por coloca-lo em campo. Beverly culpa Hannibal por não conseguir proteger Will dele mesmo (e a moça não sabe nem da metade, hein).

 

  A Dra. Bedelia parece que terá um papel maior nesta temporada mesmo, e está mais do que desconfiada do seu paciente. Os diálogos dos dois exalam certo cinismo e tensão, que acredito que crescerão bastante nos próximos episódios.

 

  E pra variar, temos um assassino psicopata novo, que sequestra suas vitimas e as embalsama vivas, injetando substâncias para manter a cor exata de sua pele. Hannibal assume o lugar de Will ao ir na cena do crime, para tentar ajudar o FBI a entender a mente deste maníaco. Notem como o canibal parece se dividir entre o fascínio, o triunfo e a melancolia ao assumir o papel que já foi de Will.

 

  Curiosamente, o caso não foi resolvido neste episódio (o que achei bom), e rende a angustiante cena final, onde vemos o que este novo assassino faz com as suas vítimas.

 

  Mas o melhor do episódio foi mesmo o desenvolvimento dos personagens de Will e Hannibal. É impressionante como o roteiro consegue humanizar o canibal, mesmo com o publico sabendo que ele é um monstro impiedoso. Hannibal não se sente culpado pelo que fez com Will, mas nitidamente sente a sua falta, já que realmente parece considerar Will um amigo. Assim, de forma sutil, a série retrata o quão complexa é a mente de Lecter.

 

  Quanto ao Will, achei legal a forma como este usa a sua imaginação no sanatório para não enlouquecer, ao criar um cenário idílico dentro do inferno que esta vivendo. A forma como este passa a visualizar Hannibal, como um verdadeiro demônio entre os homens, também ficou muito bacana.

 

 Ah, e enfim explicaram como a orelha da Abigail foi parar na garganta do Will.

 

 No geral, foi um bom episódio. Não foi excelente, mas uma estreia digna, que deu a tônica do que podemos esperar para os próximos episódios. Digamos que foi uma bela entrada.

 

PS: A estética da série continua brilhantemente perturbadora.

Link to comment
Share on other sites

Realmente a série voltou com tudo, mas não achei o episódio "empolgante"... acho que ele apenas buscou estabelecer essa nova dinâmica... Como se tivesse recolocando as peças do xadrez no tabuleiro, após o xeque do Hannibal...

 

E o aspecto visual, sempre maravilhoso... A cena da Bloom na hora da hipnose foi sensacional...

 

Sobre a Doutora "Scully", acho que ela sabe muita coisa, tanto que o Hannibal insinua algo que ele fez por ela e que ela sabe que ele fez...

 

Vamos que vamos...

 

 

Ah, e serão 12 semanas até o embate, os 12 episódios... rs...

Link to comment
Share on other sites

Discordo, acho que a série é sobre o duelo entre um empático x um serial killer.

 

Via de regra há essa idéia de que um serial é alguém "impegável" por serem metodicos, perfeccionistas, detalhistas ao extremo e frios.

 

O interessante é ver quais as chances de um empático  ser bem sucedido nessa caça.

Por enqto, ele é a presa.

Link to comment
Share on other sites

mas esse empático e este serial killer auxiliam o FBI na caça de outros seriais, assim como este serial come carne humana e serve para convidados...

 

Não tem jeito, se tem nojo disso, não tem como ver a série... ignorar o bizarro é ignorar a natureza da série... Aliás, os filmes também são permeados por personagens bizarros...

Link to comment
Share on other sites

 JUJUBA, então fique longe da série, por que o Fuller já avisou que essa temporada vai ser ainda mais punk visualmente do que a anterior. O que foi aquela "paleta de cores" humana na cena final do episódio? Simplesmente bizarro!

 

 Promo legendado do próximo episodio

 

  http://www.youtube.com/watch?v=19z_jIGcTCo

 

 

  http://www.youtube.com/watch?v=jM1j14W6EgI

 

 

 PS: Falando em serial killers icônicos, Norman Bates também esta de volta. SAGA, você curte BATES MOTEL?

Link to comment
Share on other sites

É.. o que é um totem humano perto de uma paleta como aquela...afff!

 

By the way, pela conversa com Lecter me fez desconfiar de que a dra "Scully" tb seja uma anormal.

Sabe-se lá se não seria ela a responsável pela tal paleta, pq não parece coisa de cabibal.

 

Ow, que cena inicial ( e quase-final) estupenda a do embate de Lecter e o chefe \o

Link to comment
Share on other sites

 Visto o 2.2

 

 A série não é mesmo para aqueles de estomago fraco. A cena inicial, que mostra a tentativa de fuga da ultima vítima do assassino das cores foi simplesmente angustiante. Me fez ranger os dentes ver toda aquela pele e pontos sendo rasgados. O desfecho dessa sequência inicial com o salto no rio doeu em mim, abrindo um ótimo episódio com louvor.

 

  Gostei de ver Will decidido a jogar o mesmo jogo de Hannibal, o da dissimulação, em um duelo puramente mental. Vai ser interessante ver até que ponto Will consegue enganar o bom doutor sobre "precisar da ajuda dele".

 

  Gostei também de ver a inversão de papéis, com Will ocupando o lugar geralmente ocupado por Hannibal nos filmes. E não estou falando só de estar preso e ajudando na busca por outros assassinos não, mas de trocar favores por essa ajuda, como mostra a cena dele com a Beverly.

 

  E se geralmente os produtores usam recursos visuais fodasticos pra mostrar a linha de raciocínio de Will, agora que Hannibal esta trabalhando com o FBI, nada mais justo do que vermos um pouco do raciocínio do canibal, através da cena em que ele usa o seu olfato privilegiado para identificar a localização do covil do assassino.

 

  Gostei da resolução do caso do assassino da paleta de cores. Mostrou como as linhas de pensamento de Will e Hannibal estão se tornando semelhantes, e de como Hannibal esta sendo capaz de influenciar o famoso método de Graham. Foi fantástico um Will consternado dizer "You.... You are not my design" ao perceber uma pequena mudança na cena do crime, só pra olhar pra cima, e ver a figura demoníaca que o tem assombrado.

 

  Por fim, Gillian Anderson parece encerrar a sua participação na série (pelo menos por enquanto) com no mínimo duas cenas, ambas recheadas de tensão. Primeiro em sua visita ao consultório do Doutor Lecter, e depois visitando o próprio Will. As duas cenas que fecham o episódio foram um primor. Impressionante como pequenos gestos como o fechar de olhos de Will, e o sorriso de Hannibal dizem tanto sobre estes complexos personagens.

 

 Os próximos episódios devem girar em torno do julgamento de Will, que já foi ameaçado neste ep com a pena de morte.

 

 Em resumo, um episódio bem melhor que o da estreia. E creio que as coisas só tendam a subir.

 

  PS: Só espero que a audiência da série suba. Ela esta meio bamba, o que pode atrair cancelamento, o que seria uma pena. Pois acho que a série tem muita lenha pra queimar ainda.

Link to comment
Share on other sites

Cancelamento ?!

Seria uma heresia.

Algo que gostei, além de perceber essa "tentativa" de Will de enganar Lecter (sim, pq o cara é absurdamente inteleigente e perspicaz), algo que gostei muito na série é esse duelo de titãs, duas mentes fabulosas traçando perfis de criminosos insanos.

 

É claro que, para um narcisista como Lecter, foi meio soco no estômago ver que Will, não só está sendo consultado, apesar dele já estar ajudando a polícia e fazendo isso eficientemente como sempre e não apenas isso, de ter lido tão facilmente  o embuste de Lecter no crime.

Não era apenas alarme o que se via nos olhos dele, mas admiração tb.

 

Qto a Dra, acho que Will, tão desacreditado, precisava de alguém que lhe dissesse que ele estava certo e isso vindo anda mais, nada menos de que a terapeuta de Lecter...

Link to comment
Share on other sites

 De fato, JUJUBA, Hannibal sente grande admiração por Will, justamente por vê-lo como seu "igual intelectual"

 

 Visto o 2.03

 

 Como o previsto, o episódio é focado no julgamento de Will, ganhando ares de drama de tribunal. O sutil humor negro da série continua bastante afiado. Adorei a cena que abre o julgamento, onde a promotora enumera os crimes dos quais Will é acusado, e ao dizer que Will provavelmente é a pessoa mais inteligente da sala, Hannibal dá um sorrisinho de desdém como quem diz "Eu acho que a segunda pessoa mais inteligente" :D Como a JUJUBA disse, Lecter é mesmo um narcisista.

 

  Quem retorna neste episódio é Freddie Lounds, mal caráter como sempre, mas igualmente charmosa, chegando ao tribunal com direito a chapelão e tudo. Lounds mente descaradamente sobre a relação de Will e a falecida Abigail, mas felizmente o malandro advogado de Will consegue derrubar o testemunho da moça sem grandes dificuldades.

 

  O Dr. Chilton também dá o seu testemunho, que também tem os seus pequenos momentos de humor sutil. É impressionante a indiferença que Will nutre pelo diretor do Sanatório, não prestando a mínima atenção em seu depoimento, preferindo ficar em sua "pescaria mental". Ao mesmo tempo, é irônico que Chilton em sua descrição de Will, esteja na verdade descrevendo Lecter.

 

  Mas as coisas parecem melhorar um pouco para Will com o tocante testemunho de Jack. O chefão da divisão de homicídios do FBI pode ainda não acreditar na inocência de Graham, mas decididamente não acredita que Will cometeu os crimes deliberadamente. Jack relembra o seu primeiro encontro com Will e praticamente afirma que é mais responsável pelas mortes do que o acusado, já que o pressionou, mesmo com muitas pessoas tenham o avisado que não é uma boa ideia. Com este depoimento, Jack fica a meio caminho do suicídio profissional.

 

  Mas a grande virada acontece com a carta recebida por Will no julgamento, que contém simplesmente uma orelha humana. O FBI logo encontra o dono da orelha, morto da mesma maneira que algumas das "vítimas de Will", o que levanta a hipótese de que outra pessoa seja a verdadeira responsável pelos crimes.

 

  E é ai que o episódio dedica um tempo a estudar Hannibal, assim como as suas complexas e obscuras motivações. Lecter tenta convencer a todos, inclusive Will, que este novo assassino é o responsável pelos crimes dos quais Will é acusado. E quando Will descarta esta possibilidade ao analisar as fotos das cenas do crime, ele é incentivado por Lecter ao manter isso em segredo, e não jogar a fora a oportunidade que o assassino lhe deu.

 

 É curioso que mesmo tendo colocado Will no sanatório, neste episódio Lecter parece fazer todo o possível para liberta-lo, inclusive testemunhar no tribunal para sustentar a hipótese de um outro assassino. É quase comovente Hannibal ouvir Hannibal dizer que é e sempre será amigo de Will, e que gostaria que a fé entre os dois fosse reciproca (já que o bom doutor não engoliu totalmente o papo de que Will não mais o culpa).

 

Como a Dra. Du Maurier disse no ultimo episódio, Hannibal realmente acredita que está fazendo o melhor para Will, e que só o incriminou para se proteger. Esta contradição (que parece ser percebida por Will em uma sequência de sonho) mostra mais um traço da insanidade de Lecter, e que provavelmente será a sua ruina. Reparem como Hannibal continua a se sentar diante de uma cadeira vazia no horário que era reservado a Will.

 

  O episódio também deixa no ar se Hannibal foi ou não responsável pelas mortes ocorridas neste episódio. Por um lado, armas de fogo não parecem ser o estilo de Lecter, e o próprio Will descartou este novo assassino como sendo a mesma pessoa que cometeu os crimes pelos quais é acusado. Mas por outro lado, Lecter pode muito bem ter mudado o seu modus operandi para despistar Graham, e todas as mortes ocorridas pareceram servir aos objetivos de Hannibal neste episódio. Bom, teremos que esperar pra ver.

 

 No geral, foi o episódio "menos bom" da temporada, mas ainda assim manteve o alto padrão de qualidade da série.

Link to comment
Share on other sites

Eu tive que me forçar a lembrar que essa série é sobre o Hannibal, e não sobre o Will, o Jack, ou qualquer outro personagem...

Embora a série se baseie em Dragão Vermelho, ela estabeleceu seu próprio universo alternativo...

Não acredito que neste universo alternativo o Hannibal vá se dar mal tão cedo e tenho quase certeza, de que dependendo de quantas temporadas durar, Will vai morrer antes da temporada final..

Uma pena, já que Will é um personagem cativante e tudo mais mas como eu disse, e tenho que me lembrar, a série é sobre o Hannibal...

Link to comment
Share on other sites

   Não necessariamente SAGA STARK. Não é por que a série é sobre o Hannibal que obrigatoriamente ele tenha que se dar bem ao fim da temporada. Pessoalmente eu acredito que ao fim da temporada, Lecter será desmascarado, mas vai escapar, transformando-se em um fugitivo.

 

 Quanto a possível morte do Will, o Fuller disse que quando planejou a série, ele a pensou como tendo sete temporadas. As três primeiras se passariam antes de "Dragão Vermelho" as três seguintes se passariam durante os eventos de "Dragão Vermelho", "O Silencio Dos Inocentes" e "Hannibal" respectivamente, e a temporada final se passaria após os eventos de "Hannibal".

 

  Se o Fuller conseguir manter a série como ele planejou (e eu torço para que consiga) mesmo levando em conta o fator "universo alternativo" eu acho que teremos Will no mínimo até a quarta temporada. Agora, se ele não conseguir, acho que teremos Will até o final. Por que a série é sobre o Hannibal, mas a humanidade da série é representada pelo Will. Seria um tiro no pé descarta-lo cedo demais.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...