Jump to content
Forum Cinema em Cena

Fórmula 1 - Temporada 2010


Recommended Posts

E os pesos:

 

Adrian Sutil - Force India- 650,0

Jarno Trulli – Toyota - 655,5

Lewis Hamilton – McLaren - 656,0

Sebastian Vettel - Red Bull - 658,5

Jenson Button – Brawn - 658,5

Nick Heidfeld - BMW- 660,0

Rubens Barrichello – Brawn - 660,5

Kimi Räikkönen - Ferrari - 661,0

Giancarlo Fisichella – Ferrari - 661,5

Sebastien Buemi - Toro Rosso - 665,4

Heikki Kövalainen - McLaren - 675,0

Vitantonio Liuzzi - Force India - 682,5

Jaime Alguersuari - Toro Rosso - 682,5

Nico Rosberg – Williams - 684,5

Robert Kubica – BMW - 686,0

Fernando Alonso – Renault - 689,5

Romain Grosjean - Renault - 691,8

Kazuki Nakajima – Williams - 695,7

Timo Glock - Toyota - peso não declarado

Mark Webber - Red Bull - peso não declarado

 

Ou seja, Barrichello se deu bem, vai sair 4 posições à frente e vai parar depois. Isso em se confirmando esse grid.

 

 

Link to post
Share on other sites
  • Replies 3.6k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Não tem mais jeito. O Rubinho não consegue tirar mais esses pontos de diferença do Button que só precisa de 7 em 20 disputados. O Barrichello fez uma boa temporada, mas corre até o risco de ser ultrapassado pelo Vettel. Dos males o menos, para uma temporada que já estava previsível vide o desempenho de Button no começo até que teve certa "emoção" embora o final seja o mesmo que todo mundo já sabia.

 

Com relação ao preconceito do Rubinho, creio que a questão seja o seguinte... em todas as áreas profissionais existem os gênios, os caras fora-de-série, aqueles que se transformam em ídolos, astros e por aí fora... o Rubinho não faz parte desse grupo... ele é um bom piloto, mas é limitado, é "humano", não é um cara acima da média, ele é mediano, bom profissional, cumpre suas obrigações, é aquele jogador que compõe o elenco de um time, pode fazer um gol aqui ou ali, mas não é insubstituível. Não existe mal nenhum nisso. Todo mundo é excepcional em alguma coisa... Barrichello é um mediano piloto de fórmula 1 como pode ser um ótimo jogador de golfe nas horas vagas. E não estou sendo irônico. Ele é um profissional exemplar, cumpre suas tarefas, mas está fadado a ser apenas mais um. Mas de qualquer forma ele já tem o seu nome reservado no plantel de pilotos brasileiros na categoria... é o que mais disputou GP´s, é o que venceu a corrida de número 100 de brasileiros. Ele é um só um cara normal com altos e baixos. Não necessariamente na mesma proporção. Aliás, a história do Rubinho daria um ótimo filme nas mãos do Wes Anderson ou Noah Bambuch...
Thiago Lucio2009-10-04 11:41:47
Link to post
Share on other sites




12/10/2009 - 08h33

Após 79 dias, Massa volta a um carro de F-1: "ainda sou o mesmo piloto"



Das agências internacionais
Em Roma (ITA)













O
brasileiro Felipe Massa enfim voltou a pilotar um carro de Fórmula 1.
Em recuperação após um grave acidente ocorrido há mais de dois meses, o
piloto da Ferrari já tinha falado das saudades de voltar a sentar atrás
de um volante. Nesta segunda, ele pôde matar a vontade e completou
giros no circuito de Fiorano, na Itália.

Após 79 dias do
acidente ocorrido no treino classificatório do GP da Hungria, em julho,
quando uma mola bateu em seu capacete e Massa bateu desacordado, o
brasileiro dirigiu um modelo de 2007 da Ferrari. Anteriormente, ele
apenas havia corrido de kart, em São Paulo.

O palco foi o
circuito privado da escuderia. Depois de uma primeira volta, Massa
entrou nos boxes para novos acertos e voltou a sair à pista para uma
nova série de giros na pista de Fiorano.

"O teste foi bem. Eu me senti bem fisicamente e foi como se o acidente nunca tivesse acontecido", afirmou Massa, segundo La Gazzetta dello Sport.
"Não tive problemas com minha visão e poderia correr não uma, mas duas
provas em seguida. É claro que há uma agenda a ser respeitada, mas
posso dizer que sou o mesmo piloto de antes."

"Não dei muitas
voltas por causa da chuva, mas tudo foi muito bem. É positivo para mim
e a equipe ver que tudo está como antes", completou ele.

Apesar
de se mostrar animada com o progresso de Massa, que não mostrou
problemas em testes realizados neste fim de semana, a equipe ainda não
espera vê-lo de volta às competições oficiais. Ele só deve voltar ao
Mundial em 2010, já como companheiro do novo piloto da escuderia
italiana: o bicampeão mundial Fernando Alonso, da Espanha.

A
Ferrari afirmou no domingo, em seu site oficial, que "de modo algum"
espera um retorno em breve do piloto. Adicionou ainda que a volta será
gradual "e sem nenhuma pressa", para permitir uma recuperação total do
piloto. Os exames realizados apontaram 100% de recuperação nas funções
do olho esquerdo, atingido no acidente.
Link to post
Share on other sites




17/10/2009 - 07h09

Brawn só precisa de 0,5 ponto para ser 1ª campeã estreante da Fórmula 1



Do UOL Esporte
Em São Paulo













A
Brawn GP só precisa de 0,5 ponto neste domingo, no GP do Brasil, em
Interlagos, para ser a primeira equipe estreante a vencer um Mundial de
construtores na história da Fórmula 1. O time, que venceu oito das 15
provas disputadas até agora , é o maior exemplo do Mundial dos pequenos
que a categoria viveu em 2009.

O time inglês soma 156 pontos,
contra 120,5 da Red Bull, a segunda colocada - os pontos fracionados,
aliás, são resultado do GP da Malásia, que terminou antes de dois
terços da corrida e só valeu metade da pontuação normal. Enquanto as
duas equipes pequenas até 2009 brilhavam, Ferrari e McLaren, que
dominaram a categoria em temporadas anteriores, sofriam com as novas
regras.

E não só Brawn e Red Bull aproveitaram. Mesmo sem
vencer corridas, a Toyota fez dois segundos lugares e largou uma vez na
pole-position, com Jarno Trulli. Até mesmo a Force Índia conseguiu
aparecer, com um segundo lugar e uma pole de Giancarlo Fisichella.

Nenhuma
delas, porém, tirou o brilho da Brawn. No começo do ano, ninguém
apostaria que o time comandado pelo ex-diretor da Ferrari, Ross Brawn,
poderia ser campeão. O desempenho da Honda, cujos espólios foram
comprados pelo inglês, tinha sido péssimo no campeonato anterior.

Para
piorar, a montadora japonesa abandonou a categoria no final de 2008 sem
aviso prévio e o inglês sofria para achar dinheiro para evitar o
fechamento do time a poucas semanas da estreia.

Com um carro em
branco, Jenson Button e Rubens Barrichello estrearam em Melbourne, na
Austrália, com dobradinha - fato inédito desde 1954, quando a Mercedes
colocou seus dois pilotos nos primeiros lugares na prova de abertura da
temporada.

O segredo do sucesso vem dos tempos da Honda.
Desistindo do carro ruim de 2008, o time de projetistas passou a se
concentrar na temporada seguinte, em que uma série de novas regras
seria adotada. Deu certo. O carro voou desde os primeiros treinos.

Um
dos maiores trunfos era o difusor duplo, peça contestada, mas copiada
por todas as suas concorrentes até a metade do Mundial. Nas primeiras
provas, porém, a superioridade era latente. Button venceu seis em sete
corridas. Barrichello foi segundo em três delas.

A estratégia
foi a mesma usada por Ross Brawn em 1994, quando trabalhava na
Benneton. Assim como 2009, aquela temporada foi marcada por mudanças
nos carros da categoria e a Benetton foi quem aproveitou melhor a
temporada anterior para trabalhar no futuro carro.

Naquela
época, o time contava com uma revelação, o alemão Michael Schumacher, e
Brawn era o responsável pela estratégia da equipe. Com um carro bem
acertado, a Benetton ganhou seis das sete primeiras provas de 1994 e
ainda foi segunda colocada na única que não ganhou (GP da Espanha)
neste período. Todos os resultados com Schumacher.

O GP do
Brasil de Fórmula 1 está marcado para o próximo domingo, às 14 horas,
em Interlagos. A programação do fim de semana da prova começa na
sexta-feira (16/10), com treinos livres às 10h e às 14h. No sábado, o
último treino livre começa às 11h. O treino de classificação será às
14h. Sempre com acompanhamento ao vivo do Placar UOL Esport
Link to post
Share on other sites

Jack,

 

 

 

Se chover amanha, o Button alem de está sob pressão, terá que segurar o carro no braço no meio do furacão de carros do lado dele, o Rubinho à frente, não terá problemas para traçar o circuito e ele sabe andar na chuva, lembro de uma prova que ele venceu na pista molhada com pneu para pista seca...

 

 

Link to post
Share on other sites

 

Jack' date='

 

 

 

Se chover amanha, o Button alem de está sob pressão, terá que segurar o carro no braço no meio do furacão de carros do lado dele, o Rubinho à frente, não terá problemas para traçar o circuito e ele sabe andar na chuva, lembro de uma prova que ele venceu na pista molhada com pneu para pista seca...

 

[/quote']

 

Cara, não vai nessa. Isso aí é teoria, com pista molhada o próprio Rubinho pode acabar se dando mal. Como eu disse, é imprevisível.

 

Link to post
Share on other sites

 

Jack' date='

 

 

 

Se chover amanha, o Button alem de está sob pressão, terá que segurar o carro no braço no meio do furacão de carros do lado dele, o Rubinho à frente, não terá problemas para traçar o circuito e ele sabe andar na chuva, lembro de uma prova que ele venceu na pista molhada com pneu para pista seca...

 

[/quote']

 

Foi na Alemanha, uma das melhores corridas da história. Se não em engano ele largou em 18 e ganhou. Tenho quase certeza que essa foi a primeira vitória dele. Também acho que o Raikkonen vem forte, mas estou na torcida. 16

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...