Jump to content
Forum Cinema em Cena
Forasteiro

Games - PS3, PS4, X-Box, Wii, PS Vita

Recommended Posts

A DLC do Game Assassin's Creed IV Black Flag - Freedom Cry (Um grito de liberdade). Fantástico! Django livre! Ops! Quero dizer Adéwalé.

 

Acho que a DLC vai de encontro no ano de 1754 já que game acabou na década de 1720 e passou 15 anos sendo em 174? e alguma coisa. Nessa época mais ou menos Haiti começa uma de suas primeiras revoltas de escravos de muitos que se seguiram na ilha até revolução francesa com os jacobinos aceitando a liberação e independência do Haiti e dos escravos. Veremos bastante coisa de Mackandal e os ritos do vodu. Acredito.

 

 

 

 

O trailer completo do game Assassin's Creed IV Black Flag com a história dos personagens, a jogabilidade, as navegações, locações, cidades, animais e a natureza. Enfim isto e muito mais:

 

 

Esse trailer só achei aqui em português: 

 

http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2013/11/13/filme-de-assassins-creed-e-adiado-para-agosto-de-2015.htm  

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fechei o Arkham Asylum ainda em 2013, o jogo principal incluindo todas as charadas. Para pegar todas as charadas nao teve jeito, tive que pesquisar no youtube (e o charada até brinca com isso, hahaha).

 

Tem um modo chalenge, joguei uma vez e vi que ia demorar para passar todos os níveis, então ja passei para o Arkham City.

 

O Arkham City é maior, muito maior, acho que só fecho em abril. Vamos ver.

 

Tive um problema inicialmente com as configurações do jogo, não encontrava onde baixar as resoluções, afinal não tenho um pc gamer top. Descobri na internet que há um arquivo de setup na pasta onde o jogo é instalado, baixei tudo para o minimo e ainda assim nas cinematics dá umas travadas.

 

O jogo é sensacional, e além do Batman, há alguns momentos em que comandamos também a mulher gato, numa historia paralela à do morcegão, mas na mesma linha de tempo. Curti isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa coisa de pegar todas as Charadas e desafios é um saco muito maior no Arkham City e muito mais complexo.

 

 

E são 400 charadas se não me engano estou até hoje tentando pegar. Alias estou tentando ter animo para isto. Jogos com colecionáveis são um saco. Eu fui para DLC da Arlequina sem pegar todos os itens ocultos. Valeu a pena jogar com Robin embora eu preferiria que fosse o Asa Noturna (melhor herói desse universo em minha opinião depois do Batman).

 

 

Eu pego uma vez para nunca mais pegar. Até em assassin's creed até me orgulho em ser "fanboy" de alguma coisa (afinal todo mundo é de alguma coisa), eu não tive paciência para pegar todos os colecionáveis do primeiro game que são mais de 200 bandeiras. E no último game tenho que achar centenas de fragmentos em todo o Caribe até nas profundezas do mar. E o Caribe é gigante no game é quase do tamanho real em escala de navegação. Eu acho que eles deveriam maneirar isto nos games, pois torna qualquer jogo um porre de ficar procurando mais de 100 itens ocultos. Pelo menos colocar um número razoável e um jeito de depois encontrar sem grandes dificuldades. Muitos gamers até desistem se ficar um desafio muito exagerado.

 

E voltando ao game Arkham City com spoilers:

 

.

.

.

.

.

 

 

 

 

 

 

 

Eu achei o universo do Batman muito bem feito, fantástico e tudo mais. Contudo o final da estória eu achei muito broxante. O Batman dá uma grande importância a um personagem X em querer defender e proteger e tudo mais igual nas HQ, eu sabia a muito tempo que desse lance desse personagem a anos. Mas depois que tal personagem se vai. O cara se importa com outro. Tipo WTF? Foda-se o Y o importante é o X. Por isso a fama afeminada do Batman cresce. Eu achei muito ruim esse final poderia e deveria ser diferente a saída de outro personagem dali do teatro. Uma bosta! Apesar desse final muito broxante o jogo tem seu valor.

 

Arte conceitual de alguns personagens da Saga Assassin's Creed que achei fantástico o traço do desenho e o visual:

 

 

O Woodes Rogers (personagem histórico real) ficou parecendo um vampiro de verdade. Os ferimentos ficaram bizarros, que alias pelo que já li sobre ele teve sim ferimentos graves como pirata ou corsário de sua majestade. 

 

Concept_Art_-_Woodes_Rogers.jpeg

 

Anne Bonny e Mary Read ficaram fantásticas e com figurino bem provocador.

 

Anne_Bonny_concept.jpg

 

Concept_Art_-_Mary_Read.jpeg

 

O próprio protagonista Edward Kenway (personagem fictício) ficou elegante e intimidador ao seu modo bucaneiro de ser:

 

Assassin%27s_Creed_IV_-_Edward.jpg

O Maquiavel não ficou igual no game, mas arte dele ficou muito mais bacana :

 

Machiavelli_Concept_Art.jpg

 

César Borgia ficou super imponente nesse visual. Eu acho até que dá para perceber sua sede de poder pelo visual das mãos e sua imponência como chefe militar do papado:

 

Cesare_Borgia_Artwork.png

 

Lucrezia Borgia é outra que está parecendo também uma vampira e tem todo seu sexy appeal de como seu personagem histórico tinha.

 

ACB_lucrezia_concept.jpg

 

Esse é outro que ficou devendo mais similaridade no visual no game a Charles Lee deveria ter seu uniforme bem mais gótico e pomposo junto com seu cachorrinho de estimação. KKKK! Iria ficar uma coisa bem estranha e ao mesmo tempo legal e com um "diferencial". Se bem que os vilões do James Bond e seus derivados já fazem isto com seus pets. KKKK!

 

E outra coisa o Charles Lee sempre me lembrou o personagem do Daniel Day-Lewis (O Açougueiro ou Bill Cutting) em Gangues de Nova York.

 

Charles_Lee_young.jpg

 

butcher.jpg

 

A expressão facial de ambos os personagens são absurdamente fodas.

 

Charles_Lee10.png

 

Essas são algumas artes que achei muito legais. Muitas delas estão quase idênticas também no game.

 

 

Achei um texto fantástico de toda saga com informações históricas em que se baseiam os games.

 

Eu achei fantástico como fã da série e amante de história. Toda a informação aqui é muito bem pesquisada.

 

Acho que a mais completa que já li. Mas tem um errinho dentro do game que vale a pena olhar. O Altair e Ezio não são ancestrais um do outro são ancestrais apenas do Desmond. Os criadores da série até já comentaram isso em entrevistas. A única coisa que Ezio e Altair têm em comum é serem da linhagem genética de Desmond e claro são da irmandade dos assassinos. Na época que surgiu essa informação minha cabeça “explodiu”.

 

Resumindo é meio complexo. As memórias genéticas não são lineares assumindo só a linhagem ou do pai ou da mãe do indivíduo no animus. Logo sendo uma variedade, fazendo uma visita de ambas as linhagens e desdobrando em outras linhagens assim gerando uma amplitude grande de pessoas e lugares envolvidos ao longo das gerações. A linhagem de Altair junto com a de Ezio em algum momento da história se uniu a família de Desmond. O mesmo vale para a linhagem Kenway de Edward, Haytham e Connor que também não tem relação genética com Ezio e Altair.

 

Desenhando melhor são só exemplos:

 

Você Brasileiro branco moreno = Mãe branca morena + Pai caboclo ambos brasileiros.

 

Pai = Seu Avô italiano moreno + Sua Avó indígena brasileira.

 

Mãe = Sua Avó portuguesa morena + Seu Avô branco brasileiro. 

 

Sua Avó Materna = Bisavó portuguesa loira + Bisavô espanhol moreno.

 

Sua Avó Paterno = Bisavó indígena + Bisavô indígena ambos peruanos. 

 

Seu Avô Materno = Bisavó branco brasileiro + Bisavô mulata brasileira.

 

Seu Avô Paterno = Bisavó italiano moreno + Bisavô italiana ruiva.

 

 

 

 

E assim sucessivamente...

Se tiver e vai ter algo errado releve isto, pois dá um nó na cabeça simular uma árvore genealogia. :)

 

Só breve desdobramento disso mostra o quão idiota era a ideia de povo puro. E isso não é só aqui qualquer lugar tem diversidade genética e pode ter uma origem assim.

 

Isso é um exemplo de um leque de diversidades multiplicação genéticas inimagináveis se formos estender isso ao limite. Somos uma linhagem extensa e por que não dizer em escala mundial cada um de nós.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, tbm não gosto muito de ficar correndo atrás destes itens, acho maçante. no caso do Asylum, não era tão dificil, depois que voce fecha a historia principal ficam faltando alguns poucos, aí foi tranquilo.

 

Nesse que são 400 e já deixei um monte para trás pq não tinha como pegar enquanto fazia as missões, acho que vai ser dificil voltar para pegar todos.

 

Mas esse é o lance, vai atrás quem gosta disso, quem não tem paciencia fecha a historia principal e pronto.

 

Já imagino do que se trata essa mudança no final da história, mas vamos lá, como diria Jacob, o que acontecer daqui até lá é lucro, kkkk.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, ser o Batman e passar a madrugada combatendo o crime em Gotham é moleza, o problema é no outro dia que você tem que acordar cedo e ir trabalhar pq não é o multimilionário Bruce Wayne, kkkkk. To quebrado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assassin's Creed só é alegria para mim vi o vídeo da E3 (Feira de Games) é fantástico a visualização da Paris Revolucionária. Nada nunca visto na série. E literalmente cabeças vão rolar no game. Além o visual incrível da nova geração temos o modo cooperativo de 4 protagonistas ao que parece. Enfim tipo GTA V. Amo Assassin's Creed. :wub::lol:

 

 

O trailer cinemático com música "everybody wants to rule the world". Detalhe que nesse trailer vemos o icônico momento histórico da "Queda da Bastilha".

 

 

Todo mundo quer dominar o mundo, mas é o povo que decide. Chupa templários. KKKKK! :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

O novo visual é surreal parece um filme mesmo. Caramba é praticamente o gameplay cinemático. Vejam por vocês mesmos. A versão Matrix chegou. :):wub:

 

 

 

 

Vejam Danton de 1983 o visual é idêntico a "fase do terror" na revolução francesa. O tal momento que o pessoal ficou fanático e extremista como o próprio vídeo mostra. "Jacques DeMolay foi vingado". Lembram de algo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu achei fantástico o novo visual do novo game do Batman, mas eu queria ver uma cidade viva com pessoas e carros trafegando e não uma cidade sitiada e morta em movimentação. Também o Batman têm outros veículos além do Batmóvel. Enfim é só isso que tenho para criticar, pois o restante está incrível. Com a nova geração eu preciso de um puta PC melhor para rodar tudo isso inclusive o novo GTA que finalmente vai sair para PC e a nova geração. 

 

E3] Grand Theft Auto V anunciado para PC, Xbox One e PS4

Tuesday, 10 de June de 2014, por Mau Faccio

ads_gtavpc.jpg

 

Ontem na conferência da Sony, foi anunciado oficialmente que o game GTA V chegará finalmente para os PCs, além dos consoles de nova geração. O game deve chegar até o fim deste ano e atende um pedido dos PC Gamers que ficaram de fora no lançamento oficial.

 

Essa nova versão do game vai contar com gráficos melhorados e resolução maior. O trailer divulgado pela Rockstar para fazer o anúncio mostra cenas capturadas diretamente de um PS4. Aliás, isso foi destaque no trailer que foi exibido durante a conferência.

 

Para evitar polêmicas como o recente caso de Watch_Dogs, a Sony colocou um aviso no início do vídeo dizendo que ele havia sido capturado diretamente da versão do game para o console.

O lançamento para PS4, Xbox One e PC deve acontecer no terceiro trimestre deste ano. A Amazon já iniciou uma pré-venda por US$ 59,99, e prevê o lançamento para o dia 28 de outubro.

 

 

Link.: http://jovemnerd.com.br/jovem-nerd-news/games/e3-grand-theft-auto-v-anunciado-para-pc-xbox-one-e-ps4/

 

Tem o vídeo com gráficos BEM superiores da nova geração:

 

 

Vi agora pouco o trailer do game The Division da Ubisoft foda também a narrativa que propõe o game.

 

 

Por isto sou PC até morrer. Pode demorar? Pode! Mas quando sai não existe arrependimento da espera só para quem ficou com os consoles antigos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não sou um gamer e não entendo nada direito. Parei no Mega drive, pra vocês terem uma ideia.

 

Mas, comprei um ps3 a uns tempos atrás e deixo na churrasqueira lá em casa mais pra bater um FIFA com os amigos do que outras coisas.

Mas alguns (muito poucos) jogos eu joguei e tenho umas considerações que até gostaria de saber a opinião de vocês.

 

joguei a trilogia uncharted e achei animal, muito bem feita e fluida, história boa, jogo muito divertido, apesar do 3 ser um pouco curto.

Achei Max Payne 3 o bicho e foi um dos poucos jogos que joguei no PC quando saiu então foi legal, rever o personagem.

Joguei o red dead redemption e achei o melhor jogo de todos. PQP, que enredo, que cenário, que trilha sonora, que mundo virtual.

 

Agora tem uns jogos que comecei e não consigo gostar e me atrelar, mas não me divirto.

LA NOIRE (achei massante apesar dos gráficos absurdos) Parecem se tratar sempre da mesma coisa. Apesar de ter ficado curioso com a trama principal, não consegui passar da metade do jogo sem abandonar.

O GTA IV (joguei só o episódio da balada do gay tony) E achei massa também.

 

Bom e escrevi tudo isso pra chegar no Batman Arkham City. Impressionante como o jogo não me pegou. Acho escuro, acho a engine não muito boa, me parece que sempre tem que fazer a mesma coisa. Não consigo gostar devo ter parado com uns 6% do game. O jogo melhora tanto assim pra frente?

E em jogos de 3 pessoa, vocês indiciam alguma coisa pra PS3 que vale a Pena?

Valeu moçada!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Joguei alguns que citou Gust84 e posso dar opinião. Eu gostei da pegada de L.A. Noire é um universo bem clima bem Noir ou Neo Noir se desligar ou não as cores do game. :) Ele é bem na linha de filmes daquela época anos 30, 40 e início dos anos 50. Tem o visual de Los Angeles como nos filmes mais "atuais" Chinatown e Los Angeles Cidade Proibida.

 

220px-La_confidential.jpgCHINATOWN.jpg

 

 

Viver lá como detetive não é só isto, eu senti e dá para senti que vocês está imerso nos anos 40 no pós Segunda Guerra Mundial e bem no início da Guerra Fria. Tem um clima bem hitchcockiano como Vertigo, Janela Indiscreta com clima e visual de mistério e suspense. Especialmente na trilha sonora e principalmente quando começa os assassinatos em série em que você tem que investigar. Só lamento não ter a opção de você mesmo descobrir o assassino, pois está programado. Alias tem clima bem Hitchcock o que talvez peque pela falta de ação, pois sendo mais um game de investigação policial isto fica em segundo plano. Contudo como amo jogos de mundo aberto dá para explorar a cidade de Los Angeles toda. Ver os bares da época os pontos turísticos as pessoas e seus comportamentos, roupas, arquitetura, propagandas, música, produtos etc.  Amo tudo isso que games assim oferecem é uma inexperiência de volta ao passado. :wub:

 

 

 

Eu também adorei a Balada do Tony Gay do GTA IV. Aquele clima "Disco Soul" meio pegada anos 60 e 70, as discotecas. Apesar de ser nos dias atuais. Veja o visual do game só que mais velho, com gráficos já datados mais também bem saudosista só que anos 80 do GTA Vice City tipo Miami Vice. :)

 

 

Sobre o Batman, eu acho que provavelmente ficou naquela coisa de pegar itens e fazer missões secundárias, pois se seguir o game principal é ação do início ao fim acho difícil fazer o mais do mesmo. O que acho que atrapalha e muito na narrativa principal e não só no Batman como em vários games. Os criadores de games devem saber bem como dispor missões secundárias. As do Charada por exemplo acho um porre e não fiz e não terminei talvez nunca terminarei até mesmo o primeiro Assassin's Creed que é pegar bandeiras dos cruzados ou os puzzle do Brotherhood . Essas coisas de pegar itens colecionáveis acho que já passou da fase dos games. É uma coisa muito de games como Mário e Sonic. Já deu né?  Até porque está em clima de ação o game deve se manter coeso com isto, se coerente com narrativa que apresenta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sou muito suspeito para opinar sobre isso, pois eu amo de paixão a série Assassin's Creed que é um game em terceira pessoa em "Mundo Aberto".  Eu recomendaria ela mesmo a partir do primeiro, que apesar de ser datado e muito repetitivo as missões em contra partida a história em si na série é fantástica. É um dos melhores roteiros de games que já vi se você gosta de boa história e conteúdo essa série tem de sobra. Mas se ficar maçante o primeiro e que vai em visto a mecânica dos jogos atuais, para ela por um tempo e começa do Assassins's Creed 2, que você não perde muita coisa em enredo e você vai crescer e desenvolver a personalidade de Ezio Auditore e adorar esse personagem que é super carismático.

 

Um dos pontos mais positivos é o enredo da história é claro. Trilha sonora adequada de acordo com o momento histórico e que são vários que vão desde as cruzadas, renascença, era da pirataria, revolução americana e agora com a revolução francesa. 

 

Explorar cidades e lugares que vão de Jerusalém, Damasco, Masyaf a Fortaleza realmente existiu e a história dos nizarins (Os Assassinos), Acre (Cidade medieval importante na Terra Santa na época). Alias a própria Terra Santa. Na renascença com Florença, Veneza, Roma, San Gimignano e a Toscana, Constantinopla e Romagna de Forlì. Boston, Nova York e vilarejos na fronteira selvagem durante as Treze Colônias Britânicas. Kingston, Havana e Nassau e Ruínas Maias, vilas de pescadores, o mar aberto e ilhas inumeráveis por todo o Caribe na era de ouro da pirataria. Enfim a caracterização de cada época fidedigna não só com arquitetura como roupas, comportamento e até língua como a língua Mohawk.

 

Ação e espírito aventureiro da série. As vezes sentimos que é uma espécie de Batman de época. Temos vários elementos de filmes capa e espada como Três Mosqueteiros, Zorro muito embora os Assassinos são mais como ninjas. Enfim se é isto que procura vai encontrar.

 

E os pontos negativos e que as vezes tem bugs especialmente no Assassin's Creed 3 e algumas missões secundárias que são dispensáveis até da narrativa desse universo de conspirações. Embora algumas como as "missões da fazenda" você cria um elo forte com os personagens.

 

O primeiro game

 

 

O segundo game, se o primeiro ficar chato pula para esse.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

De acordo com algumas teorias conspiratórias os templários estocaram e queimaram a comida em Paris e em outras regiões da França pré-revolucionária para gerar mais insatisfação. Enfim manipularam como sempre fazem e sem senso de moral para alcançar seus objetivos.  Aproveitando o gancho para os novos trailers do game que tratam sobre isso:

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rob Zombie fez um curta do game Assassin's Creed Unity. Arrepiante e acho que game vai seguir essa linha no "Regime do Terror".

 

 

Arno Victor Dorian salvando uma donzela da guilhotina na Ditadura ou Regime do Terror, mas não é uma qualquer. Já vi isso com Altair.

 

 

Parece que Elise vai ser um interesse amoroso desse personagem tipo Romeu e Julieta. Uma templária como Maria Thorpe e Lucy Stillman.

 

Elise_Unity.jpg

 

319px-Arno_and_Elise_-_Unity_Promotional384px-ACU-Elise_promo.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ontem zerei Uncharted 3 no PS3. Jogo bacana, com algumas passagens muito inspiradas, e algumas cenas foram montadas com imagens dignas de cinema. Gostei. Agora tenho que me empenhar no Batima origins que já faz tempo que comprei e só passei 15 min. jogando. Não peguei o jeito de jogar com o controle ainda, teclado e mouse eu me dava melhor, mas acho que é só questão de se acostumar. Vamos ver.

 

Encomendei MK vs DC, deve chegar ate fim do mês.

 

Alias, o Uncharted peguei de graça na PLUS, assinei por 3 meses e acho que valeu a pena, peguei 4 a 5 jogos de graça nesse tempo. To pensando em fazer assinatura anual.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Trailer de Assassin's Creed Unity na Paris do século XVIII visual do game é deslumbrante.

 

 

O Gameplay do Assasin's Creed Rogue (traidor) lá nos mares frios do Atlântico Norte. Vale lembrar que pingüins: "eles não são naturais do polo norte assim é um erro na fauna regional mais uma mancada para os detratores inteligentes da ubisoft". Mentira! Eles existiram lá até o final do século XIX. Até serem extintos pelos homens no atlântico norte. E o pingüim no vídeo é exatamente igual ao great auk ou Arau-gigante.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já que o fórum não vai acabar ainda Alguém anima fazer um grupo de jogadores do game “Age of Conan”?

 

Eu estou precisando fazer uma Guilda, pois jogar esse game sozinho é muito difícil. Ele é um jogo online gratuito, mas é cheio de grupos sacanas que adoram perseguir os novatos. Obviamente pessoas de vários países jogam como Poloneses, Russos, Estadunidenses e vários Latinos. Embora tenha mais visto o pessoal do leste europeu do que Latinos e estadunidenses. Devem ser mais fãs do Bárbaro Cimério o que alias o povo cimério existiu no leste europeu, mais precisamente na região do Cáucaso.  Seria por isso ter tantas pessoas de origem eslava online fãs do game? Para quem é fã do universo do Conan em filmes, quadrinhos, livros do Robert E. Howard etc é um prato cheio de referências. Têm algumas coisas que não são legais no game como conseguir pontos ou PVP. Você deve derrotar os novatos, por isso quase todo mundo sacaneia quem começa. Menos eu a não ser que me ataquem primeiro.

 

Quem for começar ou já joga podem me encontrar na Hiperbórea na Cidade de Tortage mais precisamente na taverna da cidade. Sou o bárbaro “Galvus” atualmente ainda estou no nível 26 para 27.

 

O game é muito bem feito para um game gratuito e tem muita coisa legal como caracterizar seu personagem do rosto ao corpo ao deixar o mais parecido possível com você. Embora não tenha conseguido engordar o bastante o meu personagem eu deixei ele bem baixinho. Heheheh!

 

 O jogo é gigantesco, eu acho que pode até se considerar um mundo explorável como um “Mundo Aberto”. Eu acho que podem com a Guilda, por exemplo, construir fortes na Terra Média (Ops! Quero dizer Hiperbórea :D) e invadir com equipes. Têm-se uma vasta variedade de lugares e personagens. Claro conhecer o inglês básico ou um pouco mais avançado ajuda e muito a cumprir as tarefas e missões e outra o jogo é muito violento e cheio de cenas picantes. Logo não é indicado para todas as idades. Afinal é o universo do Conan O Bárbaro. 

Mas têm muito mais ainda para quem paga pela expansão e itens extras. Contudo dá para aproveitar bem mesmo sem o conteúdo extra.

 

http://www.ageofconan.com/

 

https://www.youtube.com/watch?v=ksXQx8UX9Ng

 

Cuidado para não ficarem viciados igual essa pessoa aqui:

 

 

Detalhe o noob colocou a descrição como “World of Warcraft”, mas é Age of Conan.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sou apaixonado por coop, mas o Guardians só no Xbox One, né? Eu não tenho nenhum videogame dessa última geração, infelizmente, e meu pc é limitado pra caralho, de modo que nos últimos anos eu basicamente só tenho conseguido jogar coisa indie no Steam.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exato. Houve um boato que chegaria pra PC mas foi desmentido. Mas agora com o Xbox se aproximando tanto do Windows 10, eu não duvido não que daqui algum tempinho chegue.

To jogando no modo Lendário a campanha e ta legal demais, mas o brilho mesmo é o multi competitivo. É foda ter uma vida lá fora que te impede de passar os dias e noite na frente da TV. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×