Jump to content
Forum Cinema em Cena

19 Dias de Horror


Recommended Posts

  • Replies 2.5k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Senhores Usuários, Hoje, Sexta-feira 13, aqui nesse tópico e nessa seção, vai começar o 19 Dias de Horror – De Sexta-feira 13 até Halloween. Um festival que promete discutir e analisar os filmes do

Ah, sim. Eu falei que a crítica tava chinfrim.     E nossa, agora que eu notei que ela ta tão pequena, eu podia ter escrito mais.  Ou vai ver  ela só  está pequena se comparada com as do Silva.  

@Questão @Jailcante @Gust84 @Big One @SergioB.  Bora achar quantos e quais filmes de terror tem aqui...😁 tem mais de 40..

Posted Images

Rammbock: Berlin Undead - Filme 2010 - AdoroCinema

 

  Eficiente filme de zumbi alemão que conta a história de um sujeito que vai a Berlim tentar reconquistar a ex-namorada, e topa com a capital alemã tomada por zumbis. Apesar do baixo orçamento, o filme constrói algumas passagens interessantes de tensão, e se encerra com um desfecho tragicamente irônico.

Link to post
Share on other sites

OPINIÃO — “Host”(2020). “Host” é um filme dirigido por Rob… | by Yasmin R.  Z. Vilanova | Medium

 

 

  Found Footage de terror que ganhou notoriedade por ter sido produzido no auge da pandemia (inclusive tendo a questão do Covid como pano de fundo). A trama não tem nada demais, e todo mundo que já viu um filme do estilo vai conseguir antecipar as viradas dramáticas (e mesmo o formato desktop movie não é novo). Mas é preciso reconhecer que o filme é muito bem dirigido, controlando bem os tempos de tensão, e sendo bem direto  no que se propõe.

Link to post
Share on other sites

 

 Visto A BABÁ: RAINHA DA MORTE

 

A Babá - A Rainha da Morte - Filme 2020 - AdoroCinema

 

  Sequência de A BABÁ lançado em 2018, este Terrir da Netflix basicamente repete muitas das premissas do filme anterior, com um escopo maior. Se no primeiro filme, Cole (Judah Lewis) era perseguido em sua casa e jardim por um grupo de satanistas adolescentes, aqui ele tem uma montanha inteira para se esconder de um grupo mais numeroso de cultistas (alguns deles retornando do filme anterior). É uma bobagem inofensiva que não chega a ser intragável, mas também não é boa. Sem a presença da carismática Samara Weaving (que retorna apenas em uma pequena participação bem mal colocada) não consegue ser tão divertido quanto o original.

 

 

Link to post
Share on other sites

 

 Visto FANTASMAS DO PASSADO

Fantasmas do Passado - Filme 2017 - AdoroCinema

 

  Neste thriller sobrenatural islandês, acompanhamos duas histórias; a de um psiquiatra que descobre que uma série de suicídios bizarros de idosos pode estar ligada ao desaparecimento de seu filho ocorrido alguns anos antes; e a de um trio de amigos que resolve reformar um casarão em uma área isolada para transforma-la em pousada durante o verão. Embora ambas as tramas lidem com seres fantasmagóricos, a primeira flerta com o suspense policial nórdico, enquanto a segunda foca-se mais nos dramas interpessoais provocados pelo isolamento como motor principal. O filme tem uma fotografia interessante, mas as duas histórias (que ao pouco vão revelando a sua conexão) possuem qualidades dispares, o que acaba por enfraquecer o projeto.

Link to post
Share on other sites

 

 Visto O ÚNICO SOBREVIVENTE

O Único Sobrevivente - 27 de Janeiro de 1984 | Filmow

 

  Um terror oitentista bastante curioso, que anos antes da franquia "Premonição"  surgir, trazia a história de uma mulher que após ser a única sobrevivente de um desastre de avião, passa a ser perseguida pela própria morte para corrigir o "erro". A diferença é que aqui, ao invés de acidentes bizarros, a protagonista precisa sobreviver a cadáveres reanimados pela morte, que surgem para tentar matá-la(o que é uma abordagem interessante da figura do zumbi). Escrito e dirigido por Thom Eberhardt (que dirigiria no ano seguinte dirigiria o divertidíssimo cult A NOITE DO COMETA), este O ÚNICO SOBREVIVENTE (que deveria ter sido traduzido como única, mas tudo bem) tem seus bons momentos, mas acaba apresentando uma certa falta de ritmo e um final por demais abrupto que comprometem o resultado final.

Link to post
Share on other sites

Verdade ou Desafio 'Versão do Diretor' (Blumhouse's Truth or Dare: Extented Director's Cut, Dir.: Jeff Wadlow, 2018) 1/4

2a871c0fe0bd8e8df3a2e32a5b30fc63.jpg

Já tinha assistido esse filme e não curtido, mas no Netflix apareceu 'Extented diretor's cut', 'versão estendida do diretor', aí fiquei curioso com o que o diretor deixou de por na versão original pra resolver fazer essa "Director's Cut". Na verdade, acabei não sabendo, porque nem lembro tanto assim da versão original, aí não senti o filme diferente em nada, nem em gore nem em cenas extras. Tudo continua a mesma imbecilidade. Perca de tempo. Tanto a versão original como essa.

Creep (Creep, Dir.: Patrick Brice, 2014) 3/4

Creep_(2014_film)_poster.jpg

Creep 2 (Creep 2, Dir.: Patrick Brice, 2017) 2/4

Creep2Poster.jpg

 

Continuo não curtindo filmes "found footage", mas esse Creep acaba sendo um diamante dentro desse meio. Cria uma tensão braba mesmo. Pior que sabia o final, fui spoilerado,  mas até que não atrapalhou tanto assim.

Segundo filme, até que é ok, problema é que no começo do filme direcionava pra algo diferente do original, mas logo desistem disso e filme acaba como clone do original sem acrescentar muita coisa. Mas ok, é assistível. Carrega um boa tensão também.

Link to post
Share on other sites

 

 Visto V.F.W

 

VFW (2019) - IMDb

 

 

  Na trama, em um futuro não muito distante, os Estados Unidos passa por uma onda de violência devido a uma nova droga nas ruas. Quando a jovem Lizard (Sierra McCormick) rouba uma maleta com grande quantidade de drogas de um poderoso traficante para vingar a irmã, ela acaba buscando refúgio em um bar de veteranos de guerra comandado por Fred Parras (Stephen Lang), onde os veteranos e a garota terão que resistir ao cerco dos criminosos se quiserem sobreviver.

  Embora faça as suas referências aos filmes de zumbis através do exército de viciados que o vilão do filme utiliza para cercar o bar que serve de cenário principal do filme, a maior referência do filme de Joe Begos parecem ser os Westerns urbanos comandados por John Carpenter, como FUGA DE NOVA YORK, e especialmente ASSALTO A 13ª DP, filmes que parecem ser referênciados tanto na trilha sonora quanto na fotografia do longa metragem. O roteiro escrito a quatro mãos por Max Brallier e Matthew McArdle é uma história de cerco bastante simples, sem grandes curvas dramáticas de tensão, cabendo ao carismático elenco de veteranos liderado por Stephen Lang elevar o filme, o que eles conseguem, diga-se de passagem. Pra quem tá procurando um filme de ação simples sem grandes firulas, com toques de horror urbano, V.F.W é uma boa pedida.

Link to post
Share on other sites

 Never Hike in the Snow (fan-made, 2020) 2/4

never-hike-in-the-snow-poster.png?resize

 

Novo fan-made do Sexta-feira 13. Continuação de 'Never Hike Alone' (na verdade seria um prequel, mas não tenho certeza). É muito bem produzido se considerando que é um fan-made, mas a parte da neve não é bem explorada (me senti meio engando, que nem na Parte 8 que prometia um filme em NY). Mas o maior problema pra mim, é que não é um filme inteiro como foi o anterior, que tinha começo meio e fim, aqui é só um começo. Planejaram mais 3 filmes, e pelo jeito fizeram um filme só e dividiram em 4 partes. Então, não dá pra julgar um filme vendo só começo, por isso não dá pra falar mais muita coisa, mas gostei de ter 2 atores da Parte 6, indicando meio que sendo continuação desse.

 

Aqui o filme:

 

Link to post
Share on other sites
On 10/13/2020 at 12:39 PM, Jailcante said:

Verdade ou Desafio 'Versão do Diretor' (Blumhouse's Truth or Dare: Extented Director's Cut, Dir.: Jeff Wadlow, 2018) 1/4

2a871c0fe0bd8e8df3a2e32a5b30fc63.jpg

Já tinha assistido esse filme e não curtido, mas no Netflix apareceu 'Extented diretor's cut', 'versão estendida do diretor', aí fiquei curioso com o que o diretor deixou de por na versão original pra resolver fazer essa "Director's Cut". Na verdade, acabei não sabendo, porque nem lembro tanto assim da versão original, aí não senti o filme diferente em nada, nem em gore nem em cenas extras. Tudo continua a mesma imbecilidade. Perca de tempo. Tanto a versão original como essa.

 

 Não tenho nenhuma curiosidade em ver essa "versão extendida" (embora sempre existiu, tá ficando exagerado isso), mas não odeio o filme. É uma bobagem, mas acho uma bobagem bem divertida e despretensiosa, mas nada genial.

Link to post
Share on other sites

 

 Visto ZOMBI CHILD

 

A Criança Zombie | Zombie Child - Limão Mecânico

 

  Na trama, no Haiti dos anos 60, Clairvicus (Mackenson Bijou) é transformado em um escravo zumbi para trabalhar em uma plantação de açúcar. Nos dias atuais, na França, a adolescente Fanny (Louise Labaque) uma introvertida aluna de um colégio interno conhece Melissa (Wislanda Louimat), uma jovem imigrante haitiana que lhe confidencia que a sua tia, que a cria desde a morte de seus pais, é uma feiticeira vodu. Quando Fanny sofre uma desilusão amorosa, ela resolve recorrer a magia vodu para superar as suas mágoas.

 Escrito e dirigido por Bertrand Bonello, ZOMBI CHILD apoia-se na mitologia do zumbi haitiano para metralhar uma série de metáforas sobre o público; desde as mais óbvias envolvendo o colonialismo europeu, até as um pouco mais sutis, como as que claramente parecem comparar zumbificação com um sistema educacional que parece querer padronizar os seus estudantes. É um filme com boas intenções, e com uma construção atmosférica até interessante (além de uma fotografia bastante bonita), mas que acaba desabando diante de sua pretensão.

  Não havia por que ZOMBI CHILD contar as suas duas histórias intercaladas (já que tirando o fato de tratarem de zumbis e de uma óbvia ligação narrativa que tenta achar que é uma reviravolta, elas pouco se comunicam). O drama adolescente do presente, e a história do zumbi tentando recuperar a própria humanidade no passado davam cada um o seu próprio filme, mas do jeito que ficou, se sabotam. No fim, um filme bonito visualmente, mas que querendo dizer muita coisa, não diz nada.

 

Link to post
Share on other sites

 

 Visto VAMPIROS VS BRONX

 

Vampires vs. the Bronx (2020) - IMDb

 

  Na trama, Miguel (Jaden Michael) é um garoto do Bronx que junto com seus amigos Bobby (Gerald Jones III) e Luis (Gregory Diaz IV) está em uma campanha para arrecadar fundos para salvar a tabacaria de um amigo. Mas em suas andanças, o garoto logo descobre que a empresa imobiliária que está comprando várias propriedades da região é comandada por vampiros, que pretendem dominar a região.

  Dirigido por Oz Rodrigues a partir de um roteiro de Blaise Hemingway, VAMPIROS VS BRONX revela-se um divertido e inofensivo terror juvenil onde um grupo de garotos meio nerds que andam de bicicleta por ai devem salvar a sua comunidade de uma ameaça terrorífica. Embora o roteiro dê algumas escorregadas bem feias, como a fracassada tentativa de manter a identidade do vampiro chefe em segredo, e a inserção de personagens que surgem do nada na história, vide a garota haitiana que passa a ajudar o trio protagonista a partir de certo ponto, o texto apresenta uma série de metáforas bem interessantes, que embora claras, não soam intrusivas. É oportuno em tempos de "Black Lives Matter" uma história onde vampiros se mudam para um bairro predominantemente latino e negro pois "ninguém liga pra pessoas desaparecidas na região", ou o paralelo feito entre os vampiros e seus servos humanos com o uso que traficantes fazem de crianças.

 Ainda que longe de ser genial, ou mesmo memorável, VAMPIROS VS  BRONX se sustenta por possuir um trio protagonista muito bem entrosado que conquista a nossa simpatia, e uma direção segura, que supera o roteiro trôpego.

Link to post
Share on other sites

Quando um Estranho Chama (When a Stranger Calls, Dir.: Simon West, 2006) 2/4

p159804_p_v8_ax.jpg

Babá é incomodada por telefonemas de um estranho quando vai cuidar de um casal de crianças numa casa isolada.

Achei até bom, e bem executado esse remake de um filme de terror setentista. Saiu naquela leva do início dos anos 200 de remakes de filmes dos anos 1970/1980. O início é meio enrolado pra montar o cenário, mas do meio pro final a coisa fica agitada e boa. Não tenho maiores reclamações. Tá tudo redondinho.

Não vi o original de 1979, mas pelo que vi são diferentes.

Visto no Netflix.

 

Escola Noturna (Night School, Dir.: Ken Hughes, 1981) 2/4

3658346455_8f9021c414_c.jpg

Não sei se classificaria como slasher como diz no dvd (temos uma investigação policial rolando o que, pra mim, já distancia um pouco), parece mais um 'Giallo americanizado' (ou 'pasteurizado'), mas ok, tanto faz. Temos um assassino misterioso matando mulheres da escola noturna do titulo. A identidade dele foi meio óbvia pra mim, e motivo idem, mas maior problema é que filme tem uma execução geral que parece um telefilme (da época), não um 'filme de cinema'. Prova disso é que filme tem algumas cenas fortes (violência, nudez), mas não tem o impacto que poderia ter, no fim tem ar de telefilme da época, sem crescer muito, mas é assistível. 

 

Shadow Woods - O Pesadelo (Blood Rage/Slasher, Dir.: John Grissmer, 1987) 1/4

2fa6e965a26af5ee650963bc832180ed.jpg

 

Esse aqui é um belo exemplo de ideia muito boa, mas podremente executada. História de gêmeos, que quando crianças, um deles, locão, mata uma pessoa, mas a culpa cai pro outro que fica anos num manicômio. Quando ele foge, o outro recomeça a matança. Atores péssimos, produção podre, tudo mal encenado, mal acabado e etc. Mas a cena final é interessante e impactante. Talvez merecesse um remake, mais bem produzido, bem dirigido e bem atuado, que pudesse render mais a ideia do filme.

Caçada no Canal da Morte (Amsterdamned, Dir.: Dick Mass, 1988) 2/4

35694_2_front.jpg

Filme holandês sobre um serial killer que ataca aos arredores dos canais de Amsterdã. Maior problema é que achei meio longo, principalmente porque tem uma "barriga" ali no meio do filme. Tem uma hora ali que nada anda e dá uma cansada. Mas é bem feito no geral (ainda mais pra mim, que acho é esse o primeiro filme holandês que vejo, então nem tenho noção do nível dos filmes de lá). De grande destaque no filme temos uma perseguição boa de lancha nos canais de Amsterdã.

 

3 últimos filmes vistos nesse box:

20200401201148_9204990796_DM.jpg

Link to post
Share on other sites

discordo de tudo isso porque jump scare nao é sinonimo de qualidade...efeito barato...massssss

ESTUDO CIENTÍFICO LISTA QUAIS SÃO OS FILMES DE TERROR MAIS ASSUSTADORES

Capa da Publicação

Filmes de terror bem feitos fazem nosso coração bater mais rápido. Sabendo disso, um novo estudo científico (via CB) quer classificar os filmes mais assustadores considerando o quanto eles aceleram nosso coração.
O estudo foi feito com 50 pessoas que assistiram mais de 120 horas dos filmes mais assustadores, segundo críticos e usuários do Reddit. Os filmes foram exibidos com som surround 5.1 para que os participantes pudessem sentir que as assombrações estavam bem atrás deles.

Confira como ficou os 10 melhores se saíram:

A Entidade – 86 BPM (Batimentos por Minuto)
Sobrenatural – 85 BPM
Invocação do Mal – 84 BPM
Hereditário – 83 BPM
Atividade Paranormal – 82 BPM
Corrente do Mal – 81 BPM
Invocação do Mal 2 – 80 BPM
Babadook – 80 BPM
Abismo do Medo – 79 BPM
A Visita – 79 BPM

Segundo o estudo, o momento mais assustador em um filme é um jump scare em Sobrenatural, que levou o coração dos participantes a 133 BPM.
Há controvérsias de quão estritamente “científico” é esse estudo. A ordem que os filmes foram exibidos, por exemplo, pode influenciar sua classificação. Afinal, depois do vigésimo filme, você não vai mais se assustar tão fácil. Ainda assim, é interessante ver como filmes de terror nos afetam num nível físico, além do psicológico.

Link to post
Share on other sites

Fazendo uma média aqui nos boxes Slashers lançados pela Versátil (Ainda não tenho o Vol. 8 que acabou de sair - vou ficar devendo).

 

Vol.1 Filmes

-Acampamento Sinistro

-O Pássaro Sangrento (Pior Filme do box)

-Chamas da Morte/A Vingança de Cropsy (Melhor filme do box)

-Assassinatos na Fraternidade Secreta

Notas (de 1 a 5): 2+1+5+2 = 10 Média: 2,5

 

Vol. 2 Filmes

-Dia dos Namorados Macabro (Melhor filme do box)

-O Massacre (Pior filme do box)

-Feliz Aniversário pra Mim

-Noite Infernal

Notas (de 1 a 5): 5+2+3+2 = 12 Média: 3

 

Vol. 3 Filmes

-Noite do Terror (Melhor filme do box)

-Natal Sangrento

-O Terror da Serra Elétrica (Pior filme do box)

-Violência e Terror

Notas (de 1 a 5): 4+3+1+2 = 10 Média: 2,5

 

Vol. 4 Filmes

-Comunhão (Pior filme do box)

-Horário de Visitas (não considero muito que seja um slasher, mas ok)

-O Trem do Terror (Melhor filme box)

-A Iniciação

Notas (de 1 a 5): 2+2+2+2 = 8 Média: 2

 

Vol. 5 Filmes

-A Morte Convida pra Dançar (Melhor filme do box)

-O Último Pesadelo

-Maniac Cop O Exterminador (não considero muito que seja um slasher, mas ok)

-O Mutilador (Pior filme do box)

Notas (de 1 a 5): 2+1+2+1 = 6 Média: 1,5

 

Vol. 6 Filmes:

-Quem matou Rosemary? (Melhor Filme do Box)

-Sombra no Escuro

-Prefácio da Morte (não considero muito que seja um slasher, mas ok)

-Popcorn O Pesadelo está de Volta (Pior filme do Box)

Notas (de 1 a 5): 2+2+2+1 = 7 Média: 1,75

 

Vol. 7 Filmes

-A Noite das Brincadeiras Mortais (Melhor filme do box - mas é discutível que ele seja um slasher)

-Shadow Woods O Pesadelo (Pior filme do box)

-Escola Noturna

-Caçada no Canal da Morte (não é slasher, é um filme policial que distribuidora forçou a barra pra colocar aqui)

Notas (de 1 a 5): 5+1+2+2 = 10 Média: 2,5 

 

Melhor Box: Vol. 2

Tem um filme muito querido ali por mim (Dia dos Namorados Macabro) e um outro muuuuito bom (Feliz Aniversário pra mim). Os outros 2 (O Massacre e Noite Infernal) são legais, considero bons exemplares do gênero.

 

Pior Box: Vol. 5

Tem 2 filmes ali BEM RUINS (O Mutilador e A Última Cortina) e um que não creio que seja muito um slasher, apesar de ter gostado do filme (Maniac Cop). O melhor filme ali (A Morte Convida pra Dançar) é bom, mas é só isso. Meio pouco pra salvar o box.

 

**Box 'discutível': Vol. 7

Temos um filme só no box que considero sendo 100% slasher (Shadow Woods), mas ele é bem ruim mesmo. Os outros são discutíveis se pertencem ao gênero. A Noite das Brincadeiras Mortais (apesar de gostar MUITO dele) é um filme que se comporta como slasher, mas no final, talvez não seja por não ter um dos elementos fundamentais do gênero (Não comento mais pra não entrar em spoilers)... Os outros 2Escola Noturna e Caçada no Canal da Morte, não considero que sejam slasher, parece mais filmes policiais com serial killer. Escola Noturna, ok, pode se considerado slasher, tem uma certa violência gráfica ali, uma parte de elenco jovem (e nudez) que podem colocá-lo como tal, mas Caçada no Canal da Morte, nitidamente é um filme policial. Tem serial killer ali, e mortes, mas foco se vê que é a investigação policial (personagem principal é policial - isso já o deixa de fora de ser slasher), as mortes não são tão gráficas (muita morte off screen) e sem elenco jovem (ok, tem a filha do policial e amigo dela de jovens, mas são personagens bem avulsa, a presença deles ali não faz diferença nenhuma). 

Resumindo: Pela qualidade dos filmes, considero ele um box bom (apesar de ter um filme intragável ali, tem outro que eu adoro e os outros 2 que são legais), mas o "coeficiente slasher", tá meio baixo aqui, já que só um filme ali pode ser considerado do gênero.

Link to post
Share on other sites
On 10/20/2020 at 12:49 PM, Jailcante said:

Quando um Estranho Chama (When a Stranger Calls, Dir.: Simon West, 2006) 2/4

p159804_p_v8_ax.jpg

Babá é incomodada por telefonemas de um estranho quando vai cuidar de um casal de crianças numa casa isolada.

Achei até bom, e bem executado esse remake de um filme de terror setentista. Saiu naquela leva do início dos anos 200 de remakes de filmes dos anos 1970/1980. O início é meio enrolado pra montar o cenário, mas do meio pro final a coisa fica agitada e boa. Não tenho maiores reclamações. Tá tudo redondinho.

Não vi o original de 1979, mas pelo que vi são diferentes.

Visto no Netflix.

Confesso que não morro de amores por esse remake. Vi há alguns anos na Globo, e lembro de achar bem "nhé".

 Ele é bem diferente do original, já que no original, todo o lance dela cuidando das crianças e do maníaco ligando e só a cena de abertura (que é a melhor coisa do filme). Pra esse remake, eles decidiram fazer a cena de abertura do original como um filme inteiro. Hehehe

Link to post
Share on other sites

Não vi o original mas vi no youtube uns vídeos falando dessas diferenças do original pra esse remake.

Falaram que diretor na época iria fazer só um curta metragem com a babá e o estranho, só depois que decidiram fazer longa metragem, e aí incluíram mais 2 atos no filme.

Tentei ver original no youtube, mas não tem legendas e imagem tá bem ruim (acho que pegaram do VHS), aí desisti.

Link to post
Share on other sites
6 hours ago, Jailcante said:

Não vi o original mas vi no youtube uns vídeos falando dessas diferenças do original pra esse remake.

Falaram que diretor na época iria fazer só um curta metragem com a babá e o estranho, só depois que decidiram fazer longa metragem, e aí incluíram mais 2 atos no filme.

Tentei ver original no youtube, mas não tem legendas e imagem tá bem ruim (acho que pegaram do VHS), aí desisti.

 

 Tem bem cara que foi isso que aconteceu mesmo. Por que enquanto essa abertura é um terror mais tradicional, o resto do filme já vira mais um thriller de suspense estilo "Supercine". 

Em tempo, umas semanas atrás, o diretor desse remake falou que chegou a propor uma sequência pro filme, que se basearia no resto do filme original (ou seja, com a babá agora mãe de família voltando a ser perseguida pelo maníaco que fugiu do hospício). Curiosamente, o filme original também tem uma sequência chamada UM ESTRANHO Á MINHA PORTA

 

Um Estranho à Minha Porta - 1993 | Filmow

Link to post
Share on other sites
On 10/23/2020 at 7:38 AM, Jorge Soto said:

discordo de tudo isso porque jump scare nao é sinonimo de qualidade...efeito barato...massssss

ESTUDO CIENTÍFICO LISTA QUAIS SÃO OS FILMES DE TERROR MAIS ASSUSTADORES

Capa da Publicação

Filmes de terror bem feitos fazem nosso coração bater mais rápido. Sabendo disso, um novo estudo científico (via CB) quer classificar os filmes mais assustadores considerando o quanto eles aceleram nosso coração.
O estudo foi feito com 50 pessoas que assistiram mais de 120 horas dos filmes mais assustadores, segundo críticos e usuários do Reddit. Os filmes foram exibidos com som surround 5.1 para que os participantes pudessem sentir que as assombrações estavam bem atrás deles.

Confira como ficou os 10 melhores se saíram:

A Entidade – 86 BPM (Batimentos por Minuto)
Sobrenatural – 85 BPM
Invocação do Mal – 84 BPM
Hereditário – 83 BPM
Atividade Paranormal – 82 BPM
Corrente do Mal – 81 BPM
Invocação do Mal 2 – 80 BPM
Babadook – 80 BPM
Abismo do Medo – 79 BPM
A Visita – 79 BPM

Segundo o estudo, o momento mais assustador em um filme é um jump scare em Sobrenatural, que levou o coração dos participantes a 133 BPM.
Há controvérsias de quão estritamente “científico” é esse estudo. A ordem que os filmes foram exibidos, por exemplo, pode influenciar sua classificação. Afinal, depois do vigésimo filme, você não vai mais se assustar tão fácil. Ainda assim, é interessante ver como filmes de terror nos afetam num nível físico, além do psicológico.

 

 Eu não tenho nada contra um bom Jump Scare. Pode ser uma ferramenta muito boa, quando bem utilizada. 

Mas essa pesquisa ai ignora tantos elementos importantes na experiência filmica que nem sei por onde começar (embora eu concorde que seja inegável que a reação física é sim um fator importante dentro do gênero, embora tenha muitas variáveis também).

Link to post
Share on other sites
On 10/24/2020 at 10:18 PM, Questão said:

Fiquei curioso com o que não curtiu nesse ai. Nunca assisti, mas tenho curiosidade por geralmente ser posto em posições bem privilegiadas nas listas de melhores slashers

Não cheguei a desgostar, mas também não me animou muito. É um filme que não me anima a querer ver de novo.

Talvez geral curta porque tem um ar de giallo nele (por ser filme italiano e tals).

Link to post
Share on other sites

Os Demônios da Noite (Demon Knight, Dir.: Ernest Dickerson, 1995) 3/4

demonios-da-noite_t12590.jpg

 

Bordel de Sangue (Bordelo of Blood, Dir.: Gilbert Adler, 1996) 1/4

o-bordel-de-sangue-download-torrent-dubl

 

Dois filmes sob o selo Tales from the Crypt/Contos da Cripta. Série fez sucesso na TV no fim dos anos 80 e começo dos 90 (teve 7 temporadas). Filmes vieram na época final da série (talvez tentavam dar um up na série).

Primeiro filme, Os Demônios das Noite, considero bem bom. Não inventa roda mas é bem executado com atores legais. Tem um que de 'Evil Dead' já que lida com demônios possuindo pessoas, mas soa como um filme de zumbis (pessoas ilhadas numa lugar fechado, tendo que lidar com criaturas do lado de fora), é levado mais a sério, com único tom cômico em cima do vilão (ficou meio Freddy Krugger com ele aparecendo nas alucinações das pessoas e fazendo piadinhas). Começou bem a primeira inserção da série nos cinemas.

Já o segundo filme, Bordel de Sangue... Curioso que foi roteirizado por Bob Gale e Robert Zemeckis, dupla do De Volta Para o Futuro, e mais uma vez não tenta inventar a roda, como foi o primeiro filme, mas aqui não deu certo. Execução foi bem ruim. Casal principal não é muito bom, efeitos meio ruins, tudo não é levado a sério, mas parece desleixo isso, não 'estilo'. Curioso que saiu no mesmo ano que o Um Drink no Inferno, e ambos filmes que trazem muitas semelhanças entre si, mas Rodriguez filmou muito melhor essa história. Aqui, o desastre só serviu pra desistirem de fazer mais filmes do Contos da Cripta.

 

* Primeiro filme tem título original 'Demon Knight' algo como 'Cavaleiro Demônio', mas tradutor aqui traduziu 'Knight/Cavaleiro' como 'Night/Noite', aí saiu esse 'Os Demônios da Noite', que diga-se que ficou melhor que se tivessem traduzido literalmente (não sei se o tradutor fez isso por esperteza, ou por burrice por ter confundido as palavras Knight/Night).

** Sobre Bordel de Sangue Spoiler: Corey Feldman tinha enfrentado vampiros no Os Garotos Perdidos, mas aqui ele vira um vampiro que vai encher paciência dos mocinhos (maquiagem dele ficou bem ruim, diga-se), já o Chris Sarandon que fez o vampirão sedutor em A Hora do Espanto, aqui é um reverendo que vai tentar matar os vampiros no fim do filme, ou seja, um,de matador de vampiro, se tornou vampiro, e o outro, de vampiro virou matador de vampiro. Curioso. Pena que o filme aqui não chega nem nos pés de Os Garotos Perdidos e nem de A Hora do Espanto...

Link to post
Share on other sites
On 10/16/2020 at 10:46 AM, Jailcante said:

 Never Hike in the Snow (fan-made, 2020) 2/4

never-hike-in-the-snow-poster.png?resize

 

Novo fan-made do Sexta-feira 13. Continuação de 'Never Hike Alone' (na verdade seria um prequel, mas não tenho certeza). É muito bem produzido se considerando que é um fan-made, mas a parte da neve não é bem explorada (me senti meio engando, que nem na Parte 8 que prometia um filme em NY). Mas o maior problema pra mim, é que não é um filme inteiro como foi o anterior, que tinha começo meio e fim, aqui é só um começo. Planejaram mais 3 filmes, e pelo jeito fizeram um filme só e dividiram em 4 partes. Então, não dá pra julgar um filme vendo só começo, por isso não dá pra falar mais muita coisa, mas gostei de ter 2 atores da Parte 6, indicando meio que sendo continuação desse.

 

Aqui o filme:

 

 

 Mesma sensação. É mais um teaser conceito esticado do que um curta metragem por si só, já que dá pra tirar perfeitamente o Tommy da história e não muda nada. Mas é visualmente interessante, e o diretor sabe criar atmosfera.

Link to post
Share on other sites

The Mortuary Collection é uma bacanuda antologia de 4 contos de terror que a muito não via! Incrivel que o filme foi feito com financiamento coletivo mas não parece, parece produção blockbuster! Todos os 4 curtas são ótimos, embora eu tenha uma preferência maior pelo da camisinha..hilário! Muito bem feito e bem atuado, o sumido "highlander" Clancy Brown aqui faz um mestre de ceremônias de respeito, lembrando até um Kurgan envelhecido. Filmaço old school que lembra muito Creepshow e Tales from the Crypt que tem até reviravolta no enredo que interliga todos os contos. Percebe-se que o diretor entende e, principalmente, ama, este sub-gênero. Recomendável! 9,5-10

The Mortuary Collection (2019) - Dir.

 

Vampires vs The Bronx é um divertido terrir teen que transpira The Goonies e Garotos Perdidos durante toda sua metragem. Matinê pra passar o tempo e esquecer, claro. O quarteto de protagonistas principais manda muito bem e te fisga pelo carisma, etc e tal. Como filme de sanguessugas faz várias referências ao gênero, tipo a Blade, Nosferatu, etc.. É uma película bem feitinha dentro de suas pequenas pretensões, mas que se destaca incrivelmente pela forte crítica social que destila, afinal onde mais iriam parar vampiros pra morar senão num bairro suburbano onde não se dá a mínima de alguém morre ou não? Pipoca familiar de responsa. 8,5-10

film – Jerome Reviews…

 

 

 
 
 

Let´s Scare Julie é um thriller de terror indie bem batido mas o formato é seu diferencial. Feito unicamente num único plano sequência (com cortes bem escondidos, diga-se de passagem) ele consegue gerar tensão e interesse pelo que vem a seguir. As atuações do desconhecido elenco são tremendamente boas, bem naturais. No entanto, o terceiro ato final é decepcionante pra caramba e não está a altura do resto. A impressão que fica é que não souberam concluir e optaram pela pior opção imaginável. 8-10

Pin em Terror, Suspense, Ficção e Fantasia


 

Books of Blood é mais uma razoável antologia de 3 contos de terror da aclamada série de livros do Clive Barker. Como toda antologia seus curtas são irregulares dos quais o melhor disparado é o segundo segmento. O primeiro enrola demais até ir nos finalmentes e o terceiro parece que serviu de recheio pro resto, uma vez que os filmes dialogam entre si e as estórias se entrecruzam. Dá pra ver de boas, mas eu realmente esperava bem mais pois ja li os livros e realmente esperava mais mesmo. Do autor o melhor continua mesmo sendo Hellraiser. 8-10

aylin (@iliensss) | Twitter

 

 

Love & Monsters é um filme que não dava nada a não ser um repeteco de Zumbilândia, só que com monstros ao invés de zumbis. E é isso mesmo! E muito mais.. tem ecos de Cloverfield, Conta Comigo, Eu Sou a Lenda e muitos outros road movies apocalípticos e ainda assim a película consegue ter identidade própria. Um ótimo pipoca pra assistir de boas e terminar com sorrisão estampado, no final. O ator principal é bem fraquinho, dando margem aos coadjuvantes brilharem de vez, principalmente o Michael "Yondu" Rooker. Grata surpresa da semana com ar oitentista. Trilha sonora top! Baixando! Tem a deixa pra sequência, que espero vingue.. 9-10

The Kid Detective', 'S#!%house!' And 'The Opening Act' Hit Theaters, Aaron  Sorkin's 'Trial Of The Chicago 7' Debuts On Netflix – Deadline

 

 

They Live Inside Us é um filme fraco com pretensão de antologia direcionado pro Halloween. A premissa é muito bem sacada, se valendo da metalinguagem de um escritor redigindo um roteiro de terror e escolhendo possíveis vilões, estilo Segredo da Cabana. Os "filmes dentro do filme" sao interessantes mas não empolgam. E o pior, os atores são muito fracos, pelamor! O terceiro ato tenta justificar tudo mas não consegue, deixa pontas soltas. Resumindo, boa idéia mal executada. Teria dado um baita filmão, ficam apenas os efeitos práticos e a estética de filme grindhouse. É um filme bocejante (embora bem intencionado), o que depõe contra um filme que deveria causar tensão e te manter grudado á tela. 7-10

Exclusive] 'They Live Inside Us' Poster Spends Halloween in a Haunted House  - Bloody Disgusting

 

Hubie Halloween é um terrir fraquinho protagonizado pelo boçal Sandler, que acredito termina mais prejudicando o filme que ajudando. É filme pra criança, com piada física, de peido e por aí vai. É pra quem curte as comédias dele mesmo, que não é meu caso. Fui mesmo pelo fator "terrir" e mesmo assim é bem fraquinho. Pra não só descer sarrafo, é bem produzido, tem muitas referências ao gênero e coloca todas as pontas de seus amigos famosos em papéis bem divertidos. Mas na boa, acho que a partir de agora so assisto o ator se for em dramas, pois pra mim ele é intragável em comédias. Pior que tem quem ache que ele é o "novo Chaplin".. 7-10

El Halloween de Hubie de Netflix: Crítica de la película

 

 

Alone é um bacanudo survival que apresenta sua narrativa em capítulos e se vale unicamente da ótima performance de seus dois protagonistas. Este indie começa feito Encurralado e A Morte Pede Carona, flerta com Silencio dos Inocentes e se desenvolve como Doce Vingança, é isso. É um survival correto que se bobear se presta como metáfora grotesca do assédio. Outro ponto positivo é que a duração é enxuta, sem enrolação nenhuma, ta tudo bem enxugadinho narrativamente. Misto de thriller e road movie, ele pega muitos clichês do gênero mas ao mesmo tempo tem identidade própria..e o melhor, te prende. 9-10

Review: Misery Is Company in Tense Thriller 'Alone' | The Daily Courier

 

 

Peninsula é a sequência morna de Train to Busan que novamente traz zumbis velocistas e eleva a idéia ás últimas consequências, além de viajar demais na maionese. Dá pra ver de boa mas eu particularmente esperava mais. Outra, o filme nao tem nada a ver com o anterior. Vai vendo, aqui basicamente puseram zumbis num filme do Mad Max ou Velozes & Furiosos. Tem ação, tem. Boas atuações, idem. Mas a produção tem problemas de ritmo, roteiro e produção.. o último ato parece ter sido pra videogame. É bom passatempo mas bem esquecível, e não chega aos pés do primeiro que era mais humano. PS: Tem uma pirralha que deixa o Toretto no chinelo.🤣 7,5-10

NOTÍCIA | “Invasão Zumbi 2: Península” ganha trailer oficial e novas  imagens de divulgação - Teoria Geek

 

Exterminadores do Além Contra a Loira do Banheiro é um terrir tupiniquim que dá pro gasto e surpreende numa seara pouca explorada no cinema nacional. Mistura de Caça-Fantasmas com a trasheira de Evil Dead ou Fome Animal, a película é muito bem feita, seu gore e desenho de produção escondem bem a deficiência do roteiro, mas seu mérito é fazer terrir com lendas nacionais. Mas as vezes é terrir de gosto duvidoso, misógino e preconceituoso. Outra, o pior são suas atuações forçadas do elenco principal. Gentili, Calabresa e Lins são comediantes, não atores. Surpresa boa mesmo são as pontas do Ratinho e Sikêra Jr. 8-10

Casting du film Ghost Killers vs. Bloody Mary (2017) : réalisateur,  acteurs, producteur, scénariste ...

 

Let It Snow é um thriller de sobrevivência ucraniano 9porém falado em inglês) apenas razoável pois poderia ser melhor do que é. Bem feitinho, boa produção, fotografia caprichada,  o elenco é esforçado e imagens deslumbrantes de cartão postal não conseguem segurar a deficiência do roteiro, que não se resolve se quer ser slasher ou survival. Fora isso tem personagens que entram mudos e saem calados sem dizer a que vieram. A metade final se arrasta feito a final girl da vez até não poder mais, e por aí vai. Tem uma deixa pra sequência no final, mas acho que não vai rolar não. 7-10

Snowboarding action-horror Let It Snow gets a poster and trailer

 

She Dies Tomorrow é um terror dramático marromenos apenas, sei lá.. é experimental demais pro meu gosto. A interpretação daquilo que se vê depende do espectador: se uma metáfora da paranóia e depressão, ou da inevitabilidade da morte. Antes fosse mais normal, por assim dizer. A idéia tem similaridade com a pandemia e é bem produzido mesmo sendo indie até o sabugo da unha. As atuações estao ok, incluindo a de muitos diretores indies. Mas eu achei apenas razoável. 7,5-10

She Dies Tomorrow (Ela Morre Amanhã) - resenha sem spoiler – Lugar Nenhum

 

Sputnik é um bom thriller terror scy-fy russo que tem muitos ecos do noventista A Experiência, numa estética retrô-vintage envolto na embalagem da Guerra Fria oitentista. Ele até tenta ser uma espécie de Alien soviético, tendo inclusive sua própria narrativa, mas o excesso de subtramas piegas o desfavorece (principalmente aquela do filho do astronauta). Ainda assim é uma scy-fy competente com bons efeitos, boas atuações e muito bem produzido. A cena do interrogatório é bem legal. Pena que o filme é daqueles que poderia ter sido um filmão, mas não foi..ainda assim, deixa-se ver de boa. 8-10

Review: 'Sputnik'

 

Termination é uma fraca antologia de 5 curtas de ficção que apesar de bem intencionada não chega sequer ao que inicialmente se propõe. A idéias de criticar os rumos da humanidade se resumem a um compêncio de curtas irregulares entre si, uns ruins mesmo e outros que parecem apenas recheio do conjunto, sem dizer nada. Resta o quê desses indies? A boa produção, os efeitos, direção de arte e uma ou outra boa idéia. O melhor de todos é o quarto, que trata de clonagem e experimentos alienígenas, esse aí daria um longa até do naipe de Arquivo X. Mas como dizem "uma andorinha só não faz verão", o conjunto deixa muito a desejar. 6-10

Termination (Film, 2019) — CinéSéries

 

Antebellum é uma pérola que faz parte da recente onde de terror social, do naipe de Corra e Nós e tão bom quanto eles, apesar de pouco conhecido e divulgado. Esta produção começa de um jeito, tipo Raízes, 12 Anos de Escravidão ou A Cor Purpura até quase a metade, onde tem uma reviravolta digna do M. Night Shyamalan que muda tudo o que foi visto e te prende justamente por querer saber como vai se desenrolar o longa. Depois vira um ótimo survival de horror e procura de vingança de encher os olhos. Jordan Peele ficaria orgulhoso deste filme. Dica: NÃO ASSISTA o trailer pois ele entrega um baita spoiler! 9-10

Antebellum (2020) - Dir. Gerard Bush, Christopher Renz in 2020 | Newest  horror movies, Janelle monáe, Antebellum

 

The Witch é um bacanudo filme de ação e não de terror como o título pode sugerir. Imagina uma versão Novos Mutantes e Lucy repleta de ação, com sangue voando pra todo lado..é isso! Esta produção coreana pega vácuo dos blockbusters de super-herói mas a narrativa é no estilo asiático, e isso é positivo pro filme, embora pese pra pieguice em mais de um momento. Tem uma reviravolta bacanuda nos finalmentes que abona esta produção que tem cara de virar franquia. 8,5-10

魔女》可以看出韩国电影人的野心-看点快报

 

Eli Roth´s History of Horror é um bacanudo documentário do diretor de Hostel. Didático, sincero, ilustrativo, interessante e feito com paixão por alguém que manja do gênero, o doc se divide oportunamente em segmentos dos quais curti os referentes aos monstros e dos vampiros. Claro que o melhor é o material de arquivo e seus depoimentos, em especial do Tarantino, do Freddy Krueger, Linda Blair e Jamie Lee Curtis 9-10

Nuestros terrores favoritos - El Periódico de Villena

 

Get Duked! é uma hilária comédia negra britânica que parece uma versão survival de Superbad e Conta Comigo. É um filme de caçada humana levado na galhofa e se sai muito bem. O diretor vem da seara de videoclipes e manda bem no ritmo e visu do longa e, principalmnete, nas hilárias sequências psicotrópicas que os protagonistas tem. As atuações estão todas corretíssimas e dentro do que se espera dum filme deste naipe. Os coadjuvantes não deixam por menos e tem seu tempo de brilhar, inclusive a sempre ótima Alice Lowe. 9-10

Вздрюченные / Парни в лесу! смотреть онлайн фильм бесплатно в хорошем HD  720p качестве

 

Centigrade é um bom thriller de sobrevivência que faz muito com pouco. Vai vendo, casal fica com carro preso na neve e passa perrengue semanas a fio(!?), pior que é caso real o que garante o interesse. Misto de Buried com Ice Storm, o espaço limitado do veículo gera incômodo e claustrofobia mesmo, mas os personagens não estão bem desenvolvidos. Resumindo, é filme pra quem gosta de survivals pois se passa todo num lugar só. De duração enxuta, eu fiquei grudado até o final somente pra saber como sairiam dessa. 8,5-10

Centigrade (2020) - IMDb

 

You Should Be Left é um razoável thriller sobrenatural estilo Supercine, com atuações bem redondinhas e com roteiro meio borocoxô. Impecável tecnicamente, boa trilha e fatura boa de direção de arte, o filme peca pela previsibilidade no terceiro ato, só isso. Com roteiro meio frouxo, o que sustenta esta produção são suas atuações. Claro que o Bacon se destaca disparado, embora sua atuação fique muito parecida á do Homem Sem Sombra, papéis de maluco que o ator tira de letra. É um filme bem minimalista em sua proposta, o que deve não agradar a maioria. 7,5-10

You Should Have Left (2020) - IMDb

 

Yummy é um divertido terrir de zumbis de procedência belga. Não que ele inove, mas ele se vale da fórmula hollywoodiana e consegue fazer melhor, com ritmo frenético e ótimos efeitos práticos de body horror. E ao invés de ter como cenário um shopping center, uma casa ou bunker, ele entorna a formula numa clínica de cirurgia plástica, gerando boas sacadas em cada setor de procedimento estético (o da lipo é hilário!). Sim, pela procedência européia tem cenas escatológicas que nunca seriam vistas em produções do Tio Sam, mas que apenas elevam o nível de entretenimento trash, estilo Fome Animal.  8,5-10

Regenerator vs alien | Horror Amino


 

#Alive é outro bom filme de zumbis, só que coreano. Incrível como este subgênero ficou sem graça nos States e só de fora que vem os melhores últimos exemplares, com mortos-vivos que realmente metem medo. Este aqui bebe da fonte (senão for mesmo remake não oficial) do ótimo francês The Night Eats the World, mas com uma pegada mais pop e entupida de dinamismo e ação. Não chega aos pés do conterrâneo Train to Busan, mas pode facilmente figurar como spin-off uma vez que todos os elementos estão lá. Com atuações corretas e enredo redondinho é uma matinê de blockbuster com responsa. 8,5-10

Comunidad MexiCorea Arirang (@CArirang) | Twitter

 

Black Water Abyss é sequencia morna de mais de década do bacanudo filme australliano de 2007. Aqui misturaram Abismo do Medo com filme de jacaré assassino, mas a fórmula não vingou tão bem quanto o divertido recente Predadores Assassinos. Feito com orçamento merreca, rostos que despontam pro anonimato e um jacaré meia boca, o melhor são as paisagens de cartão postal e uma ou outra boa tirada. E olha que gosto de filme de bicho assassino.  7-10

Killer Croc Movie BLACK WATER: ABYSS Trailer | Film Pulse

 
 

The Pale Door é um curioso filme que mistura terror e faroeste, mix que deu certo em Dead Birds e Bone Tomahawk, mas que aqui não deu liga não. Deixou muito a desejar, ainda por cima em que tenta ser um novo Drink no Inferno só que ao invés de vampiros são bruxas atazanando cowboys. A produção é pobre, o roteiro idem e as atuações são marromenos. Tem algum gore e violência, mas é preciso encarar muito blábláblá até lá. 7-10

The Pale Door Movie Poster - Evil Avatar

 

Aquaslash é um terror frauinho que peguei pensando que pelo menos fosse divertir feito Piranha ou Meg, mas pelamor...haja enrolação de 50 minutos de blábláblá somente pros restantes 15min se tornarem realmente divertidos no banho de sangue. Mas mesmo assim deixa a desejar como slasher, como terrir e como filme propriamente dito.. Mas quem não for tão exigente quanto eu quem sabe se divirta com esta tranqueira, que nem peitcholas tem pra elevar um tiquim a nota.. Só vale mesmo pelos efeitos práticos e pela cena pós-creditos, que homenageia Sexta Feira 13.. 7-10

Horror Movies Watch Online Free - GoMovies

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...