Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Assassinato de Jesse James


-felipe-
 Share

Recommended Posts

  • 2 weeks later...
  • Replies 60
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

Um filme brilhante. Um dos melhores que vi ano passado' date=' talvez o melhor. [/quote']

 

Concordo, The Asssassination of Jesse James é simplesmente fantástico.

Como já bem falaram, o estudo de personagens prende mais a atenção do que cenas de ação de vários filmes non-stop action (como exemplo, Shoot'em Up).

Brad Pitt está perfeito no papel, angariando carisma sem falar nada, apenas usando de expressões corporais.

O irmão mais novo do Ben Afleck também está muito bem, expressando muito bem a tímida admiração (depois de mais velho, pois quando era criança ele era fã) pelo Jesse James.

Enfim, o filme já é um clássico.

Inté!

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...

Revi hoje. Cresceu, se é que isso é possível. Achei uma obra-prima mesmo, um dos melhores de 2007 (qualquer dia desses arumo meu TOP).

Um filme incrivelmente melancólico, incrivelmente devastador ao retratar toda a tristeza daqueles personagens, seja pela brilhante fotografia de Roger Deakins (que impõe uma estética fenomenal, ao mesmo tempo em que realça todo o aspecto triste do longa), seja pela igualmente brilhante trilha sonora (tô escutando sem parar os créditos finais - tenho o dvd aqui em casa). Brad Pitt incrível, trabalho repleto de sutilezas (olhares, em especial, ameaçadores e tristes, ao mesmo tempo), mas Casey Affleck domina, ator profundamente expressivo, entra em cena já com uma grande carga dramática, mesmo nos momentos em que Robert Ford está mais alegre (nos 30 minutos finais, ele alcança tamanha perfeição que é impossível de ser medida).

Andrew Dominik é muito foda! O cara cria enquadramentos que beiram a perfeição, estética brilhante com roteiro ímpar. Escolhas narrativas impecáveis, em especial duas cenas: a cena do assassinato em si, com a trilha sonora ao fundo, a fotografia do Deakins, os atores e a câmera lenta salientando como aquilo definiria momentos trágicos a todos, tudo em uma harmonia absolutamente perfeita; e a cena final, onde a narração em off transmite toda a dor como se desferisse um doloroso tabefe em seu espectador ao jogar informações tão tristes em um espaço de tempo tão pequeno. O filme possui quase 3 horas, mas elas passam rapidamente e a sensação final é de extrema angústia e tristeza, de querer ficar em silêncio durante horas só pra repensar várias e várias vezes todos os acontecimentos, sem encontrar um único erro - ao menos eu não encontrei erro algum. Foi exatamente por isso que eu não escrevi nada ontem, empurrando essa tarefa pra hoje. O terceiro ato representa a melhor parte de O Assassinato de Jesse James, amarrada brilhantemente.

Quem diria que um ator como Brad Pitt fosse produzir um filme tão ambicioso, tão rico em basicamente todos os sentidos.10

10/10

Link to comment
Share on other sites

 

 

[...]

O filme possui quase 3 horas' date=' mas elas passam rapidamente e a sensação final é de extrema angústia e tristeza, de querer ficar em silêncio durante horas só pra repensar várias e várias vezes todos os acontecimentos, sem encontrar um único erro - ao menos eu não encontrei erro algum. Foi exatamente por isso que eu não escrevi nada ontem, empurrando essa tarefa pra hoje. O terceiro ato representa a melhor parte de O Assassinato de Jesse James, amarrada brilhantemente.

[...']

 

SPOILER

Bem, tem aquela mulher que o Robert Ford se apaixona que só entra na história para fazer duas ou três perguntas [não mais que isso] para ele...

JeFFs2008-02-26 21:32:05

Link to comment
Share on other sites

 

SPOILERS

 

Ela serve mais como demonstração de que Robert Ford não VIVIA mais' date=' não sentia mais, mesmo tendo uma boa companheira ao seu lado que lhe apoiava e não o julgava. O Ford não se apaixona, ele não passa a sentir mais nada.
[/quote']

Tudo isso em 5 minutos [ou menos] em cena? Tamanha percepção hein. 06

 

Link to comment
Share on other sites

2007 (qualquer dia desses arumo meu TOP).

Um filme incrivelmente melancólico, incrivelmente devastador ao retratar toda a tristeza daqueles personagens, seja pela brilhante fotografia de Roger Deakins (que impõe uma estética fenomenal, ao mesmo tempo em que realça todo o aspecto triste do longa), seja pela igualmente brilhante trilha sonora (tô escutando sem parar os créditos finais - tenho o dvd aqui em casa). Brad Pitt incrível, trabalho repleto de sutilezas (olhares, em especial, ameaçadores e tristes, ao mesmo tempo), mas Casey Affleck domina, ator profundamente expressivo, entra em cena já com uma grande carga dramática, mesmo nos momentos em que Robert Ford está mais alegre (nos 30 minutos finais, ele alcança tamanha perfeição que é impossível de ser medida).

Andrew Dominik é muito foda! O cara cria enquadramentos que beiram a perfeição, estética brilhante com roteiro ímpar. Escolhas narrativas impecáveis, em especial duas cenas: a cena do assassinato em si, com a trilha sonora ao fundo, a fotografia do Deakins, os atores e a câmera lenta salientando como aquilo definiria momentos trágicos a todos, tudo em uma harmonia absolutamente perfeita; e a cena final, onde a narração em off transmite toda a dor como se desferisse um doloroso tabefe em seu espectador ao jogar informações tão tristes em um espaço de tempo tão pequeno. O filme possui quase 3 horas, mas elas passam rapidamente e a sensação final é de extrema angústia e tristeza, de querer ficar em silêncio durante horas só pra repensar várias e várias vezes todos os acontecimentos, sem encontrar um único erro - ao menos eu não encontrei erro algum. Foi exatamente por isso que eu não escrevi nada ontem, empurrando essa tarefa pra hoje. O terceiro ato representa a melhor parte de O Assassinato de Jesse James, amarrada brilhantemente.

Quem diria que um ator como Brad Pitt fosse produzir um filme tão ambicioso, tão rico em basicamente todos os sentidos.

10/10

grande comentário bernardo, parabéns! 10


SPOILERS
 
Ela serve mais como demonstração de que Robert Ford não VIVIA mais' date=' não sentia mais, mesmo tendo uma boa companheira ao seu lado que lhe apoiava e não o julgava. O Ford não se apaixona, ele não passa a sentir mais nada.
[/quote']

exactly! 03

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

O ASSASSINATO DE JESSE JAMES PELO COVARDE ROBERT FORD - 10/10 - Adotando um ritmo cadenciado, o filme, assim como o título, também é longo em sua duração, porém o tempo de forma alguma se transforma em um demérito. A produção é justamente uma viagem atraente e penetrante na trágica trajetória de dois homens que não apenas se encontraram em um dos vagões da vida, mas como também conheceram aquilo que havia de mais sombrio em sua própria natureza. Esse é o fardo de Jesse James assim como também é para Robert Ford, com a diferença de que, ironicamente, para este último não iria fazer a menor diferença para ninguém. Uma tragédia que também se deve lamentar, mas que dessa vez não estava anunciada no título.

 

PS: Direção, fotografia e montagem formidáveis !!!!!!! 16
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...