Jump to content
Forum Cinema em Cena

As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian


Recommended Posts

  • Replies 74
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

E seus seguidores ainda gritam “Por Aslan!” durante todas as batalhas?! Se eu estivesse naquele conflito, soltaria um “Foda-se Aslan!” gigantesco e imediatamente fundaria uma religião concorrente: a Igreja Septagonal do Reino de Nárnia, cobrando dízimos, vendendo CDs com músicas gospel e montando uma emissora de tevê para transmitir sermões sobre a bondade do Tigre Paxá.

 

 

 

10.gif

 

 

 

Ótima crítica, detalhada e bem-escrita como de costume.

Link to post
Share on other sites

E eu acabei de ler a crítica e quase vomitei aqui ao ler esse trecho ao qual vc pega e bate palmas para ele...

 

Não vi o filme ainda, não posso fazer qualquer consideração se ela condiz com o que eu acho sobre o filme... Mas, posso fazer uma consideração no que tange uma completa e total falta de respeito para com a religiosidade alheia, entre outras coisas...18

 

 

Link to post
Share on other sites
A religião evangélica é porca. Crentes são imbecis.

Querem meu CPF pra me processar?

Achei o comentário do Pablo descabido' date=' mas não por ser preconceituoso (mesmo porque as coisas que ele citou são CONCEITOS e não PRE-CONCEITOS) [/quote']

 

Sapão, você está me surpreendendo... 06

 

Ah, sim... me passe o seu CPF... 060606
Link to post
Share on other sites

Legalmente, como você mesmo disse, ofensa é crime. Mas do ponto de vista moral, aí eu acho que depende de cada pessoa. Eu por exemplo não te processaria por ter dito tal frase, apesar dela ter sido proferida com tom peRjorativo. Eu SEI que minha mãe não é e não é porque alguem supõe isso que eu (ou ela) vamos nos ofender. Só não levaria a sério.

 

Link to post
Share on other sites

Será que não levaria a sério mesmo? Eu não sei o que eu faria se alguém chamasse a minha mãe de puta.

 

O lance moral está justamente na INTENÇÃO da pessoa quando ela faz esse tipo de comentário. E a lei segue esse mesmo raciocínio. Se produziu um resultado concreto (a pessoa se ofendeu) ou não, é irrelevante. É tão somente um princípio básico para uma vida em comunidade. Se a gente relativizar isso, achando que "depende de como a pessoa vai reagir ao que falei; o problema é dela", o mundo vira um caos (mais do que já é).
Link to post
Share on other sites

Vamos lá gente... Sem querer puxar saco de MOD's, mas Nacka tá certo... O comentário que eu fiz e Dook fez, acredito eu, não tinha como intenção transformar isso numa sessão de discussão sobre preconceito religioso, racial e qualquer coisa que o valha...

 

O comentário do Pablo foi completamente infeliz, sem dúvida alguma, e minha intenção foi apenas dizer isso... Como bem disse, não vi o filme, só falei a respeito do comentário infeliz do Pablo...

 

 

Link to post
Share on other sites

 

Vamos lá gente... Sem querer puxar saco de MOD's' date=' mas Nacka tá certo... O comentário que eu fiz e Dook fez, acredito eu, não tinha como intenção transformar isso numa sessão de discussão sobre preconceito religioso, racial e qualquer coisa que o valha...

 

O comentário do Pablo foi completamente infeliz, sem dúvida alguma, e minha intenção foi apenas dizer isso... Como bem disse, não vi o filme, só falei a respeito do comentário infeliz do Pablo...

 

[/quote']

 

Nacka, me desculpe.

 

Bonitão, é fácil falar que não devemos discutir isso aqui e falar isso. Sem dúvida alguma o cacete. Infeliz é vc achar que o que te ofende ofende à todos.

 

Link to post
Share on other sites

Hmmm....acho que de maneira geral , em relação aos aspectos técnicos e desempenho dos atores, a crítica está correta.

 

Mas as alusões do Pablo sobre a trama central devem ser completamente ignoradas já que ele não leu os livros, portando não sabe do que está falando.

 

Não sabe o propósito do autor, pois não conhece o que virá depois...18

 

 

Link to post
Share on other sites

 

Vamos lá gente... Sem querer puxar saco de MOD's' date=' mas Nacka tá certo... O comentário que eu fiz e Dook fez, acredito eu, não tinha como intenção transformar isso numa sessão de discussão sobre preconceito religioso, racial e qualquer coisa que o valha...

 

O comentário do Pablo foi completamente infeliz, sem dúvida alguma, e minha intenção foi apenas dizer isso... Como bem disse, não vi o filme, só falei a respeito do comentário infeliz do Pablo...

 

[/quote']

 

Nacka, me desculpe.

 

Bonitão, é fácil falar que não devemos discutir isso aqui e falar isso. Sem dúvida alguma o cacete. Infeliz é vc achar que o que te ofende ofende à todos.

 

Se não ofende vc, ótimo... Mas é ofensivo para muitas pessoas... Agora, vir com ofensas da forma como vc está vindo e com um vocabulário baixo como o seu, ninguém é obrigado a aceitar... É triste ver que o anonimato proporcionado por um fórum de discussão faz com que as pessoas tenham atitudes ridículas e ofensivas como as suas...

 

Link to post
Share on other sites

Apesar de Pabo ser um otimo critico, dessa vez eu tenho que dizer que ele foi, de certa forma, ignorante...

Pois após dizer que não leu nenhum dos livros de C.S. Lewis, ele critica o autor.

Isso foi como caminhar e tropeçar no própio pé e por fim cair de cara no chão...

Diferente do filme Lewis ele toma outro enfoque, ele critica o comportamento humano, tirando quelquer aspecto religioso do esquema, ele critica justamente a falta de memoria dos homens a cerca da historia se seu povo, critica a questão do colonialismo, as escolhas erradas que a humanidade toma, e etc...

os Telmarianos, no livro tem um aspecto Europeu, e nao Arabe/Latino, como no livro... No livro "um cavalo e seu menino" que relata um povo com caracteristicas Arabes, que inclusivie "Shasta", o personagem principal desta historia, contém essas caracteristicas...

O texto de Lewis é maduro e complexo em filosofias...

Lewis não foi nenhum zé mané, que deciciu escrever essas historias.. ele era professor da Oxford, dava aula de literatura medieval era facinado por leitura, e filosofia, ele deixou o ateismo para virar cristão apoós diverssoas fatos, e incentivado por Tolkien (o escritor de Senhor dos Aneis).

E lançou Narnia astes deste, ambos altores trocavam ideias sobre a construção de suas estórias.

 

Recomendo todos a lerem os livros de C.S. Lewis, principalmente a obra "Cristianismo Puro e Simples", obra na qual levou Diretor do Projeto Humano (Francis Sellers Collins), a se tornar um cristão, deixando o ateismo.

 

 

 

 

Link to post
Share on other sites
Vamos lá gente... Sem querer puxar saco de MOD's' date=' mas Nacka tá certo... O comentário que eu fiz e Dook fez, acredito eu, não tinha como intenção transformar isso numa sessão de discussão sobre preconceito religioso, racial e qualquer coisa que o valha...

O comentário do Pablo foi completamente infeliz, sem dúvida alguma, e minha intenção foi apenas dizer isso... Como bem disse, não vi o filme, só falei a respeito do comentário infeliz do Pablo...

[/quote']

Nacka, me desculpe.

Bonitão, é fácil falar que não devemos discutir isso aqui e falar isso. Sem dúvida alguma o cacete. Infeliz é vc achar que o que te ofende ofende à todos.

 

Para algo ser ofensivo tem que justamente não ofender a todos, pois a ofensa visa um sujeito específico; alguém que se pode identificar e que não seja você.

Desde quando para algo soar ofensivo tem que atingir todo mundo? Desde modo, pela própria lógica todas as pessoas, inclusive aquele que ofende, se encaixam no grupo "todos"; e por consequência você não despreza quem você realmente queria.
Link to post
Share on other sites
Assistam o filme e voltem para a fogueira santa, antes disso não tentem transformar isso aqui em uma filial do tópico sobre religião.

 

 
[/quote']

 

Não concordo.

A crítica falou basicamente de religião e como aqui é um tópico para discutir a crítica, falar do seu conteúdo não está fugindo do assunto.

Só porque esta crítica não teve boa recepção não é motivo para censura.

Não vi o filme ainda, mas estou comentando sobre a crítica do Pablo, que longe de ser uma análise é um texto para promover a má vontade com a religião.

Ainda mais numa "análise" porca, que muda, sem critério algum e quando é conveniente, de história da religião, para cristianismo, para voltar a falar de religião no sentido geral, como se fosse tudo a mesma coisa.

 
Link to post
Share on other sites

 

Vamos lá gente... Sem querer puxar saco de MOD's' date=' mas Nacka tá certo... O comentário que eu fiz e Dook fez, acredito eu, não tinha como intenção transformar isso numa sessão de discussão sobre preconceito religioso, racial e qualquer coisa que o valha...

 

O comentário do Pablo foi completamente infeliz, sem dúvida alguma, e minha intenção foi apenas dizer isso... Como bem disse, não vi o filme, só falei a respeito do comentário infeliz do Pablo...

[/quote']

 

Nacka, me desculpe.

 

Bonitão, é fácil falar que não devemos discutir isso aqui e falar isso. Sem dúvida alguma o cacete. Infeliz é vc achar que o que te ofende ofende à todos.

 

Para algo ser ofensivo tem que justamente não ofender a todos, pois a ofensa visa um sujeito específico; alguém que se pode identificar e que não seja você.

Desde quando para algo soar ofensivo tem que atingir todo mundo? Desde modo, pela própria lógica todas as pessoas, inclusive aquele que ofende, se encaixam no grupo "todos"; e por consequência você não despreza quem você realmente queria.

 

Essa análise foi motherfuckermente phoda!06

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...