Jump to content
Forum Cinema em Cena
MacGruber

Oscar 2010: Indicados e Previsões

Recommended Posts

Filme - Drama
Quem vai ganhar: GUERRA AO TERRROR

Filme - C/M
Quem vai ganhar: NINE

Ator - Drama
Quem vai ganhar: JEFF BRIDGES-CRAZY HEART

Ator - C/M
Quem vai ganhar:ROBERT DOWNEY JR. SHERLOCK HOLMES

Atriz - Drama
Quem vai ganhar: SANDRA BULLOCK-O LADO CEGO

Atriz - C/M
Quem vai ganhar: MERYL STREEP-JULIE & JULIA

Ator Coadjuvante
Quem vai ganhar: Christoph Waltz, Bastardos Inglórios

Atriz Coadjuvante
Quem vai ganhar: Mo'Nique, Precious

Direção
Quem vai ganhar: James Cameron, Avatar

Roteiro
Quem vai ganhar: GUERRA AO TERROR

Filme de Animação
Quem vai ganhar: Up!

Filme Estrangeiro
Quem vai ganhar: The White Ribbon (Alemanha)

Trilha Sonora
Quem vai ganhar: James Horner, Avatar

Canção
Quem vai ganhar: CINEMA ITALIANO - NINE

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu gosto da Sandra também, mas confesso que a maioria de seus filmes que curto são guilty pleasures mesmo, filmes idiotas que fizeram parte da infância ou descontraídos mesmo, enfim, não acho que mereça ganhar, vou na Streep mesmo, pela homenagem, e pelos quase 30 anos que não ganha nada, merece ter três estatuetas, como a Academia é MUITO de politicagem, por que não dar a ela o prêmio?Pelo merecimento mesmo as outras indicadas parecem bem fracas - não vi a garota de An Education, que dizem ser a melhor - vamos esperar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com base nos que vi' date=' meus cinco indicados seriam: Horas de Verão do Olivier Assayas, 35 Doses de Run da Claire Denis, A Fita Branca do Michael Haneke, Goodbye Solo do Ramim Bahrani e Amantes do James Gray. Ou seja, só em sonho.06

[/quote']

 

Offtopic.

 

Putz, você viu o filme que eu mais estou aguardando em muito tempo. É de um dos melhores cineastas da atualidade, possivelmente o melhor (no caso, a melhor, já que se trata de uma mulher, Claire Denis) e do também melhor diretor de fotografia vivo (que também é uma mulher, a extraordinária Agnès Godard, de Novo Mundo).

 

Você subiu uns mil pontos no meu conceito, Saulomeri. Goodbye Solo, por exemplo, é um filme lindo, entrou na minha lista de melhores do ano como menção honrosa (e tem uma das melhores interpretações masculinas do ano passado, do Souleymane Sy Savane). Do fabuloso Amantes eu nem preciso falar.

 

E o que você está fazendo apenas no tópico do Oscar? Trate de postar por aí, rapaz!

 
Alexei2010-01-14 21:47:31

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já eu acho que Bullock manda muito bem em comédias, bem mais do que Barrymore, Roberts ou as outras queridinhas do gênero. Ela está ótima em Miss Simpatia, A Proposta e Amor a segunda vista, que são os que lembro mais de primeira. Podem não ser grandes atuações dramáticas, mas a maioria das atrizes que tentam comédias românticas não conseguem metade disso.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Com base nos que vi' date=' meus cinco indicados seriam: Horas de Verão do Olivier Assayas, 35 Doses de Run da Claire Denis, A Fita Branca do Michael Haneke, Goodbye Solo do Ramim Bahrani e Amantes do James Gray. Ou seja, só em sonho.06[/quote'] Offtopic.

 

Putz, você viu o filme que eu mais estou aguardando em muito tempo. É de um dos melhores cineastas da atualidade, possivelmente o melhor (no caso, a melhor, já que se trata de uma mulher, Claire Denis) e do também melhor diretor de fotografia vivo (que também é uma mulher, a extraordinária Agnès Godard, de Novo Mundo).

 

Você subiu uns mil pontos no meu conceito, Saulomeri. Goodbye Solo, por exemplo, é um filme lindo, entrou na minha lista de melhores do ano como menção honrosa (e tem uma das melhores interpretações masculinas do ano passado, do Souleymane Sy Savane). Do fabuloso Amantes eu nem preciso falar.

 

E o que você está fazendo apenas no tópico do Oscar? Trate de postar por aí, rapaz!

 

 

É que aqui sou mais íntimo do pessoal.06

 

Amigo, muito obrigado. E pelo que vi na sua lista de melhores no topico Top 2009, o primeiro é Abraços Partidos do Pedro Almodóvar, ou seja, você subiu um milhão de pontos comigo.03

 

Falando no filme do Bahrani, você já viu Chop Shop e Man Push Cart? Assista, são igualmente simples, mas tão excelentes quanto.

saulomeri2010-01-14 23:50:54

Share this post


Link to post
Share on other sites
Se a indicação de 500 dias com Ela se concretizar' date=' vai ser um dos maiores absurdos do ano. Filme safado, pretencioso, cheio de intenções. Arg. 14 [/quote']

 

Todo filme tem sua pretensão e, supostamente, tem intenção de algo. Sobre ele ser safado, isso depende (lógico). Acho que ele é, no máximo, um filme afetado que sabe utilizar a afetação em seu favor. E por isso ser o mais surpreendente, é também o que mais agrada.

 

Torço - e muito - para que ele consiga uma vaga.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Prefiro a Bullock ganhando do que a Streep ganhar pela atuação histriônica cheia de risadinhas que ela faz no filme. Nem indicação merece. IMO.

Mas se Streep peidar é indicada' date=' então...

...

Horas de Verão
do Assayas indicado... que sonho lindo...
[/quote']

 

Cuidado com o que deseja, Fe...lembre-se que ainda não viu o filme - duvidoso - da Bullock e que ela pode perfeitamente te irritar muito mais que as risadinhas da Meryl Streep como Julia Child.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Assisti a Guerra ao Terror' date=' da Bigelow.

Finalmente, um filme do gênero que não soa panfletário, maniqueísta e, muito menos, burocrático. A direção da Bigelow é precisa e brilhante, diga-se de passagem. Curiosa a forma como ela manipula a tensão. Sua habilidade em surpreender emocionalmente o espectador deve ser ressaltada. Além disso, a direção de atores é consistente, e o resultado são atuações memoráveis, principalmente a de Jeremy Renner.

Entretanto, a produção é quase impecável. Os últimos minutos do filme surgem de maneira, inexplicavelmente, moralista. Uma falha do roteiro, talvez? O fato é que Bigelow constrói um discurso o filme todo e nos minutos finais desconstrói, tentando dissertar um monólogo melodramático e, como já dito, moralista. Se não fosse essa derrapada...


[/quote']

 

É, vimos filmes diferentes. Ou melhor, vimos o filme de um modo diferente (é claro, duh). O que eu quero dizer é que achava The Hurt Locker um bom filme, mas o final (como um todo) é o toque de mestre da Bigelow. Ali ela assinala o horror completo, a falta de saída, o sufoco e desestrutura que aquelas vidas perpetuam. Não vejo nada moralista e sim bastante complexo e difícil de resumir como algum tipo de posicionamento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ah, não é nada esquisita essa comparação. ambos relatam o mesmo tema (a solidão no rito de passagem da infância para a adolescência) através do mote  do escapismo proporcionado por elementos fantásticos. sendo que o sueco é um filme extremamente consistente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei se a Sandra já é a favorita, mas a tendência é essa, ainda mais se ganhar o GG domingo como se espera e com todo esse hype da imprensa em cima, aí sim ela se torna a favorita, porque acho que ela é a que tem o personagem feminino com mais cara de Oscar das possíveis indicadas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com base nos que vi' date=' meus cinco indicados seriam: Horas de Verão do Olivier Assayas, 35 Doses de Run da Claire Denis, A Fita Branca do Michael Haneke, Goodbye Solo do Ramim Bahrani e Amantes do James Gray. Ou seja, só em sonho.06[/quote'] Offtopic.

 

Putz, você viu o filme que eu mais estou aguardando em muito tempo. É de um dos melhores cineastas da atualidade, possivelmente o melhor (no caso, a melhor, já que se trata de uma mulher, Claire Denis) e do também melhor diretor de fotografia vivo (que também é uma mulher, a extraordinária Agnès Godard, de Novo Mundo).

 

Você subiu uns mil pontos no meu conceito, Saulomeri. Goodbye Solo, por exemplo, é um filme lindo, entrou na minha lista de melhores do ano como menção honrosa (e tem uma das melhores interpretações masculinas do ano passado, do Souleymane Sy Savane). Do fabuloso Amantes eu nem preciso falar.

 

E o que você está fazendo apenas no tópico do Oscar? Trate de postar por aí, rapaz!

 


É que aqui sou mais íntimo do pessoal.06

Amigo, muito obrigado. E pelo que vi na sua lista de melhores no topico Top 2009, o primeiro é Abraços Partidos do Pedro Almodóvar, ou seja, você subiu um milhão de pontos comigo.03

Falando no filme do Bahrani, você já viu Chop Shop e Man Push Cart? Assista, são igualmente simples, mas tão excelentes quanto.

 

Que é isso, foi um prazer ver sua lista de indicados a Melhor Filme. Quanto ao Bahrani, eu não o conhecia até ver Goodbye Solo, mas vou tentar achar esses que você recomendou. Obrigado!

 

Fim do offtopic.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Assisti a Guerra ao Terror' date=' da Bigelow.

 

Finalmente, um filme do gênero que não soa panfletário, maniqueísta e, muito menos, burocrático. A direção da Bigelow é precisa e brilhante, diga-se de passagem. Curiosa a forma como ela manipula a tensão. Sua habilidade em surpreender emocionalmente o espectador deve ser ressaltada. Além disso, a direção de atores é consistente, e o resultado são atuações memoráveis, principalmente a de Jeremy Renner.

Entretanto, a produção é quase impecável. Os últimos minutos do filme surgem de maneira, inexplicavelmente, moralista. Uma falha do roteiro, talvez? O fato é que Bigelow constrói um discurso o filme todo e nos minutos finais desconstrói, tentando dissertar um monólogo melodramático e, como já dito, moralista. Se não fosse essa derrapada...

[/quote']

 

É, vimos filmes diferentes. Ou melhor, vimos o filme de um modo diferente (é claro, duh). O que eu quero dizer é que achava The Hurt Locker um bom filme, mas o final (como um todo) é o toque de mestre da Bigelow. Ali ela assinala o horror completo, a falta de saída, o sufoco e desestrutura que aquelas vidas perpetuam. Não vejo nada moralista e sim bastante complexo e difícil de resumir como algum tipo de posicionamento.

 

Thico. Vai no "O Que Você anda Vendo e Comentando?". Lá eu debati esta questão com o Johnny.

 

 

Sobre 500 dias com Ela... Claro que todo filme nasce com uma pretensão. Mas quando a pretensão é SER, aí o tópico é diferente. 500 Dias com Ela implora para ser chamado de cool, cult e indie. É um filme que vomita referências só para demonstrar uma bagagem. Referências, aliás, que não contribuem em nada para com a trama.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu gosto da referência a The Graduate no filme, por exemplo, e acho que ela contribui sim para a trama. Mas de resto nem acho que 500 days of summer "vomite" tantas referências assim, não de maneira repulsiva ao menos. Esse negócio de que implora pra ser cool, indie e etc já virou um chavão tão repetitivo aqui, especialmente quando a situação envolve qualquer filme que use trilha sonora bacana e tenha alguns personagens "bonitinhos" e excentricos, pra citar alguns elementos... sei lá, pra mim soa meio redundante, até porque não vejo nada de muito artificial nesses artificios utilizados da maneira como foram no filme do Webb.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Esse negócio de que implora pra ser cool' date=' indie e etc já virou um chavão tão repetitivo aqui, especialmente quando a situação envolve qualquer filme que use trilha sonora bacana e tenha alguns personagens "bonitinhos" e excentricos, pra citar alguns elementos... [/quote']

 

Concordo plenamente. Daqui a pouco vão dizer que Ghost World quer ser cool/indie/whatever porque tem na trilha rock indiano.

Share this post


Link to post
Share on other sites

THE 15th CRITICS' CHOICE AWARDS

 

 

 

Filme: The Hurt Locker

 

Ator: Jeff Bridges, Crazy Heart

 

Atriz: Meryl Streep, Julie & Julia, e Sandra Bullock, The Blind Side (tie)

 

Ator Coadjuvante: Christoph Waltz, Inglourious Basterds

 

Atriz Coadjuvante: Mo´Nique, Precious

 

Young Actor/Actress: Saoirse Ronan, The Lovely Bones

 

Elenco: Inglourious Basterds

 

Direção: Kathryn Bigelow, The Hurt Locker

 

Roteiro Original: Quentin Tarantino, Inglourious Basterds

 

Roteiro Adaptado: Jason Reitman e Sheldon Turner, Up in the Air

 

Fotografia: Avatar

 

Direção de Arte: Avatar

 

Montagem: Avatar

 

Figurino: The Young Victoria

 

Maquiagem: District 9

 

Efeitos Visuais: Avatar

 

Som: Avatar

 

Filme de Animação: Up

 

Filme de ação: Avatar

 

Filme de comédia: The Hangover

 

Filme feito para TV: Greg Gardems

 

Filme Estrangeiro: Broken Embraces

 

Documentário: The Cove

 

Canção: "The Weary Kind", Ryan Bingham and T Bone Burnett, Crazy Heart

 

Trilha Sonora: Michael Giacchino, Up

 

 

 

Fonte: bfca.org

Share this post


Link to post
Share on other sites
Já eu acho a personagem da Streep bem mais cara de Oscar' date=' eles adoram uma "caracterização". [/quote']

 

 

 

Leia-se DRAMA a favor da Bullock.  Qual foi a última atriz a ganhar por comédia?  Faz muito tempo. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Bigelow recebeu uma standing ovation ontem quando ganhou o prêmio no Critics choice... só o Bridges recebeu uma reação parecida.

 

E basterds levando 3 16.

Botaram a cerimônia no Youtube (má qualidade), a apresentação da anfitriã é um porre (que vergonha alheia) mas qualquer coisa só passar pros prêmios:

 

 

Aí o Waltz levando.

 

 
Beckin2010-01-16 12:26:37

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...