Jump to content
Forum Cinema em Cena

Oscar 2010: Indicados e Previsões


MacGruber
 Share

Recommended Posts

‘Up’ triumphs at

Annie Awards

Posted by Guy Lodge · 5:42 am · February 7th, 2010

 

 

UpLast year, the industry-voted Annie

Awards appeared to have entered a peculiar grudge match with Pixar

Studios, as eventual Oscar-winner “WALL-E” came

away empty-handed, while “Kung

Fu Panda” swept the board.

Whether that curious outcome was the result of peer envy or simple

fluke voting, the Annies appear to be back on board with Pixar, as “Up” took

Best Feature and Best Director honors at last night’s ceremony. (Ironic,

given that in this banner year for animation, a deviation from the

expected would have been arguably better-received than last year’s

shocker.)

Still, the Annie voters spread the wealth, with “Coraline” and “The Princess and the Frog” dominating the

technical categories. Interestingly, “Coraline”

composer Bruno Coulais beat out Oscar frontrunner Michael Giacchino

— nice to see that undervalued score getting a moment in the sun.

Finally, the many devotees of “Fantastic

Mr. Fox” will be comforted that it took writing honors for Wes

Anderson and Noah Baumbach. Full list of feature winners after the cut.

Continue reading »

 

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 4k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Hurt Locker assistido. Estava fuçando na locadora por algo que prestasse e quando olho bem lá está ele. Estava aguardando parea vê-lo no cinema, mas a moça da locadora disse que este estava lá há mais de mês... Muito bom, direção expressiva da Bigelow, de longe o melhor trabalho nessa categoria que vi este ano. SPOLILER: Pra não dizer que tudo é perfeito, aquela tomada em câmera lenta depois que o cara sai  correndo do homem bomba me incomodou um pouco, mas nada que ofusque o brilho do filme.

 

Assiti tb The Last Station e definitivamente a Mirren é a melhor do ano, está a um passo da genialidade neste filme. Faz "a rainha" parecer plebéia perto deste trabalho... Não vai ganhar, mas merecee até osso... 

last_station3.jpg 

Daniel Aires2010-02-07 21:30:43
Link to comment
Share on other sites

Hurt Locker assistido. Estava fuçando na locadora por algo que prestasse e quando olho bem lá está ele. Estava aguardando parea vê-lo no cinema' date=' mas a moça da locadora disse que este estava lá há mais de mês... Muito bom, direção expressiva da Bigelow, de longe o melhor trabalho nessa categoria que vi este ano.  

[/quote']

 

 

Se THL causa essa impressão, mesmo que seja visto no melhor sistema de home theather/TV LCD de trocentas polegadas, imagine o que deve causar no cinema então!  Aquela tensão FDP... se o cara for cardíaco e entrar no clima do filme, sei não hein... 06

 

Aliás, não tem como entrar no clima do filme. E ainda tem gente que diz que filmes como The Hurt Locker existem aos montes! Fala sério...  só aquela sequência com os snipers no deserto já o destaca/separa da GRANDE MAIORIA de "qualquer filme de guerra por aí". (uma das cenas que mais gosto, inclusive). "Filme de guerra" ontem tem silêncio? Onde por quase 10 minutos não acontece nada e simplesmente acompanhamos as angustiantes horas passarem?? Então tá, se tem tantos aos montes me avisa aí pelos menos uns 2 atuais do mesmo nível, pq gosto do gênero...03

 

PS: não é extamente um filme SOBRE a guerra. Poderia ser o de um policial viciado na caça a criminosos na cidade, um bombeiro viciado em enfrentar situações limite pra salvar vidas/missões de resgate etc, poderia ser um escalador radical de montanhas, um paraquedista sei lá... A guerra não é fim, é meio.

 

 
Sall2010-02-07 21:59:48
Link to comment
Share on other sites

PS: não é extamente um filme SOBRE a guerra. Poderia ser o de um policial viciado na caça a criminosos na cidade' date= um bombeiro viciado em enfrentar situações limite pra salvar vidas/missões de resgate etc, poderia ser um escalador radical de montanhas, um paraquedista sei lá... A guerra não é fim, é meio.

 

 
[/quote]

 

Engraçado vc dizer isso, tive a mesma sensação. A guerra está lá como mera coadjuvante, é o fundo, não o foco. Lembro-me que disseram algo parecido com Menina de Ouro: é um filme com boxe, não sobre boxe.
Link to comment
Share on other sites

 

Engraçado vc dizer isso' date=' tive a mesma sensação. A guerra está lá como mera coadjuvante, é o fundo, não o foco. Lembro-me que disseram algo parecido com Menina de Ouro: é um filme com boxe, não sobre boxe.
[/quote']

 

 

Pois é. Vejo o foco do filme muito mais como uma trajetória pessoal de um cara e das pessoas que o cercam naquele ambiente do que o "filme de guerra que acompanha o dia-a-dia de perigos de soldados americanos no Iraque". Claro que isso está lá, mas em segundo plano em minha opinião.

 

Inclusive o próprio título original já nos dá uma idéia disso: numa tradução literal, The Hurt Locker seria algo como O Armário da Dor ou O Armário das Feridas (fazendo uma clara ironia ao traje/escanfandro usado pelo personagem, que na função dele não adianta de muita coisa 06)

 

 
Link to comment
Share on other sites

RUBENS EWALD FILHO SOBRE "GUERRA AO TERROR" [http://blogs.r7.com/rubens-ewald-filho/2010/02/07/nova-critica-de-guerra-ao-terror/]

 

"...não é melhor que Avatar em nenhum sentido, nem mesmo no roteiro que é sempre o ponto fraco de James Cameron."

Aqui não se conta de fato uma história. São mais situações (...) com (...) um daqueles heróis de cinema (interpretado por Jeremy Renner) individualista, pretensioso, chato, antipático com os colegas e péssimo para a família (não se importa com sua mulher e bebê). Mas que o filme faz posar de herói, porque é competente no que faz (e para mostrar que é humano, faz amizade com uma pré-adolescente local, que mais tarde servirá de homem-bomba, colocam um explosivo dentro do corpo dele!) 

...acompanhamos algumas de suas aventuras, todas bem contadas, com algum suspense (mas ao final vai se prolongado com vários fechamentos, numa situação absurda)

Depois de uma grande explosão de casas, o herói sente o cheiro daquilo que foi feito de longe e adivinha tudo, sai correndo no meio da noite pelo bairro pobre atrás dos possíveis agressores, se esquecendo de que não é super herói, nem tem super poderes.

O roteiro pira, deixa de ser realista para dar uma sequência climática que vai levar a um conflito com o colega, que o destrata abertamente.

Será esse o retrato do soldado americano, que ainda se acha o bom, apesar de estarem se afundando na guerra e no deserto?

Não acho que a complexidade dos fatos políticos e militares seja sequer retratadas, nem tampouco arranha a psicologia do que leva um indivíduo a esse estágio, essa profissão, esse amor e ódio pela violência.

E não acho que Renner merecia uma indicação ao Oscar, faz cara de mau, de sofrimento, de raiva, mas não é carismático, ou bonito, ou interessante. Tem uma cara esquisita que não é memorável.

Não é o tipo de filme que permita grandes lances, já que a câmera fica jogando, balançando, não permite uma interpretação mais matizada. Explicando melhor, não é a favor do ator.

Não estou dizendo que o filme é ruim, só super estimado. Ainda não descobri o que fez a crítica americana se apaixonar por ele e o que levou a essa alucinação coletiva de querer lhe dar prêmios.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

É bom ver uma opinião diferente do "oba-oba" habitual.
Valentim Barnun2010-02-08 08:41:54
Link to comment
Share on other sites

 

Hurt Locker assistido. Estava fuçando na locadora por algo que prestasse e quando olho bem lá está ele. Estava aguardando parea vê-lo no cinema' date=' mas a moça da locadora disse que este estava lá há mais de mês... Muito bom, direção expressiva da Bigelow, de longe o melhor trabalho nessa categoria que vi este ano.  

[/quote']

 

 
E ainda tem gente que diz que filmes como The Hurt Locker existem aos montes!

 

Mas existe sim. Porém, gosto é gosto.

 

Link to comment
Share on other sites

 

E não acho que Renner merecia uma indicação ao Oscar' date=' faz cara de mau, de sofrimento, de raiva, mas não é carismático, ou bonito, ou interessante. Tem uma cara esquisita que não é memorável.

 

[/quote']

 

Haha, o REF precisa parar de analisar se daria ou não pros atores e começar a reparar nas atuações em si...06

 

Link to comment
Share on other sites

Hurt Locker assistido. Estava fuçando na locadora por algo que prestasse e quando olho bem lá está ele. Estava aguardando parea vê-lo no cinema' date=' mas a moça da locadora disse que este estava lá há mais de mês... Muito bom, direção expressiva da Bigelow, de longe o melhor trabalho nessa categoria que vi este ano.  

[/quote']

 

 
E ainda tem gente que diz que filmes como The Hurt Locker existem aos montes!


Mas existe sim. Porém, gosto é gosto.

 

 

Isso que dá virar o queridinho da crítica. Antes o odiado era Avatar. Agora que o favoritismo e os louros estão com THL, o odiado agora é ele.

 

Crawler, vc já falou isso duas vezes. Só que até agora não me disse nenhum. To esperando... 03

 

Sobre o suposto "herói que não é bonito e não tem carisma" que o REF falou:  quer dizer que agora todo filme americano tem que ter um FODÃO sexy e carismático?? Sem falar que ali não tem herói (nem anti-herói).  Então pela lógica do sr. REF, Bruce Willis devia ganhar prêmios de atuação todo ano. 06 Cada coisa que me aparece...  

 

O mesmo absurdo falaram do protagonista de Distrito 9. A atuação do cara é foda mas só pq ele não fez o tipo FODÃO ou não se tranformou fisicamente para o papel dizem que o cara é ruim e todo bla bla bla.

 

Coisa de quem quer aparecer, e a única maneira de aparecer é indo contra maré. Eu mesmo não gostei de Avatar, mas nem por isso tiro os méritos do filme. Pra o que ele foi concecibo, cumpriu perfeitamente seu objetivo.

 

Mas como o valentim falou, é sempre bom ouvir uma (sic) opinião diferente do oba-oba habitual...  mesmo que essa opinião pareça ter saído da boca de algum fanboy (ou seria fangirl?) xiita dos Crepusculos da vida.

 

 
Sall2010-02-08 10:10:22
Link to comment
Share on other sites

 

Hurt Locker assistido. Estava fuçando na locadora por algo que prestasse e quando olho bem lá está ele. Estava aguardando parea vê-lo no cinema' date=' mas a moça da locadora disse que este estava lá há mais de mês... Muito bom, direção expressiva da Bigelow, de longe o melhor trabalho nessa categoria que vi este ano.  

[/quote']

 

 
E ainda tem gente que diz que filmes como The Hurt Locker existem aos montes!

 

Mas existe sim. Porém, gosto é gosto.

 

 

Isso que dá virar o queridinho da crítica. Antes o odiado era Avatar. Agora que o favoritismo e os louros estão com THL, o odiado agora é ele.

 

Crawler, vc já falou isso duas vezes. Só que até agora não me disse nenhum. To esperando... 03

 

Platoon, Apocalypse Now e Saving Private Ryan (que por sinal foi esnobado em 98 pelos Weinstein)

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Filme ATUAIS cara. Não tô falando de clássicos. inclusive' date=' lá atrás eu já disse isso.
[/quote']

 

"Redacted", do Brian de Palma; "No Vale das Sombras", do Paul Haggis e "Soldado Anônimo", que eu considero o melhor filme do Sam Mendes (o que não quer dizer mt coisa). Mas é só. Os filmes que abordam o atual momento de guerra não vêm funcionando muito bem. FATO.
Valentim Barnun2010-02-08 10:16:57
Link to comment
Share on other sites

Preciosa visto! Não é ruim, é apenas medíocre, tentando desviar de fórmulas mas eventualmente mergulhando de cabeça nisso e se tornando (mais) um conto de underdog americano...

A minha cena preferida da Mo'Nique é a primeira mesmo, em especial quando ela dá uma panelada na parede...06 

 

E Beckin, a cena do balde de frango é antológica, está fadada a se tornar um clássico.0606

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Filme ATUAIS cara. Não tô falando de clássicos. inclusive' date=' lá atrás eu já disse isso.
[/quote']

 

Então você quer comparar com Cartas de Ivo Jima ou A Conquista da Honra, os 2 dirigidos por Eastwood. Esses são os mais atuais. Mas prefiro os de Eastwood porque eles são filmes mais diretos. Bigelow nesse filme parece que sai um pouco da tradição dos filmes de guerra que geralmente são marcados como filmes de muita ação. O que esse filme mostra é apenas o cotidiano de um grupo de soldados especializados em desativação de bombas e o filme se concentra nisso, se concentra naqueles 3 soldados e só.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Preciosa visto! Não é ruim' date=' é apenas medíocre, tentando desviar de fórmulas mas eventualmente mergulhando de cabeça nisso e se tornando (mais) um conto de underdog americano...

A minha cena preferida da Mo'Nique é a primeira mesmo, em especial quando ela dá uma panelada na parede...06 

 

E Beckin, a cena do balde de frango é antológica, está fadada a se tornar um clássico.0606

[/quote']

 

Também não vi nada de mais em Preciosa.

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Filme ATUAIS cara. Não tô falando de clássicos. inclusive' date=' lá atrás eu já disse isso.
[/quote']

Então você quer comparar com Cartas de Ivo Jima ou A Conquista da Honra, os 2 dirigidos por Eastwood. Esses são os mais atuais. Mas prefiro os de Eastwood porque eles são filmes mais diretos. Bigelow nesse filme parece que sai um pouco da tradição dos filmes de guerra que geralmente são marcados como filmes de muita ação. O que esse filme mostra é apenas o cotidiano de um grupo de soldados especializados em desativação de bombas e o filme se concentra nisso, se concentra naqueles 3 soldados e só.

 

Esses dois filmes de Eastwood são aborrecidíssimos. Não trazem nada de novo para as fileiras desse gênero.

Sem falar que "The Hurt Locker" trabalha com um produto quente.  A abordagem, qualquer que seja, é de vanguarda. Já Eastwood fala da segunda guerra para ecoar no século XXI, mas não me convence.

Continuo achando que essa década foi fraquíssima em filmes de guerra. E, sobre o conflito do Iraque, "Redacted" e "Guerra ao Terror" são os melhores. Mas têm defeitos.

Vem aí "Green Zone", mas duvido que o mal de parlkinson do Greengrass mude essa situação.
Link to comment
Share on other sites

 

O assunto da Pixar já acabou, mas vou falar assim mesmo.06

 

Vi todos os filmes da Pixar e são espetaculares. Creio que Carros seria o mais fraco, mas mesmo assim é um filme bem agradavel de se ver. Pra mim Wall-E é a Obra-Prima máxima da Pixar, seguido por Procurando Nemo. Para os outros não tenho uma ordem, pois seria difícil demais - Os Íncriveis, Ratatouille, Monstros S.A., Up, Vida de Inseto, Toy Story 1 e 2. Os caras são geniais, merecem aplausos.16

 

Vale dizer que Wall-E é minha animação preferida, juntamente com O Rei Leão.

 

Tiago Ribeiro2010-02-08 11:05:42

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Filme ATUAIS cara. Não tô falando de clássicos. inclusive' date=' lá atrás eu já disse isso.
[/quote']

 

Então você quer comparar com Cartas de Ivo Jima ou A Conquista da Honra, os 2 dirigidos por Eastwood. Esses são os mais atuais. Mas prefiro os de Eastwood porque eles são filmes mais diretos. Bigelow nesse filme parece que sai um pouco da tradição dos filmes de guerra que geralmente são marcados como filmes de muita ação. O que esse filme mostra é apenas o cotidiano de um grupo de soldados especializados em desativação de bombas e o filme se concentra nisso, se concentra naqueles 3 soldados e só.

 

Esses dois filmes de Eastwood são aborrecidíssimos. Não trazem nada de novo para as fileiras desse gênero.

Sem falar que "The Hurt Locker" trabalha com um produto quente.  A abordagem, qualquer que seja, é de vanguarda. Já Eastwood fala da segunda guerra para ecoar no século XXI, mas não me convence.

Continuo achando que essa década foi fraquíssima em filmes de guerra. E, sobre o conflito do Iraque, "Redacted" e "Guerra ao Terror" são os melhores. Mas têm defeitos.

Vem aí "Green Zone", mas duvido que o mal de parlkinson do Greengrass mude essa situação.

 

Não que Ivo Jima tenha sido bom, mas pelo menos Eastwood foi mais direto no filme. E sobre essa década, em se tratando de filmes de guerra, foi uma década ruim mesmo conforme você disse.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Cartas de Iwo Jima pode não trazer nada de novo sob o prisma formal' date=' mas quantos filmes de estúdio americanos são feitos sobre o "inimigo", rodados em outra língua e tem uma mensagem tão fortemente conciliadora?

 

O pessoal só pensa em forma, forma, forma e esquece o coração, a alma dos filmes.

 

[/quote']

 

Mais um motivo de eu preferir Ivo Jima do que The Hurt Locker.

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Filme ATUAIS cara. Não tô falando de clássicos. inclusive' date=' lá atrás eu já disse isso.
[/quote']

Então você quer comparar com Cartas de Ivo Jima ou A Conquista da Honra, os 2 dirigidos por Eastwood. Esses são os mais atuais. Mas prefiro os de Eastwood porque eles são filmes mais diretos. Bigelow nesse filme parece que sai um pouco da tradição dos filmes de guerra que geralmente são marcados como filmes de muita ação. O que esse filme mostra é apenas o cotidiano de um grupo de soldados especializados em desativação de bombas e o filme se concentra nisso, se concentra naqueles 3 soldados e só.

 

Vem aí "Green Zone", mas duvido que o mal de parlkinson do Greengrass mude essa situação.

 

Não tenho nenhum problema com o mal de parkinson de Greengrass. 06 Só vi 2 filmes dele. Vôo United 93 acho um grande trabalho de direção e edição. Ultimato Bourne não fica atrás...

 

 
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...