Jump to content
Forum Cinema em Cena

Este é o Meu Garoto (A Falência de Adam Sandler)


Gustavo Oliveira
 Share

Recommended Posts

Estreia Direto em DVD e Blu Ray em Dezembro de 2012.

 

 

Perdi tempo assistindo a esse filme muito fraco, e posso dizer que

 

A nova comédia do decadente Adam Sandler, “Este é o meu Garoto”, teve seu lançamento em nossos cinemas cancelado pela Columbia Pictures e também não é para menos. Apostando num estilo trash de desenvolver sua historinha ridícula, o roteiro de David Caspe, Ken Marino e David Wain só não transforma o filme num desastre total porque ele faz piada de si próprio.

 

Enquanto ainda era adolescente, Donny (Adam Sandler) se envolveu com sua “tarada” professora e, consequentemente, foi pai de um menino chamado Todd (Andy Samberg), que criou sozinho até completar 18 anos. Porém, depois de ficarem sem se ver durante anos, o mundo de Todd acaba desabando na véspera do seu casamento, quando Donny aparece de repente sem ter sido convidado. Tentando desesperadamente se reconectar com seu filho, Donny agora é forçado a lidar com as repercussões de não ter sido um bom pai.

 

Caracterizando um personagem mais medonho do que o outro (como se esquecer das irritantes gêmeas de “Cada um tem a Gêmea que Merece”!), Sandler volta a repetir sua esgotada fórmula de humor “forçado”, fazendo com que, desta forma, tenhamos certeza de que os bons dias do ator, que algum dia já teve um pequeno prestígio, já acabaram. Em “Este é o Meu Garoto”, seu personagem não é só ridículo e irritante, assim como comprometedor aos momentos promiscuamente engraçados. Com isso, a cada minuto que se passa, acompanhamos o desenrolar do patético roteiro acerca de uma trama vazia e repleta de clichês (não irei mencionar a direção de Sean Anders, que, aqui, não faz a mínima diferença); porém, como não poderia ser diferente, várias cenas de “humor pastelão” e chanchadas em excesso permeiam a narrativa, conseguindo, em alguns momentos, arrancar aquela risadinha do espectador. Mas é só. Rapidamente a pouca graça vai se esgotando e, à medida que isso aumenta, o roteiro recorre a elementos depreciativos e extremamente desnecessários; afinal, nesta comédia o exagero começa na caracterização dos personagens e vai até a conclusão apelando para recursos que uma vez já fizeram rir, mas que hoje não se apresentam, nem de longe, bem sucedidos – ou pelo menos neste filme.

 

Além de Sandler, para piorar, os demais atores também não ajudam em nada, principalmente o fraquíssimo Andy Samberg (que aqui faz o filho Todd), comprometendo desde já sua carreira. Enfim, as poucas risadas somente irão ser proporcionadas caso você não leve a sério esta comédia; no mais, não há motivo para assistir, digo, perder tempo. Adam Sandler, definitivamente, precisa de novos ares; e quem sabe sua saída da Happy Madison Productions, após seu mais recente fracasso, não seja um bom começo.

 

 

Nota: 2 de 10.

 

 

Somente assista se curtir muito o estilo do ator, estiver com muita disposição e adorar um filme trash! ;) Caso o contrário, recomendo que fuja!

Link to comment
Share on other sites

 

 

Vou ser sincero, nunca achei o Adam Sandler engraçado.

 

Idem !

Talvez fazer graça não seja a dele, pq vi um único filme,  em que ele aparece suportável não era comédia.

Até mesmo em Eric Bana me fez rir mais que ele ("Funny  People")

 

 

 

 

Sandler é cria do saturday Live e tem plateia cativa nos States...infelizmente.

sobre esse filme do topico, é uma bosta mesmo! so se salva a trilha sonora oitentista e a ponta divertidissima do Vanila Ice, interpretando ele mesmo..ou seja, uma estrela no ostracismo..

 

Apesar de suas comedias intragaveis, qdo resolve investir em dramas Sandler se dá bem... vide "Reighn Over Me"..

 

reign+over+me.jpg

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Tem algumas coisas bem engraçadas nesse aqui; o problema é que tb tem as bobagens típicas dessas comédias "politicamente incorretas" do Sandler. Não digo que achei uma porcaria, mas tenho quase certeza de que, se fosse outro o ator principal e o filme se concentrasse em explorar o humor não-Sandler, teria saído um filme bem engraçado.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...