Jump to content
Forum Cinema em Cena

Gust84

Members
  • Content count

    2,069
  • Joined

  • Last visited


Reputation Activity

  1. Like
    Gust84 got a reaction from Jorge Soto in Os Vingadores 3: Guerra Infinita   
    BABEI NESSE CARTAZ A MÃO QUE COMPRA INGRESSO NO IMAX CHEGA A TREMER
  2. Thanks
    Gust84 reacted to Jorge Soto in Turma da Mônica - Laços (Live Action - 2018)   
    Pena do Maurício, espécie de Stan Lee tupiniquim, morar neste Brasil. O cara criou um universo com elementos tupiniquins próprio, rico e independente, quinem Walt Disney. Se fosse ianque já tinha faz tempo filme do Bidu, do Piteco, do Penadinho, do Astronauta, da Tina, do Capitão Feio, etc..
  3. Haha
    Gust84 got a reaction from Jailcante in Os Vingadores 3: Guerra Infinita   
  4. Confused
    Gust84 got a reaction from CharlesEmave in Batman - The Killing Joke (Animação)   
    Assistido, infelizmente não tem 30% da força da hq.
    Primeira parte desnecessária.
    Enfim.
    Após o pessoal assistir, comento com spoiler.
  5. Like
    Gust84 reacted to Questão in Os Vingadores 3: Guerra Infinita   
    Extra diegeticamente, com certeza. Mas não vejo o herói assumindo papel de liderança na equipe, e acho que suas aventuras solo serão muito localizadas no próprio universo particular dele, diferente dos filmes do Capitão ou mesmo do Thor, que tem um impacto no UCM como um todo.
     Os "manda chuva" da equipe após VINGADORES 4 devem ser mesmo Pantera Negra, Dr. Estranho e Capitã Marvel. O aranha, acredito eu, pode se tornar o coração da equipe, o cara que aterra esses seres superpoderosos, mais ou menos o papel que o Capitão tem agora, mas sem a liderança do mesmo.
  6. Like
    Gust84 got a reaction from Jailcante in Viuva Negra   
    Viúva Negra é nossa BOURNEGIRL.
    Filme tem que ser parrudo e mais sério.
    (quero direitos por inventar essa nomenclatura)
  7. Thanks
    Gust84 reacted to primo in Superman - O Homem de Aço 2 (20??)   
    Acompanhar um personagem na tela se torna ainda mais interessante quando podemos compreender suas motivações e, nas novas posturas e nos cenários onde ele passa a transitar, enxergar o resultado do que ele é, do seu passado, da sua essência etc. Quando eu vi a versão que Snyder tinha para o Luthor, eu sabia que não era, em um primeiro momento, o que eu torcia para ver na tela. Porém, eu apostei nessa versão. Eu queria ver o que ela tinha para oferecer. Se fosse para ele ser visto futuramente como a maioria se acostumou pela mídia original e outras, eu torcia para que fosse algo mais natural e um pouco mais gradativo. Quem sabe até mostrando esse caminho, também, a partir de uma mudança mais sutil de vestuário. Na cena pós-crédito - e eu já ciente do lamento de alguns fãs - acabei vendo exatamente o que eu temia: uma mudança mais radical, exatamente em características que alguns apontavam como necessidade. O terno impecável, o barco, as mulheres, as taças. Ao contrário do caminho sutil pelo qual eu torcia, vi um cenário que soou fake, como um produto fácil de um estúdio que, pelo que parece, rendeu-se com pouco conteúdo. O quase insulto, acho, é por me ver em determinado momento como parte de um público que, na visão do estúdio, é algo menor, menos capaz e menos exigente.
  8. Confused
    Gust84 got a reaction from Mozts in Westworld (Domingo na HBO)   
    Fechado.
    Muita maluquice.
    Vou esperar os colegas terminarem, pra gente conjecturar juntos.
  9. Thanks
    Gust84 got a reaction from primo in Pantera Negra (15/02/2018)   
    Assistido em sala XD.
     
    Eu, como disse tanto no filme, do Thor, quando na nova aventura dos Guardiões, estou saturando aos poucos dos filmes de herois. Prevejo as piadas, prevejo o timing, prevejo a maioria dos arcos dos personagens, enfim, prevejo a fórmula. O que faz com que a experiência não seja a mesma, o que antes acontecia comigo nos materiais de publicidade antes da estreia da obra, agora acontece comigo, na própria obra o que me deixa triste, por que parece que não aproveito inteiramente o filme.
    Dito isso, ainda que seja possível prever cada passo e para aonde vai cada personagem, é impossível não admirar o contexto em que essa fórmula foi introduzida. De maneira muito inteligente e perspicaz conseguiram, fazer um filme de super herois, em que há um debate muito interessante e atual sobre identidade, tolerância, racismo, cultura e sobre tudo que atualmente engloba este assunto.

    Introduziram de maneira muito inteligente o universo de Wakanda na sociedade atual, e todos os conflitos que isso pode acontecer são debatidos de forma orgânica e profunda. Vemos  todos os lados, conseguimos entender o que se passa na cabeça dos mocinhos e dos vilões, e mais: aqui, o vilão não gera uma ameaça global, mas sim uma ameaça real de mudança de perfil, de reflexão e de condução desta cultura, nos fazendo realmente nos preocupar com o destino daqueles personagens.

    Sobre o filme em si, é muito legal ver um filme que não soa periférico no Universo Marvel, e que parece ter capacidade de levantar uma franquia própria. Diferente dos homens formigas e doutores estranhos, o Universo de Wakanda é visto, explicado e explorado por nós de forma que nos importamos e muito com aquele povo e aquela cultura. Tecnicamente embasbacante, a fotografia é muito bonita e suas tomadas amplas nos dão noção da imensidão do Universo e da união entre o velho e o novo. O filme caminha sozinho, tem sua própria agenda mas ouso dizer, que nada disso seria possível tirar do plano das ideias e do "quase" se não fosse por seu forte elenco.
    Danai Gurira devora suas cenas, e nos convence não só por sua presença física impressionante, mas com carisma e princípios dos quais jamais irá se desincumbir. É um personagem que tem tudo pra crescer, não só no Universo do Pantera Negra, como no próprio MCU. Lupira Nyong´o mostra toda a juventude e inquietude de alguém à frente no seu ramo e tem sua importância além de um simples alívio cômico. Michael B Jordan e seu carisma absurdo em tela trás um ótimo vilão com um dos melhores arcos do MCU, o que nos leva a Chadwick Boseman. 

    Eu não tinha achado nada demais em seu personagem em Guerra civil, mas aqui tivemos tempo pra entender a ótima composição de T´Challa. Um homem dividido entre ser quem ele é e ser o rei, com conflitos reais, reflexões pertinentes e que podemos transferir para inúmeras situações cotidianas de nossa vida. Um acerto em sua composição é baixar o tom de voz, sempre sereno, mostrando que não é necessário nada mais que isso para ser respeitado ou mostrar um ponto de vista, e ainda quando necessário sair desse tom, tornar o impacto ainda maior. Gostei muito dele. Não havia lido nada especificamente do Pantera, a não ser participações em outras histórias das Hq´s, mas despertou muito a minha curiosidade.

    Enfim, é um filmaço, que talvez "perca" peso por estar dentro do Universo cinematográfico da Marvel, vejo quase como uma ideia "subutilizada" em detrimento de seu potencial enorme. 
    Me peguei pensando que não achei nenhuma cena de ação super épica ou bem conduzida, mas que neste filme, de alguma maneira, não fez falta. Sua importância está muito além de explosões e perseguições. 

    Acho que é por aí. Tentei não dar spoilers e segue o baile!
  10. Haha
    Gust84 got a reaction from Questão in Spawn (Novo Filme)   
    Você tem sorte de não lembrar dos exércitos de SPAWNS, ou do MALEBOLGIA, haha.
    Farei esse desfavor:
     
  11. Like
    Gust84 reacted to SergioBenatti in Oscar 2018: Previsões   
    Gosto muito também, mas quando mal jogado torna-se o pior esporte do mundo. Fora a selvageria recorrente como a do "clássico da paz" entre "Vitória x Bahia". Em nenhum outro esporte há cenas como aquelas.
  12. Thanks
    Gust84 got a reaction from primo in Pantera Negra (15/02/2018)   
    Assistido em sala XD.
     
    Eu, como disse tanto no filme, do Thor, quando na nova aventura dos Guardiões, estou saturando aos poucos dos filmes de herois. Prevejo as piadas, prevejo o timing, prevejo a maioria dos arcos dos personagens, enfim, prevejo a fórmula. O que faz com que a experiência não seja a mesma, o que antes acontecia comigo nos materiais de publicidade antes da estreia da obra, agora acontece comigo, na própria obra o que me deixa triste, por que parece que não aproveito inteiramente o filme.
    Dito isso, ainda que seja possível prever cada passo e para aonde vai cada personagem, é impossível não admirar o contexto em que essa fórmula foi introduzida. De maneira muito inteligente e perspicaz conseguiram, fazer um filme de super herois, em que há um debate muito interessante e atual sobre identidade, tolerância, racismo, cultura e sobre tudo que atualmente engloba este assunto.

    Introduziram de maneira muito inteligente o universo de Wakanda na sociedade atual, e todos os conflitos que isso pode acontecer são debatidos de forma orgânica e profunda. Vemos  todos os lados, conseguimos entender o que se passa na cabeça dos mocinhos e dos vilões, e mais: aqui, o vilão não gera uma ameaça global, mas sim uma ameaça real de mudança de perfil, de reflexão e de condução desta cultura, nos fazendo realmente nos preocupar com o destino daqueles personagens.

    Sobre o filme em si, é muito legal ver um filme que não soa periférico no Universo Marvel, e que parece ter capacidade de levantar uma franquia própria. Diferente dos homens formigas e doutores estranhos, o Universo de Wakanda é visto, explicado e explorado por nós de forma que nos importamos e muito com aquele povo e aquela cultura. Tecnicamente embasbacante, a fotografia é muito bonita e suas tomadas amplas nos dão noção da imensidão do Universo e da união entre o velho e o novo. O filme caminha sozinho, tem sua própria agenda mas ouso dizer, que nada disso seria possível tirar do plano das ideias e do "quase" se não fosse por seu forte elenco.
    Danai Gurira devora suas cenas, e nos convence não só por sua presença física impressionante, mas com carisma e princípios dos quais jamais irá se desincumbir. É um personagem que tem tudo pra crescer, não só no Universo do Pantera Negra, como no próprio MCU. Lupira Nyong´o mostra toda a juventude e inquietude de alguém à frente no seu ramo e tem sua importância além de um simples alívio cômico. Michael B Jordan e seu carisma absurdo em tela trás um ótimo vilão com um dos melhores arcos do MCU, o que nos leva a Chadwick Boseman. 

    Eu não tinha achado nada demais em seu personagem em Guerra civil, mas aqui tivemos tempo pra entender a ótima composição de T´Challa. Um homem dividido entre ser quem ele é e ser o rei, com conflitos reais, reflexões pertinentes e que podemos transferir para inúmeras situações cotidianas de nossa vida. Um acerto em sua composição é baixar o tom de voz, sempre sereno, mostrando que não é necessário nada mais que isso para ser respeitado ou mostrar um ponto de vista, e ainda quando necessário sair desse tom, tornar o impacto ainda maior. Gostei muito dele. Não havia lido nada especificamente do Pantera, a não ser participações em outras histórias das Hq´s, mas despertou muito a minha curiosidade.

    Enfim, é um filmaço, que talvez "perca" peso por estar dentro do Universo cinematográfico da Marvel, vejo quase como uma ideia "subutilizada" em detrimento de seu potencial enorme. 
    Me peguei pensando que não achei nenhuma cena de ação super épica ou bem conduzida, mas que neste filme, de alguma maneira, não fez falta. Sua importância está muito além de explosões e perseguições. 

    Acho que é por aí. Tentei não dar spoilers e segue o baile!
  13. Like
    Gust84 got a reaction from SergioBenatti in Qual Livro Você Está Lendo?   
    Estou na metade do segundo volume escrito por Marti Perarnau, sobre o PEP GUARDIOLA:
     
    O primeiro livro já era impressionante, e este é só para suprir o gosto de quero mais que aquele deixa. É absurda a importância que esse cara tem para o futebol, e a maneira que ele o encara é espetacular. Ouso dizer que uma pessoa que sequer ouviu falar do esporte, que detesta futebol, se ler estes livros ficará no mínimo intrigado ou curioso.
    Guardiola troca figurinhas com atletas olímpicos, psicólogos, escritores, chefs de cozinha, do mundo todo, sempre em prol de seu crescimento como profissional.
    De um jantar com Woody Allen, com conversas com Ferran Adria, ao JOGO, e que jogo. Amo futebol pra mim estes livros se tornaram livros de cabeceira, tenho vontade de ler eternamente sobre a mente desse maluco.
  14. Thanks
    Gust84 got a reaction from primo in Pantera Negra (15/02/2018)   
    Assistido em sala XD.
     
    Eu, como disse tanto no filme, do Thor, quando na nova aventura dos Guardiões, estou saturando aos poucos dos filmes de herois. Prevejo as piadas, prevejo o timing, prevejo a maioria dos arcos dos personagens, enfim, prevejo a fórmula. O que faz com que a experiência não seja a mesma, o que antes acontecia comigo nos materiais de publicidade antes da estreia da obra, agora acontece comigo, na própria obra o que me deixa triste, por que parece que não aproveito inteiramente o filme.
    Dito isso, ainda que seja possível prever cada passo e para aonde vai cada personagem, é impossível não admirar o contexto em que essa fórmula foi introduzida. De maneira muito inteligente e perspicaz conseguiram, fazer um filme de super herois, em que há um debate muito interessante e atual sobre identidade, tolerância, racismo, cultura e sobre tudo que atualmente engloba este assunto.

    Introduziram de maneira muito inteligente o universo de Wakanda na sociedade atual, e todos os conflitos que isso pode acontecer são debatidos de forma orgânica e profunda. Vemos  todos os lados, conseguimos entender o que se passa na cabeça dos mocinhos e dos vilões, e mais: aqui, o vilão não gera uma ameaça global, mas sim uma ameaça real de mudança de perfil, de reflexão e de condução desta cultura, nos fazendo realmente nos preocupar com o destino daqueles personagens.

    Sobre o filme em si, é muito legal ver um filme que não soa periférico no Universo Marvel, e que parece ter capacidade de levantar uma franquia própria. Diferente dos homens formigas e doutores estranhos, o Universo de Wakanda é visto, explicado e explorado por nós de forma que nos importamos e muito com aquele povo e aquela cultura. Tecnicamente embasbacante, a fotografia é muito bonita e suas tomadas amplas nos dão noção da imensidão do Universo e da união entre o velho e o novo. O filme caminha sozinho, tem sua própria agenda mas ouso dizer, que nada disso seria possível tirar do plano das ideias e do "quase" se não fosse por seu forte elenco.
    Danai Gurira devora suas cenas, e nos convence não só por sua presença física impressionante, mas com carisma e princípios dos quais jamais irá se desincumbir. É um personagem que tem tudo pra crescer, não só no Universo do Pantera Negra, como no próprio MCU. Lupira Nyong´o mostra toda a juventude e inquietude de alguém à frente no seu ramo e tem sua importância além de um simples alívio cômico. Michael B Jordan e seu carisma absurdo em tela trás um ótimo vilão com um dos melhores arcos do MCU, o que nos leva a Chadwick Boseman. 

    Eu não tinha achado nada demais em seu personagem em Guerra civil, mas aqui tivemos tempo pra entender a ótima composição de T´Challa. Um homem dividido entre ser quem ele é e ser o rei, com conflitos reais, reflexões pertinentes e que podemos transferir para inúmeras situações cotidianas de nossa vida. Um acerto em sua composição é baixar o tom de voz, sempre sereno, mostrando que não é necessário nada mais que isso para ser respeitado ou mostrar um ponto de vista, e ainda quando necessário sair desse tom, tornar o impacto ainda maior. Gostei muito dele. Não havia lido nada especificamente do Pantera, a não ser participações em outras histórias das Hq´s, mas despertou muito a minha curiosidade.

    Enfim, é um filmaço, que talvez "perca" peso por estar dentro do Universo cinematográfico da Marvel, vejo quase como uma ideia "subutilizada" em detrimento de seu potencial enorme. 
    Me peguei pensando que não achei nenhuma cena de ação super épica ou bem conduzida, mas que neste filme, de alguma maneira, não fez falta. Sua importância está muito além de explosões e perseguições. 

    Acho que é por aí. Tentei não dar spoilers e segue o baile!
  15. Like
    Gust84 got a reaction from Questão in Venom (Tom Hardy, 2018)   
    Gostei do elenco, mas o trailer achei nhé.
    Nhé pra caraleo.
    hahaha
  16. Like
    Gust84 reacted to conan in Missão Impossível - Efeito Fallout (27/07/2018)   
    Gosto da franquia. O primeiro é clássico. Mas tirando ele, os últimos foram melhores que os primeiros. E este daí passa um ar mais pé no chão.
    É mais divertido e se leva menos a sério que os Bourne da vida, e é mais atual que um James Bond da vida. James Bond está meio anacrônico. Ethan Hunt é fodão, mas apanha e sua a camisa para fazer acontecer, e leva uma vida mais outsider. E o elenco feminino não serve apenas de interesse romântico.
  17. Like
    Gust84 got a reaction from SergioBenatti in Qual Livro Você Está Lendo?   
    Eu terminei a algumas semana a  " Onda que se ergueu no mar" do Ruy Castro:

    Obra que segue a mesma deliciosa narrativa do "chega de saudade - a história e as historias da bossa nova". Eu gosto muito da forma como o Ruy Castro nesse livro descreve músicas, e traduz o que a Bossa Nova fez. Muito acertada a crítica que faz do Brasil em insistir em colocar a Bossa nova no passado, nos "tempos dela", e não a considerar como um gênero como todos os outros.
    Faz uma análise interessante do coitadismo e da cabeça dura nossa em não reconhecer Tom Jobim e João Gilberto como grandes ícones da música mundial. Enfim, leitura deliciosa, cheia de cultura inútil pra gente poder falar em roda de cerveja e amigos. Desde os tempos de Briggite Bardot em búzios, até os hábitos nada comuns de João Gilberto.
    Leitura fácil, deliciosa e quase torturante, por que a cada página você quer pesquisar mais sobre estes artistas, sobre essas influências, e até sobre a influência das influências.
  18. Like
    Gust84 reacted to primo in Gotham City Sirens de David Ayer   
    Três filmes com a Harley, diz site
    De acordo com informações do The Wrap, estão em desenvolvimento três filmes com a participação de Margot Robbie interpretando a
    Arlequina, e Gotham City Sirens não está listado.
    O site afirma que a personagem estará em Esquadrão Suicida 2, que deve mostrar a equipe lutando contra o Adão Negro (Dwayne Johnson).
    O segundo é um longa sobre as Aves de Rapina. O The Wrap diz que Robbie está interessada em fazer o projeto após pesquisar várias HQs. A ideia é que o filme tenha a Arlequina junto com outras heroínas e vilãs da DC. Christina Hodson é a responsável pelo roteiro.
    Já a terceira produção é Joker vs. Harley, descrito pelo site como um Sr. e Sra. Smith com Arlequina e Coringa. Gleen Ficarra e John Requa são os roteiristas e diretores da produção. 
  19. Like
    Gust84 reacted to Questão in A Garota na Teia de Aranha (Fede Alvarez - 05/10/2018)   
    Pior é que a justificativa para a tal troca de elenco é muito debil.
  20. Like
    Gust84 got a reaction from Questão in A Garota na Teia de Aranha (Fede Alvarez - 05/10/2018)   
    Uma notícia de merda, essa alteração de elenco e direção.
    Já li o livro e é muito bom, pra variar. Mas não se sustenta sem a bagagem da trilogia original.
    Eu gosto demais dos livros e do filme do fincher.
    Por sinal será lançado um 5 volume em 2018.
  21. Like
    Gust84 reacted to Questão in The Punisher (Netflix/Série)   
    Pô, mas gerou a cena mais foda da temporada na minha opinião, que foi a vingança do Frank pra cima do Rawlins
    Senti que foi um jeito do Russo "honrar" a amizade que tinha com o Frank, já que ele pede pra ser morto pelo Billy e não pelo Rawlins. Fora que acho que o Billy sentiu que o Rawlins tava prestes a descartar ele.
     
    Mas no geral, concordo com você, GUST.
  22. Like
    Gust84 got a reaction from Questão in The Punisher (Netflix/Série)   
    Visto e terminado.
    O que eu havia dito que tinha me incomodado sobre o core do personagem, achei que pagou bem no roteiro que fizeram. No fim, entendi o ritmo mais lento ou "arrastado", e acho que funcionou para o personagem. Atualizaram em todos os sentidos o Justiceiro e aproveitaram tudo de atual que existe, para transformar o personagem que é de certa forma super piegas, num debate bem interessante e atual em diversas camadas.
    Sobre o justiceiro, eu gostei muito do Jon Bernthal como o justiceiro, só achei que as vezes a atuação, em alguns momentos, passou um pouquinho do ponto. Muito resmungo que em algumas situações me tirava da tensão. Mas no geral tudo funcionou muito bem. A dinâmica dele com o Micro foi bem pensada e conseguiram justificar alguém entender e estar do lado dele nessa guerra que ele comprou pra si.
    No caso do personagem do Retalho eu acho que fizeram o que deu, mas em nenhum momento eu o vi como o antagonista de verdade. Entendi o que quiseram fazer, mas ainda assim algumas atitudes dele não se justificaram pra mim pra chegar no ponto que foi, ainda mais ao final ele "ajudando" o Frank com o Caolho. Talvez agora, na nova temporada com ele sendo apenas vilão e traumatizado com seu fim, a coisa funcione melhor poderiam até dar um ar mais psicótico no sentido que ele mutila pessoas bonitas por que ele não pode mais ser, sei lá.
    Uma grata surpresa pra mim foi o rapaz surtado lá. Tudo que envolvia ele era tenso e com bagagem, dava pra acreditar nos traumas enfrentados e no que a guerra é capaz de fazer com alguém. 
    Em questões técnicas não há o que falar. A série é feita com carinho, com muito detalhe.
    Por fim, colocaria junto com defensores a terceira força das séries da Marvel. Nada vai superar a primeira temporada de demolidor pra mim, e acho que a primeira de Jessica Jones algo muito único. Mas teve qualidades suficientes pra me fazer esperar a segunda temporada.
  23. Like
    Gust84 got a reaction from Jailcante in Viuva Negra   
    Viúva Negra é nossa BOURNEGIRL.
    Filme tem que ser parrudo e mais sério.
    (quero direitos por inventar essa nomenclatura)
  24. Haha
    Gust84 got a reaction from Jailcante in Liga da Justiça (2017) #2   
    Daqui a pouco vemos o rick nos estúdios com um cartaz:
    DEVOLVAM MEU BATMAN - DEVOLVAM MEU BALE - DEVOLVAM MEU NOLAN
    Quem viver, verá.
  25. Haha
    Gust84 got a reaction from Jailcante in Liga da Justiça (2017) #2   
    Daqui a pouco vemos o rick nos estúdios com um cartaz:
    DEVOLVAM MEU BATMAN - DEVOLVAM MEU BALE - DEVOLVAM MEU NOLAN
    Quem viver, verá.
×